O Mal Resulta Em Mais Avanço Do Que O Bem

Dr. Michael LaitmanPergunta: Basta simplesmente reconhecer o fato de que tudo o que acontece é enviado do Alto, ou a pessoa deve fazer outra coisa?

Resposta: Não basta apenas dizer que tudo vem do Alto. Há muitas pessoas que falam dessa forma. Mas o que importa não é o que a pessoa diz, mas como ela reage.

Será que este reconhecimento de que tudo vem do Alto me obriga a alcançar essa fonte? Será que eu percebo tudo o que acontece como a linguagem do Criador, através da qual Ele fala comigo, e será que eu tento mudar, de modo a me tornar como Ele, ou estou apenas dizendo que tudo isso vem do Alto?

Se eu entendo que tudo vem do Alto, ambos os eventos agradáveis e desagradáveis, que me aproximam do Criador, então não faz diferença que tipo de impacto isso tem sobre mim, porque eu quero chegar mais perto Dele. Ele pode me bater, e eu quero fugir Dele e esquecê-Lo. Mas eu devo subir acima do meu ego e dizer que não importa para mim como Ele me afeta: se é bom ou ruim para o meu ego.

Eu sempre quero me aproximar Dele, para que o bem e o mal tenham relevância para o meu ego e não apenas para mim mesmo, não para a minha consciência. E pode ser que o mal me avance para o Criador mais do que o bem. Então, Ele vai me enviar mais mal, e eu vou subir acima dele.

Diz-se que “Aqueles que amam o Criador odeiam o mal”, porque o mal é considerado não o problema ou os golpes que eu sinto. Se algo me afasta do Criador, isso é chamado de mal, e se isso me leva para mais perto do Criador, então isso é chamado de bom.

Então, isso me corrige até certo ponto; eu começo a sentir prazer por avançar em direção ao Criador, mesmo por meio de golpes. E eu sofro se algo me afasta Dele, mesmo que seja agradável. Se eu consigo algum tipo de prazer físico, levo isso em conta e entendo que estou distante do Criador através disso, então isso me faz sofrer.

É assim que uma pessoa começa a mudar os desejos egoístas, corporais e bestiais, em desejos que dependem da proximidade ou distância do Criador, que são chamados de vasos de doação. Nós precisamos passar por esse processo.

Se uma pessoa se move de desejos como estes para outros, isso significa que ela está cruzando o Machsom e entrando no trabalho em prol da doação, em Lishma. Ela agora leva a cabo todas as ações apenas em prol do avanço, sente todo o avanço como prazer e já não sente os golpes. Ela já está desprendida do seu ego através do qual os golpes passam, e recebe prazer apenas do avanço.

Isso pode parecer difícil, complicado e difícil de compreender de um ponto de vista psicológico, mas não se preocupe, isso é possível e nós vamos chegar a isso. Nós já estamos preparados para absorver, compreender e começar a realizá-lo.

Da Convenção na França “Um por Todos e Todos por Um”, Dia Dois 10/05/14, Lição 4

Comente