Muita Insignificância

Dr. Michael LaitmanOpinião (Michael Khazin, economista): “A sociedade moderna se caracteriza por uma contradição extrema: o seu sistema de controle é baseado no princípio feudal (vertical e rígido), mas a elite é construída por linhas tribais. Pode-se entrar na elite tribal só pelo sangue, ou seja, pelo casamento”.

“Como resultado, surgem vários problemas. Eles costumavam ser resolvidos através do aumento do número de pessoas ricas – a elite financeira. Devido ao estímulo do crédito, o número de pessoas ricas aumentou dez vezes, em relação ao montante que a economia pode sustentar”.

“Isso acalmou pessoas talentosas e enérgicas. Seu verdadeiro papel é servir à elite. Seu surgimento foi um mecanismo para reduzir as tensões sociais e de gestão”.

“Esta situação acabou. Mas o que pode ser feito com o ativo, mas que ainda não é rico? Afinal, se, na última década a parcela da renda total, que o setor financeiro redistribui a seu favor, aumentou cinco vezes, e conforme a crise se desenvolve, a economia dos países desenvolvidos cai pela metade, então o setor financeiro será reduzido de dez vezes”.

“Eles podem minar o Estado moderno e sua elite, pelo menos sob o pretexto de que a elite tem permitido a crise, com a qual eles não sabem o que fazer”.

“Os funcionários que foram alimentados pela elite estão se tornando seu pior inimigo”.

“O conflito entre a elite e aqueles a quem ela nutria vai se tornar a base para a destruição da sociedade ocidental e da ideologia liberal. A sociedade tradicional pode se tornar uma alternativa para o nouveau riche”.

Meu Comentário: Não pode haver qualquer alternativa. Não há lugar para conjecturas; há apenas uma única solução: reestruturar a própria sociedade para valores verdadeiramente liberais, através do método de educação integral e da sabedoria da conexão.

Comente