Eu Quero Continuar!

Dr. Michael LaitmanÉ impossível verificar e julgar nossos estados de acordo com nossos sentimentos. Uma mulher grávida pode não se sentir tão bem às vezes, mas será que ela quer abortar? Pelo contrário, ela quer continuar! O objetivo é ser mãe, ter um filho e manter o bebê em seus braços, e isso compensa e justifica toda a dor e o desconforto que ela sente.

O corpo sofre, todo o período da gravidez e do parto não é fácil e pode ser trágico, perigoso e crítico. Se um alienígena do espaço exterior, que não conhece nada sobre a nossa vida na terra, visse isso, ficaria chocado com a tortura que a pobre mulher está sendo submetida, mas nós estamos felizes e satisfeitos com todo o processo da gravidez e do nascimento de um bebê.

Nós estamos avançando em direção ao nascimento de um novo nível. Portanto, o que nos falta para sermos feliz em todos os estados? Nós devemos ver “Tu preparas uma mesa diante de mim na presença dos meus adversários”, como diz em Salmos 23: “meus inimigos”, que estão em mim, para que eles o vejam. Eu não quero tranquilizá-los por isso e vice-versa, mas sim, provocá-los e louvar a meta.

Se você não sente uma impressão maior do que a que sentiu ontem, isso significa que você não tem o apoio do grupo. Todo o grupo não tem a força da unidade, a fim de capacitar cada indivíduo e todos juntos, a fim de sobreviver ao estado atual.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 31/12/13, Lição sobre o Tema: Preparação para a Convenção

Comente