Amor Paternal

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar“, Item 33: E você deve saber que qualquer contentamento do nosso Criador de doar às Suas criaturas depende da medida em que as criaturas O sentem: que Ele é o doador e que Ele é quem as deleita. Pois assim Ele recebe grande prazer delas, como um pai brincando com seu filho amado…

…Na medida em que o filho sente e reconhece a grandeza e a exaltação do seu pai, e seu pai lhe mostra todos os tesouros que ele tinha preparado para ele ….que para este contentamento e prazer com todos aqueles, foram dignos Dele criar todos os mundos, Superiores e inferiores da mesma forma.

Por meio desses mundos nós alcançamos a consciência do Criador, a consciência de Suas ações, e na medida em que nós os descobrimos, nós os apreciamos. Nós apreciamos a consciência da grandeza, a consciência da totalidade do Criador e de Suas atividades, pois em nossa percepção é a mesma coisa, e com isso, damos satisfação a Ele.

Por isso, também é agradável para um pai o filho que reconhece sua grandeza mais e mais, que ele é bom, benévolo e amoroso. Para isso, o filho também se torna melhor, torna-se como o pai, e, precisamente dessa forma ele se torna consciente de si e sente prazer com isso. Em nosso mundo não é assim: aqui, não importa o quanto você dá para as crianças, isso não garante a sua correta reação em troca.

Por outro lado, na espiritualidade o Criador criou um sistema correto de relações mútuas. O filho deve ser como o pai de acordo com a equivalência de forma, e é precisamente isso que faz com que seja possível para ele estar ciente do amor e da sabedoria do pai que faz tudo pelo filho, mas com a condição de que o filho possa receber todo o bem do pai sem que isso o prejudique, muito pelo contrário, que ele avance para um estado melhor.

Isto é, que você deve se preocupar com a educação. E só no âmbito da educação o filho vai alcançar prazer em sua vida. E seu prazer será em prol da doação. Assim, através deste processo, ele vai se tornar ciente do pai e do seu amor por ele.

E o próprio pai remove suas ações e sofre com isso. Ele quer dar ao filho tudo de bom, mas está pronto apenas para remover e só para que o filho tenha a oportunidade de se corrigir gradualmente através da correta educação, e desta forma ele recebe prazer do trabalho, das ações no estado que é completamente oposto ao seu desejo egoísta original.

Da 4a parte da Lição Diária de Cabalá 20/01/14, Escritos do Baal HaSulam

Comente