A Independência É Possível Na Terra De Israel?

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Um Discurso para a Conclusão do Zohar”: A questão é que o Criador tirou nossa terra santa dos estrangeiros e nos deu de volta, mas nós não temos recebido a terra em nossa própria autoridade, desde que ainda não chegou o momento da recepção…

Afinal, não temos nenhuma independência econômica, e não há independência política sem independência econômica.

Não apenas aqueles na Diáspora não estão inclinados a vir até nós e deliciar-se com a redenção, mas uma grande parte daqueles que têm sido resgatados e que já estão habitando entre nós, estão esperando ansiosamente se livrar desta redenção e retornar à Diáspora de onde vieram.

Em primeiro lugar, isto fala sobre aquelas pessoas que, no sentido físico, são descendentes dos judeus que atingiram a espiritualidade dois mil anos atrás e passaram de geração em geração no exílio até os nossos dias.

Além disso, lado isto é para todos aqueles que receberam um impulso para vir para a terra de Israel. Por outro lado, eles rejeitam isto, se retiram e hesitam. A inclinação ao mal é revelada neles e a resistência dos dois opostos aparece.

Quanto à independência econômica, é impossível sem a independência nacional. E não pode haver independência nacional, enquanto não houver nenhuma independência ideológica. E não pode haver qualquer independência ideológica, enquanto não houver nenhuma independência espiritual.

E a independência espiritual só é possível se nós, o povo de Israel, estivermos desapegados de todos os outros métodos materiais que estão no mundo e aderirmos à nossa espiritualidade. E quando nos conectarmos à nossa raiz, através dela teremos independência ideológica, independência nacional, independência política e independência econômica.

Então, o mundo inteiro vai ver que estamos nos organizando e construindo nossas vidas de acordo com o novo método. É especificamente este método, se o mundo todo aceita-lo de nós, que tornará possível que todos passem por esta crise e entrem numa vida de plenitude. E isto é o que se chama ser uma “Luz para as nações”.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 24/12/13, Escritos do Baal HaSulam

Comente