Não Podemos Nos Deitar No Chão

laitman_750_03Pergunta: Será que o mundo precisa saber que a sabedoria da Cabalá fala sobre a missão dos filhos de Israel?

Resposta: Certamente. Nós devemos dizer a todos que nós descobrimos o nosso papel essencial de acordo com o qual devemos atingir a mesma unidade que uma vez estava havia nós. Só que desta vez nós não aplicamos esse papel a nós mesmos, mas, a fim de se tornar a Luz para o mundo inteiro e para dá-la como um exemplo.

Nós entendemos aqueles que nos odeiam por causa da nossa “operação inválida”, porque eles sentem que dependem de nós para tudo. E assim nós realmente começamos a nos organizar dessa forma, para servi-los fielmente. Agora nós entendemos porque voltamos à terra de Israel.

Nós entendemos qual é o nosso papel: nós temos que estabelecer uma nação aqui como um exemplo que demonstra como viver juntos não de acordo com as leis dos capitalistas do Ocidente, mas de acordo com as leis da sabedoria da Cabalá, como um homem com um coração, em igualdade, reciprocidade, unidade e amor.

Isto é o que nós temos que mostrar e dizer a todos. A humanidade já exige isso e está sofrendo por não ter este método de conexão e unidade.

E assim o mundo vai dizer aos nossos vizinhos do Oriente Médio: “Fiquem quietos! Deixe-os fazer o que querem. Afinal de contas, eles estão fazendo isso por todos nós”.

Se nós nos comportarmos assim, isso não causará nenhuma oposição. Afinal, as pessoas têm esperado isso de nós ao longo da história. Por milhares de anos, elas nos disseram que somos a causa do mal para o mundo inteiro, em outras palavras, que não realizamos a nossa missão. Nós supostamente temos escondido a chave para a felicidade ou estamos sentados na torneira do tubo de abundância e não a abrimos. Assim, segue-se que o mundo sofre por causa de nós.

Pergunta: Isso não parecer arrogância da nossa parte?

Resposta: Eles mesmos reconhecem sua dependência de nós. Que arrogância é essa? Aparentemente, de acordo com a nossa natureza, nós queríamos “enterrar” a nós mesmos tão profundamente quanto possível entre as nações, “nos deitar no chão”, desaparecer de vista. Porém, eles repetidamente concentram sua atenção em nós e nos elevam para que possamos lhes mostrar a boa vida, dar-lhes um bom exemplo, e ensiná-los a viver.

Mesmo antes do estabelecimento da nação de Israel nós deveríamos ter proclamado abertamente: “Nós estamos indo para a terra de Israel para construir uma nação aqui de acordo com as leis da sabedoria da Cabalá, de acordo com as leis internas da natureza. Vamos mostrar a todos como deve ser uma nação que vive de acordo com as leis da unidade e do amor mútuo. Isso é para que todas as nações, em última análise, se unam entre si”.

Isto é o que deveria ter sido feito, então não teríamos encontrado nenhuma resistência, nem mesmo a menor, de qualquer lado. Pois a força da natureza, a lei da natureza, está agindo aqui. Se nós a ativamos, ansiamos pela correção, pelo objetivo da criação, não há obstáculos no caminho.

Pergunta: E o que é essa lei?

Resposta: Ela diz que todos nós devemos ser um todo, como um homem com um coração. Isto se aplica a todo o mundo. Está escrito: “… pois a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos” (Isaías 56: 7), “… e todas as nações fluirão a ele” (Isaías 2: 2). O povo de Israel deve ser “… a Luz das nações” (Isaías 49: 6), pois, em si, é um “… reino de sacerdotes e uma nação santa” (Êxodo 19: 6). Isto significa que devemos ser professores, um exemplo.

Este papel tem sido incumbido a nós desde os dias da antiga Babilônia e da crise mundial que eclodiu naquele momento. Hoje nós chegamos a sua próxima e última rodada. É isso aí; lá já não haverá mais atrasos e contratempos. Se nos unirmos agora e fornecermos à humanidade um exemplo, vamos resolver todos os problemas do mundo e os nossos.

De KabTV “Uma Nova Vida” 25/11/14

Comente