A Unidade É A Garantia De Vitória, Parte 2

Dr. Michael LaitmanPergunta: Que tipo de cisma estava acontecendo entre o povo de Israel no tempo dos Macabeus, ao qual o feriado de Chanucá está conectado?

Resposta: Este foi um período muito difícil. Nosso ego estava crescendo o tempo todo e fomos obrigados a superá-lo. Ao mesmo tempo e em várias etapas nós não conseguimos superar o nosso ego, e por isso a sensação grega chegou. Esta foi a sensação de que não valia a pena controlar sempre esta luta interior e se conectar com a força superior, mas sim que era possível viver uma vida materialista simples, conveniente para o corpo, e é o que é feito por todo o resto das nações.

Isso se chama abordagem grega. O grego dentro de uma pessoa diz-lhe: “A principal coisa é a vida física! Nós construímos casas agradáveis, celebramos e aproveitamos a vida. Junte-se a nós!”.

Os gregos não tinham a intenção de escravizar o povo de Israel, eles só queriam que esse povo anteriormente grande e poderoso se tornasse como o resto da humanidade. Os gregos eram a humanidade inteira naqueles tempos, sua parte mais avançada.

Mas, no momento em que os judeus quebraram sua conexão, eles causaram todos os tipos de problemas para si mesmos, incluindo também aqueles que vieram dos gregos. Se nós pertencemos ao povo de Israel, não podemos acabar com a conexão entre nós e a conexão com o poder superior, e começar a viver como os gregos. Isso não é possível para nós e, inevitavelmente, alguma coisa vai acontecer.

O mundo de repente vai sentir que sua energia interna, a sua Luz interior, se esgotou. Este sentimento vai surgir em todas as nações do mundo, não só no povo de Israel, pois todos vão deixar de receber o poder exclusivo através dele. Então, todos os tipos de problemas e dificuldades virão, e as nações do mundo vão culpar o povo de Israel.

Isso vai obrigar o povo de Israel a se conectar e unir de novo, a se unair como ovelhas rodeadas por lobos. No momento em que nos unirmos, a Luz Superior recomeçará a fluir através de nós para o mundo e tudo vai se acalmar.

Tudo vai ficar calmo, a pressão sobre Israel vai desaparecer, a tensão dentro de Israel irá diminuir, e mais uma vez, as controvérsias vão voltar novamente. Vamos novamente parar de nos preocupar com a nossa conexão e unidade, vamos nos separar e atrair uma nova onda de problemas.

É assim que estas ondas vêm uma após a outro. Nós estamos unidos e conectados por um determinado período, fazemos coisas boas para nós mesmos e para o mundo todo. Mas, depois disso, nos afastamos novamente, o que vai ser ruim para nós e para o resto do mundo. Assim, o mundo descontente vem até nós e se soma ao nosso sofrimento, forçando-nos mais uma vez a conectar.

Nós nos queixamos de que a história tem se repetido por toda a duração do nosso caminho, por todos esses milhares de anos e ao longo das gerações. Mas, a razão para isso está escondida dentro de nós mesmos. A guerra se inflama por causa de um choque entre as duas abordagens: a primeira abordagem do povo de Israel e a abordagem do resto dos povos representados pelos gregos na história de Chanucá.

Quando esta abordagem grega penetra o povo de Israel, ela cria um cisma. Esta é a mesma situação que nos encontramos hoje em dia! Aparentemente, o povo de Israel está na terra de Israel, mas eles não são uma nação, porque se a conexão não existe entre nós, nós somos simplesmente um grupo de exilados, uma reunião dos exilados.

Portanto, não é apenas que não podemos trazer a Luz para nós mesmos, que é a energia interna, a segurança, a saúde, a Luz, por meio do que tudo em nossas vidas é determinado. Em vez disso, nós também não movemos esta Luz através de nós para o mundo, a fim de iluminar o resto da humanidade.

Hoje não temos poder porque não há unidade entre nós. E por isso não podemos atrair a Luz para nós mesmos ou disseminá-la a todo o mundo através de nós. Essa Luz que devemos distribuir a outros povos não está dentro de nós, de modo que eles nos culpam por todos os seus problemas e desastres.

Todos os sofrimentos que eles experimentam são derivados desse mesmo sentimento de que eles devem obter algo de bom com o povo de Israel, mas não estão recebendo. É necessário ouvir o que eles estão dizendo. Não existem povos no mundo que não venham com acusações contra o povo de Israel, das nações da América Latina ao Japão, da Austrália à Islândia. E nós vemos com que força eles fazem essa exigência. E quanto pior fica o mundo, mais forte serão essas exigências em relação a Israel.

De KabTV “Uma Nova Vida” 11/12/14

Comente