66 Anos Aguardando Com Esperança Por Um Mundo Novo

laitman_944Pergunta: Você quer dizer que o mundo sente muito porque deu aos judeus a oportunidade de estabelecer a nação independente de Israel nesta terra, e supõe que isto foi um erro? O que ele espera de nós?

Resposta: A ideia aqui não é o conflito árabe-israelense que se desenvolveu apenas nas últimas décadas. O antissemitismo existe há milhares de anos. Quais são as reivindicações das nações do mundo em relação a Israel? Os antissemitas dizem que os judeus causam todo o mal no mundo.

O que é único sobre este povo pequeno, que dificilmente soma 15 milhões? O que o torna tão forte e único, que seria capaz de prejudicar bilhões de pessoas?

O antissemitismo espalhou-se a tal ponto que até a Coreia do Sul tem um ódio feroz de Israel e nunca teve quaisquer relações com Israel antes. Esta é uma nação rica e desenvolvida com um estilo de vida, cultura e educação ocidental, mas, apesar de tudo, ocupa o primeiro lugar no mundo pelo seu antissemitismo. Não há nenhuma explicação lógica para isso.

Ou seja, existe um ódio natural das nações do mundo para com o povo de Israel e, em geral, com todos os judeus. Elas se referem a eles como estrangeiros que chegaram de outro planeta, não deste mundo, que causam danos ao mundo. As nações do mundo pensam que se os judeus não existissem as coisas seriam melhores.

Mas, por outro lado, é possível dizer que, se os judeus causam todo o mal no mundo, este é um sinal de que eles podem trazer o bem, podem ser um bom fator para o desenvolvimento da humanidade! Com esta esperança, eles concordaram em transferir esta terra para nós em 1948. Desde então, 66 anos se passaram, e as nações do mundo têm desistido de esperar que realizemos nossa missão. Como resultado, até mesmo nossos antigos aliados estão se relacionando conosco com maior hostilidade.

Acredita-se que as nações do mundo concordaram em estabelecer a nação de Israel como expiação e perdão pelo Holocausto, que custou a vida de 6 milhões de judeus. No entanto, esta não é a verdadeira razão. A verdadeira razão é que as nações do mundo esperavam que o povo de Israel, assentado na terra de Israel, trouxesse benefício para todo o mundo, trouxesse Luz ao mundo, ou seja, um bom e único poder.

Este poder de bondade deve derreter o gelo, o ódio infundado que separa todos nós, o ego que está entre nós. Em vez de um poder negativo, um poder positivo deve vir ao mundo. De repente, as pessoas vão começar a sorrir, se relacionar entre si com bondade e gentileza. E isso não vai ser apenas uma máscara externa de bondade por uma questão de ganância pessoal; pelo contrário, deve prevalecer uma atmosfera verdadeiramente boa, como em uma família amorosa.

Israel poderia fazer isso, mas não o faz; em vez disso, ele se comporta ainda pior do que todos eles; ele está mostrando um péssimo exemplo para o mundo inteiro. Enquanto os judeus estavam espalhados entre as outras nações, viviam mais ou menos amigavelmente e ajudavam uns aos outros. Enquanto que em Israel não há um sentido de ajuda mútua: cada comunidade não é como as outras e riem delas. Vejam a forma como nos comportamos nas autoestradas, quais programas são transmitidos na televisão: nós apenas criticamos e ridicularizamos os outros.

Ha concorrência em tudo; não há nenhum apoio mútuo. Nós somos os mais fervorosos capitalistas de todas as nações que se odeiam.

Pergunta: Então, as nações do mundo não nos odeiam por causa do conflito com os árabes?

Resposta: Certamente não é por causa disso. As nações do mundo querem que Israel sirva como exemplo de bom relacionamento entre as pessoas.

Pergunta: Relacionamentos entre Israel e os palestinos?

Resposta: Eles querem que sirvamos de exemplo de bons relacionamentos entre os judeus! Afinal de contas, apenas com a condição de que damos ao mundo todo exemplo de um bom e verdadeiro relacionamento mútuo pode o mundo sair da crise.

De KabTV “Uma Nova Vida” 17/07/14

Comente