Desejo Por Relaxamento

Dr. Michael LaitmanPergunta: Nós encontramos um fenômeno no qual as pessoas participam sistematicamente do programa de educação integral e, felizmente, vêm para os workshops, mas em seu tempo livre, elas se desligam até o próximo workshop. Elas passam o seu tempo na frente de uma televisão ou da Internet, e assim por diante. Que fenômeno é esse? Como podemos trabalhar com isso?

Resposta: Nós podemos entender essas pessoas. A questão é que a pessoa não sente a necessidade em cada momento de olhar para a sua vida através do sentimento de integralidade com toda a natureza. Afinal, ela não está conectada à natureza. Ela está no sofá e vê televisão. É simplesmente o estado animal.

De maneira nenhuma eu quero humilhar as pessoas; eu estou simplesmente falando sobre o que é natural para os nossos corpos. A pessoa quer relaxar: sentar-se no sofá, beber cerveja. O corpo puxa a pessoa para isso.

Se durante este tempo ela estava em alguma sociedade, várias associações com o que ela sente agora, ou sentiu durante o workshop, surgem lá. Mas como esse é o seu estado individual, e agora ela se desconecta do mundo (observa imagens na tela), então ela simplesmente descansa de tudo, desconecta-se, entra no estado animal. Isso vai passar lentamente.

Eu espero que em algum momento os workshops sejam exibidos na televisão. Eles vão ser mais interessantes, atraentes e afiados, semelhante a todos os tipos de séries de televisão. Talvez eles sejam organizados e estruturados de modo que os telespectadores possam participar ativamente deles: cantar junto com os participantes do workshop, atuar com eles em todos os tipos de cenas teatrais, e assim por diante.

Tudo isso pode se tornar um tipo especial de arte, onde há uma direção clara: criar uma sociedade harmoniosa de todas estas situações. E tudo isso vai acontecer na frente dos espectadores e levá-los para dentro, dentro da atividade mútua. Nós estamos apenas começando esse trabalho, e eu espero que, se não formos nós, aqueles que virão depois de nós, irão enriquecê-lo com manifestações de inter-relações que sejam cada vez mais integrais.

Da Palestra sobre Educação Integral 02/04/ 13

Comente