Textos arquivados em ''

Em Nome Do Bem

203Pergunta: Existem conceitos abstratos de bem e mal. Em relação a que padrão determinamos o que é bem e o que é mal?

Resposta: Acredito que o bem é o que leva as pessoas à unificação, à reaproximação e à assistência mútua, e o mal é o oposto disso.

Comentário: Mas vemos que há massas de pessoas que se unem e fazem guerra contra outros segmentos da população. Ou seja, em relação a eles a unificação é boa. Em relação aos outros, é má.

Minha Resposta: Você não pode definir dessa forma. As pessoas devem se unir em prol da paz comum. Isto requer uma preparação muito séria, um treino sério e a introdução gradual desta ideia ao longo de muitos anos na massa geral da humanidade.

O bem deveria ser relativo ao mundo inteiro e não relativo a uma determinada parte das pessoas.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 29/10/23

A Serpente Bíblica Não É O Que Pensamos

115.06Timur escreve: Ouvi atentamente várias vezes suas explicações sobre o que é a Torá. Entendo que a Torá é uma instrução para correção. Percebo que a serpente está em mim e está sempre me incitando. Sinto até que não consigo parar e por isso estrago o relacionamento com minha esposa e amigos, embora não queira fazer isso. Minha primeira pergunta é: como faço para esmagar essa serpente?

Pergunta: Ele entende que é o seu ego, o seu orgulho, que está estragando a sua vida. Esta serpente pode ser esmagada?

Resposta: Em geral, a própria pessoa pode tentar fazer isso durante toda a vida e falhar. Embora muitas pessoas estejam fazendo isso e queiram melhorar, mas não funciona diretamente dessa forma.

Funcionará apenas de uma maneira; se criarmos um ambiente externo, ou seja, uma sociedade humana, que pressionará a todos, imporá a todos da maneira certa, no bom sentido, como se comportar uns com os outros, então funcionará.

Mas até agora não funcionou em lugar nenhum. Então, claro, está tudo bem, mas por algum motivo sempre acaba muito mal.

Comentário: Você acabou de dizer o seguinte: não funcionará individualmente se eu apenas quiser esmagá-la dentro de mim. Você acha que isso está fadado ao fracasso. Mas se quisermos resolver isso, você diz que tal opção é possível aqui.

Minha Resposta: “Nós” significa o grupo, uma sociedade. Vamos tentar.

Pergunta: Será que esta serpente, o nosso egoísmo, será esmagada? O que acontecerá com ela?

Resposta: Essa “tênia” vive dentro de nós.

Question: Ela continuará viva?

Resposta: Não há nada que possamos fazer a respeito.

A única coisa que podemos fazer é concordar entre nós que todos nos oporemos a ela e, assim, a estrangularemos em nós mesmos.

Pergunta: Mas não até a morte, você está dizendo?

Resposta: Não, é impossível estrangulá-la até a morte. Este não é mais o nosso trabalho. Nós apenas temos que querer que ela se acalme tanto que deixe de existir. Para que ela não fale, mas se aconchegue em algum canto em algum lugar e fique lá.

Pergunta: Timur tem uma segunda pergunta: “Há algo de bom na serpente? Afinal, sei que em nosso mundo o veneno de cobra é usado como remédio”.

Resposta: Há muitas coisas boas na serpente e, em princípio, não há nada de mau nela. Nada! Somente na medida em que a pessoa não consegue lutar contra sua serpente é que ela descobre que a serpente é má. Mas ela detecta isso apenas para trabalhar corretamente.

Em geral, a serpente é uma criação do Criador. Foi criada para corrigir uma pessoa e conduzi-la ao bem absoluto.

Uma pessoa não pode lutar contra a serpente; isso está claro. Mas ela pode pedir isso ao Criador.

Pergunta: Como a humanidade descobriu que é possível usar veneno de cobra como remédio? Isso é algum tipo de pensamento reverso. Veneno por um lado, remédio por outro.

Resposta: Qualquer veneno é um remédio. Não há nada de ruim ou mau no mundo. Nada! Além disso, o veneno da cobra, que à primeira vista parece destinado a matar tudo, é precisamente um grande remédio.

Pergunta: A terceira questão de Timur é: “É possível viver em paz com a serpente?”

Resposta: Se conseguirmos controlar a serpente que está em nós, esse mal (inveja, ciúme, hostilidade e orgulho), então, é claro, seremos capazes de usar toda a serpente para o bem. Ela estará conosco num abraço, como aconteceu com Adão e Eva.

Pergunta: Sua quarta pergunta é muito interessante: “Por que vemos a serpente na Bíblia apenas no início, no Jardim do Éden, e depois nada é dito sobre ela? Afinal, ela existe. Você disse que está em nós até o fim”.

Resposta: É uma criatura eterna, um ser eterno, uma natureza eterna, que estará conosco o tempo todo até que no final a corrijamos através de nosso trabalho sério e de longo prazo.

Comentário: Mas realmente, ao ler a Torá (a Bíblia), vemos que a palavra “serpente” termina aí.

Minha Resposta: Sim, está no início, bem no início do pecado, na fundação.

Pergunta: Mas onde está depois? Todos esses heróis do mal, a grosso modo, são sua personificação?

Resposta: Todo mal que acontece nas pessoas e entre as pessoas, tudo isso é consequência da serpente, chamada por outros nomes, mas é isso.

Pergunta: Vamos terminar com a serpente globalmente. A serpente, o que é?

Resposta: Não é a serpente que imaginamos. É o que vive dentro de nós e é o nosso egoísmo que quer existir apenas por si mesmo, apesar dos outros, odeia tudo e todos, e não quer nada além de governar sobre todos.

Esta serpente está em nós. Não existe outra serpente em princípio. O seu futuro reside no fato de a definirmos como a única inclinação ao mal de toda a natureza, que devemos necessariamente exterminar de nós mesmos.

Pergunta: Exterminar, afinal?

Resposta: Sim. Exterminá-la de nós mesmos significa que devemos compreender onde ela está, de que forma e como podemos lidar com ela. Isto é, a serpente é uma substância puramente espiritual.

Pergunta: Quando você diz “exterminar”, significa conquistar, colocar em uma gaiola ou o quê?

Resposta: Faça o que quiser. Dê um nó e não deixe que ela coloque a cabeça para fora de você.

Pergunta: Recentemente você disse que é necessário projetar carinho e amor. Quando você diz que devemos nos aproximar uns dos outros com gentileza e carinho, isso significa que vamos vencer esta serpente?

Resposta: Sim.

Pergunta: Ao mesmo tempo, ela ficará mais forte?

Resposta: Afinal, devemos entender que a luta contra a serpente é um trabalho para todos os tempos, até a correção completa.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 18/10/23

Partes Externa E Interna Do Mundo

177.06Pergunta: Quais são as partes interna e externa do mundo?

Resposta: A interna é os desejos e a externa é a sua realização. Mas também acontece de uma maneira diferente.

Pergunta: Como é que as coisas assumem tal forma quando as nações do mundo são chamadas de parte externa do mundo e Israel é a parte interna?

Resposta: A parte interna é sempre mais importante, e a parte externa é sua consequência. Portanto, Israel, sendo responsável por preencher o mundo com a luz superior, é chamado de parte interna, e as pessoas que recebem esta luz são chamadas de parte externa.

Pergunta: O que significa que somos responsáveis por preencher o mundo?

Resposta: Dependendo de como nos comportamos, que desejo elevamos ao Criador e pedimos que Ele preencha, o Criador preenche esse desejo.

Pergunta: O fato de eu elevar algum tipo de desejo ao Criador afeta o mundo e o preenche?

Resposta: Certamente. E é isso que todas as nações no mundo deveriam fazer. Acontece que seus desejos são muito pequenos.

Da 3a parte da Lição Diária de Cabalá 05/11/23, Escritos do Baal HaSulam, “Uma Serva Que É Herdeira de Sua Senhora”

Não Há Nada Melhor Que O Silêncio

545Cresci toda a minha vida entre sábios e não encontrei nada de bom para o corpo além do silêncio  (Masechet Avot, 1:17).

Pergunta: Por que o silêncio tem tal altura, não encontrei nada de bom além do silêncio?

Resposta: Porque uma pessoa, em princípio, deveria falar consigo mesma. Quando ela fala consigo mesma, ela começa a fazer a transição para o Criador.

Pergunta: Afinal, as orações são escritas em palavras e são ditas três vezes ao dia quando necessário. Há um tempo para fazer orações. Por quê?

Resposta: Isto é para quem não sabe ficar calado. É para quem precisa falar alguma coisa, gritar e assim por diante.

Normalmente, se uma pessoa consegue expressar tudo dentro de si, isso é o melhor e o mais forte. É um silêncio gritante.
[320405]
Das “Notícias com o Dr. Michael Laitman” da KabTV 21/09/23