Textos com a Tag 'natureza'

Sinta O Pulso Interno Da Natureza

707A Natureza do Homem: Estudos de Filosofia Otimista, Elie Metchnikoff:

Para modificar a constituição humana, será necessário primeiro, enquadrar o ideal, e depois começar a trabalhar com todos os recursos da ciência.

Se pode ser formado um ideal capaz de unir os homens em uma espécie de religião do futuro, esse ideal deve ser fundado em princípios científicos. E se for verdade, como tem sido afirmado tantas vezes, que o homem pode viver somente pela fé, a fé deve estar no poder da ciência”. “Para mudar a natureza humana, antes de mais nada, é preciso estar atento ao ideal pelo qual se almejar e utilizar todos os meios disponibilizados pela ciência para sua implementação.

Se pensarmos em um ideal capaz de unir as pessoas em algum tipo de religião do futuro, ele não pode ser alicerçado senão em dados científicos. E se é verdade, como muitas vezes se diz, que não se pode viver sem fé, esta não pode ser outra senão a fé na onipotência do conhecimento.

Minha Resposta: Claro, devemos lutar pela fé real, que é o conhecimento absoluto, quando uma pessoa muda a si mesma para se tornar mais próxima da natureza. Então uma transformação ocorre nela, e ela começa a sentir a pulsação interna da natureza, seu movimento e a si mesmo nela, como um todo geral harmonioso.

Pergunta: Se o que ela faz a aproxima ainda mais da natureza, essa é a direção certa, e se isso a afasta, então é a errada?

Resposta: Sim. E de acordo com o lema “um espírito são em um corpo são” Quanto mais saudável você se torna, mais próximo da natureza você estará, porque você faz parte dela.

De KabTV, “Encontros com a Cabalá”, 29/07/21

A Pressão Da Natureza

765.1Comentário: Veja o que está acontecendo no mundo agora. Se nos elevarmos acima do planeta e observarmos o que está ocorrendo, é terrível: inundações, incêndios, desastres!

As pessoas não querem acreditar que as próprias ações das pessoas estão começando a nos destruir. Algumas pessoas pensam que isso é algum tipo de punição. O presidente turco acredita que os incêndios na Turquia são resultado de incêndio criminoso, etc.

Mas todas as terríveis consequências dos elementos, por exemplo, as inundações, são o resultado do fato de uma pessoa se estabelecer em lugares onde, em princípio, não deveria morar. Mesmo que ela se fixe lá, as condições de proteção não são criadas porque custa dinheiro: “E se der certo”?

Ou seja, as próprias pessoas costumam ser a causa desses desastres!

Minha Resposta: Logicamente, você pode estar parcialmente certo. Mas eu diria que a natureza nos pune por não querermos ser integrados organicamente em seu ambiente geral. É por isso que acontece.

Todos os problemas que levantamos hoje, desde o coronavírus até o resto das pragas egípcias, ocorrem porque a natureza nos empurra para fora de si mesma. Internamente, ela tem uma mente oculta de nós e não é mais capaz de suportar tal atitude para consigo mesma.

Ela só pode ser aceita. Mas acho que no final vamos perceber e entender isso. As pessoas que estão mais próximas da natureza sentem que a natureza é inteligente e por isso nos trata assim.

De KabTV, “Algoritmos em Vez de Pessoas”, 04/08/21

“Compreendendo A Linguagem Da Natureza” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “Compreendendo A Linguagem Da Natureza

E se chegássemos em um planeta estrangeiro onde não falássemos a língua das criaturas locais nem entendêssemos seus gestos ou cultura? Não importa as gafes embaraçosas que faríamos; o verdadeiro problema seria cometer erros que colocariam a nós e aos outros em perigo real.

Essa não é uma questão teórica; é nossa vida diária. Somos alienígenas no planeta que consideramos nosso lar. Não entendemos sua linguagem, seus gestos ou sua cultura. Os erros que cometemos, portanto, são gravemente perigosos para nós mesmos, para os outros e para o resto dos habitantes da Terra.

Pior ainda, não sabemos que somos alienígenas. Achamos que somos os nativos quando, na verdade, acabamos de chegar aqui nos últimos milhares de anos. Em tempos pré-históricos, os hominídeos (membros da família Hominidae – grandes macacos, incluindo humanos) eram parte integrante dos sistemas naturais que habitavam. Eles eram essencialmente outra espécie animal na estrutura do ecossistema.

À medida que evoluímos, desenvolvemos tecnologia de cultivo de terras, indústria e economia, nos tornamos cada vez mais dominantes. Finalmente, nos tornamos os “governantes” da Terra, pelo menos aos nossos próprios olhos. Agora vivemos como se fossemos donos do planeta. Nós casualmente arrasamos florestas, extinguimos espécies animais indiscriminadamente, estabelecemos governos e regimes baseados em ideologias que nossas mentes narcisistas inventaram e cometemos genocídios como um meio de implementá-los. Patrocinamos, abominamos, denegrimos e demonizamos qualquer pessoa que não pense como nós e, em nome da justiça e da liberdade, os prendemos e matamos.

Nós, os hóspedes mais recentes que a Terra acolheu em sua crosta, transformamos a residência de nosso anfitrião em uma lixeira gigante sem pedir permissão, sem qualquer consideração e sem qualquer remorso. Na verdade, mesmo que quiséssemos pedir a aprovação de nosso anfitrião, não poderíamos, pois nunca nos importamos em aprender a nos comunicar na linguagem da Natureza.

Ainda assim, temos a ousadia de reclamar quando a Terra nos envia incêndios, inundações e terremotos para se proteger de nossa presença tóxica. Na verdade, a audácia do homem é irrestrita e inesgotável. As catástrofes naturais que testemunhamos neste verão não são sintomas da doença da Terra; são seus esforços para se purificar do parasita humano para que ele possa se curar.

A cultura da Natureza é a do equilíbrio. Tudo é necessário e tudo tem seu oposto. Inverno e verão, trópicos e desertos, e até vida e morte são todos contrapartes complementares. Juntos, eles criam o equilíbrio dinâmico da Natureza que permite que tudo evolua e se decomponha no momento certo e no ritmo certo.

A linguagem da Natureza é a linguagem da responsabilidade mútua. Todas as criações precisam umas das outras, contam com a prosperidade umas das outras e não tomam mais do que realmente precisam. Dessa forma, todos ajudam a sustentar todos os outros, e o ecossistema global do planeta prospera.

Quando a Natureza gesticula sua desaprovação, ela usa “mensageiros” como condições meteorológicas extremas, terremotos e outros desastres naturais de intensidade excessiva. Quando não entendemos seus gestos, eles se tornam mais contundentes. Se ainda estivermos alheios, ela se torna violenta. E se ainda assim não dermos atenção, ela destrói seus causadores de danos.

Atualmente, a Natureza está sinalizando que nos tornamos indesejáveis ​​nesse planeta. Se não aprendermos a linguagem da Natureza sobre consideração e equilíbrio logo, ela tirará a vida que dá a cada um de nós. Afinal, somos todos criações da Natureza, e não o contrário.

Como Podemos Ver A Perfeição Da Natureza?

720Porque qualquer observação da obra da Criação é suficiente para nos ensinar sobre a grandeza e perfeição de seu Operador e Criador. Portanto, devemos entender e ter muito cuidado ao lançar uma falha em qualquer item da Criação, dizendo que é redundante e supérfluo, pois isso seria uma calúnia sobre seu Operador. (Baal HaSulam, “Paz no Mundo”)

Quando olhamos para algo no mundo, para as características humanas, para fenômenos inanimados, vegetativos, animados e falantes e perguntamos por que existem, porque seria preferível se não existisse, o que estamos dizendo é que não compreendemos a perfeição da imagem da natureza.

A única coisa que devemos fazer é nos corrigirmos e então veremos como a natureza é corrigida.

Por que as formas naturais se encontram em conflito umas com as outras, lutando e se devorando? Se as pessoas que desejam devorar umas às outras alcançassem um estado de acomodação mútua e plenitude no nível humano, veríamos como toda a natureza também se torna assim.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá” 19/07/19

Que Lições A Natureza Está Preparando Para Nós?

293Estamos no estágio final da correção global, chamada de última geração e, portanto, devemos despertar uns aos outros. Caso contrário, a natureza aumentará a pressão sobre nós dia após dia para mostrar que estamos em um processo muito sério e perigoso.

Somos mimados e não entendemos que uma pequena mudança na natureza é suficiente para começarmos a morrer de fome, calor escaldante e inundações catastróficas.

Ainda não sabemos que provas a natureza está preparando para nos ensinar aos poucos. Se fosse apenas para nos quebrar, seria fácil de fazer. Mas o Criador não quer isso. Ele faz de tudo para nos ensinar.

Por meio da adversidade corporal, Ele nos ajuda a descobrir por meio de quais mudanças internas podemos superar o sofrimento físico. Ao construir uma rede espiritual de conexões em cima do que está acontecendo no nível corporal, despertaremos mais e mais e revelaremos o que está acontecendo no sistema global.

Incêndios, inundações e calor extremo são a reação da natureza ao que está acontecendo nas relações entre as pessoas. E para colocar tudo em ordem, é necessário apenas estabelecer conexões corretas entre nós. Quanto mais nos unimos, mais suavizaremos a atitude do Criador em relação a nós e manifestaremos as mesmas formas de maneira positiva.

Em vez de inundar, teremos muita água para uso benéfico, em vez de incêndios, obteremos calor e até vírus se tornarão úteis. Podemos tornar todos os fenômenos favoráveis. Tudo depende apenas de nossa atitude em relação à natureza.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 30/07/21, “Ibur (impregnação) e Yenika (Enfermagem)”

Leve Em Consideração Os Interesses Da Natureza

294.1Pergunta: Nos trabalhos de gestão, dois pontos não são levados em consideração: os interesses da natureza em si e a própria natureza do homem. Talvez a gestão espiritual construída sobre os princípios da Cabalá prescreva isso de alguma forma. Como levar em consideração os interesses da natureza para não a arruinarmos completamente e não seguirmos o caminho do sofrimento?

Resposta: Não podemos mais brincar com a natureza. Anteriormente, poderíamos fazer o que quiséssemos com ela, mas apenas até que a humanidade atingisse seu desenvolvimento egoísta máximo.

E agora devemos nos transformar em uma aparência da natureza. Caso contrário, não poderemos trabalhar com ela. Não seremos mais capazes de cometer erros porque nossos erros serão imediatamente visíveis.

Hoje vemos que não temos sucesso em nada – nem no Estado, nem em ninguém, já que as decisões egoístas não governam mais. Elas são apenas uma revelação de nossos erros.

Até que mudemos para o controle altruísta, não alcançaremos nada. Portanto, você só precisa criar uma dezena e se envolver nela para unir as pessoas em um único todo.

Nesse caso, uma aparência da natureza integral geral aparecerá na dezena. Nela estudaremos de forma psicológica e integral o quanto podemos ou não nos aproximar, e como nossa natureza egoísta, por um lado, nos afasta uns dos outros e, por outro, nos obriga a superar essas distâncias entre nós.

Sem estudar esses estados, não seremos capazes de controlar objetos, inclusive os grandes, porque eles sempre e em tudo se afastarão egoisticamente um do outro.

Afinal, qual é o problema de gestão? Dou alguns sinais e há pessoas que geralmente não estão conectadas umas com as outras. Como resultado, teremos que criar uma dezena que seja capaz de implementar este programa de unificação e, assim, definir todas as decisões.

Essa equipe será capaz de resolver muitos problemas de gestão. Na prática, este será o próximo nível de governo, empresa e gestão familiar, em todos os lugares, porque as recomendações corretas serão emitidas.

De KabTV, “Videoconferência Sobre a Ciência da Gestão”

Entenda Sua Natureza

962.6Comentário: A Cabalá diz que a lei universal da natureza estraga deliberadamente a vida do homem a fim de forçá-lo a corrigir suas relações com os outros.

Minha Resposta: Claro. Essa lei eterna e sábia, cheia de doação e amor, nos afeta de tal forma que torna nossa vida egoísta, que é o oposto dela, insuportável a fim de nos abalar completamente para que possamos ver que não temos para onde ir.

Precisamos sobreviver, de alguma forma existir e nos alimentar, porque em breve não seremos capazes de respirar neste mundo. O que faremos? Acontece que inevitavelmente teremos que nos corrigir.

Pergunta: Por um lado, devemos corrigir nossa atitude para com os outros. Por outro lado, dizemos que fazer caridade é ruim. O que deve ser mudado? Afinal, todo mundo pensa que trata muito bem os outros e ajuda os outros em tudo.

Resposta: Nada precisa ser mudado. Você só precisa entender sua natureza.

Devemos estudar a nós mesmos e ao mundo em que existimos – não nosso mundo, mas o mundo superior – todo o universo em que estamos. Devemos entendê-lo, subir ao nível do Criador, ou seja, ao nível da lei única, senti-la e nos transformar para correspondê-la. Então realmente nos tornaremos criaturas do mundo superior.

A Cabalá explica como fazer isso.

De KabTV, “Close-up. Lei Universal”

A Natureza É Uma

709Pergunta: Qualquer sistema conhecido por nós passa por quatro fases de desenvolvimento: nascer, florescer, definhar e morrer. Agora estamos no início da criação dos fundamentos espirituais da gestão com base nos princípios da Cabalá. É possível criar alguns pré-requisitos ou bases para outro sistema de desenvolvimento? Ou é uma lei da natureza da qual não podemos escapar?

Resposta: O fato é que um sistema de interconexão completa, incluindo pessoas, mente, sentimentos, totalmente tudo, existe na natureza nos níveis inanimado, vegetativo, animado e humano.

No entanto, em relação aos humanos, não percebemos a natureza como integral, eterna, infinita e perfeita porque a percebemos em nossos órgãos sensoriais egoístas. Portanto, vemos nosso mundo como desconectado e distante e julgamos tudo o que acontece por meio de nossas qualidades egoístas.

Assim que começarmos a nos conectar, revelaremos a natureza em sua verdadeira forma integral, e ela aparecerá para nós de uma maneira completamente diferente. Na medida em que nos corrigimos, também veremos a natureza corrigida. Mas não precisamos corrigi-la, simplesmente a descobriremos por nós mesmos corrigida em nossos sentidos. Afinal, nossos estados são totalmente subjetivos.

A única coisa que precisamos mudar é a percepção da realidade, a percepção de uma pessoa, e então veremos que fora de nós a natureza é totalmente integral.

Na verdade, é uma! Não há necessidade de dividi-la em diferentes ciências e diferentes abordagens. Nós distinguimos estágios e formações nela apenas relativamente ao nosso conhecimento limitado.

De KabTV, “Videoconferência sobre a Ciência da Gestão”

Sinta A Parte Oculta Da Natureza

514.04Pergunta: Você acha que a Cabalá é melhor aceita ao introduzir algumas disciplinas ou apenas como uma disciplina independente?

Resposta: Uma vez que uma pessoa em nosso mundo é um ser absolutamente egoísta, tudo o que ela cria em qualquer nível – social, político, econômico, etc., ela estuda apenas como uma aplicação de seu eu egoísta em todo o mundo circundante, em todos os sistemas. Só assim ela entende tudo o que está acontecendo ao seu redor e dentro de si.

Inicialmente, quando nos reunimos em um grupo, tentamos criar uma nova força nele, não egoísta, mas altruísta, positiva, quando o grupo se torna um todo comum. Então nos sentimos como um todo único, um organismo comum, e sentimos a natureza de uma forma completamente diferente.

Em outras palavras, começamos a sentir a segunda parte da natureza que está oculta de nós. Ela existe, mas uma pessoa comum não pode senti-la de forma alguma, porque tudo o que sentimos, percebemos de acordo com a lei da equivalência de forma.

De KabTV, “Ciência da Getsão”

A Força Oculta Da Natureza

746.01Como podemos construir de forma prática uma intenção comum se nossos desejos são completamente diferentes? Se quisermos doar uns aos outros e descobrir que não podemos fazer isso sem a ajuda do Criador, todos atraem o Criador para si para que Ele ajude seus amigos.

Assim, em vez do campo egoísta, formamos um campo espiritual de doação no qual usamos as qualidades do Criador. Isso significa que o Criador é revelado entre nós.

Queremos revelar a força do Criador entre nós, a força de doação mútua oculta na natureza. Existem muitas forças no universo que estão ocultas de nós, muitas estrelas, planetas e criaturas que não somos capazes de ver. Até agora, todos os nossos instrumentos, telescópios e radares não são capazes de identificar tudo isso.

Mas existe uma força que preenche todo o universo. Os cientistas chamam isso de matéria escura. Sentimos que existem ondas que não podemos reconhecer. Sem dúvida, existe uma força que permeia todo o universo de uma borda a outra (se é que você pode dizer que o universo tem uma borda). Essas forças estão presentes em qualquer lugar porque, se não estivessem, o universo já teria se desintegrado há muito tempo.

As forças de interação entre todas as partes do universo existem e operam acima de todas as nossas limitações materiais. Algumas dessas forças estão ocultas; isto é, podemos revelá-las apenas se adquirirmos a intenção de doar. Então não seremos mais limitados pela matéria e pela realidade corpórea.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 06/09/21, “Nunca Pare De Exigir”