Textos com a Tag 'Disseminação'

Disseminação Da Ciência Da Cabalá

laitman_608.03Nós saímos do Mundo do Infinito (estado 1) e através dos 5 mundos, através do trabalho na dezena (estado 2), voltamos ao Mundo do Infinito, mas já corrigidos (estado 3). O mundo inteiro é apenas uma dezena; não há nada além do Mundo do Infinito, e toda a informação sobre os estados pelos quais estaremos passando vem de lá.

Na realidade, a dezena inclui toda a humanidade, todas as almas, os Cabalistas de todas as gerações, tudo o que foi, é ou será. Tudo é uma dezena, mas só podemos perceber o seu alcance limitado em nosso estado 2. Nesse estado, temos que cumprir nosso trabalho ao máximo e pedir a todos para que sejam corrigidos.

Nós recebemos uma missão especial: sermos responsáveis ​​pelo estado 2, na cabeça da humanidade, levando-a à correção. Até mesmo as almas dos grandes Cabalistas e pessoas justas estão, de certo modo, abaixo de nós, porque no seu trabalho elas dependem da nossa oração, do nosso esforço. Entende-se que elas nos despertam e nos ajudam, mas o fazem secretamente.

Hoje, temos que reunir essa realidade diferenciada e fragmentada com seus 5 mundos, Partzufim e Sefirot, e todas as partes fragmentadas, e remontá-la em um único círculo. Um “círculo” é a cabeça e o corpo é sempre um “quadrado”. A cabeça não tem limitações, apenas o corpo. E temos que trazer o corpo para próximo da forma da cabeça, ao seu ensino. Então nos transformamos de um Partzuf em um círculo.

Uma vez que a pessoa entenda este sistema e seu papel nele, ela começa a se importar com toda a humanidade, a tentar o seu melhor para sair de seus pensamentos sobre si mesma e espalhar a ciência da Cabalá para o mundo. Ela entende que seu sucesso depende do mundo inteiro, que está em crise profunda.1

O mundo é minha marca, ampliada 620 vezes. Todas as minhas deficiências internas que deixo de ver em mim mesmo, vejo no mundo através de uma lupa, como se tivesse visão de raio-x.

Ao estudar o mundo, queremos revelar o que está dentro de nós. Visando ao cosmos ou às profundezas do oceano, nós realmente tentamos alcançar nossa essência interior, mesmo sem perceber.2

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 12/09/18, Lição sobre o tema “Disseminação da Cabalá”
1 minuto 8:45
2 minuto 24:45

Disseminar A Cabalá: O Combustível Para A Correção

laitman_276.06Desde o tempo do Ari em diante, a sabedoria da Cabalá teve a permissão de ser disseminada entre todas as nações do mundo. Afinal, o mundo entrou na era do Mashiach (Messias) e, portanto, qualquer disseminação do conhecimento da Cabalá é para o benefício de corrigir o mundo.

Antes disso, havia uma proibição da propagação da Cabalá, pois ela acelerava o desenvolvimento do mundo, o que era prejudicial para o povo de Israel. Acontece que as forças egoístas aceleram seu desenvolvimento, superando o desenvolvimento das forças de doação, isto é, Israel. 1

O profeta Yeshayahu (Isaías) disse que as nações do mundo levarão os filhos de Israel sobre seus ombros até o Templo, isto é, no final da correção, para completar a adesão entre o Criador e as criações. Ascender à montanha do Criador é um trabalho árduo, que está além das habilidades do povo de Israel – desejos leves, desejos de doação. Portanto, a disseminação da sabedoria da Cabalá entre as nações do mundo é tão necessária – é o motor que levará a correção inteira ao Mashiach. 2
Da parte da Lição Diária de Cabalá 16/4/18, Escritos do Baal HaSulam, “Shofar do Messias
1 minuto 0:00
2 minutos 7:40

NZZ: “Entre Átomos”

A revista austríaca NZZ publicou minha entrevista intitulada “Entre Átomos“, com Michael Fleischhacker, jornalista, moderador e editor-chefe da NZZ, ex-editor-chefe da Die Presse. Abaixo está a tradução de parte do artigo em português.

nzz_laitman-page-001

ENTRE ÁTOMOS

É um dos ensinamentos de sabedoria mais antigos da humanidade e ainda muito popular: a sabedoria da Cabalá. Um dos mais destacados representantes da Cabalá explica nesta entrevista por que precisamos construir um instrumento para revelar o Criador.

Michael Fleischhacker: Para esta revista, nós convidamos vários artistas austríacos para produzir uma imagem para nós. Uma que reflita o título da revista: Meu Criador. Zenita Komad foi uma das artistas. Através de seu trabalho, eu pude ver que seu entendimento é que o Criador é, na verdade, comunicação; o Criador não aparece através de um redemoinho de átomos desconexos, mas apenas quando a comunicação é estabelecida entre átomos é que o Criador nos ilumina, ou o Criador se torna visível, se você quiser. Você compartilha este ponto de vista?

Michael Laitman: Isso é totalmente correto. Eu concordo com Zenita. O Criador não é uma personalidade, mas uma força: a força global que une todas as outras forças na natureza. Essa força conecta e inclui toda a criação. Ela dirige, guia, organiza e dispõe tudo. No geral, é energia. A fim de descobrir essa energia, precisamos criar um detector dentro de nós mesmos, tanto quanto em nosso mundo, onde você precisa de um instrumento para medir a força magnética ou radioativa.

Por exemplo, nós sentimos a pressão da gravidade sobre nós. No entanto, não sentimos a força magnética; portanto, precisamos de um instrumento para isso. Tal instrumento é o que precisamos para entender e revelar esta força superior.

Isso soa muito técnico? A pessoa começa a criar um determinado instrumento como um sensor, tipo de Star Wars, para detectar o mundo externo. Isso é correto, como eu estou descrevendo-o?

Sim. Exceto que isso deve ser construído dentro da pessoa.

Há indicações em algum lugar sobre como realizar isso? Há indicações na internet que a pessoa possa apenas baixar e usar?

Certamente. Isto é o que a sabedoria da Cabalá nos oferece. Por quase 6000 anos, tem se estudado como criar conexões entre nós e dentro de nós, a fim de receber a força capaz de revelar a Divindade.

As religiões falam de um caminho diferente. Elas, supostamente, já construíram tal instrumento, alegando que ele existe e que todo o trabalho é simplesmente seguir esse caminho, porque este Criador do qual elas estão falando já está presente, você só tem que segui-Lo …

Há muitas religiões e houve muito mais religiões e crenças na história. Nós não somos parte disso. A sabedoria da Cabalá não se filia a nenhuma religião de forma alguma. É simplesmente a “sabedoria” da Cabalá. É uma ciência que lida com a forma de revelar a força superior da natureza chamada “Criador”.

Não há nenhuma “fé”, ato ritualístico ou qualquer coisa em particular que precisamos fazer. Claro, a pessoa tem que estar disposta a mudar para se tornar capaz de ver o Divino.

Trata-se apenas de uma pessoa que se adere ao objetivo de “conhecer a Divindade”, revelando a Divindade, conhecendo essa força, revelando-a. Quando ela é revelada, é dentro dessa pessoa, através de mudanças internas que a própria pessoa evoca. [Leia mais →] (em inglês).

Meus Artigos Na Mídia, 26/08 – 01/09/16

Em Inglês

The Jerusalem Post

Is Israel really detrimental to the world?
Why are there anti-Israel Jews?

Em Alemão

The Huffington Post

Liebe Made in Israel

Em Francês

The Times of Israel

Pourquoi y a-t-il des juifs antisémites?

Nos Estados Unidos 50 Milhões Recebem Apoio

laitman_926_01Comentário: De acordo com as estatísticas apresentadas pelo Gallup, o número de americanos que recebem apoio do governo subiu para 50 milhões de pessoas em 2016.

Isto significa que a expressão, “O sonho americano”, se tornou o sonho de ser apoiado pela nação.

Nos EUA, há famílias inteiras onde todos os seus membros nunca trabalharam. E esta tendência está crescendo o tempo todo.

Resposta: Certamente, essa é não mais uma busca de realizações especiais no mundo dos negócios e outras áreas da vida.

O fato é que em nosso tempo nós estamos avançando em direção ao socialismo; a nação vai se tornar uma nação socialista. Se pudermos distribuir alimentos, roupas e abrigo a todos, as pessoas não vão ter que trabalhar, porque, se desejado, tudo isso pode ser impresso sem qualquer exigência de uma pessoa.

A questão é por que isso deve ser feito? Por que existem diferentes tipos de animais? Poderia ser dito que eles são um ramo geral da natureza que são necessários para equilibrar todo o resto, para manter um equilíbrio especial, a homeostase.

E de que forma as pessoas são diferentes deles? É necessário compreender que somos compostos de duas partes, uma parte “animal” e uma parte humana. A parte animal em nós exige apenas uma coisa, viver em paz e sossego, aquecida pelo sol como um gato, e nada mais.

Enquanto que a parte humana requer a descoberta do sentido da vida, mesmo que estejamos tentando não se envolver com isso nestes dias, sendo ajudados um pouco aqui por drogas, antidepressivos, e todo o resto. No entanto, esta questão será uma exigência muito séria que requer uma resposta.

Pergunta: Será que vamos ver isso em nossa vida?

Resposta: Tudo depende da divulgação e disseminação da sabedoria da Cabalá no mundo.

Mesmo que isso desperte pessimismo, é necessário compreender que as situações no mundo estão mudando muito rapidamente. Em princípio, a humanidade está constantemente entrando em uma hibernação turbulenta que nos atrai a ela. Depois, um período de erupção interna virá.

Pergunta: Será que essa vai ser uma erupção interna ou uma guerra terrível?

Resposta: Para que o sofrimento agite a humanidade, ele deve ser fisicamente muito intenso. Mas se a erupção acontecer num nível interno de consciência e de compreensão, o sofrimento será muito menor. Ele não vai deixar marcas físicas e a pessoa será capaz de passar por eles muito rapidamente para uma realização correta da sua existência terrena.

Portanto, eu espero muito que possamos possibilitar que a humanidade descubra de forma realista e correta o propósito da vida que existe na natureza.

De KabTV Notícias com Michael Laitman” 21/03/16

A Disseminação Revive A Pessoa

laitman_938_01Pergunta: Como devemos traduzir o sofrimento da comunidade do nível físico ao nível espiritual, ou seja, para ver em tudo uma falta de Luz?

Resposta: Isso acontece por si só, pois você se encontra em seu próprio estado e a comunidade se encontra em seu estado. Quando você os ouve, você percebe isso de forma diferente, pois “todos os que condenam o fazem com seu próprio defeito” (Kiddushin 70b). Então você vai entender e sentir esses problemas dentro de sua percepção e Kelim. Você não tem nada a temer ao se identificar com suas necessidades físicas.

Mesmo que sua dor e queixas sejam justificadas, naturais e obrigatórias, você ainda as sente de acordo com sua compreensão e o seu nível.

Pergunta: Será que isso significa que eu vou constantemente traduzir suas queixas de forma diferente de acordo com as minhas mudanças de estados?

Resposta: Seu estado será mudado junto com eles. De repente você vai começar a condenar o Criador por aquilo que Ele está fazendo a eles; você vai descobrir que não tem a capacidade de justifica-Lo. A disseminação nos dá um amplo campo de trabalho; reaviva e atrai muitas mudanças em nós.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 05/03/14

Vamos Disseminar!

laitman_268_01Pergunta: Como a nossa disseminação desenvolve qualitativamente o nosso desejo?

Resposta: É graças à disseminação que eu me torno aquele que doa. Não há nenhuma outra ação em nosso mundo que possa me tornar semelhante ao Criador, exceto a disseminação.

Eu vou a algum lugar à noite e tenho um workshop lá, uma palestra, falo com as pessoas e, gradualmente, as aproximo, incentivando-as a pensar no sentido da vida, e dizendo-lhes como podemos melhorar nossa vida corpórea.

Nossa vida corpórea é apenas uma desculpa para participar na doação mútua. Afinal, o mundo inteiro é apenas uma desculpa, o motivo interno para começar a construir os relacionamentos certos acima disso. Eu digo às pessoas como nós seremos capazes de nos livrar de todos os nossos problemas graças às relações corretas entre nós.

Elas se preocupam com o que vai acontecer com elas neste mundo. Elas querem que eu lhes faça um desenho do amanhã maravilhoso e eu tenho que desenhar para elas o futuro maravilhoso que teremos se estivermos mais conectados um ao outro. Sem ter outra escolha, é um compromisso com as pessoas, e os meios para melhorar o seu futuro corpóreo, enquanto que para mim a vida corpórea é temporária e só o estímulo, a desculpa, a razão, para ascender aos estados espirituais.

Isto significa que nossos objetivos e meios são opostos aos das pessoas, mas essa é a diferença entre os níveis: para mim este é o estado no nível superior e para elas é diferente no nível inferior. Mas eu percebo seus desejos corporais, e para preenchê-los, eu sugiro que elas estabeleçam melhores relações entre si e as pessoas já começam a pensar em melhorar as relações entre elas uma vez que sem isso nossa vida corpórea não vai melhorar.

Eu uso o seu desejo de corrigir as relações entre todos e, na verdade, as elevo ao meu nível. Do meu nível, eu já elevo esses desejos ao nível das relações entre as pessoas que pertencem ao pensamento da criação e peço que o Criador nos dê o poder para superar os obstáculos de modo que a conexão entre nós cure as feridas dolorosas da humanidade. Afinal, o fato de que elas sentem golpes é um sinal da falta de conexão entre nós. Assim, todo mundo chega a um estado de harmonia. Uma pessoa comum alcança certo nível de conexão com outras e um preenchimento corpóreo. Eu tenho uma chance de doar-lhes e, portanto, de doar ao Criador, e o Criador desfruta! Isto significa que todos esses três níveis avançaram na direção certa. Assim eu intensifico a glória do Criador no mundo.

Então, vamos disseminar! Mas antes, nós nos subjugamos diante dessa ação e aprofundamos os esclarecimentos, a fim de entendermos exatamente:

  • Por que fazemos isso,
  • O que as pessoas querem,
  • Por que temos que absorver seus desejos,
  • Como podemos ter certeza de que vamos dar-lhes uma boa vida apenas se estivermos conectados,
  • Como eu começo a sentir que tenho que levar às pessoas o preenchimento correto,
  • Por que preciso do grupo para fazer isso, pois caso contrário não serei capaz de cumprir o meu papel na disseminação,
  • Como precisamos do Criador nesta questão.

Eu realmente saio às pessoas comuns que se queixam por seus problemas corporais e, finalmente, sinto que sem a ajuda do Criador estou totalmente perdido. As pessoas formatam essa deficiência em mim: a necessidade do Criador! Afinal de contas, eu vejo que não posso dar-lhes nada por mim mesmo se o Criador não me ajudar.

Então nós realmente nos conectamos à força superior pelas pessoas, e, portanto, temos que realmente apreciar o nosso trabalho na disseminação, uma vez que isso realmente nos dá a oportunidade de uma ascensão espiritual.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá de 06/03/14, Escritos do Baal HaSulam

A Intenção E A Disseminação Da Cabalá No Mundo

Dr. Michael LaitmanComentário: Queixas são feitas de que você está abrindo a sabedoria da Cabalá não só para os judeus, mas também para o mundo inteiro. O que você diz sobre isso?

Resposta: Está escrito nos Profetas que as nações do mundo levarão os judeus sobre os seus ombros ao Templo. Onde elas vão receber o conhecimento e o desejo de realizar este trabalho? Elas devem aspirar a sua redenção e entender que ela virá a elas somente através do povo de Israel, e, assim, elas nos levarão ao Templo. Caso contrário, não vamos chegar lá: somente juntos.

As nações do mundo nos pressionam e nos empurram para frente, pois não temos força especial ou desejo para isso. A intenção vem de nós, e a força deve vir delas. Para que isso aconteça, é necessário se envolver na disseminação com elas.

Pergunta:Será que isso significa que elas também devem nos motivar através de uma intensa pressão, sofrimento e guerras…?

Resposta: Não apenas com isso. Elas nos levarão conscientemente em seus ombros, nos levarão a Jerusalém, e junto conosco, chegarão lá também. Sobre isso é dito pelo profeta Isaías: “E os povos os receberão, e os levarão aos seus lugares, e a casa de Israel os possuirá na terra do Senhor…” (Isaías 14: 2).

Mas será que é possível conseguir isso sem a disseminação entre as nações do mundo? Afinal de contas, é necessário que elas tenham o conhecimento sobre o que pode salvá-las e todo o mundo.

Nós precisamos levar conscientemente o trabalho comum e ajudar-se mutuamente: nós em intenção, elas em ação.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 14/05/14

Disseminação: O Caminho Para A Liberdade

laitman_934Pergunta: Você está inclinado a disseminar a sabedoria da Cabalá unindo as pessoas através de círculos e mesas-redondas, mas o que dizer dos meios de comunicação, rádio, jornais, Internet, panfletos, etc.?

Resposta: “Israel não é redimido pela tristeza e nem pela escravização, nem por ser sacudido, nem pela loucura, nem sendo pressionado e nem porque eles não têm comida, mas quando dez pessoas se sentam junto e cada uma lê e estuda com seu amigo e suas vozes são ouvidas” (Tana Rabbi Eliyahu Zuta, Item 84).

Nós usamos todos os outros meios de disseminação do método da correção tanto quanto pudermos.

Ação De Disseminação Não É Fácil

laitman_254_02Pergunta: Por que muitos grupos de Cabalá não estudam artigos do Baal HaSulam, tais como a “Entrega da Torá”,”Arvut“, etc., mas se concentram no Talmud Eser Sefirot e O Livro do Zohar?

Resposta: É porque isso não os obriga a fazer nada. Ao estudar o TES ou O Livro do Zohar, eles não pensam no principal mandamento que é “Ama teu amigo como a ti mesmo”, que deve se espalhar por todo o Israel. Isso ocorre porque a nação de Israel, e mais tarde o mundo inteiro, precisa retornar à unidade geral, ao Criador.

Pergunta: Será que nós vemos ao menos algum movimento e progresso em direção a isso deles? Se, por exemplo, eu estou ocupado com os meus pensamentos mais corrigidos ao fazer algum mandamento físico, será que com isso eu corrijo a minha relação com os amigos ou a minha atitude para com o mundo?

Resposta: Com o meu ser ocupado apenas na correção pessoal, eu me torno um egoísta maior, porque sinto como se estivesse fazendo alguma coisa. E lembre-se, quando um homem é puxado para a disseminação, ele inicialmente sente uma enorme resistência a ela, até que começa a sentir que, exatamente nesta ação, se encontra a base da correção. Não temos outro caminho senão disseminar ao grande público, o que para nós é o principal. Como está escrito: “Quando o Messias virá? Quando a Torá for disseminada em toda a nação”.

Se nos colocarmos na ação de mandamentos rígidos com intenções sem entender seus significados internos, nós nos limitamos e nos restringimos tanto que nunca seríamos capazes de sair às pessoas com este método. Elas não receberiam de nós, nem nos compreenderiam; em vez disso, nos perceberiam como um culto ou apenas como pessoas religiosas que, além de tudo o resto, também estudam a sabedoria da Cabalá.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 14/05/15