Textos com a Tag 'CABALÁ'

Por Que Não Estudamos Cabalá Sozinhos?

laitman_942Pergunta: Por que não estudamos a sabedoria da Cabalá sozinhos?

Resposta: Porque a sabedoria da Cabalá fala sobre a estrutura geral de toda a criação dentro da qual há muitos mundos. Hoje, muitos cientistas estão escrevendo que nosso universo consiste em muitos universos.

Nós sentimos apenas uma parte, um canto, até mesmo uma fatia, e vemos apenas uma pequena parte, como em uma imagem holográfica. Para ver toda a imagem, devemos ter uma visão integral que capte tudo em todas as frequências.

Na verdade, a matéria não existe. Nós vivemos num campo de forças. Eles dizem que se tomarmos o núcleo de um átomo e imaginarmos que é como uma bola de tênis, veremos que o elétron é um campo de futebol afastado dele. O que isto significa é que apenas o vazio existe em torno de nós. Nós mesmos somos compostos de vazio. Mas o que é mais interessante é que, apesar das imensas distâncias que existem mesmo na estrutura do átomo e dentro de toda a nossa estrutura no nível material do inanimado, vegetal, animal e no nível da consciência humana, nós nos conectamos uns com os outros. O problema é que não sentimos a importância dessa conexão.

A sabedoria da Cabalá diz que toda a criação está incluída dentro de um único envelope que pode ser chamado de “envelope redondo”. Dentro desse círculo, há cinco mundos concêntricos (tendo um centro comum). No ponto central mais negro é onde nós estamos. Nossa tarefa é ver e sentir esses mundos e tudo o que está acontecendo neles.

A natureza se desenvolveu por 14 bilhões de anos do nível inanimado à vida na face da Terra em uma aparência consistente, primeiro no nível do vegetal, depois no nível animal e finalmente no humano. Nós estamos atualmente na última etapa do nosso desenvolvimento que equivale à obtenção de compreensão, consciência, emoção e descoberta de toda a criação, de todos os mundos.

Para fazer isso, devemos nos tornar como eles. Devemos nos unir entre nós enquanto estivermos na superfície desta pequena bola.

A humanidade deve se tornar uma só. Tomando todos como uma soma ou como uma integral, todos os oito bilhões de habitantes deste planeta devem ser como um único todo, um sistema.

Não temos para onde fugir dessa lei da natureza.

WhyDoWeNotStudyTheWisdomOfKabbalahAlonePic1

A questão é como será possível abordar isso. Afinal, essa é uma lei que nos empurra para um canto e cria todos os tipos de problemas. Os Cabalistas dizem que, se dos oito bilhões de componentes, uma pequena estrutura sistemática composta de dez pessoas poder ser feita, em que por meio da sua reunião no centro do círculo elas se posicionam como um todo único, este único conjunto vai começar a sentir o próximo nível mais profundo do mundo. Desta forma, elas vão subir para um novo nível de descoberta, realização, sentimento, adquirindo seu próprio poder, sua influência sobre o sistema.

Com sua ascensão, seu ego será fortalecido, digamos dez vezes. Novamente elas terão que se tornar como um, e depois disso novamente subir ao próximo nível e novamente se tornar como um, porque dentro delas há novamente um aumento de dez vezes. É assim que elas ascendem, atingindo constantemente a criação, o mundo inteiro.

WhyDoWeNotStudyTheWisdomOfKabbalahAlonePic2

Se estudarmos a Cabalá dessa maneira, isso nos permitirá alcançar e sentir todos os mundos, tornando-nos eternos e inteiros. Só depende da nossa realização e não de qualquer outra coisa. A única tarefa de uma pessoa durante sua vida é alcançar um estado no qual ela sente toda a criação como sua. Isso resume toda a tarefa de uma pessoa no mundo físico. Ela então se tornará eterna, como todos os mundos espirituais, e sentirá que existe num estado em que tudo é dirigido apenas como um todo.

Ao sair de si mesma, ela deixa de sentir todo tipo de necessidades e desejos não realizados, que antes sentia como sofrimentos e vazios não preenchidos de sua natureza. Ela perde a conexão com as limitações de nosso mundo; ela transcende a sua estrutura e começa a sentir que existe em todos os mundos. Ela parece se tornar “espalhada” sobre a superfície de todos os mundos, e se sente completa, plena e absolutamente eterna. É isso que precisamos conseguir.

Adão descobriu esse método há 5.777 anos. Desde então, os Cabalistas o usaram para alcançar o mundo superior. Nós esperamos ter sorte e realizar a mesma coisa.

É precisamente por esta razão que é impossível estudar a sabedoria da Cabalá sozinho ou como indivíduos. Por exemplo, dez amigos se reúnem, cada um deles é um indivíduo comum, ou seja, um egoísta saudável que quer tudo só para si mesmo. Entre eles, eles concordam que querem sentir o mundo superior em vez de nosso mundo.

Nós queremos atrair uma boa energia para nós mesmos, ultrapassando as limitações do nosso mundo, sem ver a aproximação da morte, mas ver a criação como ela realmente é, eterna e perfeita. Como isso pode ser feito? É possível através do mesmo método que os Cabalistas desde Adão usaram.

Para fazer isso, devemos nos elevar acima do nosso egoísmo, que retrata uma imagem do sistema físico para nós. Devemos fazer um esforço para nos dirigirmos ao centro, ao lugar onde o “eu” desaparece e apenas “nós” existimos. Através desses esforços, com a ajuda da Luz superior, uma pessoa se separa de si mesma (do eu) e se aproxima de uma conexão compartilhada, do “nós”.

WhyDoWeNotStudyTheWisdomOfKabbalahAlonePic3

Pergunta: Ao mesmo tempo, a individualidade da pessoa é preservada?

Resposta: É, ainda mais do que hoje. A necessidade de se preocupar com você, seu lugar e tudo que é material desaparece. No momento em que você sai de si mesmo e está incluído com os outros, começa a sentir o “nós”.

Isso dá à pessoa uma imagem completa de toda a criação, porque ela sai de suas limitações. Ela vive fora do tempo, porque quando existia no mundo material, media tudo de acordo com o pulso; fora do espaço, porque media tudo apenas em relação a si mesma, e fora do material, que era o desejo apenas de se preencher constantemente. Você não pensa mais nisso. Você voa no céu como um pássaro.

É impossível fazer essa mudança sozinho; só é possível com a ajuda daquilo que é chamado de Luz Circundante (Ohr Makif), a Luz superior que existe em torno de nós.

Se aspiramos e visarmos ao centro, conforme o nosso esforço, atraímos a Luz Circundante para nós mesmos e ela nos acompanha.

Nós estamos então incluídos em todo o sistema e um ponto central comum emerge para nós dentro do qual atraímos a Luz superior. Dentro de nós, a Luz cria a característica de doação que nos ajuda a sair de nós mesmos, conectando-nos juntos. Nós começamos a sentir o espaço que está fora de nós e tudo o que está nele. Essa é a realização do mundo superior que acontece em um grupo de dez.

Se não houver um grupo de dez, isso pode ser feito em um grupo menor. Mas não pode ser feito em um grupo maior. Nós não temos a possibilidade de reunir mais de um grupo de dez dentro de nossas mentes e sentimentos. Foi assim que fomos criados.

Da Lição de Cabalá em Russo 30/10/16

A Cabalá Não Prevê Nada

Laitman_065Pergunta: O Livro do Zohar é considerado uma profecia? Afinal, ele descreve o futuro.

Resposta: A sabedoria da Cabalá não prevê nada. Ela ensina à pessoa como atingir os níveis espirituais. Quando uma pessoa consegue isso, tudo o que aparentemente poderia ser chamado de profecia torna-se realidade para ela. A sabedoria da Cabalá explica como é possível avançar e viver em outra dimensão agora.

Da Lição de Cabalá em Russo 01/01/17

Blitz De Dicas De Cabalá 06/11/16, Parte 1

laitman_281_02Pergunta: Por que somos tão diferentes se somos partes de uma alma?

Resposta: Mesmo no corpo humano, cada órgão funciona de forma diferente: a seu próprio ritmo, com sua própria dinâmica. Mesmo que no mundo espiritual todos nós sejamos uma única alma, cada um de nós pertence a um órgão diferente e, portanto, somos diferentes. A totalidade é alcançada especificamente através da conexão mútua entre nós.

Pergunta: O desejo precede o pensamento ou eles não estão conectados?

Resposta: O desejo é a coisa principal e está trabalhando constantemente dentro de nós. Ele deve ser substituído, dirigido e corrigido. Portanto, a única coisa que podemos fazer é dar-lhe a direção certa.

Pergunta: Você diz que nossa alma é consciência. É possível dizer que isso é o mesmo que a percepção?

Resposta: Não, a percepção é a consequência da estrutura correta da alma.

Pergunta: Pode haver uma alma para duas pessoas?

Resposta: Nós temos uma alma para todos.

Pergunta: Você acredita que a teoria da física quântica está se aproximando da correta compreensão da alma, a estrutura da parte espiritual do mundo?

Resposta: Nunca funcionará, porque o que podemos compreender em nossas mentes físicas não é de modo algum compatível com o que existe no espaço espiritual.

Pergunta: O corpo humano pode deixar este mundo sem adquirir a alma?

Resposta: Certamente, de fato, o mundo inteiro é assim.

Pergunta: Qual das nossas características ou esforços a sabedoria da Cabalá atribui à bagagem espiritual de uma pessoa que é capaz de passar de uma encarnação a outra?

Resposta: Se uma pessoa tem um desejo de entender o sentido da vida e tem a sorte de encontrar um professor, um grupo e um método correto para realizar esse desejo, ela é afortunada.

Pergunta: Quantos anos de estudo você gastou para alcançar sua alma?

Resposta: Eu nem me lembro, mas em algum momento acontece. Isso é diferente com cada pessoa.

Pergunta: O estudo da sabedoria da Cabalá pode melhorar as características pessoais; é possível tornar-se uma pessoa mais sincera, respeitável, amável, sábia?

Resposta: Sim, mas somente com a condição de ser útil para alcançar o objetivo espiritual. Portanto, em nosso mundo não é necessário que isso se manifeste em uma forma que é compreendida por todos os outros.

Pergunta: Se a alma é dividida em 600.000 partes, cada uma tem sua própria parte, assim como o corpo tem uma cabeça, braços, etc.? Ou são todas as partes idênticas?

Resposta: Não. Na espiritualidade tudo existe como um sistema integral. 600.000 peças é um conceito condicional. Nós precisamos simplesmente alcançar um nível que se chama 600.000 porque este é o nível de Arich Anpin na cabeça do mundo de Atziluth. Zeir Anpin (60), atinge o nível de 10.000 e, portanto, é chamado de 600.000 (60 X 10.000), ou Zeir Anpin sobe a Arich Anpin do mundo de Atzilut. Estas não são sequer partes, mas uma intensidade que devemos alcançar.

Pergunta: Eu não entendo, uma pessoa recria sua alma ou constrói uma nova? O Criador permite tal arbitrariedade?

Resposta: Uma pessoa recria algo que foi quebrado. Mas quando ela cria a alma a partir das partes quebradas, começa a compreender como isso se revela, em que consiste e quais são suas leis e propriedades internas. E isso já é sua posse.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/11/16

O Que A Sabedoria Da Cabalá Diz Sobre Os Goyim (Não Judeus)?

Laitman_507_05Pergunta do Facebook: O que a sabedoria da Cabalá diz sobre os Goyim?

Resposta: Na sabedoria da Cabalá, uma pessoa é considerada um judeu não de acordo com a nacionalidade, mas de acordo com o anseio de atingir verdadeiramente o Criador, ou seja, de acordo com o grau de equivalência com as características do Criador, o que significa de acordo com a aquisição da característica de doação. Se ela não tem um movimento interior como este, é chamada de “Goy”, ou seja, uma nação.

Aqueles habitantes da antiga Babilônia que sentiram um anseio como este e se reuniram em torno de Abraão, que lhes ensinou sobre a união e como alcançar o Criador através da união, começaram a ser chamados de “Goy Kadosh (nação santa)”, ou seja, um povo santo. Santo significa pessoas que operam de acordo com a doação e amor entre elas para alcançar o Criador.

Portanto, na palavra “Goy”, não há nada ruim ou pejorativo; ela simplesmente significa um povo. E Goy Kadosh são pessoas especiais que são naturalmente atraídas para alcançar o Criador. Isso é o que a sabedoria da Cabalá diz.

A religião não nos afeta de modo algum, é uma saída da sabedoria da Cabalá para o mundo físico, uma espécie de acompanhamento adicional ao nosso mundo.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 01/03/17

Primeiras Impressões Da Cabalá

laitman_527_07Pergunta: Eu sou um novo aluno. Quando ouço você, suas palavras soam como um córrego fresco da montanha. Mas quando olho para um livro grosso, fica assustador. O que devo fazer?

Resposta: Quando eu comecei a procurar por fontes Cabalísticas, corri para todas as lojas e não consegui encontrar nada. Então, de repente, cheguei a um lugar onde encontrei todos os livros sobre a sabedoria da Cabalá: Talmud Eser Sefirot, todos os volumes do Livro do Zohar, os escritos do Ramchal e outros.

Eu imediatamente comprei tudo porque eles não eram encontrados em nenhum outro lugar. Para adquirir a coleção dos escritos do Ari, eu fui especificamente a um pequeno subúrbio de Tel Aviv, fui para o jardim da frente, e bati no portão. Uma senhora idosa veio me atender, que, depois de entender o que eu queria, disse: “Vou olhar para ver se restou algo”. Eu pedi dois conjuntos dos quinze volumes dos escritos do Ari, mas ela só me entregou 1.

Ela era a esposa de um Cabalista que, durante sua vida, publicou livros, e provavelmente a deixou com um grande depósito depois de sua morte. Foi assim que foi possível obter os escritos dos Cabalistas.

Quando eu trouxe esses livros para casa e comecei a ler, era como um raio caindo do céu; eles me afetaram tão apaixonadamente. Estas foram minhas primeiras impressões. Depois disso, quando você se familiariza com a sabedoria da Cabalá, sente o quão infinitamente boa ela é e que deseja revelar a eternidade, serenidade e bondade da criação para você.

Pergunta: Você entendeu alguma coisa dos escritos do Ari quando os abriu?

Resposta: Na verdade, naquela época, eu não sabia ler hebraico. Eu tinha um amigo da mesma idade que os lia em voz alta, e me sentava ao lado dele e ouvia. Embora eu não entendesse nada, senti que era a coisa mais importante.

Eu memorizei o que ouvi, e de alguma forma comparei-o dentro de mim. Diferentes tipos de imagens nasceram em meus pensamentos. Experimentei todos os tipos de emoções, algo incompreensível. Assim, ao longo de quatro ou cinco anos, tudo foi lido, e quando cheguei ao Rabash, tudo imediatamente assumiu uma forma completamente diferente.

Da Lição de Cabalá em Russo 20/11/16

Blitz De Dicas De Cabalá – 21/08/16, Parte 2

laitman_283_01Pergunta: Muitas vezes me parece que estou sendo movido, como se não estivesse fazendo nada. Isso é apenas minha imaginação?

Resposta: É bem possível que pareça assim para você. Se você estudar a sabedoria da Cabalá a sério, começará a sentir como isso acontece e onde, como a força superior o controla e o que ela faz dentro de você.

Pergunta: Que sentimentos um Cabalista experimenta? Ele recebe prazer de nosso mundo?

Resposta: Um Cabalista experimenta sentimentos um bilhão de vezes maiores do que uma pessoa normal, e mesmo se estes forem sentimentos em nosso mundo, ele pode conectá-los ao Criador.

Pergunta: A intuição também é produto do desejo?

Resposta: Na Cabalá, não há intuição. A intuição é uma falta de conhecimento, uma ausência de consciência em nosso mundo, que de alguma forma compensamos. Na Cabalá, a Luz preenche precisamente um desejo e guia-o.

Pergunta: É possível dar um exemplo de como é possível atribuir tudo ao Criador?

Resposta: Eu sugiro que você releia constantemente os artigos do livro Shamati, especialmente o artigo “Não Há Outro Além Dele”, então você certamente começará a sentir um contato com a força superior e saberá como é possível estar em interação mútua com Ele.

Pergunta: O que uma pessoa pode fazer se as emoções a controlam e ela não pode rocrrer a sua fonte por meio delas?

Resposta: Você pode! Continue a ler os artigos no Shamati, mas de forma séria.

Pergunta: Como é possível se livrar de memórias constantes sobre uma garota? Exceto por um forte sentimento de ódio em relação a ela, nada resta.

Resposta: Isso não incomoda a garota ou você. Eu repito novamente, estude a sabedoria da Cabalá de forma séria, e ela irá direcioná-lo ao objetivo correto.

Da Lição de Cabalá em Russo 21/08/16

Blitz De Dicas De Cabalá – 21/08/16, Parte 1

laitman_570Pergunta: Como um Cabalista supera emoções negativas?

Resposta: Um Cabalista leva as emoções negativas ao Criador porque o Criador as estimula para que ele se conecte a Ele acima das emoções negativas.

Pergunta: Que sentimentos a pessoa deve cultivar dentro de si?

Resposta: Estes são principalmente o sentimento de que “Não há outro além Dele” e que tudo o que o Criador faz é Totalmente bom. Neste mundo, neste momento, precisamos descobrir que o Criador é a única força que está cheia de bem.

Pergunta: O que significa “sentir o Criador”? Como é isso?

Resposta: Sentir o Criador é como o sentimento de uma força única, enorme e abrangente que controla completamente o mundo inteiro e você. E você está nisto; você vê isso! Esse é o sentimento mais maravilhoso que uma pessoa pode experimentar. Nós devemos alcançar esse sentimento e estar imersos dentro dele o tempo todo.

Pergunta: Em um grupo composto de dez pessoas, como podemos sentir que estamos atraindo a Luz?

Resposta: Vocês devem senti-la em si mesmos.

Pergunta: O que significa a expressão “educação dos sentidos” na espiritualidade?

Resposta: Nenhum dos métodos em nosso mundo tem algo a ver com a educação emocional. Esse é um processo que acontece quando eu desperto e evoco porções particulares da Luz Superior e depois sinto o quanto eu e minhas emoções fomos mudados sob sua influência.

Pergunta: Deve haver um equilíbrio entre a mente e os sentidos?

Resposta: Sem dúvida, entre a mente e os sentidos deve haver uma linha média, e ambos devem ser constantemente equilibrados.

Da Lição da Cabalá em Russo 21/08/16

Em Que A Cabalá Acredita?

laitman_221Pergunta: É possível influenciar o pensamento de uma pessoa? A sabedoria da Cabalá acredita nisso e existe um método de treinamento para isso?

Resposta: A sabedoria da Cabalá não acredita em nada. Existe apenas uma prática: atrair a Ohr Makif (Luz Circundante).

Essa sabedoria é muito simples porque se baseia na interação de duas forças: a força superior de doação e amor, e a força inferior de recepção e egoísmo. Não existe mais nada.

A força superior (Luz) controla a força inferior (desejo), e tudo o que acontece na sabedoria da Cabalá é realizado entre elas. A força inferior é gerada pela força superior e é chamada Yesh mi Ayn (existência a partir da ausência). É exatamente como a matemática, em que há zero e algo diferente de zero – este é o começo da ciência. É a mesma coisa aqui.

A Luz Superior atua e influencia nosso desejo, que se encontra inteiramente sob seu controle. Nós somos desejo: cada um de nós individualmente e todos nós juntos.

Não estamos nem conscientes de como a Luz nos transforma e pensamos que fazemos tudo nós mesmos. Mas, de fato, cada um de nós é simplesmente um pequeno dispositivo. Temos a oportunidade de evocar a influência adicional da Luz. Na medida em que a atraímos para nos desenvolvermos sabiamente, temos uma compreensão de como a Luz nos influencia e realiza ações particulares em nós. Começamos a estudar isso e, assim, conseguimos gerenciar a nós mesmos e a ela.

Sobre isto foi escrito: “Meus filhos Me derrotaram” (Baba Metzia 59b).

Da Lição de Cabalá em Russo 21/08/16

Política, Economia E Cabalá

laitman_265Pergunta do Facebook: Você fala muito sobre política e economia, como isso é relevante para o estudo da sabedoria da Cabalá?

Resposta: A Cabalá não investiga nem ensina política ou economia. Ela estuda a essência interior do homem – seu egoísmo. E tudo o que dela deriva, tudo o que fazemos com a ajuda do egoísmo, ou seja, todo o nosso mundo, é a sua consequência.

Portanto, a sabedoria da Cabalá tem algo a dizer sobre isso. Ela compreende a origem do desenvolvimento humano na economia, política, relações mútuas, família, nação, sociedade e em todas as situações, porque elas se baseiam no egoísmo.

Se você quiser saber a verdade sobre economia e política, estude Cabalá!

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 15/02/17

Sem Autorização

laitman_281_01Pergunta: As pessoas são atraídas pelo que veem. Como elas seriam capazes de chegar à sabedoria da Cabalá se não veem o que é um Cabalista? Você tinha um professor que estava autorizado. Você pode revelar algo sobre si mesmo?

Resposta: Não. E era inclusive impossível ver qualquer coisa sobre meu professor. Não havia autorização!

E em relação a todas as perguntas: “Como posso aprender a sabedoria da Cabalá, o que ela vai me dar, e que necessidade eu tenho dela? Talvez fosse melhor se eu fosse para outro lugar …” Só posso dar uma resposta: “Vá”.

Somente aqueles que chegam à sabedoria da Cabalá sentem através de seu “olfato” que há algo único na sabedoria da Cabalá para eles que não é encontrado em nenhum outro lugar.

Da Lição da Cabalá em Russo 01/01/17