Textos com a Tag 'Vida'

Nova Vida # 1116 – Podemos Controlar Nossas Vidas?

Nova Vida # 1116 – Podemos Controlar Nossas Vidas?
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

Estamos nos enganando quando tentamos controlar as situações ao nosso redor sem nos controlarmos? A ideia de abandonar o controle não é séria ou vale a pena se for feita sem descobrir o poder superior dentro de um grupo de dez pessoas e dando ao grupo o controle. Aprendemos sobre esse sistema superior de gerenciamento e supervisão da sabedoria da Cabalá. A Cabalá nos ensina a deixar o controle através da implementação da regra: “E amarás o teu amigo como a ti mesmo”. Quando o poder do amor habita entre nós, ele organiza tudo e alcançamos a verdadeira liberdade.

De KabTV, “Nova Vida # 1116 – Podemos Controlar Nossas Vidas?”, 04/04/19

Como Tornar A Vida Boa

laitman_259.01Pergunta: Como podemos explicar aos 99% das pessoas o que é uma vida boa?

Resposta: Nós consideramos a vida como boa de acordo com o que é bom para nós.

No nosso tempo, no entanto, tendo conexões não corrigidas entre nós, não podemos nos sentir bem. Vemos que o mundo está desmoronando porque a luz superior que desce sobre ele quer preenchê-lo e o mundo sente sua oposição a essa luz.

Quanto mais espiritual a bondade é para o nosso mundo, pior nos sentimos. A aproximação da luz superior nos dá uma sensação de escuridão porque não estamos corrigidos, somos opostos a ela. Portanto, se quisermos sentir as bênçãos e toda a bondade, devemos nos mudar para sermos semelhantes à luz superior, para não mergulharmos em problemas e crises, porque a luz está chegando cada vez mais perto de nós. Em outras palavras, temos que nos unir no nível deste mundo. Esse é o problema.

Por exemplo, o noticiário anuncia que um asteroide está em seu curso para a Terra e que o planeta está em perigo, as pessoas devem se sentir em perigo, a luz superior está se aproximando de nós, o Criador deseja ser revelado às criações. É por isso que somos chamados de “a última geração”.

Nós entramos em um caminho de crescente pressão sobre nós. É por isso que a ciência da Cabalá se revelou; ela explica que temos que começar a nos adaptar à luz superior para nos tornarmos um pouco semelhantes a ela.

Nós somos um Kli (vaso da alma), o Criador é a luz. Nós podemos nos tornar semelhantes a Ele somente se nos unirmos entre nós. Em outras palavras, se desejamos um futuro melhor, devemos nos unir.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/02/19

O Calendário: Nosso Cronograma Da Vida

Laitman_506.5Pergunta: O que é o ano novo para um Cabalista?

Resposta: O ano novo é um novo empreendimento. “Ano” em hebraico é “Shana“, da palavra “Leshanen” (repetição).

A repetição das quatro estações que mudam por uma revolução da Terra ao redor do Sol e outros ciclos do calendário são baseadas nas dez Sefirot do Partzuf espiritual e sua divisão.

Por exemplo, os 4 estágios do Partzuf multiplicados por 3 linhas são iguais a 12. Portanto, um ano é dividido em 12 meses, um dia em 12 horas de dia (a luz de Hassadim) e 12 horas de noite (a luz de Hochma) .

A divisão em 6 partes de ZA (Zeir Anpin) multiplicada por 10 é igual a 60. Portanto, há 60 segundos em um minuto e 60 minutos em uma hora.

Além disso, há um ano bissexto em que há 13 meses. Há um ano especial, o 7º, e outro especial, o 50º.

Tudo é construído sobre a correspondência entre as fases do Sol, da Lua, da Terra e suas mudanças mútuas.

Um calendário é o cronograma da nossa vida. Medir apenas pelo Sol ou pela Lua não reflete todas as características de nossa existência, sua estrutura, e não grava claramente nossa vida. Portanto, enquanto o calendário cristão é construído sobre o ciclo solar e o calendário muçulmano sobre o ciclo lunar, o calendário judaico é baseado no Sol, na Lua e na rotação da Terra.

Três tipos de calendários correspondem às três linhas: esquerda, direita e média. A linha esquerda é o calendário cristão, a linha direita é o calendário muçulmano e a linha do meio é o calendário judaico, que inclui o Sol, a Lua e a Terra.

Portanto, o calendário judaico é o mais preciso. Foi calculado há milhares de anos na antiga Babilônia e depois testado e confirmado 2.200 anos atrás pelo rabino Yehuda Ha-Nasi. Não mudou desde então.

Isto é, os feriados judaicos nunca se movem para o verão ou o inverno, como se estivessem vagando com os muçulmanos. Também não há problemas com os anos, como com os cristãos. No calendário judaico, a linha do meio é mantida, que é sempre estável.

Assim, tudo acontece de acordo com a divisão em dez Sefirot: Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut. É assim que a correspondência entre os planetas é organizada e funciona na natureza.

Da Lição Diária de Cabalá em Russo, 30/12/18

O Que Significa Renascido Na Próxima Vida?

laitman_627.1Pergunta: Se uma pessoa não desenvolveu seu ponto no coração e, portanto, não tem alma, o que significa renascida na próxima vida?

Resposta: Toda pessoa tem um desejo. O desejo é uma estrutura espiritual. Mas ele pode estar pronto para correção, mudança e conexão com os outros agora, ou ainda não estar pronto.

No entanto, em princípio, cada pessoa está em seu desejo como uma partícula eterna de uma única alma.

Da Lição Diária de Cabalá em Russo 25/11/18

A Verdadeira Vida Começa Apenas Na Dezena

laitman_962.1Como resultado da descida dos mundos, nosso desejo de desfrutar se distancia cada vez mais do Criador, passando por restrições, filtros, divisões e várias ocultações ao longo deste caminho. Tendo alcançado este mundo, o desejo de desfrutar encontra-se por trás de cinco mundos (Olamot) – ocultações (Alamot), isto é, nas piores condições.

Este mundo, que é mencionado nos livros Cabalísticos, é o mais baixo de todos os estados espirituais possíveis, e o nosso mundo corporal é ainda mais baixo.

O desejo de desfrutar desce os degraus de todos os mundos e atinge um estado em que se materializa, transforma-se em matéria; perde toda a conexão com os mundos superiores. Portanto, não importa em qual corpo animal, material, uma pessoa que deseja alcançar o mundo espiritual existe. Seu braço ou perna pode ser amputado ou um órgão de outra pessoa absolutamente distante da espiritualidade pode ser transplantado nela, mas isso não teria nenhum efeito sobre sua realização espiritual.

Pode-se imaginar como você pode perder sua mão direita se, de acordo com as leis espirituais, isso se refere à doação e você sempre tem que começar do lado direito. No entanto, nosso corpo é um animal simples, sem qualquer relação com a realização espiritual. Naturalmente, ele tem sua função importante porque nos é dado para que possamos começar nosso desenvolvimento espiritual expressando nosso próprio desejo de alcançar o Criador.

O amor não pode ser forçado. Caso contrário, não seria chamado de amor, mas “cálculo”. Portanto, o Criador não poderia ter nos criado com um desejo pronto de amá-Lo. É por isso que fomos forçados a descer a este mundo completamente separados do sistema espiritual e começar o caminho de volta a partir deste ponto.

Existindo em um corpo animal agora em nosso próprio mundo, isolados de todos os mundos espirituais e do Criador, devemos começar a desenvolver nosso próprio desejo de amar o Criador como Ele nos ama. Se uma pessoa tem um ponto no coração que a desperta para isso, ela pode sentir que alguém a está chamando e começar sua jornada de volta ao Criador.1

A dezena é a base da estrutura do universo, como uma célula do organismo que é a fonte da vida. Não entendemos que, ao entrar na dezena, abrimos os portões para o mundo superior. Então, vemos que o nosso estado atual é imaginário, existindo apenas para nos proporcionar a oportunidade de entrarmos na espiritualidade por nós mesmos, por nossa própria escolha. Devemos querer nos desenvolver e nos tornar iguais ao Criador por nós mesmos. Toda a vida corpórea anterior perderá seu sentido.

Tudo produzido por nossas mãos, pés e boca, na verdade, não existe. Nós vivemos em um mundo imaginário. Nossa vida real começa apenas na dezena e além, e é isso que permanece conosco para sempre. Portanto, vamos decidir se a queremos ou não.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 17/03/19, Baal HaSulam, “Prefácio à Sabedoria da Cabalá”, Item 1
1 Minuto 2:00:25
2 Minuto 2:24:19

Vida, Morte E Consciência

627.2Pergunta: Se não é a alma, então o que entra em um novo corpo no novo nascimento em uma reencarnação?

Resposta: O ponto no coração.

Pergunta: O que acontece com a nossa consciência quando o corpo biológico morre?

Resposta: Não acontece nada. O fato é que nossa consciência existe para salvaguardar nosso egoísmo. Quando o egoísmo morre, isto é, quando se esconde de nós, a consciência se torna inútil para nós. Portanto, desaparece.

Mas com a ajuda do nosso método, desenvolvemos um novo tipo de consciência e um novo tipo de desejo. A nova consciência serve ao novo desejo: o desejo de doar. E nós não precisamos morrer por isso. Podemos viver várias vidas e mortes durante a atual existência do nosso corpo.

Além disso, não sentiremos que estamos morrendo porque já estaremos em um estado “além do corpo” completamente diferente.

Da Lição de Cabalá em Russo, 07/10/18

Jogando O Estado Desejado

laitman_565.01A vida é um jogo. É assim em todo lugar e sempre. Isso é determinado pela natureza em todos os níveis. Para crescer, mudar, construir-se dialeticamente e se desenvolver consistentemente, a pessoa deve estar no jogo!

Qualquer folha de grama joga para crescer. Olhe para os filhotes, gatinhos, qualquer um – tudo está em um jogo. As pessoas estão constantemente jogando, mas não sentem isso. Uma pessoa vai para o trabalho, vai para o exército, luta e morre – tudo é um jogo.

Se eu imagino o passado, o presente e o futuro e me conecto entre eles, é um jogo. Ou seja, o jogo é uma representação do estado futuro e o movimento em direção à sua implementação.

A pessoa sempre joga no futuro, não importa em qual deles. Se para, isso marca sua morte. É assim que a natureza organiza isso.

Pergunta: O Criador recebe prazer pelo fato de uma pessoa aceitar esse jogo?

Resposta: Pelo fato de uma pessoa aceitar este jogo, ela mesmo obriga o Criador a jogar e se tornar Seu parceiro. Portanto, ela é chamada de “Adão“, semelhante ao Criador, porque resolve todo esse jogo.

Exatamente nisso reside a escolha do livre arbítrio e a escolha do caminho. Ou a pessoa não quer participar disso ou, pelo contrário, participa para atingir um objetivo maior. Ela entende que este jogo é necessário apenas para elevá-la ao próximo nível.

O jogo é um sistema de desenvolvimento de qualquer parte da natureza em todos os níveis.

De KabTV “A Última Geração” 30/05/18

Um Novo Dia – Uma Nova Vida

Laitman_725Pergunta: Você pode dar um exemplo externo de equilíbrio espiritual e onde ele se manifesta?

Resposta: Não, porque o nosso mundo não é um exemplo do equilíbrio das forças espirituais.

Não há nada espiritual em nosso mundo. Ele é necessário apenas para levar a pessoa à unidade interna. Portanto, forças negativas isoladas estão agindo aqui. Não há forças positivas; embora elas atuem às vezes, é apenas em um estado inverso, a fim de nos levar ao reconhecimento correto de que “não há outro além Dele”.

Pergunta: Talvez seja possível ver isso no exemplo de uma família onde, no momento, a harmonia e o amor reinam, mas todos se lembram de brigas e discórdias que aconteceram ontem ou anteontem?

Resposta: Nada é esquecido. No entanto, se ambos os cônjuges se equilibram conscientemente e ambos têm uma aspiração clara para a conexão correta, porque entendem que há o mal em ambos os lados e em relação a ele há algum tipo de bem e eles querem equilibrá-los, então eles neutralizam o mal e o mantem sob controle. É mais ou menos assim que o sistema espiritual existe.

Comentário: Você costuma dar o exemplo de seu relacionamento com sua esposa. Se você teve uma discussão à noite, de manhã você não se lembra e não fala sobre isso.

Resposta: Nada disso. Na manhã seguinte, eu me lembro de tudo e ela também. No entanto, decidimos que começaremos todas as manhãs com uma lousa limpa e, portanto, agiremos como se nada tivesse acontecido.

Existe um pacto entre nós e tentamos não quebrá-lo. Isso é bom, um trabalho espiritual sério. Concordamos que no dia seguinte não nos lembraremos do passado. Quando o dia acaba, é riscado.

Pergunta: Será que uma pessoa entende que isso é bom para ela, que ela pode contornar todos os problemas dessa maneira?

Resposta: Caso contrário, você não poderá manter um casamento por tantos anos. Nós estamos casados ​​há 50 anos!

Pergunta: Onde uma pessoa pode obter forças? Do Criador?

Resposta: Não. Aqui, você só precisa do desejo de manter o casamento. Você tem que desenvolver certo sistema de comportamento.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/06/18

De Quem É A Vida Mais Importante?

laitman_546.03Pergunta: Por que consideramos a vida de algumas pessoas mais importante do que a vida de outras pessoas?

Resposta: Porque deixamos de ver toda a imagem, o mecanismo geral, o sistema comum da nossa globalização. Nós pertencemos a um único sistema, somos todos, na verdade, um só corpo.

Cada um de nós é como uma célula num corpo único que tem que se preocupar com o bem-estar de todo o organismo. Se vemos que a humanidade, em sua última análise, é uma pessoa com certos órgãos e partes do corpo, certamente entenderemos que cada pessoa é importante.

Mesmo que uma célula do corpo se torne cancerosa … E isso, em essência, é a qualidade específica do egoísmo: ela começa a engolfar os outros. Neste ponto, todos nós nos parecemos com células cancerígenas. Isso agora se revela a nós: todos nós existimos no sistema humano universal, que está doente com o câncer em geral.

Se revelarmos isso, certamente entenderemos que todos devem ser saudáveis, isto é, renunciar ao seu egoísmo, renunciar usar, engolfar os outros e passar a doar-lhes.

Tendo descoberto isso, veremos que a vida consiste apenas no avanço de todos em seu desenvolvimento, em sua contribuição para a sociedade. Se encorajarmos a sociedade a dar a todos os valores que são direcionados apenas para isso, nós estaremos, obviamente, obrigando as pessoas a serem úteis à sociedade humana. Então todos serão iguais. Além disso, a vida de uma não pode ser mais importante do que a vida de outra pessoa.

A Mesa Redonda de Opiniões Independentes. Berlim, 9/9/06

A Vida Humana É Mais Importante?

Laitman_709Pergunta: Nós temos o direito de perceber a vida humana como mais importante que outras formas de vida?

Resposta: Primeiro nós precisamos perceber que o sistema geral da natureza é construído na forma de uma pirâmide. É baseado em um nível inanimado: todo o universo, toda matéria inanimada, as estrelas e planetas que existem nele. Esta é a parte inferior da pirâmide.

Depois vem a parte vegetativa da Terra, e depois superior a ela vem a parte animal da Terra, e o topo da pirâmide é ocupado pelo nível falante. Os humanos não são a parte animal, não o nosso corpo, mas o nível humano, falante em nós.

Portanto, é claro, a vida humana é mais importante que todas as outras formas e níveis da natureza, não porque desejamos isso egoisticamente, mas porque incluímos todas as outras formas da natureza. Se tratarmos a natureza corretamente, nos corrigiremos, assim como toda a natureza em geral.

Todos os desastres naturais e problemas globais – tsunamis, secas, os danos que infligimos à natureza, desastres ambientais – nada mais são do que um fenômeno projetado na natureza pela pessoa. Portanto, definitivamente, a vida humana e seu papel na natureza são mais importantes.

Descobriremos que, por nossa própria atitude egoísta em relação a nós mesmos e à natureza, causamos todos os desastres e infortúnios, tanto na sociedade humana quanto em outros níveis da natureza: animado, vegetativo e até inanimado. Se mudarmos, certamente mudaremos a natureza como um todo.

Portanto, precisamos entender que os desastres ambientais que estão surgindo no mundo hoje e os novos ainda à nossa frente dependem exclusivamente da atitude humana em relação ao mundo. Eles não vêm porque a natureza está subitamente fora de equilíbrio. Nós causamos desequilíbrio na natureza com nossos pensamentos.

A Mesa Redonda De Opiniões Independentes. Berlim 09/09/06