Textos com a Tag 'Vida'

Um Novo Dia – Uma Nova Vida

Laitman_725Pergunta: Você pode dar um exemplo externo de equilíbrio espiritual e onde ele se manifesta?

Resposta: Não, porque o nosso mundo não é um exemplo do equilíbrio das forças espirituais.

Não há nada espiritual em nosso mundo. Ele é necessário apenas para levar a pessoa à unidade interna. Portanto, forças negativas isoladas estão agindo aqui. Não há forças positivas; embora elas atuem às vezes, é apenas em um estado inverso, a fim de nos levar ao reconhecimento correto de que “não há outro além Dele”.

Pergunta: Talvez seja possível ver isso no exemplo de uma família onde, no momento, a harmonia e o amor reinam, mas todos se lembram de brigas e discórdias que aconteceram ontem ou anteontem?

Resposta: Nada é esquecido. No entanto, se ambos os cônjuges se equilibram conscientemente e ambos têm uma aspiração clara para a conexão correta, porque entendem que há o mal em ambos os lados e em relação a ele há algum tipo de bem e eles querem equilibrá-los, então eles neutralizam o mal e o mantem sob controle. É mais ou menos assim que o sistema espiritual existe.

Comentário: Você costuma dar o exemplo de seu relacionamento com sua esposa. Se você teve uma discussão à noite, de manhã você não se lembra e não fala sobre isso.

Resposta: Nada disso. Na manhã seguinte, eu me lembro de tudo e ela também. No entanto, decidimos que começaremos todas as manhãs com uma lousa limpa e, portanto, agiremos como se nada tivesse acontecido.

Existe um pacto entre nós e tentamos não quebrá-lo. Isso é bom, um trabalho espiritual sério. Concordamos que no dia seguinte não nos lembraremos do passado. Quando o dia acaba, é riscado.

Pergunta: Será que uma pessoa entende que isso é bom para ela, que ela pode contornar todos os problemas dessa maneira?

Resposta: Caso contrário, você não poderá manter um casamento por tantos anos. Nós estamos casados ​​há 50 anos!

Pergunta: Onde uma pessoa pode obter forças? Do Criador?

Resposta: Não. Aqui, você só precisa do desejo de manter o casamento. Você tem que desenvolver certo sistema de comportamento.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/06/18

De Quem É A Vida Mais Importante?

laitman_546.03Pergunta: Por que consideramos a vida de algumas pessoas mais importante do que a vida de outras pessoas?

Resposta: Porque deixamos de ver toda a imagem, o mecanismo geral, o sistema comum da nossa globalização. Nós pertencemos a um único sistema, somos todos, na verdade, um só corpo.

Cada um de nós é como uma célula num corpo único que tem que se preocupar com o bem-estar de todo o organismo. Se vemos que a humanidade, em sua última análise, é uma pessoa com certos órgãos e partes do corpo, certamente entenderemos que cada pessoa é importante.

Mesmo que uma célula do corpo se torne cancerosa … E isso, em essência, é a qualidade específica do egoísmo: ela começa a engolfar os outros. Neste ponto, todos nós nos parecemos com células cancerígenas. Isso agora se revela a nós: todos nós existimos no sistema humano universal, que está doente com o câncer em geral.

Se revelarmos isso, certamente entenderemos que todos devem ser saudáveis, isto é, renunciar ao seu egoísmo, renunciar usar, engolfar os outros e passar a doar-lhes.

Tendo descoberto isso, veremos que a vida consiste apenas no avanço de todos em seu desenvolvimento, em sua contribuição para a sociedade. Se encorajarmos a sociedade a dar a todos os valores que são direcionados apenas para isso, nós estaremos, obviamente, obrigando as pessoas a serem úteis à sociedade humana. Então todos serão iguais. Além disso, a vida de uma não pode ser mais importante do que a vida de outra pessoa.

A Mesa Redonda de Opiniões Independentes. Berlim, 9/9/06

A Vida Humana É Mais Importante?

Laitman_709Pergunta: Nós temos o direito de perceber a vida humana como mais importante que outras formas de vida?

Resposta: Primeiro nós precisamos perceber que o sistema geral da natureza é construído na forma de uma pirâmide. É baseado em um nível inanimado: todo o universo, toda matéria inanimada, as estrelas e planetas que existem nele. Esta é a parte inferior da pirâmide.

Depois vem a parte vegetativa da Terra, e depois superior a ela vem a parte animal da Terra, e o topo da pirâmide é ocupado pelo nível falante. Os humanos não são a parte animal, não o nosso corpo, mas o nível humano, falante em nós.

Portanto, é claro, a vida humana é mais importante que todas as outras formas e níveis da natureza, não porque desejamos isso egoisticamente, mas porque incluímos todas as outras formas da natureza. Se tratarmos a natureza corretamente, nos corrigiremos, assim como toda a natureza em geral.

Todos os desastres naturais e problemas globais – tsunamis, secas, os danos que infligimos à natureza, desastres ambientais – nada mais são do que um fenômeno projetado na natureza pela pessoa. Portanto, definitivamente, a vida humana e seu papel na natureza são mais importantes.

Descobriremos que, por nossa própria atitude egoísta em relação a nós mesmos e à natureza, causamos todos os desastres e infortúnios, tanto na sociedade humana quanto em outros níveis da natureza: animado, vegetativo e até inanimado. Se mudarmos, certamente mudaremos a natureza como um todo.

Portanto, precisamos entender que os desastres ambientais que estão surgindo no mundo hoje e os novos ainda à nossa frente dependem exclusivamente da atitude humana em relação ao mundo. Eles não vêm porque a natureza está subitamente fora de equilíbrio. Nós causamos desequilíbrio na natureza com nossos pensamentos.

A Mesa Redonda De Opiniões Independentes. Berlim 09/09/06

Uma Linha De Vida Para Todos

laitman_251O desejo de desfrutar é o material da criação, por isso não pode ser bom ou ruim. É apenas uma matéria que não pode ser elogiada nem condenada – é exatamente como foi criada.

Se o desejo de desfrutar se preocupa apenas consigo mesmo em detrimento de outros, é chamado egoísmo. Se o desejo de desfrutar, que recebe de cima a capacidade de dar, isto é, a capacidade de trabalhar com seu desejo em contraste com o instinto natural de desfrutar, e em vez disso, dá prazer aos outros, é chamado de desejo de doar.

Um desejo é capaz de se comportar dessa maneira se considerar aquele a quem ele dá mais importante do que ele mesmo. Se eu lhe valorizo ​​mais do que a mim mesmo, então ao invés de tomar para mim, eu darei a você.

No nosso mundo, é fácil de fazer isso. Afinal, se vejo que dependo daquele que é superior, mais importante e mais forte do que eu, então estou pronto para dar a ele. Eu faço isso com base no mesmo cálculo egoísta, porque dando a ele, vou ganhar ainda mais do que se eu mesmo fizesse isso.

Há, no entanto, duas condições para a doação genuína não-egoísta. Primeiro, o objeto que quero dar tem que estar escondido. Eu não deveria sentir sua importância, caso contrário, certamente darei com intenções egoístas, como acontece neste mundo. Além disso, preciso de mais força para essa doação, apesar da total falta de motivação egoísta.

Primeiro, somos ajudados de cima, a importância do superior está oculta. Então, é preciso fazer isso sozinho. Fora isso, a pessoa deve receber o poder de doação de cima. Então eu terei a oportunidade de dar ao Criador embora aos meus olhos corpóreos Ele não tenha importância. Pelo contrário, vejo que o mundo inteiro e eu mesmo somos muito mais importantes. No entanto, eu ganho o poder de doação acima da minha natureza. Isso é chamado de fé acima da razão, acima da própria opinião. Este é um verdadeiro milagre de cima.1

É dito: “Uma linha da vida nos foi lançada pelo Criador”. Por que há tantas pessoas desapontadas que não conseguiram nada? Porque não queriam segurar a corda. Todo mundo tem uma tábua de salvação; ela fica pendurada na frente do nariz, mas você não quer nota-la.

Quando a pessoa agarra a corda, começa a se aproximar de um grupo Cabalístico, fica absorvida nele e se dissolve. Nós pensamos o contrário: que estamos prontos para fazer qualquer coisa sozinhos e que essas ações nos ajudarão.

As pessoas permanecem nessa ilusão por 10, 20, 30, até 40 anos, até que finalmente concordam em não se curvar. A força vem de cima e elas se tornam prontas para se anularem em tudo, curvarem suas cabeças e se juntarem à dezena. Elas estão prontas para fazer qualquer coisa: desistir de tudo apenas para se juntar ao grupo.

Isto é muito difícil. Requer autocrítica, esclarecimento e superação. A pessoa deve ser muito direta e honesta consigo mesma e com o grupo.2

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá, 29/08/18, Escritos do Baal HaSulam, “Um Discurso para a Conclusão do Zohar
1 Minuto 12: 40
2 Minuto26: 40

O Campo Da Vida

742.03Rabash, “Amor dos Amigos” (1984, # 3): “E certo homem o encontrou, e eis que ele estava vagando no campo. E o homem perguntou-lhe, dizendo: ‘O que você está procurando?’ E ele disse: ‘Eu procuro meus irmãos. Diga-me, peço-lhe, onde alimentam o rebanho?’” (Gênesis, 37).

Pergunta: O que significa: “Ele estava vagando no campo?”

Resposta: O campo é o campo da vida e todas as qualidades que existem em uma pessoa estão nele. José está procurando justamente aqueles que podem ajudá-lo a trabalhar corretamente com seu egoísmo, com sua natureza, com Malchut, e alcançar a meta.

Uma pessoa deve constantemente manter essa imagem dentro de si e apenas corrigi-la levemente e adicioná-la, e ao corrigi-la gradualmente, deve alcançar seu aspecto final.

Pergunta: Quando uma pessoa chega ao estado de procurar seus irmãos pela primeira vez?

Resposta: É um caminho muito longo para realmente começar a perceber na Luz que desce sobre ela que a realização do Criador acontece através da anulação pessoal em relação a todos os outros, ao ambiente: o inanimado, vegetativo, animado e humano – a tudo.

Quando a pessoa começa a entender que, ao anular-se, ela revela o Criador, esse estado pode ser considerado uma entrada no Egito. Ela descobre cada vez mais quão difícil é isso, quanto em cada grau seu egoísmo lhe é revelado, e deve se anular diante dele.

Somente se decide anular-se perante todo o seu egoísmo, ela merece sair do Egito, elevar-se acima do egoísmo e receber uma ferramenta para o trabalho correto com ele: a Luz, a Torá.

De KabTV “A Última Geração”, 01/02/18

Cruzando A Linha Entre A Vida E A Morte

Laitman_137Pergunta: O suicídio é um dos problemas da humanidade. A cada 40 segundos, alguém no mundo comete suicídio (800.000 por ano). Nos EUA, a taxa de suicídio aumentou 30% desde 1999. Algumas celebridades que recentemente cometeram suicídio incluem Anthony Bourdain, o famoso chef e apresentador de TV da CNN, e a irmã mais nova da rainha da Holanda. Você pode explicar isso?

Resposta: Eu posso explicar isso como vazio. É um vazio que esmaga, dilacera e não deixa a pessoa dormir. Até mesmo as drogas são ineficazes para aliviá-lo. A pessoa simplesmente sente como se não tivesse outras opções. Nós precisamos olhar para a vida corretamente e começar a nos educar.

Pergunta: O que uma pessoa deve alcançar?

Resposta: O sentido da vida. Ela pode entender o sentido da vida quando atravessa a fronteira entre a vida e a morte. Somente quando a vida vale menos para você do que a própria vida, você pode pesar corretamente para que viver e superar seu egoísmo e sua vida egoísta.

Pergunta: É quando eu não me apego a ela? Quando não me apego a todo desejo?

Resposta: Você não apenas não se apega, mas vive do fato de que a cada minuto você desiste do seu egoísmo e se eleva acima dele. Cada minuto você está acima da morte, como se estivesse experimentando-a. Esta é a separação do nosso mundo e a entrada no mundo superior.

Observação: Isso é muito difícil.

Resposta: Não é difícil, é uma oportunidade feliz para todos nós.

Pergunta: Então, eu não deveria valorizar minha vida egoísta?

Resposta: Uma pessoa que quer compreender a verdadeira existência tem que desprezar esta vida e apreciá-la apenas porque é a base para construir uma vida mais elevada nela. E a vida superior é a morte, e quando você morre em uma forma animal a cada minuto, cresce espiritualmente.

Crescimento na forma espiritual é a vida não para si mesmo, mas para algo fora de si: em prol do Criador, do sistema, da humanidade, não importa o que – o principal é sair do seu “eu”.

De KabTV “Notícias em Russo com Michael Laitman”, 12/06/18

O Propósito Do Jogo Chamado “Vida”

Laitman_138Pergunta: Se toda a nossa vida é um jogo, deve haver algumas regras para o jogo. Por favor, liste essas regras.

Resposta: O propósito do jogo chamado “vida” é conectar-se e juntar o número máximo de pontos. Este é o “movimento” mais importante, embora haja muitas ações mais específicas.

Pergunta: O que há de tão especial na conexão?

Resposta: Na conexão, a pessoa sobe ao próximo nível de percepção do mundo. Toda vez que isso acontece, a mente de uma pessoa é multiplicada.

Pergunta: Como alguém pode revelar todos os estados infinitos do Criador neste mundo sem perder sua mente?

Resposta: Não se preocupe, você não será capaz de obter nada a menos que primeiro expanda seus órgãos sensoriais e mentais. Portanto, seus sentidos estarão sempre prontos para algo que você sente. Eles nunca receberão mais do que aquilo de que são capazes e estão preparados. Desta forma, não há chance de perder a mente.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/03/18

Como Imaginar Uma Vida Espiritual?

laitman_624.07Pergunta: No mundo corpóreo, sempre temos todos os tipos de necessidades e estamos tentando satisfazê-las. No mundo espiritual, ao contrário, há uma abundância de prazeres e eu só preciso desenvolver um desejo por eles dentro de mim. É assim mesmo?

Resposta: Você imagina o mundo espiritual como uma loja que tem uma abundância de tudo, mas você não tem apetite por isso. Como se você estivesse doente e não tivesse desejo por nada e houvesse muitos prazeres.

Pergunta: Então, como a pessoa pode imaginar a abundância da vida espiritual?

Resposta: Não existe tal abundância antes dela ser alcançada. Há uma oportunidade ilimitada de preencher os outros. Isso não é proibido de forma alguma. No entanto, você deve adquirir ferramentas especiais para isso, desejos.

Quando você começar a satisfazer os outros, também receberá do Criador para dar contentamento aos outros, caso contrário não terá nada para dar a eles. Portanto, você se torna um elo entre o Criador e os outros, e o prazer passa por você.

Pergunta: Por que eu preencho os desejos dos outros toda a minha vida e tenho empatia por eles, mas não sinto nenhum Criador?

Resposta: Porque você faz isso para si mesmo. Nesse caso, você permanece um egoísta: esse é o problema.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/02/18

O Sentido Da Vida É Aprender Seu Sentido

281.01Pergunta: Além do objetivo principal, de alcançar o mundo superior, existem outros objetivos mais elevados relacionados aos talentos e qualidades naturais de um indivíduo que devem ser perseguidos enquanto eles ainda não desenvolveram o desejo pela busca do mundo superior?

Resposta: Por que o indivíduo deve se distrair com algo? Para ser um ótimo músico? Digamos que eu comece a tocar um instrumento musical 12 a 14 horas por dia para tocar lindamente. Este é o sentido da minha vida?!

O que eu alcanço com isso? Uma enorme satisfação egoísta. Eles se curvam para mim, me respeitam, eu me torno conhecido, ganho muito dinheiro, vou para frente do palco, todos se levantam, aplaudem!

Observação: Não apenas isso. As pessoas ouvem a música e se elevam.

Meu Comentário: Sim, as pessoas choram de alegria, isso é lindo, e daí? Em última análise, eu e meus ouvintes ainda morreremos e, com isso, tudo acaba. Este é o sentido da vida?

Todos são pegos em tal “ratoeira”. Mas há pessoas, Cabalistas, com um tremendo desejo de conhecer a essência da existência. Eles dizem: “Não aceitaremos nada menos, precisamos alcançar o Criador! O sentido da vida, a obtenção do ponto de onde tudo surge e nada menos”.

Pergunta: E se levarmos em conta os cientistas, que, por exemplo, desenvolveram intervenções que salvam vidas. E a humanidade as usa há séculos. Não há sentido nisso?

Resposta: Eles estão simplesmente melhorando a existência animal das pessoas. Nenhum sentido existe em nosso mundo, não há necessidade de cavar por ele! Nós vemos o que somos e como tudo termina. As pessoas nascem, vivem e morrem, e isso continua por gerações enquanto a Terra nos sustenta. Não há mais nada. Então vale a pena discutir o sentido da existência da matéria proteica neste planeta?!

Pergunta: Então o sentido da vida é aprender o seu sentido? Os Cabalistas dizem que ele está na adesão com o Criador.

Resposta: Claro. Nessa vida. Neste mundo.

Você deve atingir o Criador, revelá-Lo, conhecê-Lo. Enquanto isso, você alcança o estado de eternidade e perfeição, sem morrer, sem se identificar com o corpo, que é deixado como uma parte totalmente desnecessária, uma parte usada de um foguete.

Você é obrigado a alcançar isso e a experimentá-lo de forma clara e óbvia, como uma criança que põe tudo na boca, porque somente através do paladar pode identificar o que é. É por isso que isso é chamado de Taamei Torá, “sabores de Luz”.

Da Lição da Cabalá em Russo 28/01/18

Nada Na Vida É Experimentado Desnecessariamente

laitman_628.2Pergunta: Como podemos entender nosso propósito na vida quando a maioria de nossas vidas é vivida sem esse entendimento?

Resposta: Não importa. Todo mundo vive dessa maneira até que algo interno “perde o ritmo” e um ponto de conexão com o Criador aparece dentro da pessoa. A partir deste ponto, a pessoa começa a perguntar: “Para quê? Por quê? Nada na vida é experimentado desnecessariamente – você tem que passar por tudo isso. Tudo acontece sob a direção da Luz superior.

Você começa sua jornada rumo ao Criador a partir do exato momento em que foi despertado. Então siga em frente, independentemente da sua idade ou de quaisquer circunstâncias. Você sempre tem a oportunidade de pensar nesse trabalho, de ler algo em algum lugar, de ouvir alguma coisa.

Eu lhe asseguro, se você preencher seu tempo livre com formas de permanecer em contato conosco (e através de nós, com o Criador), tudo irá funcionar para você. Isto eu prometo a você.

Da Lição da Cabalá em Russo, 14/01/18