Textos com a Tag 'Baal HaSulam'

Renda Básica Incondicional para Todos

Nas Notícias (Independente):​ Países europeus “deputados [membros doParlamento Europeu] têm alertado os países Europeus devem seriamente considerar introduzir uma renda básica geral para preparar para o desemprego em larga escala que poderia vir como resultado de robôs assumindo trabalhos manuais.

“Um projeto de relatório, apresentado por um deputado socialista Mady Delvaux-Stehres, adverte que preparações devem ser feitas para o que ele descreve como a ‘revolução tecnológica’ em curso, incluindo provisões para os ‘possíveis efeitos sobre o mercado de trabalho causado pela robótica’.

“O relatório, que passou por 17 votos a dois e será colocado na frente de todo o Parlamento Europeu em Fevereiro, encoraja os Estados membros a considerar uma renda básica geral em preparação para os robôs assumindo postos de trabalho das pessoas. …

“Em uma entrevista, a Sra Delvaux-Stehres disse que tal consideração era importante para garantir que, mesmo se o crescente desemprego suba devido à revolução tecnológica, as pessoas ainda poderão” ter uma vida decente”.

Meu comentário:​ ​De acordo com Baal HaSulam, em seu livro “A Última Geração“​, cada indivíduo na sociedade irá receber no futuro, por acordo, tudo o que for necessário para sua existência e trabalhará de acordo com as necessidades da sociedade. Ele não irá aspirar a receber além de sua necessidade.

A sociedade irá gradualmente avançar para esta situação através da educação em si. A  introdução de um sistema de renda básica incondicional, sem a ​educação​ da sociedade, para tornar-se como um único organismo não trará o resultado desejado e só produzirá novas  falhas e defeitos.

[200437]

Material Relacionado:

Uma Renda Básica Incondicional
Uma Bolsa Para As Pessoas Que São Substituídas Por Robôs

O Dia Da Partida Do ARI

Pergunta: Não há muito tempo que marcou o dia em que o ARI partiu. Por que nós especificamente marcamos o dia da partida de um grande Cabalista?

Resposta: Na verdade, é um feriado para nós. Porque um gigante como o ARI partiu de nosso mundo, ele ascendeu aos níveis de realização e, desta forma ele é capaz de influenciar positivamente mais e mais o nosso mundo e nós, tudo o que está conectado a ele.

Claramente, isto fala sobre sua alma e não seu corpo. O corpo é uma “besta” que enterramos e isso é tudo. Nada acontece com ele, nada.

O ARI é uma alma gigante que estava vestida com um corpo em nosso mundo. Desta forma, um jovem de 37 anos, a quem chamamos o ARI, começou a revelar a sabedoria da Cabalá para seus alunos. Durante um ano e meio, ele revelou o método inteiro, todo o sistema da sabedoria da Cabalá, que ninguém antes dele foi capaz de revelar. [Leia mais →]

Um Fim À Competição

O desejo de receber é o material da criação. Este desejo se desenvolve sobre os níveis do inanimado, vegetal e animal da natureza e passa por fases diferentes e, como resultado, mais e mais complexas estruturas são formadas. As partículas elementares reúnem-se em átomos, os átomos estão ligados em moléculas, e as moléculas estão ligadas em diferentes materiais: gases, líquidos, sólidos e o plasma.

Mais tarde, o nível do vegetativo formou-se, incluindo todos os seus componentes. Aqui, a organização e composição da matéria é muito mais complexa e única, uma vez que desenvolve, absorve, emite, multiplica-se, etc. O nível animal é ainda mais complexo.

De um modo geral, a matéria inclui cada vez mais diferentes partes e é mais complexa. Diferentes processos ocorrem na mesma, causados por “software interno” e também pela influência externa do ambiente. [Leia mais →]

Interno E Externo, Parte 3

Definições importantes: “Israel” e “As Nações do Mundo”

Pergunta: O que significa “Israel” e “as nações do mundo”?

Resposta: Israel são aqueles que são direcionados estritamente ao Criador (Yashar-El). As pessoas que pertencem a Israel têm um ponto no coração que brilha neles, isto é, um ponto dentro do ego que busca uma resposta para: qual é o propósito da vida é, por que vivemos, qual é o objetivo da criação? Todas estas perguntas levam a Cabalá.

As nações do mundo são aquelas nas quais ainda não foi revelado o ponto no coração; é por isso que suas ações são desencadeadas pelo puro egoísmo.

Pontos no coração abriram em algumas pessoas na antiga Babilônia, na época de Abraão, e o mesmo está acontecendo em nosso tempo. Esta aspiração do coração em alguém define Israel. [Leia mais →]

Um Atraso Perigoso Na Prevenção do Mal

A Semente da Nossa Culpa

Pergunta: Está claro que nenhum país europeu é capaz de lidar com a atual crise de refugiados. Você acha que uma solução conjunta para o problema possa ser encontrada?

Resposta: Não há solução! Os europeus vão buscar uma saída, mas não vão encontrá-la. A natureza do problema e as peculiaridades da mentalidade europeia reverterá a situação contra nós e eles vão culpar Israel por seus problemas.

Nós já lidamos com esse tipo de reivindicação. Eles até nos responsabilizaram pelo tsunami no Japão, sem mencionar a tragédia das Torres Gêmeas ou a criação do Estado Islâmico. Alguns acreditam que os judeus gostariam que coisas más acontecessem no mundo e que desastres e catástrofes naturais são obra dos judeus.

Mas há uma semente de justiça em suas acusações. Claro, nós não causamos o mal, mas também não podemos impedi-lo. Há uma diferença fundamental entre as suas acusações tradicionais e as reivindicações atuais. A diferença é que nós somos realmente capazes de prevenir dificuldades de imediato explicando a sabedoria da Cabalá a todo mundo, mas nós já estamos ficando para trás nesse trabalho.

Em essência, a Cabalá é a ciência da unidade. Com sua ajuda, a humanidade se unirá. Quando se unir, ela se livrará de todos os problemas. Assim, suas reivindicações realmente contêm a semente da nossa culpa. Acontece que suas alegações sobre a nossa culpa contêm uma semente de verdade.

[Leia mais →]

A Quebra Acabou – A Quebra Continua

Baal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar”, Item 57: … Imagine que há pessoas que estudam Cabalá e atraem a Luz de Ein Sof, lideram a geração diante delas e o povo as segue, e, depois, todos terão certeza que nunca vão errar em seu caminho. Mas se, em vez da Cabalá, o povo prefere estudar outras partes da Torá, não admire que toda a geração erre por sua culpa. Tão profunda é a minha dor que sou incapaz de continuar falando sobre isso.

Por que as gerações em Israel descem cada vez mais, e afastam-se do interior da Torá?

Após a destruição do Templo, ainda havia muitas pessoas em constante realização. Nem todas caíram de uma só vez na ocultação.

Na verdade, com a Shevirat ha Kelim (quebra dos vasos), os Kelim mais elevados desceram abaixo de todos, e aqueles que não estavam tão altos não caíram tão baixo. Além disso, há também importância na mistura geral. Cada Kli que cai arrasta os outros depois dele e empurra ainda mais para baixo aqueles que caíram antes.

Como resultado da quebra, todo o Kli original, cujas partes eram como um homem com um coração que revelou o Criador, perdeu gradualmente a revelação à medida que os vasos caíram de sua altura anterior. O Estudo das Dez Sefirot fala isso na Seção 7. [Leia mais →]

Um Holograma Dos Mundos Espirituais

Baal HaSulam, “O Ensino da Cabala e sua Essência”: E o que existe no Mundo Superior necessariamente existe em todos os mundos abaixo dele, uma vez que o inferior é impresso por ele. Saiba que essas realidades e suas condutas, que o seguidor do Criador alcança, são chamadas de “graus”, uma vez que a sua realização é organizada uma sobre a outra, como degraus de uma escada.

O que é especial sobre a realização é que sempre alcançamos dez Sefirot, o todo da realidade. A questão é apenas a resolução, escala, precisão, profundidade e riqueza das ligações entre todas as partes da realidade, mas a realidade é sempre a mesma realidade.

Por isso, cada estado na espiritualidade é chamado um estado inteiro. Nós não entendemos completamente como pode haver um estado inteiro, se estamos no primeiro nível, o décimo nível, ou até mesmo no centésimo nível. Afinal de contas, este não é o 125° nível, e tudo o mais, não é o fim da correção e não é o mundo de Ein Sof (Infinito), porque só nesse mundo existe plenitude.

Não, a totalidade é, na verdade, todos os estados em que nos encontramos, porque sempre alcançamos o mundo de Ein Sof. No entanto, no que diz respeito aos nossos vasos, eles são sempre revelados como um dividido por um certo número e não nas suas partes separadas, mas como um todo, apenas na medida em que entendemos, percebemos, e sentimos toda a sua estrutura, com todos os discernimentos dentro isto. É como um holograma.

[166256]

Da 4ª da Lição parte Diária de Cabala de9/2/15, Escritos do Baal HaSulam

A Sabedoria Da Cabalá Não É Uma Religião

Pergunta: Você recebe uma série de críticas sobre a sua posição de que a Cabalá não é uma religião e não tem conexão com o judaísmo. Por favor, me explique por que os grandes cabalistas que viveram em nossos tempos, Baal HaSulam e Rabash, eram judeus ortodoxos e em nenhum modo afirmaram que Deus é apenas a natureza e não uma personalidade.

Resposta: Baal HaSulam explicou isso da melhor forma em seu artigo, “A Essência da Religião e Seu Propósito”. Nós sabemos mais do Ramchal (Moshe Chaim Luzzatto) sobre a sabedoria da Cabalá para as pessoas que não são judeus. E toda a sabedoria da Cabalá fala apenas sobre desenvolvimento do amor pelos outros, e religião fala sobre a realização de corpórea Mitzvot (mandamentos).

A definição da sabedoria da Cabalá é: Um sistema de revelar o Criador aos seres criados neste mundo. A religião não aspira a alcançar o mesmo objetivo (revelação do Criador através do amor aos outros) como a Cabalá. Assim, não é a mesma coisa.

Assim, a sua proposta de que Deus é uma personalidade, simplesmente, faz-me pensar que talvez você seja um adorador de ídolos.

[164633]

Material Relacionado:

Religião Verdadeira E A Religião De Exílio

Qual É A Diferença Entre A Cabalá E Religião?

A Sabedoria Da Cabalá É A Investigação Científica,  Numa Base Experimental

O Diagnóstico De Bialik

Um dos principais sites de notícias russos em Israel, Zahav.ru, publicou este artigo, por meu aluno.

“O Diagnóstico De Bialik”

“Acadêmicos judeus que estavam presentes nos primeiros dias do estado de Israel formataram o objetivo que identificou o principal problema que este enfrenta. No entanto, isso não nos impediu de continuar a adiar a solução para um momento posterior.

“Tel Aviv, Balfour Street, o ano de 1934. O último discurso de Chaim Nachman Bialik. Logo ele vai viajar a Viena para uma operação e voltar de lá em um caixão. O que ele falou? Sobre a divisão e o ódio que está nos destruindo a partir de dentro: ‘Como é que nós saudamos nossos irmãos fugindo da guerra? Nós levantamos o preço da habitação e tomamos deles suas últimas moedas… o brilho do ouro satânico cega nossos olhos. Nós ostentávamos o brilho do ouro diabólico cegando nossos olhos. Nós tinhamos orgulho de nossa iniciativa e prosperidade, mas na verdade isso foi uma comoção especulativa e vazio.”

“O que preocupava Bialik não eram as ameaças externas, ou problemas com as autoridades, mas a raiz de todos os problemas das pessoas, perdendo-se na estrada tortuosa da história. Por centenas de anos eles tentaram ‘ser como todo mundo”, em conformidade com os padrões externos. E, mesmo em sua própria terra eles continuaram na mesma direção de assimilação, não fisicamente, mas ideologicamente e de acordo com os valores.” [Leia mais →]

Que tipo de vida estamos preparando para os nossos netos?

Pergunta: As pessoas hoje desfrutam de uma vida abundante, e a economia está baseada nisso. Uma pessoa define seu desenvolvimento corporal como uma meta. Ela sonha em comprar um carro novo e uma nova casa.

Será que uma pessoa recebe prazer, não de aquisições materiais, mas de laços sociais, quando ela atinge o novo nível de desenvolvimento humano?

Resposta: Uma pessoa recebe prazer ao atingir a força superior.

Uma sociedade consumista chegará a um completo beco sem saída, e quando o desespero for sentido a partir disso, nós teremos que explicar que há uma solução, mas é uma nova educação e ensino para todos.

Baal HaSulam disse que o grande erro dos revolucionários russos no início do século passado foi que eles não agiram por amor ao Criador.

Isto é realmente o que ficou em seu caminho para construir o estado correto.

Eles não levaram em conta o regime geral que exige a nossa unidade, a fim de alcançar um nível espiritual superior. Eles não definiram uma sublime meta, para si mesmos, que iria fornecer uma solução para a vida corpórea e para alcançar existência eterna.

Não há uma solução em nossa vida corporal. Nós só podemos fechar os olhos e ignorar o fato de que estamos condenados a morrer como se não nos preocupássemos com o que o futuro traz. No entanto, é claro para todos que o homem não é eterno.

Todos os problemas atuais da sociedade derivam do fato de que as pessoas não têm resposta para o sentido da vida e para o quê estamos vivendo. Esta é a razão porque as organizações terroristas e guerras religiosas estão crescendo mais forte, trazendo, assim, o mundo à beira de uma nova guerra mundial.

De onde é que tudo decorre, enquanto há tanta afluência material no mundo moderno? A razão é que as pessoas não entendem o que estão a viver, e assim há tanta confusão no mundo.

No entanto, há uma solução, e a sabedoria da Cabala oferece-a para nós. Não se trata de simples correção da economia, a fim de proporcionar a todos os produtos que desejam, mas na verdade ela dá à pessoa muito mais.

A economia serve apenas para fornecer o que precisamos a fim de existir, mas o objetivo principal é para ascender a um nível mais alto.

Eu não quero que meus filhos vivam a mesma vida que eu vivo, envelhecer e morrer como eu, e que os meus netos e as gerações futuras tenham o mesmo destino também. Quero dar-lhes mais do que esta existência mortal!

[163.041]

A partir de KabTV “A Solução” 24/5/15

Material Relacionado:

A Economia Do Presente E Do Futuro
Economia – Para A Vida E Não Para O Lucro
As Lições Da Revolução