Textos na Categoria 'Notícias'

Como Parar O “Feitiço Do Tempo”

204Pergunta: Houve um filme, Groundhog Day (O Feitiço do Tempo), onde uma pessoa acorda e vive no mesmo dia, acorda e vive no mesmo dia, indefinidamente.

Um espectador escreve: “Como podemos lidar com as decepções da vida? Tudo é sem graça; este não era o caso antes do coronavírus. Tudo é o mesmo, as mesmas emoções, os mesmos medos, como o Groundhog Day (O Feitiço do Tempo) todos os dias. Nada é novo, nada muda. Só quero ir para a cama o mais rápido possível. Dormir, dormir e sonhar. O que posso fazer?”

Resposta: Eu o entendo. Se, por exemplo, estabelecêssemos uma quarentena de seis meses, seria bom tomar um comprimido e acordar em seis meses. Mas não podemos fazer isso!

Comentário: Uma pessoa se levanta e é o mesmo dia para ela.

Minha Resposta: Sim. E ela deve entender que é o mesmo dia e que ela não pode mudar nada. E o que deve ser feito para mudar isso? Como faço para sair desse carrossel?

Para fazer isso, ela deve mudar a si mesma. E se ela começar a mudar, o mundo vai começar a mudar e não haverá o Groundhog Day (O Feitiço do Tempo).

E os ciclos de vida pelos quais passamos são todos iguais! Parece-nos que cada dia é algo novo, que cada segundo é novo. Não há nada novo.

Pergunta: Então, se seu objetivo é apenas viver uma vida comum, ter desejos comuns, o Groundhog Day (O Feitiço do Tempo) acontecerá com mais frequência?

Resposta: Sim. Isso é o que nos foi mostrado. Estamos nos tornando mais desenvolvidos, mas, como se diz: “Quem acrescenta conhecimento, agrega dor”.

Pergunta: Então, vivemos por esse conhecimento que acumulamos e agora até isso é insípido? Não precisamos mais disso?

Resposta: Nosso conhecimento apenas nos leva a um beco sem saída. Ele nos mostra como somos impotentes contra o mais importante: mudar algo em nossas vidas.

Agora vemos que o mundo está entrando nesse ciclo novamente. Houve um pouco de democracia, algumas liberdades, e agora estamos novamente entrando em uma corda que vai nos esmagar e apertar ameaçadoramente em torno de nossas gargantas.

Pergunta: Dê-nos alguns conselhos práticos: Como uma pessoa deve se levantar de manhã? O que deve dizer a si mesma, que passos deve dar?

Resposta: Esperamos que mudanças positivas ocorram do lado de fora. Não haverá nenhuma! Devemos perceber que só pode haver mudanças para melhor se mudarmos de dentro para fora. É quando começaremos a representar o nosso mundo da maneira que queremos que seja! Isso é o que precisamos fazer!

Pergunta: Nesse ínterim, o mundo é representado por nossa natureza, nosso egoísmo?

Resposta: Sim. Nosso ego terminou seu desenvolvimento. Ele mostra o mundo inteiro em que você existe. Isso é o que ele pode lhe dar. Como resultado, ele agora vai pressioná-lo, pressioná-lo tanto que você não será capaz de existir neste mundo. Então você se sentirá mal, doente, com medo, áspero, desconfortável; em geral, tudo é possível.

E isso é apenas para que você entenda que não há mais mudanças externas. Passamos por todos os estágios de nosso desenvolvimento egoísta, chegamos a um estado em que o que pode acontecer a seguir é apenas matar um ao outro. Isso é tudo, nada mais.

Nós nos dirigimos a um beco sem saída com nosso imenso egoísmo anterior. Agora não queremos nada. A nova geração não quer nada. Pensamos que eles seriam mais desenvolvidos, mais motivados, mas eles, ao contrário, não querem nada. E isso é verdade.

E seríamos iguais no lugar deles. De certa forma, nós os entendemos.

Está tudo bem. De que adianta exigir, espremer algo deste mundo repetidas vezes. Ele não pode lhe dar nada mais; não há nada mais nele.

Pergunta: O que devo dizer ao meu egoísmo se já percebi que foi o meu egoísmo que pintou todo o quadro para mim?

Resposta: Que ele está certo, que fez seu trabalho, que o levou a um estado em que você deve compreender, enquanto está completamente desapontado, que não pode mais existir em tal paradigma. Você não pode!

O que fazer? Corrija-se e o mundo será corrigido. Essa é uma técnica completamente diferente: corrigir o mundo mudando a si mesmo.

Não é fácil, mas este é um bom momento da história em que realmente precisamos mudar a fonte do nosso desenvolvimento, o sistema, a metodologia do nosso desenvolvimento. Quando nosso desenvolvimento depende não de como quebramos a natureza circundante, mas de como mudamos a nós mesmos. Como resultado, o mundo mudará.

Mudar a mim mesmo significa mudar minha atitude má em relação a tudo ao meu redor, minha atitude consumista e egoísta para uma atitude gentil e altruísta. Então começarei a ver o mundo de forma diferente. Vou começar a ver outro sistema de controle através dele.

Vou me fundir com esse mundo, vou compreender sua eternidade, infinidade e perfeição, que é algo que não vejo agora porque olho com meus olhos egoístas limitados.

Isso é o que devemos fazer.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 11/02/21

Os Homens Darão À Luz?

961.2Comentário: Cientistas chineses em Xangai conduziram experimentos em ratos nos quais transplantaram úteros em machos e os fertilizaram, fazendo-os dar à luz. Como resultado, nasceram dez filhotes. Eles nasceram de cesariana, é claro.

Eles viveram até a idade adulta, foram capazes de se reproduzir e não enfrentaram nenhuma doença grave. Assim, foi criado um modelo animal de gravidez masculina em mamíferos. Existe tal fenômeno no mundo, mas é muito raro: cavalos-marinhos geram descendentes e assim por diante. Mas este é um caso raro. Agora eles provaram que, a grosso modo, os machos também podem dar à luz (Global Times , “Cientistas Chineses Ajudam Ratos Machos A Dar À Luz 10 Filhotes Saudáveis ​​Pela Primeira Vez”).

Pergunta: Agora estou interessado em saber a que eles estão aludindo em geral? Para que todos esses experimentos estão sendo conduzidos?

Resposta: Não vejo sentido nisso. Em qualquer caso, não resultará em nada de bom. Isso vai acabar com um resultado ruim. Porque o corpo masculino difere do corpo feminino em todas as células. Você entende? Cada célula!

Portanto, tirar um órgão de uma mulher e transplantá-lo para um homem é contra a natureza. Portanto, nunca terá um bom resultado no final. Em algum lugar ao longo do caminho, talvez não imediatamente, não na primeira, mas na segunda ou terceira geração, algo de ruim virá disso. Em qualquer caso, a natureza não tolerará qualquer perversão feita a ela.

Você está lidando com psicologia, o corpo todo, as terminações nervosas, cabeça, tórax, tudo. E como eles são amamentados?

Os mamilos também são transplantados? Que tal leite? Todo o corpo está envolvido!

Não estamos nem falando de psicologia. Como a Torá trata um homem e uma mulher de maneira diferente.

Comentário: Dois opostos que são forçados a viver juntos.

Minha Resposta: Eles têm que viver juntos, justamente porque são muito diferentes. E só assim eles podem se conectar, se unir e dar à luz as gerações seguintes.

Pergunta: Porque eles são tão diferentes e opostos, é por isso? E se não fossem opostos, eles não se conectariam?

Resposta: Não.

Pergunta: Qual é o propósito de conectar todos esses opostos, polos opostos, criaturas completamente diferentes? Por que eles precisam ser pressionados a ficar juntos se são tão diferentes?

Resposta: Para criarem um sistema entre si que se assemelhe ao Criador.

Pergunta: E neste caso é chamada de família real?

Resposta: Sim, “Um homem e uma mulher – e o Criador entre eles”.

Comentário: Então, licença maternidade para homem. Não é promissor, não importa o quanto ele queira.

Minha Resposta: Alguém realmente concordaria em se submeter a tal experimento? Isso é terrível!

Pergunta: Tal experimento. Então, tudo isso está acontecendo por uma questão de ciência, por uma questão de marcar alguma caixa?

Resposta: Claro. Não podemos nem imaginar que reestruturação psicológica e mental isso acarreta. Tudo muda, tudo.

Porque a maneira como a mulher pensa e a maneira como o homem pensa não são de forma alguma comparáveis ​​ou compatíveis. Somente na conexão voluntária acima deles, no desejo de se unir apesar de suas diferenças, eles começam a construir algo em comum. Amor, família e assim por diante, caso contrário, o modo como a vida produziu os seres, masculinos e femininos, os levou a criar sua prole dessa maneira particular, precisamente pelo fato de se apresentarem como extremamente opostos um ao outro.

Mesmo assim, eles se unem, criam descendentes e assim por diante. E veja como essa prole depende da conexão entre esses dois tipos. E quanto mais essas espécies são desenvolvidas, maior é a distância entre elas: psicológica, fisiológica e assim por diante.

Pergunta: Então, quanto mais desenvolvido um homem e uma mulher se tornam, mais complexa é a conexão?

Resposta: Claro. Não é como os ratos. É tudo muito, muito complexo e ainda não entendemos nada sobre isso.

Comentário: Portanto, não podemos derrotar a natureza. Queremos realmente derrotá-la, mas não podemos.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/07/21

PSPT E O Propósito Da Vida

961.2Pergunta: Em abril deste ano, Itzik Saidyan, um soldado deficiente de 26 anos, ateou fogo a si mesmo em frente ao Departamento de Reabilitação do Ministério da Defesa de Israel. Este evento despertou o discurso público e trouxe a consciência daqueles que sofrem de PSPT (perturbação de estresse pós-traumático) e outros traumas emocionais. Muitas dessas pessoas sentem que são invisíveis porque sua deficiência não pode ser vista.

Digamos que essa mesma pessoa o encontraria alguns momentos antes de ir se incendiar. O que você diria a ela?

Resposta: Eu diria a ela que a vida humana tem um propósito muito maior do que ela pode imaginar. Mesmo quando a pessoa se encontra neste estado difícil, estados eternos, completos, perfeitos e alegres podem ser alcançados.

Pergunta: Muitas pessoas entre nós estão sofrendo de traumas em um nível ou outro. Como podemos agir, como sociedade, para fortalecê-las e dar-lhes esperança?

Resposta: Não temos outra escolha a não ser aprender como nos aproximar e alcançá-las, ouvir e explicar o processo pelo qual uma pessoa deve passar. Dessa forma, podemos ajudá-las a chegar à verdade.

Pergunta: Qual é a verdade Dr. Laitman?

Resposta: A verdade é que cada um de nós existe sob o plano geral da natureza e cada situação pela qual passamos, é tudo predeterminado dentro dela. Se chegarmos a um acordo e descobrirmos que é assim que as coisas são, isso nos dará grande satisfação.

Pergunta: A pessoa pode sair desse estado destruído, do fundo do poço?

Resposta: Sim, pois a correção geral da pessoa a leva a um estado em que ela se eleva acima de si mesma e está incluída na perfeição e harmonia da natureza.

Pergunta: O que permite que ela alcance a eternidade e a perfeição quando está no fundo do poço?

Resposta: Justamente esse cuidado e compreensão, é tudo o que resta para evitar “ser enterrada viva” para sanar essas situações traumáticas e pós-traumáticas. Em geral, todos os eventos na vida de uma pessoa podem ser mudados porque todos nós passamos por esses traumas na vida, com a razão de que todos precisam disso para nos empurrar para a mudança.

Precisamos apenas compreender que o cuidado correto é que nos elevemos acima de nossa natureza atual para aquela de doação, amor e conexão.

Pergunta: Este é o remédio para tudo?

Resposta: Não há outro remédio!

O Sistema Judicial Precisa Ser Destruído

294.2O Significado do Ubuntu“Em certas regiões da África do Sul, quando alguém faz algo errado, ele é levado ao centro da aldeia e por dois dias fica cercado por sua tribo, enquanto falam de todo o bem que ele fez. Eles acreditam que cada pessoa é boa, mas que às vezes cometemos erros, o que é realmente um pedido de ajuda. Eles se unem neste ritual para encorajar a pessoa a se reconectar com sua verdadeira natureza. A crença é que a unidade e a afirmação têm mais poder de mudar o comportamento do que a vergonha e o castigo. Isso é conhecido como Ubuntu – humanidade para com os outros”.

Pergunta:  O que você acha desse método de educação?

Resposta: Este é um método muito poderoso. Imagine ficar sentado por dois dias ouvindo coisas boas sobre você, sabendo que todos sabem o que você fez. Seria melhor se eles batessem em você!

Um homem se devora: “Como eu pude fazer isso?! Esta era a opinião deles sobre mim! E qual é a opinião deles sobre mim agora sabendo o que fiz?!” Esta é uma punição dupla.

Pergunta: E por que a humanidade não adota isso? Uma tribo primitiva prática, perto da natureza …

Resposta: As tribos primitivas eram muito mais elevadas do que nós e permanecem assim.

Elas entendem como uma pessoa pode ser encorajada e colocada em um bom lugar, como torná-la um membro normal da sociedade e colocá-la de volta no estado certo. Este é o único caminho, educação por influência social.

Pergunta: Por que não adotar isso? Dê uma chance.

Resposta: Não temos essas sociedades. Nossa sociedade é puramente egoísta; visa apenas a censura, a repressão, até mesmo ao ponto de assassinato. Portanto, não podemos ter tal coisa.

Pergunta: E como a sociedade do futuro lidará com isso?

Resposta: A sociedade do futuro está atrás de correção! Claro, isso já terá um efeito diferente nas pessoas. Mas apenas por meio do amor, da comunicação certa, da influência certa. Para levar uma pessoa para dentro de você, para aquecê-la por dentro, para que ela sinta a boa influência da sociedade.

Pergunta: Você está falando sobre um criminoso que cometeu um crime?

Resposta: Sim. Então ele vai sentir o que pode perder e entender como os outros pensam bem dele e querem colocá-lo entre si, salvá-lo e assim por diante.

Pergunta: Mas não penso bem dele, penso? Eu o odeio, ele é um criminoso?

Resposta: Não, então não funcionará.

Comentário: Estamos falando de um passo sério para a humanidade. Devíamos organizar expedições lá, para esta sociedade.

Minha Resposta: Não vamos entender! A sociedade de hoje não é capaz de perceber corretamente essa atitude das pessoas entre si.

Pergunta: Qual é, então, o futuro de nosso sistema judicial?

Resposta: Nosso sistema judicial pode dar o único passo certo; enterrar-se. Eu digo isso com absoluta clareza, calma e firmeza. Esse não é um sistema judicial. Não há nada pior em nossa sociedade do que juízes e tudo o que eles fizeram.

Pergunta: Então eles arruinaram seus próprios destinos e os de outras pessoas?

Resposta: Totalmente tudo!

Pergunta: Como a humanidade pode sair disso?

Resposta: Somente pela correção da qual estamos falando. Faça os juízes passarem pelo sistema de treinamento e correção, para que eles não pensem que se têm algum livro em suas mãos que foi escrito por todos os tipos de pessoas inteligentes, este livro é infalível, e se eles o seguirem, podem julgar todos.

Pergunta: Por qual lei os juízes corrigidos devem trabalhar?

Resposta: A Torá está no centro do julgamento, da carta e das disposições legais. E então precisamos tomá-la em sua verdadeira forma, tentar entendê-la e começar a segui-la. Caso contrário, nada funcionará.

Pergunta: Quando você diz “Torá”, todos imaginam o livro da Torá. O que você quer dizer quando afirma que a Torá é a base?

Resposta:  Ame seu próximo como a si mesmo. Essa é a lei principal. E tudo o mais vem disso.

Pergunta: Então, esse princípio deve estar na vanguarda de todas as leis para todos?

Resposta: Sim.

Pergunta: É possível?

Resposta: Teremos que fazer isso de qualquer maneira. Mas quando? Isso já é um problema.

Pergunta: E quando, o que você acha?

Resposta: Quando pudermos entender como os juízes devem ser. E não concordaremos com a visão que eles representam hoje.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/03/21

Por Que Não Podemos Simplesmente Ser Felizes?

737.01Comentário: Do Relatório Mundial de Felicidade 2021Países escandinavos no topo da classificação das nações mais felizes do mundo, com pontuações variando de 7 a quase 8 de 10, seguidos pela Europa Ocidental, América do Norte e Central e algumas nações asiáticas.

Bilhões de pessoas estão vivendo em condições que excedem os sonhos dos reis há 200 anos. E eles viviam bem.

Ao mesmo tempo, a taxa de crescimento dos transtornos mentais nesses países mais felizes é exponencial. Depressão, antidepressivos, remédios, já são coisas comuns. O número de suicídios nesses países é dez vezes maior do que nas nações infelizes. Toda a cultura está saturada de um sentimento de fadiga, apatia e sofrimento de um indivíduo em um mundo oprimido.

Pergunta: O que as pessoas estão faltando? Parece que existe felicidade; elas dizem que estão felizes. Apenas viva sua vida e seja feliz.

Esta conclusão está correta: quanto melhor vivo financeiramente, pior me sinto internamente?

Resposta: Quanto melhor vivo financeiramente, com mais estresse interno eu vivo.

Pergunta: O que devo fazer para viver bem financeiramente e ser preenchido internamente?

Resposta: Visitei a casa de um homem, não meu aluno, em Amsterdã. Ele tem acesso a esses canais, mas chega em casa do trabalho, janta, senta-se em uma cadeira de balanço, pega um jornal, como há 100 anos. E não há problemas mundiais no jornal, apenas um jornal comum.

Fiz algumas perguntas e percebi que estava tudo bem para ele. Ele não percebe nenhuma perturbação no mundo. Elas passam por ele.

Nada pode ser feito. Tem pessoas que não reage. E você quer dizer a elas que precisamos nos mover em direção à fraternidade ou haverá infortúnios em todo o mundo, que devemos ser equivalentes à natureza, mas ele já está em equivalência com a natureza.

Pergunta: Então, o que queremos delas? Em princípio, elas são pessoas felizes.

Resposta: Não se trata do que queremos. É sobre o que a natureza exige. Devemos começar por aí. Caso contrário, elas não teriam sido inundadas.

Pergunta: Os medicamentos e antidepressivos são requisitos da natureza?

Resposta: Tudo é uma exigência da natureza e de uma forma ainda não compreendida por elas: de onde vem, o que está sendo feito? Em geral, existem muitos problemas. Este é o período de transição para a humanidade. E espero que isso acabe logo.

Pergunta: Então, o que é felicidade?

Resposta: Felicidade significa estar em equilíbrio com a natureza geral e global! Com os seres inanimados, vegetativos, animados e humanos. Quando você está em equilíbrio com eles, experimenta um sentimento especial, o equilíbrio mais elevado chamado felicidade.

Equilíbrio com a natureza é quando me sinto neste enorme sistema e sinto como o influencio e como ele me afeta. E sentimos nossa interdependência. Ao mesmo tempo, o que sinto se chama felicidade. Equilibre-se com a natureza! Mas a natureza inclui muitas qualidades e forças adicionais que ainda não conhecemos e teremos que revelar.

Pergunta: O que significa que estou ativo? Não posso me sentar em uma cadeira de balanço, pegar um jornal e simplesmente desmaiar? Não é como estar morto?

Resposta: É impossível!

Um vizinho vai te acordar de baixo porque há uma inundação, o segundo vizinho de cima porque há fogo, e da esquerda e da direita por algum outro motivo.

E tudo isso para que possamos equilibrar toda a natureza circundante com relações mútuas entre nós, entre vizinhos.

Comentário: Tenho que estar ativo o tempo todo. E não quero! Eu quero me balançar calmamente em uma cadeira de balanço.

Minha Resposta: Claro. Essa é a tragédia da última geração!

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 29/07/21

Para Onde “Navegamos” Após A Morte?

294.4“Desde que encontrou Epicteto, Massimo Pigliucci se tornou um dos melhores e prolíficos divulgadores do estoicismo. Seu mais recente é Um Guia de Campo para uma Vida Feliz: 53 Breves Lições para Viver. Este livro é um remix de Epicteto – inclui ideias dos antigos estoicos originais e avança o estoicismo para o estoicismo 2.0. …

“Começa focando nas ideias mais importantes:

  • A dicotomia de controle
  • As 3 disciplinas: julgamento, desejo e ação.

Você já fez um cruzeiro? Nesse caso, você saberá que, quando tiver permissão para desembarcar, poderá se divertir olhando ao redor e fazer algumas compras, mas deve sempre estar ciente de quando o navio partirá, para não acabar encalhado onde não deve. O mesmo acontece com a vida … Você deve sempre ter em mente que em algum momento a viagem acabará, pois ela não dura para sempre. Quando chegar a hora, esteja pronto e certifique-se de olhar para trás e não descobrir que desperdiçou sua licença em terra. (Um guia de campo para uma vida feliz)
(Stoameditation.com)


Pergunta:
Como você se sente sobre esse ponto de vista? Preciso olhar para trás e verificar como passei minha vida?

Resposta: Acho que uma pessoa deve conviver com isso o tempo todo, não quando já está morrendo e faz algum tipo de cálculo: “O que eu tenho, como posso agora contabilizar os resultados?”

É preciso conviver com isso. Devo estar constantemente atento que tem um navio que tem que zarpar em um determinado horário, e eu tenho que pegá-lo, e vou embora. Eu deveria estar nisso de tal forma que encontrasse o dia da morte quase com calma, com alegria, e navegasse adiante.

Pergunta: Qual é o propósito para o qual vivo todos os dias?

Resposta: Elevar-se acima de mim mesmo, acima do meu egoísmo.

Comentário: Mas devo perceber que sou um egoísta.

Minha Resposta: Claro. Essa é a coisa mais importante. Esse é o primeiro ponto: o reconhecimento do mal.

Pergunta: Como posso entender isso?

Resposta: Se você está entre as pessoas certas que também estão trabalhando consigo mesmas e desejam alcançar esse estado, você vê que está em seu egoísmo e não pode sair dele. Você deve exigir, pedir e cumprir algumas condições para se elevar acima dele.

Pergunta: Então, minha vida deveria inicialmente ser em busca de tal ambiente? Por aqueles que querem se elevar acima de seu egoísmo? Significa que devo desembarcar para encontrar tal ambiente nesta vida?

Resposta: Sim.

Pergunta: Quem me dará esse pensamento inicial de que preciso superar o egoísmo, de que devo viver minha vida assim?

Resposta: Isso é dado de cima, pelo Criador, que dá a uma pessoa tal sentimento, tal estado. Isso é chamado de “o embrião de sua alma”. O fato de uma pessoa desenvolver esse estado dentro de si já é o desenvolvimento da alma.

Pergunta: Pode ser desenvolvido apenas com a ajuda do ambiente? Existe alguma outra maneira?

Resposta: Não, de que outra forma?

Comentário: Por mim, de alguma forma.

Minha Resposta: Com o que você o comparará? Como você mudará a si mesmo? Não há outro caminho.

Pergunta: Isso significa que eu “desembarquei”, vivi esta vida e novamente estou voltando neste “navio”?

Resposta: Claro.

Pergunta: É a morte que estou navegando?

Resposta: Sim, e você “navegará” ainda mais. Como em Dante.

Pergunta: Todos os dias vivo minha vida da maneira que deveria, e para onde irei “navegar” a seguir?

Resposta: Inferno, purgatório, céu.

Pergunta: Você poderia explicar brevemente esses três conceitos: inferno, purgatório, céu?

Resposta: Inferno é quando começo a sentir meu egoísmo no qual sempre existi e no qual ainda existo agora, como no inferno.

Purgatório significa que devo me livrar do meu egoísmo. Substitua-o absoluta, completa e incondicionalmente por doação e amor. Então sinto o céu nesses estados corrigidos. É tudo muito simples.

Pergunta: Por que não queremos ir para o céu? Por que Ele não o ilumina para nós? Ele pode apenas iluminar um pouco e vamos correr para lá?

Resposta: Não, não, não! Somos atraídos apenas para o inferno.

Desejo a todos os nossos ouvintes que não esqueçam que um “navio” está à nossa espera.

Pergunta: Aquele que no final nos levará para o céu?

Resposta: Sim, no final. No final, ele levará todos nós.

Mas vamos começar agora mesmo a nos libertar de nosso estado vil e egoísta.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 28/06/21

Banir O Plástico Nos Ajudará?

738Nas Notícias (Notícias do Parlamento Europeu): “O Parlamento aprovou uma nova lei que proíbe os artigos de plástico de uso único….

“Os Estados-membros terão que atingir uma meta de coleta de 90% para garrafas plásticas até 2029, e as garrafas plásticas terão que conter pelo menos 25% de conteúdo reciclado até 2025 e 30% até 2030.

“O acordo também fortalece a aplicação do princípio do poluidor-pagador … ao introduzir a responsabilidade estendida para os produtores. Este novo regime também se aplica às artes de pesca, para garantir que os fabricantes, e não os pescadores, suportem os custos de recolha das redes perdidas no mar. …

“De acordo com a Comissão Europeia, mais de 80% do lixo marinho é plástico. Os produtos abrangidos por esta nova lei constituem 70% de todos os itens de lixo marinho. Devido à sua lenta taxa de decomposição, o plástico acumula-se nos mares, oceanos e nas praias da UE e em todo o mundo. Resíduos de plástico são encontrados em espécies marinhas – como tartarugas marinhas, focas, baleias e pássaros, mas também em peixes e crustáceos e, portanto, na cadeia alimentar humana”.

Pergunta: Você acha que é possível parar este dano com tal proibição?

Resposta: Não sei, e o que o substituirá? Como podemos nos livrar de todos esses sacos plásticos, etc.?

Pergunta: Por que algo feito para ser tão conveniente quase sempre é prejudicial?

Resposta: Qualquer coisa que não venha da natureza em sua forma pura é sempre prejudicial.

Pergunta: Você está dizendo que todo progresso tecnológico é prejudicial?

Resposta: Claro! Ainda precisamos aprender e entender tudo isso.

Pergunta: Todo esse caminho de progresso tecnológico, revoluções técnicas e todos os prêmios Nobel recebidos por eles, isso prejudicou a humanidade?

Resposta: Tudo isso! Tudo é apenas para perceber o mal que há nela.

Até que uma pessoa entenda corretamente por que precisa de algo, não coloque nada em suas mãos! Nem uma coisa pequena, nem uma bomba atômica.

Nossa vida inteira é apenas para neutralizar todos os possíveis efeitos negativos desse progresso sobre nós. Estamos apenas empenhados em neutralizar suas consequências negativas.

Todo o nosso progresso é apenas para nos permitir agir egoisticamente como quisermos, agir egoisticamente e ao mesmo tempo sem sofrimento.

Pergunta: Quando este progresso tecnológico é útil e necessário?

Resposta: Apenas na medida em que nos ajuda a estar mais próximos uns dos outros.

Não temos ideia de para onde nosso egoísmo nos leva quando estamos engajados apenas nele. Tudo o que vem dele é, em última análise, prejudicial e, no final, terá de ser interrompido. Não sou a favor de desistir de tudo repentinamente. Estou falando sobre o curso geral da humanidade.

Não desista de nada. Trate apenas a natureza corretamente. Quando você puder agir de acordo com as leis de conexão, bondade, amor e assim por diante, faça isso. Todo o resto, deixe de lado. Você verá como tudo apresenta uma imagem diferente.

Eu defendo o progresso razoável, que consiste em combinar os princípios egoístas e altruístas da natureza e sua atuação conjunta. Tanto a linha esquerda quanto a direita são necessárias. Mas deve haver uma linha média que os impulsione.

Pergunta: Então, com base nisso, o processo resultante será correto? Precisamente dessa conexão?

Resposta: Sim. Mas em algum ponto do caminho, abandonamos essa atitude correta em relação à natureza e iniciamos um desenvolvimento unilateral: apenas por causa do egoísmo.

É por isso que arruinamos não apenas a ecologia, mas também os humanos.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/07/21

Os Animais Estão Nos Destruindo?

720Comentário: Na Índia, os cientistas descobriram um vírus mortal em morcegos pela primeira vez. É transmitido aos humanos por animais e de uma pessoa infectada a outras pessoas. A taxa de mortalidade da doença é de 40-75%. Não existe vacina ou medicamento para isso. (Organização Mundial de Saúde)

Na Austrália, depois de uma seca e incêndios florestais, uma nova adversidade atingiu o país: os ratos. Milhões e milhões de ratos entraram em fazendas e cidades. Eles não são afetados por venenos, inundações ou clima frio. (The Guardian)

A espécie mais perigosa de cupins do mundo foi descoberta em Israel. Eles comem tudo que encontram: edifícios, árvores e plástico. (The Times of Israel)

Parece que os animais estão nos atacando hoje. A natureza começou a nos pressionar muito.

Pergunta: Você pode comentar sobre isso?

Resposta: Nós nos opomos a todas as forças da natureza por meio de nossos relacionamentos uns com os outros. O mais importante é entre as pessoas e, em geral, em relação à natureza, nossa atitude consumista em relação a ela.

Como resultado, a natureza aprende conosco a nos tratar da maneira como a tratamos. Não há nada que você possa fazer sobre isso! Existe uma praga maior em nosso mundo do que o homem?! Ele é a única praga! Todo o resto é amigo do ambiente. Se necessário, algo come algo, mas tudo isso está dentro da estrutura da interdependência geral, ecologia e assim por diante.

O homem, porém, indiscriminadamente como um lança-chamas, incendeia tudo e faz o que quer.

Pergunta: Isso nunca aconteceu antes, por que está acontecendo agora?

Resposta: Já alcançamos o início da linha de chegada. Este é o começo do fim. O egoísmo desenfreado de uma pessoa começa a se manifestar e de tal forma que é realmente impossível contê-lo.

Veja o que estamos fazendo com ódio mútuo, o que estamos fazendo com armas, armamentos. Por que precisamos tanto?! Bilhões e bilhões de toneladas de cargas nucleares equivalentes a TNT e assim por diante. Para que?! Por que precisamos de mais e mais?! Uma pessoa simplesmente não consegue parar.

Portanto, como resultado, violamos todo o equilíbrio que poderia existir na natureza e excedê-lo por meio do desequilíbrio egoísta em bilhões de vezes. E a natureza começa a reagir.

Pergunta: Por que precisamente por meio de animais?

Resposta: Eles são os mais próximos de nós! Graus inanimado, vegetativo, animado e, em seguida, humano. Se nós próprios descemos do nível humano para o nível animal, levamos todo o nosso desequilíbrio egoísta para lá. Portanto, o grau animado se torna tão desenfreado e irreprimível que também está pronto para devorar tudo.

Pergunta: Como podemos entender que eles estão nos exortando a fazer algo?

Resposta: Eles por si próprios não nos impelem a nada. Não há uma resposta razoável aí. É um instinto que reage à nossa interferência incorreta nele. Afinal, estamos quebrando todo esse equilíbrio em nosso nível. Quando passa para os animais, já existe esse caos acontecendo.

Pergunta: Você está dizendo que a pirâmide é assim: humano, animal, vegetal e inanimado. Isso significa que descemos do nível humano para o nível animal por causa de nosso ódio e falta de amor um pelo outro?

Resposta: Em vez de elevar a nós mesmos e a eles junto conosco e criar um equilíbrio geral em toda a natureza e trazê-la deste estado piramidal para um redondo, de modo que tudo se complemente, em vez disso, rebaixamos toda a natureza descendo ao nível animal e até mesmo ao nível vegetativo.

Não queremos considerar nada, exceto nosso egoísmo. Também consideramos nosso egoísmo apenas na medida em que é conveniente para nós.

Comentário: Uma vez você disse que a humanidade já adotou algum tipo de estado redondo.

Minha Resposta: Esse estado é nosso objetivo de cima, e somos completamente opostos a ele de baixo.

Pergunta: A interconexão mútua da humanidade, interdependência, é um objetivo que nos é dado de cima?

Resposta: Sim. A natureza nos trata como um único todo. Veja, todos os tipos de doenças, vírus, incêndios, furacões e assim por diante que estão caindo sobre nós. Tudo isso é geralmente dado a toda a humanidade e não a nenhuma parte particular dela ou mesmo a uma terra principal. No entanto, reagimos a isso de forma totalmente unilateral. Ou seja, não importa para nós onde e o quê, o principal sou eu.

Em vez disso, precisamos reagir de tal forma que, por meio de nossos relacionamentos corretos, possamos tornar o mundo equilibrado e redondo.

Pergunta: Quem vai sussurrar isso para nós? Os animais não farão isso.

Resposta: Podemos sussurrar, mas ninguém ouve sussurros ou gritos. Nesse caso, significa sofrimento. Espero que o sofrimento nos leve rapidamente ao entendimento, e o entendimento nos leve à decisão correta.

Pergunta: Para que nós mesmos encurtemos o período de sofrimento?

Resposta: Sim. Depende da disseminação do método da Cabalá. Só fala sobre o que pode ser feito neste estado em nosso mundo.

Pergunta: Para equilibrar o mundo?

Resposta: Sim, não há outra possibilidade.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 28/06/21

Como Corrigir Erros Ainda Não Cometidos

552.03Nas Notícias (India Today):  “2020 foi um ano ruim. Isso já foi dito muitas vezes e aceito pela maioria das pessoas que não gostariam de ser lembradas do ano terrível. Mas ninguém pensaria que um ano poderia ser tão ruim que teria um jogo dedicado que é divertido. Sim, 2020 agora tem seu próprio jogo 2020, um side scroller gratuito baseado na web que oferece uma visão divertida dos eventos do ano passado. …

“Desenvolvido por Max Garkavyy, o jogo 2020 foi construído ao longo de um período de seis meses, onde cada nível é um evento para esquecer do ano passado. O jogo parece inspirado em Super Mario onde o maior desafio é evitar o obstáculo e chegar ao fim. Esses obstáculos vêm na forma de incêndios florestais, COVID-19, TikTok, a eleição presidencial dos Estados Unidos e as intermináveis ​​quarentenas. …

“Quase nenhum de nós quer testemunhar outro ano como 2020, onde tudo que poderia ter dado errado deu certo. No entanto, quase todos nós que sobrevivemos a este ano terrível podemos olhar para trás e ficar orgulhosos. E não há melhor maneira de revisitar 2020 com um pouco de diversão, algo que se tornou possível com o jogo de 2020”.

Comentário: Talvez valha a pena criar um jogo assim para voltar e saber com antecedência quais erros não cometer.

Minha Resposta: Acho que é uma ideia. Qualquer jogo, de alguma forma, mostra um futuro possível. Você pode jogar várias opções aqui e ver como isso se adapta a você, sua atitude, percepção e assim por diante.

Pergunta: Então, os líderes da Europa e Trump, por exemplo, poderiam pensar e ver quais erros eles cometeram?

Resposta: O problema é que eles não sabem para onde isso vai dar, quais são essas leis da natureza. Sua ignorância os está arruinando.

Pergunta: E se você recebesse o jogo “2020” agora, o que você faria pessoalmente?

Resposta: Tudo deve ser construído para obrigar as pessoas a se aproximarem. Imagine que somos obrigados a nos aproximar. Por hoje, você deve se sentir tão mais próximo dos outros para sentir que está na vida deles, que eles estão na sua vida, que vocês estão misturados.

Pergunta: Então está nos pensamentos, nas decisões, em tudo?

Resposta: Em tudo! Tudo se misturou neste mundo. E agora você tem que ver o quão perto isso chegou, e agora tem que de alguma forma se encontrar nisso: “Eu quero ficar no passado? Não, eu tenho que chegar mais perto! E como faço para chegar mais perto? Não posso. Talvez, afinal, de uma forma ou de outra, para contornar este caso? Talvez, como em um jogo, eu possa comprar algumas fichas, pagar por algo e não fazer nada?”

Pergunta: Para que todos esses pensamentos que eu não quero, mas preciso, tenham que viver em uma pessoa o tempo todo?

Resposta: Nossa vida inteira é um jogo.

Pergunta: Então você pegaria um jogador e o levaria a tal estado?

Resposta: Sim.

Pergunta: E em todos os problemas: a moda com comida que aconteceu, os movimentos na América, as eleições presidenciais, a única alavanca é o pensamento de proximidade?

Resposta: Apenas nossa proximidade. Assim que nos aproximamos, tudo dá certo, mesmo que não nos pareça.

Pergunta: E se um dos presidentes estivesse jogando esse jogo e tivesse que tomar alguma decisão?

Resposta: Ele faria de seu Estado um estágio exemplar de proximidade. Então eles mostrariam ao mundo inteiro que esse é o caminho da salvação.

Pergunta: Então seu futuro é determinado e o futuro do país, e até mesmo do mundo?

Resposta: Claro. Veremos em um futuro próximo que isso acontecerá de qualquer maneira.

Pergunta: Ao mesmo tempo, como você diz, a cabeça também deve pensar no mundo? Este é o seu pensamento inicial?

Resposta: Totalmente. Ele deve pensar não apenas em seu país. Então suas ações serão realmente preparadas para proximidade, conexão. Tudo vai ficar muito bem. Só queria que fosse logo!

Do KabTV’s “News with Dr. Michael Laitman” 25/01/21

As Reparações Acabarão Com O Racismo?

547.05Nas Notícias (Forbes): “O fundador do BET, Robert Johnson, argumentou na segunda-feira que ‘agora é a hora’ da América branca reconhecer os danos resultantes da escravidão e do governo dos EUA fornecer reparações no valor de uma transferência de riqueza de $14 trilhões para ajudar a evitar que o país se divida em sociedades separadas e desiguais. …

“Johnson há muito é um defensor das reparações. ‘Eu não sou novo neste desafio’. Ele disse que não está defendendo ‘mais programas burocráticos que não entregam e não funcionam’, acrescentando, ‘Estou falando de dinheiro. Somos uma sociedade baseada na riqueza. Essa é a base do capitalismo’. Em novembro de 2019, os líderes do Legislative Black Caucus de Nova Jersey apresentaram um projeto de lei que estabeleceria uma Força-Tarefa de Reparações, que teria como objetivo pesquisar a história da escravidão dentro do estado, qualquer discriminação racial decorrente dela e como o estado poderia ajudar a compensar isso. De acordo com uma pesquisa do Pew Research Center realizada no ano passado, 63% dos americanos acreditam que o legado da escravidão afeta ‘muito ou bastante’ a posição dos negros na sociedade americana hoje em dia.

Pergunta: Isso acabará com o racismo? A que essas propostas podem levar?

Resposta: Ao fim do mundo. Quando todos começarem a exigir o que supostamente merecem, mesmo os bilionários, isso não terá fim. Todos começarão a aguçar seus apetites uns contra os outros. Não, você não pode fazer isso! É tolice repensar toda a história dessa forma.

Pergunta: Você é a favor de que as pessoas mudem esse período da história sem olhar para trás e transformá-lo em uma lousa limpa?

Resposta: Sou a favor de uma reinterpretação de toda a história. Para reinterpretar a história em ação, ou seja, de fato éramos assim sob a influência de nossa inclinação egoísta. E agora, quando percebemos sua insignificância, perniciosidade, inferioridade e assim por diante, estamos avançando para o próximo grau de coexistência, onde simplesmente ajudaremos uns aos outros, ficaremos mais próximos uns dos outros, sem quaisquer reclamações sobre o passado.

Comentário: Sem reparação, sem olhar para o que aconteceu.

Minha Resposta: É infinito!

Pergunta: Então, apenas uma revisão da história baseada no egoísmo, certo?

Resposta: Sim. O passado não pode ser comprado com dinheiro, assim como o futuro não pode ser construído com esse dinheiro.

Pergunta: Entendo, apenas para entender a natureza humana e começar a se aproximar um do outro?

Resposta: Sim.

Pergunta: Quem dará o primeiro passo? É tão claro e correto. Parece que é assim que deve ser!

Resposta: Não sei. Quem tiver consciência disso.

Pergunta: Um líder que tome consciência disso, certo?

Resposta: Um líder? Eu não sei. Quando chega à liderança, ele não consegue mais estar ciente de nada. Ele já foi comprado por esse mesmo egoísmo.

Pergunta: Então esse é um beco sem saída?

Resposta: Por enquanto, sim. Mas ali, depois da curva, algo deve se abrir. Digamos, pode surgir algum tipo de vírus ou força que nos levará à consciência da insignificância de nossa natureza e à necessidade de mudá-la. E não corrigir nada com a abordagem: “Você vai me pagar e eu serei legal”. Esse não é o caminho.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/07/21