Textos na Categoria 'Mundo'

A UE Vai Afundar Na Irrelevância

Dr. Michael LaitmanOpinião (George Friedman, cientista político norte-americano, autor, e ex-chefe de inteligência): “Há muitos pontos de vista norte-americanos da Europa, mas a minha opinião é que a UE falhou, mas não há qualquer alternativa clara. Nós vemos a falha na questão da imigração, o que nós não consideramos como uma questão importante, porque é menos do que 0,5% de mudança da população, mas a Europa não consegue tomar uma decisão sobre como lidar com isso.

“Esse não é um problema incontrolável. Você pode decidir não deixar ninguém entrar e tomar medidas para evitar isso, ou você decide integrá-los e faz certas coisas para que isso aconteça. A incapacidade da Europa de tomar uma decisão é que é, do ponto de vista norte-americano, a mais problemática ….

“Eu não vejo a Europa entrando em colapso. Eu não acho que exista uma vontade de votar pela sua extinção. Eu não acho que exista uma vontade de mudá-la. Há uma vontade de ignorá-la…

“A UE continuará a existir, e alegremente afundará na irrelevância”.

Meu Comentário: Me alegra ver que a minha opinião, que eu expressei há 20 anos, se confirma hoje: qualquer unificação sem uma educação preparatória não terá uma chance e desmoronará. A unificação é necessária, mas só é possível se a sociedade está preparada para isso. Enquanto isso, o capitalismo americano destrói avidamente a velha e ingênua Europa.

De Quem Depende O Mundo Inteiro?

Dr. Michael LaitmanPergunta: Nos países árabes houve uma série de revoluções que ocorreram com a ajuda de redes sociais como Facebook, Twitter, etc. Mesmo agora, a mesma coisa está acontecendo com a gente. Em outras palavras, nossos inimigos estão usando as mesmas conquistas do mundo moderno sem declarar guerra contra nós. Será que precisamos conduzir uma guerra cultural como essa com eles?

Resposta: Você pode fazer o que quiser. Mas nada vai ajudar! Somente se houver realmente uma ameaça a vida e a morte, é que é necessário se defender sem considerar qualquer outra coisa. Mas, ao mesmo tempo, depende de você mover o povo rumo a unidade interna.

Então, todo mundo irá gradualmente começar a mudar a sua opinião sobre você, porque através da conexão e unidade, você estará conectado ao mundo inteiro. Então você vai canalizar completamente novas forças do bem, conexão mútua e unidade para o mundo inteiro, que o mundo tanto precisa. E sem o poder de conexão e unidade, isso irá se mover rumo a guerra.

Todo mundo entende e sabe disso, mas eles não podem fazer nada, porque além do povo de Israel, ninguém tem liberdade de escolha. Assim, o mundo inteiro condena os judeus. Os povos do mundo sentem inconscientemente que dependem de nós. E não é só que eles nos culpam por todos os problemas, é um sentimento interno de dependência. Por exemplo, se eu sinto que dependo de uma pessoa em particular, eu tenho medo dela, a odeio, ela não sai da minha mente, e eu não sei o que fazer com essa conexão. Isso é precisamente o que as nações do mundo sentem sobre nós. Isso é um fato.

Pergunta: Isso significa que eles têm medo de nós?

Resposta: Eles estão assustados, o que significa que sentem que não podem nos aniquilar. Se pudessem, nos eliminariam da face da Terra. Eles tentaram, mas não funcionou. Mas essa não é a ideia; ao contrário, é o sentimento de impotência diante de Israel que todos sentem inconscientemente. Eu tenho viajado por todo o mundo, dado entrevistas e palestras em dezenas de universidades, grandes jornais, nos meios de comunicação de massa, e tenho conversado com cientistas, políticos e sociólogos. Isto é o que as pessoas sentem.

Pergunta: Será que isso significa que o povo de Israel e a própria nação não podem ser destruídos?

Resposta: O povo não, a nação sim. Nós poderíamos tranquilamente ser expulsos daqui. Nesse meio tempo, um mundo supostamente bilateral ainda existe, mas não temos necessidade de ninguém. Se não houvesse uma supervisão superior através da qual precisamos nos unir nesta terra, já não estaríamos aqui.

No entanto, a cada dia eu vejo como o povo de Israel está se tornando cada vez mais consolidado internamente, mais sensível, e entende que nada vai salvá-lo, exceto a conexão e unidade entre nós. Eles estão cada vez mais preparados para compreender, perceber e ouvir essa ideia, e nossa organização é cada vez mais capaz de explicar isso e dar um exemplo.

De KabTV “Confronto. Como funciona na realidade” 28/10/15

Como Podemos Mudar A Situação Em Israel Para Não Ser Um Fardo Para O Mundo

Dr. Michael LaitmanComentário: Se não provermos a humanidade com a chave para a felicidade, ninguém nos ajudará. Mesmo os EUA que sempre nos ajudaram não nos protegerão agora.

Resposta: Se não for do interesse americano a ficar contra a Rússia, Europa ou qualquer outro país, vamos nos tornar inúteis e sem sentido para eles e eles não vão nos levar em conta, nem por um segundo.

Os judeus americanos também não vão dizer uma palavra em nosso favor. Os americanos compreendem perfeitamente que esse lugar no planeta é importante apenas do ponto de vista político, como oposição a outras estruturas do mundo.

Se essa oposição não existir, Israel desaparecerá, e não tomará o seu lugar no mundo tornando-se seu centro ideológico, o qual o mundo precisa tão desesperadamente. Hoje, o mundo não precisa de nós; somos apenas uma ferramenta de resistência entre os diferentes sistemas do mundo. Representantes militares americanos em Israel dizem candidamente que essa é a única razão pela qual eles precisam de nós, enquanto em todos os outros sentidos, somos simplesmente um fardo para eles.

De KabTV “A Atual Situação de Emergência em Israel” 14/10/15

Erros Concernentes Ao Congresso Judaico Europeu

No Jornal (russaian-bazaar): “O presidente do Congresso Judaico Europeu preocupação (EJC) Moshe Kantor expressou preocupação sobre o aumento significativo de anti-semitismo, no continente, no primeiro colóquio anual sobre a questão do respeito aos direitos fundamentais, na UE, onde falou em nome dos judeus europeus.

“” O problema dos refugiados tornou-se um sério teste para a Europa. Mas a Europa não passa um dia sem um teste ainda mais grave – disse Kantor. – No início deste ano, o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse, após a violência anti-semita sangrenta no supermercado “Hiper Kasher”, em Paris, que “se 100.000 judeus deixarem a França, a França não será mais a France. Isto significaria o colapso da República Francesa.

“” Eu iria ainda mais longe e diria que, se centenas de milhares de judeus deixarem a União Européia, como é cada vez mais provável, isso significaria o colapso da União Européia. Ao longo dos últimos anos, dezenas de milhares de judeus deixaram a Europa em busca de um refúgio seguro, mas hoje um terço dos cerca de 2,5 milhões de judeus na Europa pensa sobre a emigração. …””

‘”Meu comentário: Dr. Kantor não deve preocupar-se com o futuro da Europa. Mas, se o Congresso Judaico Europeu percebesse as verdadeiras razões para o crescente e global anti-semitismo, isto poderia mudar a identidade judaica e, assim, mudar o mundo inteiro.

[167686]

Material Relacionado:

Anti-Semitismo Tem Provocado Emigração Da UE

A Situação na Europa É Uma Reminiscência Dos Dias De Hitler

O Plano Secreto Do Povo Judeu

Por que A Culpa É Nossa?

Dr. Michael LaitmanPergunta: Não basta o mundo inteiro nos culpar, os israelenses, por tudo o que está acontecendo em Israel, e até mesmo a sabedoria da Cabalá dizer que os judeus são os culpados por tudo. Eu gostaria de entender do que exatamente nos culpam? Você diz que estamos divididos, mas eu estou familiarizado com muitas pessoas boas que são amigáveis ​​e se ajudam.

Resposta: Você está totalmente certo, do seu ponto de vista externo do mundo. Mas se formos mais fundo no sistema que conecta toda a humanidade e gerencia toda a natureza, ficará claro que os judeus são aquela parte através da qual a força geral da natureza influencia e age sobre tudo o resto. Portanto, se os judeus não se comportam corretamente, todo o resto sofre. Imagine-se uma nação pequena, um pequeno grupo, que não se une bem ou de forma correta entre si. Assim, todas as influências que passam por eles para a humanidade ocorrem de forma negativa e levam à separação, oposição e hostilidade mútua.

A sabedoria da Cabalá explica essas leis, abre os nossos olhos, e nos permite penetrar no sistema e ver a causa. Do ponto de vista da sua lógica comum, você está certo. Mas se olharmos mais internamente, encontramos justificativa para tudo que é dito nas fontes Cabalísticas.

Eu me identifico com isso como um cientista. Minha primeira profissão foi em biocibernética, a segundo foi em filosofia geral e na sabedoria da Cabalá. Além disso, eu tenho um doutorado em ontologia, a ciência da estrutura geral do universo. Quando você estudar todas estas ciências, começará a ver como tudo é organizado de tal forma que todo o poder de doação para o mundo inteiro se move através de um grupo chamado povo de Israel.

Este grupo determina tudo: tanto quanto ele estiver conectado, o mundo inteiro estará também conectado. Se os judeus estiverem divididos e até mesmo se odiarem, então o mundo inteiro também vai ser assim. O mundo acusa com justiça os judeus, porque eles sentem instintivamente que tudo depende de nós. O antissemitismo e a atitude negativa dos povos do mundo em relação a Israel indicam que eles se sentem dependentes do povo de Israel. Eu entendo que isso esteja insultando a você para ouvir que eles estão culpando você por tudo; eu também costumava pensar como você. Mas não sejamos míopes! O estudo da natureza nos obriga a concordar com tudo o que está escrito nas fontes Cabalísticas, a parte interna da Torá.

Pergunta: Você quer dizer que nós temos que começar a viver em comunas? Você está falando sobre uma unidade como essa?

Resposta: Não, nós não estamos falando sobre a criação de comunas. Nós só precisamos estudar a sabedoria da Cabalá e começar a olhar o mundo com olhos diferentes, ver o sistema interno que gerencia toda a humanidade. Então sua visão muda e você entende o quanto tudo depende de você.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 18/10/15

Da Crise Ao Nascimento

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (To The Death Media): Está finalmente chegando a hora da verdade para os principais bancos centrais em todo o mundo, porque no dia 10 de outubro o grupo G30 de impressoras de dinheiro globais admitiu num relatório detalhado que as dezenas de trilhões de dólares, euros, ienes e outras moedas que eles têm infundido no sistema não têm feito absolutamente nada para as economias locais. Em vez disso, tem feito o que os economistas disseram que iria acontecer desde o início alternativa …

“Criar bolhas de ativos, dívidas impagáveis, e garantir que não haveria um crescimento sustentável. …

“Os bancos centrais nunca tiveram o objetivo principal de proteger uma economia, ou regular criteriosamente a oferta de dinheiro de uma nação. Em vez disso, seu propósito, voltando para suas criações ao longo dos últimos 400 anos, tem sido o de proteger os bancos privados e através da ferramenta de inflação, roubar a riqueza de um determinado país e, em seguida, passar para novos campos que estão intocados por seus instintos de gafanhotos. E com os EUA, Europa, Japão e outros estando no precipício da quase insolvência completa, os sociopatas dentro dos bancos centrais mundiais estão tentando seu melhor para desviar seus fracassos para outra pessoa, e agem como se os resultados que o mundo está enfrentando não fosse culpa deles “.

Meu Comentário: É maravilhoso descobrir que o mundo egoísta está em colapso e um mundo altruísta está nascendo. Ainda mais maravilhoso é a ajuda que está tornando o seu parto mais fácil através da unidade daqueles que querem nascer juntos dentro de um único corpo novo, desejo.

A Crise Mundial

 Dr. Michael LaitmanNas Notícias (radonezh.ru): “O mundo está numa situação difícil, os problemas estão em toda parte e a situação é cada vez mais grave. Quem está gerindo a Terra está fazendo truques astutos conosco para continuar a nos manter em cativeiro. É muito tarde para discutir o problema do desenvolvimento da estabilidade durante a realização de uma guerra. O mundo precisa de um novo consenso.

“Nós estamos vivendo num mundo frágil, que está se desenvolvendo rapidamente, com a estabilidade diminuindo, com isso tornando-se a nova norma de nossas vidas. A globalização parou de fornecer os seus dividendos. Os Estados Unidos estão se juntando com 40 nações e negociando um tratado de livre comércio transatlântico com a União Europeia. A Rússia está fazendo sua própria união com o leste europeu. A China também está interessada nela, e esses blocos vão competir. Não há nada de bom para o indivíduo. O mundo está à beira da destruição do paradigma econômico básico do desenvolvimento. Na história da Europa houve dois casos como esses nos últimos 2.000 anos. Estas são a destruição entre os séculos IX e XI, quando o modelo antigo econômico foi substituído por um modelo feudal, e entre os séculos XVI e XVII, quando o modelo feudal foi substituído pelo modelo capitalista. Hoje, o mecanismo de desenvolvimento capitalista está saindo. Mas, como acontece todas as vezes, isso vai continuar por alguns séculos e trazer graves desastres. O pico da crise será no meio de 2016, com a possibilidade do colapso do sistema financeiro”.

Meu Comentário: O colapso da sociedade existente, com todas as suas conexões e formas egoístas, deve acontecer, e quanto mais cedo isso acontecer, melhor será para todos nós. Porque, nesse caso, o colapso será mais suave. Os sistemas existentes são baseados na natureza egoísta da humanidade, e deve ser entendido que ela esteja completamente quebrada.

Nós mesmos devemos querer mudar nossa natureza, porque esse é precisamente o lugar de cada um contra todos, forçando todo mundo a construir a sua própria felicidade nas desgraças de outra pessoa, causando uma colisão entre nações e continentes inteiros. A sabedoria da Cabalá nos ensina como se mover para o novo mundo de forma rápida e alegre, para o bem de todos.

A Situação Em Israel: O Fim Da Intifada

Dr. Michael LaitmanPergunta: Quando a Intifada vai parar?

Resposta: Ela não pode parar por si só, sem o nosso envolvimento; cabe a nós trazer a força positiva, a força da unidade, entre o povo de Israel, e, desta forma, vamos disseminar essa boa força em todo o mundo, uma vez que influenciamos tudo.

Se não fizermos isso e assumirmos que a situação vai se acalmar, depois de algum tempo uma força negativa muito pior vai ser revelada em nós. Certamente, nós gostaríamos que a Intifada parasse imediatamente. Mas devemos entender que a situação vai se tornar mais grave se não ajudarmos a revelar a força positiva no nosso mundo.

Pergunta: O que a sociedade israelense pode fazer hoje para resolver este problema na sua raiz?

Resposta: Em primeiro lugar, a sociedade israelense deve saber do que depende o bom futuro. Depende apenas de nós, e não de quaisquer outros povos ou quaisquer negociações entre políticos. Nós não dependemos de ninguém, apenas de nós mesmos. Aparentemente, é uma coisa muito boa que a bola esteja em nossas mãos e que nós determinemos tudo. Mas, especificamente porque a bola está em nossas mãos, os olhos do mundo inteiro estão voltados para nós e os outros povos exigem que tragamos o bem ao mundo, em vez do mal. Eles falam seriamente sobre isso, afirmando que Israel determina todo o estado do mundo, e se ele for ruim, Israel é culpado.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, o povo de Israel se encontra no centro da criação, e nós possuímos um método que faz com que seja possível organizar corretamente as conexões em toda a humanidade, toda a natureza, e de uma forma ideal, acalmar todos os níveis da natureza: inanimado, vegetal, animal e humano. Nós temos esse conhecimento e a capacidade de realizá-lo. Vocês não querem que haja atos terroristas? Se esforcem e façam o que depende de vocês! Não basta sentar em casa na frente da televisão e contar quantos atos de terrorismo houve hoje. Se isso depende de cada um de nós, vamos começar a nos aproximar e perguntar: “Como isso é possível? Se não fizermos algo, isso vai continuar”.

Você pergunta: “Será que a Intifada vai parar?” Ela não vai parar enquanto a conexão correta entre nós não for encontrada, especialmente entre o povo de Israel. Então todos vão entender como devem se organizar: em todo o mundo, com tudo o que está acontecendo na Europa, América e em outras nações. De repente eles vão começar a compreender como estabelecer relações mútuas.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 18/10/15

“O Capitalismo Está Devorando A Própria Cauda”

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (inosmi.ru): “O mundo pode em breve entrar numa era em que será possível ser rico só por causa de seu nascimento. O capitalismo moderno está cada vez mais parecido com o feudalismo. …

“De acordo com os cálculos da British Charity Oxfam, no próximo ano 1% das pessoas mais ricas do planeta estará acumulando mais dinheiro do que os 99% restantes. …

“Se o crescimento médio da produção mundial é de 1-1,5%, enquanto a renda de investimento de capital  chega a 4-5%, ao especular mo mercado, você pode ganhar muito mais do que produzir algo útil para a economia. A maior chance de enriquecimento é para aqueles que têm capital suficiente e podem se dar ao luxo de entrar em especulação financeira. Então, eles acumulam cada vez mais dinheiro e estão cada vez mais alienados em termos de propriedade do resto da sociedade e de seus problemas. …

“‘Por isso, as circunstâncias do nascimento são mais importantes do que talento e esforço”, – escreveu o economista americano e Prêmio Nobel, Paul Krugman.

“A nova aristocracia – não é tanto a aristocracia da indústria, uma vez que é um círculo de pessoas que retêm o dinheiro. Muitos economistas há muito tempo apontaram para a especulação financeira como uma fonte de crescente estratificação. …

“Grande parte dessa riqueza de papel pode evaporar como resultado da turbulência financeira, assim como em algumas semanas em junho e julho de 2015, 2,8 trilhões (o valor é próximo ao do PIB nominal da França) evaporaram-se nas Bolsas Chinesas. O problema é que os grandes especuladores financeiros não ficaram pobres por causa do colapso. São os pequenos apostadores que perdem as suas poupanças nos mercados, não podem contar com qualquer apoio. Bancos nestas situações também podem contar com ajuda do Estado. …

“O aumento da estratificação também leva a uma diminuição da mobilidade social, acesso limitado à educação. No longo prazo, a economia menos ‘igual’ também sofre com a maior probabilidade de altos cargos serem tomados por pessoas não muito talentosas, mas por aquelas que compensam a falta de talento pelo nascimento em uma família rica ou conhecidos em cargos importantes. …

“O crescimento da disparidade de renda no longo prazo também pode levar a consequências políticas desastrosas. Por um lado, leva para o modo oligárquico, por outro lado, aumenta a simpatia pelos movimentos radicais que buscam eliminar a ordem sócio-política existente. …

“É possível observar um prenúncio de países que se encontram na periferia da Zona do Euro. Há cada vez mais uma geração que nunca teve uma chance num emprego normal. ‘O nível de estratificação financeira na Europa têm ameaçado o equilíbrio social. Quando a taxa de desemprego é alta (entre os jovens na Grécia e em Espanha é de 50%), a geração mais jovem não tem perspectivas “, – indica Janusz Shevchak. …

“‘Piketty escreve em seu livro que, se o nível de retorno sobre o capital exceder de forma consistente o nível de crescimento econômico (que ele prevê em suas obras), isso pode levar à destruição dos alicerces sobre os quais se constrói o capitalismo democrático, isto é, a ideia de que o trabalho permite ficar rico, e que seu efeito material depende das habilidades individuais e do esforço. Como resultado, o fenômeno exacerbado de deslegitimação do capital é seguido de um movimento ativado “de irritação”, levando ao poder partidos populistas (tanto de esquerda quanto de direita), inteligentemente encontrando o acesso ao público descontente”, – lembra Sobochinsky. …

“… na Europa, princípios semelhantes apoiaram a formação de radicais durante a Grande Depressão dos anos 30: o Partido Comunista, o Partido Nazista Alemão, facistas, e os movimentos radical-socialista e nacional-radical. A história mostra que a radicalização da sociedade pode ser acelerada se uma crise econômica impuser uma crise de identidade da nação e a crise de imigração. …

“‘A resposta à crise dos anos 1930 foi a introdução de impostos muito elevados no âmbito da política do New Deal, de modo que no período pós-guerra conseguiu-se estabelecer relativo equilíbrio entre trabalho e capital, como resultado, a desigualdade de renda diminuiu significativamente’”.

Meu Comentário: Os capitalistas não são corajosos o suficiente para elevar os seus próprios impostos. Hoje já não há uma correlação clara e precisa entre o trabalho duro e os resultados do trabalho. Os países não estão fechados em suas fronteiras e os negócios tornaram-se globais.

Portanto, as pessoas não sentem que dependem do capital dentro de seus países e as corporações internacionais não sentem que dependem dele. A fim de sentir isso, elas têm que sentir o ambiente, a atitude para com os outros. O mundo chegou a um beco econômico sem saída e a única saída é através de novas relações sociais. Consulte “A Última Geração”.

O Terrorismo Em Israel Está Nos Levando À Unidade

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (svoboda.org): “Para realizar ataques em Israel, crianças de 13 anos de idade são recrutadas nas redes sociais. A principal razão: os palestinos estão desesperados por a não ser o foco central dos meios de comunicação nos países árabes.

“Todas as nações árabes estão em conflitos, com muitas delas começando a olhar para Israel como um aliado em sua luta com o Irã, prestando cada vez menos atenção à questão palestina da qual eles ficaram fartos há muito tempo.

“A liderança palestina quer atrair a atenção para si de alguma forma, uma vez que as forças de segurança palestinas não estão participando da campanha de violência contra Israel e estão cooperando com Israel. E é assim que o jogo continua.

“A posição dos Estados Unidos combina com sua posição. O Secretário de Estado acusa Israel pela opressão palestina porque Israel está construindo assentamentos na Cisjordânia e está tentando mudar o status quo no Monte do Templo.

“A paz é imperativa, mas o máximo de concessões que Israel está pronto a fazer está longe de ser as exigências mínimas dos palestinos. Netanyahu está preocupado com a presença do Hezbollah e do exército iraniano dentro das nossas fronteiras. Isso ocorre porque as forças militares iranianas já entraram na Síria para lutar ao lado de Assad. Netanyahu tem um melhor relacionamento com Putin do que com Obama, mesmo que não haja nenhuma dúvida de que os Estados Unidos ainda sejam o nosso principal aliado”.

Meu Comentário: Nós só podemos confiar em nós mesmos. Não temos aliados. Mas temos a arma mais poderosa do mundo, que é a nossa unidade, e se a alcançamos, somos invencíveis e podemos levar o mundo inteiro a esse mesmo estado em que o Criador será revelado.