Textos na Categoria 'Música'

Melodias De Baal Hasulam

627.2Pergunta: Por que Baal HaSulam começou a escrever música?

Resposta: O grupo de Baal HaSulam consistia em menos de dez pessoas, e todos vieram de lugares diferentes. Cada um tinha suas próprias melodias que eles faziam na hora das refeições ou durante as orações, especialmente no dia da expiação (Yom Kippur).

Portanto, Baal HaSulam compôs suas próprias melodias e ensinava aos estudantes a não cantarem orações estranhas às palavras do livro de orações. Foi assim que surgiram as melodias dos textos do Ari e “Bnei Eichal“, “Kel Mistater“, etc.

Pergunta: Essas melodias e sua letra de alguma forma podem afetar a pessoa que as escuta?

Resposta: Elas possuem certas forças espirituais. Uma melodia tem um grande poder, mas só pode ser alcançada na medida em que a pessoa esteja habitando nela.

Da Lição de Cabalá em Russo 16/10/16

Nova Vida # 361 – Músicos E Inspiração

Nova Vida # 361 – Músicos E Inspiração
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

A música é parte da nossa vida e uma poderosa expressão de nossos sentimentos. Como podemos participar de seu efeito sobre nós? O que caracteriza os músicos e qual a sua contribuição para a sociedade?

A música é uma composição especial que expressa a harmonia e as conexões entre opostos. Um ouvinte com o mínimo de experiência na vida pode ficar impressionado com a composição.

Compositores têm uma audiência interna. Eles sentem seu mundo interno através dos sons. Existem diferentes estilos de música e compositores. Às vezes os compositores se isolam para se ouvir; no entanto, um compositor é realmente o resultado da sociedade como um todo.

A diferença entre um compositor medíocre e um brilhante é o quanto ele pode sentir a tristeza e esperança da sociedade como um todo. Isso não tem nada a ver com o seu nível espiritual. Um compositor genial também pode ser um selvagem.

Um compositor tem que tentar aprender o segredo da vida, a fim de atingir o mais alto nível de composição.

De KabTV “Nova Vida # 361 – Músicos E Inspiração”, 21/07/14

Nova Vida # 360 – A Música Conecta Os Corações

Nova Vida # 360 – A Música Conecta Os Corações
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

Qual é a essência da conexão entre um músico e o público para quem ele toca? Como isso nos conecta com uma sensação de harmonia e como podemos usar essa essência no ensino da educação integral?

O som da música que uma pessoa executa é um meio de conectar seu coração com o coração dos ouvintes. Grandes músicos podem sentir como o público diante deles digere os sons e os sentimentos que transmitem.

A disposição dos assentos em uma performance ao vivo é importante, a fim conectar o público; essa é a razão de um anfiteatro ser construído do jeito que é. Antes do músico começar sua performance ele precisa se ajustar ao fato de que vai conectar todos como um só.

De KabTV “Nova Vida # 360 – A Música Conecta Os Corações”, 27/04/14

Nova Vida # 359 – O Efeito Da Música Nas Pessoas

Vida Nova # 359 – O Efeito Da Música Nas Pessoas

Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

A música é uma linguagem universal que dedilha diretamente as cordas de nossas emoções. O que faz com que ela nos afete tão fortemente e como ela cria a sensação de harmonia, alegria e conexão entre nós?

Resumo

A música é uma linguagem que expressa nossos sentimentos mais íntimos ; ela pode mudar nosso humor.

A música lembra imediatamente uma pessoa de algo e desperta certos sentimentos como se ignorasse a mente. A música é uma linguagem emocional. É diferente da linguagem comum que exige a compreensão, a mente, a memória e a capacidade de comparar.

Quando ouço sons, meus sentimentos começam a funcionar ao ritmo dos sons, eles me controlam. Nós temos um entendimento e sentimento. Nossa vista opera na compreensão; nossa audição opera em sentimentos

Para ouvir melhor, por vezes, fechamos os olhos para que a nossa visão não interfira com a nossa tentativa para concentrar-nos na música. A audição pertence à nossa visão.

Os sons que percebemos dá-nos uma sensação de harmonia e equilíbrio. Eu desfruto da totalidade dos sons.

Há algo na harmonia musical que é semelhante à totalidade superior da natureza. Esta é a razão que a música exalta-nos. Não há nada de ameaçador na música e ela traz alegria tranqüila, lágrimas e algo que é muito interno, pessoal e profundo.

Toda a natureza toca música e música pode curar.

[147486]

Atenção: Áudio/Vídeo em idioma inglês
icon for podpressVideo: Reproduzir Download
icon for podpress Audio: Reproduzir | Download

De KabTV “Nova Vida # 359 O Efeito Das Musica Nas Pessoas”, 27/4/14

 

O Mundo Da Música

laitman_932Pergunta: A música é uma parte significativa das nossas vidas. Eles dizem que a música é uma linguagem universal que não requer palavras. É mais forte do que as palavras e penetra diretamente no coração; ela abre o coração e conecta as pessoas. Então, o que é música?

Resposta: A música é uma linguagem que pode expressar os mais profundos sentimentos de uma pessoa. Ela pode estimular e elevar uma pessoa, alterar o estado de espírito e a direção do pensamento.

A música pode nos transportar de um lugar para outro, dependendo do seu estilo. De acordo com alguns sons ou acordes, nós já sentimos de onde ela vem: esta música é europeia, indiana ou sul-americana?

Nos Estados Unidos, estilos nacionais de musica de todo o mundo se misturaram, produzindo uma espécie de “salada” musical que se espalhou por todo o mundo porque é adequado para a maioria da humanidade.

A música desperta imediatamente memórias numa pessoa e produz sentimentos especiais nela. As palavras penetram em nós através da mente, e somos obrigados a ativar um mecanismo de comparação, de memória. E a música, ao contrário, imediatamente extrai a emoção da memória e desperta dentro de nós, quer queiramos ou não. Ela penetra numa pessoa sem pedir permissão.

A música nos conecta com as condições do ambiente em que é ouvida: com o tempo, espaço, movimento e eventos; tudo isso é imediatamente despertado em nossa memória juntamente com os sons que ouvimos. A música é o mundo e tudo o que o preenche.

Todos os nossos sentidos, exceto a visão e a audição, são muito escassos, como se fossem subdesenvolvidos. Mesmo que o sentido do olfato tenha grande significado; ele se desenvolveu em nós quando ainda vivíamos nas árvores. Quando descemos das árvores e nos tornamos seres humanos, começamos a nos envolver com todos os tipos de trabalho que não são típicos de animais e estragamos nosso sentido do olfato.

Nosso sentido do paladar também foi estragado porque não somos mais animais. Houve um tempo em que, de acordo com cheiro e o paladar, poderíamos distinguir se a nutrição era apropriada para nós ou não. Mas hoje já não somos capazes de fazer isso. Nós criamos muitos produtos alimentares com sabores e cheiros que nos atraem; no entanto, na verdade, eles são veneno para nós.

Até mesmo o sentido do tato tem possibilidades limitadas e nos confunde muito. Nós paramos de viver num ambiente de coisas naturais simples que são apropriadas à nossa natureza. Nós criamos tantos produtos e fenômenos artificiais que confundem nossa visão, audição, tato, olfato e paladar, de modo que não há nada de verdade neles que possamos confiar.

Mas da grande variedade de sons que ouvimos, a música nos impressiona ao máximo. Somente o choro de um bebê ou uma sirene que imediatamente nos desperta é mais forte do que a música.

De KabTV “Uma Nova Vida” 27/04/14

Uma Marcha Em Honra Dos Poucos!

laitman_576_01Baal HaSulam escreveu uma marcha em honra dos poucos que atingiram o fim da correção, a subida completa acima de seu ego, e o altruísmo absoluto, o atributo de amor e doação para todos.

Esta marcha é dedicada a muito poucos que conseguiram chegar ao fim de sua correção pessoal (Gmar Tikkun) em cada geração ao longo da história.

A marcha louva e glorifica as grandes pessoas que alcançaram o sistema superior da natureza. É o reconhecimento da singularidade, da persistência e da capacidade de ascender acima de si mesmos e que durante a sua vida se tornaram hóspedes nos salões superiores do Criador.

De KabTV “Conversas com Michael Laitman” 02/09/14

O Voo Da Alma

Dr. Michael LaitmanPergunta: Nós sabemos que uma ação espiritual é realizada pela intenção. Como devemos abordar corretamente o desempenho da música dos mundos superiores, a fim de atingir a meta no menor tempo possível, para que, juntamente com isso, continuemos a avançar espiritualmente?

Resposta: Eu acho que o principal é a orientação constante da providência superior com alegria.

Cerca de 20 anos atrás, eu conduzi um experimento numa casa de repouso, e dei as músicas de “Qual é o segredo da vida” para os moradores de lá. Então, realizei uma pesquisa. Pessoas com mais de 65 anos me disseram que choraram quando ouviram a música.

Eu as compreendo. Em primeiro lugar, o idoso que ouve esta música imediatamente investiga suas memórias e a vida que viveu, mas estas experiências são basicamente diferentes do que esse tipo de música deve transmitir.

Trata-se de alegria, da Luz Superior, um estado muito claro. É um sentimento de admiração, inspiração, uma subida e voo da alma! Ela nada na Luz branca, e tal estado tão glorioso é incorporado em nosso mundo quando uma noiva está vestida com um vestido branco.

Portanto, a principal coisa é, pelo menos, entender e sentir o máximo possível o que a música é, concentrando-se na alegria e tentando se parecer com a pessoa que a escreveu. É porque ela escreveu de sua realização dos mundos superiores, o estado superior, e a força superior. Lá, a pessoa descobre apenas a alegria da eterna realização, plenitude e harmonia que emociona e preenche tudo!

Nós devemos tentar nos separar do nosso ego, do que ele faz conosco em nosso mundo, de sua distorção, e ao subir sobre o ego, devemos tentar viver numa dimensão totalmente diferente de amor, doação e boa conexão mútua. Assim, as melodias dos mundos espirituais seriam sentidas de uma forma totalmente diferente.

Esta é uma pequena revelação para cada aluno. Eu acho que se ele constantemente se lembrar disso, ele será capaz de começar a sentir o mundo espiritual sem estudar nada mais de todo o enorme método de alcançar os mundos espirituais de que o Baal HaSulam escreveu. Não há necessidade de palavras! Se uma pessoa se abrir para esses sons e as suas fontes internas, ela vai começar a entender tudo.

De KabTV “Conversas com Michael Laitman” 09/02/14

Expandindo Nossa Mente E Nossos Sentidos

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como as melodias dos mundos espirituais (superiores) ajudam os alunos que têm se envolvido no método de atingir os mundos superiores por um longo tempo?

Resposta: Ao ouvir essas melodias de tempos em tempos, eles constantemente encontram profundezas cada vez maiores e mais novas.

A questão é que as pessoas que estudam o método do Baal HaSulam o consideram seu Professor. Eles entram no mundo que ele descobriu e ele os leva e revela-o a eles. Eles o seguem ao estudar seus artigos, cartas, e trabalhos de vários volumes  como o Talmud Eser Sefirot (TES – O Estudo das Dez Sefirot), por exemplo.

O professor Kfitza comparou este livro com um livro de física clássica para o 11º ano de Landau-Lifshitz. Ele me disse uma vez que essa é a base da física espiritual.

Além disso, o trabalho mais sério do Baal HaSulam é o Comentário ao Livro do Zohar, que nenhum grande professor espiritual antes dele poderia escrever por 2000 anos.

É uma informação muito interessante que descreve de forma mais precisa e especial a conexão entre a mente e os sentidos quando você tem que analisar seus sentimentos com a mente e expandir a mente com seus sentimentos, o que ajuda você a examinar e esclarecer suas sensações.

Assim você trabalha em duas linhas: com a ajuda da linha de seus sentimentos você expande sua mente e com a ajuda da mente você entende os novos sentimentos que surgem dentro de você. Quando elas se fundem numa só linha, as duas linhas ajudam você a sentir a Providência superior.

Portanto, todos os alunos do Baal HaSulam sentem essas melodias de forma diferente com a nova percepção que é criada neles, pelo vaso da Providência superior, o sexto sentido. Eles já as reproduzem em suas emoções desenvolvidas, com a ajuda da mente, e compreendem em sua mente com a ajuda dos novos sentimentos.

A música aparentemente simples dos mundos superiores eleva as camadas mais profundas das emoções e uma nova compreensão superior numa pessoa. Ela milagrosamente inclui tanto a mente e os sentidos.

De KabTV “Conversas com Michael Laitman” 09/02/14

Nas Mãos Do Escultor Superior

Dr. Michael LaitmanPergunta: É possível tocar a música dos mundos espirituais (superiores) para estudantes de música para que eles possam tentar atrair o seu efeito sobre eles?

Resposta: Eu acredito que você possa inclusive tocá-la para as crianças.

Pergunta: Essas músicas devem ser adaptadas para escolas de música?

Resposta: Eu acho que é essencial! Nós devemos oferecer essa música para pessoas de todas as idades e também para grandes orquestras sinfônicas. Já tivemos essas experiências.

A música Hine Kahomer (Como a Matéria) nos diz que nós somos como a matéria nas mãos do “escultor superior” que nos controla, levando em conta todos os nossos desejos e impulsos. Ele nos leva a Sua meta de acordo com o nosso desejo de segui-la por nós mesmos, e ao mesmo tempo nos corrige.

Ao ensinar uma criança pequena a andar nós a dirigimos e apoiamos, e ao mesmo tempo a obrigamos a fazer algum esforço de sua parte e a superar seus medos. Ela se levanta e chora e não sabe o que fazer, até que finalmente decide fazer um movimento desajeitado e cai. Nós a pegamos e colocamos de volta em pé e de novo a forçamos a se mover.

É assim como a força superior nos gerencia. Se quisermos iniciar a ascensão espiritual, começamos a sentir como Ele nos apoia (assim como apoiamos uma criança) na medida em que queremos de bom grado fazer um movimento em direção a Ele, e, ao mesmo tempo, Ele nos empurra um pouco e nos deixa em paz, para que, superando o medo, demos um passo à frente.

Mas há o sentimento de grande amor em tudo isso! Apesar de termos um pouco de medo e não entendermos, nós aprendemos assim, e num mundo paralelo realmente executamos as mesmas ações, mas em vez de esforços físicos fazemos esforços mentais. É isso o que a música Hine Kahomer aborda.

Por outro lado, essa música é alegre, porque eu estou contente em descobrir que sou como a matéria na mão do escultor, como um timão na mão do capitão. Eu me sinto bem por não ser apenas um animal governado pelo Alto, que não sabe para onde está indo.

Duas forças, uma positiva e uma negativa, nos governam como rédeas da direita e da esquerda, puxando-nos para o que sente prazer e repelindo-nos para aquilo que é desagradável. Mas eu sei o que desejar ao usá-las. Quando eu as coloco uma contra a outra, eu percebo a força positiva como negativa e a força negativa como positiva e posso mudar a mim mesmo.

Usando as ferramentas que me foram dadas, o coração ea mente, eu posso entender e perceber a Providência superior, e apesar de eu ser como um timão, como rédeas nas mãos da força superior, eu posso estar numa determinada relação com Ele, num pacto, e, assim, mover-me conscientemente em direção ao objetivo desejado.

Por enquanto eu ainda não entendo isso, como uma criança que é colocada em pé e não sabe o que precisa fazer. Mas nós entendemos que temos que ouvir esta força e tentar cumprir Suas ordens corretamente, e, além disso, não é de forma física, mas de forma consciente, ou seja, constantemente tentando encontrar significado em Suas ações. Então, vamos crescer espiritualmente.

De KabTV “Conversas com Michael Laitman” 09/02/14

O Poder De Cura Da Música

Pergunta: Como a música dos mundos espirituais (superiores) pode nos influenciar nas condições atuais, quando as pessoas se distanciam de valores reais e esforçam-se para receber os prazeres materiais? O quanto ela pode influenciar os ouvintes, mesmo inconscientemente?

Resposta: Grande poder maior está na música dos mundos espirituais (superiores) porque uma pessoa sente essa música quando ele atinge estratos mais elevados do nosso mundo.

A natureza é sentida em seus sutis e superiores níveis, onde os sinais e as forças de controle, que são posteriormente reduzidas e descem até o nível deste mundo, trabalhando com o material do inanimado, vegetal, animal e humano, moldando os nossos pensamentos e desejos.

São sentidas forças que descem para o nosso mundo e realiza ações específicas nele (chamamos isso de evolução ou história) em um nível superior. É como se fosse elevado para mais alto que o nosso mundo e começasse a sentir essas forças à medida que elas descem a nosso mundo.

 

No momento em que elas são sentidas, elas são muito mais fortes do que quando elas descem e estão vestidas em todos os tipos de sinais diretores, em todos os tipos de materiais, inclusive nós.

Então, quando nós simplesmente ouvimos as melodias dos mundos espirituais, sem transmitir-lhes quaisquer outras imagens, elas agem sobre nós de uma maneira boa, positiva e benéfica maneira: purificando, empurrando-nos para os desejos mais elevados, e dirigindo-nos para melhor cooperação com as outras pessoas.

Além disso, elas têm uma quantidade enorme de informações. Mesmo que nós não entendamos isso, elas começam a trabalhar em nós positiva e beneficamente na medida em que equilibram e até mesmo curam (no sentido mais amplo da palavra) todos os defeitos físicos, morais e mentais.

Considero que estas músicas devem ser escutadas como um medicamento. Elas preparam as pessoas para que possam gradualmente perceber mais profundamente.

[141982]

De do KabTV “Conversas com Michael Laitman” 9/2/14

Material Relacionado:
A Simplicidade Da Grandeza
A Música Desembaraça As Cordas Da Alma