Textos na Categoria 'Economia'

Japão: Robôs Estão Substituindo Fazendeiros

Laitman_405Pergunta: O mundo está se aproximando cada vez mais da robotização (a substituição de pessoas por robôs). No Japão, por exemplo, os robôs começaram a substituir os agricultores, e para o final de 2016, eles estão planejando construir uma fazenda completamente robótica. É interessante ver que uma competição japonesa de literatura realizada recentemente terminou com um romance que foi escrito por um robô. Portanto, gradualmente, os robôs estão substituindo as pessoas.

Resposta: É possível substituir as pessoas em tudo, exceto no trabalho espiritual.

Um ponto no coração está dentro de cada um de nós. Esse é um ponto espiritual, uma conexão com o Criador, ou a nossa semelhança com Ele. Esse ponto no coração não pode ser criado artificialmente, porque esse atributo é dado a uma pessoa vivente, uma entidade biológica, e não podemos transferir e implantá-lo em um robô.

Portanto, não devemos nos preocupar com a perda de trabalho que os robôs irão realizar.

Nós devemos fazer o que as pessoas devem fazer: desenvolver esse ponto de divindade dentro de nós, o ponto de semelhança e equivalência completa com o Criador. A semelhança que é desenvolvida em nós é o que se chama Adão (Homem). Tudo o resto é um corpo no nível animal, e não no nível de Adão. Os robôs foram criados apenas para nos empurrar em direção a esse trabalho.

Pergunta: O que significa “tornar-se como o Criador”?

Resposta: Tornando-se como o Criador é desenvolver o desejo interno e oculto dentro de nós que nos atrai à unidade, amizade, ajuda mútua e conexão com a fusão mútua de todos em uma única imagem chamada Adam, da palavra “Domeh (semelhante ao Criador). Cabe a cada pessoa, a toda a humanidade, chegar a esse estado.

Nós podemos fazer isso. Para isso, existem forças únicas na natureza. A sabedoria da Cabalá fala sobre isso, e ajuda em descobrir e usá-las para que nos tornemos como o Criador.

O futuro da humanidade é uma sociedade na qual todo o trabalho físico será realizado por robôs e máquinas, enquanto as pessoas estarão envolvidas com o trabalho espiritual. Esse é o nível humano.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 24/04/16

A Economia Mundial Está Caindo Aos Pedaços

laitman_272Opinião (TheGuardian): “Tudo está calmo. Tudo está quieto. Os preços das ações estão subindo. Os preços do petróleo estão subindo. A China se estabilizou. A zona do Euro superou o pior. Depois de um início de pânico em 2016, os investidores decidiram que as coisas não estão tão ruins assim. …

“Os temores do preço do petróleo a $20 recuaram. Os preços pararam de cair na zona do Euro. O crescimento do emprego tem continuado nos EUA. O Fundo Monetário Internacional prevê um crescimento da economia global de pouco mais de 3% este ano – nada espetacular, mas nenhum desastre também.

“Não se deixe enganar. O crescimento da China é resultado de um aumento do investimento e o crescimento mais forte do crédito em quase dois anos. Houve um retorno a um modelo que sobrecarrega o país com excesso de produção manufaturada, uma bolha imobiliária e um número crescente de empréstimos não-excutáveis. A economia foi estabilizada, mas a um custo.

“A tendência de alta dos preços do petróleo também parece frágil. Os fundamentos do mercado – oferta continua a exceder a demanda – não mudaram.

“Depois, há os EUA. Aqui há dois problemas – um escancarado, o outro obscuro. A fraqueza evidente é que os rendimentos reais continuam sendo espremidos, apesar da queda do desemprego.

“Por enquantp, os gastos dos consumidores foram mantidos porque as baixíssimas taxas de juros permitiram aos auto concessionários oferecer condições tentadoras para aqueles com meios limitados que querem comprar um novo carro ou caminhão. Num eco da crise imobiliária subprime, as vendas de veículos estão caindo agora. …

“O grande problema da Europa, além do fato do Euro ter sido um conceito desastrosamente falho, é que o sistema bancário não está apto para o propósito. Como o FMI observou na semana passada, um terço dos bancos da zona do Euro não têm nenhuma perspectiva de ser rentável sem uma reforma urgente e significativa. Isso requer duas coisas: reduzir o número de bancos e  fazer algo com os € 900bn (£ 715bn) de empréstimos ruins que se assentaram em seus livros no final de 2014. …

“Os bancos centrais, é claro, juram cegamente que estão totalmente no controle e que não há nada para se preocupar. Talvez não, mas algo não cheira bem. O fato de que os economistas do Deutsche Bank publicaram um guia de “cortar e manter”  útil para dinheiro de helicóptero na semana passada é uma palha ao vento.

“Como a pesquisa do Deutsche deixa claro, a variante mais básica de dinheiro de helicóptero envolve um banco central criando dinheiro para que ele possa ser entregue ao Ministério da Economia para gastar em cortes de impostos ou na despesa pública mais elevada. Há duas diferenças com QE. O dinheiro vai diretamente para empresas e indivíduos, em vez de ser canalizado através de bancos, e não há nenhuma intenção do banco central de recebê-lo de volta”.

Meu Comentário: O mundo é obrigado a mudar o seu formato completo, porque e economia expressa não apenas as conexões econômicas, mas todas as conexões da humanidade que são calculadas com dinheiro, o paralelo universal das conexões entre nós.

Se o sistema deixa de funcionar, temos que substituí-lo, caso contrário, haverá um colapso! Mas como mudar um sistema que é construído na nossa natureza, no egoísmo, e ganhar? Há apenas um caminho: mudar a nossa natureza de egoísta para altruísta! É assim que alcançamos a vitória da sabedoria da Cabalá.

Todo Mundo Está Pagando No Equador

laitman_600_02Pergunta: Depois do terremoto no Equador, o governo impôs um imposto sobre todos os cidadãos para cobrir os danos no valor de três bilhões de dólares. Os cidadãos da nação que possuem o capital de mais de um milhão de dólares vão ser obrigados a pagar à nação quase 1% dos seus ativos.

Cidadãos com renda de mil dólares por mês vão pagar um dia de salário, alguém que ganha dois mil dólares por mês vai pagar dois dias de salário, e assim por diante. Na prática, o presidente do país impôs um tipo de dívida.

Como você vê uma igualdade como essa?

Resposta: Não há nenhuma dúvida de que a nação precisa de ajuda para se recuperar depois de um terremoto tão poderoso. Mas eles têm que lidar com isso. Eles escolheram o método certo porque todo mundo foi prejudicado.

A América do Sul é uma área singular; o espírito de imigrante e o espírito dos índios ainda é sentido lá; eles são caracterizados por um sentimento de unidade. Eles se relacionam entre si com grande sentimento, com compreensão, de todo coração, porque não estão completamente danificados pelo egoísmo e o mundo moderno.

Eu acho que isso vai ajudá-los. Quando surge um problema e você começa a cuidar dele de forma séria, você não mergulha nessas doenças em que o mundo inteiro está imerso, mas se envolve na cura da doença.

Portanto, eles vão se reconstruir e isso será bom para eles. A implicação do terrível terremoto é que ele vai lhes trazer um futuro melhor. Ele vai fortalecer e uni-los.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 21/04/16

Um Projeto De Lei Para Cancelar As Transações

laitman_566_02Comentário: Um novo projeto de lei foi proposto para cancelar as transações financeiras impostas aos setores mais vulneráveis ​​da população, através do telefone ou durante a visita de um representante de diferentes empresas, que forçam aposentados, novos imigrantes ou pessoas com deficiência à compra de produtos que não precisam.

Antes, era possível cancelar transações dentro de duas semanas de uma compra, e agora se propõe alargar o período até quatro meses.

Resposta: Correto. Isso é essencial. Além disso, deve-se organizar uma ajuda legal a essas pessoas para protegê-las das várias ofertas e visitas inesperadas que recebem. Tais ocorrências são frequentes! Afinal de contas, estamos falando de um monte de dinheiro.

Vale a pena acrescentar, porque hoje há uma transição para a comunicação via Internet, visto que as pessoas entram em contato entre si através da Internet e preferem não ir às lojas.

Comentário: A questão toda é sobre a falta de confiança…

Resposta: A questão toda é sobre a natureza egoísta do homem que quer enganar os outros, ficar rico à custa dos outros, e é a única maneira de ganhar muito dinheiro.

Pergunta: Por que isso nos faz sentir bem?

Resposta: A pessoa não apenas obtém satisfação corporal disso, mas também satisfação moral. Ela sente que é maior, mais bem-sucedida, e mais inteligente do que os outros, que é especial.

Além disso, ela é fortemente convencida de que fez uma boa ação para o “pobre homem”, vendendo-lhe algo um pouco mais barato. Ela até se justifica.

Não há nada que possamos fazer; nós vivemos nesse mundo. Se revelarmos isso do ponto de vista da existência egoísta, nós estamos falando de “enganar” constantemente o outro e de uma luta constante em todos os níveis: no governo, nas organizações e entre eles!

Tudo é destinado a enganar as pessoas, a tirar proveito delas. Em primeiro lugar eu penso em como vou lucrar em relação ao outro, que ele deve perder, e que vai perder de tal maneira que a próxima vez ele vai me procurar de qualquer maneira e vai comprar de mim. Isso significa que na próxima vez eu posso enganá-lo novamente. É assim o tempo todo.

Pergunta: Será que vai isso vai acabar?

Resposta: Isso vai acabar somente após toda a população passar por uma educação geral. Precisa ser uma missão política. Nós precisamos apoiar a educação da sociedade, da nação, e também das Nações Unidas. Afinal de contas, ela deve estar envolvida apenas em educação!

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 31/03/16

Transição Para O Dinheiro Do Mundo Espiritual

laitman_565_01Opinião (liberation.fr): “Imagine o chefe do Banco Central Europeu pairando em um helicóptero por cima das grandes cidades, jogando dinheiro! Tal passo poderia indicar o quão forte são as dúvidas sobre a eficácia da política monetária projetada para impulsionar o crescimento econômico e evitar a deflação.

“A taxa de juro do Banco Central Europeu, segundo a qual ele empresta dinheiro, tem sido gradualmente reduzida a 0%. As taxas de juros na França têm inclusive se tornado negativas. Quarenta por cento das dívidas dos países europeus (2,86 bilhões de euros) agora são negociadas a um valor inferior a 0%. Para evitar o investimento de dinheiro em contas bancárias, eles decidiram impor um imposto sobre elas na esperança de que os bancos comecem a emprestar. Mas essa política monetária do Banco Central Europeu não produziu resultados.

“A distribuição direta de dinheiro entre os habitantes é algo que deve gerar um aumento do consumo. Se o dinheiro for dado a cada cidadão, ele vai gastá-lo imediatamente, mas a massa de mercadorias continuará a ser como antes. Como resultado disso, o dinheiro que é distribuído automaticamente resultará em um aumento do consumo e um aumento dos preços. Muitos economistas consideram esta sugestão um absurdo.

“A proposta de transferência direta de dinheiro para as contas dos cidadãos da Europa levanta questões de caráter democrático, como: Quem tem o direito de tomar uma decisão sobre o dinheiro? É o parlamento democraticamente escolhido e não o Banco Central independente, que só deve decidir sem qualquer supervisão por parte dos cidadãos? A quem e como esse dinheiro deve ser distribuído?

Tudo depende da questão da criação de um verdadeiro orçamento europeu. As empresas e famílias não querem crédito por causa da incerteza sobre o futuro. Os bancos centrais estão transferindo toneladas de dinheiro para as condutas econômicas em vão, porque todos estão errando o alvo, o que significa que não estão influenciando o volume de consumo”.

Meu Comentário: A era do dinheiro acabou. Nós temos que procurar outro incentivo: o oposto espiritual do dinheiro. Parece impossível substituir o distinto incentivo egoísta por um indistinto incentivo altruísta, mas o mundo está chegando a isso, e seu programa interno é necessário para implementá-lo.

Kesef” (dinheiro) vem da palavra “Kisuf” (anseio), o que significa um “Masach” (tela) que cobre (Mekaseh) o ego, e ele fala precisamente sobre não precisar receber, mas distribuir, assim como os distintos economistas disseram a si mesmos.

Escândalo Sobre Os “Documentos Do Panamá”

laitman_263Pergunta: Mais de onze milhões de documentos financeiros confidenciais vazaram de uma empresa legal do Panamá. Acontece que, através dessa firma, empresários, políticos e bilionários evadiram impostos. Entre eles estavam 72 ex-chefes e atuais chefes de governo. Aparentemente, seiscentas empresas israelenses e 850 israelenses estavam envolvidos nessas maquinações. Você acha que eles serão processados?

Resposta: Eu não posso imaginar quem iria processá-los! Não importa o que aconteça, as pessoas poderosas desse mundo, os banqueiros e os chefes de estado, têm fechado grandes contas que estão oficialmente registradas nos nomes de seus filhos e netos, e nada pode ser feito sobre isso. É impossível enfraquecê-los. Eles vão colocar alguns funcionários menores em seu lugar, que serão de repente afastados de seus cargos e eles vão pegar o dinheiro.

Comentário: Ainda temos um presidente e um ex-ministro em Israel que são acusados.

Resposta: Por enquanto, a fusão completa de uma oligarquia com o governo de Israel não tem ocorrido, onde um cobre o outro. E mesmo que você seja meu adversário político ou econômico, ainda temos um acordo privado que nessas áreas, eu não vou interferir, nem você. Isso ainda não se estabeleceu em Israel, de modo que dentro desse país com muitos escândalos isso vai gradualmente passar.

Quando eu cheguei a Israel há 40 anos, era impossível considerar subornar alguém. Porém, nos últimos 40 anos, nos tornamos como todo o resto do mundo. Como resultado, em parte, isso fará com que o mundo perceba que temos que nos livrar de nosso egoísmo, subir acima dele.  Sessenta ou 70% do que ganhamos vai para uma caixa preta e desaparece em algum buraco, que não fornece nenhum benefício!

Se fosse revelado quanto a humanidade ganha, quanto se gasta em seu benefício, e quanto isso causa dano, descobríamos que 90% são prejudiciais!

Pergunta: Será que o dinheiro tem uma raiz espiritual?

Resposta: O dinheiro é uma cobertura sobre os desejos. Se eu puder trabalhar corretamente com o meu desejo, o que significa que eu o utilizo para boas ações, esse desejo é coberto por uma tela chamada “dinheiro” (Kesef, em hebraico), “anseio” (Kisuf, em hebraico). O “ramo” dessa característica em nosso mundo é o dinheiro. O ouro é um metal prejudicial, que simboliza a cobiça, o desejo de lucro, o egoísmo puro. O ouro é Malchut, o dinheiro (prata) é Bina.

Pergunta: Será que essa cobiça destruirá a humanidade?

Resposta: No final, ela levará ao reconhecimento do mal e a humanidade terá que se livrar dela.

Pergunta: Será que isso significa que os governantes do mundo não podem ser punidos? Existe algum tipo de punição para eles?

Resposta: Não pode haver qualquer punição. Nós estamos trabalhando em um único sistema egoísta, e aquele que está numa posição elevada pode fazer o que quiser. Mesmo se alguém ficasse em seu lugar, seria o mesmo.

Pergunta: Será que isso significa que não há nenhuma maneira de sair dessa situação?

Resposta: A única saída é através da educação obrigatória para todos os executivos.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 04/04/16

“A Europa Pode Lidar Com Seus Problemas?”

laitman_926_02Nas Notícias (vz.ru): Os espanhóis esperam reduzir a taxa de desemprego para 20%.

“Claro que mesmo 20% é demais. Mas o principal problema não é esse, mas o fato de que a taxa de desemprego entre os jovens na Espanha é de 51%. …

“O desemprego juvenil pode ser observado em outros países europeus – Itália, Portugal e França. Essa é uma verdadeira bomba, especialmente quando você considera o afluxo descontrolado de migrantes e se lembra de como os jovens desempenham um papel ativo nas revoluções de rua de hoje. …

“Muito triste é o fato de que a resolução do problema do desemprego não é atualmente possível. A Europa é regulada pela elevada taxa de câmbio do euro e com taxas de juros competitivas perto de zero. ..

“Para resumir … O número de desempregados e de pessoas no seguro-desemprego ultrapassou os limites admissíveis, uma solução simples para este problema não existe”.

Meu Comentário: A crise está apenas começando. A Europa tem que compreender que essa é uma crise sistêmica, que só pode ser superada através de uma completa reestruturação das relações sociais, o que só é possível através da educação da sociedade no espírito de unidade, algo que tinha sido dito estar na fundação da União Europeia.

A atitude de desprezo dos criadores da União Europeia com relação à criação da estrutura da UE sob a forma de nações mais próximas da UE terá que ser corrigida. Como resultado de muita nusca, elas serão forçadas a adotar a metodologia de unidade oferecida pela Cabalá.

“Diga Adeus Ao Trabalho Constante: O Futuro Do Freelancing”

laitman_430Pesquisa (nationalt): “Um quinto dos empregos criados nos Estados Unidos depois da crise são empregos temporários. E metade das pessoas que têm trabalhado [empregos em tempo parcial] estão ganhando pouco mais de um salário mínimo. A nova classe social é caracterizada por um emprego precário … e há muito tempo os cientistas sociais alertam que a famosa e afluente classe média americana está encolhendo. Os empregos bons e seguros não estão voltando …

“O que caracteriza o novo trabalho … é que [a pessoa] é constantemente forçada a estar buscando o próximo trabalho, o próximo trabalho a termo, a próxima oportunidade para sustentar a si e sua família por um tempo.

“‘É uma maneira totalmente nova de perceber o que é um emprego. Estes não são postos de trabalho, como os conhecemos. É um emprego de curto prazo; você tem um trabalho hoje, mas talvez não tenha nada amanhã ou no dia seguinte. E quando você está procurando um novo emprego, você não é pago. A pessoa olha e olha, se tornando cada vez mais frustrada. Alguns trabalhadores estão, por natureza, mais à frente da curva, do tipo empresarial, tipo mais despachado. E eles parecem ter um desempenho melhor do que outros no novo mercado de trabalho. Eles são muito confiantes e treinados, enquanto que aqueles que são mais do tipo reticente, silencioso, que só querem fazer um trabalho e são bons nisso, perdem porque não é sua inclinação natural ter que se vender constantemente’, disse Steven Hill, autor de um novo livro sobre o tema.

“De acordo com estudos, empresas que mudaram do emprego permanente para trabalhadores por contrato, reduzem seus custos de trabalho em 30 por cento ou mais, porque não são mais responsáveis ​​pela montagem de uma rede de segurança para os trabalhadores. Muitas teorias econômicas estimularam uma fala entusiasmada sobre essa nova hipereficiência, onde as empresas pagam apenas pelo trabalho”.

Meu Comentário: O Estado terá que encontrar os meios que vão assegurar a todos os cidadãos um nível necessário de subsistência. De qualquer forma, ele vai trazer uma maior uniformidade da sociedade onde a maioria da população receberá uma complementação de renda do Estado.

Portanto, nós estamos chegando mais perto de uma sociedade igualitária. Será possível ajudar as pessoas a cooperar e fornecer-lhes satisfação interior através da educação. Assim, ocorrerá uma mudança social gradual e as pessoas terão apenas o necessário para a sua subsistência, e depois disso, sob a influência da educação, sua realização será a partir da abertura do mundo superior.

Os Fantasmas Do Comunismo

laitman_600_04Nas Notícias (comstol.info): “… Em muitos países ocidentais, os bancos centrais começaram a definir taxas de juros negativas. Elas foram introduzidas na Suécia, Japão, Suíça, e parcialmente pelo Banco Central Europeu. Parece loucura – pagar um dinheiro extra pelo seu empréstimo, mas essa loucura já é uma realidade.

“Os avanços na tecnologia, o trabalho robótico, levam a uma redução dos custos, do tempo de produção e do tempo de lançamento de novos tipos de produtos. Mesmo os produtos podem ser facilmente copiados e os concorrentes os executam a um preço inferior. Sob tais condições, o produto é mais barato, o mercado é saturado, e o capital investido na produção não pode obter nenhuma vantagem no mercado, nem o valor máximo acrescentado. E o consumidor não pode suportar a demanda: ele já adquiriu tudo que precisa. …

“Como resultado, juros sobre empréstimos ou remuneração por trabalho não são particularmente necessários. O dinheiro torna-se tão barato que trabalhar para ele simplesmente torna-se inútil. Os empregadores devem reduzir o tempo de trabalho ou distribuir o dinheiro … de graça. Por exemplo, na Suécia, muitas empresas começaram a reduzir a semana de trabalho em 20%. E na Suíça eles vão introduzir pagamentos ao longo da vida a todos os cidadãos – independentemente de saber se isso funciona ou não – apenas para viver. E o próprio trabalho torna-se uma questão puramente privada.

“E agora? A depreciação do dinheiro, a deflação, a incapacidade de redistribuir valor agregado, o que levará a uma depreciação dos próprios meios de produção, que serão convertidos a zero e até mesmo um valor negativo. E por causa da possibilidade de não trabalhar, haverá um déficit de mão de obra qualificada. Como resultado, as empresas vão distribuir suas ações aos funcionários – apenas como um bônus. E os trabalhadores podem simplesmente resgatar a empresa, tornando-a sua. A propósito, em seus últimos trabalhos, Marx considerou essa opção: os trabalhadores compram os meios de produção para evitar um confronto sangrento com a expropriação das empresas poderosas.

“Tudo isso levará o capitalismo a uma profunda crise, e a humanidade ao comunismo, mas o caminho será muito difícil. Talvez fosse essa percepção que fez com que o Fed (Banco Central Americano) buscasse a menor oportunidade para salvar a taxa de juros, poupando assim o custo dos empréstimos. Mas 18 trilhões em dívida já está tornando tais esforços cada vez menos eficazes…”.

Meu Comentário: O que foi dito na sabedoria da Cabalá por muitos anos está se materializando. No entanto, a solução que tem sido oferecida pela sabedoria da Cabalá permanece não reclamada, apesar da aproximação da realização do caso oposto: conflitos sangrentos.

A Redistribuição Da Riqueza É A Solução Para A Crise?

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (inosmi.ru): “O mundo não estava preparado para a crise econômica, na qual muitas pessoas perderam seus empregos. Nestas circunstâncias, a crise dos refugiados irrompeu. …

“A crise atual: este não é um confronto entre Estados. A crise atual: é aqui que a comunidade internacional não pode ficar junta contra este perigo a todas as ameaças, como o terrorismo e as alterações climáticas. Atualmente, como resultado do capitalismo global, quando uma pessoa não tem controle sobre o dinheiro, o fosso entre ricos e pobres está aumentando. Eu acredito que os políticos não devem se envolver em assegurar o crescimento, mas se envolver na redistribuição da riqueza”.

Meu Comentário: A redistribuição da riqueza por si só não resolve a crise. De fato, segundo a pirâmide das necessidades, as coisas mais importantes para uma pessoa são “comida, sexo e família”. Mas é impossível proporcionar às pessoas apenas o que lhes dará prosperidade, lucro e satisfação das necessidades.

O terror é ideológico e, portanto, o dinheiro não se destrói. Uma redistribuição forçada da riqueza é uma revolução, uma guerra civil. Enquanto os políticos estão ocupados com a redistribuição da riqueza, mas no outro sentido, uma vez que 1% da população tem quase toda a riqueza do mundo.

Portanto, nenhuma solução permanece, exceto a reeducação da própria pessoa. Por mais paradoxal que pareça, é necessário mudar as pessoas. Não há outro caminho! Só assim é possível resolver todos os problemas do mundo.