Textos na Categoria 'Economia'

As Previsões de Marx Tornam-se Realidade, Parte 9

laitman_229Num futuro próximo, os desempregados em todo o mundo totalizarão 80% da população mundial. A fim de tranquilizá-los de alguma forma sem levar essa situação crítica ao ponto de uma nova guerra mundial, é necessário primeiro proporcionar-lhes uma renda adequada, o que deve ser feito de qualquer forma.

Em segundo lugar, nós temos que lhes proporcionar uma educação integral. Deixe-os se sentar e aprender a se unir. O mundo de hoje não precisa de mais nada. E assim ele vai subir até atingir um nível espiritual, e as sensações físicas em geral começarão a desaparecer.

Pergunta: Mas a mudança não deve vir de cima? Será que a elite quer ouvir isso?

Resposta: Aqueles que estão no topo estarão interessados nessas mudanças, porque o medo de que motins possam começar vai obrigá-los a ouvir.

Afinal, cada americano desempregado mantém duas ou três armas em casa. Eles podem começar a fazer motins amanhă. Portanto, a elite deve estar muito interessada em organizar um sistema de educação integral e proporcionar um rendimento adequado a toda a população do Cinturão da Ferrugem (Rust Belt) Americano.

O combustível egoísta queimou completamente. O mundo parou de obter prazer egoísta da vida e está procurando novas oportunidades. No final, isso nos levará à necessidade de uma educação integral.

Espalhar a educação integral é a realização mais precisa da sabedoria da Cabalá na última geração. Não há nenhum outro trabalho que seja dirigido com maior precisão à finalidade da criação e à força superior.

Todas as teorias abstratas não são nada em comparação com esse trabalho prático de organizar as pessoas em uma escala maciça para que elas se unam ao menos um pouco e comecem a revelar a força positiva entre si. Isso vai causar enormes mudanças positivas, não apenas na sociedade humana, mas no sistema superior que afeta o mundo inteiro.

De KabTV “Conversa Sobre a Situação Mundial Atual” 02/12/16

As Previsões De Marx Tornam-se Realidade, Parte 8

laitman_547_05A elite rica deve entender que está criando uma bomba-relógio de pelo menos metade da população, e a cada dia esse número cresce. A bomba são os desempregados que estão se tornando desesperados.

Eles não são estudantes que vão às ruas nas grandes cidades para criar um tumulto em apoio à Hillary Clinton. São cidadãos sérios e chefes de família.

A elite, na verdade, está sentada no detonador, porque os desempregados não têm nada a perder. Eles são silenciosos até um certo limite, mas em algum momento vão explodir. Até agora tudo aconteceu através da disputa eleitoral entre Trump e Clinton. Mas amanhã tudo pode mudar; afinal, cada família mantém duas a três armas em casa.

Uma pessoa que perdeu toda a esperança em uma vida normal para si e para seus filhos é muito perigosa. Portanto, eu aconselho investir nessas pessoas para torná-las bons cidadãos e ensiná-las a se conectar. Isso vai custar muito menos do que suprimir distúrbios e restaurar a ordem.

Nós devemos perceber que metade do país não concorda em continuar na velha forma, e deve ser apaziguada de alguma maneira. Isso é possível através da educação integral por alguns bilhões de dólares, o que não é nada comparado com os custos que seriam necessários no caso de um motim.

Hoje é necessário gastar dinheiro com agentes policiais e de segurança; nada disso será necessário. Nós teremos uma população boa, pacífica e silenciosa que não põe em perigo a nossa vida futura e permite que todos vivam calmamente no nosso país.

Essa educação será como uma pastilha calmante para eles. Caso contrário, não seremos capazes de fazer nada com eles. É impossível fornecer um trabalho a todos. Todos os dias aumentará o número de desempregados. E o que a elite fará? Hoje as pessoas votaram em Trump, mas amanhã podem começar a agir com mais firmeza. Na verdade, a Ku Klux Klan poderia ascender, começar a fazer uma confusão terrível e queimar a todos.

Portanto, eu ofereço a educação integral: uma boa maneira que não custará quase nada. Ela deve se tornar um programa nacional para melhorar a saúde da sociedade e suas seções mais baixas e mais fracas. Não as encorajo a levantar-se para uma revolução e construir o comunismo, liquidando a classe alta. Mas é necessário acalmar os desempregados que estão sem trabalho por causa da revolução tecnológica.

Isso acontece em todos os países, mesmo em países não muito desenvolvidos. Hoje ninguém precisa de uma força de trabalho. Então o que deve ser feito com o excesso de trabalho? Essas pessoas são um fardo pesado e uma ameaça real para o país. Elas devem ser mantidas a um certo nível de modo que permaneçam seres humanos. Caso contrário, toda a América será preenchida com cidades fantasma abandonadas.

Quem votou em Trump? Ex-trabalhadores, trabalhadores da indústria pesada do “Rust Belt” (Cinturão da Ferrugem) da América que ficaram sem empregos. Mas o que ele pode dar a eles? Nada, já que obviamente de todos os seus planos nada vai funcionar. Que fábricas ele pode trazer de volta para os EUA? Nenhuma! Isso significa que ele vai criar locais de trabalho falsos, a fim de manter as pessoas ocupadas; elas vão produzir alguma coisa e depois descartá-la.

Hoje já existem muitas empresas que operam sobre esse princípio. Os enormes armazéns são preenchidos com produtos inúteis. Nosso mundo assumiu uma forma totalmente desfigurada. Assim, será melhor acalmar as pessoas e dar-lhes educação integral para que elas se satisfaçam com suas vidas.

De KabTV “Uma Conversa sobre a Situação Atual no Mundo” 02/12/16

Dia Mundial Da AIDS

laitman_547_05Comentário: O dia 1º de Dezembro é o Dia Mundial da AIDS. O vírus HIV, que causa a AIDS, foi descoberto pela primeira vez em 1981 e desde então grandes esforços têm sido feitos para encontrar uma cura ou uma vacina para esta doença que ainda é incurável.

Resposta: Há muitos “truques sujos” preparados para a humanidade lidar com eles.

Quando as doenças se manifestam? Assim que há conflitos egoístas entre nós, quando usamos o egoísmo que acaba de ser revelado em suas formas mais odiosas, baseado no ressentimento que sentimos uns pelos outros, nos é mostrada imediatamente uma resposta semelhante.

Essa resposta desce do nível espiritual ao nível das nossas relações mútuas, ao nível corpóreo, e revela-se sob a forma da AIDS e de muitos outros problemas infecciosos que se espalham pela humanidade. De repente, doenças que pensávamos que estivessem erradicadas há muito tempo, emergem.

Pergunta: Você vê uma correlação entre os problemas que emergem e a evolução egoísta da humanidade?

Resposta: Sim, absolutamente. Não posso dizer exatamente como isso será revelado, mas é claro que se houver um novo egoísmo e não o corrigirmos a tempo, ele nos levará a esses resultados em nosso nível.

Pergunta: Nós podemos combater doenças com medicação?

Resposta: Podemos até certo ponto. Temos que fazer grandes esforços e investir grandes recursos para, de alguma forma, suavizar o golpe no mundo corpóreo, que no nível espiritual pode ser feito de uma só vez.

Uma gota do remédio no nível espiritual age quase imediatamente, enquanto que no nível corpóreo, envolve gastar bilhões de dólares. De qualquer forma, é uma violação do equilíbrio da natureza

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 30/11/16

Resumindo 2016: Economia

 Pergunta: O ano de 2016 não foi fácil para a economia mundial, mas o mundo de alguma forma sobreviveu. Tudo começou com o grande drama em torno da China e o temor de que ela iria afundar, perdendo todo o seu antigo auge, e que iria arrastar o mundo inteiro com ela para o abismo.

Depois, a situação dramática continuou na Europa com a votação do “Brexit”. Ninguém entendeu suas consequências, temendo o colapso dos grandes bancos e de todo o sistema bancário. Os eventos dramáticos se seguiram um após o outro.

Mas, por outro lado, apesar de toda a turbulência econômica e uma sensação de que o método atual se esgotou, em termos de economia, 2016 não foi ruim. A economia mundial está fora da crise e o desemprego diminuiu.

Nós tratamos os pequenos sintomas da doença sem tocar em sua base e conseguimos sobreviver mais um ano. Como você pode explicar que todos os anos parece que esse é o fim da abordagem econômica existente, mas o mundo continua vivendo assim ano após ano e nada muda?

Resposta: Isso só prova que os economistas não podem mudar nada. Eles só pensam que através de seus jogos nos mercados de ações e bancos, determinam a vida do mundo. O mundo continuará a sobreviver, porque o problema não está na economia, mas na relação entre as pessoas.

Portanto, eu não acho que devemos nos preocupar com a economia. Bem, mesmo se houvesse outro colapso como em 2008 ou uma desvalorização de 20 a 30% em todo o mundo, e daí? Os bancos vão roubar mais alguns bilhões dos pobres e cobrir sua falta.

Pergunta: Os economistas dizem que o modelo com base no lucro falha em todo o mundo. A expectativa de vida aumenta, o número de locais de trabalho é reduzido drasticamente, e os robôs nos levam a se aposentar. Mas não há soluções possíveis para esses problemas. Já há discussões sobre a introdução de uma renda universal garantida. Então, para onde o mundo está indo?

Resposta: Os economistas terão que levar tudo isso em consideração, e fará parte da nova economia.

Pergunta: Por que há tantas pessoas otimistas após a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos e esperançosas de uma mudança positiva?

Resposta: Porque Trump é um homem versado em negócios. Ele sabe como fazer negócios e se refere ao mundo como um negócio privado.

Os economistas gritam que a economia mundial está à beira do colapso, mas ninguém quer cuidar do mundo inteiro. A economia se tornou integral em todo o mundo. No entanto, eles não podem trabalhar juntos para ver o mundo inteiro como um lar, como sua família, como um único país, uma única sociedade, e começar a cuidar dela adequadamente.

Em vez disso, eles realizam cálculos insignificantes: “Eu estou aqui, e você está lá fora”, mas isso não funciona mais. Existe uma contradição. Por um lado, a economia deve ser uniforme em todo o mundo, e por outro lado, os economistas são incapazes de pensar de forma global.

Em outras palavras, os economistas são o problema. Como os convertemos em pessoas com uma visão ampla do mundo, não apenas de seus bolsos? Caso contrário, amanhã, eles vão perder inclusive o que têm em seus bolsos.

Pergunta: Em 2016, nós testemunhamos o colapso econômico de países inteiros (Venezuela), a denominação da moeda e extração de notas de circulação (Índia), e os problemas econômicos da Grécia. Como isso afetará as pessoas?

Resposta: Isso vai atingir a todos, até mesmo os bilionários que, de repente, vão achar que não lhes resta nada de todos os seus bilhões. Se a América tem uma enorme dívida pública, como ela pode ser coberta? Digamos que é necessário pagar a dívida hoje, então quantos bilhões serão deixados no mundo?

Pergunta: É impossível saldar a dívida dos EUA, mas ninguém está exigindo isso. Todo mundo está confiando no dólar dos EUA e, portanto, não estão pedindo o reembolso da dívida.

Resposta: No entanto, se eles equilibrassem a economia e reduzissem a dívida para zero, cada dólar provavelmente seria no valor de 50 centavos ou menos. Assim, tudo isso é uma ficção.

Pergunta: Se tal empresário como Trump chegou ao poder, isso aceleraria ou, pelo contrário, retardaria o processo de correção e o reconhecimento do mal?

Resposta: Eu acho que Trump quer colocar tudo em ordem. Afinal de contas, ele entende que no mundo de hoje, todos são muito dependentes uns dos outros: China, Índia, EUA, Brasil e Rússia. É uma vasta rede econômica que ninguém pode se livrar dela.

Pergunta: Mas se eu sou John de Wisconsin e Trump organiza tudo, eu não tenho motivação para mudar a minha vida. No entanto, estávamos falando sobre o processo de correção e o reconhecimento do mal, sobre a mudança para novos relacionamentos e uma nova economia.

Resposta: John de Wisconsin não precisa mudar, mas Chaim de Jerusalém deve. Chaim e Sarah de Jerusalém são obrigados a mudar, e então John de Wisconsin também vai mudar, juntamente com Fritz de Berlim, e Jack de Londres.

O problema é como Trump vai pressionar Israel para que ele finalmente comece a se envolver na correção espiritual. A correção espiritual deve ocorrer em Israel, a correção financeira na América, e então tudo ficará bem.

Da Discussão Resumindo 2016 25/12/16

As Previsões De Marx Tornam-Se Realidade, Parte 7

Laitman_115_06Pergunta: Qual é a diferença entre a crise atual e a Torre de Babel que também foi uma explosão de egoísmo?

Resposta: A quebra na antiga Babilônia aconteceu devido à crise do egoísmo que dividiu a sociedade em muitas partes e tribos. Abraão também apelou para a igualdade, como Marx e Baal HaSulam.

Mas não foi a manifestação do egoísmo final; portanto, as pessoas tinham uma solução. Elas apenas decidiram se dispersar para os quatro cantos do mundo como a Torá descreve.

A crise atual está em um nível completamente diferente, embora seu princípio seja o mesmo. Todo mundo entende que não há solução para a crise: não temos para onde nos dispersar, e não podemos voltar à velha indústria. É impossível mudar o sistema obsoleto para um novo sistema egoísta como aconteceu quando a escravidão foi substituída pelo feudalismo e depois pelo capitalismo.

Não há nada para mudar; nós esgotamos todas as possibilidades. Nosso egoísmo, nomo resultado de seu trabalho, devastou a humanidade, levou-a ao desespero, enganou-a, e dividiu-se na “elite próspera” e as “massas”. Mas a elite, na verdade, não tem nada. Se a bolha financeira explodir, todos ficarão sem nada.

A elite deve compreender que se vier uma explosão, nos encontraremos em um deserto absoluto. Toda a vida vai parar; Ninguém será capaz de fazer qualquer conexão econômica ou negócios com os outros. Bancos e empresas de investimento que jogam este jogo estão levando o mundo para a linha final.

Por que a bolha financeira ainda não explodiu? Por que a China e a Rússia estão comprando títulos do governo Americano? Por que todos concordam com sua dívida? É devido ao fato de que se o sistema do dólar desmoronar, todo o comércio e a produção mundiais congelarão. Não teremos nada para comer amanhã. Não haverá nada para comprar em nenhuma loja; tudo vai parar: ninguém vai trazer, receber e entregar mercadorias para os outros.

Nós estamos numa situação muito difícil. Portanto, não é por acaso que as pessoas constroem armazéns com comida e bunkers onde podem se esconder por vários anos em caso de guerra. Afinal, no pior cenário, podemos ficar sem nada.

Não seremos capazes de voltar ao “padrão-ouro” (quando a moeda é atrelada ao ouro) devido à estrutura expansiva das conexões que subiram após seu cancelamento.

Mesmo o desenvolvimento negativo para, porque o egoísmo não tem para onde crescer. Tudo congela. Afinal, o egoísmo precisa de combustível para se desenvolver, mas está completamente esgotado. O egoísmo só poderá continuar a se desenvolver se desenvolvermos uma força positiva em paralelo com o seu crescimento.

De KabTV “Uma Conversa Sobre a Situação Atual no Mundo” 02/12/16

As Previsões De Marx Tornam-se Realidade, Parte 6

Laitman_120Nós podemos dizer que Karl Marx atingiu uma grande altura; ele era tão singular quanto Baal HaSulam, apenas não no nível espiritual. Marx era um homem que entendia o processo que está acontecendo no mundo e que tipo de desenvolvimento nos espera.

Ele tirou conclusões de acordo com os sintomas iniciais que se manifestaram em seu tempo com base em suas pesquisas e estatísticas de trabalhadores de fábricas têxteis.

Ele era um economista e versado nesses assuntos. Com os sintomas do início do desenvolvimento egoísta no alvorecer da revolução industrial e da primeira mecanização com motores a vapor, quando não havia sequer eletricidade, ele já sabia para onde isso conduziria. Ele era um verdadeiro economista em comparação com todos os outros economistas que só estudavam truques que ajudam a bombear mais dólares.

Marx sentiu a força motriz do desenvolvimento porque entendeu que ela vem do egoísmo humano e que não poderia levar a nada de bom. Portanto, é preferível mover-se na direção da igualdade. Baal Hasulam também disse que a vida da última geração será baseada na igualdade e integração universal.

Só que Marx não viu isso a partir do nível espiritual como Baal HaSulam, mas tirou suas conclusões como um economista. Ele disse que é preferível não continuar o desenvolvimento econômico sob a forma capitalista, mas é melhor começar a reconstruir a sociedade baseada na igualdade.

Na verdade, ele não acreditava que isso aconteceria imediatamente. A julgar pelo seu trabalho, ele entendeu que primeiro uma preparação e um treinamento são necessários para elevar a consciência do proletariado para o próximo nível. Afinal, em seu tempo, os trabalhadores eram completamente ignorantes.

Hoje, finalmente, nós começamos a estudar o que costumávamos rir nos últimos cento e cinquenta anos. Seus contemporâneos não entenderam Marx. Trinta ou quarenta anos depois dele, apareceram os revisionistas que distorceram o método de Marx de todas as maneiras possíveis. Tanto Lenin quanto Stalin foram também consequências desses erros.

No entanto, o Capital de Marx em si é uma profecia da economia. Não há dúvida de que, durante a crise atual, ele terá uma nova vida. O único problema é com os estereótipos estabelecidos contra Marx e a identificação do “marxismo” em sua interpretação soviética.

De KabTV “Conversa Sobre a Situação Atual no Mundo” 02/12/16

Vida Nova # 792 – Do Consumismo À Espiritualidade

Nova Vida # 792 – Do Consumismo À Espiritualidade
Dr. Michael Laitman Em Conversa Com Oren Levi E Tal Mandelbaum Ben Moshe

Resumo

Hoje nós medimos uma pessoa por seus bens; os símbolos de status são importantes para nós e vivemos em constante competição.

A natureza humana é o desejo de desfrutar. Uma pessoa aspira a preencher seu desejo em cada ação que executa, como comprar algo para si mesma, por exemplo.

Hoje o nosso ego exige preenchimento e não sabemos como preenchê-lo. A cultura do consumo hoje é caracterizada por comprar coisas que realmente não precisamos, como resultado da publicidade que cria essa necessidade em nós. O “eu” de uma pessoa desaparece; ela não pensa em nada e só se preocupa em ter dinheiro no bolso.

A única maneira de romper o ciclo do consumismo é através da nova educação social abrangente. A pessoa deve ter um objetivo maior na vida, algo pleno e eterno.

O próximo produto que comercializaremos para a humanidade será a essência da vida, através da qual a pessoa entrará em contato com a eternidade. Uma pessoa aspira a ascender acima da vida e da morte; ela se recusa a se sentir limitada.

De KabTV “Nova Voda # 792 – Do Consumismo À Espiritualidade”, 24/11/16

As Previsões De Marx Se Tornam Realidade, Parte 5

laitman_938_03Apenas uma pequena parte das pessoas, a chamada elite, desfruta da vida em nosso mundo, e o resto fica cada vez mais pobre. Essa pequena parte também entende que está sentada na cratera de um vulcão que está pronto para explodir. E, de fato, que prazer eles têm?

Afinal, é impossível comprar a felicidade com dólares, e é impossível comer mais do que seu estômago pode conter. Todo o seu prazer reside apenas no fato de que eles estão acima dos outros e podem usá-los. O egoísmo gosta disso.

A solução correta é dar a uma pessoa a verdadeira realização para que ela sinta medo e concorrência como é agora. É para onde o programa da natureza nos leva.

Nós ingenuamente pensamos que as pessoas são mais inteligentes do que a natureza, mas, na verdade, a natureza é mais inteligente do que nós porque nos criou. Todas as nossas raízes e fontes estão nela, e, portanto, vale a pena descobrir o que a natureza faz para nós e o que quer de nós. A sabedoria da Cabalá tem que ser revelada em nosso tempo e ajudar a pessoa a entender o processo que o nosso mundo está passando.

A evolução do mundo avançou devido ao desenvolvimento do egoísmo, o desejo de desfrutar. Mas agora esse desenvolvimento está completo. O desejo que moveu tudo se esgotou e se transformou em uma fruta madura que começou a apodrecer. A humanidade deve passar para o próximo estado.

A transição do estado atual para o próximo é possível através de uma guerra nuclear e do sofrimento terrível que tornará os seres humanos sábios e concordando com o programa da natureza. Apenas um pequeno punhado de pessoas vai sobreviver a uma guerra e elas vão finalmente perceber que devem avançar de uma nova forma.

Mas nós temos a oportunidade de chegar a essa decisão hoje, vendo o estado incipiente com antecedência. Então o mundo avançará de uma boa forma em seu desenvolvimento. Para fazer isso, temos que começar a construir um sistema de educação integral para os desempregados, que se tornará uma fábrica para a produção de uma força positiva nas relações humanas.

Devido ao fato de que as pessoas vão sentar e aprender a estar juntas, elas vão se elevar, se desenvolver internamente, construir uma conexão entre si, e assim gerar uma força do bem. Vai se tornar uma fábrica de produção a tal ponto que será possível medir o quanto da força do bem foi produzida, como uma estação de energia. Se esse sistema de educação fosse realizado nos Estados Unidos, influenciaria toda a nação, assim como o resto do mundo.

Cada grupo de pessoas, cada “Dezena” funcionará como um gerador da força do bem que equilibra a força negativa e permite que o mundo inteiro exista em equilíbrio. Vai se tornar o novo trabalho obrigatório para os desempregados, sem o qual não receberão benefícios. Eles irão trabalhar todos os dias e aprenderão a construir uma força positiva entre si: um produto que é escasso em todo o mundo. Existem duas forças na natureza: positiva e negativa. E devido a essa produção integral, a força positiva começará a trabalhar na sociedade humana.

De KabTV “Conversa Sobre a Situação Atual no Mundo” 02/12/16

As Previsões De Marx Tornam-se Realidade, Parte 4

A julgar pelo estado do mundo, podemos concluir por todos os indícios que a velha era terminou. Como Baal HaSulam previu, a partir de 1995, a sabedoria da Cabalá começou a revelar-se ao mundo, e, assim, a humanidade começou a entender o processo em que está envolvida.

A força do mal do egoísmo estava se desenvolvendo na humanidade, mais e mais, todo o tempo, por meio de todas as formações sociais: escravidão, feudalismo, capitalismo e socialismo. O egoísmo era um motor de desenvolvimento e nos empurrou para a frente. Mas hoje ele terminou o seu trabalho, pois atingiu a máxima realização. Os bem-sucedidos elevaram-se, como o creme, e o resto permaneceu no fundo, como leite desnatado.

O capitalismo deixou de funcionar não só para aqueles que permaneceram na parte inferior, mas mesmo para a elite. A dívida do governo dos EUA atingiu proporções épicas e a sociedade está dividida. É impossível continuar desta forma. Um grande número de pessoas está em perigo. No entanto, o problema é que o egoísmo da elite rica não permitirá que eles compartilhem adequadamente a sua riqueza com os necessitados. [Leia mais →]

As Previsões De Marx Tornam-se Realidade, Parte 3

Laitman_028_02Pergunta: Você acha que as pessoas poderosas deste mundo são capazes de ouvir seus avisos?

Resposta: A beleza do período atual é que as pessoas poderosas estão perdendo sua capacidade de controle. Elas construíram um sistema para si, acreditando que ele funcionaria por séculos.

É um sistema que permite controlar o mundo com dinheiro e outros incentivos artificiais. No entanto, uma vez que tudo nele é avaliado pelo dinheiro, ele termina muito rapidamente. Durante cerca de trinta a quarenta anos, nós entendemos que o neoliberalismo está falido e não pode continuar.

Ele foi transformado em um jogo de impressão de dinheiro sem nada para cobri-lo. Essa bolha estouraria muito tempo atrás se o mundo inteiro não estivesse envolvido nesse jogo. Os países desenvolvidos estavam ajudando os que lutam, de modo que o sistema durou um pouco mais, mas não funciona mais de acordo com as leis de nossa natureza egoísta.

O mundo só pode se desenvolver de acordo com uma natureza egoísta ou altruísta. Existem apenas essas duas forças no mundo. Hoje, vemos que o desenvolvimento através da natureza egoísta terminou. Karl Marx escreveu sobre o fim do capitalismo, já prevendo essa perspectiva mesmo naquela época.

A elite conseguiu esticar-se nesta agonia por muitos anos, ajudada pela Primeira Guerra Mundial e pela Segunda Guerra Mundial, o que abrandou bastante o processo da morte do capitalismo. Nos últimos cinquenta anos, ele conseguiu sobreviver devido ao jogo falso com dólares, indústria e comércio internacional.

A América e a Europa destruiram sua indústria e chegaram ao desemprego terrível por causa disso. O desemprego real nos EUA é de cerca de 30%, e é ainda maior em alguns países Europeus.

É impossível avançar nesse sentido. Não é por acaso que Trump ganhou as eleições nos EUA. As pessoas que mais ou menos veem os assuntos atuais compreendem que esse caminho chegou a um beco sem saída. Esse blefe, construído sobre o engano na economia, comércio e sistema bancário, toda essa bolha, deve explodir.

O grande número de desempregados é um problema sério para todos os países, e nós precisamos encontrar uma solução. Além de fornecer-llhes comida, roupas e abrigo, precisamos dar-lhes realização. Caso contrário, eles se transformarão em animais selvagens.

Há uma dialética do desenvolvimento natural da sociedade humana que não pode ser interrompida. Nem mesmo o governante mais poderoso pode congelar a sociedade ao nível de um sistema feudal durante séculos.

Chega uma hora em que as pessoas se levantam e derrubam todos os reis e vassalos. A elite de hoje não vê a gravidade do problema, como Maria Antonieta, que aconselhou as pessoas famintas a comer bolo se não houvese pão. No final, isso pode terminar em uma grande explosão.

Naturalmente, a elite hoje é mais inteligente e esperta que os monarcas anteriores. Eles influenciam a sociedade através dos meios de comunicação de massa que os controlam e alimentam com drogas.

No entanto, isso ainda não vai ajudar. Isso só retarda o despertar do povo para essa situação crítica. O processo geral não pode ser revertido

Nosso egoísmo terminou seu desenvolvimento. O capitalismo é um sistema construído inteiramente com base no uso do egoísmo em todas as suas formas. Portanto, a elite ganha controle sobre a mídia, o governo e os tribunais, e usa tudo isso apenas para seus próprios interesses, a fim de explorar a todos. Mas há um limite para isso, e nós o alcançamos.

Como resultado, a elite rompe com o povo, deixando-o quase sem nada, e o povo se transforma em uma força poderosa desde baixo que não tem nada a perder “além de suas correntes”, como Marx escreveu. Esse é o povo que ele chamou de “proletariado”.

Embora eu não ache que o povo Americano vá às ruas para organizar uma revolução sangrenta, muito provavelmente eles vão agir, pressionando o governo e através de eleições. Há, naturalmente, a possibilidade de pequenos motins, mas não virá a guerra civil como aconteceu uma vez na França e na Rússia

De KabTV “Uma Conversa Sobre a Situação Atual no Mundo” 02/12/16