Textos na Categoria 'Economia'

Bolsa De Estudos Em Vez De Bem-Estar Para O Desemprego, Parte 1

laitman_220Pergunta: Um dos problemas do mundo moderno é o desemprego em massa. Graças ao desenvolvimento de tecnologias mais recentes, o mercado de trabalho está passando por mudanças significativas. Lentamente, todas as profissões se tornarão desnecessárias: os computadores substituirão os seres humanos no local de trabalho.

Como você se sente sobre a implantação da renda básica universal, independentemente do indivíduo estar trabalhando ou não, que está sendo discutida em todo o mundo e já está sendo introduzida em vários países?

Resposta: Mais cedo ou mais tarde, com base no prognóstico, e daqui a alguns anos, o mundo vai chegar ao fim de seu desenvolvimento egoísta. O fim do desenvolvimento do egoísmo é demonstrado pela elite tomando 99,9% de todo o dinheiro para si, sem deixar nada para os outros. Além disso, a necessidade de bilhões de pessoas também está desaparecendo.

A elite já não precisa delas, mas o que deve ser feito com elas? É por isso que, através da mídia de massa, as massas estão sendo persuadidas a não mais desejar se casar ou ter filhos; casamentos do mesmo sexo estão sendo anunciados. Mas ainda assim, há a necessidade de alimentar de alguma forma aqueles que ainda estão vivendo, e é por isso que uma decisão é tomada de introduzir a renda básica garantida.

Ou seja, nós vemos como os países capitalistas estão se tornando quase socialistas, já que, excluindo a elite financeira, o resto do governo está se tornando um sistema de distribuição de bem-estar. Não há saída, a população precisa ser apoiada de alguma forma. Mesmo que eles não tenham trabalho nem nada para fazer, ainda precisam existir de alguma forma.

Eu não sei se essas reformas passarão de forma tranquila e pacífica. Basicamente, o dinheiro que a elite tem foi tirado do povo. E agora eles querem recompensar e devolver migalhas miseráveis ​​ao povo? Eles ainda receberão a fatura.

Eu tenho um grande pressentimento em resposta ao possível desenvolvimento de eventos, se a população não receber a educação integral e não se apaziguar. Mesmo que acalmá-los possa ser feito de várias maneiras, talvez a elite decida dar narcóticos para que as pessoas já não precisem ou exijam nada.

Aqui surgem problemas que acabarão por trazer a humanidade à necessidade de correção, o que só é possível através da educação integral. Mesmo que, naturalmente, não seja fácil convencer a elite disso.

Talvez seja possível começar em países menores, introduzindo a educação integral de alguma forma: através de instituições educacionais, sistemas de educação para adultos e idosos. E gradualmente desenvolver este método de educação até que toda a sociedade comece a sentir que enorme benefício ele traz.

Pergunta: Então você apoia a implantação da renda básica mínima?

Resposta: Eu não o apoio na forma em que é proposta agora. Eu agregaria a educação obrigatória integral a ela. E essa renda básica não seria um benefício de bem-estar para os pobres, mas uma bolsa para estudantes. Ela deve ser recebida somente por aqueles que estão matriculados no curso de estudo de educação integral.

Pergunta: Quanto tempo um indivíduo será capaz de estudar e receber a bolsa?

Resposta: Toda a sua vida! Em nosso mundo global, é possível passar essas leis em todo o planeta, de modo que nenhuma pessoa possa evitá-las. Nós estamos falando em salvar o mundo de uma catástrofe global. Naturalmente, ainda ela não se materializou e seu desenvolvimento ainda pode levar vários anos, possivelmente sendo herdada por nossos filhos. Mas, inevitavelmente acontecerá. Hoje, na Itália e Espanha, a taxa de desemprego é de cerca de 30%.

Portanto, os governos não têm saída; eles terão que começar a introduzir a educação integral. Caso contrário, o que farão com as massas de desempregados? Eles não querem ver seus países se transformarem em selvas selvagens.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 03/02/16, Lição sobre o Tópico:”Mismah Arosa (Documento Arosa)”, “O Que Deve Ser Feito?”

Por Que A Economia E A Política Não Funcionam Mais?

laitman_202_0Nas Notícias (InoSMI): “Sejamos honestos: ninguém entende o que está acontecendo na economia global. …

“Uma vez que praticamente não há mais ferramentas macroeconômicas aplicáveis, tornou-se comum falar de ‘reforma estrutural’. Mas sobre a questão do que isso significa, também, não há acordo. Enquanto isso, os líderes mal-humorados excitam os eleitores insatisfeitos. Parece que a economia escapou das mãos daqueles que deveriam administrá-la, e agora a política a segue”.

Meu Comentário: O problema é que os especialistas em economia e política, e seus alunos, não veem o quadro completo, que é a evolução geral da sociedade e da humanidade. Quando o mundo operava apenas de acordo com o simples princípio egoísta, economistas e políticos conseguiam porque geralmente operavam por este princípio.

Mas assim que a sociedade atingiu um novo nível de desenvolvimento, que está acima do egoísmo, a economia e a política do passado deixaram de funcionar. As pessoas precisam estudar a sabedoria da Cabalá, que nos fala sobre o processo de transição em que estamos hoje, a fim de entender o que está acontecendo em nosso mundo.

Quem Não Trabalha, Come

Dr. Michael LaitmanNo final a humanidade perceberá seu egoísmo e desejará se livrar dele. Essa percepção virá como resultado de golpes, que hoje começam a cair sobre nós de todas as direções.

Logo vai despontar na humanidade o porquê de termos tantos problemas, porque cada vez chegamos a uma crise, destruição, decepção, e nos chocamos com a parede.

A crise está em toda parte: nos governos, nas famílias, em absolutamente tudo. Nós construímos e construímos e vemos que o que construímos resulta ser prejudicial para nós. Durante os últimos 100 anos, a humanidade criou tanto estrago como nunca antes visto em nossa história: duas guerras mundiais, revoluções.

O mundo moderno encontra-se em tal caos que é completamente incompreensível o que devemos fazer. As máquinas estão começando a substituir o trabalho humano e as pessoas estão se tornando totalmente desnecessárias.

Logo não haverá dinheiro, nem empregos. Ou seja, o estilo de vida vai mudar completamente, as pessoas não precisam mais trabalhar. A realização do mal virá como resultado disso, e as pessoas terão que entender que a vida deve fluir em um nível completamente diferente: dentro das interações entre as pessoas, onde todos são como um só.

Esse é o propósito do homem, o estado que a humanidade deve alcançar. A tecnologia irá evoluir através dos esforços de alguns inovadores distintos, que irão desenvolver a alta tecnologia, e todas as outras pessoas comuns não terão nada a fazer nesse mundo.

Elas vão começar a se perguntar por que nasceram. No passado, toda a vida girava em torno do trabalho: a pessoa trabalhava para comer, e comia para trabalhar. Mas se hoje é possível comer sem trabalhar, para que devemos viver?

Essa pergunta chega a todos: Para que estamos vivendo? Qual é a razão dessa vida? E não há resposta, como se não houvesse nada pelo que viver. É assim que ocorre a realização do mal.

Pergunta: De que forma os sistemas mais distantes serão trazidos para este processo?

Resposta: Não existem sistemas próximos e distantes. Existe apenas um sistema, no qual estamos todos interligados por milhares de conexões, de tal forma que é impossível dizer onde está a cabeça e onde está a cauda. Trata-se de um sistema circular integral, fechado, como uma esfera.

É por isso que qualquer processo ativo está ocorrendo em todo o sistema. Em cada lugar você pode encontrar a cabeça do sistema, seu corpo, e seu fim. É quase como gelatina fluida: cada um se encontra em toda parte e cada elemento contém o todo, apenas em uma proporção menor.

É por isso que é impossível determinar onde a cabeça e a cauda estão nesse sistema. Em cada lugar onde você encontrar a cabeça, lá você também descobrirá a cauda. É assim que acontece no nível espiritual.

Na medida em que nos unirmos entre nós através de conexões integradas, começaremos a revelar a força superior da natureza, o Criador. Nós precisamos nos integrar para revelar o Criador. O Criador existe em toda parte, mas não temos habilidade de senti-Lo, de revelá-Lo, e ainda mais longe de nós está a possibilidade de se aderir a Ele, para ser incluído Nele.

Para isso precisamos nos corrigir, e isso só é possível em um grupo, em uma dezena. Assim que alcançarmos a primeira conexão em uma dezena, imediatamente revelaremos o Criador, porque já teremos um vaso integral para a revelação Dele, de acordo com a lei da equivalência de forma.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 19/01/17, Lição sobre o tema: “Mismah Arosa (Documento de Arosa)

Aprendendo Sobre A Vida

Laitman_407_01Comentário: Você disse que em breve os robôs substituirão as pessoas. O declínio no preço da energia leva ao fato de que cada objeto em breve valerá o preço da energia que leva para produzi-lo e será totalmente inútil, e, portanto, os robôs também se tornarão mais baratos.

Além disso, os robôs nos deixarão muito tempo livre e não teremos nada a fazer além de estudar como ser um ser humano e melhorar a tecnologia que nos deixará ainda mais tempo livre. Hoje a juventude americana está recebendo cada vez mais educação porque não consegue encontrar emprego e a educação lhes proporciona uma estrutura, um progresso, uma perspectiva pela qual eles vivem.

A tendência que você fala, que a humanidade começará a estudar como ser um ser humano, já começou.

Minha Resposta: Não estamos falando de estudar simplesmente para fazer robôs e computadores mais avançados. Nós queremos ensinar as pessoas para que elas entendam para que elas estão vivendo, por que o homem evolui, e para onde a evolução nos conduz, por que passamos por essas transformações e o que temos que alcançar no futuro.

Nós temos que perceber isso e olhar para todo o processo de cima, de uma perspectiva superior, não de dentro de nós mesmos, para estabelecer uma sociedade equilibrada agora e não por tentativa e erro, como fizemos no passado através do sofrimento, das revoluções e das guerras. Nós podemos usar tudo isso como um modelo e chegar à conclusão certa.

Comentário: A humanidade pode alcançar isso por conta própria. Os Cabalistas não precisam necessariamente guiá-la.

Minha Resposta: Não, se a humanidade for pelo caminho natural, será novamente um caminho de sofrimento terrível. Para que serve inventar máquinas mais sofisticadas que possam substituir as pessoas? O que acontecerá com bilhões de pessoas?

Comentário: Elas podem gastar seu tempo em um estudo contínuo da estrutura do mundo, geografia ou história, o que há de errado nisso? É melhor do que se sentar em casa ou se manifestar e enlouquecer nas ruas.

Minha Resposta: É inútil. Suponhamos que forcemos milhões de pessoas a estudar, o que lhes acontecerá no futuro? Uma pessoa não pode se envolver em algo que é inútil e que não sente que precisa. Afinal, ela não será capaz de usá-lo em lugar algum. Nós temos que ver um resultado benéfico, pelo menos algum retorno. Tais estudos não trarão nenhum ganho.

Pergunta: O que elas ganharão se virem ou estudarem o objetivo da vida e sobre ser um ser humano?

Resposta: Elas saberão que estão fazendo isso para ascender ao próximo nível de existência e começarão a sentir que existem em uma realidade diferente. Elas precisam aprender isso.

Pergunta: E se elas não tiverem nenhum desejo por isso?

Resposta: Nós podemos gradualmente desenvolvê-lo porque o broto desse desejo está em todos, mas em alguns está bem dentro, enquanto em outros está mais próximo da superfície. Nós podemos facilmente despertar essa centelha chamada “centelha do Criador” porque o sofrimento que decorre de não se saber o seu destino e o fato de que tudo vai acabar e que estamos enfrentando a morte existe em todos. Nós apenas os suprimimos. E aqui não precisamos suprimir nada; pelo contrário, devemos estimular a esperança e o progresso e escolher a vida em vez da morte. Nós oferecemos vida.

Cada indivíduo tem um elemento interno que lhe permite compreender o que é a vida verdadeira, eterna e perfeita ou a morte inevitável.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 14/12/16

O Que Vai Ajudar O Mundo A Sair Do Impasse?

Laitman_115_06Pergunta do Facebook: Se a sabedoria da Cabalá é a única maneira de sair do impasse, e todos devem estudá-la, por que as pessoas ainda não estão tão ansiosas por ela? Existe uma maneira de sair do impasse no mundo com a ajuda da sabedoria da Cabalá?

Resposta: Sair do estado de impasse do mundo só é possível através da sabedoria da Cabalá, que explica como transcender o nosso egoísmo. Hoje o egoísmo está queimando lentamente; ele parou de funcionar. As pessoas se tornaram indiferentes a tudo. Dê-lhes algumas drogas e um pouco de comida e elas não precisam de mais nada. Elas não têm nada pelo que se esforçar.

O nível atual de desenvolvimento tem um fim preciso. Os indivíduos já descobriram isso há muitos anos e hoje isso está sendo descoberto pelas massas que não querem nada. Mesmo do ponto de vista do desenvolvimento industrial, não há escapatória para nós. A humanidade não precisa trabalhar porque as máquinas fabricam tudo. É possível alimentar, vestir e prover a todos com sapatos sem a participação de pessoas no processo de produção; elas podem obter tudo o que precisam para viver.

Ficará claro que o próximo nível de desenvolvimento não será por meio do uso do ego. Então, como vamos proceder? Para que existimos? O mundo está começando a perder sua força vital interna, porque se não houver combustível em forma de egoísmo, tudo se desintegrará: a família, a sociedade e a reciprocidade. E aqui a sabedoria da Cabalá vem para ajudar.

De webinar “O Ano Novo em Revisão” 26/12/16

Babilônia: O Segundo Round, Parte 1

Laitman_115_05Pergunta: A palavra “tribo” tem um tom primitivo e selvagem, mas, ao mesmo tempo, fala de uma conexão especial entre pessoas que foi perdida no mundo ocidental moderno.

Não é de se admirar que os livros de Sebastian Junger, jornalista, autor e cineasta americano, que viajou para os pontos mais perigosos do mundo, incluindo o Afeganistão e Sarajevo, tornaram-se tão populares.

Em seu retorno, ele relatou que o sentimento mais forte que trouxe de lá foi o senso de “tribo” e apoio mútuo. Acima de tudo, ele ficou impressionado com a paz e a confiança que sentia lá, apesar da guerra e dos tiros.

No entanto, quando ele voltou para casa em Nova York, começou a sofrer de medo e transtorno de estresse pós-traumático. Ele entendeu que enquanto estava na zona perigosa estava experimentando o sentimento especial de unidade que o protegia, e quando voltou para casa ficou deprimido devido à perda desse sentimento e o sentido de vazio interior.

O que nós, seres humanos, perdemos nos distanciando do “clã tribal”?

Resposta: A humanidade veio do ventre da natureza. Todos nós somos descendentes de um único casal que mais tarde se reproduziu uma e outra vez. Todos os casais que vieram do primeiro nunca se separaram. A conexão entre gerações, ou seja, entre pais, filhos e netos, foi preservada. Os pais amam seus filhos e até mais os seus netos e isso os une fortemente.

Nós não percebemos isso nos tempos modernos, mas as pessoas sentiam uma grande proximidade com seus parentes: tios, tias, primos, e assim por diante. Por natureza somos criados de tal maneira que teríamos continuado a viver juntos, se não fosse o nosso egoísmo que nos alienou e dividiu.

Quando o egoísmo crescente se mete entre nós, ele quebra nossas conexões naturais e as substitui por relações de negócios: “Vão e ganhem uns dos outros”. Então, em vez de estarmos conectados através dos corações, procuramos conectar nossos bolsos, a fim de ganhar mais.

Portanto, não estamos interessados ​​no calor dos nossos relacionamentos, mas apenas no tamanho do ganho ou da perda em nosso próprio benefício primitivo, direto e egoísta.

Portanto, não é de estranhar que hoje os filhos não sintam afeição por seus pais, mas se lembrem deles apenas na medida em que podem usá-los.

E os pais, por causa de seu grande egoísmo e da influência da sociedade, também não prestam muita atenção aos filhos; eles os enviam para serem educados na escola e em vários círculos. Quando o filho cresce, é solto na vida e, no melhor dos casos, os pais conversam com ele por telefone

Acontece que nós perdemos não apenas o sentido da tribo nativa, da grande família, mas também o sentido da família em geral, mesmo a mais pequena. Uma pessoa chega em casa do trabalho e não há ninguém lá. Ela se senta sozinha no trabalho em seu escritório e está sozinha em casa. Ela se comunica com o mundo através das telas do telefone, TV e computador e não precisa de ninguém ao seu redor.

Não entendemos o quanto nos rodeamos por quatro paredes frias como em uma “gaiola de ferro” que nos separa das conexões tribais nativas, da família, do contato humano, do calor e do engajamento.

Isso começou quando nosso egoísmo se tornou mais importante para nós do que os laços naturais entre nós. Isso começou milhares de anos atrás na antiga Babilônia e se espalhou pelo mundo. As pessoas começaram a perder o sentimento de unidade e conexão.

Na antiga Babilônia, viviam as pessoas que se compreendiam e se sentiam. No entanto, quando o egoísmo foi aceso, ele começou a dividir as pessoas em clãs familiares. Tantas nações diferentes apareceram. O egoísmo começou a demonstrar sua força de separação. Primeiro ele separou as pessoas em famílias, e em nossa época quebra os laços inclusive dentro da família, separando as pessoas umas das outras.

Nós estamos agora na segunda rodada da Torre de Babel. Na antiga Babilônia, as pessoas sentiam que estavam presas dentro de uma cidade, e hoje estamos trancados na Terra. O mesmo fenômeno retornou, mas agora a nível global.

De KabTV “Nova Vida” # 794 29/11/16

Ynet: “O Dia Em Que Os Robôs Assumirem O Mercado de Trabalho”

De minha coluna no Ynet: “O Dia Em Que Os Robôs Assumirem o Mercado de Trabalho”

Carros Autônomos que são movidos por si mesmos, impressoras tridimensionais e supermercados informatizados, sem caixas; o que farão taxistas, vendedores, e todas as outras pessoas que têm profissões que desaparecerão? Como vamos encher o nosso dia depois descobrirmos que nosso local de trabalho foi fechado? Rav Laitman apresenta o cenário esperado de mudanças na sociedade do futuro para as quais devemos nos preparar.

Em 2025, o mundo será totalmente diferente. Sofisticadas máquinas e computadores assumirão a força de trabalho. Carros robóticos que dirigem por si só irão substituir caminhoneiros, taxistas e motoristas de ônibus. Do mesmo modo, não precisaremos de bancos, e profissões como caixas e outros prestadores de serviços, irão provavelmente desaparecer do mundo. Ainda precisaremos de pessoal para operar os sistemas informatizados, mas exigirá poucas pessoas. A conclusão é simples: a maioria dos trabalhadores de hoje encontrar-se-ão sem meios de subsistência.

Se tais cenários soam como um trailer de filme de ficção científica, aqui estão alguns dados. O instituto de pesquisa Gartner prevê que até o final de 2020, cerca de 50 bilhões ferramentas, objetos e pessoas são esperadas para estarem conectadas à Internet. O mundo será conectado por formatos semelhantes a cidades inteligentes; vamos todos viver em casas inteligentes, e as máquinas que saberão como transmitir informações entre si e dar ordens para as outras sem qualquer contato humano serão parte de nossas vidas diárias. Esta revolução tecnológica é chamada de Internet das Coisas (Internet of things).

Junto com o local de trabalho, que é como uma segunda casa para nós, hoje, os salários, em sua forma familiar desaparecerão, o dinheiro, o que nos dá um incentivo para levantar de manhã, nos põe juntos, e obriga-nos a ganhar a vida através das conexões entre nós. Qual será a nossa futura fonte de renda? O que acontecerá com os nossos salários?

[Leia mais →]

Nova Vida # 336 – Resolução De Conflitos No Local De Trabalho, Parte 2

4

Nova Vida # 336 – Resolução De Conflitos No Trabalho, Parte 2
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

Resumo

Conflitos no local de trabalho prejudicam o sucesso do negócio e são irradiados para todos os nossos relacionamentos e para a nossa saúde. Quais são os estágios de criação de uma conexão e uma abordagem integral em uma organização?

Qual é o papel da gerência durante o processo de construção das conexões entre os membros da equipe? Os gerentes participam exatamente como todo mundo. O objetivo é criar um ambiente familiar na organização.

A natureza do homem é explorada: quão egoísta ela é, e como todo mundo quer pisar nos outros. Discute-se como o ego destrói a nós e a nossa saúde. Relacionamentos ruins no trabalho tornam uma pessoa nervosa e isso é levado para a vida em casa e arruína o humor da família.

Nós chegamos ao reconhecimento do mal geral e pessoal. A partir disso, o desejo de construir algo novo será construído.

Em um workshop de conexão, os gerentes participam como todos os outros, são iguais a todos e dão exemplos aos outros.

Não estamos tentando resolver problemas específicos entre as pessoas, mas estamos construindo conexões. Tudo será resolvido dentro disso.

Há preparação para os workshops de emergência a serem realizados se um argumento irrompe durante a semana. Todos se reúnem em um círculo para falar sobre como o ego reage em cada um de nós e é natural. E todos no círculo se conectam. Não nos relacionamos com o argumento em si, mas falamos em generalidades. De dentro da atmosfera que é criada, a tensão diminuirá. Se um bom ambiente for criado, os argumentos e explosões serão reduzidos.

De KabTV “Nova Vida # 336 – Resolução de Conflitos no Ambiente de Trabalho Parte 2″, 01/04/14

Nova Vida # 801 – Do Capitalismo Ao Socialismo

Nova Vida # 801 – Do Capitalismo Ao Socialismo
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

Nós estamos nos aproximando do fim da era do neoliberalismo, o capitalismo vai desaparecer e as pessoas não serão mais ricas.

No futuro, as pessoas não receberão satisfação do dinheiro, mas de algo integral e eterno. A natureza está nos dirigindo a se desenvolver rumo a uma forma nova e ilimitada de existência. Alguém que esteja preocupado com o bem comum será considerado uma pessoa mais desenvolvida. A competição será no campo da doação à sociedade: quem doar mais à sociedade, será mais respeitado.

Desta forma, cada um terá a mesma oportunidade de doar e se desenvolver sem barreiras e sentimentos de privação. A sabedoria da Cabalá ensina como se mover para o próximo estado da sociedade em que a pessoa vai gostar de beneficiar os outros.

De KabTV “Nova Vida # 801 – Do Capitalismo Ao Socialismo”, 08/12/16

As Previsões de Marx Tornam-se Realidade, Parte 9

laitman_229Num futuro próximo, os desempregados em todo o mundo totalizarão 80% da população mundial. A fim de tranquilizá-los de alguma forma sem levar essa situação crítica ao ponto de uma nova guerra mundial, é necessário primeiro proporcionar-lhes uma renda adequada, o que deve ser feito de qualquer forma.

Em segundo lugar, nós temos que lhes proporcionar uma educação integral. Deixe-os se sentar e aprender a se unir. O mundo de hoje não precisa de mais nada. E assim ele vai subir até atingir um nível espiritual, e as sensações físicas em geral começarão a desaparecer.

Pergunta: Mas a mudança não deve vir de cima? Será que a elite quer ouvir isso?

Resposta: Aqueles que estão no topo estarão interessados nessas mudanças, porque o medo de que motins possam começar vai obrigá-los a ouvir.

Afinal, cada americano desempregado mantém duas ou três armas em casa. Eles podem começar a fazer motins amanhă. Portanto, a elite deve estar muito interessada em organizar um sistema de educação integral e proporcionar um rendimento adequado a toda a população do Cinturão da Ferrugem (Rust Belt) Americano.

O combustível egoísta queimou completamente. O mundo parou de obter prazer egoísta da vida e está procurando novas oportunidades. No final, isso nos levará à necessidade de uma educação integral.

Espalhar a educação integral é a realização mais precisa da sabedoria da Cabalá na última geração. Não há nenhum outro trabalho que seja dirigido com maior precisão à finalidade da criação e à força superior.

Todas as teorias abstratas não são nada em comparação com esse trabalho prático de organizar as pessoas em uma escala maciça para que elas se unam ao menos um pouco e comecem a revelar a força positiva entre si. Isso vai causar enormes mudanças positivas, não apenas na sociedade humana, mas no sistema superior que afeta o mundo inteiro.

De KabTV “Conversa Sobre a Situação Mundial Atual” 02/12/16