Textos com a Tag 'Mundo'

Sacudindo O Velho Mundo

laitman_547.05Pergunta: Que valores a natureza deseja incutir no homem enviando uma crise global?

Resposta: Antes de tudo, sair do pântano em que estávamos, afastar-nos do velho mundo; isso já é de grande valor.

Em segundo lugar, para afastar os velhos hábitos, reavalie os valores e ocupações anteriores, mesmo que façamos isso com relutância, se não quisermos. Então veremos que a natureza retira todo o lixo de nós, que no final não seremos capazes de restaurar nossos pequenos negócios construídos apenas para servir uns aos outros, porque não haverá ninguém para servir.

O mundo que se recuperar do coronavírus será diferente. A maioria das pequenas empresas deixará de funcionar. Muitas pessoas estarão sem trabalho. Portanto, os governos precisarão criar um sistema completamente novo de trabalho, remuneração e de manter as pessoas ocupadas.

Os pagamentos, de acordo com a Cabalá, devem ser feitos na forma de bolsas de estudo, porque, através da Internet e da TV, as pessoas se envolverão em uma compreensão integral do mundo e nas relações corretas entre si, ensinadas pela ciência da Cabalá. Dessa maneira, elas começarão a construir a sociedade certa.

Setenta a oitenta por cento da população estará envolvida nisso, incluindo crianças em idade escolar e aposentados. Apenas vinte por cento ou menos serão empregados na fabricação, para que possamos manter nosso nível de existência de maneira normal.

Isso pode levar mais do que um coronavírus, muitos mais. Mas no final, chegaremos a isso.

Pergunta: Por que as pequenas empresas que prestam serviços umas às outras devem parar de trabalhar? Existe uma lei “vá e ganhe um do outro”. Ou você propõe um modelo de comunismo totalitário em que o governo paga de acordo com as necessidades de cada morador de seu Estado?

Resposta: Não estou oferecendo nenhum modelo. Tudo o que estou dizendo é que as pessoas não poderão iniciar milhões de pequenas empresas novamente. Elas não terão mais o desejo de fazer isso. Não terão! O desejo de adquirir presentes, bijuterias, pedras preciosas, roupas da moda ou voar pelo mundo – tudo isso é transitório. As pessoas vão gradualmente parar de desejar isso. Você verá por si mesmo.

Ninguém vai pressionar ninguém. Nosso desenvolvimento resultará no fato de que deixaremos de desejar. Não precisaremos dos enfeites com os quais brincamos na vida. Enfrentaremos questões globais mais interessantes, sérias e que precisam ser tratadas radicalmente.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/05/20

Alcance O Paraíso Enquanto Vive Nesse Mundo

Laitman_507.04Pergunta: O prazer da conexão não parece muito tentador para nós. Por quê? De acordo com a pirâmide dos desejos, deveria ser o contrário.

Quando você diz que todos se sentam em círculos e socializam, isso soa como uma piada. Por exemplo, em histórias sobre o céu e o inferno, dizem que no inferno é bom, a vida é violenta lá, e no paraíso tudo é tão pastoral, fleumático: calma, bem-aventurança, “espiritual”. Porque isso é assim?

Resposta: Esta não é a nossa ideia de céu e inferno. Do ponto de vista da Cabalá, o paraíso é a conexão universal da humanidade e a conquista da grande força unificada da natureza, chamada Shechina. É o que é dito: “Os justos se sentam (isto é, estão em um estado de Katnut [pequenez]) e, estando unidos, desfrutam da Shechina (o esplendor da unidade, perfeição, universalidade da natureza)”. Essa é a maior medida de prazer que a criação pode experimentar.

Eu não tento atrair ninguém para mim. Deixe as pessoas viverem e aproveitarem o que têm.

Mas eu quero expressar pelo menos o verdadeiro ponto de vista que uma pessoa pode entender enquanto ainda vive neste mundo. Está ao seu alcance. E eu ofereço a ela.

Pergunta: Isso é feito especialmente pela natureza, para que as pessoas não sejam atraídas por essas ofertas?

Resposta: Claro. Para que conscientemente cheguemos a isso, peçamos, exijamos e invistamos na revelação da verdade.

De KabTV, “A Era Pós-Coronavírus”, 23/04/20

Aproximar-Se No Mundo Moderno

laitman_275Pergunta: O que é exigido agora das pessoas de todo o mundo?

Resposta: Aceitar o sistema da atitude correta para consigo e para com a natureza – “ame o próximo como a si mesmo” e crie uma conexão mútua absolutamente completa e integral entre todas as pessoas do mundo.

Como está escrito, “… estes converterão as suas espadas em arados …” Portanto, eu espero que avancemos agora. Pelo menos, de acordo com a Cabalá, nós vivemos em um tempo, em uma era, que nos forçará a nos aproximarmos mais e criar uma sociedade correta.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 10/05/20

Como Podemos Mudar O Mundo?

laitman_220Pergunta: Como assumir a responsabilidade por nossas ações ajuda a mudar este mundo?

Resposta: Depende de quanto percebemos a nós mesmos e à sociedade humana como um organismo único, a fim de nos tornarmos semelhantes à natureza geral, em vez de nos opormos a ela, enquanto recebemos constantemente golpes dela.

Já vemos como estamos destruindo nosso planeta e não podemos fazer nada a respeito. Nosso egoísmo está nos levando à destruição.

Ainda assim, temos que pensar em como podemos mudar nosso comportamento. No entanto, isso é impossível, a menos que mudemos nossa natureza egoísta. Portanto, a pergunta mais importante é: como a mudamos? Caso contrário, o planeta não nos suportará mais. Então pense sobre o que fazer.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/05/20

Como Avaliamos O Mundo

laitman_629.3Pergunta: Como é possível aceitar e amar todas as pessoas? Afinal, existem maníacos e assassinos entre elas.

Resposta: Tudo depende de até que ponto você olha o mundo corretamente. Não pense que você está mudando e o mundo não está.

Por mais que você mude em sua percepção do mundo, o mundo também estará mudando em sua percepção. Acontece que, no final, você será capaz de ver o mundo inteiro como absolutamente bom, corrigido e perfeito, porque mudou.

Em outras palavras, você avalia o mundo de acordo com sua correção ou com sua corrupção.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/05/20

É Mais Fácil Para O Mundo Mudar Ou Perecer?

laitman_294.2Cada ação espiritual começa com uma reação oposta a ela, como “a vantagem da luz revelada a partir da escuridão”.  Caso contrário, não podemos sentir nada, porque tudo é percebido apenas em contraste. Portanto, a escuridão precede a luz, e a confusão e o mal-entendido ocorrem antes da clareza e da consciência. E isso é assim em tudo.

Veja nossa vida: quanto tempo a humanidade sofrerá para perceber o mal do egoísmo e finalmente decidir que precisamos nos libertar dele, porque é a fonte de todos os nossos problemas. Embora não saibamos como fazer isso, aparentemente seremos forçados a recorrer ao Criador por toda a humanidade.

Dizem que “a vantagem da terra (desejo) está em tudo”. Antes de tudo, o desejo deve revelar a escuridão, e somente a partir da escuridão compreenderemos a luz. É exatamente isso que está acontecendo em nossa vida.

Toda a evolução da humanidade deveu-se ao crescimento do egoísmo. E hoje chegamos ao que é chamado de “última geração”, a geração do Messias (Mashiach), que é obrigada a despertar um poder superior que nos puxará para fora do nosso desejo egoísta.

E nós entendemos que não somos capazes de fazer isso porque o egoísmo é toda a nossa natureza, toda a nossa vida. Não sabemos pensar de maneira diferente e apenas revelamos o nosso mal, mas nem sequer somos capazes de imaginar como nos livrar dele.

Portanto, a condição atual é extraordinariamente importante, única e nunca aconteceu em toda a história da humanidade. Gradualmente, estamos começando a perceber que não é mais possível existir como antes, como há milhares de anos. Todo o nosso desenvolvimento levou apenas à percepção de que não podemos mais permanecer dentro da natureza egoísta e é necessário sair dela.

Mas para onde subir e como fazer isso? Os Cabalistas dizem: “fé acima da razão”. No entanto, o que é e como alcançamos um estado em que doar se torna superior e mais importante do que receber? O homem não é capaz disso. E aqui estamos cientes de nosso total desamparo e entendemos que não há esperança, exceto o nosso Criador.

A humanidade começa a revelar que o egoísmo é uma força do alto, e há um poder superior oposto ao egoísmo, ao qual precisamos pedir ajuda para transformar o poder do mal em poder do bem, em antiegoísmo. Então, viveremos bem e felizes no novo mundo.

Mas até agora isso é extremamente difícil para nós. É mais fácil para uma pessoa acreditar que o mundo deixará de existir do que imaginar que possa viver de acordo com as leis da natureza altruísta. Como é possível que, entre todos, em qualquer lugar e em qualquer estado, eu reconheça apenas o quanto posso dar ao meu próximo, e não que benefício obterei dele?

O altruísmo é uma natureza diferente. Se ele nos vestir, nos comportaremos de maneira diferente; caso contrário, não seremos capazes. Portanto, a única saída é perceber que é impossível continuar existindo em uma natureza egoísta e que precisamos seguir para uma nova abordagem inversa da vida. Tudo o que acontece nos leva a isso. Vamos tentar entender rapidamente que não há outra escolha e que tudo depende de nossa oração.

De fato, é mais fácil para uma pessoa imaginar a destruição e o colapso do mundo do que a vida de acordo com as leis de doação. Nosso mundo inteiro é construído sobre o poder do egoísmo e sua destruição ocorrerá pela mesma força egoísta. Não haverá nada novo. Já experimentamos terríveis guerras, desastres e problemas neste mundo.

Em algum lugar do mundo, algum tipo de infortúnio está acontecendo constantemente, e todo mundo entende que o mundo pode entrar em colapso. Mas, ao mesmo tempo, permanecerá a mesma força do egoísmo que levou o mundo à morte.

É muito mais difícil mudar o programa em que o mundo trabalha, de acordo com a natureza da relação entre natureza inanimada, vegetativa e animada, e as pessoas, de modo que tudo isso funcione ao contrário, em doação ao próximo. Todos devem começar a contar com os outros e cuidar de seu bem-estar. Isso simplesmente não se encaixa na nossa cabeça, é impossível imaginar.

De fato, para isso, eu preciso sentir o desejo dos outros e tentar preenchê-los. É assim que todos devem agir o tempo todo. Para fazer isso, outro programa deve ser carregado nesse computador enorme, no mundo inanimado, vegetativo e animado e nas pessoas.

Não podemos imaginar isso. Nenhuma tentativa de socialistas e utópicos de criar um mundo assim foi bem-sucedida. Essa revolução pode ser realizada apenas pelo Criador, que nos dará uma natureza diferente. É isso que devemos tentar pedir e o mais rápido possível.

E se não, então o sofrimento que agora está começando a se desdobrar, cada vez mais decisivamente nos levando a retificar o mundo, nos obrigará. Mas esta é uma jornada muito difícil, longa e dolorosa, cheia de sofrimento. De fato, chama-se “caminho do sofrimento”.

Vamos seguir o melhor caminho da luz. Para fazer isso, precisamos atrair a força superior de cima para nos vestir. Precisamos exigir, pedir, que o Criador nos dê o poder da doação. Caso contrário, não teremos sucesso. Vamos tentar nos corrigir até desistirmos deste trabalho. Então nosso clamor alcançará o Criador, e Ele nos dará Sua força altruísta. Isso é chamado de êxodo do Egito, do nosso egoísmo.

Mas se não pedirmos e não obrigarmos o Criador a nos ajudar, não seremos capazes de mudar nada e sofreremos cada vez mais com o nosso egoísmo todos os dias.

Não é necessário esperar que o coronavírus desapareça em breve. Ele não vai nos deixar e, além disso, problemas ainda mais graves virão. Dinheiro, recursos e mantimentos acabarão em breve – a humanidade sofrerá terrivelmente. Além disso, furacões, nuvens de gafanhotos, inundações e secas estão chegando.

Tudo isso é para que entendamos que somente quando apelamos ao Criador, temos esperança de sermos salvos de todos os problemas e dificuldades. Então, quando começarmos a nos voltar a Ele, entenderemos que o principal aqui não é se livrar de problemas e infortúnios. De fato, eles vieram para isso para nos convencer a recorrer ao Criador. Portanto, é uma pena pedir benefícios materiais a Ele, é melhor pedir que Ele nos aproxime Dele, porque toda a felicidade está aí.

Da 1ª parte parte da Lição Diária de Cabalá 01/07/20, Baal HaSulam, Shamati 34, “A Vantagem de uma Terra”

Mude Sua Atitude Para Com O Mundo

laitman_543.02Comentário: As pessoas tendem a usar bons sentimentos e amor altruísta.

Minha Resposta: De fato, as pessoas têm essa qualidade. É claro que elas querem usar todos para si mesmas. Mas isso não significa que devemos fazer o mesmo.

Se eu quero me elevar acima da vida animal e não existir apenas pelo número de anos que recebi neste corpo animal, se quero alcançar o nível de percepção da eternidade, perfeição, toda a natureza agora, antes que meu corpo deixe de existir, devo mudar minha atitude em relação ao mundo.

Mesmo por razões puramente egoístas, eu deveria fazer isso.

Pergunta: Quantos anos devem levar antes que uma pessoa mude seu egoísmo para altruísmo?

Resposta: Isso depende da pessoa e do tempo em que ela vive. Em nosso tempo, pode ser bem rápido, de 5 a 15 anos – mas são anos! Ainda são anos.

O que você quer? Por que eles nos são dados? Imagine que sua vida está chegando ao fim. Para que você viveu? Para sentir tudo o que é bom e ruim? E depois? – Com ninguém e para ninguém.

Portanto, você precisa usar os anos para atingir exatamente a meta com a qual permanece.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 19/04/20

O Homem Em Um Mundo Interconectado, Parte 2

laitman_543.02Experiência Da Natureza

Pergunta: Vemos como a natureza nos empurra à integração à força. A princípio, era uma integração tribal e comunitária, quando as pessoas se uniam para sobreviver, depois vieram a integração imperial forçada, a colonização e depois a integração cultural, religiosa, nacional e de classe. Hoje há a integração econômica e informacional.

Tudo isso se desenvolveu sob a influência da natureza sem a nossa participação; ninguém queria isso especificamente. De repente há um vírus que nos divide, nos faz parar todas as conexões.

Para onde isso está levando? Não parece contra a natureza?

Resposta: Em princípio, estamos avançando para nos distanciarmos gradualmente. Uma vez morávamos em comunidades, vilas e fazendas, mas agora todos têm seu próprio apartamento.

Hoje, os recém-casados ​​não moram com os pais, e antes isso era natural. Atualmente, toda criança pequena deve ter seu próprio quarto, seu próprio espaço pessoal. Seu egoísmo se torna tão grande que, embora ela tenha apenas 5 – 10 anos, ainda exige um espaço separado para si: “Este é meu e não entre!” Em outras palavras, vemos o egoísmo de uma pessoa crescendo.

E agora seu próximo nível está sendo revelado, o que a própria natureza nos mostra. Se vocês estiverem próximos, seus relacionamentos os levarão à doença e à morte. Portanto, vocês devem estar a uma distância de dois a 10 metros um do outro. Quem sabe aonde isso vai levar?

Em princípio, isso é bastante natural. Dessa maneira, podemos causar menos danos um ao outro.

Pergunta: Como se a natureza nos proibisse de estar conectados, porque era egoísta?

Resposta: Aqui aprendemos outra coisa. Por um lado, de todas as formas paramos de trabalhar e por algum tempo nos encontramos no círculo familiar. Portanto, existem certos problemas surgindo, pois o homem não está acostumado a esse modo de vida.

Por outro lado, os problemas se manifestam não apenas entre os cônjuges, mas também entre pais e filhos, entre os próprios filhos, etc. Eles são de natureza social, e isso deve ter consequências muito grandes.

A natureza está nos colocando em um certo experimento; é assim que eu vejo. Eu vejo a natureza como uma inteligência suprema que nos leva a um certo estado, para que possamos entender como devemos nos comportar.

A inteligência suprema sabe como realmente agimos, como determinamos e tomamos consciência de nossos estados, como podemos encontrar uma saída deles comparando o agradável com o desagradável, com o desenvolvimento, com vários movimentos. Ela vê como nossos hábitos, costumes e problemas sociais e suas soluções mudam.

Agora todos os países estão passando por essa reestruturação, em diferentes graus, em diferentes culturas, mas ainda está acontecendo.

De KabTV, “A Era do Pós-Coronavírus”, 23/04/20

O Mundo Ainda Não Está Pronto

Laitman_631.5Pergunta: O mundo está pronto para repensar o papel e a essência da humanidade?

Resposta: Não, o mundo não está pronto. Isso só pode acontecer depois que todos tiverem uma imagem clara e concisa do futuro em que estamos em equilíbrio com a natureza e, portanto, os vírus, a camada de ozônio, a infecção por água poluída ou outros infortúnios não nos ameaçam.

Devemos explicar às pessoas sua missão: criar o sistema global correto acima de todos os governos. Se a humanidade quiser, isso acontecerá. Para isso, não são necessárias revoluções ou guerras. Não estamos pedindo nada parecido.

Estamos pedindo que as pessoas entendam que elas precisam ser um sistema único. Quando elas percebem que estão em conflito com a natureza, tudo muda. Isso vem do Criador, não dos governantes. Só precisamos realmente querer mudar.

Em seu artigo, “Paz no Mundo”, Baal HaSulam escreve: “… toda a dificuldade está em mudar a nossa natureza, de um desejo de receber para nós mesmos para um desejo de doar aos outros, pois essas duas coisas negam uma à outra. À primeira vista, o plano parece imaginário, como algo que está acima da natureza humana. Mas, quando nos aprofundarmos na questão, descobriremos que toda a contradição da recepção para si mesmo à doação aos outros não é senão psicológica, pois, de fato, doamos aos outros sem nos beneficiarmos”.

Precisamos espalhar esse conhecimento cada vez mais para que ele penetre e permeie todos os níveis da sociedade humana. Então ele começará a agir lentamente. Ele passará do inconsciente para o consciente e se tornará o objeto da comunicação e dos planos humanos.

De KabTV “Fundamentos de Cabalá”, 03/05/20

Para Sobreviver Neste Mundo

laitman_611Pergunta: Como explico às pessoas que elas precisam mudar para sobreviver e não se perder neste mundo?

Resposta: Existe apenas uma maneira de se tornar semelhante à natureza, ou seja, o mais integralmente correto possível, interconectado com todas as pessoas ou pelo menos com seu pequeno grupo.

A Cabalá oferece a divisão em grupos de dez e, ao estudar os relacionamentos corretos nas dezenas, nós os formamos lentamente, e nossas dezenas se tornam uma unidade formativa da sociedade. Toda a humanidade corrigida será composta por essas unidades.

Gradualmente, teremos que fazer isso voluntariamente, espalhando a ideia de uma conexão integral e igual por nós mesmos ou sob a influência de vírus. Caso contrário, não haverá como sobreviver.

Este é o negócio de hoje. Ou então ainda veremos vários vírus diferentes, além do coronavírus, no caminho que nos ajudarão a transformar a sociedade.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 12/04/20