Textos com a Tag 'Mundo'

Todo Mundo Segue Seu Próprio Caminho

laitman_222Observação: O desenvolvimento do coronavírus fornece certa ferramenta para a tomada de decisões políticas, econômicas e nos EUA e em outros países. Mesmo que não esteja diretamente conectado, é motivo de um grande número de transformações que poderiam ser feitas no mundo agora.

Meu Comentário: Claro. Existem oportunidades para agir com uma mão forte agora.

Pergunta: É como se um programa estivesse sendo exibido diante de nós. A provocação inicial está definida, e nós, como se nos encontrássemos em uma situação em que não nos movemos simplesmente por inércia em um processo chato com o qual estamos possivelmente bastante fartos. Talvez fosse confortável, mas não muito dramático, dinâmico. Agora o suspense está absolutamente em toda parte.

Sociedades e governos em muitos países estão em desacordo: O que fazer a seguir? Isto é, o vírus já é apenas um pano de fundo.

Qual a eficácia das medidas para a estimulação artificial forçada de setores antigos da economia, emprego e demanda do consumidor? Isso levará à saída da crise ou, pelo contrário, a exacerbará? Há uma controvérsia aguda a esse respeito.

Resposta: Eu acho que se a humanidade se livrasse de muitos setores econômicos inúteis, obviamente faríamos o melhor pela humanidade, a natureza, e o vírus, para que ele se acalmasse. Mas não tenho certeza de que a humanidade esteja pronta para isso.

Agora os EUA ainda seguirão seu caminho de qualquer maneira. Em relação à Europa, acho que o caminho será diferente. A atitude em relação à população é diferente lá.

Ainda mais em Israel. Aqui, o governo não pode dar ao luxo de tratar a população como bem entender: a coisa mais importante é a economia. Aqui, a preocupação com as pessoas deve estar em primeiro lugar. Ninguém deixaria o governo fazer algo pelo bem do tesouro do Estado ou de algumas estatísticas de prosperidade econômica.

Em Israel, há uma atitude especial em relação à vida humana. Sempre foi assim com o povo judeu. É por isso que se o governo cometer um erro e desconsiderar a vida dos cidadãos, estará condenado. O povo imediatamente se levantará e o substituirá. O fato de a vida humana estar acima de tudo está profundamente arraigado na nação.

Pergunta: Em outras palavras, você acha que, neste caso, Trump tem direito a um experimento econômico arriscado que não funcionaria em Israel?

Resposta: Eu não posso nem imaginar isso em Israel. Até onde eu sei as pessoas lá, o governo e tudo o que acontece aqui, é impossível nem pensar nisso.

Qualquer governante em Israel, qualquer partido governante e todos os demais devem proclamar constantemente: “Somos pela vida humana!” Suas críticas mútuas se baseiam nisso: Por que eles se importam menos com as pessoas?

Somente nós realmente nos importamos! Isto é, tudo gira em torno da importância da vida humana. Este não é o caso de Trump. Seu raciocínio é muito simples: competição é competição em tudo.

De KabTV, “O Coronavírus Explode a Velha Economia”, 26/03/20

Como Todo Mundo

laitman_294.4Pergunta: Suponha que emprestei mil dólares a alguém e ele me devolveu um envelope com um dólar. Como devo me comportar neste mundo?

Resposta: Neste mundo, você não pode se comportar de maneira espiritual se estiver cercado por pessoas comuns e não espirituais. No mundo corporal, você precisa seguir pela fé dentro da razão. Você pode avançar pela fé acima da razão apenas em um grupo de Cabalistas com a mesma opinião.

Pergunta: Quando um Cabalista atinge o nível em que o mundo inteiro se torna uma projeção do Criador para ele?

Resposta: Essa é a sua realização pessoal. Você não pode ver que um Cabalista age de maneira diferente de todos os outros e tem uma atitude irreal em relação ao mundo. Não há nada de especial ou estranho nele.

Pergunta: Digamos que o Baal HaSulam, ao fazer uma compra em uma loja, deu ao vendedor US $1.000 e recebeu troco de US $500 e US $1. Como ele reagiria a isso?

Resposta: Ele exigiria a mudança porque existem tais leis em nosso mundo. Em todo grau em que interajo com a realidade, devo agir de acordo com ela.

Comentário: Mas por trás de todos os vendedores, ele sentiu uma única força: o Criador.

Minha Resposta: Isso não importa. Precisamente para sentir o Criador e estar no estado correto com Ele, ele deve exigir a mudança, porque, nesse nível, é assim que o Criador estabelece as leis. Afinal, as leis egoístas do nosso mundo também são estabelecidas pelo Criador.

Pergunta: Acontece que, mesmo que a alma de uma pessoa esteja em um nível diferente, em um estado diferente, ela ainda vive na sensação deste mundo. Enquanto existir, ela deve se comportar como todas as outras pessoas?

Resposta: Você não sentirá nada de diferente nela. Nada mesmo! Ela gosta de comer boa comida, dormir e passear. Você não verá nada de espiritual nela.

Pergunta: Qual é a diferença?

Resposta: Essa diferença não se manifesta em relação a você. Ela está em um relacionamento diferente com o Criador. O Criador se revela a ela, e ela se revela ao Criador. Nesse grau, eles estão conectados um ao outro. Além disso, ela também quer que todos os outros habitantes deste planeta atinjam pelo menos o mesmo nível que o dela.

Pergunta: E se um Cabalista, por exemplo, viajar. Além de tudo o que ele vê e ouve, ele também sente quem lhe dá isso: o Criador?

Resposta: Claro. Essas são suas sensações pessoais.

Pergunta: Ele desfruta da jornada em si, da comida e das belas paisagens, e também do fato de sentir a fonte que lhe dá esse prazer?

Resposta: Ele desfruta de tudo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 01/04/19

Como O Mundo Sente A Abordagem Do Criador?

273.02Pergunta: O crescimento da alma e as mudanças devido à influência da luz são algo muito interno, abstrato e oculto a estranhos. Como essas mudanças aparecem no mundo material? Uma pessoa se torna mais harmoniosa? São reveladas boas relações entre nós?

Resposta: Eu não diria que boas relações são reveladas. Mas tudo o que acontece em nosso mundo é realizado sob a influência de um campo superior. Ele constantemente aumenta sua tensão, intensidade e isso é sentido à medida que o Criador se aproxima de nós.

Mas essa é uma abordagem muito desagradável, porque o Criador é a qualidade de doação e amor, e nós, sendo egoístas não corrigidos, sentimos Sua abordagem como negativa. É semelhante à maneira como professores e pais nos abordam e exigem que nos comportemos com mais maturidade, com mais seriedade, e não queremos.

Hoje podemos ver isso no desenvolvimento de toda a humanidade. A abordagem do Criador em relação ao mundo determina a crise atual. Como não nos tornamos semelhantes ao Criador, essa não é uma boa aproximação; caso contrário, sentiríamos essa abordagem como Sua revelação. Não a revelação de escuridão, sofrimento, problemas e vários vírus, mas a revelação da luz. Tudo depende de nós. Se conseguirmos nos elevar espiritualmente, sentiremos a abordagem do Criador como uma bênção. Se não, sentiremos como mal.

O Criador sempre quer se aproximar de nós e faz isso gradualmente, mas até agora sentimos Sua abordagem como um constante declínio da humanidade.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 16/02/20

Se Os Prazeres Deste Mundo Não Nos Deixarem Descansar

laitman_600.04Pergunta: No momento em que a importância da espiritualidade é revelada, um certo desejo deste mundo aparece repentinamente, não nos deixa descansar e se torna mais forte que o desejo de espiritualidade. Por que esse distúrbio é dado a nós?

Resposta: O problema é que você não possui um ambiente adequado que lhe dê uma sede ainda maior de revelar a questão do sentido da vida.

Se você está sozinho, o ambiente em que você se encontra, é claro, será muito mais forte e o arrastará para baixo. Mas se você criar uma pequena sociedade à sua volta, na qual todos tentarão cooperar de forma mútua e correta, cada um poderá se apoiar nos outros e, assim, avançar.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 02/02/20

O Mundo Está Se Voltando Para Nós Com O Outro Lado

laitman_283.01Atualmente, estamos enfrentando grandes mudanças no mundo. O mundo começa a girar gradualmente, adaptando-se às condições da “última geração” e gradualmente nos mostrando seus diferentes lados: da esquerda, direita, superior e inferior.

Isso é difícil e confuso para uma pessoa que vive em nosso mundo hoje, uma pessoa que não sabe que forma o mundo acabará por tomar.

Até agora, o mundo estava em um processo contínuo de desenvolvimento, o que entendemos porque era baseado no egoísmo. O egoísmo pretendia obter cada vez mais, e nós obedecemos obedientemente a suas demandas. Se não havia dinheiro, força e recursos suficientes para fazê-lo, corríamos e conseguíamos o que precisávamos. Tudo se moveu ao longo do curso do desenvolvimento egoísta, de acordo com a natureza deste mundo.

De repente, a natureza oposta começou a se revelar, o que requer um desenvolvimento novo, não corporal. As coisas corporais existirão na medida necessária, não se preocupe. No entanto, agora precisamos cuidar do desenvolvimento da qualidade de doação, de desenvolvimento espiritual. No entanto, não temos um mecanismo interno que nos leve à frente na direção da doação e nos faça agir.

O homem e o mundo inteiro estão confusos e não sabem o que fazer. Quando a quarentena terminar e os negócios começarem a abrir, a partir dos menores, como cafés, quiosques, grandes fábricas e fábricas, veremos como é difícil fazer isso. A natureza brinca conosco de tal maneira que, em 50% dos casos, não conseguiremos restaurar a produção à sua forma anterior. O proprietário retornará à sua loja, mas não haverá clientes.

Nada ajudará aqui, exceto o método da sabedoria da Cabalá, que agora está começando a descer ao nosso mundo e a se manifestar. O Criador está nos apressando. Se o mundo não entender isso, pode acabar em uma guerra mundial que faz com que o coronavírus pareça um tapa leve.

Contudo, podemos ver como, com a ajuda de tais golpes, a natureza, a força superior escondida na natureza corporal, nos controla, nos pressiona, nos coloca em ordem.

Haverá mais e mais golpes desse tipo, mas podemos seguir o caminho mais fácil e rápido se agirmos com entendimento e vontade, e não debaixo de uma vara. Por enquanto, apenas aprendemos com os golpes e teremos que obtê-los de todos os lados para finalmente encontrar o caminho certo, que pode não estar na mesma direção em que estávamos nos movendo antes. Este é um problema para toda a humanidade.

Agora a quarentena começará a relaxar e poderemos retornar às nossas atividades anteriores. No entanto, é necessário entender que um retorno ao passado é impossível; o mundo deve se mover na direção oposta. Afinal, fomos guiados por nosso egoísmo, que nos levou a desenvolver, a maximizar o uso do desjo de receber que estava inchando como uma massa.

Agora entendemos com nossa mente que não precisamos expandir mais; pelo contrário, precisamos reduzir nossas necessidades para que essa massa caia, desçca e diminua pela metade.

Mas como fazer isso se for contra o desejo de receber? Esse é um grande problema, porque agora precisamos reduzir os negócios em vez de aumentá-los, diminuindo e não aumentando nossos lucros, capacidade e poder. Não é fácil.

Sabemos que se o médico aconselhar que você adicione algo útil à nossa comida, faremos isso de bom grado. No entanto, se precisamos desistir de algo, já é difícil ou até impossível. E teremos que fazer o mesmo pelos nossos negócios. Como podemos fazer isso se temos que agir contra a nossa natureza egoísta?

No entanto, se a humanidade não fizer isso, continuará se destruindo, e o fim já está chegando no horizonte. É impossível poluir e arruinar a natureza indefinidamente. Além disso, novos vírus aparecerão um após o outro, a uma velocidade vertiginosa. Sentimos o grande perigo de desastres e vírus ambientais pairando sobre nós e, ao mesmo tempo, não sabemos como nos impedir.

Se o mundo estivesse unido e controlado por um único governo, seria de alguma maneira possível decidir quais indústrias fechar e como compensá-las. Isso requer um plano global para curar a sociedade humana de seu egoísmo. É impossível fechar negócios sem um ambiente forte que ofereça suporte, remuneração e explique os motivos e o objetivo.

Acontece que a melhoria da sociedade humana depende de sua conexão, da organização de uma nova sociedade. Não seremos capazes de existir fisicamente se não estabelecermos corretamente uma nova forma de sociedade, chamada de “a última geração”.

Pela primeira vez na história, a humanidade entende que é global, integral e deve cuidar completamente de sua estrutura, ou seja, analisar todas as suas atividades e toda a produção em escala global. Todos os países devem se unir e entender que estão enfrentando um inimigo comum.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/04/20 , “Conectando o Mundo na Última Geração”

O Velho Mundo Está Morto, Viva O Novo Mundo!

laitman_531.02O coronavírus é uma força que desperta a humanidade para realizar uma auditoria completa.

Todo o nosso desenvolvimento egoísta, toda a evolução do homem desde o momento em que ele deixou a caverna, desceu das árvores e tornou-se diferente de um macaco, ocorreu apenas dentro do egoísmo. Agora, pela primeira vez na história, estamos mudando o curso de nossa evolução.

O método egoísta se esgotou; ele nos trouxe ao Egito e nos fez escravos completos do desejo de desfrutar. Agora, a humanidade deve mudar sua intenção em direção à doação, isto é, deve deixar o Egito para a terra de Israel.

Estamos agora em um ponto de virada antes da transformação completa. Este é um momento histórico; pela primeira vez, há uma revolução espiritual na humanidade. Precisamos trabalhar para atrair a luz que retorna à fonte (a luz que reforma) que mudará a face da humanidade. Devemos ser esse grupo, o instrumento que puxa esse fio, graças ao qual toda a humanidade começará a avançar.

Pode não haver tantos de nós aspirando ao Criador. Mas o principal é estabelecer o fundamento da conexão, como se diz: “Abra para mim uma abertura como o buraco de uma agulha, e eu abrirei para você os portões superiores”. Nada mais é necessário. Do lado da humanidade, é necessário abrir para o Criador em todo o espaço entre nós apenas um pequeno orifício, como uma picada na ponta de uma agulha, e através dele todos os tipos de conexões começarão a se abrir e se desenvolver, e entraremos no sistema espiritual de doação.

Não voltaremos ao passado. O velho mundo está morto; ele não existe! Vamos chegar a um novo mundo e seremos novas pessoas. Obviamente, isso acontecerá não de uma só vez, mas em etapas. Como está descrito na história do Êxodo do Egito, muitas vezes Moisés foi ao Faraó e voltou. Este não é um processo fácil, mas já começou. E ele não irá parar até que o coronavírus se transforme em uma verdadeira coroa, Keter, e nos leve à conexão com o Criador de várias formas em todos os níveis. Ele definitivamente fará isso.

Portanto, precisamos apreciar o tempo em que estamos. A humanidade é incapaz de perceber isso porque não considera esse processo na escala de toda a história, desde a criação do mundo até o fim de seu desenvolvimento. Mas vemos que tudo se desenrola como descrito nos livros Cabalísticos.

Cem anos atrás, Baal HaSulam escreveu que estávamos entrando nos dias do Messias, isto é, o tempo em que uma enorme força espiritual de tração começa a agir e nos avançar.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 03/04/20

O Mundo Em Um Turbilhão Frenético

laitman_943Nós estamos nos afogando juntos no mar ou no rio que está nos levando a um precipício terrível. Temos muito pouco tempo para nos agarrar à corda ou manter nosso barco comum, ou mais parecido com um tronco em que estamos, para que ele não vire e nos leve ao abismo aberto.

Que tipo de corda salva-vidas é essa? A corda é quando nos apegamos um ao outro e, assim, nos apegamos ao Criador. O Criador está presente, mas só podemos alcançá-Lo se nos apoiarmos. Ao nos apegarmos, revelamos que agora somos capazes de nos apegar ao Criador. Se fizermos isso juntos, sem dúvida sairemos do turbilhão para águas calmas e tudo ficará bem.

Não há outra solução e nenhum outro trabalho além de se conectar entre nós, pedir ao Criador que nos conecte. Quando Ele nos ajudar, encontraremos a conexão com o Criador dentro de nossa unidade.

O Criador chega no final como uma regra geral. Quando nós e o Criador nos agarrarmos todos juntos, certamente alcançaremos o objetivo. Esse objetivo está na conexão na dezena e na conexão entre essa dezena e o Criador.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 26/03/20, Lição sobre o Tópico “Construindo a Sociedade do Futuro”

Não Há Volta Ao Mundo Do Passado

laitman_623O coronavírus ajudará a humanidade a começar a pensar em seu futuro, em vez de pensar no que comprar e como se divertir. O vírus já fez seu trabalho e limpou nossos pensamentos.

Agora só precisamos descobrir para onde estamos indo. Hoje não precisamos explicar a ninguém que nossa vida não vale nada, o vírus já explicou tudo para nós. Mas a pergunta permanece: a que essa vida deve ser dirigida?

Construir um grupo, um Partzuf espiritual, é o mesmo que construir um Templo, a casa do Criador, onde a qualidade da doação, a força de amor que nos une, ou seja, a força superior, pode residir.

Mas eu vejo que ontem lutei por essa atitude e pensei sobre isso, e hoje não quero nada. Eu acordo de manhã sem nenhum desejo de ver alguém. Temos uma reunião com nossos amigos ao meio-dia e não quero encontrá-los. O que devo fazer?

Está escrito que todos os dias devemos reconstruir o Templo. Ainda bem que isso desaparece; é um sinal de progresso se todas as realizações de ontem desaparecerem como água na areia e você tiver que começar tudo de novo.

Então, eu trabalho repetidamente na construção do Templo, a dezena, para incluir o máximo possível o mundo inteiro, onde todos atuam em doação e amor mútuos. Neste Templo, a força de amor e doação, chamada Criador, reinará e preencherá todos os desejos unidos pelo amor.

Não pense que isso está muito longe de nós. Quem poderia imaginar que o coronavírus viria e mudaria nosso mundo inteiro, toda a nossa vida? Grandes fábricas, bancos, corporações, bilhões de dólares, exércitos, tudo o que a humanidade construiu por milhares de anos agora está desaparecendo. Não sobrará nada. Eles não poderão continuar a operar depois que o vírus desaparecer. O vírus mudará toda a nossa vida, apagando tudo o que é antigo.

Assim, o vírus cria um espaço vazio na humanidade que precisamos preencher com amor e carinho um pelo outro, com a obtenção da força de doação que está se revelando entre nós. Podemos pensar que não podemos fazer isso, mas podemos. Tudo o que precisamos fazer é abrir um pequeno buraco do tamanho do buraco de uma agulha e o Criador abrirá o portão para um novo mundo para nós.

Gradualmente, sentiremos que o mundo inteiro está incluído na dezena. Quanto mais tentamos influenciar o mundo a partir da dezena, mais todas as forças estarão concentradas nela. Como resultado, a dezena conterá toda a realidade, incluindo o Criador.

Antes de tudo, eu aconselho você a esquecer tudo o que havia. Crises financeiras e outros problemas estão todos no passado e não há retorno. Devemos entender que o velho mundo não voltará! Como será o novo mundo? A maneira como o construiremos.

Portanto, devemos de uma vez por todas parar de lamentar o passado; o velho mundo não existe mais na natureza. Não existem sistemas que nos permitam retornar ao estado pré-crise e agir como antes. Além disso, se algum desses sistemas ainda permanecer, precisamos nos livrar deles, para limpar o local.

O mundo será completamente novo, Deus não permita que ele mantenha a forma antiga. Afinal, ele estava diante de um colapso completo, estava no limiar da guerra mundial e dos desastres ambientais. Então, por que se arrepender do que era? Precisamos construir um novo mundo!

De qualquer forma, ele será construído, mas é melhor que seja construído de acordo com o nosso desejo, para que desejemos essa construção e a ajudemos. Isso é chamado de “tornar seu desejo como o desejo do Criador”. É isso que precisamos fazer e teremos sucesso. E se não o fizermos, voltaremos a ter maus hábitos e repetiremos os mesmos erros?

Nós construímos um sistema em nosso mundo com o qual apenas nos confundimos. O sistema exigia que voássemos de um extremo ao outro do mundo, trabalhássemos continuamente e enviássemos nossos filhos para atividades diferentes, para que não sofressem por seus pais não estarem em casa.

Construímos um sistema que nos enganou, que criou a ilusão que estávamos vivendo. Nós nos tornamos escravos desse sistema: nós o iniciamos, mas ele nos amarrou. Isso não é suficiente?

O sistema não pôde mais continuar funcionando. Veja o que aconteceu com a “Europa unida”, que terríveis erros eles cometeram no caminho, assimilando estranhos. Existem muitos outros exemplos: os Estados Unidos estão divididos por disputas entre liberais e conservadores, a Rússia e a Ucrânia, que se tornaram inimigas, o conflito israelense-árabe, basta olhar para o que chegamos.

Nós devemos pensar em um mundo novo. O vírus nos dá essa oportunidade, mas temos que ajudá-lo. Não podemos sonhar em retornar ao mundo antigo, podemos apenas esperar pelo novo. O novo mundo deve ser um mundo de doação, amor e cuidado mútuo. Eu realmente espero que o vírus não passe sem deixar vestígios e que nos leve a um novo mundo. No entanto, isso só é possível se quisermos o novo mundo e pedirmos que isso aconteça.

Nossa oração é muito importante, porque, além do nosso grupo Bnei Baruch, não há ninguém para pedir ao Criador que fortaleça as forças de doação. Este é exatamente o estado de Pessach quando, “E os filhos de Israel suspiraram do trabalho, e clamaram, e seu clamor subiu a Deus do trabalho”. Vamos torcer para que isso aconteça.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 19/03/20

Qual É A Essência Do Nosso Mundo?

laitman_423.03Pergunta: Ouvi dizer que nossas ações corporais não afetam o mundo espiritual. Mas desde que comecei a me envolver com a Cabalá, vejo apenas ações corporais aqui. Qual é o sentido de estudar Cabalá então?

Resposta: A essência do nosso mundo é que uma pessoa desconectada do mundo espiritual pode começar a corrigir a si mesma e ao mundo inteiro de uma posição independente; quando não está no mundo espiritual, cada vez a pessoa pode escolher como influenciá-lo.

Isto é, nós existimos no mundo corporal, fora da espiritualidade, para viver como queremos e entrar na sensação do mundo espiritual e cumpri-lo quando desejarmos.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 09/02/20

Todos Os Problemas Do Mundo São Enviados Para Nos Obrigar A Equilibrá-Lo

laitman_962.3A espiritualidade é alcançada apenas através da conexão. Estamos no mundo espiritual, mas não o sentimos; nós sentimos apenas nós mesmos. Portanto, precisamos dar um salto em nossa percepção, transferindo-a do pessoal, no qual todos se sentem neste mundo, para sentir a existência dentro da força superior de doação e amor, unindo todos nós juntos em um único vaso, um desejo .

Todas as almas vêm da alma de Adam HaRishon porque após o pecado da Árvore do Conhecimento, essa alma foi dividida em 600.000 almas. E a única luz que preencheu esse vaso, um grande desejo, foi dividida em várias partes, corpos e desejos particulares. Portanto, vemos este mundo dividido em bilhões de pessoas com desejos conflitantes e fragmentados. E se quisermos revelar o mundo espiritual, o mundo da verdade, devemos nos unir.

É por isso que a primeira lição da Convenção Mundial de Cabalá de 2020 é chamada “Nós Nos Reunimos Aqui”; realmente não há mais nada a fazer. Se nos reunirmos e nos unirmos em uma alma, como era antes da destruição de Adam HaRishon, antes do pecado da Árvore do Conhecimento, retornaremos ao mundo superior, em um estado espiritual, tornando-nos novamente Adam HaRishon.

Portanto, uma pessoa não tem nada a fazer neste mundo, além de procurar maneiras de se conectar com outras pessoas. Claro, isso é contra a nossa natureza, não há nada mais repulsivo e oposto a ela; portanto, não queremos ouvir sobre isso. Mas o Criador, a luz superior, com infinita paciência, age sobre nós repetidamente para nos ensinar que nada mudará para melhor até que decidamos nos unir de maneira positiva.

A humanidade está aprendendo. As pessoas ainda não entendem o que está acontecendo conosco, mas as impressões da crise global e dos problemas crescentes penetram em nossos sentidos, em nossa memória e, gostemos ou não, nos fazem ficar mais sábios e ganhar experiência. Algum dia, ficaremos tão sábios que concordaremos que não há saída senão se conectar.

Se estudarmos a sabedoria da Cabalá, ficará claro para nós o que fazer. Afinal, revelamos não apenas a doença e sua causa que emanam do egoísmo humano, mas também um remédio que nos permite esconder do egoísmo. Se sofro muito por causa dele, preciso me libertar dele.

A sabedoria da Cabalá nos ajuda nisso, precisamos apenas organizar um pequeno grupo de pessoas afins e atrair a luz que reforma. A Cabalá nos ensina como nossos desejos podem se conectar e trabalhar juntos, realizando ações denominadas “contração”, “tela”, “luz refletida”, “batida” e “receber pelo bem da doação”. Ao estudar o que acontece em nossos desejos, gradualmente nos corrigimos. E quando aprendemos e conversamos sobre isso, a luz que brilha sobre nós muda-nos gradualmente.

Como diz o ditado, “centavo por centavo acumula uma grande soma”. Temos um sistema que pode nos incluir dentro de si, nos conectar e atrair a luz que reforma que nos afetará. Mesmo que não desejemos realmente isso agora, no final, exigiremos que as forças de doação, relações altruístas no topo de nosso egoísmo, sejam reveladas entre nós. 1

Todas as almas vêm da alma única de Adam criada pelo Criador. Mas depois que Adam pecou com a Árvore do Conhecimento, isto é, a quebra desse desejo único, que deixou de ser como o Criador, ele perdeu a intenção altruísta e tornou-se egoísta; foi dividido em 600.000 almas individuais. Uma luz encheu Adam HaRishon no “Jardim do Éden”, isto é, o estado em que ele estava unido em uma alma e retinha a força de doação, Bina, dentro de si mesmo, desapareceu após o abalo, e em cada partícula permaneceu apenas sua pequena centelha.

Agora que nos encontramos em corpos adicionados aos fragmentos da alma, sentimos o desejo de reunir todas as centelhas espirituais. Portanto, nos reunimos e trabalhamos em nossa conexão, retornando assim a luz superior que brilhará dentro de nós. Mas, ao retornar, a luz se torna 620 vezes mais forte do que antes, porque estamos agindo contra a distância que surgiu entre nós e, portanto, alcançamos a integração com a força superior, o Criador. 2

Um desejo comum estava no grau de Bina, que é chamado de alma, e quando ele se despedaçou, caiu no grau de Malchut. Precisamos juntar todas as partículas que caíram em Malchut e elevá-las a Bina, ao Jardim do Éden. Malchut é chamada de “este mundo” e Bina é chamada de “o mundo futuro”. Portanto, através da nossa conexão, devemos nos elevar deste mundo, no qual agora sentimos a nós mesmos, para o “mundo futuro”, até o nível de Bina, onde sentimos nossa existência como eterna, perfeita, sem dificuldades e problemas, tudo juntos, imbuídos do poder de doação e amor um pelo outro. 3

A luz superior fortalece seu brilho o tempo todo, e quando sentimos essa iluminação do poder espiritual de doação e amor, nos sentimos cada vez mais opostos a ela. Acontece que todos os dias nos sentimos cada vez piores, o mundo se torna cada vez mais corrupto. Não resta mais que corrigir-se e tornar-se semelhante à força de doação que brilha sobre nós de cima.

Portanto, nós vemos este mundo em crise, desamparado e sem entender o que está acontecendo. Talvez todos os vulcões da Terra despertem amanhã e comecem a lançar bilhões de toneladas de cinzas na atmosfera, para que não vejamos mais o sol. O mundo congelaria e mergulharia na escuridão. Mas nós mesmos ativamos essas forças porque vivemos em um sistema integrado e precisamos saber como equilibrar as forças da natureza. Se nos tornarmos gentis um com o outro, a natureza se tornará gentil conosco.

Não há outra maneira de agir sobre a matéria inanimada, plantas e animais, sobre essas forças da natureza, se não através dos seres humanos. Além disso, a pessoa é um pensamento, uma intenção. O corpo físico é apenas um animal, mas através de nossos relacionamentos um com o outro, podemos nos elevar um passo mais alto: do nível animado para o humano. “Humano – Adam” significa “como o Criador [Adameh le Elyon]”.

Portanto, devemos entender que todos os infortúnios e problemas do mundo são enviados especificamente para nos obrigar a nos mover e começar a colocar o mundo em ordem, a fim de estabelecer um equilíbrio nele. Para fazer isso, só precisamos nos aproximar e trabalhar em nosso egoísmo. Então, do nível humano, do nível mais alto da natureza, obrigaremos todas as outras forças da natureza, que estão abaixo de nós nos níveis animado, vegetativo e inanimado, a entrar em equilíbrio, e o mundo inteiro encontrará paz e felicidade. 4

O estado do nosso grupo mundial Bnei Baruch é excepcional, porque dentre todos os bilhões de almas individuais, fomos escolhidos para estar no sistema de Israel, isto é, direcionado “direto ao Criador”, que leva a humanidade à correção. 5

Da Convenção Mundial de Cabalá 2020, “Conectando-se à Raiz da Vida” , 25/02/20 , “Nós Nos Reunimos Aqui”, Lição 1
1 Minuto 1:40
2 Minuto 11:00
3 Minuto 14:00
4 Minuto 27:55
5 Minuto 32:42