Textos na Categoria 'Sem categoria'

Singularidade Do Criador, Parte 10

laitman_744Consequência Da Influência Da Luz Superior

Pergunta: Será que eu existo em alguma capacidade e a força superior me afeta constantemente? Posso atraí-la para mim mesmo?

Resposta: Claro. Mas apenas na medida em que você está no ambiente certo. Através desse ambiente, você pode invocar a força superior e de nenhuma outra maneira.

Você pode entrar na integração, na comunicação mútua, apenas se tentar se unir ao tipo de pessoa que tem o mesmo objetivo: alcançar algum tipo de equivalência com a luz. Então, se você faz pequenos movimentos em direção a isso, a luz muda imediatamente seu movimento em sua direção e o atrai até ela.

Pergunta: Como posso senti-la? Como isso será expresso?

Resposta: Será expresso em você começando a amar mais os outros, apreciando e compreendendo que eles são necessários para o seu desenvolvimento. Mas isso ainda é egoísta.

Pergunta: Isso se chama a “sensação do Criador”?

Resposta: Não, isso ainda não é a sensação do Criador. É uma consequência do impacto da luz superior. Outras mudanças ocorrerão lentamente – seu nascimento no mundo espiritual, na qualidade da luz.

Observação: Amar os outros, tratá-los gentilmente, é bom. Mas para mim a “sensação do Criador” é algo que me preenche infinitamente.

Meu Comentário: Isso é verdade, mas acontece de acordo com a sua atitude em relação aos outros!

Observação: Você reduz tudo a algum tipo de relacionamento…

Meu Comentário: Eu reduzo isso de maneira absolutamente clara e concreta. A Cabalá é uma ciência concreta e prática. Portanto, em nenhum caso eu quero confundir meus ouvintes.

A Cabalá não diz uma palavra sobre nada abstrato. Somente em um grupo você pode dominar isso e garantir que esteja certo.

Pergunta: O grupo é apenas um meio?

Resposta: Sim, e então ele se torna a fonte de correção, a técnica e o objetivo. No grupo, como em um Partzuf espiritual, na alma, o Criador é revelado.

Pergunta: O que dá a uma pessoa a sensação do Criador?

Resposta: A pessoa passa para outro estado, para outro mundo, para outra dimensão. Ela começa a entender o que aconteceu consigo ao longo de sua vida e aonde isso a leva. Ela se separa de suas ideias sobre vida e morte e não teme a morte. A pessoa se torna imortal. Ela entende tudo o que acontece e é motivada apenas por uma coisa: como ajudar todos os outros a alcançar o mesmo estado.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá” , 10/10/18

De Mumbai Para Berlim

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 30/08/19

De Mumbai a Berlim: encerrei minha visita à Índia, onde me encontrei com a comunidade judaica e várias personalidades, e agora estou em solo alemão. A diferença entre um país do terceiro mundo e um país ocidental desenvolvido é enorme. É notável ver como pode haver dois opostos assim em um único planeta.

Na Índia, testemunhei enxames de pessoas vivendo em cabanas miseráveis ​​e barracos surrados, crianças negligenciadas perambulando pelas ruas e sofrendo uma lotação e mau cheiro insuportável. Não é dia ou noite. Tudo acontece o tempo todo, quase sem nenhuma referência ao tempo. Na Alemanha, no entanto, tudo corre como um relógio. Torres de luxo de empresas de alta tecnologia, edifícios brilhantes, história preservada e computação de alta qualidade.

Não tenho críticas aos indianos. Em relação aos alemães, eles são muito mais brandos, de bom coração e não têm vontade de prejudicar os outros. Mas as diferenças indicam claramente que o mundo tem tudo nele. Não falta nada – nem dinheiro, nem comida, nem roupas – apenas uma conexão positiva entre as pessoas, um relacionamento baseado na consideração mútua.

A Índia não precisa construir fábricas luxuosas ou se assemelhar à cultura ocidental, nem devemos subestimar as necessidades da nação alemã. Toda nação deve permanecer em sua disposição natural. Tudo o que é necessário é infundir o mundo com um espírito de unidade; educação e conscientização que gerarão um equilíbrio positivo. As forças para uma mudança tão significativa podem ser derivadas do estudo da Cabalá.

Nova Vida # 13 – O Poder Do Amor

Nova Vida # 13 – O Poder do Amor
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi

A crise no mundo de hoje é, na verdade, uma crise em como nos relacionamos e a única forma de resolver isso é aprendermos a amar os outros. A natureza de cada um é cuidar de si mesmo; no entanto, o desenvolvimento do ego humano chegou ao fim. A única maneira de nos aproximarmos do amor aos outros é construindo uma forte força ambiental que nos una em amor mútuo. A sociedade precisa elevar o valor da consideração pelos outros até que nos sintamos como uma única família e descubra toda a profundidade e harmonia da natureza.

De KabTV, “Nova Vida # 13 – O Poder do Amor”, 09/01/12

Falta De Conselhos Práticos

laitman_961.2Pergunta: Quando você estudou com o Rabash, sentiu falta de prática na própria metodologia?

Resposta: Eu senti isso porque, em geral, ainda não estava desenvolvido. Eu não sabia exatamente como me aplicar, como perceber, onde me rebaixar e onde ajudar.

Esta metodologia não é compreendida imediatamente. Leva meses e anos. Portanto, nos foi dada toda a nossa vida para percebê-la. Por exemplo, ao estudar matemática, você aprende com a mente e não muda nada. E aqui, para virar a página do livro e entender a próxima, você precisa mudar e depois ler a anterior. Se uma pessoa é incapaz de mudar, até mesmo ao virar dez páginas, não entenderá o que está escrito ali.

A prática é realizada apenas em grupo. Tudo está claramente descrito nos artigos do Rabash sobre o grupo. Pegue todos e implemente-os. Não há falta de conselhos práticos. Apenas a implementação.

Da Lição de Cabalá em Russo 05/08/18

A Grandeza Do Criador

laitman_260O Criador é uma força que preenche e organiza tudo o que pensamos, vemos, sentimos e dizemos. Os seres criados não têm nada em si mesmos. O Criador criou e desenvolveu o desejo de receber. Ele o preenche, orienta e opera. Portanto, não realizamos ações independentes. São todas ações do Criador. Não há outro além Dele.

No entanto, mesmo que o Criador nos controle completamente e realize todas as ações através de nós, nos foi dada uma oportunidade especial de sermos independentes. Podemos ser chamados de criaturas independentes na medida em que nos tornamos como o Criador, mas isso é verdade apenas para aqueles indivíduos únicos que adquirem fé no Criador: a sensação da força superior.

Esses indivíduos únicos agem exatamente como o Criador quer que eles ajam, mas por sua vontade própria. Todas as outras pessoas agem da mesma maneira que o resto da natureza – intuitivamente, inconscientemente e sob o controle total do Criador. Eles só se consideram “livres” devido à sua percepção limitada. No entanto, quando as pessoas descobrem o Criador e anseiam em se assemelhar a Ele completamente, elas se tornam exatamente como Ele, e ainda assim são independentes e livres.1

O Criador criou o desejo de receber. Ele orienta, desenvolve e organiza todas as suas ações. De fato, este desejo de receber depende completamente da Luz e realiza intuitivamente todas as ações que a Luz dita. Vemos que é assim que objetos inanimados, plantas, animais e até seres humanos se comportam.

O Criador, no entanto, escolhe algumas pessoas e lhes dá a oportunidade de adquirir os poderes do Criador, de fazer ações por conta própria, mas apenas para se assemelhar a Ele. Então eles se tornam livres. Dependendo do grau em que a pessoa ascendeu, o Criador deixa de operá-las (parcial ou completamente) porque a pessoa opera a si mesma exatamente de acordo com o desejo do Criador.2

O Criador governa totalmente toda a natureza nos níveis inanimado, vegetativo e animado. É como se o nível humano não existisse. No entanto, quando a pessoa se torna semelhante ao Criador e começa a se comportar como Ele – quando aprende esse governo do Criador e, portanto, é chamado de “discípulo sábio” -, ascende ao próximo grau e se torna “humano” (“Adão”). Isso a eleva acima do nível animado, tornando-a semelhante à força superior e permitindo que alcance o Criado. 3

A sensação de que o Criador se veste em uma pessoa – em todos os seus desejos, pensamentos, ações e impressões – é chamada de grau de obtenção da fé. A pessoa sente que o Criador governa o mundo inteiro por meio do bom que faz o bem.

Fé acima da razão é a sensação do Criador em todos os nossos órgãos, em toda a nossa essência. Uma pessoa deve tentar sentir que o Criador governa a ela e ao mundo inteiro por meio do bom que faz o bem, apesar do fato de que o Criador estraga esta sensação para ela e lhe mostra o oposto completo. 4

O estado de correção final é a vestimenta completa do Criador em uma pessoa – quando a força superior é sentida em todos os nossos órgãos. Nós sentimos que o mundo inteiro é governado pela força superior e sempre realizamos e estamos realizando ações do Criador: primeiro por coerção e depois por nossa própria vontade, com o nosso consentimento. É por isso que nos tornamos obreiros dedicados do Criador, trabalhando por amor. 5

O trabalho de uma pessoa é tentar se assemelhar ao Criador, como se Ele estivesse vestido em nós e nos operasse completamente. Na medida em que podemos imaginar esse estado, somos inspirados por ele e transformamos o estado desejado no existente. O Criador nos escolheu e estamos dando passos em direção a Ele. Ele nos ama. Ele nos despertou por amor, querendo que nos assemelhássemos a Ele e alcançássemos Seu estado. Não devemos apenas imaginar, mas realmente sentir como fazer isso.

Devemos tentar estabelecer tais relações entre nós, como se o Criador já se vestisse em nós. Então, sentiremos o quanto o nosso estado desejado deixa de corresponder ao nosso estado existente e elevaremos uma oração (MAN) ao Criador, desejando estar na realidade do Criador, não apenas em nossa imaginação.

Este é o trabalho da pessoa: forçar-nos a imaginar que o Criador está vestido em nós e que todas as nossas ações sejam definidas pela sensação do Criador em todos os nossos órgãos, em nossos relacionamentos e em nossas mentes e corações. No entanto, uma vez que essa ainda não é a nossa realidade, mas apenas a imaginação, o egoísmo nos ajuda a entender a lacuna entre os estados desejados e os existentes, e elevamos essa diferença ao Criador como um pedido de correção.

Afinal, na realidade, ainda não temos fé, a sensação do Criador, em todos os nossos órgãos, porque não temos órgãos espirituais para agir como a conexão entre nós, onde o Criador pode habitar. Portanto, nos voltamos ao Criador com a oração para nos corrigir e nos conectar para que Ele possa se vestir em nós. 6

A oração inclui dois estados: o estado existente que vemos em nossos órgãos sensoriais existentes e o estado desejado em que nos imaginamos como se já estivéssemos conectados uns com os outros e que o Criador nos é revelado e habita em nós. A diferença entre esses dois estados cria uma grande falta com a qual nos voltamos ao Criador. 7

A oração deve ser construída com base na diferença esclarecida entre o estado desejado e o estado existente. A oração não é apenas o desejo de comer uma maçã deliciosa. Através de nossos esforços, precisamos construir o estado desejado dentro de nós, isto é, imaginar a conexão entre nós a fim de revelar o Criador entre nós e trazer-Lhe contentamento.

Então vemos que nosso estado atual é insuficiente e impreciso. A diferença entre os estados desejado e o existente se torna aparente para nós, e nós o elevamos ao Criador. Em resposta à nossa oração, recebemos novos desejos, exigências que não tínhamos antes e que nós mesmos formamos.

É através deles que construímos nosso grau humano, o qual não tínhamos antes. Do lado do Criador, apenas os graus inanimado, vegetativo e animado são dados. O grau humano não existe na matéria, mas apenas no pensamento e no desejo, e é exatamente o que estamos construindo agora.

O grau de uma pessoa, Adam, é a inclinação para se aproximar do Criador. Nós precisamos imaginá-lo da mesma forma que imaginamos tudo o que queremos neste mundo: estou em certo estado e quero mudá-lo para um melhor – esse é o desejo de qualquer criatura viva. 8

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 18/05/18, Lição sobre o tópico “A Grandeza do Criador”

1 minuto 2:30
2 minuto 6:03
3 minuto 14:20
4 minuto 17:20
5 minuto 27:10
6 minuto 31:50
7 minuto 44:10
8 minuto 48:45

“O Maior Papel Que Natalie Portman … Deve Aspirar”

Dr. Michael LaitmanDa Minha Página no Facebook Michael Laitman 29/04/18

Não é nenhum segredo que a mídia se empenha em gerar histeria amplificando os comentários insignificantes das celebridades em incêndios da opinião pública. O que devemos nos perguntar é por que gostamos tanto disso? Por que nos deixamos levar por esse efeito de bola de neve socialmente divisivo? Por que não desfrutamos de formas mais benéficas socialmente, ao nos engajarmos na criação de uma sociedade mais positivamente conectada?

Leia o artigo completo “O Maior Papel Que Natalie Portman E Outros Judeus Da Indústria Do Entretenimento Devem Aspirar” em Breaking Israel News >> (em inglês)

Minha Página Do Facebook: “Carros Autônomos”

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página Do Facebook Michael Laitman 01/02/18

Imagine o seguinte cenário: você está dirigindo um carro autônomo. Ele decide para onde virar, quão rápido ir, quando ligar as luzes. Em suma, você pode tomar seu café e enviar um texto aos seus amigos enquanto o carro está dirigindo.

Mas então … uma criança apressada entra na estrada atrás de sua bola. Agora, o carro tem duas opções: virar bruscamente à direita e bater em uma parede, arriscando sua vida, ou dar uma freada de emergência, o que o manterá fora de perigo, porém colocando a vida da criança em risco.

O que o seu carro autônomo deve ser programado para fazer? Grandes mentes, de pesquisadores de IA a filósofos morais, estão tentando elaborar uma resposta à medida que falamos.

Certamente, nossa mente racional pode considerar preferir salvar a vida de uma criança do que a vida de uma pessoa idosa, e, e se a criança crescer para ser um criminoso perigoso? Para acrescentar isso, de acordo com a sabedoria da Cabalá, a questão é ainda mais complicada porque o potencial espiritual de uma pessoa também deve ser levado em consideração.

O sistema natural, no entanto, tem uma abordagem muito mais simples em oposição à nossa análise intelectual. Do ponto de vista da natureza, todas as vidas humanas são igualmente importantes sem exceção: homem ou mulher, jovem ou velho, negro ou branco, religioso ou secular, conservador ou liberal. E, no que diz respeito ao sistema espiritual, não temos compreensão nem percepção de como ele orquestra a contribuição espiritual de cada pessoa para todo o sistema.

Portanto, por enquanto, eu recomendo que os engenheiros façam o melhor para desenvolver um algoritmo que funcione para salvar o máximo possível de vidas: identificar e classificar aqueles que correm o risco de serem prejudicados e quem provavelmente será salvo – e lutem por essa vida como se fosse nossa.

Nova Vida # 887 – A Atitude Certa Para Os Eventos Em Nossa Vida

Vida Nova # 887 – A Atitude Certa Para Os Eventos Em Nossa Vida

Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

Qual é a atitude certa para com os eventos em nossa vida? Por que é que o nosso desenvolvimento ao longo da história é sentido como sofrimento, e como pode o reconhecimento da força que nos opera afetar este sentimento?

De KabTV “Nova Vida # 887 – A Atitude Certa Para Com Os Eventos Em Nossa Vida”, 25/7/17

OBS: Multimídia em idioma inglês

icon for podpress Video: Reproduzir Agora | Download icon for podpress Audio: Reproduzir Agora | Download

 

Blitz da Cabalá Dicas – 29/1/17

Pergunta: Eu sou muito preguiçoso. Como é possível não ser preguiçoso no caminho espiritual?

Resposta: A preguiça é uma característica maravilhosa que impede a pessoa de realizar ações supérfluas. Use essa característica corretamente e você terá sucesso.

Pergunta: Por que o meu marido estuda a sabedoria da Cabalá? Eu não entendo e eu não quero deixá-lo estudar.

Resposta: Você só não entende o que é. Você ainda não teve a oportunidade de aprender este conhecimento maior, mas o seu marido tem tido. Quando ele estuda a sabedoria da Cabalá, ele também ganha avanço espiritual para você. Portanto, não incomode-o. Não inveje-o; Afinal, ele é seu marido.

Pergunta: Existe uma outra percepção, mais profunda do mundo além da Machsom (barreira)?

Resposta: Cruzando Machsom torna possível perceber o mundo através da característica de doação, que aparece em você com a travessia da Machsom.

Pergunta: Poderia ser que o Machsom seja uma mentira e não existe realmente?

Resposta: Quando você descobri-la, você será capaz de responder a essa pergunta. Cabalistas escrevem que ela existe; portanto, nós ansiamos para descobrir e alcançá-la.

Pergunta: Em que nível é possível sentir que não há diferença entre a auto-realização e a realização dos outros?

Resposta: É a característica de Bina em que você vai querer realizar os outros e não a si mesma e vai realizar-se desta forma.

[209009]

Da Lição de Cabalá em russo 29/1/17

Material relacionado:
Blitz De Dicas De Cabalá – 15/01/17
Blitz De Dicas De Cabalá – 22/01/17
Blitz De Dicas De Cabalá – 19/02/17

Combinando O Mal Com O Bem

Está escrito na Torá que quando os filhos de Israel atravessaram o Rio Jordão, as seis tribos estarão de pé no monte Garizim, abençoando as pessoas, e as outras seis tribos estarão de pé no Monte Eival, xingando as pessoas. Estas são duas linhas: a linha direita e a linha esquerda.

A linha da esquerda (maldição) não é de forma alguma pior do que o caminho da direita. Devemos nos mover ao longo da linha do meio, incluindo ambas as partes. Afinal, está escrito: “Eu (o Criador) críei o mal e criei a bondade para equilibrá-lo.” Se nós combinarmos uns com os outros corretamente, vamos ao longo da linha do meio, combinando mal com o bem.

Portanto, escolher a bondade sobre o mal, vamos selecionar um sobre o outro, mas em nenhum caso um dos dois. Caso contrário, não existirá como uma criatura. A criatura absolutamente egoísta se veste em uma forma externa altruísta e existe no mundo superior nesta forma.

Acontece que o mal é a base, que deve ser vestida com a vestimenta correta.

[208567]

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 23/11/16

Material Relacionado :
Doze Tribos Em Uma Nação, Parte 3
A Lei De Equilíbrio Do Bem E Do Mal
Divisão Das Doze Tribos