Textos na Categoria 'Estudo Cabalístico'

Como Não Ser Um Joguete Nas Mãos Do Destino

Pergunta: A Cabalá pode ajudar-me a mudar e controlar o meu destino?

Resposta: Pode! Em cada dia na vida, vemos que a criança não tem a força de mudar seu destino, mas um adulto, uma pessoa forte e inteligente, tem maior capacidade de controlar a sua vida. Acontece que quanto mais inteligente nos tornamos, mais entendemos a realidade, e mais nós podemos controlar nosso destino.

Portanto, a ciência da Cabalá, expandindo os órgãos de percepção humana e permitindo a um indivíduo ver todas as forças, todos os gatilhos invisíveis por meio dos quais a natureza influencia-o, dá ao indivíduo a oportunidade de tomar decisões mais corretas em sua vida.

Pergunta: Eu sinto que eu não tenho escolha, que meu destino já está predeterminado. Pode a ciência da Cabalá ajudar-me a mudar esse destino?

Resposta: Na verdade, uma pessoa média quase não tem escolha em sua vida. Mas a Cabalá dá-lhe a oportunidade de entender a vida de tal forma que ela pode mudar seu destino, todo o fluxo da vida e seu resultado.

Mais importante ainda, ela começa a entender para que está vivendo! Toda a perspectiva de vida abre-se na frente de seus olhos e ela sente-se como um adulto, responsável pelo seu destino, alguém que pode ter o prazer da vida e não ser apenas um brinquedo nas mãos de um destino cego.

[211316]

A partir da conversa “Respostas às perguntas dos iniciantes”, 24/7/17

Material relacionado:
Como Podemos Mudar o Nosso Destino?
Como Mudar O Destino De Alguém?

O Livro Do Zohar: A Condição Mais Importante

laitman_530A condição mais importante para estudar O Livro o Zohar é um grupo bem preparado e organizado. Você não pode abrir o Livro do Zohar sozinho e esperar que ele comece a influenciá-lo e a revelar o mundo superior para você. Você precisa estar em certa conexão com os amigos para que isso aconteça.

Quando uma pessoa estuda O Livro do Zohar com os amigos, ela estimula e evoca mudanças a tal ponto em que começa a sentir a imagem do mundo superior na conexão como em uma tela de TV: sensações, volumes, dependências. Não pode haver nenhum sentimento do mundo superior, a menos que você esteja conectado ao grupo.

Em nosso mundo, não há conexão entre as pessoas. Nós somos egoístas absolutos que aspiram apenas a extrair o benefício mútuo uns dos outros. E no mundo superior, essa conexão é revelada durante o estudo do Livro do Zohar, e a pessoa começa a perceber, explorar e afetar.

O Livro do Zohar não requer esforço prolongado, especialmente não mental. Os esforços devem ser emocionais. Você deveria estudar regularmente, mas não por um longo período de tempo. Uma hora por dia é suficiente.

Da Lição de Cabalá em Russo 12/02/17

A Luz Existe?

laitman_276.01Pergunta: Eu não entendo: a Luz é um desejo ou uma intenção? O meu desejo de doar é uma realização e Luz para aquele que eu dou?

Resposta: A Luz é o que percebemos. Não podemos dizer nada de algo que está além de nós. Isso significa que não podemos falar do Criador antes que Ele esteja vestido em nós. O que existe e não está vestido em nós é chamado de Atzmuto (Sua Essência), e não lhe damos nenhum nome particular.

Existe Luz fora de nós? Não sei. Eu posso dizer que ela existe apenas quando existe dentro de mim.

Nós falamos apenas do que alcançamos porque a Cabalá é uma ciência. O que nós alcançamos em nosso “software” interno é o que realmente existe.

Da Lição de Cabalá em Russo 19/03/17

Respostas Às Suas Perguntas, Parte 183

Laitman_177.06Pergunta: O que é atenção de acordo com a sabedoria da Cabalá? Isso significa que uma pessoa dirige sua atenção para algo e começa a sentir a si mesma, e quando não há atenção, é como se estivesse perdida? Parece ser algo que se move. Pode ser que essa atenção esteja de alguma forma conectada à Masach (tela)?

Resposta: A atenção é uma ativação da energia.

Pergunta: O que é que faz com que as pessoas sem um ponto no coração ouçam você ou a sabedoria da Cabalá? Afinal, a Cabalá não fala sobre o mundo físico e não resolve nenhum dos nossos problemas bestiais ou humanos.

Resposta: É porque as coisas estão ruins para elas e a Cabalá eleva a pessoa ao bem.

O Desenvolvimento Da Humanidade: Da Matéria Às Forças

laitman_220Todos os grandes filósofos, por um lado, sentiram que a humanidade não está em harmonia com a natureza. Por outro lado, eles pensavam que a organização adequada da sociedade levaria a essa harmonia e o indivíduo poderia realizar seu potencial criativo.

Tudo o que você precisa para isso é criar as leis certas, a constituição certa. Isso causou todas as revoluções.

Pergunta: Por que a humanidade teve que passar por tudo isso para se desesperar? …

Resposta: É assim que o nosso egoísmo se formou. Ele teve que passar por todas essas etapas, amadurecer e descobrir sua insignificância e finitude. Tal é o seu desenvolvimento. Isso é dialético.

Quando Adão revelou a sabedoria da Cabalá, ficou claro para ele que todo o processo foi projetado para 6000 anos, nada menos que isso. Agora é o 5777 º ano de acordo com o calendário judaico. Faltam 223 anos até o fim do desenvolvimento humano, e depois haverá uma transição para outra área, para o campo das forças, da matéria às forças.

É por isso que não importa o que os filósofos escreveram, mesmo que pudessem ver o futuro material da humanidade e todas as possibilidades de melhorar a vida. Mas isso não está de acordo com as leis da natureza.

De KabTV “A Última Geração” 15/05/17

Por Que Muitas Pessoas Preferem A Religião À Cabalá?

Laitman_507.03Pergunta: A Cabalá diz que o propósito da nossa vida é descobrir a força superior. Uma vez que eu a revele, recebo a capacidade de controlar minha vida e me livrar de todas as ansiedades. Isso parece muito atraente, então porque as pessoas evitam a Cabalá?

Por que elas preferem a religião, que promete uma recompensa somente após a morte em um futuro mundo do qual ninguém ainda retornou?

No entanto, as pessoas estão prontas para dedicar suas vidas inteiras à religião. A Cabalá lhes oferece alcançar a mesma coisa, mas durante a vida delas neste mundo. No entanto, elas rejeitam a Cabalá. Eu não entendo o porquê?

Resposta: Na religião, a pessoa engana a si mesma. Na verdade, ela não receberá nada. Não há nada após a morte! A pessoa morre, e como qualquer animal, o corpo se decompõe e nada permanece.

Por que, então, a abordagem religiosa está prosperando? Porque a religião não só promete uma recompensa e um paraíso após a morte por realizar ações não muito complexas neste mundo, mas mesmo agora, no processo de realização das ações rituais, a pessoa recebe prazer. Mesmo quando sofre, a religião proporciona uma compensação egoísta por esse sofrimento. Na religião, não é necessário anular seu egoísmo como na sabedoria da Cabalá.

É por isso que as pessoas estão dispostas a realizar ordens religiosas, se casar, jejuar e se sujeitar a todos os tipos de restrições. Elas recebem ainda mais prazer com isso. Quanto mais sofrimento os mandamentos religiosos trazem, mais a pessoa valoriza o mundo futuro e é ainda mais dedicada à religião.

A sabedoria da Cabalá não pede para a pessoa se esgotar e realizar algum tipo de ação. Ela só precisa fazer uma coisa: subir acima de seu egoísmo, de sua natureza. Isso, no entanto, é um desafio!

Acontece que, quando a pessoa cumpre as ordens religiosas nesse mundo, ganha uma recompensa para si e sua família neste mundo e no mundo futuro. Ela sente como se tivesse recebido uma apólice de seguro e que uma força superior cuidará dela e a protegerá de todos os males, e depois da morte tem garantida uma vida no céu.

A Cabalá, no entanto, diz que nada disso existe! Acontece que é oposta à religião, porque a desmantela, e é por isso que as pessoas religiosas são contra a Cabalá e não querem ouvi-la. Elas veem isso como uma ameaça porque pode afastá-las da religião. Esta é a razão pela qual os Cabalistas ocultaram a Cabalá e não falaram a verdade, de acordo com o que está escrito: “Não coloque obstáculos diante de um cego”.

Na Cabalá, a regra sempre se aplica: “Mil entram em uma aula, e apenas um sai para a Luz”. Em outras palavras, 999 daqueles que vieram partirão, e depois de sair, vão crescer para odiar a Cabalá porque ela é oposta a nossa natureza.

Muitas delas se tornam religiosas. Elas ainda não têm um ponto suficientemente grande, ardente e forte no coração capaz de segurá-las apesar de todas as dificuldades, problemas e decepções que a pessoa tem que passar durante o estudo prático da Cabalá.

De KabTV “As Razões para a Atitude Negativa em Relação à Cabalá” 19/07/17

O Zohar: A Ferramenta Para Trabalhar Em Si Mesmo

Dr. Michael LaitmanPergunta: A pessoa lê O Livro do Zohar como um conto de fadas. Por outro, não é importante entender, mas obter sentimentos dele. Como a pessoa não transforma O Zohar em um livro de meditação, mas faz dele uma ferramenta para trabalhar em si mesma?

Resposta: Antes de tudo, você precisa ler esse livro com os outros. De preferência, faça isso em grupos de dez, não misturados, mas dezenas de homens e dezenas de mulheres separadas.

A essência do Livro do Zohar não é sua tradução e sentido literal. Se nos organizarmos corretamente e o escutarmos em qualquer idioma, mesmo que não entendamos, esse livro nos afetará. Na verdade, ele representa uma ponte entre o mundo espiritual e os nossos pontos no coração que desejam alcançá-lo.

O Livro do Zohar desempenha a função de um tubo pelo qual a Luz do mundo superior passa para o nosso coração, para o ponto do coração que pergunta sobre o sentido da vida. Esse ponto começa a crescer e, gradualmente, compreendemos melhor o que realmente significa o sentido da existência. É um trabalho contínuo sobre nós mesmos, mas temos tempo. Por que essa vida é dada a nós? Para entendermos por que ela é dada a nós.

Eu vejo nos meus alunos como O Livro do Zohar os influencia e eles começam a sentir o gosto interno dele, que em hebraico é chamado de “Han de Kedusha” (o encanto da iluminação superior). Embora não seja claro, nós sentimos explicitamente que este livro traz algo nele que expande nossos sentimentos. Embora não saibamos o que ele está preenchendo, algo está acontecendo. Essa é a influência gradual do Livro do Zohar em uma pessoa.

Mais tarde, nossos desejos, sentimentos e vários instrumentos internos se tornarão mais adequados para o estudo do Livro do Zohar e perceberemos com muita clareza os resultados de lê-lo.

O estudo não consiste em se familiarizar com o texto do Livro do Zohar e adquirir conhecimento sobre a sabedoria da Cabalá. Seu estudo é a entrada da Luz superior dentro de nós através do tubo, que é o Livro do Zohar, e assim a Luz desenvolve novas sensações em nós através das quais começamos a sentir o mundo superior.

Pergunta: Quando leio o livro, Receitas Deliciosas e Saudáveis, começo a salivar, o que significa que sinto prazer. Nós podemos dizer isso sobre O Livro do Zohar, que ele ama minha alma, mas eu não sinto isso porque ainda não tenho esses gostos?

Resposta: Eu diria que é muito melhor porque, ao ler esse livro de receitas, a pessoa pensa se já experimentará esse alimento. Ao estudar O Livro do Zohar, a pessoa começa a evocar a influência da Luz superior sobre si imediatamente. Ao influenciar você, a Luz superior cria novos desejos e possibilidades em você. Os desejos construídos de forma inata em nós são descobertos durante a leitura do Livro do Zohar e nós começamos a alcançá-lo.

Da Lição em Russo 02/05/17

Livro Escrito No Coração

laitman_602_01Pergunta: Por que muitos grandes Cabalistas não escreveram livros?

Resposta: Geralmente existem dois tipos de Cabalistas de acordo com a natureza de sua alma: almas da Luz Interna ou da Luz Circundante.

Por exemplo, o Rabi Shimon não escreveu O Livro do Zohar sozinho, mas por meio de seu discípulo, Rabi Aba, que conseguia revelar as palavras do Rabi Shimon de tal forma que, ao longo das gerações, apenas aqueles que estavam preparados para isso entenderiam.

Veja que segredos estão escondidos na escrita de livros Cabalísticos onde um Cabalista escreve e sabe que algumas pessoas aparecerão em dois mil anos, que terão permissão para entender esse texto, e apenas em certo lugar e não mais.

Pergunta: Como os Cabalistas conseguiram escrever esses livros?

Resposta: O problema é que todos nós estamos em um sistema superior chamado Primeiro Homem (Adam HaRishon, Adão, uma alma) e o Cabalista pode controlar esse sistema. E nós somos sua prole espiritual. Portanto, ele pode determinar tudo para nós. Aquele que vai em frente determina o caminho das próximas gerações.

Um Cabalista não apenas grava o texto do livro, mas cria travessas no sistema da alma comum. Assim, ele estabelece os canais para a transmissão da Luz superior a todas as almas futuras que ainda não foram reveladas, o que irá fluir até elas e preenchê-las.

Isso é o que se chama escrever um livro Cabalístico, como está escrito, “Escreva em seu coração”. O texto em papel é apenas símbolos através dos quais podemos nos conectar com o livro de acordo com nosso desejo.

Se você vê um livro que não consegue entender, mas quer muito entendê-lo, seu desejo atinge o mecanismo interno da criação através das letras e você se conecta à fonte da Luz que começa a influenciá-lo.

Pergunta: Será que vou sentir o que está acontecendo comigo?

Resposta: Certamente! A tela interna surgirá em você, na qual verá todo o mundo espiritual. Tudo que está escrito no livro surgirá diante de você como se estivesse em um palco teatral.

Da Lição Virtual “O Tempo da Cabalá” 13/06/17

É Possível Escravizar O Criador?

Laitman_630.1Pergunta: É possível escravizar o Criador no caminho à meta?

Resposta: Certamente é possível subjugar o Criador. O Criador é totalmente dedicado a nós. Ele quer que nós O usemos 100%.

Ele só quer servir aos nossos desejos. É por isso que, em princípio, Ele se revela relativo a nós. Por parte Dele, não há nenhum problema em estar em completa doação a nós – essa é a essência Dele. Portanto, não há nenhum motivo em subjugá-Lo. Inicialmente, Ele organiza as coisas de tal forma que evoca em nós a possibilidade de correção e ascensão ao nível Dele. Isso em primeiro lugar.

Em segundo lugar, o Criador não é uma imagem humana que possa ser subjugada, etc. É um sistema: um imenso mecanismo composto de forças opostas, positivas e negativas.

Na medida em que somos semelhantes ao Criador, isto é, à qualidade de doação, amor, preocupação e interconexão, podemos evocar a influência positiva deste sistema sobre nós.

Da Lição de Cabalá em Russo 21/05/17

Prazer Do Livro Do Zohar

Laitman_630.1Pergunta: O Cabalista sente prazer ao ler O Livro do Zohar?

Resposta: É um grande prazer, porque quando um Cabalista lê O Livro do Zohar e descobre seu significado, vê como todas as partes da criação se conectam acima de todas as diferenças. O maior prazer é quando todas as partes, que parecem totalmente incompatíveis, de repente se tornam compatíveis entre si, se conectam e se fundem.

Pergunta: Isso pode ser comparado a uma pessoa comum que lê um romance ou um livro de aventura e encontra um grande prazer nele?

Resposta: Sim. Afinal, como crianças, nós recebemos impressões muito vívidas da leitura de livros, mas o prazer do Livro do Zohar é muito mais sublime.

Hoje, quando já é impossível se surpreender e se preencher com qualquer coisa, O Livro do Zohar pode nos preencher. Tudo depende do seu efeito sobre a pessoa.

Da Lição de Cabalá em Russo 05/02/17