Textos na Categoria 'Estudo Cabalístico'

Gematria: A Linguagem Para Descrever O Mundo Superior

Laitman_151Pergunta: A lógica do nosso mundo é preservada na espiritualidade? Por exemplo, dois mais dois também são iguais a quatro?

Resposta: Na espiritualidade, a lógica do nosso mundo não é preservada. Não há aritmética lá, mas existem muitos outros cálculos diferentes dependendo do que se está trabalhando. Teremos diferentes matemáticas em diferentes níveis.

Pergunta: A aritmética espiritual é a Gematria das palavras? Está relacionado ao desejo?

Resposta: É claro, porque cada letra em si representa a combinação de várias proporções das forças de doação e recepção, cada uma das quais cria uma forma básica particular ou outra. É por isso que as 22 letras do alfabeto hebraico são a base.

As primeiras nove letras correspondem às nove Sefirot de Bina, as nove letras seguintes são as nove Sefirot de Zeir Anpin, e as quatro últimas letras são as quatro Sefirot de Malchut. Há também cinco letras adicionais, que são formadas a partir do Parsa.

Pergunta: Cada elemento das letras: o ponto, a linha horizontal, a linha vertical – são todas essas forças?

Resposta: Sim. Uma combinação específica de forças de doação e recepção representa letras. Não há outra combinação.

O Criador criou o desejo de receber (o ponto negro). Durante o processo de desenvolvimento do desejo, Ele estava constantemente exercendo influência sobre ele e reunindo todas as combinações possíveis de Sua influência. É por isso que quando o ponto negro é refletido no fundo da Luz branca, ele descreve a correlação entre a Luz superior e ela mesma, seus desejos. Isso cria os 22 padrões.

As leis da Gematria são as mesmas em todos os lugares, as dez Sefirot não mudam. Mas isso não se reflete na matemática do nosso mundo. A Gematria é uma das linguagens que descrevem o mundo superior e seus processos. Esta é linguagem da Cabalá.

Da Lição de Cabalá em Russo, 25/2/18

O Que O Criador Tem A Ver Com Isso?

Laitman_006Pergunta do Facebook: Tudo o que você ensina é pura psicologia das relações entre as pessoas. O que o Criador, a Luz e todos os outros atributos têm a ver com isso?

Resposta: O fato é que o Criador é alcançado entre as pessoas quando uma relação especial de doação e amor aparece entre elas. Não doação terrena, amor terreno, mas em um nível superior, isto é, acima do nosso egoísmo.

Para elevar-se ao próximo nível, acima do nosso egoísmo, é necessária a sabedoria da Cabalá, que, em princípio, lida apenas com isso. Isto é, é psicologia, mas no próximo nível, superior.

Em nossa psicologia terrena, uma pessoa não precisa se modificar na prática. Aqui ela deve receber a força superior, e a Cabalá explica a ela como fazer isso. Recebendo essa força, ela constrói acima de si outra pessoa completamente diferente que trabalha em doação e amor aos outros, fora de si mesma. Isto é, no nível material, eu “estou dentro de mim” e, no nível espiritual, atuo “fora de mim”.

A psicologia materialista não pode lidar com isso; não tem ferramentas para isso, nenhum poder da Luz que possa mudar inversamente uma pessoa. Portanto, psicologia é psicologia e Cabala é Cabalá.

Pergunta: É possível dizer que a psicologia materialista nos adapta à realidade terrena e a psicologia Cabalista à realidade superior?

Resposta: Claro, eu me adapto a um sistema diferente de relações construído em completa desconexão do meu egoísmo e acima dele.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman”, 10/04/18

Não Fuja Do Mundo

laitman_761.3Pergunta do Facebook: Você realmente acha que todos deveriam deixar seus negócios e empregos, vender tudo como você fez e apenas estudar Cabalá? Você é “menos bom” se não fizer isso?

Resposta: De jeito nenhum! Eu não tinha outra escolha. Ninguém me disse para fazer isso. Eu só tinha um chamado interior, certo tipo de destino que me guiava, e não poderia ter agido de outra forma.

Pergunta: Então, quando você nos fala sobre isso, não é um exemplo?

Resposta: Claro, não é um exemplo. Eu mesmo não sei se teria feito isso de novo ou não. Simplesmente aconteceu.

Pergunta: Significa que uma pessoa não deve deixar seu trabalho ou seu negócio para estudar Cabalá?

Resposta: Pelo contrário, estudar Cabalá exige que você se envolva em tudo isso.

Eu não desisti do meu trabalho. Mudei para outro, para poder estudar sem ficar sobrecarregado com nada, sem pensar em como pagaria impostos, organizar todo tipo de coisa e ser responsável pelo negócio. Eu só queria cuidar das minhas necessidades, trabalhar um pouco para sustentar minha família e passar o resto do meu tempo estudando.

Pergunta: Qual é o seu conselho para alguém que estuda Cabalá? Como ele deve viver neste mundo com trabalho, família e assim por diante?

Resposta: De forma alguma a pessoa deve fugir deste mundo. Parece-lhe que ela poderia fazer um grande ato de sacrifício altruísta, mas, na verdade, não é o caso. Ela deve permanecer em seu trabalho e continuar tudo do jeito que fazia antes.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman”, 01/05/18

Por Que Preciso De Tanto Conhecimento?

laitman_546.01Pergunta: Eu estudo a parte teórica da Cabalá a fim de descrever mais facilmente uma conexão espiritual. Por que preciso de tanto conhecimento se eu estudo este material para mim?

Resposta: Você precisa disso precisamente para poder entender sua própria estrutura e a estrutura do mundo.

Você está estudando a ciência eterna! Você precisará disso neste mundo e no próximo mundo, nesta vida e na vida “do outro mundo”.

Estude-a! Isto é o que permanecerá com você para sempre.

Da Lição de Cabalá em Russo 12/10/17

A Conexão Entre Governança Pessoal E Geral

laitman_275Pergunta: Existe governança pessoal e geral. Como elas se encaixam?

Resposta: A governança geral desce sobre as pessoas e o mundo, e a governança pessoal desce sobre uma pessoa ou sua pequena comunidade. Ao mesmo tempo, os dois tipos de governança podem se contradizer.

Observação: Você disse que o Criador não se relaciona pessoalmente com um homem de forma alguma, apenas através de toda a humanidade.

Meu Comentário: Não importa. Se o Criador afeta uma pessoa ou se as pessoas querem se afetar seletivamente umas às outras, isso é um impacto pessoal. Por exemplo, ao criar uma garantia mútua (Arvut), queremos influenciar seletivamente nossos amigos.

O Criador não tem reivindicações pessoais para uma pessoa. Uma pessoa é um produto de seu ambiente e, portanto, o Criador a trata como parte desse ambiente.

Pergunta: Nosso corpo consiste de bilhões de células. Eu posso dizer que, como não mostro minha atitude para cada célula individualmente e não posso sequer discerni-las, da mesma forma, o Criador olha para nós e não vê? Ele vê apenas a imagem geral?

Resposta: O fato é que o sistema geral é completamente determinístico, interconectado. Não há nada nele para tornar necessário observar as células selecionadas.

Nós existimos no mundo ideal que, da nossa perspectiva, parece corrompido, egoísta. O problema da governança é nos forçar a revelar esse mundo ideal. Portanto, os impactos gerais e individuais estão conectados uns aos outros.

Da Lição de Cabalá em Russo 12/10/17

Alcançar O Objetivo Almejado

laitman_600.01Pergunta: Um estudante de Cabalá pode falhar em alcançar seu objetivo almejado?

Resposta: Claro. A Cabalá é uma ciência. Todo mundo quer ser Einstein, mas só alguns se tornam professores assistentes. Isso é necessário.

Uma pessoa deve se esforçar ao máximo, mas não importa como será. No entanto, se trabalhar corretamente, certamente irá alcançá-lo.

Em um sistema fechado, quando a pessoa retorna às suas raízes, sente que está mais alto em relação aos outros. Ao passar a Luz superior através deles, ela se sente como uma fonte especial de energia para todos os outros.

Pergunta: Einstein é um exemplo de conquista de um nível elevado em uma determinada direção. Mas ele tinha um talento raro, não há um segundo Einstein no mundo. E você diz que na Cabalá todos podem alcançar grandes alturas?

Resposta: Einstein tinha o dom de ver as conexões internas do mundo. Seu gênio foi que, através da combinação de várias propriedades opostas da natureza, ele era capaz de obter novas fórmulas, expressões, compreensão e descrevê-las matematicamente.

Portanto, a matemática é a base de todas as ciências, embora não seja uma ciência por si só. É uma maneira de descrever as conexões internas da natureza. Afinal, a natureza também não é uma ciência. A natureza é uma rede de conexões entre nós.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/02/18

Nenhuma Alegria Sem Tristeza

laitman_599_02Nas Notícias (Nautilus): “A Infelicidade É Um Limpador De Paladar”, por Indira M Raman, “… Com frequência nos comportamos como se pudéssemos encontrar um caminho para o contentamento – conforto, saciedade, calor ou alguma outra recompensa – e sermos felizes o tempo todo se pudéssemos fazer as escolhas certas. Mas o prazer é muitas vezes passageiro, mesmo a partir das experiências mais atraentes, dando origem ao tédio e despertando a busca de algo novo e sensacional. Como neurocientista, não posso deixar de me perguntar se a transitoriedade de nossa satisfação pode, na verdade, não ser inevitável e, em vez disso, revelar um aspecto inevitável da maneira como o cérebro funciona, cuja compreensão pode fornecer uma pista sobre como lidar com isso. …

“Sem a pessoa poder fazer comparações, o mundo fica cinzento. Em outras palavras, não é só que a variedade é o tempero da vida; é a variação que nos permite sentir algo.

“Nós percebemos as coisas não pelo valor absoluto, mas pelo contraste com o que veio antes.

“… Eu acho que isso oferece a chave para a felicidade que é compatível com o funcionamento do cérebro. A capacidade de detectar até mesmo estímulos familiares geralmente pode ser restaurada por um breve limpador de palato, que literalmente permite uma recuperação da dessensibilização suficiente para intensificar uma experiência subsequente. … Como o cérebro classifica em uma curva, comparando infinitamente o presente com o que veio logo antes, o segredo da felicidade pode ser a infelicidade. Infelicidade não absoluta, é claro, mas o frio passageiro que nos deixa sentir calor, a sensação de fome que torna a saciedade tão bem-vinda, o período de quase desespero que nos leva à surpreendente experiência do triunfo. O caminho para o contentamento é através do contraste”.
Indira M. Raman é professora do departamento de neurobiologia da Northwestern University.

Meu Comentário : Eu concordo com ela. É impossível distinguir a luz sem escuridão, alegria sem tristeza e assim por diante. Nossos sentimentos são construídos em duas percepções opostas, e tudo depende de como os avaliamos, pesamos.

A maneira mais correta é começarmos a perceber que sensações amargas eram necessárias para nos sentirmos doce. Então elas também se tornam parte do doce. Eu lhes desejo tal sentimento.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 20/03/18

Dois Vetores Do Universo

Laitman_168Pergunta: Como o egoísmo e o altruísmo são definidos?

Resposta: Baal HaSulam define o egoísmo como amor próprio, quando uma pessoa quer se preencher o máximo possível, apesar de todos os outros, sem contar com ninguém.

O altruísmo é o desejo de preencher outra pessoa, dando tudo o que puder, apesar de si mesmo – não para agradar a si mesmo, mas para agradar o desejo de um amigo.

Existem apenas dois vetores no universo: uma força direcionada para si ou para os outros. Sua combinação gera tudo o que existe na natureza em todos os níveis: inanimado, vegetativo, animado e humano.

Pergunta: Por que esse sistema multinível foi criado?

Resposta: Quatro níveis da natureza personificam os quatro estágios do desenvolvimento da Luz direta. A natureza inanimada, vegetativa, animada e humana corresponde ao primeiro, segundo, terceiro e quarto níveis do desejo.

Da Lição de Cabalá em Russo, 04/02/18

Acreditar Ou Não Acreditar

laitman_260.01Pergunta: Um muçulmano, cristão, budista ou qualquer outra pessoa religiosa pode ser um Cabalista?

Resposta: Não é uma questão de fé. O que importa é que a pessoa que ouviu algo, leu, ou de alguma forma recebeu informações, aceita isso como uma crença, o que significa que a usa como dados, como um fato. Neste caso, ela é chamada de crente.

A Cabalá não é uma crença. É a ciência que pesquisa algo que é inatingível para uma pessoa comum. No entanto, cada pessoa pode alcançar e descobrir novos espaços e formas. Isso é discutido até hoje na física.

Ela confirma que há matéria, energia, espaços e volumes que não podemos sentir. Há movimento acima do conhecimento, acima da luz e do tempo, e além do tempo e do espaço.

Parece que a ciência começa a discutir isso mesmo que a pessoa não entre com seus próprios sentidos. Ela retrata isso apenas em teoria. No entanto, a sabedoria da Cabalá nos ajuda a desenvolver órgãos sensoriais dentro de nós que nos capacitarão a sentir e perceber espaços além do tempo, da matéria ou das dimensões, e a existir dentro deles. Esses espaços são considerados espirituais.

Pergunta: Eu tenho que acreditar em você?

Resposta: Você não precisa acreditar em mim quando digo que isso existe, assim como não precisa acreditar nos físicos que nos dizem que a luz desaparece, que há anãs brancas e vermelhas, outros universos além dos nossos, etc..

Você não precisa acreditar neles ou em mim. Tudo depende se você deseja atingir você mesmo, se acha que é importante para você. Se for importante para você, então você é convidado a viajar para “outro mundo”. Se isso não tem importância para você, então fique neste mundo. Boa sorte!

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 20/03/18

O Que É Primário: A Forma Ou A Matéria?

laitman_571.03Pergunta: O que é primário do ponto de vista da Cabalá: a forma ou a matéria?

Resposta: A matéria (desejo), lógico. O desejo se desenvolve até a sua forma egoísta, e essa forma passa por certos estágios de desenvolvimento, a consciência de si mesma como o oposto do Criador, e então busca a correção e equivalência com o Criador até que alcançar completa equivalência com Ele. Tudo é forma.

Baal HaSulam tem um artigo muito interessante, “Matéria e Forma na Sabedoria da Cabalá”. Eu aconselho que você leia.

Pergunta: Então, você é um materialista?

Resposta: Nós somos, involuntariamente, materialistas porque trabalhamos com a matéria, com o desejo de receber, desfrutar e receber satisfação.

Pergunta: Práticas espirituais, Cabalá, etc. parecem estar desconectadas da matéria para muitas pessoas. Mas não?…

Resposta: Essas não são práticas espirituais. Este é um tipo de fenômeno psicológico interior que se imagina e nada mais.

De KabTV: “Notícias com Michael Laitman”, 20/03/18