Textos com a Tag 'Torá'

Debaixo De Uma Chuva De Pedras

546.04Profetas, Josué, 10:11: Enquanto fugiam de Israel na descida de Bete-Horom para Azeca, do céu o Senhor lançou sobre eles grandes pedras de granizo, que mataram mais gente do que as espadas dos israelitas.

Pergunta: O que significa que o Criador atirou pedras nos inimigos de Israel?

Resposta: Ele torna os desejos egoístas das pessoas tão pesados ​​que elas são incapazes de escapar de qualquer lugar. Elas são obrigadas a morrer, a se render, o que significa parar de estar em seus desejos egoístas.

Uma pessoa para de usá-los. Essa é a sua correção. O Criador sobrecarrega tanto seu desejo que ela não pode permanecer e de alguma forma manobrar em seu egoísmo. Esse é o fim de sua autoridade sobre si mesmo.

Afinal, o autocontrole implica que ela pode passar de um desejo para outro, para administrar a si mesma. E quando desejos enormes a dominam, ela não pode fazer nada.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 26/07/21

“Eles Comeram Do Fruto Da Terra”

437

Josué 5:10 – 5:12: Na tarde do décimo quarto dia do mês, enquanto estavam acampados em Gilgal, na planície de Jericó, os filhos de Israel celebraram Pessach.
No dia seguinte ao de Pessach, nesse mesmo dia, eles comeram pães sem fermento e grãos de trigo tostados, produtos daquela terra.
Um dia depois de comerem do produto da terra, o maná cessou. Já não havia maná para os filhos de Israel, e naquele mesmo ano eles comeram do fruto da terra de Canaã.

Os filhos de Israel não recebem mais nutrição de Bina, o nível mais alto. Eles devem ganhar essa realização, esses poderes, sozinhos.

Portanto, é dito que eles começaram a comer os produtos da terra, o que significa a combinação das propriedades de Malchut e Bina. Usando as propriedades de recepção e doação, eles podem combiná-las para que a terra produza alimentos.

Pergunta: No deserto, eles não faziam isso, mas aqui eles começaram a combinar essas qualidades?

Resposta: Não há propriedade de Bina no deserto. Portanto, apenas MAN cai lá. Quando as pessoas chegam à fronteira com a terra de Israel, elas têm a oportunidade de receber a propriedade de Bina (doação), de misturá-la na proporção correta com as propriedades de Malchut (recepção) e começar a produzir alimentos a partir da terra.

Isso significa que eles devem corrigir seus próprios desejos, mas, é claro, com a ajuda de Bina, com a ajuda de uma força superior, o poder do Criador.

Pergunta: Para fazerem plantações, eles precisam começar a cultivar esta terra e pedir chuva?

Resposta: Sim, esse é um sistema completo de trabalhar com nosso desejo para que ele comece a dar frutos. Eu pego os desejos egoístas, corto-os para que permaneçam apenas aqueles desejos que podem ser usados ​​para doação e amor aos outros. Então eu produzo tudo o que a terra suporta para o bem dos outros. E o mesmo acontece com todos na terra de Israel.

Se eu trabalho com a intenção para o bem dos outros, eu cultivo a terra, ou seja, eu cultivo meu egoísmo para que dela surjam brotos de altruísmo, que dou aos outros e cumpro a condição de vida na terra de Israel.

Pergunta: Então vem a chuva?

Resposta: Não só isso. A terra sempre dá frutos. E quando as chuvas vêm, ou seja, aparece umidade nela, Bina, e dá frutos que eles não conheciam antes, como no caso dos batedores que viram enormes cachos de uvas na terra de Israel.

A umidade na terra só aparece se as pessoas não usarem suas intenções egoístas.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 05/07/21

Guardar A Transição

747.02Pergunta: Por que os sacerdotes não entraram primeiro quando foram para a terra de Israel? Eles esperaram até que todo o exército tivesse passado e completaram a transição.

Resposta: O mais importante para eles é guardar a fronteira porque todas as pessoas devem passar para terra firme. Como foi a travessia do Mar Vermelho, assim é aqui na travessia do Jordão. Depois que todos passaram, as funções dos sacerdotes foram cumpridas e as águas se fecharam novamente.

Comentário: De certa forma, isso é semelhante a como Moisés disse ao Faraó que ele pegaria todos e esperaria até que todos saíssem.

Minha Resposta: Mas houve uma saída de Malchut para Bina através de Zeir Anpin — para o estado intermediário de “deserto”. Aqui há uma transição para Bina, para a propriedade de doação.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 05/05/21

“O Coração Deles Derreteu”

749.02Josué 5:1: Todos os reis amorreus que habitavam a oeste do Jordão e todos os reis cananeus que viviam ao longo do litoral souberam como o Senhor tinha secado o Jordão diante dos filhos de Israel até que tivéssemos atravessado. Por isso, o coração deles derreteu (desanimaram-se) e perderam a coragem de enfrentar os filhos de Israel.

Pergunta: O Criador mostra aos povos (desejos egoístas) que habitam a terra de Israel que seu fim chegou?

Resposta: Sim, para isso, os israelitas realizaram ações especiais: eles se uniram e se elevaram acima de si mesmos até suprimir seus desejos egoístas.

Portanto, esses desejos não mais os impediam de cruzar a fronteira do deserto para a terra de Israel, ou seja, dar os últimos passos de Malchut a Bina, para a qualidade de doação.

Em outras palavras, aqueles povos egoístas que habitam a terra de Israel, que existem em cada um de nós, já entendem que chegou uma força que não os permitirá resistir a este estado. Então haverá uma recuperação.

Por um lado, é dito que não há mais um ânimo neles diante do povo de Israel. Por outro lado, as guerras começarão porque os próprios israelitas deixarão de cumprir as condições de permanecer na terra de Israel, de estar em desejos direcionados apenas ao Criador.

Então, consequentemente, haverá diferentes leis agindo sobre os judeus e, como está escrito alegoricamente, eles serão atacados por outras tribos que vivem na terra de Israel.

Pergunta: Por que os judeus abandonaram as leis?

Resposta: Claro. Exatamente a mesma coisa está acontecendo hoje. As leis são imutáveis. Ao entrar na terra de Israel, não nos adaptamos a essa terra. Tudo depende de nós.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 05/07/21

Luz Da Torá

234Pergunta: O que é a Torá? É um livro, é uma luz, uma metodologia?

Resposta: A Torá é um método de correção. É um conjunto de regras e recursos que eu aceito e aplico com o conselho dos Cabalistas com todas as minhas habilidades e experiência, tudo o que está escrito nos livros, tudo o que a luz superior me traz e tudo o que faço no grupo realizando todos os tipos de ações junto com os amigos.

Tudo o que faço para corrigir meu egoísmo, para transformá-lo em altruísmo, doação e amor, é chamado de Torá.

Se por nossas ações despertamos nossa luz interior, ela é chamada de “a luz da Torá”.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 21

Como Interpretar Números Na Torá?

571.04Pergunta: Abraão foi a primeira pessoa que elevou Malchut à Biná em 40 anos. Está escrito na Torá que ele alcançou o Criador aos 40 anos. O que significa o número 40?

Resposta: Todos têm um inato desejo de receber egoísta. Ele só pode ser corrigido elevando-o ao nível de Biná, que tem o valor numérico 40. Isso significa que podemos subir ao nível de Biná em 40 anos, em 40 graus.

Na verdade, isso é puramente condicional; podemos contar e perceber este nível de maneiras diferentes. No entanto, na Torá, o número 40 é muito comum.

Pergunta: O número três também é mencionado na Torá. Por exemplo, está escrito que Abraão começou a pensar no sentido da vida aos três anos. O que isso significa? Claramente, não se trata apenas de idade.

Resposta: Claro que não é uma idade física. Mas podemos dizer que é uma era espiritual quando uma oportunidade de receber e doar é revelada em uma pessoa e a partir desses dois estados opostos ela pode construir a linha média. Três é a formação da linha média.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 11/06/21

Tradução Da Torá: Uma Fonte De Distorção

559Pergunta: Qual é a sua opinião sobre a tradução da Torá para o grego?

Resposta: A Torá não pode ser traduzida para nenhum idioma porque sua tradução sempre se torna uma fonte de todos os tipos de distorções.

O hebraico em seu significado interno não pode ser traduzido adequadamente para outro idioma porque implica conceitos espirituais completamente diferentes que não existem em outros idiomas porque não têm uma raiz espiritual.

Pergunta: Mas estamos falando do século 3 a.C. Naquela época, havia sábios que entendiam isso. Por que eles ainda permitiram a tradução da Torá?

Resposta: O que você quer dizer com “permitiram”? Eles próprios não estavam mais em um alto nível espiritual, então não podiam parar nada. As massas se afastaram deles porque houve uma enorme revelação de egoísmo, e isso foi o fim de tudo.

A disseminação da Cabalá para as massas, que se estendeu do século 10 a.C ao século 1 d.C., terminou. Então vieram todos os tipos de interpretações religiosas. É aqui que o Judaísmo em sua forma moderna apareceu.

Comentário: Na Judeia, a língua grega praticamente substituiu o hebraico e o aramaico. Até os líderes do povo judeu escreviam em grego.

Minha Resposta: Claro. Se você segue alguém, se acha que alguém é mais progressista, é isso.

Comentário: O famoso historiador Josefo Flávio escreveu que o rei grego Ptolomeu II queria estabelecer seu reino com base na lei da Torá: “Ame o seu próximo como a si mesmo” e estava pronto para pagar qualquer preço por isso. Mas quando viu que os judeus começaram a lutar entre si, a Grécia se voltou contra eles.

Minha Resposta: Sim, os próprios judeus deram um exemplo de que isso é impossível de fazer. Ficou claro que as leis de doação e amor não podem ser divulgadas entre as pessoas de maneira direta.

De KabTV, “Conversa sobre os Gregos”, 05/05/21

Por Que Precisamos Da Torá?

275Pergunta: Em que ponto começamos a transmitir a instrução espiritual, a Torá, por meio de nós mesmos?

Resposta: A Torá é o sistema de interação correta de todas as partes da criação (inanimada, vegetativa, animada e humana) e as leva a uma certa conexão mútua. Ou seja, a Torá é a implementação da correção do sistema de interação entre partes quebradas da criação, desejos quebrados, almas quebradas.

Pergunta: Eu começo a estudar a Torá no momento em que o desejo de sair do estado quebrado para o estado de unidade desperta em mim?

Resposta: Sim, e antes disso não há absolutamente nenhuma necessidade dela. Por muitos milhares de anos, a humanidade viveu em um estado em que a Torá era completamente desnecessária e até hoje muitos não precisam dela.

O período desde a recepção da Torá até a entrada na terra de Israel é um período de correção inconsciente; como uma criança que primeiro engatinha de quatro e depois aprende a andar, toda a humanidade aprendeu a comer, beber, construir e se desenvolver.

O desejo egoísta que existe em um indivíduo naturalmente o move automaticamente, e ele não precisa de nenhuma Torá, um sistema de conhecimento e ações artificiais, uma vez que receberá recompensa ou punição diretamente da natureza em resposta às suas ações. Eles vão ensiná-lo de uma forma simples e concisa.

Mas quando chegamos ao estado de que devemos conscientemente entrar em contato com as leis da natureza, precisamos conhecê-las para cumpri-las conscientemente. Começamos a sentir que, se fizermos isso de forma egoísta, como antes, sofreremos muito com isso.

Em nosso tempo, a humanidade está revelando sua depravação, o que pode nos levar a tanto sofrimento onde apenas devoramos uns aos outros. É por isso que a Torá é revelada.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 19/05/21

Quando Surge A Necessidade De Torá?

746.03Pergunta: Depois de deixar o Egito, as pessoas se aproximaram do Monte Sinai para receber a Torá, a instrução espiritual. Por que eles não precisaram dela até este ponto?

Resposta: Porque uma pessoa se desenvolve como uma criança pequena. Ela não precisa de instruções para os primeiros anos de sua vida. Mais tarde, começamos a ensiná-la. Ela pinta quadros, tudo é mostrado e explicado a ela e ela aprende na escola. Ou seja, ela deve ser gradualmente incluída na sociedade de forma correta.

Comentário: Mas surgiu uma demanda entre as pessoas: “Dê-nos esse sistema para que paremos de nos odiar!”

Minha Resposta: Estamos falando de uma nação madura que passou por muito sofrimento e percebeu que se eles não estiverem conectados uns com os outros, a força que os influencia os afetará negativamente.

Afinal, uma nação que não está unida está dividindo à força essa força e ela se manifesta na contradição uns com os outros. Naturalmente, todos sofrerão. Então, eles exigiram instrução.

Depois de recebê-la, eles começaram a seguir em frente e vagar no deserto por quarenta anos até que morreu aquela geração que sabia o que era ser escravizado, ou seja, estar em seus desejos egoístas que você satisfaz e que parece necessário, e bom – trabalhe para o seu egoísmo e você ficará bem.

Essa geração teve que morrer, ou seja, abandonar completamente o uso do egoísmo para seu próprio bem. Agora, à medida que nos aproximamos da última geração, isso deve funcionar em nós. Devemos perceber que não temos outro caminho a não ser nos elevar acima do egoísmo em união positiva uns com os outros.

De KaBTV, “Segredos do Livro Eterno”, 19/05/21

“Aquele Que Vem Para Matar Você”

522.01Pergunta: É dito na Torá: “Aquele que vem para matar você, mate-o primeiro”. O que isso significa em nosso trabalho interno?

Resposta: Se houver um programa na natureza para alcançar amor, conexão e alguém se levantar contra isso, você deve destruí-lo. Temos um programa claro para corrigir o mundo, aproximando todos, e se alguém for contra, faça guerra com ele.

Pergunta: Acontece que qualquer uma de nossas forças espirituais deve de alguma forma se manifestar na matéria de nosso mundo. Em outras palavras, se eu não consegui corrigir alguma parte do meu egoísmo e ele já começou a se manifestar na forma de um inimigo externo que me ataca no mundo material, existe uma lei clara: devo lutar contra ele.

Por que a guerra interna sozinha não é suficiente?

Resposta: Mas você não pode lidar com isso, então você compensa com uma batalha externa. Além disso, uma guerra externa deve ser muito mais forte e feroz do que uma interna, porque você deve de alguma forma corrigir suas propriedades.

Pergunta: E se eu estiver apenas travando uma guerra externa sem uma interna?

Resposta: Não vai conseguir nada. As guerras podem durar centenas, milhares de anos e serão inúteis. Além disso, devo dizer que todas as guerras que são travadas no mundo podem ser consideradas judias.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 14/05/21