Textos com a Tag 'Progresso espiritual'

O Início De Um Novo Grau

624.04Pergunta: Por que tudo se repete na Torá? Primeiro Tera viu como seu filho Abraão foi queimado, e depois Abraão teve que matar seu filho Isaque.

Resposta: Isso sempre acontece. Para subir acima do próximo estágio, você deve destruir o estágio anterior dentro de você. Portanto, os pais, por assim dizer, morrem em uma pessoa, e o próximo grau surge dentro dela.

Abraão não deveria matar seu filho. Ele só tinha que restringir seus movimentos. Afinal, Abraão é a linha direita, doação completa, e não pode se levantar e fazer algo se não houver uma próxima força egoísta, esquerda, oposta a ele.

É por isso que deve haver uma restrição, aquilo que se impõe ao egoísmo, da linha direita para a esquerda. Assim, a totalidade das forças reunidas dentro dele começa a se manifestar em uma pessoa.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 17

Tornando-se Parte De Um Todo Comum

528.01Não há desenvolvimento individual na Cabalá. Ela ajuda se a pessoa se torna uma parte organizada do coletivo.

O fato é que nosso egoísmo para de funcionar. Ele passa por tais estados que nos empurra para fora de si mesmo.

Já completamos o caminho egoísta individual e vemos até que ponto a humanidade não sabe como ir mais longe. No entanto, a Cabalá diz que o próximo nível de desenvolvimento não é o nível de complacência individual, realização ou encontrar algum tipo de nicho para você, mas é o estado em que você atinge pensamentos e desejos coletivos.

Todas as decisões são tomadas apenas no grupo, na dezena. Dez pessoas se conectam umas com as outras em um desejo especial e aspiração de pensamento, no qual de repente descobrem uma força integral comum da natureza, chamada de Criador. Isso é revelado por meio de sua conexão correta quando todos se elevam acima de seu egoísmo e se conectam com os outros como se fossem parte deles.

Elevando-se acima da individualidade e construindo um todo único comum entre si, passam a sentir nele, como em um novo sensor, em um novo sentimento, essa força comum da natureza segundo a lei da equivalência de forma.

De KabTV, “Videoconferência”

No Balanço Da Luz E Da Escuridão

232.05O trabalho em subidas e descidas nos é dado do alto, pelo Criador, que nos empurra para este trabalho. Às vezes, Ele revela um novo desejo de receber para nós que estava escondido dentro de nós e nos força a cair, então Ele nos ajuda a subir e explorar nosso egoísmo na luz superior, no desejo de doar.

As subidas e descidas revelam alternadamente desejos egoístas crescentes e um desejo de doação crescente para que possamos nos conhecer e a toda a criação. Nós estudamos nossa natureza em comparação com a natureza do Criador e temos a oportunidade de avançar em direção a Ele combinando um com o outro.

Tudo isso vem como resultado de subidas e descidas. Portanto, é necessária muita preparação. É preciso paciência para passar por muitos milhares de subidas e descidas até o final da correção, onde ocorre a subida mais alta, precedida pela descida mais baixa.

Quanto mais avançamos ao longo do caminho espiritual em direção à correção, mais profundas são as descidas e mais altas se tornam as subidas. O Criador criou um contra o outro para nós, e seguimos em frente estudando Sua obra como a vantagem da luz sobre a escuridão.

Isso sempre acontece apenas em uma forma contrastante: quanto maior a escuridão, mais luz é revelada. O eixo do tempo que nos leva ao fim da correção nos leva ao longo de uma senoide (onda senoidal) – de descidas cada vez maiores a subidas cada vez maiores, onde mais e menos sempre correspondem um ao outro em magnitude absoluta.

Portanto, todo o trabalho consiste em aceitar as descidas, tentando anular-se, rebaixar-se, como se diz do Rei David: “Ó Senhor … Escondeste o Teu rosto e me assustei”. De fato, é desagradável quando, a cada vez, a fraqueza, a indiferença e a decepção nos dominam de uma nova maneira. Ou seja, novas formas de falta de desejo pela espiritualidade são reveladas. Mas então vem uma subida, nos dá mais força, esclarece a descida passada e nos permite justificá-la.

Portanto, é preciso aprender uma coisa com a outra. Esse estudo não termina até o final da correção como a vantagem da luz sobre a escuridão. Quanto mais a escuridão se manifesta em todas as suas formas, mais luz e elevação se desdobram depois dela. E assim conhecemos a luz, a subida, o Criador, as formas de nos aproximarmos Dele precisamente em contraste com as formas de distância e escuridão que estavam na descida.

Dizem sobre o Rabino Shimon que ele se sentia apenas Shimon, um simples comerciante do mercado, uma pessoa comum. Então ele percebeu que essa descida era tão significativa que, aparentemente, depois dela, haveria uma subida especial e excepcionalmente alta.

É assim que devemos tentar nos manter nas subidas e descidas para que essas duas formas se apoiem, porque uma é impossível sem a outra.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/07/21, “Trabalho em Subidas e Descidas”

Cair Para Subir

533.02Para subir no espiritual, ambos os estados são necessários: subidas e descidas. O principal é não estar em um estado inconsciente ou, pior ainda, em um estado animal puramente corporal. Os graus inanimado, vegetativo e animal pertencem ao nosso mundo egoísta, e o grau falante é determinado por nossa atitude para com o Criador.

É por isso que é tão importante permanecer em um estado de subida ou descida. A descida também é importante porque sem ela é impossível apreciar as subidas e é impossível encontrar novos vasos para a próxima subida. Portanto, esses dois estados – luz e escuridão – são corretos, legítimos e nos movem para frente.

É aconselhável passar pelos estados intermediários, cinzas, nem isso nem aquilo, o mais rápido possível e tentar estar no estado de subida novamente. E se não houver subida, fique na descida para se preparar para a subida. Tudo deve ser novo aos nossos olhos todos os dias. A noite é necessária para se aproximar do dia seguinte.

Se apreciarmos esses dois estados, então “a escuridão brilhará como a luz”; sentiremos que a escuridão vem até nós do lado oposto do mesmo Criador e atribuiremos os altos e baixos a ele.

Dizem que meu “amado é como uma gazela”. O Criador aparentemente foge de nós; no entanto, Ele vira a cabeça e o rosto para trás para que ansiemos por ele e o persigamos. É por isso que medimos esses dois estados, seja um estado de se aproximar do Criador ou um estado de estar separado Dele.

Não percebemos o ponto a partir do qual começamos a descer e mudar nossa atitude em relação à espiritualidade, ao grupo, ao Criador. O fato é que nossa descida é uma subida ao próximo nível, apenas na forma inversa. “Alguém é elevado em santidade e nunca rebaixado”. É por isso que chamamos a queda de uma subida da linha esquerda. É uma adição de vasos que não tínhamos antes, mas eles estão quebrados e, portanto, sentimos ainda mais escuridão neles do que antes.

E reclamamos que não adianta trabalhar se isso leva a estados tão desagradáveis. Essa é realmente a recompensa pelo nosso trabalho? Mas o que podemos fazer se precisarmos de vasos adicionais para alcançar o Criador? Esse é o nosso desenvolvimento: linha esquerda, linha direita e novamente esquerda, direita.

Ninguém gosta de estar na linha esquerda. Mas se estivermos em um grupo, seremos lembrados muito rapidamente que a linha esquerda deve crescer, de modo que, corrigindo-a, iremos revelar o Criador, nos aproximar Dele.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 02/07/21, “Elevar-nos”

Entre O Estado Anterior E O Próximo

239Deuteronômio 34:9: E Josué, filho de Num, estava cheio do espírito de sabedoria, porque Moisés impôs as suas mãos sobre ele. E os filhos de Israel obedeceram-lhe e fizeram como o Senhor ordenara a Moisés.

Pergunta: Qual é a bênção que Moisés deu a Josué Ben Nun para entrar na terra de Israel?

Resposta: Isso não pode ser explicado, porque não é um homem, mas todos os sistemas espirituais que nos governam e o espírito que reina nas almas que buscam a correção. É por isso que eles estão incluídos no sistema chamado “Eretz Yisrael”.

Não é a terra corpórea na qual eles pisam, caminham pelo deserto, escalam montanhas e se dirigem do Jordão em direção a Jerusalém. Essas são mudanças internas nas almas que entendem como se corrigir e concordam em superar os obstáculos egoístas que aparecem entre elas.

A bênção é a conexão entre a etapa anterior e a próxima.

Pergunta: “Moisés” em nós, a propriedade de doação e amor, parece dizer: “Estou conectado com você, estarei com você o tempo todo; entre na terra de Israel”. Isso é uma bênção?

Resposta: Sim, mas apenas se realmente seguirmos o caminho de Moisés, o caminho do Criador.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 19/05/21

Em Direção A Um Objetivo Comum

245.05Pergunta:  Na comunidade científica sempre há disputas sobre a eficácia e eficiência do sistema de governança. O que você pode dizer sobre isso?

Resposta: Em primeiro lugar, devemos definir o objetivo que queremos alcançar. Se o objetivo é elevar o nível geral de todo o sistema e seus componentes de modo que pareça um todo integral, então a Cabalá acredita que tal sistema pode ser aplicado porque trabalha para elevar os objetos egoístas individuais acima do egoísmo para trabalhar para o objetivo comum tanto que se torna o principal. Nesse caso, o objetivo egoísta pessoal é suprimido.

Quando as pessoas se unem em grupos onde sua comunidade é seu objetivo e a supressão da individualidade egoísta, seu próprio benefício, é o meio para alcançar um objetivo comum, então a Cabalá nos dá o método correto de implementar essas ideais.

A aplicação dessa técnica leva ao fato de que começamos a nos sentir como um único organismo, como um todo comum, no qual não mais distinguimos os traços individuais separados das pessoas que compõem esse organismo.

Estamos falando de sua essência comum, ou seja, da nova qualidade de doação que adquirimos juntos, anulando nossas qualidades egoístas, reduzindo-nos em relação aos outros, apenas para alcançar uma força comum, uma ideia comum, um objetivo comum.

De KabTV, ”Ciência da Gestão”

Saindo De Um Porão Escuro

424.02Pergunta: Segundo a fábula do rico e de seu filho, o que sente um jovem que está no porão (adega) há vinte anos?

Resposta: Ele quer sair de lá, mas não pode. O mundo inteiro o pressiona por todos os lados e nada de bom ilumina tanto para ele que deseje não ter nascido. Isso é chamado de porão escuro.

Tudo o que ele poderia desejar está bem ao seu lado, tudo que se possa imaginar: gemas, pedras preciosas e ouro, mas ele não vê, porque não tem a visão correta.

Visão significa a luz refletida, o atributo de doação. No momento em que você o adquire, imediatamente começa a ver que está em um mundo diferente.

Você deve estar no porão por 20 anos porque existem 10 Sefirot da luz direta de cima para baixo e dez Sefirot da luz refletida de baixo para cima.

Pergunta: Em que ponto começamos a contar os 20 anos?

Resposta: Na verdade, começamos a contar desde o início, mas não são 20 anos de acordo com o nosso tempo. Não se preocupe. O principal de nossa parte é atingir a equivalência com o Criador durante esta vida.

Então, ainda está tudo à frente. Se uma pessoa idosa começar a se envolver na sabedoria da Cabalá, ela ainda terá tempo suficiente para chegar ao fim da correção e sair do porão.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 31/03/19

A Última Etapa Está À Frente

537Pergunta: Uma profecia funciona por si mesma ou precisamos de pessoas que a apoiem e expliquem? É possível recorrer à profecia e descobrir o que vai acontecer? Como esse sistema funciona?

Resposta: Não posso dizer como esse sistema funciona. No entanto, o fato é que os princípios gerais do mundo espiritual, suas leis, são explicados nos livros Cabalísticos. Eu, pelo menos, descrevi todos eles, e por muitos anos tenho dado aulas sobre esses tópicos todos os dias. Portanto, não tenho muito a acrescentar aqui.

Quanto ao futuro, em princípio, já é possível falar dele no nosso tempo porque estamos no fim dos dias, no fim dos tempos. Acho que não há nada de especial a acrescentar aqui.

É apenas uma questão de como chegar ao último grau: ou pelas forças do bem, que devemos desenvolver e invocar nós mesmos e atrair da natureza, ou pelas forças do mal. Se não invocarmos as forças do bem, as forças egoístas do mal nos empurrarão para isso “com uma vara para a felicidade”, como dizem.

Pergunta: Isso significa que a humanidade está enfrentando o último grau?

Resposta: Em geral, sim. Consiste em vários estágios: preparação, ação, depois recepção, consciência e sentimento. Agora estamos no período de preparação.

De KabTV, “Expresso de Cabalá”, 13/06/21

“Uma Jornada De Mil Milhas Começa Com Um Único Passo”

244Pergunta: Dizem que Cristóvão Colombo dizia: “Você nunca pode cruzar o oceano a menos que tenha a coragem de perder a visão da costa”.

O que significa na Cabalá que, para cruzar o oceano, você tem que perder completamente a visão da costa?

Resposta: Que você simplesmente precisa fechar os olhos para tudo o que é corpóreo e seguir apenas as diretrizes que os Cabalistas nos deram até que a terra prometida apareça. Literalmente.

O homem deve ter certeza de que ela ainda vai aparecer.

Pergunta: E se não está aparecendo, não está aparecendo, não está aparecendo …?

Resposta: Continue. Este é o romance definitivo!

Comentário: Sim, há uma delícia nisso.

Minha Resposta: Mas você deve preparar este deleite para si mesmo. E beba você mesmo! De acordo com Baal HaSulam, a ciência da Cabalá está preparada para aqueles que estão prontos para fazer esforços por 20 e 30 anos. E 40 e 50!

Pergunta: Perder totalmente a visão da costa?

Resposta: Sim. E a pessoa não sente que está avançando! Colombo ainda era guiado pelas estrelas e assim por diante. E para o Cabalista, sua orientação é apenas interna.

Comentário: Ou seja, você não sente que está avançando.

Minha Resposta: Em que você pode se concentrar? Não existem estrelas! Não há nada! Esse é o fato!

Comentário: Ou seja, você não pode colocar nenhuma marca de verificação: “Eu cruzei 5, 10, 20 quilômetros, etc.”

Resposta: Você pode fazer marcas de verificação todos os dias. Mas essas marcas são feitas apenas por suas aspirações em relação ao grupo.

Dentro dele, você caminha. Pode ser físico, pode ser espiritual, pode ser a conexão com seu professor e seus amigos. E quando você trabalha nisso dia após dia, leva 10 anos, 20 anos e talvez 30, mas no final, você consegue. “A jornada de mil milhas começa com um único passo”.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/04/21

Acelerar O Caminho Espiritual

237Pergunta: O que significa apressar o caminho espiritual e por que precisamos disso?

Resposta: Aceleração espiritual significa acelerar o desenvolvimento. Isso pode acontecer apenas na medida em que eu não estou fazendo isso para mim, mas apenas para o grupo, para o Criador, para a humanidade, ou seja, para qualquer coisa que vá além da estrutura do meu egoísmo.

Se desejo acelerar meu desenvolvimento espiritual para ajudar os outros, receberei força adicional e, ao acelerar meu desenvolvimento, puxarei todo o Kli, toda a alma, atrás de mim.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 09/12/18