Textos com a Tag 'Progresso espiritual'

O Ponto De Ascensão Espiritual

530Pergunta: Se todos na dezena são zero e cada um anula seu desejo, não haverá desejo algum, então o que eu anulo?

Resposta: Então você não terá mais que se anular perante nada porque estará completamente anulado. Este é o primeiro ponto a partir do qual você começará sua ascensão espiritual.

Anular-se diante dos outros é tarefa de cada um de nós no ponto de partida do caminho espiritual. É aí que vamos começar a nossa subida. Esta é a tarefa que estamos enfrentando agora.

Então toda a ascensão será baseada no princípio da fé acima da razão, quando a qualidade da doação prevalecerá em nós sobre a qualidade da recepção.

Da Convenção Internacional “Elevar-se Acima de Nós Mesmos” 07/01/22, “Anulação perante os Amigos”, Lição 2

Quando A Musa Espiritual Deixa Você

962.3Pergunta: Como devemos organizar o trabalho dos responsáveis ​​pela educação integral?

Resposta: Deve ser um trabalho mútuo onde todos são especialistas em seus próprios negócios, mas todos estão unidos em uma equipe. Como? No que diz respeito aos meus amigos, nisto sou grande, apesar de todas as minhas buscas pessoais. A unificação deve ser logo acima disso.

Mas no nosso negócio acontece que uma pessoa cai de repente, por um dia, por dois, etc. Ela não consegue falar, tem experiências interiores e sua musa espiritual desaparece em algum lugar. Aqui você precisa vir em seu socorro, procurar um substituto temporário.

Pergunta: Como você pode transmitir às pessoas com pensamento estruturado, que não têm tormentos sem fim e dúvidas de que essas são apenas propriedades que também podem ser úteis?

Resposta: Você realmente acha que, quando saio para a aula todos os dias, não tenho buscas interiores, preocupações, concordâncias e divergências? Mas meus alunos não veem isso! Você nunca pode dizer, olhando para mim, como é meu estado interior. E, acredite em mim, é milhares de vezes mais complicado que o seu.

Você tem que possuir isso. No começo é muito difícil e pode até servir de desculpa para dizer: “Não posso fazer nada agora”, eles vão entender você. Mas não deve entrar no sistema. Então será mais fácil.

De KabTV, “Através do Tempo”

Contra O Vento De Proa

41.01O Criador nunca nos pune, mas sempre nos faz avançar. Nós, no entanto, consideramos isso uma punição. Ele pode nos fazer progredir apenas devido ao fato de que o desejo de receber prazer cresce cada vez mais em nós e, portanto, nos encontramos em um egoísmo e distância cada vez maiores do Criador, em um estado cada vez pior e oposto ao Criador.

Choramos por causa de nossa incapacidade de conseguir o que queremos ou de nossa incapacidade de dar, e nos retiramos. Por causa de todas essas jogadas, começamos a ver como o Criador nos controla de uma forma proposital, embora Ele não nos conduza ao longo do caminho mais curto para a meta. Afinal, não podemos ir diretamente para a propriedade oposta. Como posso avançar em direção a algo que é nojento, odioso e assustador para mim? Como posso chegar a uma meta tão repulsiva que certamente não quero? Obviamente, não sou capaz de abordá-lo diretamente, e esse é todo o problema.

Por um lado, estou em meu egoísmo, o desejo de desfrutar. Por outro lado, existe o Criador, o desejo de doar. Eu não sou nem mesmo capaz de fazer o menor movimento na direção do Criador, assim como um veleiro não pode navegar contra o vento, mas deve manobrar, ou seja, em ziguezague.

É impossível mudar diretamente para a doação, mas podemos pelo menos nos aproximar dela, agir um pouco em prol da recepção, um pouco em prol da doação e, assim, alcançar a meta. Portanto, até atingirmos a meta em si, não temos certeza de que estamos indo em direção a ela da maneira certa. Afinal, nossa direção nunca é certa!

Ela sempre se desvia para um lado ou para outro e levanta questões. E no último estágio até o último momento antes de entrar e se fundir com o Criador, não sabemos se isso vai acontecer. Não sabemos o que vem pela frente, mas os portões se abrem de repente e nós entramos.

Esse é o nosso trabalho: acreditar que estamos progredindo corretamente de acordo com os sinais externos. Não podemos nadar diretamente para a meta, isto é, com intenção em prol de doar ao Criador. Isso é impossível porque é oposto à nossa natureza. Nossa natureza é uma grande desvantagem e o Criador é uma grande vantagem.

Portanto, podemos apenas manobrar, agir na forma de doar para doar e, então, receber para doar, mas apenas parcialmente, passo a passo – zero, primeiro, segundo, terceiro, quarto e receber mais e mais preenchimento— Nefesh, Ruach, Chaya, Neshama, Yechida , camada por camada.

E, claro, não posso avançar sozinho. Todo o avanço passa apenas pelo centro da dezena em conexão com os amigos. E nós esquecemos isso o tempo todo, nos perdemos e somos forçados a começar como se estivéssemos no começo.

Não posso atacar diretamente o desejo de doar. Eu não tenho tais atributos. Mas se eu adicionar meu desejo de receber prazer às propriedades dos amigos em quem o Criador brilha, posso andar corretamente direcionado à meta, contra o meu egoísmo. Eu cancelo meu desejo de receber prazer e me uno com meus amigos o mais firmemente possível, e todos os meus esforços são iluminados pela luz refletida (a luz circundante) e me permitem me mover de uma maneira indireta.

Só há uma maneira de superar minha natureza: anular-me perante de meus amigos. Com isso, eu desperto sobre mim uma influência superior, a luz superior, que me afasta ligeiramente do meu egoísmo e me permite avançar.

O Criador brilha dentro da dezena porque Ele a vê no fim da correção. E se eu quiser me mover do ponto 1 para o ponto 2, o Criador já nos vê no ponto 2. E se eu estiver pronto para me anular diante das condições estabelecidas por Ele que Ele revela na dezena e me afeta através da dezena, então eu atraio de cima, da fonte, a luz refletida, e sigo em frente. Desta forma, eu atraio as forças da natureza superior para que mudem minha natureza.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/11/21, Escritos do Baal HaSulam, Shamati # 71, “Minha Alma Chorará em Segredo-2”

Qual É O Próximo Grau?

120No caminho espiritual, sempre nos esforçamos para chegar perto de um estado que não conhecemos e ainda não sentimos. Não temos dados para ele, nem Reshimot.

Quando os mundos desceram de cima para baixo, eles tinham Reshimot, e todos os Partzufim e graus desceram em sequência, de acordo com esses dados. Mas quando vamos de baixo para cima, não sabemos para onde vamos.

Portanto, precisamos nos anular e nos conectar com nossos amigos a fim de elevar uma oração e atrair a luz refletida, que nos levará a um novo estado. Não construímos as etapas por nós mesmos. Precisamos apenas saber como nos anular em relação ao próximo passo, e ele nos cobrirá.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 09/11/21, Escritos do Baal HaSulam, Shamati # 54 “O Propósito do Trabalho-1”

“O Avião Decola Contra O Vento”

41.01Quando tudo parece estar indo contra você, lembre-se de que o avião decola contra o vento, não com ele.  (Henry Ford)

Todo o nosso movimento é sempre contra o vento, não ir junto com o vento, porque com isso você não faz nada, não existe, é apenas carregado. Ao passo que ir contra ele, de uma forma razoável e racional, tanto quanto possível, mas contra ele, ajuda você a se levantar.

Pergunta: É quando você sente que tem resistência, que tem um desafio interior, que tem que ir até lá, ou ainda está procurando uma maneira de contornar isso?

Resposta: Não, não estou procurando uma maneira de contornar. Também não estou procurando uma oportunidade de lutar contra moinhos de vento.

Pergunta: O que você faz? Você está analisando por que ou como isso veio?

Resposta: Eu me analiso de acordo com o programa e o propósito da criação. Se necessário, levo em consideração apenas isso, o propósito da criação, e tento dar mais um passo nessa direção a cada vez.

Pergunta: Então, você está sempre começando do ponto final?

Resposta: Sempre!

Pergunta: O que é isso para você, o ponto final?

Resposta: É o ponto onde todos terão que se corrigir, se unir e ver o mundo inteiro de ponta a ponta.

Pergunta: Uma humanidade totalmente unida é o ponto final?

Resposta: Sim. Dentro de uma única natureza.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 04/10/21

Uma Pessoa Não Pode Avançar Sozinha

571.01Pergunta: O que você recomendaria para as pessoas que desejam estudar Cabalá sozinhas, para ler as fontes?

Resposta: Nada. Se quiserem, podem estudar, mas logo chegarão à conclusão de que seus estudos lhes proporcionam apenas desenvolvimento mental, mas não desenvolvem seus sentimentos. O desenvolvimento correto só pode ser de acordo com a recomendação dos Cabalistas, ou seja, em um grupo.

Está escrito sobre isso na Torá e em todas as fontes. Devemos tomar um exemplo da maneira como o grupo principal de Abraão foi criado na antiga Babilônia e, em seguida, 2.000 anos atrás, o grupo de Rabi Shimon na Galileia, em Israel. Em qualquer lugar do mundo, se um aluno tem sucesso, é apenas porque ele está no ambiente correto.

Você deve pensar o máximo possível na maneira de progredir um ao outro e entender que você só pode agir como uma parte que empurra e que sua alma são todos os outros amigos. Você é Malchut e seus amigos são as primeiras nove Sefirot.

É impossível avançar sozinho porque você tem que sair de sua natureza egoísta, e isso só pode ser feito por meio de um trabalho prático correto.

De KabTV, “Videoconferência”

Três Estágios De Desenvolvimento Espiritual

527.03Pergunta: O nível de Nefesh (o primeiro grau espiritual) tem alguma conexão com Ruach (espírito) e Neshama (alma)?

Resposta: Nefesh é o estágio inicial em que devo estar para poder resolvê-lo completamente. Depois de alcançar a conexão completa com o Criador que é inanimado do meu lado, e com certeza sentirei que não há nada além disso, poderei dizer: “Sim, esta é minha mãe, minha mãe natureza! É eterna, perfeita, com um grande plano para o meu desenvolvimento junto com o resto da humanidade”.

Ao mesmo tempo, quero me associar a esse plano, me desenvolver em uníssono com ela, concordo com ela. Então posso nascer e começar meu desenvolvimento mais consciente fora desta mãe.

Tal nascimento caracteriza o grau de minha independência, ou seja, o próximo passo, Ruach, quando começo a me mover um pouco.

Depois disso vem o estágio de Neshamah, que já estou desenvolvendo à minha semelhança com o Criador. Eu, como uma criança pequena, tomo o exemplo Dele, aprendo com um adulto e me torno mais e mais igual a ele na qualidade de doação. Estou aprendendo a sair de mim mesmo mais e mais, a doar, a amar meu próximo.

Tendo aprendido isso, eu entro no mundo de Atzilut. Atzilut é o estágio de completa semelhança com o Criador. Há um sério crescimento e eu compreendo conscientemente quem é o Criador, estou em frente a Ele como parceiro.

Este estado é chamado de união espiritual, fusão: eu ofereço ao Criador todos os meus desejos, e Ele os forma e preenche.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 19

Acelerando Nosso Desenvolvimento Espiritual

522.01Pergunta: Como podemos transformar o difícil trabalho espiritual em desejável?

Resposta: Isso acontece gradualmente. Leva muitos anos sob a influência da luz circundante e da luz que reforma.

Quando eu tinha acabado de começar meu caminho espiritual estudando com o Rabash, ele me contou como o Baal HaSulam havia descoberto a sabedoria da Cabalá.

Um dia Baal HaSulam veio visitar seu professor que morava em Porsov, uma pequena cidade perto de Varsóvia, e seu professor não estava em casa, então ele começou a examinar os livros em seu escritório e encontrou um livro que não conhecia. Ele começou a examiná-lo e descobriu que era um livro sobre o mundo espiritual. Este livro chamava-se A Árvore da Vida que o ARI havia escrito. Baal HaSulam ficou surpreso com o que tudo estava escrito, que tudo existia!

De repente, seu professor entrou na sala e disse: “Coloque o livro de volta, não é para você”. Baal HaSulam colocou o livro de volta, mas ele já sabia o que procurar. No dia seguinte, ele comprou o livro e começou a estudá-lo.

Em seguida, o Rabash acrescentou uma frase que me chocou: “Mas meu pai não sabia que ele levaria 30 anos para alcançar o que estava escrito naquele livro”. Lembro-me de agarrar sua manga e exclamar: “Trinta anos?!” Eu tinha 33 ou 34 anos na época.

Embora não demore tanto hoje por causa da aceleração do nosso desenvolvimento, você ainda precisa de pelo menos 20 anos para alcançar o que a sabedoria da Cabalá diz e para ver o quadro completo. Embora eu não veja que isso aconteça assim, 30 anos parece bastante realista.

A razão é que a luz que reforma uma pessoa e revela o Criador opera gradualmente. No geral, ela opera a uma velocidade cósmica incrível, mas temos que superar as mesmas distâncias cósmicas de acordo. Não se trata de distâncias que medimos em nosso mundo por bilhões de quilômetros, mas muito mais!

A luz trabalha continuamente dentro de nós e, na medida em que conecto meu desejo, acelero a influência da luz sobre mim. Ainda assim, há uma grande quantidade de pequenas correções que ocorrem a cada segundo, e não temos escolha a não ser sermos pacientes.

Se uma pessoa deseja atingir a espiritualidade, ela deve desenvolvê-la. Se não tem desejo, ela tem que se aproximar das fontes para que ainda possa participar de alguma forma.

Como estudante, eu escolheria um nicho no qual possa investir. Nem todo mundo pode se envolver na sabedoria da Cabalá na doação máxima, mas pode se envolver na disseminação, na digitação, na revisão de materiais, no trabalho no arquivo, etc. É muito útil e acelera o tempo. Caso contrário, leva muito tempo para a humanidade, é claro. Se não fosse por nós e pelo tempo que estamos passando, a humanidade permaneceria como no passado e nada realmente mudaria.

Se as mudanças ocorressem em um ritmo natural, sem a luz que impacta toda a humanidade e toda a natureza, nosso desenvolvimento seria muito lento. As pessoas viveriam como na Idade Média, sem nenhuma mudança.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 13/02/19

Avançando Com Os Olhos Fechados

527.03Pergunta: O que significa na espiritualidade avançar com os olhos fechados?

Resposta: Se eu não quero receber para meu próprio bem e quero trabalhar apenas para doar, isso significa que não quero ver nada. Eu estou avançando pela fé.

No entanto, se vejo claramente os benefícios da conexão com o Criador, isso causa minha descida espiritual, não posso sair do egoísmo.

O avanço está sempre acima do que sinto no meu egoísmo. Então eu posso abstrair do ego e perceber correta e objetivamente a imagem do mundo.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 09/10/21

À Mercê De Forças Desconhecidas

293Devemos entender que a vida corporal dependerá cada dia mais e mais do nosso estado espiritual. Vemos como a humanidade está mergulhando dia a dia em problemas globais cada vez maiores e em mal-entendidos, confusão e incertezas cada vez maiores sobre o futuro.

O Criador quer nos fazer sentir que somos dependentes de forças desconhecidas para nós. Todos os sistemas deste mundo que construímos para obter maior força, segurança e confiança na vida estão sendo destruídos. Dia a dia, a pessoa se sentirá cada vez menos confiante e não saberá como construir o futuro ou o que o amanhã trará.

Essa falta de segurança vai quebrar as pessoas, porque será impossível fazer planos para hoje ou amanhã. Será impossível saber o que fazer e como viver. A humanidade perderá todas as esperanças e perspectivas para o futuro e se sentirá como uma criança perdida que se levanta e chora sem saber para onde ir, para onde seus pais desapareceram.

Há outro problema aqui, tendo perdido seu suporte na vida, o egoísmo se agarra a qualquer coisa e começa a procurar o culpado. Se eu descobrir quem é o culpado por tudo, terei uma meta e um marco que não me deixará ficar suspenso no ar entre o céu e a terra.

Esta é uma virada muito perigosa para o confronto. Portanto, é necessário mostrar à humanidade que não há escolha e que a solução só pode ser alcançada por meio da conexão.

Da Convenção Internacional de Cabalá 25/09/21, “Entrando em Ibur – Revelando um Novo Mundo”, Lição 1