Textos com a Tag 'alma'

Para Obter A Alma Comum

Laitman_115.04Pergunta: Qual é a diferença entre o estado quando eu atribuo outras partes da alma comum a mim mesmo e o estado quando me apego a elas?

Resposta: Se eu anexo outras partes a mim mesmo, significa que sou o superior para elas e sou obrigado a cuidar delas como o superior. Eu tenho que receber seus desejos e passar satisfação a elas.

Se me incluo nelas, significa que sou o inferior. Então eu me anulo e recebo delas algo que elas me satisfazem. Eu faço isso sem nenhuma crítica, como um embrião nas águas de sua mãe.

O trabalho perfeito dentro da rede corrigida na correção final significa que recebo de todos e dou a todos. Então obtenho o vaso da alma comum em sua totalidade, do zero ao infinito.

Da Conversa na Islândia 23/05/18

Desperto Os Amigos E Desperto Minha Alma

laitman_265Apenas despertando os amigos eu desperto minha alma. A realização da correção se move do indivíduo para fora. Não temos nada para corrigir em nós mesmos.1

Eu devo estar em um grupo com amigos o tempo todo e pensar constantemente em como aproximá-los da meta da criação. Minha correção está contida nisso. Eu começo com a intenção de não lhes desejar nenhum mal. Se eu me restrinjo, paro o meu egoísmo e não o utilizo, já é uma entrada no processo de correção porque não desejo o mal aos outros.

Deste ponto em diante, eu olho para cada pessoa de uma perspectiva diferente da anterior. Eu não vejo rostos ou corpos. Se eu passo por uma restrição em relação a eles e estabeleço que não vejo nada de negativo neles, eu começo a ver o mundo espiritual, como se ultrapassasse o limiar e entrasse na espiritualidade. A partir deste momento, eu olho para o mundo sem olhar para trás, para o meu egoísmo, e vejo apenas como posso trazer toda a natureza inanimada, vegetativa e animada à adesão ao Criador. Eu fui criado apenas para isso e recebi um despertar. Meu objetivo não é me elevar ao longo dos níveis espirituais, mas levar os amigos ao Criador.2

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá, 24/06/18, Baal HaSulam, “O Amor pelo Criador e Amor pelos Seres Criados”

1 Minuto 18:10
2 Minuto 20:30

O Sistema De Ignição Para A Alma Do Mundo

laitman_212No passado, havia carros que exigiam um grande esforço para dar a partida. Você girava a chave, o motor de partida engasgava e depois morria; uma e outra vez até que finalmente dava a partida.

Aqui o indivíduo deve “dar a partida” em si mesmo. Para cada tentativa de acender nossa alma, nós recebemos a luz superior, que age sobre nós e começa gradualmente a ligar a alma, de acordo com a força da luz, em direção à doação.

Inicialmente, a necessidade de se conectar são apenas palavras vazias porque o coração não pode ser forçado. No entanto, tentamos com todas as nossas forças dar a partida nele, cada vez atraindo a luz que reforma com nossos esforços.

Isso leva muito tempo, já que o motor de nossa alma é muito antigo, quebrado e se recusa a ligar. Mas de vez em quando ele começa a mudar um pouco, e já podemos entender que o amor ao próximo sobre o qual os Cabalistas escrevem não é moralidade, mas uma lei da natureza, a lei de toda a criação.

Nós devemos nos unir para entrar no mundo real, para entrar em nossa verdadeira existência. Sem isso, nós existimos em uma ilusão, em um mundo imaginário, como se assistíssemos a um filme que nada tem a ver com a realidade.

Nós aplicamos todos os nossos esforços para despertar nossa alma. Como resultado de um grande número dessas tentativas, nosso motor finalmente dá a partida e começa a girar na direção certa. O combustível entra nele, a luz superior, e ele começa a funcionar.

A Europa é muito semelhante a este motor não ligado. Há muitos grupos lá, novos e antigos, e também indivíduos que não pertencem a nenhum grupo. Precisamos tentar preparar todos para que se voltem na mesma direção, na direção do movimento geral.

Cada grupo que já tem experiência, força, a direção correta, compreensão e, mais importante, sente que está dentro da conexão que abre a entrada para o mundo verdadeiro a partir do estado inconsciente em que estamos agora, como em um nevoeiro.

Precisamos entender que responsabilidade recai sobre cada um que alcançou um estado avançado. Ele deve rebocar todo esse carro quebrado e rangido, que não quer se mover por conta própria. Este será o nosso ataque à conexão. Nós não precisamos esperar pelo Congresso para isso; mesmo antes disso, podemos alcançar a unidade planejada no programa do Criador.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/06/18 “Preparação para a Convenção Mundial na Itália 2018 – Derretendo os Corações em Um”

Como Desenvolver Um Gene Espiritual

laitman_243.03Pergunta: Em nosso mundo, uma semente precisa de sol e água para crescer. Quais são o sol e a água para o desenvolvimento de um gene espiritual?

Resposta: O sol e a água são duas forças: desenvolver e preencher.

A água é a qualidade de doação, a Luz de Hassadim, e o sol é a Luz da sabedoria, a Luz de Hochma. Sua combinação afeta a alma e a desenvolve. A Luz de Hassadim expande e a Luz de Hochma preenche. É assim que os elementos espirituais se desenvolvem.

Se a pessoa quiser desenvolver o gene espiritual, deve estudar Cabalá.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/02/17

O Que Determina A Força Da Alma?

laitman_232.05Pergunta: O que determina a força da minha alma? Eu posso aumentá-la?

Resposta: A força da alma depende do egoísmo da pessoa, da espessura do ego que você pode superar; isso é o que determina a força da alma.

A alma é a propriedade de doação e amor, que recebemos através da Luz superior. Portanto, ela só pode ser alcançada através da aniquilação do egoísmo.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/02/18

Uma Alma Semelhante Ao Sistema Da Criação

laitman_254.01A alma comum que era una e conectada foi dividida em várias partes após a quebra; precisamos reunir e conectar essas partes para revelar o Criador através delas.

A diferença entre o vaso original e o reconstruído após a quebra é que a quebra revelou novas qualidades que antes não eram aparentes. É por causa delas que a alma se despedaçou e, através de sua correção, qualidades adicionais da Luz são reveladas contra esses desejos quebrados. Desta maneira nós examinamos a interioridade do Criador que criou esta alma e corrige com Sua Luz.

Se não fosse pela quebra e a correção, não sentiríamos mais do que o primeiro homem (Adão) sentiu antes do pecado, ou seja, apenas um estado de pequenez (Katnut) Nefesh/Ruach de Ruach. Após a quebra e a correção, nós revelamos a Luz completa de NRNHY, isto é, nos aderimos ao próprio Criador, alcançamos equivalência de forma com Ele, entendemos o Seu caminho e sabedoria embutidos na criação.

Portanto, é impossível evitar a quebra e a correção. O fim da correção é um ponto inicialmente incluído no plano de criação.

A alma tem que se corrigir de acordo com todo o sistema da criação que inclui em si todos os mundos de Adam Kadmon e ABYA. A alma é a parte mais interna de todo o sistema da criação, portanto, através da nossa correção ela deve adquirir a mesma forma que todos os mundos superiores, consistindo de três partes: extremidades-corpo-cabeça (Rosh-Toch-Sof), depois de três linhas, e um grande número de formas complexas.

Quando elas se conectam, as diferenças não desaparecem porque “o amor cobre todas as transgressões”. A alma corrigida mantém todo o grande egoísmo dentro de si, todos os imensos desejos e contradições. Tudo o que existia antes é preservado, nada é apagado. Pelo contrário, as manifestações negativas nos ajudam a revelar a Luz, cuja vantagem é revelada na escuridão.

Há um grande trabalho pela frente; afinal, Adão não tinha cabeça, corpo e extremidades – havia simplesmente um corpo posicionado em um nível que estava cheio da Luz de Hassadim. Ele nasceu circuncidado como um anjo, no estado de pequenez (Katnut). Um bebê não tem inteligência e não pode ficar de pé, mas só pode deitar-se, isto é, sua cabeça está no mesmo nível do corpo.

E nós precisamos colocar essa alma quebrada em pé, na posição ereta de uma pessoa. Portanto, em nosso trabalho, selecionamos partes da alma que pertencem à cabeça e ao corpo e esclarecemos o papel de cada uma delas. Todas as partes da alma após a quebra já estão preparadas para a correção, mas temos que atrair a Luz superior, descobrir os locais de quebra e corrigi-los.

Aqueles que serão atraídos para o trabalho espiritual serão chamados de cabeça de Adão, a alma comum. E o resto são partes do corpo dele. É por isso que Israel, que significa “aqueles que anseiam diretamente ao Criador”, é chamado de “Minha cabeça” (Li-Rosh).

Escolhido para Trabalhar Sem Recompensa

As pessoas virtuosas são aquelas que trabalham em três linhas, estão na cabeça da alma e podem executar escrutínios e correções passando a Luz através de si mesmas para os desejos quebrados, para que eles sejam corrigidos, conectados e unidos a ela, criando assim um Partzuf completo.

Nós precisamos concordar em ser o povo virtuosoporque não há coerção na espiritualidade. Portanto, vamos receber golpes de cima até darmos o nosso consentimento para fazer este trabalho, e devemos concordar de todo o coração. Através dos golpes, começamos a entender o que é bom e o que é ruim para nós e, portanto, concordamos.

Ser um sumo sacerdote (Cohen) significa não receber nenhuma recompensa pelo seu trabalho: ele corrige o mundo inteiro e aproxima todos do Criador para que todos estejam conectados a Ele e cheios da Luz do infinito, e ele não recebe nada por isso. Isso é chamado de trabalho de um sumo sacerdote, Cohen.

O Cohen não tem nenhuma terra, nenhuma propriedade, apenas trabalho puro para o Criador, do qual nada é deixado para ele. Sua recompensa é apenas ter força para o trabalho, a fim de continuar trabalhando e dando contentamento ao Criador. Esta é a doação pura.

Cada pessoa no mundo em quem o Criador despertou uma centelha espiritual pertence ao povo virtuoso e deve trabalhar para a correção do mundo. Devido ao fato de nos conectarmos uns aos outros e chegarmos ao “Ama a teu próximo como a ti mesmo”, chegamos ao amor pelo Criador, e devemos puxar a humanidade depois de nós. Esta é nossa missão; afinal de contas, recebemos o desejo por esse trabalho e não há escolha – temos que realizar esse desejo.

O mundo está dividido naqueles a quem o Criador deu esse desejo e naqueles a quem Ele não o deu. Por que esse desejo nos é dado, não sabemos. Ficará claro depois, mas não será importante porque todos os que cumprem sua missão são absolutamente iguais – tudo se arredonda em um círculo e cada um atinge todos os graus até a altura de nosso antepassado Moisés. 1
Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá, 05/09/18, Escritos do Baal HaSulam, “A Garantia Mútua”, Item 28
1 minuto 3:30

O Que Determina O Nível De Uma Alma?

laitman_267.02Pergunta: Em relação ao desenvolvimento de uma alma, receber a Luz do Criador é um desenvolvimento do desejo?

Resposta: Sim. O Criador apenas dá. Nós só podemos receber. Recebendo em prol da doação, nós transformamos a recepção em doação. É por isso que a qualidade de recepção com a intenção de doar é chamada de “alma”.

Pergunta: O que determina o nível da alma?

Resposta: Há cinco mundos espirituais – Assia, Yetzira, Beria, Atzilut e Adam Kadmon – após o que vem o mundo de Infinito. Cada um tem 25 níveis de realização, então existem 125 níveis no total.

Eles vêm da integração da Luz e do desejo; portanto, simplesmente declaramos esse fato.

O nível da alma é determinado pelo número, isto é, a força do meu desejo de 0 a 125.

A força do desejo é determinada por onde estou. Se sou capaz de trazer a intenção correta para o meu desejo, então a Luz do Criador entra nele, e todos os três componentes – a Luz que me preenche, minha intenção e meu desejo – serão chamados de “alma”.

Pergunta: Que tipos de almas existem, pois é dito que existem os níveis inanimado, vegetativo e animado?

Resposta: São simplesmente gradações que não têm relevância para nós. Você não deve pensar que há uma alma animal em um animal, uma alma humana em uma pessoa e uma alma inanimada em uma rocha. Isso significa que cada desejo contém cinco componentes: inanimado, vegetativo, animado, falante e universal.

Com base nisso, dizemos: “Sua alma se estabeleceu em um animal ou planta”. Eles não são nada além de níveis de desejo. Assim como eu tenho o desejo de consumir, digamos, 100 gramas de uma coisa e um quilo de outra, tal é a diferença entre o desejo animado e falante. Estes são simplesmente nomes simbólicos sem conexão com o nosso mundo.

De fato, tudo é precisamente regulado, soletrado e dividido quantitativamente de acordo com os níveis de energia, forças.

Da Lição de Cabalá em Russo 14/01/18

Corpo Físico E Alma

laitman_626Pergunta: O corpo humano é parte da criação?

Resposta: O corpo físico não faz parte da criação e não tem nada a ver com a alma. Você pode fazer qualquer coisa com o seu corpo, mas a alma se desenvolve de acordo com suas próprias leis específicas.

Pergunta: O que significa quando está escrito que as centelhas da alma caíram neste mundo e se vestiram em corpos?

Resposta: Este mundo significa apenas egoísmo. Portanto, as centelhas da alma não caíram neste mundo e não nos corpos, mas no egoísmo.

Nosso corpo e o que observamos, vemos e percebemos com nossos cinco sentidos corpóreos pertence ao nível animado. A Cabalá não diz nada sobre o nível animado.

Da Lição de Cabalá em Russo 14/01/18

A Alma Se Lembra De Suas Vidas Passadas?

laitman_561Pergunta: Por que a alma não se lembra das experiências de suas vidas passadas?

Resposta: A alma se lembra de tudo perfeitamente porque seu estado atual é determinado por seus estados anteriores pelos quais já passou.

Tudo é absolutamente determinista. Não há nada que aconteça por acaso.

Da Lição de Cabalá em Russo 31/12/17

Como A Pessoa Pode Medir A Devoção Da Alma?

laitman_250Ao estudar Cabalá, a pessoa deve se esforçar não apenas para ficar mais sábia ao receber novos conhecimentos, mas o mais importante, mudar seus sentimentos de modo que o coração mude e se expanda. O coração aprende a sentir os fenômenos mais elevados que são inacessíveis para nós agora, as ações de doação e unificação. Elas estão acima da nossa razão.

Na Cabalá, existe o conceito de “fé acima da razão”. Conhecimento é o que corresponde à razão. Na medida do meu entendimento, eu posso dar, sabendo que isso me fará bem. Eu vou a uma loja e dou dinheiro em troca de mercadorias. Não há problema nisso.

Mas não há fé acima da razão em nosso mundo. Onde eu posso obter o poder extra de doação acima da razão? De acordo com o meu entendimento, estou pronto para pagar dois dólares por uma xícara de café, e me pedem para pagar vinte dólares em vez de dois, por uma boa causa. Onde obtenho a força para desistir dos dezoito dólares extras?

O poder que me dá a oportunidade de fazer um trabalho extra, fazer esforços extras e sacrificar meu egoísmo é chamado de “fé”. É por isso que precisamos nos esforçar. Só assim se mede o quanto eu realmente dou. E isso não vem do meu cálculo racional, mas do desejo de dar ao Anfitrião.

Em outras palavras, eu dou acima do cálculo de quanto recebi Dele e estou pronto para compensá-Lo, mas de forma completamente altruísta. Isso é o que é chamado de devoção da alma, quando estou pronto para dar-Lhe o mundo inteiro, mesmo que não receba nada Dele.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 21/03/18, Talmud Eser Sefirot