Textos com a Tag 'alma'

A Perspectiva Do Desenvolvimento Da Alma

944Baal HaSulam, “A Profecia”: Eu levantei meus olhos, e eis que o Senhor estava sobre mim e me disse: “Eu sou o Senhor, Deus de seus pais. Levante seus olhos do lugar em que você está diante de Mim e veja toda a realidade que Eu criei a partir da ausência, superior e inferior juntos, desde sua própria criação no desdobramento da realidade através de sua evolução contínua até sua conclusão, como convém a obra das Minhas mãos para ser glorificado.

O Criador mostra a Baal HaSulam a perspectiva do desenvolvimento de todas as almas durante o período em que elas começam a se corrigir a partir de nossa geração em diante, até que toda a humanidade se reúna em um único grupo de amor, em garantia mútua, conexão mútua entre si.

A humanidade representará uma única alma na qual o Criador é revelado. Esse estado é chamado de mundo infinito, uma correção completa que devemos alcançar em um futuro próximo.

Para isso, recebemos O Livro do Zohar com o Comentário Sulam.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar“, 16/02/21 # 5

O Chamado Da Alma

544Pergunta: Você tem centenas de milhares de alunos em todo o mundo, talvez até mais. Em algum momento, todos se perguntam: “Estou conectado o suficiente com o professor? Estou esquecendo de algo?” Como uma pessoa pode descobrir isso?

Resposta: Somente por si mesma. O professor não a ajudará com isso.

Pergunta: E o que é primordial: a necessidade do aluno ou algum tipo de chamado que desperta nele por si mesmo?

Resposta: Eles são a mesma coisa.

Pergunta: Está pré-determinado quem vai estudar de acordo com um programa geral e quem de acordo com um mais preciso?

Resposta: Depende da alma de uma pessoa, mas ela ainda pode se elevar. Para fazer isso, ela precisa da sociedade certa de acordo com a qual possa seguir em frente.

De KabTV, “Professor – Aluno”, 07/02/19

Ajude Sua Alma A Crescer

944“Eles Ajudaram a Cada Um de Seus Amigos” é o tópico mais importante porque é dedicado à nossa integração mútua através da qual construímos o Partzuf da alma de cada um de nós e de todos nós juntos. Sem essa integração mútua, não seremos capazes de construir um vaso espiritual e sentir os fenômenos espirituais, a força superior, o Criador, nele.

Para conseguir isso, preciso de amigos, não apenas para comunicação externa, mas daqueles com quem iremos fundir de coração e alma e ajudar toda a dezena a obter impressões dos outros, a serem imbuídos de suas qualidades. Assim, cada um formará um Kli no qual podem sentir toda a dezena. Todos incluirão todos, e nosso Kli será construído por meio disso.

Este trabalho continua até o final da correção. Mais e mais pessoas estão se reunindo, cada uma em sua dezena, construindo-se. Então as dezenas se conectam. Quando a dezena começa a se sentir como um, ela sente o desejo e a necessidade de se unir a outras dezenas.

O mesmo método de conexão se aplica aqui, e o Kli cresce e se torna mais complexo. O primeiro vaso espiritual consiste em dez amigos, e o segundo, onde vinte pessoas estão unidas, já tem o poder de cem pessoas porque é dez vezes dez, etc. Este não é um crescimento linear, mas exponencial.

Portanto, quando você vem para um grupo, não basta apenas aprender junto com seus amigos. Eu preciso estar imbuído de suas qualidades e coletar a aspiração especial ao Criador de cada um deles. Acontece que todos nós incluímos todos.

Do contrário, o homem não tem alma se não a constrói. Portanto, não basta apenas estar em grupo e participar de todas as atividades. O principal é tentar adotar aspirações para nossa conexão e fusão com o Criador. Ao fazer isso, construímos uma rede de conexões entre nós na qual revelamos a força superior de acordo com a equivalência de forma com ela.

No congresso, devemos buscar essa integração mútua, nos ajudarmos nisso. Isso será facilitado pelo clima geral, a participação de um grande número de dezenas, bem como a conexão dentro de cada dezena, o que afetará a todos tanto a partir do ambiente quanto internamente.

É assim que construo minha alma. Não é por acaso que os Cabalistas decidiram que as dezenas, dez pessoas em cada, deveriam se unir. Na dezena, cada um se anula para se integrar aos outros, para adotar suas qualidades e aspirações espirituais.

Não me importo mais com as qualidades pessoais de meus amigos, exceto por sua aspiração à espiritualidade. Eu preciso apenas estar imbuído com eles e construir a partir deles as primeiras nove Sefirot da minha alma. Eu mesmo sou a última Sefira, Malchut, que se anula para receber as primeiras nove Sefirot de seus amigos e usá-las para construir o Partzuf de sua alma. E o mesmo acontece com todos os amigos na dezena.

Então somos impressionados com o que cada um construiu dentro de si por meio da integração mútua com seus amigos, e temos um Partzuf espiritual real e independente com o qual continuamos a mesma construção. Cada dezena tenta ser impressionada por outras dezenas e absorver sua integração mútua, sua aspiração ao Criador, e assim construímos uma alma cada vez mais complexa e maior até construirmos a alma inteira de Adam HaRishon.

Da Lição Diária de Cabalá 24/02/21, “Eles Ajudaram A Cada Um de Seus Amigos”

Como Encontrar Uma Alma Gêmea

632.3Comentário: Uma sabedoria indiana diz: “Nem mãe, nem esposa, nem irmão, nem filhos podem ser tão confiáveis ​​quanto um amigo verdadeiro”.

Minha Resposta: Isso é óbvio. Como todos eles estão biologicamente relacionados a você, eles dependem de você e você deles. Se não fosse por essa dependência biológica, eles provavelmente não estariam perto de você.

E aquele que está perto de você sem ser seu parente, está perto de você mentalmente, você pode realmente contar mais a ele, explicar mais a ele, estar mais perto dele.

Um amigo é um nível completamente diferente. Vocês estão perto um do outro. Vocês já foram criados nesta única alma de Adão de tal forma que existe alguma conexão entre vocês. No entanto, vocês não são parentes. As conexões entre parentes só são boas no nível do nosso mundo. No entanto, uma conexão sensorial e espiritual só é possível com amigos.

Pergunta: Quem você chama de amigo verdadeiro?

Resposta: Aquele com quem você pode se conectar para revelar o Criador. Aqui, o Criador é a fonte de nossa conexão, então nos sentimos próximos uns dos outros e desenvolvemos essa conexão para revelar mais o Criador.

O Criador nos criou próximos uns dos outros porque Ele quer ser revelado em nós. Nós sentimos isso entre nós como uma espécie de proximidade espiritual, e por isso somos amigos, nos aproximamos para revelá-Lo ainda mais entre nós.

Pergunta: Então, Sua convocação vem primeiro?

Resposta: Claro. Tudo isso é o sistema de Adão, no qual estamos todos encerrados, amarrados. Tudo é planejado com antecedência. Só precisamos fazer um pequeno esforço por nós mesmos.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 22/10/20

Como Posso Verificar Se Tenho Uma Alma?

622.01Pergunta: O que é uma alma e como verificar sua existência se a pessoa trabalhou para desenvolvê-la por muitos anos? Ela a obteve? Afinal, será que, ao trabalhar nessa direção, ela não estava chegando lá, mas foi na direção oposta?

Resposta: A fim de desenvolver a alma em você, você precisa praticar a Cabalá  em um determinado ambiente, em um grupo, e então em alguns anos, ao invés de sentir a si mesmo, você começará a sentir o espaço circundante, seus amigos.

Mais tarde, por meio de seus amigos, você começará a sentir a força superior, que preenche o espaço ao nosso redor, mas que você não sentia antes. Através da conexão com seus amigos, você desenvolverá um sensor que pode sentir o Criador. Esse sentimento será chamado de “sua alma”.

É impossível fazer isso sem praticar a Cabalá em grupo. Se você quiser economizar tempo, nem tente abordar isso de outras maneiras.

De KabTV, “Pergunte ao Cabalista”, 20/03/19

Estágios De Devoção Da Alma

530Nós não temos forças próprias: nem positiva nem negativa, nem da direita nem da esquerda. Recebemos tudo de cima e, portanto, devemos estar constantemente em contato com a força superior. Tudo o que eu tenho vem dela, e devo me manter na linha do meio, ou seja, manter minha devoção a ela.

Isso significa que eu atribuo tudo à força superior, eu recebo ambas as forças da esquerda e da direita dela, bem como todo o conhecimento e conselho que me permitem combinar essas duas forças para que elas se entrelacem em mim e comecem a formar uma pessoa, Adão, fora de mim.

Nós recebemos as forças egoístas e a intenção de doar do Criador, bem como uma técnica que nos permite vestir uma em cima da outra e construir em nós a semelhança do Criador chamado homem, Adão.

A principal coisa para isso é nos anularmos a fim de receber forças e intenções da fonte superior, do Criador, e combinando o material (o desejo de desfrutar) com a forma do material (a intenção de doar), moldar deste poder de recepção e poder de doação, a linha do meio, a recepção em prol da doação, homem, Adão.

Nós teremos a força de recepção dentro de nós, com a qual o Criador nos criou e gradualmente adiciona mais e mais. E nós precisamos dar a este material a forma de doação, que também recebemos do Criador.

O trabalho correto é pedir ao Criador por ambas as forças, a força de recepção e a força de doação, e acelerar o tempo, o que é chamado de santificação. Então avançaremos na linha do meio, corrigindo-nos e nos voltando ao Criador antes mesmo que Ele se volte para nós.

Combinando corretamente as duas forças opostas, as forças de doação e recepção, não permitindo que uma supere a outra, mas criando sua combinação ideal na linha do meio, nós nos moldamos na forma de doação. E de acordo com essa imagem aceita, nos aproximamos cada vez mais do Criador com nossas propriedades internas, nos identificamos com Ele e estamos incluídos Nele, chegamos ao abraço e à unidade, fusão sem limites.

E tudo isso se deve à devoção da alma, porque não sentimos que temos nem um pouco de nós mesmos, nada, livre da autoridade do Criador. Queremos estar em Seu poder completo porque esta é a verdade. Mas ela está escondida de nós e nos esforçamos para revelá-la.

Em cada nível que alcançamos, descobrimos que o Criador governa sobre nós. Como resultado de nossos próprios esforços, é revelado que o Criador nos preenche sem deixar nenhum grau de liberdade. Tudo isso é fruto da devoção da alma na medida em que sou chamado de humano.

A fim de estabelecer o relacionamento correto com o Criador, que é chamado de devoção da alma, devemos primeiro fazer os mesmos exercícios na dezena para com os amigos.

O Criador criou este laboratório para nós para que possamos sentir e perceber isso na prática, recebendo apoio e avaliação crítica de outras pessoas sobre como estamos progredindo para alcançar a devoção da alma. Vendo o que me falta para ser devotado à dezena superior, posso entender o que me falta para ser devotado ao Criador.

Existem diferentes estágios de devoção, que se tornarão os degraus da escada espiritual. A compreensão do Criador ocorre na medida da devoção da alma que conseguimos alcançar em relação a Ele.

Se nos empenharmos pela devoção da alma, ela nos sintoniza corretamente com o Criador e define a direção exata como a Estrela do Norte ou uma agulha de bússola sempre apontando para o norte, onde devemos sempre nos mover e nos comparar.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 18/01/21, “Devoção”

Afinando As Cordas Da Alma

528.02“O amor cobrirá todos os crimes” não é apenas uma bela frase, mas um meio para alcançar o amor pelo Criador. Nós recebemos uma alma quebrada, e essa quebra é revelada até o final da correção durante toda a ascensão espiritual. Cada vez devemos nos empenhar pela unidade, por uma conexão devotada, até o amor.

Portanto, revelaremos constantemente as linhas esquerda e direita uma contra a outra e subiremos os degraus do ódio e do amor. O Criador quebrou o vaso precisamente para nos dar a oportunidade de ascender os degraus da unidade cada vez mais alto.

O grupo deve cumprir a condição: “O amor cobrirá todos os crimes”, isto é, revelar pecados, ódio, corrigir todos os tipos de diferenças entre nós e curá-los com amor. O amor é uma interconexão em que ninguém se sente, mas apenas todos juntos.

Desta forma, construímos os estágios de uma conexão cada vez mais poderosa, até que neles, como resultado de nossos esforços, a qualidade da unidade, que é chamada de Criador, comece a se desenvolver. Não há outra maneira de se aproximar do Criador.

Nós trabalhamos na dezena, tentamos nos conectar e revelar a má vontade, o ódio e a rejeição, brigamos, mas superamos a briga para nos abraçarmos novamente. E assim aceleramos o caminho.

Esta lei se aplica não só à dezena, mas também na vida cotidiana entre pessoas, países, entre crianças e adultos, nas relações familiares. Se quisermos chegar a uma conexão, devemos também identificar diferenças, separações e contradições.

Mas em tudo você precisa enxergar o objetivo futuro, ou seja, entender por que fazemos isso. Para qualquer pequena mudança em nossas vidas, devemos sempre nos mover da escuridão para a luz, da noite para o dia, e o mesmo acontece em nosso relacionamento com o Criador.

A participação na dezena é necessária para revelar as conexões entre nós: ódio e amor, cada vez mais forte e profundo, e no contraste da escuridão e da luz revelar o Criador como a vantagem da luz a partir da escuridão.

É como uma pequena voz que não podemos ouvir. Ainda estamos em um mar de sons, mas não os distinguimos. Precisamos atingir essa sensibilidade para começar a ouvi-los, para reconhecer que o Criador está entre nós, às vezes se escondendo, às vezes se revelando, em diferentes formas. E isso só é possível se construirmos conexões entre os amigos da dezena, para mostrar todas as nuances do contraste entre a quebra e a conexão.

Além disso, isso não requer manifestações externas, uma explosão de ódio e emoções. Tudo isso deve estar por dentro, expresso na sutileza das sensações. Devemos nos tornar cada vez mais sensíveis porque queremos revelar o Criador escondido entre nós.

O Criador está se escondendo porque não temos ferramentas precisas e sutis suficientes para capturá-Lo. Quanto mais profundamente penetramos em todas as sutilezas da transição da quebra para a conexão, sentimos toda a diferença entre elas, nesses limites começaremos a sentir o Criador.

Um mestre em seu ofício é aquele que é sensível aos menores detalhes, que aguçou sua sensibilidade. Nada é perceptível a olho nu, mas para o especialista, cada pequeno detalhe torna-se essencial e mostra o que está acontecendo.

Nos falta exatamente essa sensibilidade. O Criador ainda está entre nós, mas não temos os sentimentos certos. Nosso desejo de desfrutar é muito rude e está no grau mais baixo das sensações deste mundo. Também precisamos aprender a sentir sutilmente tudo o que acontece em um amigo. Tendo me estabelecido para tal relacionamento com meus amigos, eu começo a revelar meu relacionamento com o Criador neles.

Nossas relações mútuas são como cordas que soam afinadas, ora em tom menor, ora em tom maior, ou seja, em distância e conexão, em todos os tipos de estados. É assim que o Criador fala conosco, porque foi Ele quem nos despedaçou e nos separou, e também nos ajuda a nos conectar.

Então, nós O sentimos tocando em nossas cordas, nos fios de conexão que correm entre nós, tocando em nossos relacionamentos. É assim que O revelamos e descobrimos o que Ele quer nos dizer, e também tocamos nossa própria melodia para Ele, um hino de unidade, amor e desejo. E assim estamos cada vez mais sintonizados com a revelação do Criador na criação.

De nossa aproximação e distanciamento, de todos os estados possíveis, três linhas e conexões, como Sefirot espirituais, aprendemos a linguagem do Criador cada vez melhor, entendemos o que Ele nos diz e como responder a Ele. Toda a nossa conexão com o Criador é através da nossa conexão mútua. Portanto, aquele que não está em uma dezena não tem a oportunidade de revelar o Criador; essa é a condição da última geração.

Em nossa época, o Kli geral está sendo corrigido e, portanto, somos chamados de última geração. Precisamos corrigir dezena por dezena e começar a colocá-las juntas. Mas, antes de tudo, você precisa afinar cada corda como um violino ou violão, para que elas estejam em sintonia umas com as outras e juntas em sintonia com o Criador.

Este já é um trabalho espiritual na dezena para se conectar com o Criador, para dar a Ele um lugar para se abrir entre nós e jogar conosco. E nós poderíamos tocar para Ele uma canção de gratidão, um hino de Sua glória.

Extraído da Lição Diária de Cabalá, 16/01/21

Conheça O Segredo Da Alma

250O Novo Zohar, “Cântico dos Cânticos”, Item 483: Para conhecer e observar o segredo da alma. O que é a alma dentro dele? De onde vem e por que vem para este corpo, que é uma gota asquerosa que está aqui hoje e amanhã na sepultura? Para conhecer o mundo em que se está e para que o mundo será corrigido, para contemplar os segredos sublimes do Mundo Superior e para conhecer o seu Mestre. E a pessoa observa tudo isso de dentro dos segredos da Torá.

Uma pessoa deve conhecer absolutamente todo o universo, do início ao fim, em todas as suas metamorfoses, consequências, causas e correntes de todas as ações. Devo entender como esse sistema funciona e, o mais importante, o que posso fazer.

Se não posso fazer nada, que diferença faz para mim se eu entendo o Livro do Zohar mais ou menos, se estou à mercê da sorte e do destino. No entanto, se posso mudar algo, como posso fazer isso? Isto é muito importante.

Pergunta: Está escrito “Para conhecer e observar o segredo da alma. O que é a alma dentro dele? De onde vem?” O que significa “De onde vem?”

Resposta: Se eu entender como o sistema do universo foi criado, saberei por que e por que razão, qual é o meio para minha correção, minha influência sobre ele e a inclusão correta neste sistema. Na verdade, preciso saber tudo.

Somente o conhecimento completo tanto do geral quanto do particular, tanto a análise quanto a síntese disso dentro de mim, me levarão a ações corretas e racionais porque estou incluído no sistema eterno.

Em nosso mundo, de alguma forma sobreviveremos por tantos anos quanto deveríamos, e então partiremos. E essa é a entrada para o sistema eterno. Além disso, você é incluído em forças enormes, na influência sobre você mesmo e sobre os outros.

Somente na medida em que você entende o sistema espiritual, somente na medida em que existe em você a inclinação para as ações corretas e você não comete erros, você ganha acesso a este sistema e pode fazer algo nele.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 2

Teste De Devoção Da Alma

934Cada um de nós tem um ponto no coração, uma parte do divino de cima. Ou seja, este ponto em nós está conectado com o Criador por um fio muito tênue, e precisamos tentar avivar essa conexão.

Se eu usar todos os meus desejos, qualidades e todas as situações para fortalecer esta conexão, para expandir e tornar este fio mais espesso e mais forte, e para tornar este canal ativo a cada momento, isso demonstra minha devoção à alma.

Precisamos buscar nossa conexão com a dezena e a conexão com o Criador para que tudo isso se reúna em um único ponto. Este será o verdadeiro centro da dezena.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/01/21, “O Amor Cobre Todas as Transgressões”

Coletando Os Pedaços Da Alma Comum

117Pergunta: Está escrito no Livro do Zohar: “Quão bom e quão agradável é que irmãos vivam juntos”. Isso significa ser amigos: que na hora em que se sentam juntos, eles não se separam um do outro.

No início, eles parecem ser pessoas em guerra, querendo matar um ao outro, então, novamente, eles retornam ao amor fraternal. O Criador diz sobre eles: “Quão bom e quão agradável é que irmãos vivam juntos!” Mas, além disso, o próprio Criador está atento às suas falas, e tem prazer e se alegra por eles.

Como pode ser que pessoas que estão dispostas a se matar, no entanto, se juntem e o amor fraternal surja entre elas?

Resposta: Isso é realmente incrível, porque viemos de uma única alma. Este sistema foi criado como um desejo comum, um único organismo. Então foi deliberadamente quebrado em pequenos pedaços.

É assim que um mosaico de Lego é construído: primeiro, uma imagem é feita e, em seguida, um selo especial a corta em pedaços para que as crianças possam aprender a montar uma imagem a partir de seus componentes.

Nossa alma comum é criada de maneira semelhante. Visto que está quebrada em pedaços menores, devemos encontrar tal conexão entre nós, tal justaposição que todas as nossas almas novamente se reúnam em um grande quadro, em uma única alma.

Essa alma é chamada de Adam, da palavra “Adomeh – semelhante” ao Criador. Na medida em que nos aproximamos um do outro para montar um grande quadro, nos tornamos Adam, humanos.

Isto é, o humano em nós não é nosso corpo animal e nem nossas inclinações animais naturais originais, mas é a medida de nossa semelhança com o Criador.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 3