Textos na Categoria 'Sociedade'

E Se O Universo Fosse Diferente?

627.2O fato de vivermos no fundo de um profundo poço de gravidade, na superfície de um planeta coberto de gás girando em torno de uma bola de fogo nuclear a 90 milhões de milhas de distância e pensar que isso é normal é obviamente uma indicação de quão distorcida nossa perspectiva tende a ser (Douglas Adams).

Pergunta: Por que uma pessoa pensa que o que está acontecendo ao seu redor é normal? Ela nasce com essa percepção e não tem vontade inicial de mudá-la.

Resposta: Como pode ser mudada? Lembro-me que quando criança eu gostava muito de astronomia e quando estava na aula olhava para o céu. Ele despertou um interesse genuíno em mim e me atraiu. Não vi nada nele que pudesse repelir ou ameaçar. Pelo contrário, fiquei muito grato à natureza, ao céu, por poder olhar e ver nossos estados nele.

Pergunta: Mas apenas uma pequena porcentagem de pessoas se pergunta por que tudo é criado dessa maneira e não de outra forma. Por que a maioria das pessoas percebe isso como a norma?

Resposta: Em primeiro lugar, porque esta é a norma e nada mais existe. Você pode, é claro, imaginar qualquer coisa como isso é feito na ficção científica. Mas, em princípio, esta é a norma e vivemos nela. Nós existimos do jeito que exisitimos porque tudo é criado de acordo com a gente e nós somos criados de acordo com o que vemos. Se houvesse outro universo, seríamos diferentes.

Então vamos viver o agora, desenvolver o máximo possível, e então veremos. Não importa o quanto fantasiamos, nada mais nos é dado e nada mudará tão rapidamente. Portanto, não vejo racionalidade em resistir à natureza na qual você, seu cérebro ou seus sentimentos são criados. E com base nisso, como você vai resistir? Não funciona.

Pergunta: A fantasia é boa?

Resposta: A fantasia é boa, mas quando está no âmbito do autocontrole. Se eu tivesse alguma oportunidade de ir além dos limites da natureza e a partir daí tentar mudar algo, eu mesmo, a própria natureza, ou ambos esses parâmetros, a natureza e eu, seria uma questão diferente. Mas se eu não posso ir além desses limites, o que há para falar? Isso é realmente fantasia.

De KabTV, “Expresso de Cabalá”, 29/04/22

Podemos Mudar A Nós Mesmos?

294.3Pergunta: Os Cabalistas falam sobre este conceito de construir uma sociedade onde todos estão unidos. Como eles imaginam isso?

Resposta: Em primeiro lugar, devemos reconhecer plenamente o mal do egoísmo. Mas, uma vez que percebemos isso, o que acontece?

Digamos que eu entenda que não há nada no mundo além do mal. Posso substituí-lo por uma qualidade oposta?! Afinal, existe uma força de atração ou uma força de repulsão. Estamos dando ou recebendo. Posso trabalhar no modo de dar em vez de receber? Não, esta é a nossa natureza.

Mas acontece que existe uma força na natureza que pode nos transformar no oposto e simplesmente nos transformar. Hoje trabalho apenas no modo de recepção: onde, o que e como receber. Sem falar que quero fazer isso de forma mais confortável, mais barata, com menos esforço e dando menos e recebendo mais porque esta é a fórmula para toda a minha vida e minha atividade em todos os níveis: fisiológico, mental, espiritual, o que for.

Posso realmente mudar a mim mesmo? Sim. Há uma força na natureza que criou o egoísmo. Ela pode ter um efeito tão grande sobre nós que nos mudará para a direção oposta. De repente, em vez de agir sempre segundo a fórmula “dar menos e receber mais”, passaremos a viver segundo outra fórmula: “A conexão entre nós é o mais importante e determina todas as minhas ações”.

Ou seja, minhas ações terão como objetivo estar o mais conectado possível com os outros, não receber para mim, e me unir a todos. Ao mesmo tempo, descobrirei a mim mesmo e toda a natureza como uma entidade única. Se esse todo único não estiver conectado, ele se tornará cada vez mais destrutivo e finalmente me destruirá, assim como o câncer destrói o corpo.

Se eu entender isso claramente, não terei outra opção a não ser encontrar uma maneira de mudar a mim mesmo e me conectar com os outros. Agora, quando nos aproximamos de uma catástrofe global e porque o mundo inteiro está conectado externamente e todos dependem uns dos outros, somos simplesmente obrigados a fazer isso.

a Cabalá se revela, dizendo: “Existe tal força na natureza. Essa é a mesma força que criou seu egoísmo e continua influenciando-o. Ela pode afetar seu ego e fazer tal inversão instantaneamente. Se você entender que precisa estar interconectado com os outros por meio de boas conexões, essa força fará todo o trabalho por você. Como? Aqui está uma metodologia para você”.

Então seremos realmente capazes de mudar a natureza do homem. Não nós mesmos ou quaisquer ditaduras políticas, mas a força que invocamos. Vemos isso no exemplo dos Cabalistas que colocam isso em prática há muitas gerações.

Hoje estamos nos aproximando de um estado onde isso pode ser feito por toda a humanidade. E nisso reside o nosso futuro brilhante.

De KabTV, “Close-Up. Gene do Altruísmo”, 19/09/10

Lutando Pela Revelação Da Bondade!

271Pergunta: Que conselho você daria a um líder ou gerente que sente desejo de poder? O que ele deveria fazer?

Resposta: Eles devem decidir realizar eleições apenas de acordo com o critério de bondade e amor do candidato ao poder: o que ele quer fazer, que tipo de boas ações e como ele quer preencher o espaço a ele subordinado com seu amor.

Comentário: Normalmente ele tem uma lista inteira de coisas que quer fazer.

Minha Resposta: Não! Uma lista não vai ajudar aqui. É necessário verificar constantemente sua gestão: todos os dias, todas as semanas, todos os meses e todos os anos. Se não estiver de acordo com esses critérios, ele deve ser demitido imediatamente.

E atrás dele há uma fila de pessoas que vão lutar por bondade! Uma fila de pessoas que querem mostrar o poder do amor em relação à sociedade.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 22/03/22

Alguns Bons Pensamentos Para A Próxima Semana

Dr. Michael Laitman

Da minha página no Facebook Michael Laitman 20/02/22

Cada deficiência, carência ou negatividade que sentimos, cada preocupação que experimentamos e cada preocupação em nossos corações são apenas os resultados da quebra das conexões amorosas que uma vez tivemos um com o outro. É por isso que a única maneira de corrigir qualquer coisa em nossas vidas e no mundo ao nosso redor é restaurar e melhorar nossas conexões humanas.

Quando nos movemos em direção à conexão e não à separação e hostilidade, como é o caso hoje, tudo o que parece ameaçador ou vazio, cada dor em nossos corações e cada dor em nossos corpos se tornará positivo, cheio de alegria, conexão e amor. Tudo o que temos que pensar é em mudar nossos relacionamentos de hostilidade para amizade.

Como somos diferentes, somos mais fortes juntos e mais fracos separados. Quando cuidamos uns dos outros, as diferenças entre nós se complementam para formar uma sociedade inteira e saudável. Quando estamos separados, eles nos enfraquecem. É por isso que não precisamos tentar fazer com que todos sejam iguais, mas sim atenciosos, e deixar nossos pontos de vista e personagens como estão. Então, o mundo inteiro encontrará sua paz e harmonia.

Foto por: Baruch Ratz

Nova Vida 1328 – Discrepância De Classificação Nas Organizações

Nova Vida 1328 – Discrepância De Classificação Nas Organizações
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Como as organizações podem garantir que os funcionários em todos os níveis se sintam importantes e apreciados? Embora a hierarquia seja necessária, ela pode levar à comparação, competição e separação entre trabalhadores superiores, intermediários e inferiores. Esses obstáculos podem ser superados se todos forem incluídos no trabalho conjunto em prol de um objetivo comum.

A administração deve manter conversas regulares para enfatizar que o benefício mútuo só pode ser alcançado por meio dos esforços e da participação de todos os trabalhadores e todos prosperarão trabalhando juntos. Todos são participantes iguais para atingir a meta, e até mesmo o trabalho simples é essencial. Todos somos mutuamente dependentes, cada um faz a sua parte pelo bem de todos e reconhece o valor da contribuição única de cada um. Todos são responsáveis ​​por criar um ambiente onde todos sejam valorizados, onde cada um seja saudado como amigo por todos os outros.

Ao entrar no portão do local de trabalho, cada um deve descascar todas as suas cascas e entrar com o coração caloroso e ânimo elevado por ter tido a oportunidade de trabalhar juntos em um propósito comum.

Este resumo foi escrito e editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman

De KabTV, “Nova Vida 1328 – Discrepância de Classificação nas Organizações”, 19/12/21

O Ódio É Uma Oportunidade De Mostrar Amor

504Pergunta: Como devemos reagir quando alguém nos ataca, grita conosco, nos acusa e nos faz sentir muito mal?

Resposta: Isso pode ser visto como uma oportunidade de se conectar com essa pessoa de uma maneira bela, elevada, mais correta e completa.

Pergunta: O ódio é uma oportunidade?

Resposta: O ódio é uma oportunidade de mostrar o outro lado: o amor.

Pergunta: Alcançamos isso por meio da educação correta ou apenas por meio da realização espiritual?

Resposta: Por meio da educação e de muitos exercícios.

De KabTV, “Conversaa com Jornalistas”, 21/12/21

“Americanos Protestantes Se Desfiliando Não São Boas Notícias Para A América” (Medium)

Medium publicou meu novo artigo “Protestantes Americanos Se Desfiliando Não São Boas Notícias Para A América

De acordo com uma pesquisa da Pew publicada recentemente, em 2007, 78% dos americanos se identificaram como cristãos. Agora, em 2021, esse número caiu para 63%. Ao mesmo tempo, a proporção de americanos que se identificam como não tendo religião (nulos) passou de 16% para 29%. Quando você olha para a população cristã, você descobre que a proporção de católicos na América mudou muito pouco, e a grande maioria dos cristãos que se tornaram nulos vem de denominações protestantes.

Levando em consideração que esse desenvolvimento não é fruto de uma revolução, mas de uma tendência gradual e voluntária, acho que é um problema. É um desvio do espírito dos fundadores da nação, e bastante rápido. Se a religião se tornar uma questão de cultura, sem qualquer compromisso com certos códigos de conduta, isso não será bom para a América.

A religião costumava dar às pessoas um sentimento de pertencimento e um propósito. Deu-lhes um código moral e um sistema de regras para se comportar em casa, no trabalho e em todas as partes da vida. As pessoas aprenderiam as leis de sua religião na infância e continuariam com elas por toda a vida. Era a “filosofia” de vida do povo.

A religião não dá mais nada disso às pessoas, então elas vão embora. Na maioria das vezes, como mostra a pesquisa, elas não partem para nenhum lugar em particular. Elas não se aventuram em outras religiões, pelo menos não ainda, mas sim longe de sua própria fé, e frequentemente longe da fé completamente.

Os jovens de hoje não precisam de religião; não há vantagens nisso para eles. Na Rússia, as autoridades estão revivendo a religião depois de décadas bloqueadas pelo regime soviético. Elas estão fazendo isso para manter as pessoas sob controle, para que não vão longe demais para a extrema esquerda ou extrema direita. Em vez disso, a religião é usada para manipular o público e controlá-lo.

Mas a América não é a Rússia. Os americanos não sentem com relação a religião o que os russos sentem e, portanto, toda a estrutura está desmoronando.

Ironicamente, a única parte da vida em que a religião ainda pode dar respostas que as pessoas podem querer ouvir é a morte. Todos nós temos medo dela, e a religião tem respostas reconfortantes. Como a vida contemporânea não oferece conforto com o falecimento de nossos entes queridos ou com o medo de nossa própria morte, suprimimos o medo por meio de distrações. Os videogames, as transmissões online, os filmes e outras formas de entretenimento estão tomando o lugar da religião. Mas para aqueles que ainda acreditam na vida após a morte, a religião oferece um conforto bem-vindo.

Anteriormente, os centros religiosos também serviam como centros comunitários onde as pessoas se reuniam para refeições comunitárias ou para celebrar feriados. Mas hoje as pessoas são mais fechadas e não têm interesse na vida em comunidade. Tornamo-nos muito materialistas; tudo é uma pechincha, uma relação de dar e receber. As pessoas querem ver resultados imediatos e a religião não os oferece isso. Na melhor das hipóteses, ela oferece uma promessa reconfortante de um bom futuro na vida após a morte, mas menos pessoas precisam dele como fonte de conforto, então a religião está perdendo seu apelo.

O fluxo e refluxo de pessoas que entram e saem da religião continuarão e, por fim, as levará a perguntar sobre o sentido da vida. Elas vão começar a perguntar “Quem sou eu?” “Por que estou aqui?” e terão que responder a essas perguntas ou não encontrarão nenhuma razão para viver, nenhum sentido em suas vidas. Isso já está acontecendo na geração mais jovem e continuará a se expandir em todas as faixas etárias.

Assim que chegarem a esse ponto, elas descobrirão que o sentido da vida não está em respostas reconfortantes sobre a vida após a morte ou em imaginar um mundo onde todos seguem as regras estritas de um Deus específico de uma religião específica. Em vez disso, encontrarão o sentido da vida aqui e agora, entre nós, nutrindo o interesse mútuo e o cuidado uns com os outros. As pessoas encontrarão sentido em dar e ajudar, em vez de aceitar e derrotar os outros. Elas encherão seus corações de amor pelos outros, e o próprio amor será o sentido de suas vidas.

É verdade que é um processo e ainda não chegamos lá. No momento, as coisas parecem estar ficando mais sombrias, mas não é sempre mais escuro logo antes do amanhecer?

O Impacto Da Humanidade Nas Erupções Vulcânicas

962.4Pergunta: Existe uma conexão entre erupções vulcânicas e relações entre as pessoas?

Resposta: Estamos todos em um sistema em todos os níveis da natureza inanimada, vegetal, animal e falante, então tudo o que acontece em um nível afeta todos os outros níveis. Pessoas no nível falante têm o maior impacto. Se suas relações são desequilibradas, as energias negativas que derivam delas afetam todos os outros níveis.

Pergunta: O sentimento de ódio atrai energia que causa danos cumulativos ao mundo?

Resposta: Claro. Porque tudo é energia, sentimento, atitude.

Pergunta: Especialistas que falam sobre a emissão de gases de efeito estufa afirmam que a crise climática exige que o homem também mude. Qual é a mudança que precisa ocorrer no nível humano?

Resposta: Uma mudança nas relações entre as pessoas. Se as pessoas mudarem, a conexão calma, equilibrada e boa que elas trarão ao mundo impactará todos os níveis da natureza: o inanimado, o vegetativo e o animal. O homem é responsável por tudo, “Sua mão estará sobre todos, e a mão de todos sobre ele.”

De \KabTV, “Conversa com Jornalistas”, 28/10/21

As Crianças Devem Brincar Juntas

503.02Comentário: Cada vez mais adolescentes sofrem de depressão, hiperatividade e problemas de sono atualmente, o que significa que cada vez mais crianças são menos felizes.

Segundo psicólogos, isso ocorre porque as crianças não têm mais a oportunidade de brincar, não se trata de jogos de computador, mas de jogos que jogávamos no passado como esconde-esconde e pega-pega, jogos que ajudam as crianças a desenvolver habilidades importantes.

Minha Resposta: Esses jogos desenvolvem a comunicação entre as crianças, que é uma fase crucial em seu desenvolvimento e crescimento. Acontece por meio de jogos porque o mundo inteiro é um jogo. Sempre jogamos, mas jogos diferentes. Mas quando uma pessoa está em casa e não se comunica com os outros, ela crescerá e se tornará uma pessoa feia no sentido humano. Ela não será capaz de se comunicar com as pessoas.

As crianças crescerão infelizes porque não têm comunicação natural e normal com os colegas. Não poderemos fazer nada a respeito porque é simplesmente impossível substituir a comunicação por qualquer outra coisa.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 18/11/21

Um Professor Está Logo Abaixo De Deus

504Pergunta: Quem é o professor de hoje?

Resposta: Uma pessoa que ensina nossos filhos a ler e escrever.

Pergunta: É isso que se deve esperar de um professor para ensinar hoje?

Resposta: Não vejo nenhum professor ensinando qualquer coisa.

Pergunta: O que você gostaria que um professor ensinasse?

Resposta: Deve ser uma pergunta diferente. Se eu quero que um professor ensine outra coisa, a sociedade tem que ser diferente e os pais têm que ser diferentes. Eles devem saber o que os filhos carecem e precisam aprender na vida e, portanto, os pais também devem educá-los. Um professor é um representante público que deve educar o público, a nova geração, corretamente.

Pergunta: Qual deve ser o salário de um professor?

Resposta: Deve ser o mais alto possível. Nenhuma outra profissão é mais importante do que o ensino.

Pergunta: E comparado a um médico?

Resposta: Um médico é menos. O médico cuida do corpo, enquanto o professor ajuda os alunos a desenvolver a alma.

Pergunta: Como os pais devem se relacionar com os professores?

Resposta: Com respeito. Um professor está logo abaixo de Deus porque ele nos ensina como nos relacionar com Deus. O professor é um guia, é aquele que se abre e ensina sobre a atitude correta perante a sociedade, a vida e a morte, a tudo. Um professor é na verdade o representante da força superior aqui neste mundo.

De KabTV, “Introspecção — Atualidades à Luz da Cabalá”, 06/12/21