Textos na Categoria 'Professor Espiritual'

Como Encontrar Guias No Caminho Espiritual?

laitman_530Pergunta: Como um grupo de amigos recém-criado encontra um professor?

Resposta: Encontrar um professor é um problema. Você precisa escolher um professor de verdade que não oculte o objetivo e tenha experiência em como levar as pessoas a ele.

Ele, por sua vez, também teve o professor certo e não esconderá de você que o caminho não é fácil, é longo e difícil, mas ele o levará adiante de maneira consistente. Ele não apenas liderará, mas seguirá esse caminho junto com você. Claro, ele já está em um nível diferente, mas ainda vai com você.

Eu não acho que hoje você possa encontrar esses professores, “guias” no caminho espiritual, exceto entre meus alunos. Não estou apenas anunciando-os a você, não há outros no mundo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/04/20

Para Meus Alunos, Amigos E Seguidores

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página No Facebook Michael Laitman 15/06/20

Estamos vivendo em um momento especial. As conexões ocultas que nos unem a um todo emergiram e exigem nossa atenção. Nesse momento, todos somos responsáveis; somos responsáveis ​​um pelo outro. O que cada um de nós faz, diz e pensa, afeta todas as pessoas e todo o planeta.

Por esse motivo, agora devemos buscar a unidade mais do que nunca. Devemos persegui-la acima de tudo o que nos separa: raça, cor, religião, gênero, idioma, cultura, história, alfabetização, mentalidade e caráter. Somos um corpo, um organismo e, em um organismo, não há ódio entre os órgãos, apenas amor, respeito e gratidão a cada órgão por desempenhar seu papel único. Agora que estamos todos conectados, podemos ver que nós, a humanidade, somos como qualquer organismo. Todos somos dependentes um do outro e, portanto, devemos cuidar um do outro.

Quando nos ajudamos a crescer e expressamos a singularidade de cada um, não o fazemos por outra pessoa; estamos fazendo isso por nós mesmos! Quando cada um de nós está feliz, todos nós estamos felizes. É assim que funciona em um organismo. E quando trabalharmos como um organismo, descobriremos o poder que existe na unidade. Esse poder, que permite que toda a realidade trabalhe em harmonia, existe entre nós. Se construirmos nossas conexões em congruência com esse poder, sentiremos que ele preenche as cavidades entre nós. Então, todo ódio e angústia cessarão.

Nestes tempos especiais, todas as pessoas na humanidade são convocadas a participar da unidade e espalhá-la por toda parte. Quanto mais amplo a espalharmos, mais a sentiremos. Por esse motivo, estou pedindo a todos os meus amigos, alunos e seguidores que compartilhem essa mensagem. Compartilhem as postagens na minha página sempre que puderem; coloque-as em sua parede e em grupos onde vocês são membros. Vocês não estão fazendo isso para si mesmos; estão fazendo isso pelo mundo, para espalhar a unidade e amar o mundo inteiro. Nunca antes o espalhamento de amor e unidade foi tão premente e essencial do que é hoje. Ao fazer isso, vocês estão curando a humanidade do ódio; vocês estão anunciando solidariedade, amizade e felicidade em um momento de grande transformação. Está em suas mãos determinar se passamos por ela de maneira agradável e fácil, ou dolorosa e lenta.

Por favor, espalhem a palavra,
Michael

Um Professor Da Sabedoria Da Cabalá

laitman_582.01Pergunta: Aqueles que ensinam cursos sobre a sabedoria da Cabalá não alcançaram o estado que ensinam. Como uma pessoa pode transmitir o que não alcançou?

Resposta: Você acha que um professor de matemática precisa necessariamente ser um triângulo ou um quadrado?

Comentário: Eu acho que ele precisa entender o que é.

Minha Resposta: Um professor fornece acesso ao conhecimento para que você possa entrar em contato com ele, conectar-se e integrar a ele de acordo com o método que ele lhe ensina. De qualquer forma, ele não pode transmitir seus sentimentos espirituais a você.

Pergunta: Estes são sentimentos subjetivos, é claro. Você está em um estado corrigido?

Resposta: Eu não vou lhe dizer. Abra seus olhos um pouco mais amplamente e você verá.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 15/12/19

Duas Fontes De Conexão Com O Mundo Espiritual

laitman_528.02Pergunta: Nossa conexão com o mundo espiritual é através de um livro escrito por Cabalistas ou através de pessoas que já atingiram esse sistema?

Resposta: Não, é muito difícil obter uma conexão com o mundo superior através de um livro. Só pode ser através de um professor e, constantemente, de geração em geração.

O livro não substitui a comunicação com um professor Cabalista. Você pode ler muitos livros que podem direcionar uma pessoa para o objetivo certo, mas você pode alcançá-lo apenas aprendendo com o professor certo.

Além disso, nem todos os Cabalistas, aqueles que atingiram o mais alto estado da natureza, podem ser professores. Depende da raiz da alma. Alguém tem, alguém não. Como em nosso mundo: uma pessoa pode ser um grande cientista, mas um péssimo professor, ou seja, não recebe essas habilidades. Mas, por outro lado, há quem ensine muito bem, mas elas próprias são pequenas.

Pergunta: Então, a conexão com o mundo superior ocorre através de dois componentes: um professor e um livro?

Resposta: Sim. Portanto, essa ciência é chamada de “Cabalá”, ou seja, “recepção”, inclusive do professor.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 10/06/19

Sintonia Com O Superior

laitman_267.01Não somos capazes de entender a visão do superior que pensa em um nível diferente e, portanto, não concordamos com ele. Não importa o quanto eu verifique minhas conclusões e as conclusões do superior, apenas fico cada vez mais convencido de que isso é inaceitável para mim.

A visão do superior parece-me irracional, desapegada da realidade, uma fantasia ingênua. Segundo meu entendimento, não pode ser verdade.

Depois de ter verificado várias vezes e ter certeza de que não há como justificar o superior, eu paro dizendo: “Agora vou aceitar a opinião do superior acima da minha razão, mesmo que isso contradiga a minha opinião”. E é porque é contra o meu entendimento que eu a aceito pela fé acima da razão e me alegro com a oportunidade de fazer isso.

Se não posso aceitá-la, peço ao superior que me dê forças para fazer isso, porque passo pela fé acima da razão e aceito a opinião do superior. Está claro para mim que meu conhecimento permanece na base e o conhecimento do superior é superior, um em cima do outro.

Isto é, eu não substituí meu conhecimento, entendimento e percepção anteriores pelo conhecimento, entendimento e percepção do superior, como em nosso mundo as crianças aceitam a opinião dos adultos. No espiritual, eu permaneço com minha própria opinião e, além disso, recebo a opinião do superior e trabalho de acordo com ela. Nesta forma, eu existirei na realidade espiritual.

Minha opinião, verificada mil vezes, com a qual permaneci, é chamada de conhecimento. E a opinião do alto, também verificada por mim mil vezes, se torna minha fé, superior à minha razão, porque a considero verdadeira, embora, de acordo com meu entendimento, ela não seja real.

É claro que isso não está de acordo com a lógica racional do nosso mundo, mas é assim que a ascensão espiritual ocorre e a percepção do mundo superior é revelada. Mesmo agora estamos na realidade superior, então por que não sentimos isso? Porque ainda não podemos substituir nossa sintonização pela realidade espiritual correspondente, ou seja, sintonizar nosso coração e mente com a percepção do mundo superior.

E mesmo que eu ainda não entenda o mundo superior e não possa revelar sobre o que os Cabalistas estão falando, eu deveria estar agradecido por ter me permitido, pelo menos, me aproximar dele e ouvi-lo. Estou feliz por estar entre aqueles que estão se movendo em direção à entrada no mundo espiritual – isso por si só é um grande privilégio e um presente pessoal do Criador. Portanto, eu estou cheio de gratidão e alegria e abençoo a força superior pela grande misericórdia comigo.

É muito importante desenvolver tal atitude em si mesmo, um desejo de se aproximar do Criador, agradecê-Lo e fazer todo o necessário para poder servi-Lo de alguma maneira.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 17/04/20

Uma Moeda De Ouro Em Um Bolso Vazio

laitman_622.01Um bom exemplo de fé acima da razão está contido na história de David Leikes, um estudante do Baal Shem Tov. O aluno diz que eles se sentaram com o professor em uma refeição no final da noite de sábado, e ninguém tinha um centavo no bolso, pois todos eram muito pobres.

De repente o professor disse-lhe: “David, dá-me dinheiro para comprar hidromel”. E o aluno colocou a mão no bolso, sacou uma moeda de ouro e deu a ele.

Como poderia ser isso, quando ele sabia que seu bolso estava vazio? Mas como o superior havia dito a ele para lhe dar dinheiro, ele não hesitou em enfiar a mão no bolso e tirar uma moeda. E isso não é um conto de fadas, mas uma história verdadeira.

Isso é chamado de fé acima da razão. Ele sabia que não havia nada no bolso, mas quando o professor lhe disse para tirar o dinheiro do bolso, ele não tinha dúvida de que devia haver o dinheiro do qual o professor estava falando, porque esse é um grau de realidade diferente. Por isso, o aluno colocou a mão no bolso e tirou uma moeda.

Não podemos julgar o mundo espiritual a partir do nível deste mundo ou julgá-lo a partir do nível do mundo superior. É exatamente o mesmo que acontece com as crianças pequenas: se você quer entender por que o bebê está chorando, qual é o pesar dele, precisa descer ao nível dele e entrar no estado dele. Então saberemos o que ele sente, o que vê e por que chora. Não podemos entender a causa da altura do nosso nível, mas apenas ver o efeito.

A sabedoria da Cabalá nos ensina como se vestir no estado superior e, em seguida, ser capaz de revelá-lo, entender e sentir onde conseguimos todas as ordens que nos governam. Então agora, quando eu falo sobre esta moeda de ouro, sobre o estado espiritual que temos que revelar, você pode seguir o professor com fé acima da razão e tirar o ouro do seu bolso?

Eu lhe digo que você está no fim da correção – este é o verdadeiro estado imediatamente criado na criação do mundo, só que você não o sente! Mas, de fato, nossa condição é perfeita, então coloque a mão no bolso e retire a correção final!

Um professor de Cabalá é um guia no caminho espiritual e você deve segui-lo com os olhos fechados.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 23/04/20, “Sobre Acima da Razão”

Como Transformar Pó Em Diamantes

laitman_290Em cada nível, uma pessoa passa por um estado desagradável, sente como se estivesse no pó, na escuridão, a espiritualidade perde seu gosto e deixe de brilhar. Parece-lhe que o Criador se afastou dela. Mas, de fato, este é um convite para avançar.

Precisamente em um estado tão cinzento, nebuloso e sem sentido, devo desenvolver a atitude certa. As forças da natureza agora não me tentam com a luz, mas me apresentam um estado crepuscular: nem escuridão nem luz, mas algum tipo de escuridão. Mas exatamente neste estado, tenho a oportunidade de atrair o Criador, de participar do poder de doação e de avançar.

A maioria dos estados pelos quais uma pessoa passa é cinzenta: nem clara nem escura. E é preciso ser muito sensível a esses estados para despertar a necessidade de trabalho espiritual em si mesma, a importância do Criador, a sensação e a revelação de uma força superior.

Quando não há sabor, mas apenas o sabor do pó, isso é um sinal de que tenho a oportunidade de começar a ressurgir dessa indiferença e realizar muito trabalho espiritual.

O pó é como areia, e se conectarmos esses grãos de areia, comprimi-los sob grande pressão, obteremos um diamante. Essa é toda a diferença entre pó e diamantes: a coisa mais barata e a mais cara. É assim que as coisas baratas se transformam em uma joia – apenas graças à nossa pressão e ao esforço de conexão.

Cada passo começa com o estado de pó, e se eu não o abandonar, mas tomá-lo corretamente com toda a seriedade, posso subir do pó a grandes alturas e fazer um diamante na areia.

No mundo material, isto é, em nosso egoísmo, esse estado é sentido como pó; mas na espiritualidade, isto é, na doação, de acordo com o Criador, este é o estado mais importante. Aos olhos do Criador, estes são diamantes, mas aos meus olhos, no meu desejo de desfrutar, é visto como simples pó.

Portanto, devo pedir aos meus amigos que me ajudem a sair do meu egoísmo em direção à doação e, desse estado, a construir meu estado espiritual.

Tente estar mais dentro de seus amigos do que dentro de si mesmo, e você sentirá como está saindo do pó. Ore, peça, chore e não espere que o estado mude por si mesmo. A areia não se transformará em diamantes por si só.

A forte pressão com que faço um diamante da areia é minha falta de vontade de aceitar meu estado cinzento como inútil. O egoísmo sente que não há importância nesse estado, como no pó. Sinto que caí e estou deitado no chão, mas não concordo com esse sentimento, porque meu desejo de desfrutar está descrevendo essa realidade para mim.

É bom que nosso egoísmo agora se sinta no pó, mas eu quero aumentar meu desejo de doação, o ponto que aspira ao Criador, para cima do pó. E isso é chamado de fé acima da razão.

Então eu sinto que é desse pó, do desejo de sair dele e, pela pressão exercida sobre ele, que o transformo no estado mais precioso, como se estivesse fazendo diamantes da areia. O material permanece o mesmo, é apenas a medida de sua compressão que o transforma na maior joia.

O sentimento de espiritualidade em nossos desejos egoístas é chamado pó, e o sentimento de espiritualidade no desejo de doar é chamado de diamante.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 22/04/20, “Sobre Acima da Razão”

O Coronavírus Está Limpando A Humanidade

laitman_962.2Pergunta: O coronavírus é uma governança individual ou geral do Criador?

Resposta: O coronavírus é a manifestação da governança geral do Criador, porque entramos em um estado de desenvolvimento chamado “a última geração”. Eu o esclareceria chamando-a de a última geração egoísta que deve subir do nível de desenvolvimento egoísta para o altruísta.

Pergunta: É dito que tudo no mundo acontece em benefício do homem. Você acha que o vírus veio em seu benefício?

Resposta: Eu sinto que o vírus é uma bênção que está limpando toda a humanidade. Nosso mundo estava como o inferno, e agora estamos passando pelo purgatório. O próximo passo é o paraíso, quando estivermos totalmente unidos um ao outro por meio de conexões gentis, que serão a forma final da existência humana.

Pergunta: Que mudanças internas o vírus provocou em sua vida?

Resposta: Ele causou a reestruturação da comunicação com meus alunos. Eu vejo como isso é para melhor. Agora estou conectado com eles de uma maneira mais igual.

Antes eu tinha de 300 a 400 estudantes de forma física e o resto era virtual. O vírus tornou todos os meus alunos virtuais. Agora estou falando com você do meu escritório e fico feliz em continuar conduzindo minhas lições dessa maneira pelos anos restantes. Que os alunos, dos quais existem milhões, me escutem através dos sistemas da Internet.

De KabTV, “O Coronavírus Está Mudando a Realidade”, 26/03/20

Ficarei Feliz Em Aprender

Laitman_112Pergunta: Se uma pessoa discorda de você, ela pode ser sua aluna?

Resposta: Por que não? Eu realmente gosto de pessoas que discordam de mim.

Quero dizer desacordos ideológicos, não simplesmente me acenando como um tolo. Dê-me sérias razões pelas quais você não concorda comigo e ficarei muito feliz com isso.

Talvez eu descubra que não sei, não entendo alguma coisa, que preciso estudar mais. Eu ainda preciso aprender muito, isso é verdade. Por dentro, eu ainda sou uma criança. Não me olhe como uma pessoa plenamente realizada. Então, ficarei muito feliz em aprender.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 05/01/20

É Possível Amor Sem Ódio?

laitman_528.04Pergunta: Tenho certeza de que centenas de milhares de seus alunos em todo o mundo sentem amor por você, desassociado do ódio.

Isso é uma exceção à regra quando os alunos amam seu professor? Esse formato existe no sufismo, onde os alunos amam professores sem ódio.

Resposta: Amor sem ódio é impossível. Se você sente apenas amor, significa que ainda não percebeu que dentro desse amor existe um ódio não revelado. Ambos os sentimentos devem estar juntos.

Assim como, digamos, não existe partícula positiva sem natureza negativa; sempre há uma partícula oposta a ela, e elas estão conectadas de acordo. É o mesmo conosco. O ódio deve ser revelado ao lado do amor. Construímos o amor acima do ódio.

Além disso, não teremos medo desse ódio, porque ele se tornará um indicador de nosso afastamento e proximidade recorrentes. Assim, estaremos em proximidade dinâmica um com o outro.

Comentário: Mas é sacrílego pensar que possa haver ódio pelo professor.

Minha Resposta: Garanto-lhe que existe. Você sabe quando ele aparecerá? À medida que avançar, você logo sentirá que tem exigências do professor, que discorda dele, que está pronto para sacudi-lo literalmente para conseguir o que acha que precisa e que ele não dá. Isso virá.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 29/12/19