Textos na Categoria 'Palestras'

O Terceiro Templo

laitman_940Pergunta: Como não discutir no Terceiro Templo?

Resposta: O Terceiro Templo opera em terrenos completamente diferentes, de acordo com critérios diferentes. As discussões não são possíveis lá. Quando subimos ao mundo espiritual, o egoísmo já não cresce; nós somos apenas influenciados pela força corretiva que adicionamos ao nosso egoísmo. Portanto, não pode haver mais quebra.

Tudo isso é afirmado em teoria de acordo com as leis da correlação entre a força negativa de recepção e a força positiva de doação. Ao estudar o método, entendemos que realmente estamos caminhando para esse estado, e não haverá outro.

Da Lição de Cabalá em Russo 23/07/17

Tocar O Criador Pela Primeira Vez…

Dr. Michael LaitmanEm nosso mundo, cada um de nós tem um pequeno desejo de espiritualidade, um ponto no coração. Todo o coração é o nosso egoísmo. Claro, não estamos falando do coração-bomba fisiológico; nós estamos falando de desejos. E já que eu só tenho um mínimo desejo em relação ao Criador, eu sou incapaz de receber mais do que uma mínima iluminação da espiritualidade, que preenche todo o nosso mundo com prazeres.

A fim de nos tornarmos semelhantes ao Criador, é necessário nos unirmos com o amigo, porque o Criador só pode ser sentido no desejo de doar, ou seja, entre nós. Conforme eu tento me unir com os meus próximos, eu começo a entender que sou incapaz de desejar isso.

Touching The Creator For The First Time

No entanto, eu preciso continuar a me esforçar na seguinte ordem:

  • Eu ajo com a finalidade de me unir com os amigos;
  • Eu descubro o ódio em relação aos amigos;
  • Aos poucos, eu adquiro a importância da meta, a qualidade de doação;
  • Eu inclusive adquiro a necessidade de doar.

A Luz Circundante corrige a qualidade de doação em mim.

Então, o que nos falta para nos unirmos e recebermos prazer? Muito parecido com uma criança pequena que não consegue entender o que se quer dela quando os adultos exigem que ela se comporte bem, nós, adultos, também não entendemos que nos faltam algumas condições e ações, devido às quais vamos entender o que está sendo exigido de nós.

Só por isso, o Criador “quebrou” a alma comum (o desejo comum), separou-a num número infinito (digamos, sete bilhões de almas) para que pudéssemos elucidar o que nos falta, a fim de desfrutá-Lo. Vamos supor que Ele seja algum prato com o qual não estou familiarizado, que não vou comer até desejar comê-lo. Mas o que eu deveria desejar por isso?

A fim de nos armar com o desejo correto, nós temos que trabalhar no sentido da unificação entre nós. Através deste trabalho, eu entendo o que eu devo desejar. E depois de tentar nos unir, nosso ódio para com os amigos será revelado. Depois, juntamente com o investimento nos outros e tendo outros investindo em mim, nós revelamos a importância da meta.

Claro, o tempo todo a Luz Circundante nos afeta. Como consequência de sua influência, eu começo a adquirir uma necessidade pela qualidade de doação: eu desejo senti-la, adquiri-la! Eu já começo a ouvir que ela vale a pena, que é algo grande, especial e elevado. Disseram-me que, com a ajuda do desejo de doar, eu vou avançar para outra dimensão, onde existirei acima de todos os problemas e, acima de todo este mundo, e, além disso, que vou ter isso aqui e agora!

Além disso, eu não morro; eu adquiro uma qualidade adicional. Então, por que não? E meu desejo egoísta consente com isso: “Ok, então você vai ter uma qualidade de doação também!” Isso é chamado de Lo Lishma (desejar a espiritualidade egoisticamente, para seu próprio bem). Em outras palavras, isso ocorre de forma gradual e natural, uma vez que tais alterações são inseridas em nós pela natureza.

Assim, eu tenho a importância da meta, e depois adquiro a necessidade da doação, e se consigo a plena medida de meus esforços, a Luz Circundante já me influencia e revela a qualidade de doação em mim, por enquanto, de forma discreta. No entanto, já é o suficiente para eu tocar o Criador e senti-Lo.

O primeiro contato com Ele é o mais importante e mais difícil, mas, depois disso, a pessoa não precisa mais de explicações; ela começa a entender por conta própria o que está sendo discutido.

Da Palestra “Cabalá para o Povo” 02/11/10

Saia Da Caixa Preta E Entre No Mundo Espiritual

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que é a força de doação?

Resposta: Nós não sabemos o que ela é no nosso mundo. Todo o meu “eu” é o ego ou a força de recepção. Eu não sei o que é “doar”, e não sei o que significa o “próximo”. Só consigo sentir meu próximo fazendo coisas boas ou más para mim; posso expressar minha solidariedade para com ele, mas não sinto nada fora de mim.

Em outras palavras, eu represento certa caixa preta, e só vivo através das coisas que entram nela e isso cria uma impressão em mim.

Eu não sei o que está acontecendo ao meu redor. Só conheço as impressões que as coisas ao meu redor criam em mim. Eis porque dizemos que nós experimentamos toda a percepção da realidade dentro de nós.

Eu não sou capaz de sair de mim mesmo e sentir o que está acontecendo ao meu redor, como se os meus sentidos estivessem a quilômetros de mim. Eu acho que estou vendo alguma coisa a um quilômetro de distância, mas isso não é verdade. Minha imaginação pinta tudo para mim.

A propriedade que me ajuda a sentir as coisas fora de mim (se elas existem ou não) é chamada de propriedade de doação. Nós não temos sequer o menor grau dela.

No entanto, quando começamos a trabalhar na doação mútua no grupo, de acordo com o princípio do “ama o teu próximo como a ti mesmo”, começamos a adquirir certa necessidade de obter a propriedade de doação.

Só depois disso eu começo a ler, digamos, O Livro do Zohar, juntamente com o grupo. Através disso, nós evocamos a influência da força de doação sobre nós.

Coming-Out-Into-The-Spiritual-World-From-A-Black-Box

Até agora, eu não sei o que é a doação, mas os Cabalistas me dizem que é uma força maravilhosa.

Visto que este livro fala de fenômenos que acontecem fora de você, você precisa lê-lo juntamente com o grupo e, se você realmente deseja obter a propriedade de doação e estar conectado com seus amigos acima do seu ego, então a Luz que Reforma, a força contida na Torá, virá durante a leitura do Zohar, e você vai começar a adquirir a propriedade de doação contra seu ego.

Como está escrito, “Eu criei a inclinação ao mal; Eu criei para isso a Torá como tempero, pois a Luz nela reforma”.

Quando você adquirir a propriedade de doação, você começará a perceber as coisas fora de você, ou seja, o mundo superior. A saída para o mundo espiritual tem níveis. Você será capaz de alcançar o infinito conforme a sua entrada no mundo espiritual.

De uma Palestra no Centro de Estudos, Cabalá para a Nação, “Percepção da Realidade” 23/11/2010

Medindo O Pensamento Com A Dimensão Da Tela

Dr. Michael LaitmanPergunta: O pensamento pode ser medido?

Resposta: A nossa matéria é o desejo. Nós medimos o desejo com os quatro graus de Aviut (espessura). Nós temos uma escala para medir o desejo espiritual de 100% a 0% do mundo do Infinito ao nosso mundo. Estando no nível espiritual, eu posso medir o desejo de acordo com o grau de Aviut. Eu crio a tela sobre o grau de Aviut do desejo. A tela juntamente com o Aviut me dá a força do desejo: o que quero, o que aspiro, o que estou planejando fazer.

Measuring-the-Thought-with-the-Dimension-of-the-Screen

Em outras palavras, a Luz Circundante determina meus pensamentos conforme a minha capacidade de executar ações de doação. Onde eu posso verificar isso? Conforme o Aviut. O poder do pensamento é medido pela minha capacidade de conectar a minha intenção e minha ação ao Aviut do meu desejo.

Nós não podemos medir o pensamento com a mente, mas eu verifico e meço a influência do pensamento sobre o desejo, e com esta medida avalio o pensamento.

Cabalá para Principiantes 21/10/10

Pecar Para Subir À Luz

Dr. Michael LaitmanPergunta: Na sua estante você tem um disco chamado “A Torre de Babel, o Último Nível”. Você quer dizer que este é o último nível antes da Fonte da Luz?

Resposta: O último nível da Torre de Babel é o maior ego que existe em nós. E você deve alcançá-lo para subir ao mundo do Infinito, porque você só pode subir lá com um grande ego.

Pergunta: Mas o modelo da Torre de Babel é o modelo do pecado. Como você usa o pecado humano para chegar à maior Luz?

Resposta: Isso pode ser feito porque eles estão conectados. Quando você alcança os maiores pecados, você merece a maior Luz.

Pergunta: Então eu preciso pecar para chegar à maior Luz?

Resposta: Isso mesmo.

Pergunta: Então, você está forçando as pessoas a pecar?

Resposta: No momento, eu existo num pequeno ponto deste mundo e quero atingir um grau mais elevado. Mas eu sou incapaz de fazer qualquer coisa com o ego que tenho agora, porque o meu ego é pequeno, há apenas o suficiente para usar neste mundo. É por isso que eu preciso revelar um grande ego, digamos -100 kg (o sinal de menos está lá para mostrar que isso se refere ao ego). Então eu o corrijo em 100 kg de doação, e desta forma alcanço o estado de correção.

Sin in Order to Rise Towards the Light

Num grau mais elevado, eu terei uma tonelada de ego, que irei corrigir numa tonelada de doação.

E isso vai continuar para sempre: um contra o outro. Você peca, corrige-o, e chegar à Luz. Mais uma vez você entra no ego, corrige-o, e novamente você atinge a Luz. É assim que a pessoa avança no mundo espiritual.

Você deve revelar o seu ego, porque ego é o material onde o mundo espiritual se revela sob a condição de que você o corrige da recepção à doação. Está escrito que: “Não há homem justo no mundo, que tenha feito boas ações sem ter pecado”. É por isso que nós precisamos da revelação do ego.

Mas nós nunca trabalhamos para revelar um grande ego, mal, em nós; pelo contrário, nós aspiramos pela propriedade de amor e doação acima, apesar do nosso egoísmo. Mas quando conseguimos isso e adquirimos a propriedade de doação, o egoísmo cresce imediatamente, por isso vamos subir sobre ele mais uma vez. Desta forma, nós avançamos sobre duas pernas, a linha direita, doação, e a linha de esquerda, recepção.

Da Palestra Cabalá para a Nação, 23/11/10

Inicie Seu “Acelerador Interno”

Dr. Michael LaitmanQual é o propósito da criação? Para que estamos vivendo? Qual é o propósito da vida na terra? A humanidade estava interessada nestas questões em todas as épocas, mas isso preocupa especialmente a nossa geração, e mesmo que muitas vezes possamos ouvir sobre diferentes formas de existência de vida no universo, na realidade, vemos que estamos sozinhos.

Nós estamos sozinhos em todo esse enorme sistema do universo, e não entendemos nada que existimos na Terra em condições especiais, que tornaram possível a vida, e isso é uma coisa muito complicada.

Só para originar a forma material de vida se requer um conjunto de forças e a formação de condições que permitam a sua criação, sem mencionar o estado que será a origem do desenvolvimento da vida no mundo espiritual.

Todas estas coisas sempre têm surpreendido as grandes mentes humanas em todas as gerações. Como e por que é isso aconteceu? Qual é a necessidade na natureza ou da força superior que criou tudo nesta forma exata?

Além disso, se não fosse pelos Cabalistas que realmente revelaram o mundo espiritual e alcançaram o exato ponto onde se originou a vida, nós não saberíamos nada.

Nós sabemos que os físicos que testaram o acelerador de partículas na Suíça queriam atingir o ponto de origem do chamado “Big Bang”. Em outras palavras, eles estavam tentando simular a centelha de luz que explodiu neste mundo e trouxe com ela toda a matéria que se formou neste mundo seguindo essa explosão.

No entanto, os Cabalistas já ultrapassaram os limites do nosso mundo em suas realizações e completaram toda a viagem desde o início da criação do mundo espiritual até sua correção final, e nos disseram tudo o que aconteceu lá. Nós podemos descobrir isso a partir da Árvore da Vida do Ari.

Os Cabalistas que atingiram o mundo espiritual nos dizem que a força superior que fez e criou toda a realidade operou com base em um programa e uma decisão, e que tudo isso é chamado de “pensamento da criação”.

Eles nos explicam que há um Atzmuto (a essência do Criador), do qual não falamos porque não podemos alcançá-Lo. Nós só alcançamos as ações que vêm Dele. Elas são chamadas de “pensamento da criação”, um pensamento ou programa. Este programa passa por nós e se manifesta constantemente em nós já que somos o produto de sua ação.

Por um lado, os Cabalistas nos dizem que este programa é diretamente realizado por nós. No entanto, por outro lado, nós somos apenas partes reguladas por ele, mas também podemos vir a compreendê-lo, senti-lo, juntar-nos a ele e mesmo participar dele, desde que essa força inatingível por nós queira nos tornar seus parceiros.

É por isso que você lança o seu “acelerador interior”, que leva você diretamente ao início do universo, e você volta ao mundo espiritual através do início do universo e eleva-se do mais baixo mundo espiritual de Assiya até os mundos de Beria, Yetzira, Atzilut, Adam Kadmon e o mundo do Infinito. Além disso, quando você entra em sintonia com o mundo do Infinito, você adquire a realização infinita, percepção e entendimento fora do tempo e espaço.

Nós só seremos capazes de alcançar isto nos unindo como um homem com um desejo.

Da Palestra, “Cabalá para a Nação”, 16/11/10

A Escuridão Brilhará Como A Luz

Dr. Michael LaitmanPergunta: O Criador é chamado de Bore (“venha e veja”). O que significa “venha e veja”? O que Ele quer que vejamos?

Resposta: Quando eu era estudante, eu também perguntei ao Rabash, “O que uma pessoa vê quando alcança o mundo espiritual?” Ele respondeu que se alguém tivesse que reunir todo o prazer que a humanidade tem experimentado ao longo da sua existência em um enorme prazer, este seria apenas um pequeno brilho — isto é, uma pequena faísca — em comparação com o prazer que existe no primeiro grau espiritual.

Imagine que você está se divertindo como toda a humanidade em todas as gerações! Isso seria um tipo de prazer que nós não seríamos capazes de sequer manter! Isto é porque, quando alcançamos o mundo espiritual, nosso desejo adquire uma intenção para doar e nós somos capazes de segurar o prazer que é um bilhão de vezes maior do que o prazer deste mundo.

De onde vem este prazer? A fim de transmitir minhas sensações, eu não fui capaz de encontrar uma palavra melhor do que “harmonia” ou “equilíbrio” ou “uma união de propriedades e processos opostos”. Isso nos dá a sensação de perfeição, o maior prazer.

Está escrito que “não há alegria maior do que a resolução das dúvidas”. Isto é exatamente o que sentimos. Todas as coisas que são consideradas opostas em nosso mundo começam a se conectar e se completar uma na outra no mundo espiritual, porque uma não pode existir sem a outra, como a escuridão e a luz.

Desta forma, o desejo de receber prazer e a Luz começam a se completar e trabalhar em conjunto através da tela.

Como está escrito, “até a escuridão não ocultará [nada] de Você, e a noite vai iluminar como dia; pois como é a escuridão assim é a luz”. Antes da entrada para o mundo espiritual, nós sentimos uma grande escuridão que, de repente, começa a brilhar como a luz, e esta é a primeira sensação mínima que vem de encontrá-la.

No entanto, aos poucos, vamos ver como todos os problemas e sofrimentos, falhas e erros, de repente começam a nos trazer satisfação e compreensão de sua necessidade e finalidade.

Trecho da palestra “Cabalá para a Nação”, 21/11/10

O Roteiro De Voo Para A Espiritualidade

Dr. Michael LaitmanEu tenho um problema: eu não sei como avançar em direção à meta espiritual. Eu não a vejo, e não posso apontar para ela. É por isso que constantemente preciso analisar para me certificar de que não me desviei do caminho. Isso é porque até mesmo o menor desvio no início pode levar à minha incapacidade de alcançar a meta, mesmo se eu continuar indo na direção correta.

No entanto, eu vou pensar que estou no sentido correto, e nem vou notar que “me desviei do caminho”. Eis porque é melhor se eu paro, olho onde estou e talvez até volte. Em seguida, pode ser possível que eu continue corretamente no meu caminho.

No entanto, que sinais vão me ajudar a determinar e me garantir que estou avançando na direção necessária, mesmo que a meta esteja escondida de mim?

Afinal, por exemplo, para um foguete atingir seu alvo quando é lançado, o curso de seu voo é calculado de acordo com fórmulas muito complicadas, levando em consideração diferentes fatores: vento, velocidade, rotação da terra e assim por diante. No entanto, nós pelo menos conhecemos todas estas leis.

No entanto, quando se fala sobre o objetivo espiritual e subir para cada novo grau, precisamos fazer toda a análise no início do caminho enquanto não entendemos nada ainda, não vemos o Criador, não imaginamos o caminho, e quem vai me dizer se estou errado?

Eis porque os Cabalistas dizem que a fórmula correta para a realização do objetivo é “Israel, a Torá e o Criador são um”. Além disso, é necessário que todos os três componentes sejam sempre iguais; nenhum pode prevalecer sobre o outro. Todos precisam estar juntos, constantemente sintonizados no mesmo ponto.

Israel é uma pessoa no mundo que se esforça para alcançar a meta: direto ao Criador (em hebraico, Yashar (direto) e El (Criador)). O Criador é o nível de Bina, e Bina é a propriedade de doação, Hafetz Hesed.

O que é a Torá? É a Luz que Reforma. Em outras palavras, eu sempre preciso me esforçar em direção a certa força que corrige que pode me influenciar e corrigir até eu atingir o estado aonde Israel, a Torá e o Criador vão se tornar um.

O Criador é a raiz para a qual nos esforçamos. Ele é o nosso objetivo, a propriedade absoluta e completa de doação. Em outras palavras, quando eu me corrigir completamente em todos os meus desejos, minha correção será chamada de Criador (HaKadosh Baruch Hu).

É por isso que antes que eu empreenda qualquer coisa — sejam meus pensamentos, desejos ou intenção — eu preciso ficar com todos os três componentes dentro de mim a cada momento para que eles sejam iguais e me deem a sensação de unidade entre eles.

Então, eu vou caminhar corretamente em direção à meta.

De uma lição do “Cabalá para Iniciantes” 17/11/10

A Tarefa De Cada Um É Estar Integrado Num Círculo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Qual é a tarefa do indivíduo dentro do sistema global?

Resposta: A tarefa de cada um é realizar sua missão. Cada um está integrado em algum círculo e recebe uma forma semelhante ao superior. Um círculo é uma forma superior e mais completa.

Everyone’s Task Is To Be Integrated In A Circle

A força da influência superior nos veste por todos os lados. No interior, no círculo mais próximo a ela, está Israel, e dentro deste círculo estão as nações do mundo. Quanto mais “redondo” Israel se torna e mais perto da força superior, mais perto ela pode trazer as nações do mundo, aumentando a influência da força superior sobre elas. Desta forma, os três círculos tornam-se conectados: o superior, o meio e o inferior.

De KabTV “O Encontro dos Mundos” 18/06/14

Instalando Novos Programas Dentro De Si Mesmo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Nas aulas, palestras e livros, você fala sobre certo estado de equilíbrio da humanidade. Mas, ao mesmo tempo, você enfatiza que o mundo inteiro é encontrado dentro da pessoa. Como é possível combinar essas coisas por alguém que, por exemplo, não estuda com você e não tem nenhuma possibilidade de receber uma explicação de você?

Resposta: Quando nós mergulhamos no mundo do ponto de vista da psicologia de alto nível e da física, nós começamos a ver que isso funciona de forma bem diferente.

Na Internet, há uma grande quantidade de material sobre este assunto. Sociólogos, psicólogos e cientistas já estão começando a entender isso. As pessoas entendem que este mundo não é o que vemos em nossas mentes, em nossos cinco sentidos, mas é outra coisa. Então o que é? É possível sentir mudando nossos órgãos de percepção, nosso programa de pensamento?

Para isso, não é necessário nascer de novo. Basta permanecer a mesma pessoa. Assim como nós podemos instalar alguns programas no nosso computador, também podemos instalar alguns programas em nós. No entanto, nós precisamos estudar. Se a pessoa quer vir até mim como estudante e ser incluída na nossa estrutura de estudos, ela vai gradualmente adquirir esse sistema.

De KabTV “Crise Global” 19/03/13