Textos na Categoria 'Livre Arbítrio'

Pensamentos E Desejos

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, Shamati #153: No entanto, há um papel especial para o pensamento: ele intensifica o desejo. O desejo permanece em seu lugar; ele não tem a força para expandir e executar sua ação. No entanto, como a pessoa pensa e contempla um assunto, e o desejo pede que o pensamento forneça algum conselho e recomendação para realizar o desejo, o desejo assim cresce, expande e realiza seu verdadeiro trabalho…

Nossos pensamentos podem expandir ou diminuir nosso desejo de acordo com o que pensamos e nos envolvemos. Se eu continuo pensando em algo, meus desejos com relação a esse assunto crescem e se desenvolvem, e eu já vivo neles e começo a operá-los.

Pergunta: Se eu tiver o desejo de me preencher e todos os meus pensamentos forem automaticamente destinados a isso, eu não consigo pensar em nada que não preencha meus desejos. Mas os desejos estão sob o controle do Criador. Ele os criou para que tudo esteja sob o controle e domínio Dele. Então, onde está a minha liberdade?

Resposta: Está somente em acelerar seu desenvolvimento. Se você estiver na sociedade correta e ela o influenciar corretamente, você apressará o desenvolvimento de seus desejos. O Criador pode impactá-lo mais intensamente; seus desejos vão mudar mais rapidamente, e assim você começará a avançar cada vez mais rápido na direção certa, rumo à meta desejada. Tudo é predeterminado, mas a velocidade do movimento e o estilo do movimento serão ideais.

Comentário: Toda a correção está no fato de que você tem que pensar nos outros, mas eu não consigo pensar nos outros porque não tenho esse desejo e, portanto, não tenho tais pensamentos.

Resposta: Ao estar na sociedade correta, você evoca para si a Luz Circundante. Desta forma, o desejo e os pensamentos que determinam que é vital estar em contato com os amigos surgirão em você.

Comentário: Isso significa que é impossível mudar seus pensamentos e desejos sem a força do Criador, sem a Sua ajuda.

Resposta: Sem a ajuda do Criador, a pessoa permanece uma besta.

Da Lição de Cabalá em Russo 15/01/17

Uma Pergunta Da Prisão

Dr. Michael LaitmanPergunta: Eu vou passar o resto da minha vida na prisão. Estou tentando esquecer o que fiz, mas não consigo. O que devo fazer?

Resposta: Você não precisa esquecer nada. Você não deve pensar nisso. Nossos alunos ensinam o método de educação integral nas prisões. Tente sintonizar-se com o que está sendo ensinado e mergulhe completamente nessa sabedoria.

Você se elevar ao próximo nível de sua existência e não vai sentir que está na prisão. Pelo contrário, vai se sentir livre e que o resto do mundo está preso.

Eu aconselho você a fazer isso. Este é um estado surpreendente.

Você vai agradecer ao Criador por ter cometido todos esses erros. Afinal, não foi você que fez isso, mas o Criador que lhe deu agora essa oportunidade de alcançar calmamente o mundo superior.

Portanto, você pode transformar sua sentença de prisão em verdadeira liberdade.

De KabTV “Notícias com Dr. Laitman” 15/02/17

Nós Temos Proteção De Cima? Parte 5

Dr. Michael LaitmanPergunta: Cerca de dois anos atrás, um incidente particular aconteceu comigo. Eu estava dando uma caminhada com minha esposa e dois filhos. Nós estávamos andando na rua, era um sábado, não havia carros na rua, e tudo era muito tranquilo e pastoral. Nós caminhamos até uma passarela e calmamente cruzamos a rua já que não havia uma alma ao redor.

De repente, percebemos que nosso filho hesitou um pouco enquanto cruzava e precisamente nesse momento um carro apareceu, movendo-se em uma velocidade insana, e bateu nele, jogando-o de sua bicicleta para a rua.

Não conseguimos entender de onde veio, não havia carros ao redor. E como o motorista poderia ter atingido a criança, ele não viu toda a estrada? Mais tarde, descobrimos que o motorista estava preocupado com uma conversa com seus passageiros. A história toda terminou bem, e meu filho ficou praticamente ileso.

Era como um filme! É difícil acreditar como algo assim poderia acontecer e terminou sem maior perda; o risco envolvido poderia ter sido fatal. Em uma situação como essa, existe proteção pessoal de cima ou não?

Resposta: Não há proteção pessoal. O governo pessoal é dirigido apenas a trazer o indivíduo à conexão consciente com o sistema da natureza. E tudo o mais acontece somente de acordo com a necessidade do sistema de avançar à revelação da força que atua dentro dele. Se tal evento ocorreu, significa que ele deveria acontecer em um dos elementos do sistema.

“Governo pessoal” significa que um dos elementos se destaca do sistema inteiro por suas próprias qualidades internas únicas e ultrapassa todas as partes restantes de seu desenvolvimento. Esse tipo de desenvolvimento o elevou a um nível diferente em relação à sua geração porque precisava se elevar e realizar uma missão particular.

Mas no incidente com o carro e o menino, não há governo pessoal. Há um sistema que teve que elaborar todos estes eventos dessa maneira a fim de dar conhecimentos específicos e sensações à criança, a toda a família e ao motorista.

Vocês tinham que entrar em contato uns com os outros, possivelmente apenas nesse momento, e depois se separar e avançar para um maior desenvolvimento. Mas não importa o que aconteça, isso só acontece para avançar à obtenção da força que impulsiona o sistema. Não há nada que aconteça fora desse programa e objetivo.

Uma proteção especial de cima existe somente para aqueles povos escolhidos que alcançaram um determinado desenvolvimento individual com respeito à força superior. É como se eles deixassem as massas gerais e começassem a desenvolver sua percepção e compreensão, trabalhando no sistema individualmente e assumindo as funções da força superior. Eles então se conectam ao sistema de uma forma especial e caem sob o governo individual.

Mas isso é somente porque eles se elevaram acima do governo geral. Eles não mais pertencem a ele, mas querem agir de acordo com o governo pessoal. Eles têm uma missão especial e são pessoas especiais. É semelhante à forma como há apenas um punhado de pessoas que estão na cabeça do governo e tomam decisões para todo o país. Embora na vida ordinária, só nos pareça que o governo decide algo; na realidade, ele está completamente nas mãos do governo superior.

O governo geral implica que tudo neste mundo acontece por ordem do sistema superior. E o governo pessoal é quando a pessoa começa a desenvolver a consciência pessoal, reconhecendo esse sistema e tomando em suas mãos o controle sobre ele. Ela é a único que recebe o governo pessoal porque assume funções adicionais, que é capaz de executar, tirando-o assim da força superior.

Isso só está relacionado ao desenvolvimento interior de uma pessoa, e não aos eventos externos que acontecem em nossas vidas. Essa é a única coisa onde há liberdade de escolha para o indivíduo: tomar o volante em suas próprias mãos.

De KabTV “Nova Vida” # 818, 26/01/17

Nós Temos Proteção De Cima? Parte 4

Dr. Michael LaitmanPergunta: Se a natureza nos controla em tudo e executa seu próprio programa, então a qual objetivo ela nos conduz?

Resposta: O objetivo da natureza é reunir suas partes e todas as partes juntas a uma consciência da força que controla todo o sistema e desenvolve a criação. Tudo o que acontece conosco na vida é destinado a nos mover em direção à conscientização e à revelação da força superior, o Criador.

Os níveis inanimado, vegetal e animal não têm livre-arbítrio e são dependentes do ser humano, subindo e descendo com sua realização deste sistema. O ser humano faz o trabalho para toda a criação. É porque todas as partes da natureza existem em um único sistema. Os níveis vegetal e animal são mais baixos e primitivos em relação ao ser humano, e é por isso que inicialmente estão incluídos nele.

A força superior conduz o ser humano a estados de acordo com o processo de desenvolvimento, levando-o finalmente ao local de estudo, livros e professores. Aqueles que amadureceram e estão prontos para este tipo de estudo recebem um mentor, e sob sua liderança, podem continuar a se desenvolver em um nível diferente, na realização da força superior e do sistema superior.

De Kab TV “Nova Vida” #818, 26/01/17

Onde Está Meu Livre Arbítrio?

laitman_934Baal HaSulam “A Liberdade”: Então, diga-me, onde está o meu livre arbítrio?

Por outro lado, se assumirmos que não há liberdade, então nós somos como máquinas, criadas e operadas por de forças externas, que nos obrigam a agir dessa maneira.

Isso significa que estamos todos encarcerados na prisão da Providência, que, usando essas duas correntes, prazer e dor, nos empurra e nos puxa conforme a sua vontade, para onde julga conveniente. Acontece que não há nada como o egoísmo no mundo.

Em nosso mundo, uma pessoa não tem nenhum livre arbítrio, a natureza a controla completamente. Ela representa certo conjunto de desejos e, portanto, provoca algumas influências positivas e negativas.

Assim, o livre arbítrio surge em uma pessoa somente quando ela pode fazer uma restrição (Tzimtzum) em seus desejos.

Neste caso, a Luz superior começa a influenciá-la; ela eleva a pessoa acima de sua natureza e esta já pode trabalhar na qualidade de doação, ou seja, totalmente altruísta, sem qualquer necessidade de perseguir quaisquer metas e benefícios pessoais.

Isso já é uma qualidade espiritual que aparece em nós apenas devido à influência da Luz superior, e ela vem e instiga essa habilidade em nós somente se a atrairmos corretamente. Isso significa que estamos em um círculo com amigos, estudamos textos Cabalísticos e tentamos trabalhar constantemente na conexão entre nós.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/12/16

Perto Do Ponto De Escolha

760_4Pergunta: O que a sabedoria da Cabalá diz sobre o conceito de liberdade de escolha?

Resposta: A liberdade de escolha é o mesmo ponto que atrai uma pessoa à sabedoria da Cabalá, para determinar se ela tem liberdade de escolha ou não.

Se uma pessoa não tem liberdade de escolha, ela vive em silêncio, confortavelmente, mantendo-se ao máximo longe de problemas para o resto de sua vida. Mas se ela tem liberdade de escolha, o que é isso? Em relação a quê? Em que contexto?

A sabedoria da Cabalá explica que, em princípio, a liberdade de escolha está relacionada com o comportamento de uma pessoa. Uma pessoa em nosso mundo deve atingir um estado particular, o que significa que deve gradualmente descobrir seu potencial interior no mundo espiritual, que é desconhecido para ela e, por enquanto, não é sentido por ela.

É possível descobrir o mundo espiritual de duas maneiras: de forma natural, quando a vida nos obriga a fazer isso ou quando a pessoa anseia em avançar por si mesma, de forma voluntária. Uma dualidade é criada: ou a pessoa age de forma independente ou espera até que a natureza a empurre por trás, “com uma vara rumo à felicidade”.

A sabedoria da Cabalá diz que todos nós avançamos impulsionados pela natureza. Mas se uma pessoa se esforça, pode apressar o processo de modo que este seja exitoso e agradável.

A liberdade de escolha equivale a escolher como alcançar o objetivo predeterminado pela natureza. O objetivo em si será alcançado de qualquer forma: de livre escolha ou por coerção. Em última análise, a pessoa não tem liberdade de escolha.

Pergunta: Em que fase a liberdade de escolha surge para uma pessoa?

Resposta: Ela surge depois que a pessoa termina o seu desenvolvimento nos níveis inanimado, vegetal e animal e se transforma de um macaco em um Adão (ser humano). Por milhares de anos de evolução, sistemas começaram a ser desenvolvidos nos quais uma pessoa poderia usar a liberdade de escolha.

Isso deve aparecer em uma pessoa como uma dualidade: há um desejo que pertence ao nível seguinte, o mundo superior e o estado em que ela existe em seu nível mais baixo.

A liberdade de escolha aparece então dentro dela: ou ela se desenvolve de acordo com o que é chamado o ponto no coração (um desejo pelo próximo nível superior), ou ela permanece em seu próprio nível.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/12/16

Nós Temos Proteção De Cima? Parte 3

Dr. Michael LaitmanUm ser humano existe neste mundo sob a influência constante de duas forças opostas que o empurram e desenvolvem, como um embrião dentro do ventre da mãe. Não há coincidências na vida.

Cada evento é planejado e programado pela natureza, inclusive um evento tão simples como uma criança quebrando um prato. Tudo, do começo ao fim, se desdobra de acordo com o plano da criação.

Quanto mais nós estudamos a natureza, mais estamos convencidos de que a natureza é um sistema fechado e integral que segue leis estritas, não permitindo qualquer coincidência. Mas o ser humano percebe os acontecimentos de acordo com o nível de seu desenvolvimento, ou seja, até o ponto em que concorda ou não com o sistema de controle da natureza.

Uma pessoa comum não sabe nada do sistema de governo superior; ela simplesmente se move através da vida instintiva e inconscientemente. Ela obedece 100% todos os comandos do sistema e não tem livre escolha, nem uma ação, pensamento ou desejo livremente escolhido.

É por isso que é impossível julgá-la e dizer que ela merece algum tipo de recompensa ou castigo, porque ela cresce quase como uma árvore em uma floresta, de acordo com sua natureza e o ambiente circundante.

Pergunta: Para onde a natureza está levando a pessoa?

Resposta: A natureza quer que a pessoa se familiarize com seu sistema, conecte-se a ele e comece a interagir conscientemente com tudo isso. A natureza é chamada de “Criador”, a força superior, e ela nos mantém sob controle completo e contínuo.

Pergunta: Este sistema controla cada pessoa individualmente ou todos juntos coletivamente?

Resposta: É o governo geral e individual porque todo mundo está incluído em um sistema integral.

A natureza é um tremendo sistema que se desenvolve em direção a um estado no qual todos os seus aspectos – inanimado, vegetal, animal e humano – estão interligados de forma correta e consciente, com compreensão e, a partir dessa conexão, são capazes de revelar a força superior desse sistema, seu “cérebro”, que tem agido nela desde o início, mas estava oculto.

Quando uma pessoa revela essa força na natureza, ele se identifica com ela e adere a ela. Este é o objetivo final da evolução na natureza, em todos os seus níveis. Aderir à natureza significa tomar sobre si todo o seu controle, correção, todas as suas funções. Uma pessoa começa a agir em vez do Criador.

Tudo permanece o mesmo que antes. Mas antes, a força superior (o Criador) governava toda a criação: os níveis inanimado, vegetal, animal e humano, os quais não estavam cientes disso e obedeciam instintivamente seus comandos. Mas agora, a pessoa está ciente da influência que está sendo exercida sobre ela desde cima e começa a se comportar como a força superior, ou seja, começa a se fundir com ela.

De KabTV “Nova Vida” # 818, 26/01/17

Reeducação Em Vez De Punição

Dr. Michael LaitmanObservação: Há muitos anos houve um caso em que um ladrão roubou um apartamento e junto com outras coisas, por engano pegou um livro de Cabalá. Depois de lê-lo, ele deixou seus velhos caminhos, e seu destino mudou drasticamente.

Resposta: Isto tem a ver com a liberdade de escolha. Uma pessoa tem que ver e sentir o que faz na vida e o que sua verdadeira realização envolve.

Ela deve realizar-se neste mundo e fazer isso sozinha, e ninguém mais.

É por isso que o conceito de prisão não existe na Torá. O encarceramento não pode ser uma punição porque restringe uma pessoa em sua realização. É necessário trabalhar em uma pessoa para que ela desenvolva um desejo de realizar-se corretamente.

Nos tempos antigos havia um sistema de reeducação, não de punição! Os criminosos eram resgatados, e todos tinham que passar por um curso de reabilitação muito sério.

Da Lição de Cabalá em russo 18/12/16

Nós Temos Proteção De Cima? Parte 2

laitman_571_01Pergunta: Se a natureza se preocupa conosco como uma mãe cuida de seus filhos, ela não tem que nos acalentar e nos proteger de todos os danos?

Resposta: Um embrião dentro do ventre de uma mãe desenvolve-se sob forças controladas agindo sobre ele e é 100% dependente do sistema superior. Este sistema tem um objetivo: desenvolvê-lo e trazê-lo ao nascimento.

Forças opostas são ativas dentro do sistema da mãe porque tudo nasce da interação entre duas forças: positiva e negativa. É por isso que existem sistemas de absorção e excreção de substâncias, e todos são controlados pelo corpo da mãe, que tem poder total sobre o corpo do embrião.

Parece-nos que o embrião experimenta apenas bondade da mãe. Mas, na realidade, forças opostas estão agindo sobre ele, estritas, poderosas, em conflito entre si. Uma força está forçando o embrião a crescer e expandir; outra está exercendo pressão sobre ele e o contraí. É quase como respirar, inalar e exalar, ou o bater do coração.

Há muitas ações que não são vistas por nós. No entanto, todo o desenvolvimento está sempre acontecendo como resultado de duas forças opostas: positiva e negativa. E a matéria existe entre elas, como se estivesse no meio de um fogo cruzado. É por isso que a vida do embrião não é tão ensolarada como pode parecer, mas é bastante complexa. O embrião realiza instintivamente muitas ações, algumas em resistência e outras em conformidade com a mãe.

Ele realiza uma guerra real para receber o tipo certo de força para se livrar de elementos estranhos. O embrião realiza um tremendo trabalho de discernimento, consumo e eliminação. Não pense que durante nove meses é descansar e crescer passivamente, enquanto a mãe faz todo o trabalho para ele.

Todos os dias ele realiza um enorme trabalho sob a influência de forças opostas até que elas o moldam nas formas externa e interna necessárias e o preparam para o nascimento.

O embrião passa por todo um processo preparatório dentro da mãe, de modo que quando nasce, não requer nada além de energia externa, nutrição e preenchimento das células de memória. Em essência, ele tem todas as necessidades, ganhas por ele durante a difícil guerra ao lado da mãe e opondo-se a ela. Ele tem a força da tela e restrição, trabalho de discernimento e síntese. Essa é a verdadeira guerra interior sem a qual o embrião não pode se desenvolver.

A propósito, o embrião sente tudo. Após os três primeiros dias de “absorção da semente” e os seguintes quarenta dias de formação do feto, ele já se torna uma pessoa capaz de absorver e processar informações. Não é apenas uma massa de células, mas uma pessoa.

Mesmo enquanto está dentro da mãe e em um tipo especial de comunicação com ela, ele absorve informações sobre o ambiente externo, tanto através dela e de outra forma. E quando nasce, começa a sentir o mundo externo. Este é agora um novo grau de existência.

De KabTV “Nova Vida” 26/01/17

Nós Temos Proteção De Cima? Parte 1

Dr. Michael LaitmanPergunta: Às vezes até mesmo a maioria das pessoas não-religiosas têm uma sensação como se um poder superior as protegesse, ajudasse a saírem ilesas das situações mais perigosas.

Mas há estados muito difíceis quando se sente como se tivéssemos sido esquecidos de cima ou que nenhum poder superior nos protegesse desde o princípio.

Uma pessoa moderna acredita cada vez menos na proteção de cima. Será que ela realmente existe?

Resposta: Nós não apenas temos proteção de cima, mas, em geral, existimos neste mundo como um embrião no útero da mãe, isto é, dentro de um sistema, ligando-nos ao longo de todos os parâmetros e deixando-nos sem qualquer liberdade.

O sistema não nos permite fazer um único movimento independente: nem físico, nem espiritual, nem mental ou emocional. Tudo é preso com cabos de aço em um sistema estrito, e é impossível pensar em qualquer tipo de liberdade em qualquer sentido da palavra.

Esta força, nos ligando com milhares de conexões, está escondida de nós e é por isso que nos parece que somos livres e capazes de fazer o que quisermos. O nosso futuro, nossas ações e as reações do sistema geral a elas, são todos cobertos pela escuridão do desconhecido.

Por que a natureza esconde tudo isso de nós? Para que descubramos por nós mesmos o sistema dentro do qual existimos, para estudar, sentir e compreendê-lo a um grau tal que nos tornamos uma parte integral perfeita dele, em uma consciência, desejo e sensação com ele. Essa é a predestinação do homem e o objetivo de sua existência neste mundo.

De KabTV “Nova Vida # 818″ 26/01/17