Textos na Categoria 'Percepção'

Quem Sou Eu Afinal?

laitman_610_2Pergunta: Se o Criador desperta desejos, e os pensamentos crescem com eles, acontece que os desejos e os pensamentos não são meus. Então quem sou eu?

Resposta: Ninguém. Você é o único que percebe que os pensamentos, os desejos, a mente e o coração fluem através de você. Nada mais.

Como uma pessoa pode ter algo próprio? O organismo nasce, cresce e se desenvolve. Como algo pode surgir em uma pessoa por si mesmo? De quê? Da influência do mundo exterior? Ela é um elemento do mundo exterior, e o que ela sente, o que flui através dela, depende de como o mundo a afeta. Isso realmente pertence a ela? Não, é o que passa através dela.

Essa é a nossa vida bestial.

Na verdade, cada ser humano é realmente grande, mas ele permanece em um estado dormente, inativo até que é despertado e abre os olhos. Até então, nós vivemos nossas vidas; nós voltamos repetidamente até que nossa participação consciente seja necessária.

Todos os nossos ouvintes têm um ponto no coração, que em algum momento apareceu neles. Eles já não agem como robôs. Eles foram trazidos para ouvir, para começar a entender, para ver o método, tornar-se cientes do grande sistema do universo em que existem, e como podem começar a trabalhar de forma consciente e eficiente nele por si mesmos.

Da minha perspectiva, estas pessoas são completamente diferentes de todos as outras; porque naqueles que simplesmente existem à nossa volta, o ponto no coração ainda está adormecido. No Livro do Zohar eles são chamados de “adormecidos”. Seus olhos estão voltados para dentro porque eles valorizam apenas seu egoísmo e nada mais. Eles ainda não podem olhar lá fora para ver tudo através da qualidade de doação e amor.

Da Lição de Cabalá em Russo 15/01/17

Como Podemos Receber Informações Espirituais

laitman_276_02Pergunta: Eu sou o tipo de pessoa que precisa de exemplos, não de explicações, para conceitos que não entendo. Se a sabedoria da Cabalá é uma ciência, é possível dar exemplos dos fenômenos sobre os quais você fala?

Resposta: Como posso lhe dar um exemplo se você ainda não vê nem entende os fenômenos espirituais? Você precisa de novos sentidos extras para ver o que eu vejo, então você vai entender o que eu estou falando. Isso significa que você precisa expandir seus sentidos, e é nisso que a sabedoria da Cabalá se envolve.

Apenas uma pessoa que se torna um Cabalista, o que significa que recebe uma informação espiritual, pode ver essa informação através do seu discernimento e não com seus olhos.

Da Lição de Cabalá em Russo 22/01/17

A Percepção Da Realidade: Um Trampolim Para O Mundo Superior

laitman_423_02Pergunta: Como a percepção da realidade de uma pessoa é construída e organizada?

Resposta: A percepção da realidade de uma pessoa em nosso mundo é determinada por nossos cinco sentidos corpóreos: visão, audição, olfato, paladar e tato. Eles correspondem aos cinco sentidos espirituais: Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut, que sentimos quando começamos a alcançar o mundo superior. Portanto, nós precisamos desenvolver esses sentidos dentro de nós para alcançar o mundo superior. Isto só é cumprido se subimos acima do nosso desejo de receber.

Nesse desejo, nós aparentemente sentimos o mundo que nos rodeia, mas como ele é percebido dentro de nós, não podemos dizer que sentimos algo que nos rodeia. Ele é simplesmente refletido e aparece dessa maneira em nossos sentidos atuais.

Se eu olho para uma mesa que está na minha frente, por exemplo, eu percebo a maneira como a vejo. Mas se tivesse diferentes sentidos, eu a veria de forma diferente. Isso significa que nós realmente não vemos o que é externo a nós e há apenas forças que são externas a nós e nada mais.

Assim como um computador retrata um quadro com vetores e elétrons que vemos na tela e percebemos como certa realidade, assim é o mundo ao nosso redor: nada mais do que diferentes vetores conectados de certa maneira, retratando dentro de nós certas imagens da realidade.

O problema com a percepção corpórea da realidade é que os nossos sentidos não nos mostram o quadro completo do mundo. Como podemos começar a perceber a verdadeira realidade que é externa a nós e é um campo físico feito de muitas forças diferentes?

Isto é feito subindo-se acima de nossos desejos egoístas. Mas o que há realmente de errado com eles? Através deles nós percebemos apenas o que é percebido por eles e nada mais do que isso. Não saímos dos limites da nossa essência. Tudo o que é percebido pelos nossos sentidos corpóreos da visão, audição, olfato, paladar e tato é o que sentimos.

Nós percebemos mais de 90% através da nossa visão, 8% pela nossa audição e muito pouco através do nosso tato, olfato e paladar. O paladar nós sentimos apenas quando comemos. O sentido do olfato de uma pessoa é muito limitado, apesar das células responsáveis ​​por isso ocuparem um grande espaço no cérebro. E através das sensações do tato, nos sentimos no espaço.

Em todo caso, esses cinco sentidos alcançam apenas o que pode passar por eles, ser processados ​​e reunidos em um quadro geral da realidade que nos é retratado. Na verdade, não há pessoas, nem animais, nem plantas, e nenhuma natureza inanimada externa a nós, como galáxias, estrelas e planetas. Há, entretanto, muitas forças que impactam nossos sentidos e retratam esta imagem dentro de nós.

No entanto, se subirmos acima de nossos sentidos usando o método da sabedoria da Cabalá, começaremos a perceber objetivamente essas forças que são externas a nós e não perturbadas por nós. Além disso, será de uma forma relativamente objetiva, uma vez que as perceberemos na medida em que nos assemelharmos ao Criador, isto é, ainda não totalmente.

O grau completo é chamado de Luz do Infinito, quando as forças não são perturbadas por nada e não são restringidas. Não podemos sentir isso agora porque sentimos a Luz somente conforme a nossa semelhança parcial com o campo superior.

Como podemos nos assemelhar a ele para percebê-lo corretamente? Este é o nosso problema. Se sairmos do nível em que estamos, ficará claro para nós onde realmente estamos.

A sabedoria da Cabalá realmente prepara a pessoa para perceber o campo superior. A fim de senti-lo, você tem que realizar certas mudanças em si mesmo, fazer esforços e ascender acima do ego que bloqueia você dentro dele, como uma estrela anã que engole-se em certo grau que sequer deixa sair alguma Luz.

Nós temos que sair deste estado para subir acima de nós mesmos e começar a sentir o que está fora do nosso ego. Isso significa que eu tenho que restringi-lo para parar de perceber tudo só para o meu próprio bem e tentar perceber as coisas por causa dos outros.

Neste ponto, eu já comecei a entender que fui intencionalmente criado como um egoísta para subir acima da minha natureza. Eu vivo em um mundo que é feito de mim mesmo e de muitas outras pessoas para que elas me ajudem a sair de mim e realizar determinado trabalho por cuidar delas mais do que de mim.

Neste caso, na medida em que posso subir acima de mim, eu percebo o espaço que me rodeia objetivamente: sua intensidade, tamanho e volume.

A fim de permitir que eu abarque esse espaço até o nível do infinito, o ego continua se desenvolvendo dentro de mim. No momento em que eu começo a sair de mim, o ego começa a crescer ainda mais dentro de mim para que eu possa subir ainda mais acima de mim e assim conhecer o campo superior que me rodeia e tudo o que ele me revela.

O que essas revelações significam? Quando eu saio de mim, eu interajo com o campo superior e começo a realmente perceber o seu pensamento, suas ações sobre mim, e tento me assemelhar a ele, e, assim, entro em contato com ele. Na prática, isso é chamado de unificação do homem com o Criador, porque o campo superior é meu Criador, e não apenas meu, mas de todo mundo. Na verdade, eu não sei quem são todos os outros. Eu comecei a percebê-los como minhas partes e a ver meu desenvolvimento futuro em uma conexão e unidade cada vez maior com eles.

Ao mesmo tempo, o ego continua crescendo, tentando nos separar, mas quanto mais tentamos conectá-los, mais atingimos o campo superior. Dentro dele estão todos os pensamentos da criação, tudo o que precisamos para entrar na nova dimensão do mundo, ascender acima de todas as limitações até a dimensão superior, a um espaço totalmente ilimitado que não é perturbado por nada.

Nós precisamos e podemos fazer isso agora! Nós temos que alcançar o mundo superior enquanto vivemos neste mundo e avançarmos até ele sem problemas para que nosso o mundo deixe totalmente de nos preocupar. Nós só o sentiremos como um pequeno trampolim pelo qual pulamos e saltamos à próxima dimensão de nossa existência.

Da Lição de Cabalá em Russo 27/11/16

Pensamentos E Mente

laitman_610_3Pergunta: O que são os pensamentos e a mente?

Resposta: Pensamentos não existem por si só. Pensamentos são o que acontece na mente. A mente é um derivado dos desejos. Nossos desejos são um derivado do desejo do Criador. O desejo do Criador é um derivado de Sua intenção.

Essa cadeia precisa é manifestada em nós para criar desejos. Neste caso, os desejos revelam pensamentos e pensamentos tecem a mente. Uma vez que uma determinada rede de pensamentos é formada dentro de nós e podemos possuí-la e operá-la, somos capazes de avaliar nossos desejos, as influências do Criador, e tentar conectar nossa mente com a mente Dele e nossos desejos com os desejos Dele.

Os desejos são primários, e a mente serve os desejos. Acontece que quanto mais desejos uma pessoa tem, maior é a sua mente, que os serve e satisfaz.

Pergunta: Isso significa que pessoas altamente egoístas são mais inteligentes?

Resposta: Um egoísmo elevado não significa grande, mas versátil. Neste caso, a mente humana de uma pessoa está crescendo. No entanto, se seu egoísmo é grande, mas unilateral, sua mente é muito pequena e estreita.

Digamos que eu quero ganhar um bilhão de dólares. Tal egoísmo é unilateral. No entanto, se eu quiser ganhar dinheiro, ser um cientista, e saber o que é o universo, então minha mente se desdobra em todos os desejos. Portanto, deve ser muito versátil para poder servi-los.

Da Lição da Cabalá em Russo 15/01/17

O Amor É A Realização Dos Desejos Do Outro

laitman_613Pergunta: Onde está a fronteira entre os mundos espiritual e material? Como podemos atravessá-lo? Essa fronteira existe?

Resposta: A fronteira entre os mundos espiritual e material está dentro de uma pessoa. Nós podemos considerar e medir tudo apenas em relação a uma pessoa. Portanto, nossa atitude para com o mundo e a vida é muito subjetiva; enquanto eu vivo, o universo brilha.

Mas se eu saio do meu egoísmo, que psicologicamente é a minha natureza, e subo acima dele, eu começo a sentir todo o universo em um sentido completamente diferente. Porque de dentro, eu já vejo tudo na Luz de doação, amor e altruísmo. Meus órgãos sensoriais percebem características e valores totalmente diferentes, e, portanto, o mundo parece completamente diferente para mim.

Pergunta: Por que isso é chamado de amor?

Resposta: Porque eu quero fazer o bem ao meu próximo. Eu não sei o que é chamado de amor em nosso mundo, mas na sabedoria da Cabalá, o amor se refere a essa atitude para com o próximo quando você quer satisfazer qualquer um dos desejos dele. Fazer o que ele quer significa amá-lo.

Ao sentir o próximo como a si mesmo, você alcança sua correção final e sai da estrutura do nosso mundo para a estrutura do próximo mundo, o próximo grau de realização e cognição.

Comentário: Há um fenômeno interessante na física chamado de sinergia, quando o sistema não é igual à soma de seus subsistemas. Isso, em certa medida, é uma reminiscência do que a Cabalá diz sobre a incrível conexão, quando as pessoas, através de sua unidade, começam a se sentir como um único todo, que já não se divide em partículas separadas.

Meu Comentário: O coletivo é muito maior do que a soma de suas partes.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/12/16

O Que É A Mente Coletiva?

laitman_281_01Pergunta: O que é a mente coletiva do ponto de vista da sabedoria da Cabalá?

Resposta: Não pode ser que a mente não seja coletiva porque estamos em um sistema de conexão mútua chamado “Adão“. Este sistema inclui todos os nossos estados dentro dele que são chamados de “mundos”.

Portanto, a mente é uma soma de sinais errantes que preenchem o sistema de conexão entre elementos separados, pessoas ou almas.

É claro que há algo que é revelado às almas e que ainda não foi revelado. Portanto, nós podemos falar do inconsciente, pois existem quatro níveis de revelação em cada um de nós e apenas o último nível nos dá a existência plena e consciente, o que significa que todos os níveis anteriores são encontrados no nível inconsciente.

Se eles vêm de nós, podemos controlá-los; se vêm de cima, praticamente não os sentimos. Mas há uma possibilidade de prevê-los. Isso não é adivinhação, mas alguma presciência, algumas ações que causam a aparência de razão, que nos dão uma ideia da mente interior (inconsciente).

Pergunta: Em nosso mundo, a maioria dos estados de uma pessoa passa inconscientemente. A realidade que percebemos conscientemente constitui uma pequena parte, alguns por cento. Como é na espiritualidade?

Resposta: No mundo espiritual, tudo acontece em relação a uma pessoa que evoca conscientemente seus estados: os anteriores, os que estão acontecendo agora e os que seguem. Em cada um deles é uma parte da própria pessoa, ou seja, parte da criatura e parte do Criador. Ele determina os nossos estados em cooperação conosco. Por definição, Ele pode ser o primeiro, e talvez o segundo. Mas se compreendermos seriamente todos os nossos estados, começaremos a determinar e definir o Criador como a causa principal.

Da Lição de Cabalá em Russo 15/01/17

Percepção Do Cabalista

laitman_751_2Pergunta: Os físicos quânticos estabeleceram que os elétrons se comportam como ondas ou como partículas. Quando nós os observamos, eles se comportam como partículas ou matéria.

Resposta: Os cientistas dizem que não há matéria como tal, mas apenas ondas que se manifestam como matéria em relação a nós.

Pergunta: Acontece que se eu olhar para a dezena através do meu egoísmo, eu vejo dez corpos. Se eu olhar para eles através dos olhos que não são influenciados pelo egoísmo, eu veria algum tipo de energia, algum tipo de força, em vez dos corpos. É assim que o Cabalista percebe tudo?

Resposta: O Cabalista, dentro do seu egoísmo, vê tudo da mesma forma que todas as outras pessoas. Mas, ao subir acima do meu ego, eu começo a ver forças, desejos.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/12/16

Como O Ambiente Molda A Realidade?

laitman_942Pergunta: Você diz que a inclusão nos outros vai mudar a percepção da realidade. Como isso vai acontecer?

Resposta: Nós falamos constantemente sobre isso em nossas lições diárias.

Para sentir o mundo superior nós precisamos construir um órgão sensorial , ou seja, um vaso de recepção.

Nós devemos construir este vaso a partir dos desejos egoístas da dezena (dez pessoas), para que ele se torne a soma de todas as nossas boas qualidades que são direcionadas para doação e amor.

Para fazer isso, devemos nos elevar acima de nós mesmos, interagindo corretamente uns com os outros para conectar nossos dez pontos no coração.

HowDoesTheEnvironmentShapeRealitySe tivermos êxito, iremos nos transformar na qualidade de doação e amor e nos tornaremos um instrumento de recepção.

Então toda a Luz superior que está em volta nos preencherá. Esse campo superior será chamado de Criador.

Portanto, precisamos construir um vaso da alma onde a Luz da alma entra.

Da Lição de Cabalá em Russo 27/11/16

Consciência: Além Do Tempo E Espaço

Dr. Michael LaitmanPergunta: Uma das principais leis da natureza é a lei da conservação da energia. Se nada desaparece, então, presumivelmente, nós também não desaparecemos. O que acontece com a nossa consciência quando morremos?

Resposta: Na natureza, nada desaparece, mas passa de um estado para outro. Não existe tal conceito como “desaparecer”. Portanto, a consciência passa de uma forma para outra, de um portador para outro, se é que isso existe dentro de nós!

Pode-se dizer que a consciência não existe dentro de uma pessoa, que está em torno dela, ou talvez até mesmo em uma dimensão completamente diferente, em outro espaço. Nosso cérebro é uma espécie de modem que capta a consciência geral na medida em que precisa se realizar no momento.

Pergunta: Há uma consciência coletiva, e há uma consciência individual de cada pessoa, aquilo que eu capto a partir da consciência coletiva. Acontece que só a consciência individual continua a viver?

Resposta: Sim. Nada desaparece. Ela só muda sua estrutura, design, assim como nosso corpo se decompõe em elementos básicos.

Observação: Eu realmente gostaria de me lembrar do meu próprio eu.

Resposta: O seu “eu” existe na consciência, não no corpo físico. A consciência é, por si só, informação. A conexão informativa existe além do tempo e espaço. Ela permeia todo o universo.

A informação não desaparece, ela só pode mudar seu meio. E não podemos dizer com certeza de que forma e onde ela existe. É assim que a sabedoria da Cabalá vê isso.

Observação: Eu apoio a noção de que a consciência é um fenômeno global. Portanto, a consciência individual é como uma pequena cópia holográfica que capta certas coisas da consciência coletiva. Neste caso, elas estão verdadeiramente conectadas. No entanto, a física ainda não discute o que acontece após a morte.

Resposta: A sabedoria da Cabalá ensina que nada mais existe. Nossos corpos físicos e todo o mundo são apenas uma ilusão. Este mundo é chamado de “mundo ilusório” e é considerado inexistente. Todo o resto existe na consciência.

Da Lição em Russo 25/12/16

Harmonia Da Realidade Superior

laitman_572_02Pergunta: Você pode descrever a verdadeira realidade que posso ansiar, imaginar e compreender, ao contrário da realidade em que estou vivendo agora?

Resposta: Quando comecei o caminho espiritual, eu tentei fazer isto e parecia que eu era mais bem-sucedido do que hoje.

Eu não posso descrever a realidade superior. Ela é um campo de doação, amor, integração total e adesão completa. É um campo em que há uma inteligência geral, características e atividades coletivas que se complementam, conectando-se em um único todo. É uma harmonia.

Nós a sentimos como um prazer superior, construído sobre a descoberta dos opostos e a harmonia entre eles.

Da Lição de Cabalá em Russo 27/11/16