Textos na Categoria 'Fontes Cabalísticas'

O Estado Do Mundo Depende De Israel

Zohar La’am, Va Yechi, Não Recorde Nossos Primeiros Pecados, 412-413: Se Israel realizasse boas ações diante do Senhor, as nações do mundo e os idólatras não se levantariam contra eles. Mas Israel está fazendo com que as outras nações levantem suas cabeças no mundo, porque se Israel não tivesse pecado diante do Senhor, as outras nações e os idólatras teriam se rendido a eles.

Se Israel não tivesse continuado suas ações más até o outro lado da Terra de Israel, as outras nações do mundo e os idólatras não controlariam a Terra de Israel e eles não teriam sido exilados de sua terra. É dito: “Nós ficamos muito pobres já que não temos boas ações, como deveríamos ter”.

O Futuro Da Educação

Dr. Michael LaitmanPergunta: Eu sou estudante de educação. Você diz que a educação é a única forma de corrigir a situação atual, mas a educação é um longo processo que leva anos. Além disso, eu estou tentando fazer algo no meu ambiente local e vejo que não só isso não melhora a situação, mas, na verdade, piora as coisas. O que você recomendaria agora à luz do que está acontecendo ultimamente em Israel?

Resposta: O nosso problema é que nos desenvolvemos de uma forma que parece que somos o cavalo correndo atrás da carroça. Nós avançamos por impulsos que a natureza evoca dentro de nós. Nós mudamos e, em seguida, vemos quão mal nos tornamos em nosso novo estado e o que podemos fazer para nos tornar um pouco melhor.

Assim, nós sempre tentamos melhorar o estado de ontem, nunca o estado de hoje, e certamente não o de amanhã. Esta é a razão do nosso sistema de ensino ser ineficaz, e como você diz, “a educação é um processo longo”. Se nós criarmos nossos filhos de forma incorreta agora, só veremos que estávamos errados em 20 a 30 anos. Você está certo, este é um problema!

Portanto, mesmo os grandes especialistas na área da educação não podem fornecer o sistema educacional correto para a geração que está crescendo hoje e que será governando o mundo em 30 anos para que eles tenham este método e sejam capazes de usá-lo corretamente.

Não podemos chegar a tal método usando nossas próprias mentes! Afinal, não nos desenvolvemos ao estado em que podemos desenvolver o sistema de ensino nem ensinamos a todos para que possamos ser devidamente instruídos no futuro também. Nós não sabemos para onde a natureza nos levará em 30 anos, mas o sistema educacional deve ser corrigido agora, a fim de preencher, corrigir e complementar todas as diferenças e contradições entre nós, bem como todos os estados que serão revelados no futuro. Não podemos sequer imaginar como uma pessoa, um cidadão israelense, será em outros 30 anos.

É assim que eu entendi sua pergunta. Você está certo que a abordagem educacional atual não tem êxito e não pode ter. Apenas uma pessoa do futuro pode nos fornecer o método certo, o que significa alguém que sabe o estado em que devemos nos desenvolver. Portanto, essa pessoa já precede seu tempo e nos fornece um sistema educacional de modo que estaremos prontos para o futuro, embora ainda não tenhamos alcançado esse objetivo e não nos desenvolvemos internamente para ele.

Esta é a razão de precisarmos da sabedoria da Cabalá que nos ensina sobre nós e explica todo o processo de nossa evolução, que estado nós alcançamos em determinado momento de nossa história, e como devemos nos unir para que possamos estar prontos, não apenas hoje ou amanhã, mas também para o dia depois de amanhã e sempre. É porque este método é eterno e pronto para qualquer um. Portanto, o sistema educacional tem as suas raízes nas verdadeiras fontes da sabedoria da Cabalá. Isso não significa que nós realmente precisamos estudar esta sabedoria, mas este sistema deriva dela, da compreensão profunda da natureza do homem e do seu ambiente.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 02/08/15

O Espírito Da Judiaria Russa

Dr. Michael LaitmanPergunta: Por algum tempo, grandes Cabalistas viveram em cidades russas: Baal Shem Tov, Rabi Nachman de Breslov e outros. Isso influencia o espírito da Judiaria Russa?

Resposta: Sem dúvida, os estudantes do Baal Shem Tov viveram em cada cidade. O Baal Shem Tov primeiro começou a aplicar a sabedoria da Cabalá que o ARI revelou no século XVI. Ele ensinou isso a vários de seus estudantes Cabalistas, que atingiram o mais alto nível no sistema. Seu papel foi despertar a inspiração no povo, para corretamente elevar, estabilizar e levá-los para a frente. Essa foi a ideia de restaurar o espírito do povo, que já havia sido perdido no momento da destruição do Beit HaMikdash (Templo), quando eles caíram do nível do amor mútuo para o ódio mútuo. Portanto, a necessidade amadureceu para elevar o povo do nível da rejeição egoísta para o nível altruísta de amor mútuo.

O Baal Shem Tov estabeleceu o que foi chamado de Hassidismo, um trabalho Cabalístico prático. Mas é preciso dizer que o Hassidismo de hoje é muito diferente. O Baal Shem Tov mudou o estudo do ARI para aproximá-lo do povo e mostrar-lhe a correção interna. Dessa forma, ele implementou a regra geral da Torá, “ama o teu próximo como a ti mesmo”. O povo então foi capaz de deixar o exílio espiritual e físico, porque um está conectado ao outro. Mas se a pessoa não estivesse pronta para a redenção espiritual, ela também não alcançaria a liberdade física.

Portanto, por duas gerações até o século XVIII, a atual Cabalá, que se chamava Hassidismo, prosperou. Em cada aldeia e assentamento havia pessoas envolvidas em alcançar o Criador com base na conexão correta entre elas, que é o que requer a Torá. Dessa forma, o Judaísmo se tornou espiritual, e apareceram muitas pessoas que se tornaram professores. Ao mesmo tempo, os adversários do Hassidismo apareceram, mas aconteça o que acontecer, ambos os grupos começaram a se elevar espiritualmente e isso desempenhou um papel enorme na influência do ambiente.

Ao mesmo tempo, pessoas oportunistas começaram a aparecer, o que mudou tudo e substituiu a corrente popular, de modo que elas já não estavam mais envolvidas com a realização da Torá. Em vez disso, elas simplesmente realizavam Mitzvot (mandamentos) físicas com algum tipo de aspiração interna ligeiramente maior, mas não mais do que isso. Isso significa que o Hassidismo caiu para um nível inferior. Mas, até o final do século XIX e apesar de tudo isto, ainda havia uma multidão de Cabalistas que sentia o mundo superior, o sistema de gerenciamento. A partir disso, eles ensinaram os outros. Isso influenciou muito fortemente o espírito da Judiaria Russa e foi enraizado neles para sempre. Portanto, a descoberta contínua do mundo espiritual, a descoberta da alma, o sentimento do mundo superior e todo o sistema de descoberta do Criador como a força superior de supervisão, os empurrou e hoje ainda empurra uma grande parte dos Judeus da Rússia para a verdadeira realização espiritual.

Entre meus alunos hoje, é possível encontrar muitos da antiga União Soviética e Russos ainda vivendo na Rússia. Até hoje, o potencial espiritual que lhes foi inserido pelos seguidores do Baal Shem Tov ainda vive dentro deles.

De Kab TV “Sobre a Nossa Vida” 07/05/15

Disseminação: O Caminho Para A Liberdade

laitman_934Pergunta: Você está inclinado a disseminar a sabedoria da Cabalá unindo as pessoas através de círculos e mesas-redondas, mas o que dizer dos meios de comunicação, rádio, jornais, Internet, panfletos, etc.?

Resposta: “Israel não é redimido pela tristeza e nem pela escravização, nem por ser sacudido, nem pela loucura, nem sendo pressionado e nem porque eles não têm comida, mas quando dez pessoas se sentam junto e cada uma lê e estuda com seu amigo e suas vozes são ouvidas” (Tana Rabbi Eliyahu Zuta, Item 84).

Nós usamos todos os outros meios de disseminação do método da correção tanto quanto pudermos.

Os Presentes De Abraão

Dr. Michael LaitmanPergunta: De que forma os métodos espirituais do Oriente são diferentes da sabedoria da Cabalá? Afinal, eles falam aparentemente de coisas semelhantes.

Resposta: Existem 3.800 religiões e crenças do mundo. Todas as principais religiões realmente vieram de Abraão, que viveu na antiga Babilônia perto de 3.500 anos atrás.

Abraão ensinou seu método, ou seja, a sabedoria da Cabalá, a um pequeno grupo que ele chamou de Israel. E ele deu presentes, ou outras formas de fé, para o resto das pessoas. A Torá diz que Abraão deu presentes aos filhos de suas concubinas e enviou-os para o leste, onde todos esses métodos chegaram de volta até nós.

A diferença é que o método de Abraão possui a capacidade de corrigir uma pessoa, algo que não existe em qualquer outro método. A sabedoria da Cabalá nos possibilita atrair a força do bem até nós que está oculta na natureza e que irá corrigir nosso ódio para com o outro em amor. Essa força do bem é adicionada à nossa natureza egoísta e nós nos tornamos portadores de duas forças. A integração dessas duas forças possibilita que trabalhemos com elas, nos desenvolvamos corretamente, e descubramos uma forma adicional de realidade que se encontra fora de nós.

A física moderna fala sobre a existência de uma realidade como essa. Além do universo, o mundo que vemos agora, existem outras formas de realidade. A sabedoria da Cabalá nos possibilita sair para além da estrutura das limitações deste mundo e vejamos mundos superiores. Possibilidades como essa não existem em nenhum outro método, porque eles não contêm a Luz que Corrige. A singularidade da Torá é que ela contém uma força que corrige nossa natureza e nos eleva acima do ego a uma natureza de doação e amor, na medida em que abre os nossos olhos, como é dito: “Você vai ver o seu mundo em sua vida” (Berachot 17a).

Do Programa na Rádio Israelense 103FM, 03/05/15

No Mundo Quântico O Futuro Afeta O Passado

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (Hi-news.ru): “Um novo estudo diz que agora nós sabemos tudo sobre partículas quânticas, mas não podemos medi-las com precisão. Em geral, nós podemos calcular a probabilidade estatística dos possíveis resultados. Este fato não é uma medida incorreta em si, mas um fenômeno natural registrado”.

“Não só não sabemos o estado da partícula quântica, mas até medi-la, ela é totalmente indefinida e obscura. O próprio processo de medição direta força as partículas a mudar vagamente o seu estado”.

“Não muito tempo atrás, os físicos estudavam os atributos das partículas somente através de experimentos teóricos, enquanto a observação direta forçava os objetos a esconder seus atributos quânticos”.

“Na década de 80, os cientistas desenvolveram instrumentos especiais que medem esses sistemas sensíveis com muito cuidado, e não levam a seu colapso repentino. Os instrumentos habilitaram os físicos a prever o estado futuro com uma precisão de até 90%, o que significa que eles conseguiram realizar o processo em nove de cada dez casos”.

“A teoria quântica sugere que, no mundo quântico, o tempo muda em duas direções, enquanto que de acordo com a física clássica, assim como no mundo clássico, tudo flui apenas numa direção. O resultado da experiência determinou a simetria do tempo”.

“Os dados que foram recebidos indicam que o estado quântico do sistema combina as informações sobre o passado e o futuro. A ilustração gráfica do tempo no mundo quântico deve ser indicada por uma seta com duas cabeças”.

Meu Comentário: É impressionante que todos os atributos típicos da natureza quântica foram descritos pela sabedoria da Cabalá 5776 anos atrás pelo primeiro Cabalista que descobriu o outro mundo que está além do mundo corpóreo egoísta. Adão (primeiro homem) escreveu sobre isso em seu livro O Anjo Raziel (a força oculta), referindo-se à força geral de conexão, que é amor e doação.

Reunindo-se Na Ponte Acima Do Ódio

Dr. Michael LaitmanPergunta: Por que é habitual ter uma refeição na noite de Pessach, quando toda a família se senta ao redor da mesa?

Resposta: Pessach é um feriado especial porque simboliza o nascimento da nação israelita. Ela diz que é somente após o êxodo do Egito que eles se tornam uma nação, e que não podemos ser chamados de uma nação enquanto estivermos separados e divididos, e a força egoísta nos despedaçar. É somente quando nós resistimos a essas forças estrangeiras e tentamos nos conectar que descobrimos a força de unidade que nos une, e que nos tornamos uma nação. Por isso, a nação de Israel hoje não é chamada de uma nação de acordo com a verdadeira definição Cabalística.

Comentário: Este estado de divisão foi muito fortemente revelado durante as eleições em Israel que terminaram há pouco tempo atrás e dividiram a nação em muitos partidos e movimentos. A divisão interna é cada vez mais crescente e profunda.

Resposta: Estas eleições foram muito prejudiciais para a nação, já que celebramos o fato de que temos conflitos e que nos odiamos. Durante a propaganda da eleição, nós enfatizamos essas diferenças e todos tentaram prejudicar um ao outro, tanto quanto podiam. Isso é terrivelmente prejudicial à nossa nação, embora seja chamado de democracia. Afinal, toda a base da nação israelita é a unidade acima de todos os obstáculos e diferenças.

Pergunta: Mas, o que devemos fazer se nossas opiniões diferem?

Resposta: Isso é uma coisa muito boa! Na verdade, é a conexão entre o positivo e negativo que gera energia. É bom que não compartilhemos as mesmas opiniões. Nós só devemos saber como nos conectar acima de todas as diferenças. Portanto, a conexão para a qual a sabedoria da Cabalá nos leva está longe de ser uma simples ideia. Nós temos que encontrar a força especial na natureza que nos ajudará a unir, apesar das nossas diferenças e oposições. As opiniões opostas permanecem, mas nós sabemos como fazer a paz entre nós acima delas de modo que o amor cobrirá todos os pecados. Este é um princípio muito profundo. Nós somos ambos pecadores, você e eu, mas construímos uma ponte sobre o ódio que sentimos em relação um ao outro.

O Livro do Zohar nos diz que os dez alunos do Rabi Shimon que se sentavam numa caverna e escreviam este livro se odiavam tanto quando começavam a estudar à meia-noite que queriam queimar um ao outro. Mas, na medida em que estudaram juntos e fizeram esforços para construir gradualmente a ponte acima do seu ódio ardente, chegaram à revelações espirituais sobre as quais eles nos dizem mais tarde, no Livro do Zohar. Essa ponte só pode ser construída acima das opiniões opostas.

Pergunta: Será que isso significa que sempre que temos disputas, sempre podemos construir uma ponte acima delas?

Resposta: Nós sempre podemos construir uma ponte acima de nossas disputas, e, além disso, é proibido pressionar uma pessoa para forçá-la a ceder e mudar de opinião. Quanto mais diferente a sua opinião é dos outros, melhor.

Pergunta: Então, o que vai construir a ponte entre nós?

Resposta: Por exemplo, nós podemos ter um sistema elétrico ou eletrônico que realmente funciona graças ao fato de que ele queima energia como resultado da diferença de potencial entre dois condutores elétricos que chegam até ele. Quando estamos num conflito e em frente um ao outro por causa de nossa natureza egoísta, e, ao mesmo tempo, nos conectamos acima dela, esses dois níveis criam uma realização espiritual dentro de nós. Nós alcançamos o mundo espiritual na lacuna potencial quando descobrimos não só o nosso atual mundo corporal, mas também o mundo superior. A conquista do mundo espiritual é chamada de alma.

Do Programa da Radio Israelense 103FM , 15/03/15

Acabando Com Os Velhos Mitos Sobre A Sabedoria Da Cabalá

Dr. Michael LaitmanPergunta: Os meus conhecidos me dizem que é perigoso estudar a sabedoria da Cabalá, porque você pode ficar louco. É verdade que ela é tão perigosa e com o que a pessoa deve se cuidar no estudo?

Resposta: Na Introdução ao Estudo das Dez Sefirot, o principal livro texto para estudar a sabedoria da Cabalá, está escrito que os Cabalistas espalhavam intencionalmente o rumor de que era perigoso estudar a sabedoria da Cabalá, porque não queriam que as pessoas viessem estudar. Portanto, a sabedoria da Cabalá foi ocultada desde a época da destruição do Beit HaMikdash (Templo), quase até os nossos dias.

Isso tinha que acontecer, porque a humanidade tinha que se desenvolver e o povo de Israel tinha que passar pelo exílio. O exílio também é o desprendimento da sabedoria da Cabalá, do conhecimento do sistema, e um mergulho na escuridão. Portanto, nós estávamos na escuridão por 2000 anos e este mito sobre a sabedoria da Cabalá existe até hoje. Mas ele foi espalhado pelos próprios Cabalistas para manter as pessoas longe da sabedoria da Cabalá até que chegasse a sua hora.

E hoje tudo é exatamente o contrário. Assim como todo o nosso mundo se transformou, da mesma forma a atitude para com a sabedoria da Cabalá mudou. Os Cabalistas escrevem que da nossa época em diante todos devem descobrir a sabedoria da Cabalá e ver o que ela dá ao povo de Israel. Isto é porque nós não podemos resolver os nossos problemas, nem existir mais sem ela.

Portanto, não há nada a temer. É possível abrir o livro e estudar, e há uma abundância de livros apropriados para iniciantes, homens e mulheres.

Pergunta: Portanto, segue-se que nos últimos anos a humanidade chegou a uma fase em que a sabedoria da Cabalá deve ser estudada por todos? Anteriormente não era assim e havia inclusive a proibição de seu estudo. Mas hoje a humanidade se encontra em tal beco sem saída que a única saída dele é aprender sobre a vida existente além desses limites?

Resposta: É especificamente a mesma saída que nos é revelada por meio do estudo da sabedoria da Cabalá que nos leva para fora do beco sem saída em que estamos agora.

Pergunta: O que você quer dizer com “para além das fronteiras da vida”?

Resposta: Esta é a vida para além dos limites da nossa corrupção, a vida num mundo corrigido. O mundo continua a agir de acordo com leis determinadas e nada muda, exceto a nossa atitude. A sabedoria da Cabalá nos explica como controlar as forças e a rede de conexão entre nós, de modo que todo mundo vai estar conectado da forma correta.

Nós chegamos a tal harmonia, tal unidade nas relações entre nós, que descobrimos uma força única entre nós que nos ajuda a superar essa vida que está dentro do corpo e só por sua causa. Nós começamos a sentir a vida num nível superior, e desta forma saímos para além dos limites deste mundo, desta vida.

Pergunta: Não é necessário ser um grande sábio para isso?

Resposta: Isso está acessível a todos. Em nossa casa há uma geladeira, um fogão, um microondas; você sabe como eles funcionam? Mesmo que você não saiba, isso não o impede de usá-los.

Da mesma forma, houve Cabalistas sábios que criaram o método, como o forno de microondas. E há pessoas comuns para as quais é suficiente apenas aprender a usá-lo. Cada um deve aprender de certo modo, semelhante à forma como precisamos saber como funciona um forno de microondas, qual botão apertar e como mudar seus estados.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 15/02/15

Esclarecendo O Inexplicável

Dr. Michael LaitmanA Cabalá fala apenas do que está acontecendo dentro de nós. Os termos “Israel” e as “nações do mundo” representam as nossas propriedades internas. No entanto, nós usamos essas definições como se falássemos da corporeidade. No entanto, essas noções nunca implicam este reino. Em vez disso, elas se referem às qualidades internas do ser humano.

Os Cabalistas usam palavras terrenas, comuns e simples para descrever a espiritualidade, porque não há outras palavras em nosso vocabulário. Mesmo se nós víssemos o outro reino, não seríamos capazes de encontrar as palavras exatas para expressar nossas impressões. Nós falharíamos em dar nomes aos fenômenos que ocorrem lá.

Se fôssemos escrever os títulos de todos os objetos em adesivos de post-it na sala, haveria lâmpadas, portas, janelas e estantes já que cada coisa tem um nome. Se corrigíssemos nossas propriedades, nós moveríamos o muro que nos separa da espiritualidade. Nós removeríamos o muro que esconde o mundo superior de nós, mas, ainda não encontraríamos as palavras certas para descrever o que realmente vemos lá.

É impossível encontrar as palavras corretas para citar as forças e ações associadas ao outro reino. Como você explicaria aos outros o que viu na espiritualidade? Digamos que alguém lhe pergunta: “Por favor, diga-me um pouco sobre o que há lá! Estou ansioso para saber!” Você não seria capaz de descrever nada!

Os livros Cabalísticos explicam o inexplicável. Os Cabalistas foram os que encontraram uma solução. Todos nós vivemos neste mundo, tanto Cabalistas como pessoas comuns. Todos nós conhecemos esta realidade.

Assim, os Cabalistas disseram: “Vamos falar a vocês sobre a espiritualidade”. Eles escreveram livros sobre a dimensão espiritual: A Torá, o Talmude Babilônico e de Jerusalém, a Mishná, o Zohar, O Estudo das Dez Sefirot. Todos esses livros são chamados de sagrados; eles não são livros comuns porque descrevem o mundo superior.

No entanto, não podemos descrever a espiritualidade usando palavras espirituais, pois não existem palavras lá. É por isso que esses livros nos contam histórias como se elas estivessem acontecendo neste mundo, quando, na verdade, todas elas são sobre a realidade superior.

A espiritualidade é paralela a este mundo. É uma dimensão de forças, desejos, impressões e sensações. É um domínio de sentimentos! No entanto, os sentimentos não são egoístas, como são aqui neste planeta. Ao contrário, eles derivam da propriedade de doação que não existe neste mundo. Estas são as sensações de amor, doação, unidade, reciprocidade, apenas sentimentos positivos.

De KabTV “Os Capítulos da Torá com Shmuel Vilozni” 02/02/15

Um Experimento Caseiro Para Mudar A Realidade

Dr. Michael LaitmanPergunta: Será que a solução que a sabedoria da Cabalá oferece tem uma base científica ou é baseada simplesmente nos sentimentos?

Resposta: Certamente esta solução é realizada numa pessoa nos sentimentos, pois nós fomos criados a partir da substância do desejo de receber. Desta forma, nós sentimos tudo através deste desejo e avaliamos as coisas só por isso, tanto as boas como as más.

Mas ela é certamente uma sabedoria, uma ciência. A sabedoria da Cabalá descreve com precisão todos os sistemas em que nós existimos, nossas conexões com o outro, e os níveis de ascensão, ou seja, como aumentar e fortalecer a conexão entre nós de acordo com os 125 níveis. A sabedoria da Cabalá usa a terminologia científica: cinco mundos, Partzufim, Aviut (nível de desejo), Masach (tela) e Ohr Hozer (Luz de Retorno).

Através de sua correção, o Cabalista corrige o mundo inteiro. Como se diz em Provérbios 10:25: “… O justo permanece firme para sempre”. Ao longo de todas as gerações, os Cabalistas, através das suas ações, tentaram “adoçar” o nosso mundo. Mas agora nós chegamos a tal estado em que não um Tzadik (um justo), mas todo Israel, e depois dele o mundo inteiro, deve chegar à conexão consciente.

Nós devemos convidar as pessoas para workshops caseiros (círculos em casa), para discussões em torno de uma “mesa redonda”. Nós estamos prontos para organizar simultaneamente milhares de mesas redondas caseiras como essas em Israel, e, assim, alcançar resultados positivos.

Vamos começar imediatamente a sentir grandes mudanças na sociedade israelense, e teremos o maior prazer em participar de reuniões deste tipo que vão estabelecer uma boa atmosfera em todo o país. Essas reuniões devem ser dedicadas apenas à conexão e unidade entre nós e só por boas atitudes. Isto terá um efeito positivo na saúde, relações familiares, e bem-estar de cada indivíduo e todas as pessoas em geral.

Este é um experimento caseiro que podemos realizar ativamente e ver bons resultados.

De KabTV “O Encontro dos Mundos” 16/06/14