Textos na Categoria 'Educação'

Como Alcançamos A Perfeição?

546.02Comentário: Os cientistas estão soando um alarme: uma epidemia de perfeccionismo está se espalhando por todo o mundo. De acordo com psicólogos, perfeccionismo é a crença de que um ideal pode ser alcançado. Na forma patológica, é uma crença de que a imperfeição não tem o direito de existir.

Minha Resposta: Então o que resta?

Comentário: O que resta é livrar-se de tudo o que for redundante e endireitar tudo o que possa estar deformado. Diferentes estudos chegaram à conclusão de que tudo isso leva ao estresse, depressão, ansiedade e suicídio.

Minha Resposta: Isso significa que altas demandas que não podem ser atendidas, na verdade, nos matam.

Pergunta: O que é esse ideal na Cabalá? A que devemos aspirar e nunca conceder, nunca desistir?

Resposta: O atributo de amor e doação pelo qual nos tornamos como o Criador é ideal.

Ele pode ser alcançado por um método gradual e passo a passo. Mas não podemos implementá-lo com nossos sentidos existentes e atributos inerentes a nós em nosso mundo. Precisamos adquirir atributos adicionais, sentidos adicionais, e então seremos capazes de implementar essa ideia em nós.

O ideal é quando reunimos todas as forças, todos os atributos da natureza, juntos da maneira mais explícita, os conectamos a um único sistema ideal e eles se complementam a tal ponto que não há nada de redundante do qual precisamos nos livrar, e não há nada faltando nele também.

Isso significa que todos os elementos da natureza entram neste sistema, se complementam e fazem um sistema que é uma esfera redonda absoluta, totalmente ideal.

A Cabalá realmente nos ensina como podemos conectar atributos opostos no que é chamado de linha média, e tudo começa a funcionar perfeitamente.

Pergunta: E o que é imperfeição? Imperfeição no homem e na sociedade?

Resposta: Existem muitos níveis e subníveis diferentes de imperfeição. A principal imperfeição é quando a pessoa se considera plena.

Pergunta: A imperfeição tem um lugar na sociedade?

Resposta: A imperfeição tem um lugar na sociedade. É graças ao sentimento de imperfeição que a sociedade pode se aprimorar constantemente. Não podemos viver sem ela. Na verdade, é isso que torna os humanos diferentes dos animais – o fato de sentirem constantemente sua imperfeição, o que os obriga a se desenvolver o tempo todo.

Pergunta: Os perfeccionistas querem cortar tudo e suavizar?

Resposta: Não há necessidade de cortar ou jogar fora nada porque nada neste mundo foi criado sem uma razão.

Tudo decorre da imagem ideal do mundo, que se desfez de propósito, e devemos reunir as peças e montá-las novamente como um quebra-cabeça. Portanto, não há uma única peça ou partícula redundante.

Pergunta: O que é um perfeccionista espiritual?

Resposta: Não acho que um perfeccionista espiritual seja um perfeccionista. Ele é simplesmente uma pessoa que realmente aspira colocar todas as peças da criação em uma imagem perfeita. Este estado é chamado de Adam, ou seja, um sistema que se assemelha totalmente ao Criador.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 24/02/19

As Necessidades Da Geração

546.02Pergunta: Por um lado, a geração mais jovem tem um objetivo porque está se desenvolvendo em uma determinada direção global. Em um estudo em que os alunos foram solicitados a relatar o significado da profissão escolhida, 99% disseram que queriam ajudar as pessoas. Ao fazer isso, eles desejam criar um mundo diferente. Eles mergulham na realidade virtual e dizem: “Este mundo não é interessante para mim, é cruel e sujo, e aqui eu tenho meu próprio mundo, e não estou sozinho nele”.

Como eles podem cumprir essa meta se tiverem tal atitude?

Resposta: Você não fará nada. Tudo é arranjado de maneira especial para que se desiludam com o nosso mundo e entendam que realmente deveria ser diferente.

Ele deve se basear não em alguns objetos materiais e relações terrenas, mas em sensações e relações internas mais profundas. É disso que a geração atual precisa.

Essa geração é muito especial e de alguma forma me faz admirá-los.

Eles estão prontos para aprender o método de elevação espiritual, mas o método pode ainda não estar pronto para eles. Leva algum tempo para que eles se adaptem ao método e o método se adapte a eles. Portanto, eles precisam falar, mostrar, sugerir. Espero que essa conexão aconteça em breve.

De KabTV, “Mundo Integral”, 13/07/18

Como Salvar Crianças Do Suicídio

919Pergunta: Um leitor pergunta: “Por favor, conte-nos sobre o suicídio entre crianças. Como posso explicar a uma criança que isso é errado e que não se deve ter esse tipo de pensamento? Em uma escola vizinha, uma garota saltou de um prédio alto. Existem duas versões do porquê isso ocorreu: a primeira é o amor não correspondido, a segunda é a influência da Internet, e que ela foi levada a isso. Como devemos falar com os adolescentes? Como podemos evitar que isso aconteça? Ou é o destino de uma pessoa?”

Resposta: Devemos entender que um adolescente é uma pessoa pequena que deve alcançar o mundo gradualmente. Exatamente como quando nascemos. No início, estamos completamente dentro da mãe. Então, “colocamos nossa cabeça para fora”. Começamos a compreender um pouco, dentro do nosso berço, do nosso quarto, do apartamento e assim por diante.

Hoje, uma criança antes mesmo de começar a andar e só conseguir alcançar algo engatinhando por uma pequena área, está exposta a um enorme mundo ao seu redor. Ela é colocada no carro e conduzida por aí, empurrada em um carrinho de bebê, os pais ligam a TV, música e vídeo, o que for. Todos os tipos de brinquedos complicados são empurrados para ela.

Ou seja, as fronteiras do mundo estão sendo abertas para ela enquanto ela não está pronta para isso e não quer! A natureza ainda não a preparou para isso. Então ela está confusa e não sabe o que fazer. Portanto, ela está sob pressão desses novos conceitos ao seu redor, para os quais não está pronto. E esse é o problema.

Portanto, muitas crianças não conseguem lidar com isso. Elas não têm força interior suficiente. Todos esses estímulos externos as afetam de tal maneira que as crianças simplesmente perdem o controle. E quando, mesmo assim, são expostas a alguns filmes negativos ou algo mais, elas os percebem como reais e facilmente contemplam o suicídio.

Devemos proibi-los e restringi-los! Nos primeiros dois anos, eu não exporia uma criança a estímulos externos. Apenas as coisas naturais que ela pode ver e ouvir ao seu redor, é a isso que ela deve ser exposta. Os sons e imagens ao seu redor, tudo o que existe, permitem que ela veja tudo. Mas sem telas. Sem computador ou TV.

Pergunta: Então, você é um grande defensor da exposição cuidadosa e gradual das crianças a esta vida?

Resposta: Eu quero que uma criança desenvolva uma psique normal para o tamanho do mundo em que ela existe. Tudo o que ela pode alcançar, é com isso que ela deve se sentir confortável.

O resto fica para depois. Nessa altura, todos os tipos de mecanismos já estão em funcionamento. Você já pode explicar coisas para ela, falar com ela, dar a ela certa literatura e mostrar-lhe coisas. Mesmo assim, eu começaria com história, geografia, algumas coisas terrenas. Em vez desses programas infantis terríveis que são construídos completamente sobre ficção, e em uma ficção ainda terrível e distorcida. Eles mostram violência e raiva. É simplesmente inacreditável!

Os programas infantis são os mais violentos. A criança olha para isso e pensa que essa é a realidade do nosso mundo. Então, por que não pular do décimo andar? Ela vê esses saltos na TV todos os dias nos programas infantis.

Ou seja, não temos ideia da imagem distorcida da realidade que trazemos para o seu mundo. Qual é a sua expectativa? Precisamos remover tudo isso. Completamente!

Pergunta: Você é a favor de tais medidas duras?

Resposta: Eu defendo criar uma geração saudável.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 11/02/21

O Método Dos Pontos Nos Ajudará?

294.2Comentário: No início do ano entrou em vigor o primeiro Código Civil da história do país na República Popular da China. Os cidadãos estão ganhando pontos. Claro, existe um sistema de rastreamento instalado.

Você tem um ponto de partida de mil pontos. E você ganha mais e sobe ou desce. Os pontos são ganhos para caridade, cuidar de parentes idosos, boas relações com os vizinhos, ajudar os pobres, apoiar o governo, cometer um ato heroico e assim por diante.

Os pontos são deduzidos por infrações de trânsito, apoio parental insatisfatório, divulgação de boatos e notícias falsas na Internet, desculpas falsas por crimes cometidos, participação em seitas, protestos contra autoridades, etc.

Aqueles com notas altas terão prioridade na admissão escolar, promoções rápidas no trabalho, avanço rápido na fila de moradias públicas, etc. Aqueles com notas baixas serão privados do direito de ocupar cargos em cargos públicos, estarão sujeitos à censura pública, etc.

Aqueles que emitem essas leis afirmam que esta é a única maneira de tornar as pessoas honestas, gentis e abertas. Ou seja, é assim que eles querem educar as pessoas!

Minha Resposta: Esse sistema educacional é inadequado para o novo mundo.

Pergunta: Em geral, o que dizer de um sistema educacional baseado na repressão, no medo?

Resposta: É necessário para o desenvolvimento inicial de qualquer sociedade! Assim como o homem: nós o restringimos, ele deve ser supervisionado pelos mais velhos que devem ser responsáveis ​​por suas ações, ou seja, devem restringi-lo, puni-lo, e assim por diante.

Pergunta: Devemos construir um sistema educacional baseado no caráter nacional?

Resposta: Não. Se estamos falando do sistema educacional de que o mundo precisa hoje, não devemos levar em conta nenhuma característica nacional, mentalidade, nada.

Precisamos apenas ganhar e difundir no mundo o conhecimento de que somente a conexão, a conexão simples entre as pessoas – quando cada pessoa entende que seu bom futuro reside apenas em sua conexão com outras pessoas – somente essa educação pode colocar a humanidade em ordem.

O homem encontrará a felicidade quando começar a se aproximar dos outros e, nessa compreensão, começará a se sentir mais confiante, mais confortável e verá o futuro.

As pessoas devem simplesmente entender que estão em um único sistema – nem chinês e nem soviético – mas no sistema da natureza que quer apenas uma coisa: que permaneçamos em unidade entre nós.

Pergunta: Então a própria pessoa, sozinha, sem nenhum ponto, tratará bem os idosos e não caluniará?

Resposta: Claro, nem é preciso dizer.

Pergunta: Isso é possível? Afinal, uma pessoa é o que é.

Resposta: Hoje em dia, por causa da pandemia e outros problemas, incluindo pressões que descerão em nosso mundo cada vez mais em uma escala maior, isso é possível. É graças a isso que é possível.

Pergunta: Ou seja, a intensificação do sofrimento permite explicar a uma pessoa que precisamos nos relacionar bem?

Resposta: Sim.

Pergunta: Por que não ouvimos então?

Resposta: Ninguém ainda nos explicou isso. Ainda não alcançamos tal estado para sentir e compreender que precisamos disso. E o sofrimento será adicionado. Um vírus será seguido por outro vírus, os problemas serão seguidos por outros problemas.

O homem não perecerá. O homem suportará tudo! Os animais morrerão, as plantas morrerão, as pedras derreterão, mas os humanos não.

Pergunta: O homem vai sair deste estado?

Resposta: Sim. Vai acontecer quando ele disser: “É isso, estou pronto! Até meu coração de pedra derreteu. Estou pronto para me aproximar dos outros!”

Tenho absoluta confiança nisso. E assim será. Com esperança, se não este ano, então no próximo, mas ainda espero viver para ver isso.

Pergunta: Então começará como uma epidemia, uma epidemia boa e gentil?

Resposta: Sim. Porque as pessoas não terão outra saída de qualquer maneira. Elas já estão começando a ver a escuridão: há neblina à frente, depois o crepúsculo, depois a noite e depois um abismo. Então um despertar gradual, realmente gradual, começará.

Pergunta: E o que é necessário para sair disso?

Resposta: É muito simples: fiquem juntos para não nos perdermos um a um.

Pergunta: Então o abismo recuará?

Resposta: Com certeza!

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 01/02/21

Consciência Equilibrada

528.01Pergunta: Em que direções você pode expandir sua consciência saindo de si mesmo na dezena?

Resposta: A nova consciência coletiva é construída no fato de que todos os dez anulam seu egoísmo para se conectar com os outros. É assim que surge uma consciência geral e equilibrada que não carrega nada de pessoal dessas dez pessoas. Ela se baseia na integração.

A integração que alcançam é de uma natureza completamente diferente, não pessoal, não humana, mas acima do humano. Alcançá-la e trabalhar nela dá à pessoa a oportunidade de entender a que leva a conexão correta entre as pessoas.

Quando você se anula diante de outra pessoa e a coloca acima de si mesmo, você ao mesmo tempo “compra” sua consciência, seu mundo interior, e se enriquece com sua bagagem pessoal.

De KabTV, “Juntos sobre a Principal Coisa”, 02/09/18

Entenda A Natureza Um Do Outro

961.2Comentário: Hoje, as pessoas não querem obrigações umas com as outras e por isso não se casam.

Minha Resposta: Uma pessoa é egoísta. Se ela entendesse que o casamento realmente a preencheria e que foi criado para que ela pudesse dar e receber no casamento, veria que não há nada melhor.

Mas para isso, uma forma de comunicação precisa ser criada para que um homem seja satisfeito por sua esposa, filhos e família para que ele tenha exatamente essas necessidades, qualidades, desejos que não são alterados artificialmente para que ele seja forçado a fugir à noite em algum lugar para clubes, bares.

É o mesmo com uma mulher. Ela deve estar determinada a criar para sua família, seu marido e seus filhos as condições das quais ela própria desfrutará. Portanto, uma educação adequada é necessária aqui. Não importa que nos tornemos mais egoístas. O egoísmo maior, na verdade, deve nos levar ao próximo nível.

Devemos educar meninos e meninas adequadamente, ensiná-los a interagir uns com os outros e não dar-lhes apenas aulas sobre sexo nas escolas. Acontece que estamos apenas ensinando aos animais as relações sexuais corretas, mas não ensinamos as pessoas como se conectarem adequadamente, como se compreenderem e se complementarem.

Se não lhes dermos essa educação, a próxima geração será miserável. Eles chegarão a alguma interação mecânica, a algo incompreensível.

A Cabalá diz que tudo na natureza é construído com base na reposição, na harmonia. Essa reposição depende da compreensão da natureza de cada um.

Lembro quando estava no primeiro ano do instituto, tínhamos um professor, Svyadoshch Avraam Moiseevich. Ele nos levou a diferentes hospitais para cirurgias para nos mostrar as condições extremas em que as pessoas se encontram imediatamente após um acidente, durante um parto difícil ou após um transplante de coração.

E nós, meninos de dezoito ou dezenove anos, ficamos muito abalados com isso. Quando saímos da maternidade, foi um choque: como é difícil dar à luz, quanto sangue, quanta dor. Quase choramos, olhando para as mulheres em trabalho de parto. Nossa atitude em relação a muitas coisas mudou. Começamos a tratar até mesmo as meninas de nosso grupo de maneira diferente.

Com base no que vivi, levaria todas as crianças em idade escolar a hospitais, maternidades e necrotérios para explicar e mostrar às crianças o que significa a vida, quando você passa por todos os estados, desde o nascimento, passando por vários problemas, ferimentos, morte, até o cemitério, tudo isso é necessário. E eu faria isso com uma preparação preliminar muito séria, para que as crianças não tivessem traumas psicológicos. É assim que se constrói uma compreensão e uma atitude adulta perante a vida.

De KabTV, “Close-up”, 11/08/09

Nova Percepção: Consciência Coletiva

530A percepção coletiva leva a pessoa a um plano diferente. Ela diz que você tem que se separar de si mesmo e entrar na equipe, tomar tudo o que existe na equipe como seu, tentar pensar, agir e resolver os problemas com base na opinião da outra pessoa, no desejo da outra pessoa e nos objetivos da outra pessoa.

Acostume-se com essa imagem e depois de um tempo veja se consegue voltar a ser você mesmo e, em que medida, será um “você” diferente.

Portanto, na Cabalá, a chamada “dezena” é praticada, quando dez pessoas se unem e organizam uma base comum para o desejo, para uma meta, para o pensamento, a fim de se tornarem um todo. Para fazer isso, todas devem se anular em relação a todas as outras e, então, como resultado desse trabalho conjunto – não é fácil, leva tempo – elas se transformam em um todo, por assim dizer.

É muito interessante observar como elas começam a pensar, comemorar e resolver problemas. Cada pessoa tem uma capacidade completamente diferente de ver o mundo ao mesmo tempo. Essa é uma percepção integral da realidade.

Elas podem se afastar disso e voltar a si mesmas, fazer o mesmo exercício novamente em novas condições, se unir e, assim, ver qual é a diferença entre a percepção pessoal e a percepção integral. Isso é o que a Cabalá pratica. Ela nos aconselha a interagir de tal forma, a fim de compreender gradualmente o que realmente existe em nossa consciência, como funciona, como podemos olhar para isso de um modo um pouco diferente, não a partir de si mesmo.

De KabTV, “Juntos Sobre Coisas Importantes”, 02/09/18

Nova Vida 1301 – Barreiras De Comunicação

Nova Vida 1301 – Barreiras De Comunicação
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e NitzahMazoz

A raiz das barreiras de comunicação entre nós é o desejo de desfrutar, o que faz com que cada um pense em como tornar as coisas melhores para si. Se não tenho certeza de que posso conseguir algo conectando-me com outras pessoas, me sinto bloqueado. Quanto mais nos desenvolvemos, mais as barreiras de comunicação aumentam. Não podemos nos entender, pois cada um de nós tem um objetivo diferente. Para superar as barreiras da comunicação, cada parte precisa aumentar a importância da outra pessoa e se integrar a ela.

De KabTV, “Nova Vida 1301 – Barreiras de Comunicação”, 14/03/21

Os Animais Nos Ajudarão A Nos Tornarmos Humanos

294.4Comentário: Veterinários afirmam que os animais hoje apresentam um grande número de doenças devido à depressão. Costumava haver um pequeno livro de 50 páginas sobre doenças de animais de estimação e agora eles ocupam 500 páginas.

Eu li em um livro de veterinária russa: “Animais que têm um intelecto suficientemente elevado (cães, gatos) estão deprimidos”. Como se estivessem falando de uma pessoa: “Se está escuro e frio do lado de fora da janela e a casa é a mesma, eles estão deprimidos. Se o dono tem pressa em passear com eles, e é um programa obrigatório para ele, e não há alegria nisso, os animais ficam deprimidos. Quando o próprio dono está de mau humor, irritado, o animal se sente solitário”.

Parece que não estão falando de animais, mas de uma pessoa.

Minha Resposta: Claro, eles têm uma alma.

Pergunta: Dizem que estamos dando tudo a eles. Ou seja, eles são vítimas de todas as nossas experiências, ódios e do que está acontecendo no mundo.

Resposta: Animais sentem muito. Muito! Muito mais que um ser humano. O homem pode esquecer, ele pode se distrair, ele tem tais sistemas. Mas os animais não. Eles sentem diretamente o que o dono tem. Então ele se deita ao seu lado, coloca o focinho na sua perna, e olha nos seus olhos, e pronto, não há mais nada para ele. Você é seu deus. Isso é assustador! Não o entendemos, não simpatizamos e o negligenciamos.

Pergunta: Será porque realmente não sentimos que temos um mestre?

Resposta: Sim. Não temos esse exemplo.

Pergunta: O que isso pode nos ensinar? Podemos nos sentir responsáveis?

Resposta: No final, todos nós influenciamos uns aos outros. Ainda assim, as naturezas vegetativa, animada e humana estão relacionadas. Portanto, até mesmo o sofrimento deles está conectado ao nosso, e ainda o sentimos em nosso nível. Portanto, existem muitas doenças e muitos problemas que poderíamos tratar se prestássemos atenção aos animais. Ou seja, através dos animais para curar pessoas, neste nível, não poderíamos permitir que essas depressões e todos esses problemas se propagassem ainda mais. Mas não podemos apreciar e aceitar isso. Em nossos corações, não entendemos cães ou gatos.

Pergunta: Podemos dizer que os animais realmente apareceram para nos curar de todas essas doenças?

Resposta: Devemos aceitar os animais que vivem ao nosso lado como parte de nós mesmos e começar a perceber que podemos nos curar e nos corrigir por meio deles.

Pergunta: Então você geralmente os humaniza?

Resposta: Não, eu apenas entendo a interação dos animais com os humanos, o quanto um animal empatiza e o quanto ele complementa o homem e passa as experiências e correções humanas por si mesmo.

Pergunta: O que você quer dizer com correções?

Resposta: Quero dizer que se uma pessoa prestar mais atenção ao animal que está ao seu lado, ela se corrigirá por meio do animal. Por que não? Ao mesmo tempo, você dá a ele sua parte: um pouco de seu coração, um pouco de sua alma.

Pergunta: E depois disso, se eu viver assim, aos poucos começo a tratar os outros assim?

Resposta: Claro. E não necessariamente outros. Por meio dele, por meio desse cachorro ou gato, ou o que quer que você tenha. Você expressa sua boa atitude para o mundo ao fazer isso! Esta já é a sua correção. Veja como eles esperam isso de você, exigem. Eles não têm pensamentos ocultos; eles ainda estão no nível animal.

Eu acho que os animais, se os tratamos corretamente, podem nos ajudar a nos tornarmos humanos.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman” 02/01/21

Como Ganhar Em Qualquer Situação

506.1Pergunta: Certa vez, um estudante europeu, campeão mundial de boxe e luta francesa, procurou um antigo professor de artes marciais e perguntou: “O que você pode me ensinar?”

O velho mestre disse: “Imagine que você está andando pela cidade e acidentalmente vagueia por uma rua onde vários bandidos estão esperando por você que querem roubá-lo e quebrar suas costelas”. O aluno diz: “E você vai me ensinar truques para derrotá-los?” “Não, vou te ensinar a não ir lá”.

A questão é: se você for forte, você avança para derrotar seus inimigos ou se afasta deles? O que você vai fazer? Enfrentamos todos os tipos de perigos hoje. Alguém caminha para o perigo e dizem que ele é corajoso. Alguém o evita, é um covarde. Como uma pessoa deve se comportar?

Resposta: Existem pessoas que gostam de se envolver em todos os tipos de jogos, disputas e confrontos perigosos. Para elas, essa mesma situação, esse mesmo acontecimento dá uma emoção tal que, para isso, elas acreditam, é preciso viver. Todas essas festas, tudo isso é totalmente inútil.

E tem gente que não quer isso; estão interessadas ​​em resultados. Se posso conseguir o que preciso sem me envolver em quaisquer explicações e relacionamentos gerais com essas nulidades que estão girando em todas essas reuniões, por que deveria fazer isso?

A atitude deve ser a seguinte: mais perto da meta e longe de todos esses confrontos. Eles o forçarão, eles o colarão às sociedades deles e você terá que respondê-los. Eles vão grudar em você e não vão deixá-lo ir. Eles farão você girar em seus círculos. Você não precisa disso. Você ficará confuso ao longo do caminho e não alcançará a meta.

Então, o melhor de tudo, você não precisa dessas artes para lutar contra oponentes. De forma alguma! Você não precisa de nenhum conhecimento de nenhuma técnica lá. Você precisa saber como pode atingir esse objetivo de uma forma curta e simples. Isso geralmente é feito simulando o estado que você deseja alcançar.

Pergunta: Como você pode contornar essa rua? Não é realmente essa sabedoria que devemos aprender a contornar?

Resposta: Com que propósito você vai lá, vai por aí ou vai a algum lugar?

Comentário: O objetivo talvez seja simplesmente derrotar esse bandido ou esse político.

Minha Resposta: Isso é outro assunto. Então você tem que ir lá e fazer alguma coisa lá.

E se o seu objetivo não é para os homens, mas para fazer algum tipo de mudança na natureza – a natureza da sociedade ou do Estado, você não precisa de todos os tipos de disputas mesquinhas de gângsteres.

Pergunta: Que objetivo o homem ainda deve ter para não envolver nesses confrontos de forma alguma, para entender que tudo isso é um absurdo?

Resposta: Se estamos falando de uma meta pura, devo defini-la para mim mesmo e perceber que ela só pode ser alcançada com a ajuda de uma força superior. Então, devo ir para a área onde essa força superior opera, estabelecer contato com ela e negociar com ela para que faça o que for necessário.

Não entre em áreas egoístas, mas altruístas. E devo encontrar o contato com o Criador lá e convencê-Lo, implorar a Ele, que é necessário mudar a humanidade.

Pergunta: E que tipo de truques existem na área altruísta?

Resposta: O oposto é verdadeiro. Não é o egoísmo com que eu entro e tento mostrar a todos o quão legal eu sou, mas o altruísmo, quando eu entro e mostro a todos o quanto eu posso me anular pelo bem dos outros.

Pergunta: Isso é chamado de coragem real?

Resposta: Sim, claro.

Pergunta: E você também vai lá para lutar? Isso é uma luta também?

Resposta: Haverá outra batalha aqui: você deve lutar consigo mesmo. Porque você sente que toda a sua natureza está contra isso.

Comentário: Ou seja, o principal é dominar as técnicas de luta contra si mesmo e não contra outra pessoa?

Resposta: E isso não está tão longe.

Pergunta: O homem chegará a isso?

Resposta: Ele chegará.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 15/02/21