Textos na Categoria 'Crise'

Os Ricos Choram

Laitman_421.01Nas Notícias (Bloomberg): “As pessoas mais ricas do mundo perderam US $ 511 bilhões em 2018”. “As pessoas mais ricas da Terra perderam US $ 511 bilhões este ano, depois que ganhos recordes no primeiro semestre foram eliminados por uma sucessão de vendas contundentes no mercado”.

Meu Comentário: O fato é que elas devem entender se têm uma oportunidade de impedir o progresso das pessoas. Quanto mais você oferece às pessoas novos brinquedos para a conexão humana, para sua satisfação, para qualquer informação, etc., mais elas se tornam exigentes e seletivas.

Elas não estão mais interessadas ​​no Facebook como ele é. Elas simplesmente não podem ver anúncios. As pessoas estão tão cansadas que nem sequer podem ser forçadas a ter os filhos.

Isto é, tudo o que os ricos fizeram nos últimos 20 anos está começando a diminuir cada vez mais. Apesar de toda a sua sofisticação, isso passa. O período de acumulação egoísta terá que apodrecer.

A humanidade ainda está se desenvolvendo. Portanto, eu vejo que a hora chegará, e muito rapidamente, quando esses dólares que eles acumularam não terão valor, e não haverá mais oportunidade de ganhar dinheiro.

Acho que as pessoas geralmente se esforçam para obter maior simplicidade. Elas vão querer sentar na grama, beber um pouco, fazer um lanche, ouvir música normal, o chilrear dos pássaros e o riso das crianças correndo por aí. Vão querer algo muito próximo e agradável ao coração, e não incomodar suas cabeças, cérebros, alma e sentimentos com algo muito artificial.

Eu espero que seja assim.

De KabTV, “Notícias com Michael Laitman” 25/12/18

Nosso Futuro São Os Robôs

273.02Nas Notícias (Reuters): “Os robôs farão robôs em uma nova fábrica da ABB na China, que o grupo suíço de engenharia disse no sábado planejar construir por US $ 150 milhões em Xangai, uma vez que defende seu lugar como o país. maior fabricante de robôs industriais. …

“A China está expandindo sua força de trabalho robótica, à medida que os salários dos trabalhadores humanos aumentam e o país busca competir com os países de baixo custo através de uma maior automação. Em 2017, um em cada três robôs vendidos no mundo foi para a China, que comprou quase 138 mil unidades, disse a ABB.

“A nova fábrica de 75.000 pés quadrados da ABB utilizará um software destinado a permitir que pessoas e robôs trabalhem com segurança nas proximidades, disse a empresa, acrescentando que seus robôs YuMi – projetados para trabalhar lado a lado com as pessoas – também serão implantados em muitas das tarefas de montagem de peças pequenas necessárias para fabricar um robô da ABB”.

Pergunta: Pessoas, jornalistas e cientistas estão preocupados com o nosso futuro sendo governado por robôs! Como será nosso futuro com robôs?

Resposta: Nosso futuro está se movendo em direção ao estado em que uma pessoa não terá outro trabalho além do trabalho espiritual. Nós só lidaremos com coisas que os robôs não podem fazer – a correta unificação espiritual interna entre nós.

Os robôs cuidarão de todo o resto. Em geral, nosso mundo está gradualmente atingindo o ponto em que todos nos transformaremos em espiritualidade. Somente robôs permanecerão na matéria física. Depois, eles também desaparecerão.

Em princípio, o nosso mundo gradualmente se manifestará como um mundo de forças, espírito e uma teia de forças, não de matéria física. A matéria não existe realmente. Podemos ver isso já na física quântica.

Portanto, não há motivo para se preocupar com o fato de que os robôs nos substituirão. Pelo contrário, nos esforçaremos para garantir que tudo o que fazemos seja transferido para robôs e faremos o que os robôs não podem: trabalho espiritual, união entre nós e saída para o próximo nível de existência, para o mundo espiritual.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 28/11/18

Previsão 2019 (em inglês)

Para onde vamos em 2019?

Qual Será O Futuro Das Cidades?

laitman_426Pergunta: Qual será o futuro das cidades?

Resposta: No futuro, graças ao desenvolvimento de tecnologias de comunicação, a humanidade não se concentrará nas grandes cidades, mas se espalhará.

Muitas pessoas poderão trabalhar em casa e todos os seus consumíveis serão entregues. A casa será um quarto, uma sala de estudo e, em geral, um lugar onde a pessoa passa a maior parte de sua vida. Os conceitos de “centro da cidade” e “centro” desaparecerão do mundo e nossas cidades assumirão uma forma ampla e equilibrada.

Além disso, eu espero sinceramente que, assim que a humanidade perceba que suas relações universais entre si sejam altruístas, as cidades também serão reformadas de acordo com essa nova maneira: tudo será para o benefício de uma pessoa, para que ela cuide de si, da sociedade, e a sociedade cuidará de todos. Isso levará a mudanças muito grandes nas estruturas da cidade.

Da Mesa Redonda de Opniões Independentes, Berlim 09/09/06

Como Obter Energia Inesgotável?

Laitman_703.04Pergunta: Qual é o balanço energético das fontes de energia renováveis? Elas fornecem mais energia do que é necessário para sua produção?

Resposta: Nós usamos todos os tipos de energia recebidos da natureza no valor de um ou dois, com o máximo de cinco por cento de sua produtividade possível. Isso é porque usamos a natureza egoisticamente.

Mas se tratássemos a natureza altruisticamente, se pudéssemos trabalhar com a natureza de acordo com o mesmo princípio que nos relaciona, de maneira equilibrada, poderíamos receber 100% do desejado da natureza em troca de nos relacionarmos com a natureza 100% no mesmo nível.

A natureza nos trata altruisticamente, e se também nos relacionássemos com o mundo inteiro, com toda a humanidade, de maneira recíproca, com amor, segundo o princípio “ame seu próximo como a si mesmo”, poderíamos extrair da natureza muito mais energia, chegaríamos ao equilíbrio com a natureza e não sentiríamos falta de nada.

Nós nos uniríamos harmoniosa e integralmente à natureza, e receberíamos uma reação positiva dela em vez de negativa. Hoje, a natureza compartilha conosco como se relutantemente, como se fosse obrigada a liberar uma pequena parte de seus recursos energéticos para nós.

No entanto, uma vez que alcancemos o equilíbrio com a natureza, poderemos receber energia inesgotável implantada em cada átomo. Assim, em essência, somente nisso reside a correção da metodologia e solução existentes para o futuro.

Mesa Redonda De Opiniões Independentes. Berlim 09/09/06

O Que Causa Os Desastres Ambientais?

laitman_765.1Pergunta: O que aconteceria se todos os chineses desejassem ter um carro?

Resposta: Nada vai mudar no mundo e na ecologia; até mesmo deixar que todos tenham um carro e mais de um. Que haja 7 ou 14 bilhões de carros particulares no mundo. Carros não são o que causam desastres ecológicos. Nossas relações corruptas são o que causam desastres ecológicos.

Precisamos entender o que é visível na natureza e em sua pesquisa; os desastres ambientais são causados ​​não pela tecnologia, pelos níveis inanimado, vegetativo e animado, mas pelo nível humano. Somente nós, no nível de nossas relações, causamos aflição em todos os outros níveis da natureza.

Todos esses desastres nas áreas de ecologia e saúde, depressão e dependência de drogas, divórcios e todos os outros problemas surgem da natureza, apenas para nos levar a entender a causa, que está em um nível superior. Sempre na natureza, um problema de um nível superior desce para níveis inferiores e ativa o sistema a partir daí.

Eu espero que na busca pela salvação desses males, que vemos como males em nosso nível egoísta, tenhamos que abandonar nosso egoísmo, entendendo que só podemos estar em equilíbrio com a natureza nos níveis inanimado, vegetativo e animado devido ao nosso nível humano, se nos tratarmos com amor e compreensão.

Então, vamos trazer unidade à natureza como um todo e alcançar um equilíbrio com a natureza geral.

Mesa Redonda de Opiniões Independentes, Berlim 09/09/06

Newsmax: “Para Governar Com Ponderação Os Líderes Devem Redescobrir A Família”

Meu artigo no Newsmax: “Para Governar Com Ponderação Os Líderes Devem Redescobrir A Família

Em 11 de novembro de 1918, a Primeira Guerra Mundial terminou.

Cem anos depois, os sinos tocaram embaixo do Arco do Triunfo, em Paris, quando líderes de cerca de 70 países marcharam ombro a ombro na praça, marcando o centenário do armistício que encerrou a guerra.

Líderes como Emmanuel Macron, Vladimir Putin, Angela Merkel, Donald Trump e Benjamin Netanyahu caminharam pelo campo de batalha onde ocorreram ferozes batalhas, milhões de soldados foram mortos e muito sangue foi derramado como resultado da guerra cruel entre as nações.

Mas esta impressionante demonstração indica que estamos finalmente perto da verdadeira paz?

Estamos prestes a estender um guarda-chuva de paz e unidade que cubra todas as nações europeias?

Enquanto a desigualdade económica continuar a aumentar na maioria dos países e as ondas de imigrantes continuarem a abalar o tecido demográfico-cultural da Europa, a verdadeira unidade não está à vista. Essas crises são o resultado de uma ideologia ultraliberal que ganhou força e se espalhou por todo o continente.

Todos os dias, essas duas crises aprofundam a polarização social e política.

Os ricos tornam-se mais ricos, os pobres tornam-se mais pobres e os imigrantes trazem com eles religião e costumes que incitam os europeus locais. Como resultado, a extrema direita está se fortalecendo em toda a Europa, e enquanto o público dentro dos países europeus estiver dividido, a união em toda a Europa não deve ser esperada.

Uma cerimônia tão espetacular só amplia a distância entre a fachada idílica apresentada pela liderança e a realidade cotidiana na Europa. Os líderes europeus estão fazendo uma tentativa que não leva em conta a natureza egoísta e alienante do ego humano; A tentativa de receber todos em suas fronteiras e criar um mercado comum onde todos ganham requer uma sólida base educacional para formar uma genuína integração entre as pessoas.

A maneira como os líderes europeus pensam e tomam decisões também pode ter a ver com um fato interessante que é comum a muitos deles: eles não têm filhos biológicos. Dê uma olhada na lista a seguir:

Angela Merkel, da Alemanha
Emmanuel Macron da França
Theresa May da Grã-Bretanha
Paolo Gentiloni, da Itália
Dalia Grybauskaitė da Lituânia
Mark Rutte da Holanda
Stefan Lofven da Suécia
Leo Varadkar, da Irlanda
Xavier Bettel, do Luxemburgo
Simonetta Sommaruga da Suíça
Nicola Sturgeon da Escócia
Presidente da Comissão da UE Jean-Claude Juncker
Seja por escolha ou falta dela, todos os líderes acima não têm filhos.

As pessoas que não têm filhos veem o mundo de forma diferente do que as que os têm. Elas têm uma visão diferente da vida, analisam o passado, o presente e o futuro de forma diferente. Em contraste, qualquer pessoa que tenha filhos vive com certo senso de responsabilidade por sua família, que acompanha e influencia seus processos de tomada de decisão.

Alguns comentadores já fizeram uma ligação entre a falta de pensamento dos líderes europeus em relação ao futuro e o fato de não terem filhos. No entanto, ela não termina com o pensamento sobre o futuro. Mais do que um status social, ser pai é um status natural.

Um líder sem filhos carece de instintos que não pode adquirir de qualquer outra forma. Eles podem ser altamente intelectuais, incrivelmente habilidosos e talentosos de muitas maneiras diferentes e, no entanto, carecem de um impulso natural que existe em qualquer pai ou mãe comum: cuidar e proteger seus filhos. E suas decisões serão afetadas por essa carência.

Mas talvez ainda mais interessante seja: o que o público pensa sobre esse fenômeno?

A resposta é que na maioria das vezes eles não pensam.

O público em geral não está interessado e muitos nem sequer estão conscientes deste aspecto particular da vida pessoal de seus líderes. Pergunte-se: você estava totalmente ciente de todos os líderes sem filhos na lista acima?

A indiferença pública a esse fenômeno caracteriza nosso tempo e nossa geração. Uma geração que está perdendo contato com valores humanos básicos. Uma geração que está claramente passando por uma crise de identidade.

Dito isto, não adianta condenar ninguém. Nem os líderes sem filhos nem seus cidadãos indiferentes. Estamos todos no mesmo barco do desenvolvimento humano, e a sociedade humana está passando por uma fase única, onde o ego humano está atingindo seu pico.

Isso explica por que o indivíduo se tornou mais importante do que nunca. A importância da unidade familiar diminuiu e, portanto, até hoje um líder sem filhos pode ser mãe e pai de milhões de pessoas.

Mas a evolução humana não termina aí.

O ego humano continuará a crescer e nos afastar até que nos leve a perceber que temos que nos elevar acima dele e cultivar um nível mais elevado de conexão humana. Então, veremos a importância de reconstruir nossas conexões em todos os níveis: desde a unidade familiar, passando pela comunidade, até o restante da sociedade.

A aspiração por um futuro comum que os líderes liberais europeus imaginam pode se tornar realista quando os humanos cultivam um senso mais profundo de conexão. Enquanto o ego impulsionar os movimentos no chão, as tentativas dos líderes europeus farão mais mal do que bem.

Somente quando os líderes fizerem da educação para a unidade sua mais alta prioridade e visarem unir os cidadãos acima de todas as diferenças, o senso comum da conexão humana guiará a Europa em direção a um futuro melhor.

Existe Algo Melhor Que A Democracia?

laitman_220Pergunta: Existe algo melhor que a democracia?

Resposta: Nós não sabemos o que é democracia. A democracia para nós significa que podemos de alguma forma nos dar bem uns com os outros sem o poder do punho e da coerção da forma mais brutal, de acordo com certas leis. Ao observá-las, somos mais ou menos capazes de não nos prejudicarmos diretamente – e isso é o que chamamos de “democracia”.

Nenhum de nós sabe o que é liberdade. Nós não somos livres. Cada um de nós nasce com qualidades que não escolhemos. Cada um de nós recebeu educação que não escolhemos. Nós crescemos e aos 20 anos nos tornamos adultos; tudo em nós foi recebido de nossa sociedade, de fatores que não estão conectados a nós, nem dependem de nós.

Em essência, eu sou uma pessoa que saiu pronta do “forno”. No entanto, o “eu” não sou eu. “Eu” é o que me foi dado. Assim, eu avanço na vida.

Então, eu sei o que é liberdade? Eu não sou livre, estou apenas percebendo o que recebi anteriormente. Portanto, não é uma democracia, não é liberdade e não é livre escolha. Depois de tudo o que recebi de todos, que recebi desde a infância, recebi dos professores, se aprendo a trabalhar com tudo isso, como usar isso para alcançar a liberdade, talvez eu possa realmente me realizar.

Portanto, é necessário conhecer as leis da natureza, as leis da sociedade como elas deveriam ser na realidade, de uma forma objetiva, independente de nós.

Nós revelamos as leis da natureza, as leis sociais nas formigas, em grupos de animais, e as mesmas leis funcionam na sociedade humana. Se as abrirmos, se as estabelecermos em nossa sociedade, se implementarmos essas leis em nossa sociedade, então, graças ao uso efetivo das leis da natureza, alcançaremos a verdadeira democracia.

Em outras palavras, todos terão seu próprio lugar equilibrado no mundo, todas as nações, todas as comunidades, todos os países e toda a humanidade como um todo terão um excelente lugar equilibrado de acordo com a natureza comum.

Hoje, todos ainda imaginam a democracia e as leis à sua maneira. Portanto, naturalmente mergulhamos na crise global da sociedade humana e ainda não vemos como devemos existir.

A democracia de hoje está chegando ao fim, e o próximo regime que a humanidade enfrentará é o nazismo. O nazismo virá e substituirá o atual regime de todos os países democráticos progressistas, e então veremos que realmente não entendemos as verdadeiras leis da natureza.

Esperemos que as entendamos antes de nos aproximarmos do nazismo e que cheguemos a uma forma bela e corrigida da existência da humanidade: ao altruísmo.

Mesa Redonda de Opiniões Independentes, Berlim 09/09/06

Quando A Guerra É Justificada?

laitman_293Pergunta: Hoje em dia, quando os conceitos de autodefesa e intervenção humanitária mudaram de significado, como podemos diferenciar uma “guerra santa” e apenas uma guerra?

Resposta: Eu faria tal diferenciação: uma guerra justificada é uma guerra de pessoas que lutam por sua existência e por seu território, por suas terras. Se alguém vier até elas e quiser matá-las, então, como está escrito: “evite matando-os”. (Tratado Sanhedrin, 72:1, Gemarah)

Por outro lado, um país não deveria estar indo para a guerra quando não está em seu próprio território, mesmo que o faça sob certas formas “humanitárias”. Ele só deve usar a ajuda das potências internacionais quando busca a paz e algum tipo de diálogo, mas não para operações militares e de guerra.

Portanto, apenas uma coisa é justificada: se alguém de fora se levanta contra uma pessoa, ou um grupo de pessoas, ou um país inteiro, então, em resposta, você pode lutar com ela e matá-la, ou mesmo começar essa guerra primeiro. No entanto, se ninguém de fora se levantar contra você, você não deve atacá-lo e lutar com ele sob nenhum pretexto, mesmo o mais incrível.

Mesa Redonda de Opiniões Independentes, Berlim 09/09/06

Por Que Não Há Paz No Oriente Médio?

laitman_229Pergunta: Por que ainda não há paz no Oriente Médio?

Resposta: O problema não é com Israel e as nações do mundo. A situação é tal que o método de correção do mundo, que agora deve ser realizado no mundo inteiro, está nas mãos de Israel.

Em sua sabedoria interior chamada de ciência da Cabalá, Israel tem a metodologia de corrigir o egoísmo no mundo: como mudar a percepção egoísta da vida e da natureza, onde todos querem algo para si, para uma percepção altruísta, onde todos vão ser capaz de se sacrificar e dar de si mesmo, e através dela tornar-se completos, plenos e perceber a vida através do altruísmo.

Como Israel tem essa sabedoria, o mundo inteiro sente como se Israel fosse culpado por tudo o que está acontecendo. Essa pressão e antissemitismo não vão parar até que Israel faça uma contribuição ao mundo: revelar a ciência da Cabala ao mundo, um método de correção do mundo, que explica como ele pode se salvar de seu desenvolvimento egoísta que chegou ao fim e resultou na ameaça à sua existência.

O mundo alcançará paz, tranquilidade e contentamento somente através da implementação deste método de correção, que tem estado com Israel desde os tempos babilônicos. Emergindo de lá, do berço de toda a civilização, ele esteve no meio de Israel por 6.000 anos, e só agora está sendo revelado. É por isso que a ciência da Cabalá está em demanda agora em todo o mundo.

A ciência da Cabalá tornou-se aberta para estudos gerais no início do século XXI. Afinal, ela representa a metodologia de tornar nosso mundo altruísta, perfeito e maravilhoso. Então haverá paz no Oriente Médio e em todo o mundo. E se não, isso não acontecerá lá e em nenhuma parte do mundo, o que apenas levará a um maior perigo de sua aniquilação.

O que está acontecendo hoje no Oriente Médio é, em essência, a concentração, o foco, o pináculo do problema mundial. Se resolvermos este problema, se Israel revelar o método de correção do mundo, ao fazer isso resolveremos os problemas do mundo inteiro, e a paz também reinará no Oriente Médio.

Da Mesa Redonda de Opiniões Independentes. Berlim, 2006