Textos na Categoria 'Convenções'

O Sistema De Ignição Para A Alma Do Mundo

laitman_212No passado, havia carros que exigiam um grande esforço para dar a partida. Você girava a chave, o motor de partida engasgava e depois morria; uma e outra vez até que finalmente dava a partida.

Aqui o indivíduo deve “dar a partida” em si mesmo. Para cada tentativa de acender nossa alma, nós recebemos a luz superior, que age sobre nós e começa gradualmente a ligar a alma, de acordo com a força da luz, em direção à doação.

Inicialmente, a necessidade de se conectar são apenas palavras vazias porque o coração não pode ser forçado. No entanto, tentamos com todas as nossas forças dar a partida nele, cada vez atraindo a luz que reforma com nossos esforços.

Isso leva muito tempo, já que o motor de nossa alma é muito antigo, quebrado e se recusa a ligar. Mas de vez em quando ele começa a mudar um pouco, e já podemos entender que o amor ao próximo sobre o qual os Cabalistas escrevem não é moralidade, mas uma lei da natureza, a lei de toda a criação.

Nós devemos nos unir para entrar no mundo real, para entrar em nossa verdadeira existência. Sem isso, nós existimos em uma ilusão, em um mundo imaginário, como se assistíssemos a um filme que nada tem a ver com a realidade.

Nós aplicamos todos os nossos esforços para despertar nossa alma. Como resultado de um grande número dessas tentativas, nosso motor finalmente dá a partida e começa a girar na direção certa. O combustível entra nele, a luz superior, e ele começa a funcionar.

A Europa é muito semelhante a este motor não ligado. Há muitos grupos lá, novos e antigos, e também indivíduos que não pertencem a nenhum grupo. Precisamos tentar preparar todos para que se voltem na mesma direção, na direção do movimento geral.

Cada grupo que já tem experiência, força, a direção correta, compreensão e, mais importante, sente que está dentro da conexão que abre a entrada para o mundo verdadeiro a partir do estado inconsciente em que estamos agora, como em um nevoeiro.

Precisamos entender que responsabilidade recai sobre cada um que alcançou um estado avançado. Ele deve rebocar todo esse carro quebrado e rangido, que não quer se mover por conta própria. Este será o nosso ataque à conexão. Nós não precisamos esperar pelo Congresso para isso; mesmo antes disso, podemos alcançar a unidade planejada no programa do Criador.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/06/18 “Preparação para a Convenção Mundial na Itália 2018 – Derretendo os Corações em Um”

Pertencer A Um Sistema

laitman_267.02Já estamos começando a sentir que o nosso mundo chegou a um beco sem saída e está em crise. A razão é que a natureza está nos empurrando para uma maior unidade e conexão em um sistema, para a interdependência mútua de todas as pessoas, sociedades e governos.

Nos últimos 50 a 60 anos, a humanidade construiu uma miríade de sistemas internacionais, corporações transcontinentais, que repentina e rapidamente cresceram para abranger o mundo inteiro, elevando-se acima dos governos e fronteiras em suas atividades e interesses.

Mas, ao mesmo tempo, políticos e pessoas estão se tornando cada vez mais egoístas e incapazes de cooperar, não querendo se ver como uma unidade única, um todo. O resultado é que o mundo desce em uma crise muito complexa, que nunca existiu antes.

Por um lado, a natureza, através de sistemas financeiros e manufatureiros, nos coloca em um único sistema, em um mundo integrado. Mas nos recusamos a ser integrados; cada nação sente que é única, independente, e não quer confiar em mais ninguém.

Neste momento entra em erupção uma tremenda crise para a qual nenhuma solução é encontrada. O mundo entra em uma resistência global. Baal HaSulam escreve que não há outra escolha além de perceber que, em tudo, existe apenas o egoísmo humano que é o culpado, mas ainda somos obrigados a alcançar a unidade.

O egoísmo nos impede, mas precisamos nos elevar acima dele, como nos ensina o método da Cabalá. Se usarmos este método, avançaremos. Caso contrário, nos envolveremos em um longo caminho de sofrimento.

Os EUA sentem esta crise muito mais poderosamente do que outros países. É por isso que o objetivo da próxima Convenção de Cabalá em Nova Jersey, que ocorrerá em maio, é permitir que nos sintamos realmente separados por continentes distantes, mas pertencentes a um sistema que está acima da geografia, da história e de diferentes línguas, em outras palavras, pertencentes a um corpo, uma alma.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá de 08/04/18, Preparação para a Convenção Mundial em Nova Jersey 2018

Fotos Da Convenção Mundial De Cabalá De 2018 “Somos Uma Só Família”

A Convenção Mundial de Cabalá de 2018 realizada em Israel foi especial. Essa foi a nossa Convenção mais poderosa e focada de todos os tempos, unindo seus participantes em um desejo por um objetivo. Pela primeira vez todos sentiram que a união é possível! Eu abraço e agradeço a todos! Vamos nos conectar em um coração e no Criador!

   

 

Convenção Mundial De Cabalá – Newark, Nova Jersey, Maio De 2018

laitman_929Pergunta: Qual é a principal razão pela qual uma pessoa deve participar de uma Convenção de Cabalá?

Resposta: Nós estamos em um estado em que a sabedoria da Cabalá está se tornando cada vez mais reconhecida, não como tem sido popularmente mal concebida ao longo da história, como religião, misticismo, magia ou filosofia, para citar algumas, mas como um método substantivo através do qual precisamos melhorar a nós mesmos e ao mundo em todos os seus campos.

A sabedoria da Cabalá explica a estrutura das relações humanas nas escalas pessoal, doméstica, social, nacional e global. Ela aborda a educação de adultos e jovens de acordo com o que é mais importante na vida, como priorizar valores humanos e compromissos, e como planejar a vida pessoal, doméstica e nacional, a fim de produzir uma geração futura harmoniosa.

Em outras palavras, a sabedoria da Cabalá abre um novo e melhorado mapa do mundo, mostrando para onde o mundo está se dirigindo e explicando as leis da natureza: por que e como elas funcionam em nós. Ela não pergunta a ninguém se eles querem ou não saber sobre a sabedoria e a conscientização que ela traz. No entanto, se é importante para nós encontrarmos nosso lugar ideal no mundo e termos uma vida mais feliz e fácil, então é importante para nós pelo menos aprender e experimentar um pouco do que a Cabalá tem a oferecer.

Portanto, eu convido a todos para a Convenção Mundial de Cabalá. Tenho certeza de que todos irão para casa com uma abordagem saudável, racional e prática da vida, tanto em relação à vida pessoal de todos quanto ao mundo em geral. Na vida moderna, que é globalmente interdependente, essa abordagem é muito necessária.

Pergunta: Que sentimentos uma pessoa pode esperar experimentar em uma Convenção de Cabalá?

Resposta: Nós esperamos tornar esta Convenção de Cabalá uma Convenção prática, que dará a seus participantes a capacidade de sentir as forças da natureza agindo sobre nós, assim como aprender como agir e até mesmo gerenciá-las. Ao fazer isso, poderemos administrar nossas vidas, nas escalas individual, social, nacional e até global. Com isso, saberemos o que esperar no futuro próximo, bem como nas gerações futuras. Isso nos ajudará com nossa própria educação, com a educação dos filhos, com tudo, ou seja, eu vou me entender bem com tudo e todos.

Portanto, a participação física na Convenção é muito importante, porque não podemos apreender essas coisas à distância, pela Internet.

Além disso, as pessoas terão a capacidade de fazer perguntas e receber respostas, e haverá muitas pessoas ajudando todos a examinar e esclarecer tudo o que aprendemos e experimentamos. Ficaremos muito felizes em ver participantes de todas as idades e origens, sem limitações, porque a sabedoria da Cabalá pertence a toda a humanidade, todos incluídos, e todos são iguais em relação à sabedoria da Cabala. Ela vem até nós de Adam HaRishon (“o Primeiro Homem”), portanto, é igual para todos.

Convenção Das Mulheres – Momentos De Unidade 14/01/18

Milhares de mulheres em todo Israel que estudam a sabedoria da Cabalá e apoiam a sua divulgação em todo o mundo reuniram-se neste domingo no centro Kabbalah L’Am do Bnei Baruch para um congresso de mulheres. Centenas de mulheres de todo o mundo (de Tóquio e Berlim a Nova York e Almaty) se uniram e se juntaram à transmissão online.

Resultado Do Congresso “Absorvidos No Superior”

laitman_938.04Resultado do congresso: a conclusão de que “Não há outro além do Criador”. Nós temos que decidir esse momento de nossas vidas, estando certos de que Ele é o bom que faz o bem, ou seja, nós O justificamos em todas as Suas ações.

Esta é a primeira condição com a qual a ciência da Cabalá começa, com o artigo “Não há outro além Dele”, e tudo o que precisamos no caminho é estabelecer apenas isso. As únicas coisas que mudam são as condições, nossos estados internos e externos. (Na realidade, há apenas um estado, mas nós percebemos sua divisão em estados internos e externos).

Para começar a viver dentro do princípio “Não há outro além de Ele, o bom que faz o bem”, é preciso trabalhar em um grupo de dez pessoas. Este estado começa a partir do estágio de “embrião” (Ibur) onde eu me anulo em tudo até o princípio “Não há outro além Dele, o bom que faz o bem”.

Isso significa que eu estou aderido ao superior em qualquer circunstância que Ele coloca à minha frente, anulando-me completamente. Dessa forma, eu me torno um embrião espiritual.

Esse é o estado que estamos tentando alcançar, e é por isso que falamos apenas sobre isso durante o Congresso: como realizar esse estado, quais são nossos relacionamentos no grupo, o que cada um deve aos outros, etc., tudo sobre como chegar ao estado “Não há outro além Dele, o bom que faz bem” no nível de um embrião.

Por que demoramos tanto tempo falando sobre algo que poderia ser articulado em meio minuto? A questão é que este estado é realizado não em uma única pessoa, mas nas conexões entre muitos de nós. Enquanto estamos dentro dessa conexão, os problemas começam, porque é aqui que revelamos nossa quebra.

Todo o trabalho em estabelecer o princípio “Não há outro além Dele, o bom que faz o bem” é unir os desejos quebrados, de modo que ele seja realizado entre nós. Ele está entre nós, não em cada um de nós.

Não basta dizer que eu me aderi ao Criador, que acordei de manhã com o pensamento Dele e aceitei tudo o que acontece como vindo Dele. Por enquanto é o suficiente, mas é uma ideia abstrata, não uma ação prática. No entanto, se eu quiser realmente realizar este princípio em seu estado correto, tenho que cumpri-lo no grupo. É disso que trata o trabalho inteiro.

Portanto, é necessário que tenhamos um Congresso para o trabalho mútuo. Não basta ler os artigos sozinhos ou mesmo aprender de cor, porque o principal é fazer isso entre nós. Juntos, nós começamos a extrair cada vez mais informações dos artigos, e cada vez nós os percebemos de novo: cada vez mais profundamente.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/01/18, Lição sobre o Tópico: “O Trabalho em Plenitude, na Entrada de Ibur (Concepção)”

Unificação Sem Limites

laitman_936Pergunta: Quando dizemos que a unificação é acima de todas as coisas, existem limites aqui?

Resposta: Não há e não pode haver limites na unificação, porque, assim que esperamos alcançá-los, novos distúrbios aparecem e devemos voltar a avançar para novos limites. Essa é a subida em 125 graus.

Na unificação que alcançamos, revelamos o Criador, isto é, a força geral que conecta em si mesma duas forças opostas – positiva e negativa, a força da Luz e a força do desejo, mais e menos, escuridão e luz – juntas em harmonia.

E o que acontecerá entre a luz e a sombra? O que irá conectá-las entre si como mais e menos em um curto-circuito num motor ou para algum outro usuário? Esse usuário é o nosso esforço que investimos para conectar harmoniosamente todas os mais e menos, todos os fenômenos naturais positivos e negativos para que eles não pareçam opostos a nós.

Ao tentar conectá-los uns com os outros de tal maneira, nós nos corrigimos. Nós mesmos somos colocados entre forças positivas e negativas, nos conectamos com o Criador e alcançamos adesão com Ele.

O Criador é a harmonia de todas as forças da natureza, incluindo nós, isto é, uma pessoa que cria essa harmonia dentro de si mesma.

Da Convenção em Vilnius, “Do Caos à Harmonia”, Dia 1, 03/11/17, Lição 1

Uma Arte Cabalística

laitman_942Pergunta: Como você pode tocar de forma prática o coração de sua dezena durante um workshop?

Resposta: Essa é uma arte Cabalística: como concordar com os amigos na dezena, criar tal compreensão mútua, relações mútuas e inclusão para que eles vejam o objetivo que queremos alcançar como o mais importante.

Os Congressos são bons porque não estamos distraídos com nada. Eu vim aqui e para mim não há ninguém exceto os amigos com quem estou agora. Não quero pensar em mais nada. Neste momento, quero alcançar a sensação de que estamos nos adicionando na dezena onde vou revelar o Criador.

Nada me impede, exceto eu. E meus amigos agirão como eu. Eu tenho que acreditar que o Criador os controla e os torna as melhores figuras para mim. Ele joga comigo através deles.

Se eu constantemente tento trabalhar em mim mesmo, ajustar-me a eles, adicionar a eles, e juntá-los em um único todo, então, dentro deles, revelarei o Criador entre nós.

Da Convenção em Vilnius, “Do Caos à Harmonia”, Dia 1, 03/11/17, Lição 1

A Raiz Espiritual Da Fofoca

laitman_600.02Pergunta: A fofoca tem uma raiz espiritual?

Resposta: Claro, isso é chamado de Lashon HaRa: má língua.

Isso mata tudo entre os amigos. Se eu falo pelas costas do meu amigo, eu traio o Criador. Eu O engano. Não pode haver mais nada aqui. Afinal, o Criador coloca a dezena com todos os seus problemas diante de mim. Pelas costas de um amigo, só podemos falar sobre como ajudá-lo e nada mais.

Da Convenção em Vilnius, “Do Caos à Harmonia”, Dia 1, 03/11/17, Lição 1

Não Há Nada De Mau Na Natureza

laitman_232.08.jpgPergunta: Se eu vejo uma propriedade negativa em um amigo, eu tenho que complementá-la. O que isso significa?

Resposta: A lei da natureza é tal que não há nada de errado com isso. E não há nada de mau no homem, nem em nenhum de nós! O “mau” veio da nossa quebra e então você tem sua quarta parte, em outra metade, e em mim uma terceira, etc.

Se reunirmos essas propriedades, elas formam uma propriedade de plenitude que consiste em um mais e um menos. Na verdade, quando a lama quebrou, as propriedades negativas foram formadas, e mesmo as positivas parecem negativas porque não há nada que possa complementá-las.

A sabedoria da correção é corrigir a separação e a distância entre nós. Nós precisamos fazer o nosso cérebro trabalhar nessa direção: não há nem mau nem bom. Separação e distância entre nós são más. Portanto, nós vemos propriedades quebradas, que sempre nos parecem negativas.

Se não há nada para se opor a uma propriedade quebrada, não importa o quão positivo for, parecerá negativa.

Da Convenção em Vilnius “Do Caos à Harmonia”, Dia 1, 11/03/17, Lição 1