Textos na Categoria 'Cabalá para a Nação'

Uma Enxurrada De Perguntas Sobre A Sabedoria Da Cabalá

laitman_281_02Pergunta: A sabedoria da Cabalá é uma sabedoria secreta ou um estudo prático?

Resposta: A sabedoria da Cabalá é um estudo prático. É um segredo para quem não está envolvido nela e revelada para aqueles que se dedicam a ela.

Pergunta: Por que uma pessoa precisa da sabedoria da Cabalá?

Resposta: Se a pessoa acredita que não precisa disso, é sinal de que ela não precisa disso, ou vice-versa. Também pode haver uma terceira opção. Descubra e você vai descobrir o que é, e vai entender se precisa ou não.

Pergunta: Um círculo de discussão é a nova forma de estudar?

Resposta: Um círculo é a forma mais antiga de estudar para aqueles que desejam se parecer com o Criador. Abraão usou-o em seus dias, quando ensinou seus seguidores. Esta é a razão desta ser a única forma da sabedoria da Cabalá ser alcançada e estudada.

Pergunta: Quantos mundos existem?

Resposta: Há um número infinito de mundos! Cada estado espiritual é chamado um mundo.

Pergunta: O que é a escada de desejos?

Resposta: Nossos desejos crescem continuamente, e nós devemos organizá-los como uma escada que podemos apenas subir e assim sentir que podemos ascender.

De Kab TV “Conversas com Michael Laitman” 13/05/15

Quem É O Culpado Pelo Tumulto Árabe?

Pergunta: Hoje, os árabes israelenses, em certa medida, sentem que eles são cidadãos de segunda classe. Como, exatamente, a união entre todos os cidadãos judeus de Israel e as relações corretas entre eles, ajudarão os árabes a livrarem-se da sensação de estar sendo molestados?

Resposta: No final de”Introdução ao Livro do Zohar”, Baal HaSulam escreve que se o povo de Israel unir- se corretamente com base na garantia mútua, em conformidade com o “não faça aos outros o que você odeia para si mesmo”, e “ama o teu próximo como a ti mesmo”, então a força da unidade transbordará a partir deles, a água de um reservatório cheio, e vai espalhar-se para todas as nações do mundo. Eles sentirão donde a força da perfeição vem e juntar-se-ão ao povo de Israel.

Temos que entender que isto diz respeito à única influência viável de uma parte do sistema sobre a outra, e o impacto do povo de Israel sobre as nações do mundo, como resultado de que eles deixarão de considerar-se como nações “de segunda classe”. [Leia mais →]

Saia Da Caixa Preta E Entre No Mundo Espiritual

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que é a força de doação?

Resposta: Nós não sabemos o que ela é no nosso mundo. Todo o meu “eu” é o ego ou a força de recepção. Eu não sei o que é “doar”, e não sei o que significa o “próximo”. Só consigo sentir meu próximo fazendo coisas boas ou más para mim; posso expressar minha solidariedade para com ele, mas não sinto nada fora de mim.

Em outras palavras, eu represento certa caixa preta, e só vivo através das coisas que entram nela e isso cria uma impressão em mim.

Eu não sei o que está acontecendo ao meu redor. Só conheço as impressões que as coisas ao meu redor criam em mim. Eis porque dizemos que nós experimentamos toda a percepção da realidade dentro de nós.

Eu não sou capaz de sair de mim mesmo e sentir o que está acontecendo ao meu redor, como se os meus sentidos estivessem a quilômetros de mim. Eu acho que estou vendo alguma coisa a um quilômetro de distância, mas isso não é verdade. Minha imaginação pinta tudo para mim.

A propriedade que me ajuda a sentir as coisas fora de mim (se elas existem ou não) é chamada de propriedade de doação. Nós não temos sequer o menor grau dela.

No entanto, quando começamos a trabalhar na doação mútua no grupo, de acordo com o princípio do “ama o teu próximo como a ti mesmo”, começamos a adquirir certa necessidade de obter a propriedade de doação.

Só depois disso eu começo a ler, digamos, O Livro do Zohar, juntamente com o grupo. Através disso, nós evocamos a influência da força de doação sobre nós.

Coming-Out-Into-The-Spiritual-World-From-A-Black-Box

Até agora, eu não sei o que é a doação, mas os Cabalistas me dizem que é uma força maravilhosa.

Visto que este livro fala de fenômenos que acontecem fora de você, você precisa lê-lo juntamente com o grupo e, se você realmente deseja obter a propriedade de doação e estar conectado com seus amigos acima do seu ego, então a Luz que Reforma, a força contida na Torá, virá durante a leitura do Zohar, e você vai começar a adquirir a propriedade de doação contra seu ego.

Como está escrito, “Eu criei a inclinação ao mal; Eu criei para isso a Torá como tempero, pois a Luz nela reforma”.

Quando você adquirir a propriedade de doação, você começará a perceber as coisas fora de você, ou seja, o mundo superior. A saída para o mundo espiritual tem níveis. Você será capaz de alcançar o infinito conforme a sua entrada no mundo espiritual.

De uma Palestra no Centro de Estudos, Cabalá para a Nação, “Percepção da Realidade” 23/11/2010

Pecar Para Subir À Luz

Dr. Michael LaitmanPergunta: Na sua estante você tem um disco chamado “A Torre de Babel, o Último Nível”. Você quer dizer que este é o último nível antes da Fonte da Luz?

Resposta: O último nível da Torre de Babel é o maior ego que existe em nós. E você deve alcançá-lo para subir ao mundo do Infinito, porque você só pode subir lá com um grande ego.

Pergunta: Mas o modelo da Torre de Babel é o modelo do pecado. Como você usa o pecado humano para chegar à maior Luz?

Resposta: Isso pode ser feito porque eles estão conectados. Quando você alcança os maiores pecados, você merece a maior Luz.

Pergunta: Então eu preciso pecar para chegar à maior Luz?

Resposta: Isso mesmo.

Pergunta: Então, você está forçando as pessoas a pecar?

Resposta: No momento, eu existo num pequeno ponto deste mundo e quero atingir um grau mais elevado. Mas eu sou incapaz de fazer qualquer coisa com o ego que tenho agora, porque o meu ego é pequeno, há apenas o suficiente para usar neste mundo. É por isso que eu preciso revelar um grande ego, digamos -100 kg (o sinal de menos está lá para mostrar que isso se refere ao ego). Então eu o corrijo em 100 kg de doação, e desta forma alcanço o estado de correção.

Sin in Order to Rise Towards the Light

Num grau mais elevado, eu terei uma tonelada de ego, que irei corrigir numa tonelada de doação.

E isso vai continuar para sempre: um contra o outro. Você peca, corrige-o, e chegar à Luz. Mais uma vez você entra no ego, corrige-o, e novamente você atinge a Luz. É assim que a pessoa avança no mundo espiritual.

Você deve revelar o seu ego, porque ego é o material onde o mundo espiritual se revela sob a condição de que você o corrige da recepção à doação. Está escrito que: “Não há homem justo no mundo, que tenha feito boas ações sem ter pecado”. É por isso que nós precisamos da revelação do ego.

Mas nós nunca trabalhamos para revelar um grande ego, mal, em nós; pelo contrário, nós aspiramos pela propriedade de amor e doação acima, apesar do nosso egoísmo. Mas quando conseguimos isso e adquirimos a propriedade de doação, o egoísmo cresce imediatamente, por isso vamos subir sobre ele mais uma vez. Desta forma, nós avançamos sobre duas pernas, a linha direita, doação, e a linha de esquerda, recepção.

Da Palestra Cabalá para a Nação, 23/11/10

Inicie Seu “Acelerador Interno”

Dr. Michael LaitmanQual é o propósito da criação? Para que estamos vivendo? Qual é o propósito da vida na terra? A humanidade estava interessada nestas questões em todas as épocas, mas isso preocupa especialmente a nossa geração, e mesmo que muitas vezes possamos ouvir sobre diferentes formas de existência de vida no universo, na realidade, vemos que estamos sozinhos.

Nós estamos sozinhos em todo esse enorme sistema do universo, e não entendemos nada que existimos na Terra em condições especiais, que tornaram possível a vida, e isso é uma coisa muito complicada.

Só para originar a forma material de vida se requer um conjunto de forças e a formação de condições que permitam a sua criação, sem mencionar o estado que será a origem do desenvolvimento da vida no mundo espiritual.

Todas estas coisas sempre têm surpreendido as grandes mentes humanas em todas as gerações. Como e por que é isso aconteceu? Qual é a necessidade na natureza ou da força superior que criou tudo nesta forma exata?

Além disso, se não fosse pelos Cabalistas que realmente revelaram o mundo espiritual e alcançaram o exato ponto onde se originou a vida, nós não saberíamos nada.

Nós sabemos que os físicos que testaram o acelerador de partículas na Suíça queriam atingir o ponto de origem do chamado “Big Bang”. Em outras palavras, eles estavam tentando simular a centelha de luz que explodiu neste mundo e trouxe com ela toda a matéria que se formou neste mundo seguindo essa explosão.

No entanto, os Cabalistas já ultrapassaram os limites do nosso mundo em suas realizações e completaram toda a viagem desde o início da criação do mundo espiritual até sua correção final, e nos disseram tudo o que aconteceu lá. Nós podemos descobrir isso a partir da Árvore da Vida do Ari.

Os Cabalistas que atingiram o mundo espiritual nos dizem que a força superior que fez e criou toda a realidade operou com base em um programa e uma decisão, e que tudo isso é chamado de “pensamento da criação”.

Eles nos explicam que há um Atzmuto (a essência do Criador), do qual não falamos porque não podemos alcançá-Lo. Nós só alcançamos as ações que vêm Dele. Elas são chamadas de “pensamento da criação”, um pensamento ou programa. Este programa passa por nós e se manifesta constantemente em nós já que somos o produto de sua ação.

Por um lado, os Cabalistas nos dizem que este programa é diretamente realizado por nós. No entanto, por outro lado, nós somos apenas partes reguladas por ele, mas também podemos vir a compreendê-lo, senti-lo, juntar-nos a ele e mesmo participar dele, desde que essa força inatingível por nós queira nos tornar seus parceiros.

É por isso que você lança o seu “acelerador interior”, que leva você diretamente ao início do universo, e você volta ao mundo espiritual através do início do universo e eleva-se do mais baixo mundo espiritual de Assiya até os mundos de Beria, Yetzira, Atzilut, Adam Kadmon e o mundo do Infinito. Além disso, quando você entra em sintonia com o mundo do Infinito, você adquire a realização infinita, percepção e entendimento fora do tempo e espaço.

Nós só seremos capazes de alcançar isto nos unindo como um homem com um desejo.

Da Palestra, “Cabalá para a Nação”, 16/11/10

A Escuridão Brilhará Como A Luz

Dr. Michael LaitmanPergunta: O Criador é chamado de Bore (“venha e veja”). O que significa “venha e veja”? O que Ele quer que vejamos?

Resposta: Quando eu era estudante, eu também perguntei ao Rabash, “O que uma pessoa vê quando alcança o mundo espiritual?” Ele respondeu que se alguém tivesse que reunir todo o prazer que a humanidade tem experimentado ao longo da sua existência em um enorme prazer, este seria apenas um pequeno brilho — isto é, uma pequena faísca — em comparação com o prazer que existe no primeiro grau espiritual.

Imagine que você está se divertindo como toda a humanidade em todas as gerações! Isso seria um tipo de prazer que nós não seríamos capazes de sequer manter! Isto é porque, quando alcançamos o mundo espiritual, nosso desejo adquire uma intenção para doar e nós somos capazes de segurar o prazer que é um bilhão de vezes maior do que o prazer deste mundo.

De onde vem este prazer? A fim de transmitir minhas sensações, eu não fui capaz de encontrar uma palavra melhor do que “harmonia” ou “equilíbrio” ou “uma união de propriedades e processos opostos”. Isso nos dá a sensação de perfeição, o maior prazer.

Está escrito que “não há alegria maior do que a resolução das dúvidas”. Isto é exatamente o que sentimos. Todas as coisas que são consideradas opostas em nosso mundo começam a se conectar e se completar uma na outra no mundo espiritual, porque uma não pode existir sem a outra, como a escuridão e a luz.

Desta forma, o desejo de receber prazer e a Luz começam a se completar e trabalhar em conjunto através da tela.

Como está escrito, “até a escuridão não ocultará [nada] de Você, e a noite vai iluminar como dia; pois como é a escuridão assim é a luz”. Antes da entrada para o mundo espiritual, nós sentimos uma grande escuridão que, de repente, começa a brilhar como a luz, e esta é a primeira sensação mínima que vem de encontrá-la.

No entanto, aos poucos, vamos ver como todos os problemas e sofrimentos, falhas e erros, de repente começam a nos trazer satisfação e compreensão de sua necessidade e finalidade.

Trecho da palestra “Cabalá para a Nação”, 21/11/10

A Hora De Agir Como Um Homem Com Um Coração

Israel está em guerra. Nunca houve tal guerra antes. Pela primeira vez, os foguetes dos que odeiam Israel quase cobriram todo o nosso país. Hoje, no campo de batalha estão cinco milhões de israelenses. Anteriormente, Israel estava dividido em zonas climáticas; mas hoje, minutos e segundos foram adicionados a esta divisão. É o tempo alocado para nós e para nossos filhos se esconderem dos mísseis.

Nós estamos lutando e vamos lutar até ganhar, mas não é esse o motivo. O ódio motiva o nosso inimigo: como podemos superá-lo? Nós lhes fornecemos alimentos, eletricidade, tratamos os feridos e trocamos o corpo de nossos soldados por centenas de terroristas vivos. Nós concordamos com um cessar-fogo “humanitário”. E o que recebemos em troca? Só ódio e raiva.

E se fosse apenas nossos vizinhos. E os inimigos internos? Motins em Jerusalém, assim como as manifestações na Judéia e Samaria na semana passada, são exemplos vivos.

Como o mundo reage ao que está acontecendo? Brasil e Equador estão retirando seus embaixadores. Manifestações anti-Israel estão ocorrendo na Alemanha, França, Inglaterra, Itália e outros países. Eles exigem com unanimidade que saiamos de Gaza. Em outras palavras, eles querem que nós não interfiramos com o Hamas que está cavando túneis e disparando foguetes contra nós.

O mundo inteiro, sem dizer uma palavra, está unido contra nós, e nós: “Onde está a nossa unidade?”

Quando mísseis estão caindo sobre Tel Aviv, alguns de nosso povo saem às ruas com manifestações contra o nosso combate com o Hamas. Quando manifestantes em Paris queimam lojas de judeus franceses, judeus americanos protestam em Manhattan com sinais “Boicotem o Apartheid Israelense”.

 

A HISTÓRIA SE REPETE

A história se repete de uma forma horrível. Aqueles que odeiam os judeus estão unidos entre si, e os judeus são passivos, ou, pelo contrário, mostram exemplos de indiferença autodestrutiva.

Antes da aproximação do Holocausto, o eminente Cabalista do século XX, Baal HaSulam, pediu, até mesmo implorou, que o povo judeu se unisse, mas ninguém o ouvia. Eis o que ele escreveu no editorial da primeira e, ao mesmo tempo, última edição do Hauma (A Nação) publicada em 5 de junho de 1940:

Se não esperamos por um milagre, torna-se claro que a nossa existência, tanto individualmente e como uma nação, está oscilando na balança da vida e da morte.

Se perdermos tempo e não nos elevarmos juntos como um só homem, a fim de aplicar um tremendo esforço necessário na hora do perigo, salvando para nós mesmos a parte restante de Israel, então os eventos que estão acontecendo agora vão se tornar desenfreados, visto que a situação se desenrola de acordo com a vontade de nossos inimigos, que pretendem nos limpar da face da Terra.

Também está claro que os enormes esforços no caminho, que está diante de nós e que contém obstáculos abundantes, vão exigir uma unidade firme e inquebrantável como aço de todas as partes do nosso povo, sem exceção.


COMO SE UNIR

Infelizmente, poucas pessoas sabem que a Cabalá é essencialmente um método de unidade. Ao longo da história, os Cabalistas uniram as pessoas, mas havia sempre forças externas e, mais frequentemente, forças internas que impediam isso. Quando a ideia de unidade prevaleceu entre a nação, ela ganhou, e quando a nação estava dilacerada por contradições internas, seus inimigos a derrotaram.

Hoje, os Cabalistas estão novamente se esforçando para unir o povo de Israel, e a melhor oportunidade de experimentar o verdadeiro poder da unidade está nos círculos de discussão que são realizados em todo o país.

Com a ajuda do método cabalístico de unidade, é possível superar qualquer barreira: mentalidade, origem, idade, opiniões políticas ou qualquer outra. Esforços comuns podem superar a rejeição, desentendimento e mal-entendidos. Nós somos todos diferentes, mas podemos nos tornar “como um homem com um coração!”

 

O nosso site: http://www.kabbalah.info/pt

Nosso telefone:  1-700-509-209 [Israel]

Para Sim e Não – Canal 66 [Israel]

De domingo a segunda-feira –  18:00-20:00: relatórios especiais dedicados à operação “Rocha Indestrutível”

Aulas Gravadas: Congresso Latino Americano de Cabalá, “Celebrando a Vida” 2012

 

 
Olá, amigos!
Estamos felizes em informá-los que as aulas do Congresso Latino Americano de
Cabalá, “Celebrando a Vida” já estão disponíveis para download.
O Congresso ocorreu de 4 a 6 de
maio de 2012, em Águas de Lindóia, São Paulo, com a participação do Cabalista
Rav Michael Laitman. Caso você não pôde ir e deseja assistir a elas, basta salva-las
para poder assistir no seu computador através dos seguintes links:

Dia 4 de maio 2012:

Aula 1:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_o_rav_2012-05-04_lesson_congress_n1.wmv
Workshop 1 (espanhol):
http://files.kabbalahmedia.info/video/spa_t_norav_2012-05-04_program_congress_sadna-1.wmv

Dia 5 de maio de 2012:
Aula 2:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-05_lesson_congress_n2.wmv
Workshop 2:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-05_program_congress_sadna-2.wmv
Aula 3:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-05_lesson_congress_n3.wmv
Workshop 3:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-05_program_congress_sadna-3.wmv
Aula 4:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-05_lesson_congress_n4.wmv


Dia 6 de maio de 2012:
Workshop 4:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-06_program_congress_sadna-4.wmv
Aula 5:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-06_lesson_congress_n5.wmv
Workshop 5:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-06_program_congress_sadna-5.wmv
Workshop 6:
http://files.kabbalahmedia.info/video/por_t_rav_2012-05-06_program_congress_sadna-6.wmv

O Desenvolvimento Pode Acontecer Sem Destruição?

Dr. Michael LaitmanPergunta: As novas tendências fazem parecer que as nações do mundo terão que se desintegrar desde dentro, a fim de serem construídas de novo…

Resposta: O mundo inteiro tem que ser destruído, mas a destruição pode acontecer no nível físico ou no nível da compreensão e realização. Ou nós teremos que destruir completamente a nós mesmos no sentido físico, a fim de compreender que também devemos destruir o nosso espírito egoísta, ou podemos contornar o componente físico do colapso e imediatamente começar a trabalhar em sua realização espiritual, a fim de corrigir a situação.

De uma forma ou outra, você tem que chegar à quebra, à destruição interior. E é possível que para alcançá-la, você também precise do colapso externo.

Por exemplo, hoje em Israel nós estamos tentando adicionar a nossa mensagem à onda do protesto social sobre a necessidade de união e construção de uma sociedade integral. A questão é: Quão eficazes são os nossos esforços? Talvez certa quantidade de sofrimento também seja necessário aqui para as pessoas entenderem que esta é a única coisa que falta na realidade, e a única maneira de conseguir uma distribuição justa dos recursos.

As pessoas realmente querem justiça social, mas como ela pode ser alcançada? Isso não pode ser feito através da imposição de qualquer coisa que você gosta, mas que os outros não gostam. A justiça social deve envolver todos, toda a sociedade. Mas é realmente possível realizar isso sem antes atingir a garantia mútua?

Seria bom se as pessoas percebessem isso. Caso contrário, problemas serão necessários. Não há outras alternativas: ou o caminho do bem, ou o caminho do sofrimento. Se não formos bem sucedidos no caminho do bem, então o segundo caminho terá que se juntar. Isso é o que acontecerá em todas as áreas de nossas vidas.

No entanto, quanto mais pudermos influenciar o ambiente, mais chances existem de que não tenhamos que passar por guerras reais, as quais o mundo pode escorregar no caso de uma reviravolta ruim dos eventos, como o Baal HaSulam escreve.

Da 5ª parte da Lição Diária da Cabalá 18/08/11, “A Nação”

Não Tenha Medo Do Seu Medo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Qual é a atitude certa que eu devo ter em relação ao medo que experimento agora quando saio para falar com as pessoas sobre a Cabalá?

Resposta: Este medo não desaparece até o fim da correção. Se você ler os Salmos, você vai se surpreender ao descobrir que até mesmo o rei Davi, que estava no mais alto nível espiritual, sentiu medo. Obviamente, não é o mesmo tipo de medo que sentimos, mas o medo de ser ou não capaz de doar, de realizar ou não a ação corretamente. A pessoa tem dúvidas constantes sobre isso.

Cada grau espiritual começa com esses medos e dúvidas. E a mesma coisa serve para nós: tudo começa com medo, repulsa, aversão e apreensão. Isso é Malchut, que revela a falta de tudo dentro dela. Este é o grau da entrada no estado da doação em prol da doação, Bina, Hafetz Hesed.

O estado da doação em prol da doação não é o estado de um herói destemido. Por enquanto a pessoa está apenas se elevando acima do seu ego, acima de tudo, dos medos, e ela só pode doar em prol da doação. E só é possível elevar-se até esse nível de doação a partir do medo e da apreensão, da sensação de que você não tem nada – nenhuma força ou compreensão, mas isso não importa!

O mais importante é elevar-se acima de todos estes medos e aderir-se ao superior, atingindo-se assim a mínima adesão inicial, chamada de estado de “embrião”, três dias da absorção da semente (esperma), acima de todos estas desagradáveis sensações.

Este é o estado de crise, separação e fraqueza que é, na verdade, pior que a morte. Afinal, a morte forneceria algum tipo de fuga, mas aqui não há escapatória. Tudo o que você pode fazer é saltar para cima! Este não é um estado simples.

Da 5ª parte da Lição Diária de Cabalá 16/08/11, “A Nação”