Textos na Categoria 'Cabalá para a Nação'

Resistência À Sabedoria Da Cabalá, Parte 3

laitman_234Do livro Coleção de Leis, “Bênçãos para Odores e Bênçãos para a Gratidão”, Lei 4: Agora devemos abordar o verdadeiro homem justo desta geração, para que ele descubra para nós o que a é fé para a época atual, pois a fé deve ser aprendida de novo todos os dias.

Assim, o principal fortalecimento do princípio do mal em cada geração é o de esconder, e esconder exatamente o verdadeiro homem justo de nosso tempo. Como vemos com nossos próprios olhos que o principal desacordo é sobre o homem justo dessa geração e, depois de muito tempo, o reconhecerão e o chamarão de homem justo, mas não concordarão com a justiça da próxima geração.

Em cada geração há disputas sobre o Cabalista que vive e trabalha neste tempo. Eles o odeiam, lutam com ele e não podem concordar com ele. Essa é a natureza.

Na verdade, o mesmo acontece em todos os estados pessoais. Quando subimos os degraus espirituais, podemos concordar com os degraus que já atravessamos, mas somos contra o estado atual e temos muitas objeções.

Somente depois que o estado foi passado por meio de luta, das linhas direita, esquerda e média, por meio de altos e baixos, e esclarecimentos, como resultado de tudo isso, podemos concordar com o passado, que já está incluído na correção.

Portanto, as objeções à Cabalá são bastante compreensíveis. Nós precisamos considerá-las como parte integrante do processo de desenvolvimento que vem da natureza. Ainda sentiremos o confronto face-a-face com as linhas direita e esquerda, o poder de doação e o poder de recepção – as duas forças que atuam na natureza.

Portanto, não se preocupem muito com os adversários da Cabalá. Nós estamos no campo de batalha de duas forças. E, de fato, isso não é uma luta, como parece, mas uma forma de comunicação e correção. Dessa forma, podemos estudar essas duas forças – quando uma se baseia na outra.

Mas em todos os momentos, um Cabalista que vive nesta geração não tem chance de ser reconhecido por seus contemporâneos e entendido pelas pessoas. Como é possível compreendê-lo se ele pertence à mesma geração? Todos estão em um nível tal que são incapazes disso.

Porém, depois de um tempo, há um amolecimento. Gradualmente, alguns começam a entender os Cabalistas da última geração e há alguns que estão envolvidos no trabalho espiritual, mas ainda não conseguem entender seus seguidores.

É por isso que mesmo o Ari não foi aceito imediatamente por todos os Cabalistas de sua geração. A renovação que todo Cabalista traz ao mundo em seu tempo não é necessariamente revelada em outras almas. É por isso que é difícil para elas concordarem com ele.

Cada geração revela uma nova camada de genes informativos (Reshimot), e há almas nesta camada que estão mais desenvolvidas e já estão prontas para correção. Portanto, essas pessoas vão até o fim. E há aquelas que ainda estão na fronteira e podem esperar.

Elas dizem que a Cabalá é o ensino certo, mas não para elas, e talvez nem concordem com ela. Isto é, elas sentem alguma relação com a Cabalá e, ao mesmo tempo, a separação e o ódio aparecem. Elas começam a protestar contra a Cabalá.

As pessoas que começaram a estudar e depois abandonaram também se tornaram oponentes da Cabalá porque precisam se justificar. Suas Reshimot ainda não amadureceram. E se uma pessoa não corrigiu seu desejo de desfrutar, ela deve se justificar sobre por que deixou o processo de correção.

Em todas as épocas, o desejo egoísta quer que sintamos que existimos, isto é, que estamos certos. Portanto, suas críticas à Cabalá são inevitáveis. Houve muitos desses casos em nosso tempo e no passado.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 24/09/17, Lição sobre o Tópico: “A Resistência à Cabalá”

Gerações X, Y E Z, Parte 1

laitman_269Pergunta: As gerações vêm e substituem umas às outras, enquanto cada uma traz sua própria abordagem distinta, relação com a realidade e percepção da vida. E especialmente hoje em nosso mundo em rápida transformação, torna-se notável como a própria pessoa está mudando.

Todos os anos há um novo tipo de pessoas com novos objetivos e estilo de vida. A geração de “baby boomers” é a que nasceu após a Segunda Guerra Mundial, que tem agora 50-70 anos de idade. Depois vem a geração daqueles que hoje estão com 40-50 anos de idade, chamada “geração X”.

A “Geração Y”, dos que têm 20 a 40 anos de idade, e a “Geração Z”, dos que têm entre 10 e 20 anos, e a última geração, para a qual não restam letras do alfabeto, provavelmente retornará ao início do alfabeto e se tornará a “geração A”.

Cada geração foi formada sob a influência de certos eventos que alteraram qualitativamente sua natureza: causas sociais, guerras, crises econômicas e avanços tecnológicos. Você sente uma diferença qualitativa entre as gerações e o que é?

Resposta: A Cabalá não estuda tais diferenças entre gerações e não as leva em conta. Ela explica à pessoa a realidade, sua percepção e ensina-lhe a compreender o mundo verdadeiro que está fora do homem. Ela começa a entender onde está e o que acontece conosco antes do nascimento e depois da morte em dimensões que estão acima do tempo e espaço.

Mas a Cabalá não investiga as gerações X, Y ou Z; afinal, ela fala do egoísmo de uma pessoa, que, embora varie de geração em geração, não o faz qualitativamente. A Cabalá está empenhada em mudar a natureza do homem e, portanto, é indiferente a qual geração ele pertence. Se ele veio estudar aos 20, 40 ou 60 anos de idade, sua forma original de percepção não importa porque a Cabalá muda sua percepção e abordagem da vida.

A Cabalá é projetada para dar à pessoa a orientação certa, a visão correta da realidade – a visão única, clara, eterna e imutável de geração em geração. Hoje ela é igual que há 6.000 anos. Esse é o mesmo método em que não há nada a mudar.

O homem muda com o curso da história em suas propriedades materiais e animais. Mas A Cabalá não as leva em conta porque sua tarefa é desenvolver o humano nele, uma nova individualidade que é maior do que todas as gerações X, Y ou Z.

Pergunta: Por que o livro Bereshit fala sobre dez gerações de Adão a Noé?

Resposta: Dez gerações de Adão a Noé são estágios no desenvolvimento da estrutura espiritual criada pelo homem acima de seu egoísmo. Uma pessoa envolvida em sua correção interna, construindo uma alma, passa certos níveis de desenvolvimento, chamada transição de geração à geração. Mas nós estamos falando do progresso espiritual.

Deste ponto de vista, as gerações são diferentes na medida em que despertam a pessoa para a busca do desenvolvimento espiritual. Por exemplo, a geração da antiga Babilônia era bastante desenvolvida nesse sentido e, portanto, deu origem a toda a humanidade, a toda a civilização humana.

Após o surgimento da crise, um grupo saiu da Babilônia, mais tarde chamado de povo de Israel, que estava apenas elevando-se acima de toda a vida corpórea. Nesse caso, condições externas e materiais despertaram a demanda, a necessidade de elevação espiritual.

De KabTV “Nova Vida” 18/04/17

As Leis Do Espaço Espiritual

laitman_222_0Pergunta: As leis universais da sabedoria da Cabalá são aplicáveis em nossa esfera terrena ou elas operam apenas no universo espiritual?

Resposta: As leis que a Cabalá nos fala operam apenas na esfera espiritual. Seu impacto em nosso mundo é absoluto, mas apenas através das Sefirot superiores.

Se começarmos a cumprir as leis do espaço espiritual, iremos simultaneamente influenciar as leis do nosso mundo.

Da Lição de Cabalá em Russo 22/01/17

A Sabedoria Da Cabalá É Nova Ou Eterna?

laitman_265Pergunta: Por que a sabedoria da Cabalá não é atualizada, mais moderna? Afinal, tudo mudou.

Resposta: As leis que foram feitas por pessoas, tais como leis sociais, legais e outras mudam porque as pessoas não sabem que regras devem estar no sistema nas relações entre as pessoas. Essas leis estão ocultas das pessoas.

Portanto, as leis prosperam na sociedade humana. Não há praticamente nenhuma utilidade nisso porque as pessoas não sabem quais devem ser as verdadeiras relações entre si, de modo que continuam cometendo erros e continuam tentando corrigi-los. É um trabalho constante sem fim até que as pessoas ficam desapontadas com suas tentativas e substituirão esse sistema pela sabedoria da Cabalá.

As leis da natureza que descobrimos não mudam. Os cientistas descobrem apenas o que há na natureza e descrevem essa regularidade, mas não se envolvem nas leis atuais. Alcançar as leis da natureza depende do nosso desenvolvimento. Quando uma pessoa começa a revelar um sistema adicional de conexões na natureza de acordo com a sabedoria da Cabalá, ela começa a ver muitos novos padrões de conexões e leis mútuas. No futuro, veremos como isso é relevante.

Baal HaSulam diz em seu artigo, “A Liberdade”, que, como a natureza determinou que devemos viver em uma sociedade, somos obrigados a cumprir todas as suas leis. Caso contrário, a natureza vai exigir isso de nós, independentemente de sabermos ou não o significado de suas leis. A lei das regras de coexistência humana é uma das leis básicas da natureza e somos obrigadas a mantê-la com muito cuidado, ignorando totalmente a nossa compreensão.

O significado da lei é desenvolver em nós o reconhecimento de que o amor-próprio é ruim e que o amor ao próximo é bom.

Da Lição de Cabalá em Russo 02/10/16

Meus Pensamentos No Twitter, 15/02/17

twitter

Como @ realDonaldTrump pode tweetar seu caminho para a estabilidade americana @ HuffPostPol http://bit.ly/huffposttrumptwitter…

amerStabHuff

Resolver problemas de outras pessoas às suas próprias custas é um erro. Ajudar significa treinar e equipar #nations sem mudar suas maneiras.

A lavagem cerebral de nossa sociedade egocêntrica deu origem às massas de pessoas que se consideram infalíveis. (Um observador).

Como Trump Pode Tweetas Seu Caminho Para A Estabilidade Americana

TrumpTweetsdone

A Campanha Democrata Pode Nos colocar Em Perigo

DemsHaarets

El Huffington Post @ElHuffPost

huffingtonSpan

Do Twitter, 15/02/17

Afastar-se Da Fonte De Bondade

 Pergunta: A sabedoria da Cabalá é uma ciência sobre o recebimento do prazer superior, mas você diz que a verdade é alcançada através do sofrimento. Como isso pode ser verdade? Será que estamos destinados a sofrer?

Resposta: Ninguém está destinado a sofrer. Pelo contrário, a sabedoria da Cabalá é uma ciência com a qual alcançamos a força superior, da qual se deriva só a bondade. Mas, para sentir o bem, é preciso primeiro experimentar a sensação oposta. Nós não precisamos mergulhar no sofrimento para fazer isso. Apenas compreender sua origem é o suficiente para nós. Essa é uma enorme diferença.

Eu sofro por estar longe da origem da bondade, e esta só é alcançada dentro dele. Na sabedoria da Cabalá, o sofrimento não é sentido como é sentido no mundo físico, como a falta de realização. Em vez disso, é a falta da possibilidade de doar, como uma vaca sofre quando quer amamentar um bezerro, quando está estourando com abundância de leite.

Da Lição de Cabalá em Russo 15/05/16

Como Podemos Sentir O Mundo Superior?

Laitman_109Pergunta: Como vou saber que transcendi a um nível superior de existência?

Resposta: Você vai ver e entende-lo por aquilo que você experimenta, porque vai transcender para um estado que não é limitado pelo seu corpo físico, mente ou sentimentos corporais. Você vai começar a perceber tudo não dentro de você, mas na massa geral a que você está totalmente interconectado e na qual todas as pessoas no planeta adquirem o atributo único de um único ser humano.

Nós temos que experimentar o estado superior ao estudar a sabedoria da Cabalá, a fim de realmente sentir e entende-lo; a sabedoria da Cabalá é um método científico prático. Assim como você aprendeu em sua infância a perceber esse mundo, a estar nele, senti-lo, esclarecê-lo e responder a diferentes situações, você também vai aprender de uma maneira muito mais profunda como percebemos o mundo superior.

Você nasceu com sentidos corporais, mas tem que criar os sentidos espirituais por si mesmo através de sua conexão com os outros. Esse método não é criado e realizado automaticamente numa pessoa.

Todos têm que descobri-lo dentro de si. Mesmo que um dos alunos se recuse a fazê-lo agora, ele ainda vai ter que voltar mais tarde para terminar “seu jogo”. Não pode ser de outra maneira, porque estamos em desenvolvimento. Os níveis inanimado, vegetal e animal da natureza são as fases da evolução que atravessamos, e agora nós estamos enfrentando a próxima fase, o nível humano, no qual existiremos numa forma geral, coletiva, inclusiva e integral do homem.

Do Programa de Rádio “O Eco de Moscou”, 25/11/15

A Cabalá Não Está Envolvida Com Prever O Futuro

laitman_219_01Pergunta: Como será o futuro da humanidade a partir da observação do mundo espiritual?

Resposta: Eu não posso dizer. A pessoa só pode invejar pessoas como Wolf Messing que foram capazes de prever o futuro e falar sobre estados futuros do homem e da humanidade, mas elas fazem isso apenas no nível corpóreo (bestial).

A sabedoria da Cabalá também permite que você faça isso, mas os Cabalistas não usam isso.

Mas o que a Cabalá realmente possibilita é a capacidade de gerenciar o futuro, para levá-lo a um estado melhor. Portanto, eu não posso prever isso, eu não sei isso. Só posso dizer aproximadamente que estados nos esperam, mas o que eles realmente vão ser depende apenas de nós seres humanos.

A sabedoria da Cabalá não está envolvida com prever o futuro, mas na melhoria da situação geral da humanidade. Assim, agora é que ela está sendo especificamente revelada, a fim de elevar a humanidade à próxima fase. À frente ainda há muitos estágios de desenvolvimento. Nós pensamos: “O universo tem existido há 14 bilhões de anos! A Terra existe há 4 bilhões de anos! A humanidade já existe há alguns milhares de anos! E nossa era já existe há dezenas de milhares de anos”. Estas medidas parecem enorme para nós.

Mas, na verdade, em comparação com outras medidas, é, no total, um período muito curto de tempo. Nem sequer é medido em segundos, visto que o tempo flui somente em relação a nós.

À frente temos muitos mais passos que devemos atravessar: nós precisamos sair de nossa situação atual e entrar na próxima, e dessa para uma próxima, etc. A Cabalá fala de um grande ciclo que precisamos passar. Assim, não devemos permanecer muito tempo nesta fase, ela não é tão confortável.

Cabalá – O Método Para A Elevação Do Homem

Dr. Michael LaitmanPergunta: Existe uma fórmula na sabedoria da Cabalá para relacionamentos bem-sucedidos?

Resposta: A sabedoria da Cabalá nos ajuda a alcançar boas relações entre nós, porque permite ao homem se elevar acima do seu egoísmo. E embora todos nós sejamos egoístas e vejamos que não podemos nos livrar do ego, a Cabalá permite que a pessoa suba acima dele e o gerencie corretamente.

Portanto, com a ajuda da sabedoria da Cabalá, é possível alcançar corretas relações mútuas na família, com os filhos, num coletivo, numa nação, na sociedade, entre os países e no mundo. Este é um grande sistema de correções, o qual precisamos absorver e nos adaptar.

Quando ele for realizado entre nós pelo menos parcialmente, o mundo começará a parecer completamente diferente. Mesmo o início da realização do método de elevação acima do ego livrará o mundo do sofrimento, e, assim, a humanidade subirá ao próximo nível.

A sabedoria da Cabalá não é treinamento, coaching ou uma psicologia das relações corretas entre nós, é um método de elevação do homem acima de sua natureza bestial egoísta, a fim de alcançar o seu próximo nível de desenvolvimento, o grau em que estamos acima dos limites da vida ou da morte, acima de tudo o que nos dá sentimentos negativos na vida.

Pergunta: O que acontecerá com aqueles que não sentem a necessidade de mudar?

Resposta: Não importa. As pessoas vêm para a sabedoria da Cabalá com diferentes intenções. Algumas querem ganhar alguma coisa nessa vida; outras querem saber como podem ser mais bem-sucedidas e felizes. Há muitas que pensam que com a ajuda da Cabalá podem ampliar a compreensão de seu mundo e, desta forma, ter sucesso na ciência, arte e cultura. Algumas acham que podem ampliar sua visão de mundo, sua mente e percepção, e que ela irá ajudá-las a escrever melhor, inventar e compor. E há pessoas que estão realmente fazendo a pergunta: “Para que estou vivendo? Eu quero decifrar o sentido da vida, o segredo da existência da criação. Estrelas, universo infinito, galáxias – para que tudo isso, e eu dentro? Não poderia ser que tudo isso existe para nada”.

Antigamente essa questão ficava no ar. Eu me lembro que eles nos ensinavam que o próprio universo é infinito; hoje, quando eles falam sobre novas revelações, os cientistas entendem que o universo não é infinito. Então, vem a pergunta simples: “Se ele começou em algum momento, o que acontecerá quando ele acabar? Será que o universo tem limites? O que existe além das fronteiras?” A humanidade não tem respostas para estas perguntas. Mas se essas perguntas são formadas em nós, é possível encontrar respostas para elas.

De Cabalá para a Nação

Sendo Preenchido Com O Amor

Desejos egoístas impulsionam o mundo. Nós tentamos absorver em nós mesmos, tanto quanto podemos, e vemos que esses desejos não podem ser satisfeitos. Todas as tentativas para satisfazê-los nos levam em direção à morte.

Não importa o quanto nós nos enchemos com todos os tipos de: comida, sexo, alegrias familiares, descobertas, conhecimentos, e assim por diante, nós ainda chegamos ao fato de que deles nada permanece. Pelo contrário, justamente grande vazio vem e contribui para a decepção.

Achamos que o prazer que vamos conseguir é igual ao desejo por ele, mas quando o prazer entra no desejo, este cresce duas vezes mais e ficamos duplamente vazios. Isso ocorre porque Luz e desejo anulam-se, deixando-nos com um vazio duas vezes maior.

Até hoje assim foi como a vida tem sido para todos nós. Uma pessoa entra no mundo nu, e deixa a vida duplamente nu. Nós passamos por uma série de encarnações, até que começamos a entender que não vale a pena para nós perseguirmos qualquer coisa; isto não nos dá nada.

Gradualmente a humanidade está se tornando consciente disto, e estamos começando a procurar a verdade. Este fato nos leva a um método com cuja ajuda isto é realmente possível de ser realizado. Mas esta realização não entrar diretamente no desejo de receber; em vez disso, é conseguida por meio da realização dos outros. Então aqui amor pelos outros é vital, e por isso temos uma possibilidade infinita de desfrutar, enquanto eles divertem-se, apreciamos realizar aqueles que amamos.

Em nosso mundo há exemplos de como isso funciona no nível animal instintivo da natureza, quando realizamos as nossas crianças e aqueles que amamos. E no mundo espiritual tudo é muito mais poderoso, porque lá nos realizamos mutuamente, não porque amamos alguém, desde o início, mas damos à luz ao amor dentro de nós, para estranhos absolutos e até mesmo pessoas que nos repelem. Este amor não apenas aparece dessa maneira; em vez disso, ele vem com a ajuda da Luz Superior. Quando uma pessoa obriga-se a servir aos outros, ela começa a dar à luz, dentro de si mesma, para um sentimento de amor por eles, porque eles tornam-se caros a ela, como uma criança adotada em uma família, por causa de seu investimento nela, os pais começam a amá-la ainda mais do que os seus filhos biológicos.

A sabedoria da Cabalá ensina-nos a doar aos outros e sermos realizados com isso. Mas nós não estamos falando de doação a fim de receber. A principal coisa é receber para o propósito de doação.

Então eu realizo-me e, simultaneamente, realizo outros. Meu objetivo é realizá-los! Mas, em última análise, a realização permanece dentro de mim. Aqui aparece a “ramificação” que é incompreensível para nós, hoje, que uma pessoa começa gradualmente a alcançar quando ela está envolvida com a sabedoria da Cabalá.

[161810]

De KabTV de “Conversas com Michael Laitman” 10/6/15

Material Relacionado:
Amor Terreno É Inútil Desde O Início
Existe Amor Em Nosso Mundo?
Não Há Dois Amores que Sejam Iguais