Sucot: O Começo Da Construção Da Alma

285.02O feriado de Sucot simboliza o início da construção da alma. A alma começa com a qualidade do Criador, a qualidade de Abraão, que é chamada de Hesed, doação, um coração aberto, tudo que visa amar os seres criados para seu benefício.

Obviamente, é impossível alcançar o propósito da criação desta forma porque a qualidade de Abraão ainda não possui a qualidade da criação, o desejo de receber, que deve estar presente em todo esse processo. Afinal, é para isso que foi criada.

Precisamos nos corrigir porque o propósito da criação é trazer uma pessoa ao grau do Criador, à adesão e equivalência com Ele. A qualidade de Abraão não é suficiente para isso; precisamos adicionar a ela a matéria da criação, o desejo de receber.

A qualidade de Abraão, Hesed, preenche todo o espaço criado pelo Criador. O Criador quer ver todos os seres criados lá, conectados uns aos outros em amor e unidade junto com Ele. No entanto, não há criação lá ainda. A criação aparece apenas após o nascimento de Isaque, o desejo de receber que se junta à qualidade de doação de Abraão.

Abraão e Isaque são opostos um ao outro. O resultado de sua combinação também não é suficiente para atingir a meta de criação e a adesão completa com o Criador, mas é um grande passo que se aproxima disso. Isso se deve principalmente ao sacrifício de Isaque, principal ação realizada nesta qualidade, no desejo de receber, a que é dedicado o segundo dia de Sucot.

Os patriarcas, Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Aarão, José e Davi, não são pessoas, mas sim as principais qualidades espirituais que existem no sistema criado pelo Criador por meio do qual podemos corrigir nossas almas.

No entanto, cada pessoa também tem que passar por todas essas mudanças dentro de si: primeiro se anular completamente diante da qualidade de Hesed, depois despertar um pouco uma atitude crítica e permitir que o desejo de receber se revele. Então, ela começa a combinar a qualidade de Abraão, Hesed, com a qualidade de Isaque, Gevura, pela fé acima da razão.

Isso significa que usamos nosso desejo de receber apenas a fim de estabelecer sobre ele o controle do desejo de doar. Somente dessa forma nos permitimos trabalhar com nosso egoísmo. Quando o corrigirmos desta forma, a linha do meio, Jacó, sairá disso.

Como podemos garantir que a linha esquerda na dezena obedeça à linha direita? Todo mundo abaixa a cabeça e deixa os outros serem superiores. Estamos competindo por quem mais se anula. Aquele que for o mais baixo ganhará mais e se elevará mais alto. Esta é uma competição de quem usa mais seu desejo de receber a fim de doar.

Da Lição Diária de Cabalá 04/10/20, “Sucot

Comente