O Planeta Terra Pode Sustentar Uma População Humana De 100 Bilhões? (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:O Planeta Terra Pode Sustentar Uma População Humana De 100 Bilhões?

A Terra não tem nenhum problema em prover 100 bilhões de nós com todos os elementos essenciais da nossa vida, incluindo todos os alimentos e moradia de que precisamos e aos quais estamos acostumados, bem como um sistema de educação e criação para nossos filhos, e assim por diante.

A experiência de um estado de felicidade, prazer e segurança versus um estado de grande estresse e sofrimento depende apenas de podermos melhorar nossas atitudes e conexões uns com os outros.

O que nos impede de melhorar nossas atitudes uns com os outros?

Não é outra coisa senão a natureza humana, ou seja, o desejo egoísta de desfrutar apenas para benefício pessoal.

Nossa natureza egoísta nos coloca uns contra os outros, impedindo-nos de manter relacionamentos bondosos e afetuosos, e assim sentimos um acúmulo de problemas e crises quanto mais nos desenvolvemos e mais a população aumenta.

Como, então, podemos melhorar nossas atitudes e conexões uns com os outros?

Para começar, precisamos dissipar os mitos sobre a necessidade de reduzir a população humana, bem como os de tentar se satisfazer com menos.

A redução da população não é solução porque deixamos de ver o quanto cada pessoa no mundo desempenha um papel na absorção de uma certa quantidade de carga que recai sobre a humanidade a qualquer momento. Em outras palavras, se a humanidade precisa suportar X quantidade de sofrimento, então é melhor que 2 bilhões de pessoas aceitem essa quantidade de sofrimento, ou que seja disperso entre 8 bilhões de pessoas ou mais? Claro, se víssemos com o que realmente estamos lidando, então trataríamos cada pessoa no mundo com muito mais importância do que atualmente fazemos em nossa estreita visão egoísta.

Além disso, a ideia de tentar ficar satisfeito com menos não é uma solução simplesmente porque nossos desejos crescem continuamente e, em um determinado estágio, seremos incapazes de satisfazer nossos desejos crescentes tentando ficar satisfeitos com menos. Essa abordagem vai sair pela culatra para nós severamente, pois vai contra a natureza humana.

De modo a melhorar nossas atitudes e conexões uns com os outros, e nos adaptarmos a condições que se tornam ainda mais interdependentes e interconectadas de um dia para o outro, precisamos nos aplicar a um tipo de educação completamente diferente daquele com o qual fomos criados— uma educação que enfatiza como nos conectarmos uns com os outros positivamente acima de nossos impulsos divisores, e como alcançar uma conexão positiva entre nós significa nos equilibrarmos com as leis da natureza.

Essa é a chave para mudar nossas vidas de nosso curso tenso e divisivo atual para um curso onde nos conectamos harmoniosamente como uma humanidade interdependente e interconectada.

Foto da Action Vence no Unsplash.

Comente