O Mandamento Do Esquecimento

557Se quisermos manter o nível de fé que alcançamos, todos devem cuidar dos outros. Afinal, ninguém pode ter certeza de que ele mesmo pode preservar algo, apenas se “ajudassem a cada um de seus amigos”. A única maneira de nos protegermos é pela garantia mútua.

Ninguém é capaz de se proteger de forma alguma quando se trata de realização espiritual. Tendo alcançado algum sucesso, vou perder tudo em um momento se meus amigos não me apoiarem. É por isso que precisamos de garantia mútua entre todos nós.

Eu não consigo manter nada porque meu vaso espiritual é apenas um ponto, um pixel. Devo estar conectado a todos os outros pixels pelo menos na dezena, caso contrário, é impossível.

Por isso se diz: “o grupo ou a morte”, porque imediatamente perderei tudo o que conquistei se continuar desconectado do grupo. Simplesmente não tenho um lugar, um recipiente ou uma memória onde possa ser armazenado. O espiritual pode ser preservado apenas nas dez Sefirot na conexão entre eles. Vamos descobrir onde está localizada a memória coletiva da sociedade. Não está na própria sociedade, mas na luz.

Portanto, cada um de nós pode preservar nossos ganhos apenas se estivermos conectados com os outros, na dezena, e a partir dela estivermos mais conectados. O que está fora de mim permanecerá e o que está dentro de mim desaparecerá.

E se estamos conectados uns aos outros, não devemos ter medo de perder o que conquistamos. Se nos preocupamos com nossa conexão, mesmo a perda será apenas para obter algo novo e mais importante do que antes. Isso é chamado de “mandamento do esquecimento”. Devemos esquecer as conquistas anteriores para ir mais longe. Como se diz: “Que tudo seja novo para você sempre”.

Da Lição Diária de Cabalá 30/09/20, “Sucot

Comente