As Raízes Do Antissemitismo, Parte 4

Dr. Michael LaitmanPergunta: No mundo de hoje, nós sentimos uma atitude muito negativa em relação aos judeus, mas ele não está relacionado com o antissemitismo, nem com o ódio que aparece naturalmente em outras nações em relação aos judeus. Pelo contrário, está relacionado com a política, a luta entre árabes e judeus, e o antissionismo. Estas parecem ser razões compreensíveis.

Resposta: Um judeu nascido e criado em Israel não consegue entender o que é o antissemitismo.

Pergunta: Nos EUA, há inclusive judeus que agem contra judeus e repetem as acusações dos antissemitas.

Resposta: Isso sempre existiu e especialmente hoje. O instinto de sobrevivência os obriga a agir assim e a se distanciar dos sofrimentos pela identificação com os antissemitas. Isso sempre aconteceu com a nação de Israel.

É também porque, em nosso trabalho espiritual, há uma luta constante quando tentamos impor a força da doação e do amor sobre a força de recepção e ódio. Esta luta existe dentro de cada judeu, a fim de elevar ao topo, onde apenas uma força governa, a força do amor e da unidade.

Mas, para chegar a este topo, nós precisamos lutar constantemente. Portanto, dentro do homem, as forças de rejeição, ódio e egoísmo crescem constantemente, cada vez mais. E a cada vez, ele deve cobrir o aumentado ego com amor e conexão.

Portanto, um judeu sempre sente que seu ego cresce. Ele está à procura de todos os tipos de invenções que permitam utilizar este ego de uma forma mais confortável. Ele sente que está mais perto das nações do mundo e está disposto a aderir a elas e culpar Israel e os outros judeus, e por isso ele se torna antissemita.

Exemplos como esse são conhecidos desde a Idade Média, desde a Inquisição. O chefe inquisidor na Espanha era um judeu. E há muitos como este ao longo da história. Mesmo Hitler tinha conselheiros judeus. Ele os tolerava porque precisava deles.

É assim que foi e será, mas eu não quero ir muito fundo nisso. Nossa missão é investigar a raiz do antissemitismo, porque ela não muda. Ela é eterna e assim permanecerá até a correção final de toda a Criação.

Portanto, eu não quero saber sobre os judeus que se identificam com as nações do mundo e seu ódio em relação aos judeus. Além disso, se investigarmos aqueles que são os organizadores de organizações terroristas, seremos surpreendidos ao encontrar muitos judeus.

Se você examinar os Pachtuns no Afeganistão, que formam a base do Talibã terrorista, verifica-se que eles são judeus e parte das dez tribos perdidas. Até hoje, eles mantêm o Shabat, acendem as velas, e, ao mesmo tempo, odeiam Israel. Ao longo da história, na ausência de cuidados adequados, seus costumes tornaram-se distorcidos, mas eles ainda são judeus.

De KabTV “Uma Nova Vida” 25/11/14

Comente