Textos com a Tag 'Luz'

Luz Do Futuro

laitman_294.4Pergunta: Qual deve ser nossa atitude em relação às manifestações negativas do Criador, se nos parece improvável que algo positivo surja depois disso? Ou vice-versa?

Resposta: Se eu estou trabalhando duro agora e tenho duas horas para terminar o dia de trabalho, mas sei que uma noite maravilhosa me espera – eu vou voltar para casa, tomar banho, me vestir bem e sair com uma garota linda – será que o tempo que eu sofro trabalhando duro é realmente um sofrimento por mim? Não. Já está tingido pela luz, pelo prazer que receberei à noite.

Isso é chamado de Ohr Makif (luz circundante), que está brilhando para mim agora desde o futuro. Portanto, hoje não posso sentir o sofrimento. O sofrimento não é sentido porque não tenho hoje, mas precisamente porque não tenho amanhã.

Pergunta: Se eu não vejo o futuro, não vejo a próxima etapa em que uma face positiva será revelada?

Resposta: Esse é outro assunto. Como posso garantir que, embora eu não veja o próximo passo, tenho certeza de que ele existe e que é gentil e bom para mim? Neste caso, você tem que criar um grupo que possa apoiá-lo nisso. Abrace os amigos e siga em frente.

Da Lição de Cabalá em Russo 24/02/19

Golpe Da Luz Interna E Da Luz Circundante

laitman_962.1A luz interna (Ohr Pnimi) é o que eu recebo do anfitrião, desfrutando em todos os meus desejos o sabor da satisfação e a atitude do Criador que, com toda a Sua grandeza, me convida a conectar-se e me doa. EU sinto todos esses prazeres corpóreos, humanos e espirituais em todos os níveis, e sou obrigado a extrair todo o prazer possível deles.

No entanto, tudo isso é vestido na minha intenção de doar para o anfitrião. Eu subjugo-me a Ele e quero dar-Lhe contentamento. Não há prazer aqui que eu sinto fora do meu relacionamento com o anfitrião. Primeiro eu me conecto com Ele no Rosh, me incluo em Sua intenção, em Sua atitude em relação a mim. Eu absorvo sua atitude em relação a mim e construo uma atitude recíproca em relação a Ele. Nosso relacionamento, o dele e o meu, torna-se vestido um no outro e a luz interna aparece.

A luz circundante (Ohr Makif) mostra o quanto eu não estou pronto para fazer isso. A luz circundante emerge do pesar que tenho para parar de receber prazer do anfitrião, rejeitando o seu apelo para mim devido à minha incapacidade de responder a Ele da mesma forma por causa da minha falta de sua grandeza. A luz circundante é uma consequência da minha consciência de quão pequeno o meu amor pelo anfitrião é comparado ao amor Dele por mim.

A luz circundante é a vestimenta do Partzuf espiritual, que reflete a reação do ser criado à revelação do Criador. Portanto, ela pressiona o Partzuf e pede que ele receba satisfação, como uma mãe em pé na frente de um bebê com uma colherada de comida tentando persuadi-lo a abrir a boca.1

Minha atitude em relação ao grupo e meu cuidado por ele, em vez de cuidar de mim mesmo, é um reflexo exato do trabalho do Partzuf com a luz superior (Ohr Elyon). Mesmo que eu ainda não esteja em tal grau que possa trabalhar diretamente com a luz, já é um relacionamento próximo. O Guf do Partzuf é a medida da minha conexão com o grupo, e o Rosh é um cálculo do quanto posso me conectar com meus amigos de acordo com meus discernimentos, pensamentos e emoções.

O acoplamento por golpe (Zivug de Haka’a) está golpeando meu egoísmo e adesão através da minha decisão acima da minha mente e sentimentos para me conectar com amigos como um homem com um coração.

Eu golpeio meu desejo de receber, afasto-o e me elevo acima dele porque quero seguir a mente e a emoção do grupo e do Criador nele. O desejo é minha natureza e o pensamento é algo periférico; portanto, ele pode ser recebido de cima ou através do grupo, dando-me a capacidade de entender, sentir e tomar decisões acima dos meus próprios pensamentos.

Meus próprios pensamentos e desejos são o nível animado. Os desejos e pensamentos do grupo só podem estar acima deles se eu tentar trabalhar com eles.2

Restrição e Golpe

Restrição é quando eu fecho meu desejo, não permitindo que eu receba prazer, como um bebê que aperta firmemente sua boca e se recusa a comer. O golpe, no entanto, já implica uma condição: se eu tiver a capacidade de comer para trazer satisfação à mãe, terei prazer em abrir minha boca. Mas não tenho essa habilidade, então o que faço?! Ajude-me, dê-me o desejo de Te trazer contentamento e ficarei feliz em me abrir para a recepção.

A restrição é um ato incondicional e a batida ocorre com a condição de que estou pronto para aceitar o prazer se houver adesão entre nós. No golpe, meu objetivo é a conexão. Durante a restrição, o objetivo não é conectar, mas apenas impedir que eu receba. Eu não quero nenhum contato porque não tenho força para nada além de restringir; caso contrário, vou arder de vergonha.

Acoplamento por golpe já está acima da vergonha. Eu não levo em conta a vergonha, mas penso apenas no amor e na conexão entre nós, elevando-me acima do egoísmo. Ao atacar, demonstro que estou pronto para receber a refeição, não para mim, mas apenas para dar contentamento ao anfitrião. Primeiro, verificamos nosso relacionamento com o anfitrião e somente quando esta conexão espiritual sincera é estabelecida, podemos implementá-la em ação e ela desce à matéria, ao desejo de receber.

É por isso que a decisão é tomada antes de tudo na cabeça (Rosh) do Partzuf, nos pensamentos e emoções puros, não associados à vestimenta da luz nos desejos, na matéria. Só então podemos realizar essa ação, passo a passo, do leve para o pesado: a luz de Nefesh, Ruach, Neshama, Haya e Yechida.3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/6/19, Escritos do Baal HaSulam, “Prefácio à Sabedoria da Cabalá”, Itens 30 – 38
1 Minuto 29:10
2 Minuto 36:08
3 Minuto 1:06:05

Cabalá E A Natureza Da Luz

laitman_761.3Pergunta: Existem algumas ondas fora de nós que passam pelos nossos cinco órgãos sensoriais. Elas são processadas pelo cérebro, e dentro de nós, como Baal HaSulam escreve, há certo tipo de lente que desdobra esta realidade em uma tela e eu a vejo como partículas de matéria.

Ele está dizendo que se uma pessoa olha para essas ondas, ela as vê como partículas, e se não as observa, elas se comportam como ondas?

Resposta: Trata-se da natureza da onda e da partícula da luz. Há alguns milhares de anos atrás, os Cabalistas já sabiam, por sua realização, que estas eram simultaneamente ondas e partículas. Se estamos lidando com a luz receptora, nós a quantificamos, e se estamos falando de preenchimento geral, nós a medimos em ondas, em propriedades.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 26/11/18

Tudo Para Eles

laitman_962.6A Luz refletida se torna o receptáculo para receber a Luz após a restrição. Receber satisfação (realização) na Luz refletida significa em minha atitude para com o anfitrião, em minha busca por Ele. Ao mesmo tempo, eu tenho um gosto diferente de satisfação, tanto em qualidade quanto em quantidade. Essa não é a satisfação que existia antes. Dentro desta Luz, eu sinto a atitude do Criador e o prazer que é 620 vezes maior do que antes, toda a Luz de NRNHY.

Eu recebo e com isso doo, por isto me igualo ao anfitrião, sinto nossa união. O tratamento que recebo se torna apenas uma ferramenta auxiliar para mim, porque entendo que o Anfitrião o dá para estabelecer a conexão entre nós: entre o Criador e o ser criado. O ponto aqui não é a Luz e o desejo que ela preenche, mas a relação entre nós, que é agora a questão principal e decisiva. Nós dois estamos preocupados apenas com essa atitude, com o abraço em que “Ele é Um e Seu nome, Um”. Essa atitude é chamada de amor.

Tudo está focado em torno deste ponto e todo o resto é sem importância e auxiliar. O principal para nós é até que ponto podemos fortalecer nossa unidade, “Ele é Um e Seu nome, Um” – nosso amor. Afinal, essa foi a intenção original do Criador e agora também se tornou minha intenção. Portanto, um sabor completamente diferente de satisfação é revelado.

Portanto, todas as etapas da entrada e saída da Luz do vaso, todo o TANTA (Taamim-Otiot-Tagin-Nekudot) é necessário para revelar a nova qualidade de nossa conexão, nossa unidade a cada vez. Não é uma conexão mecânica como uma bomba bombeando luz para dentro de um vaso e empurrando-a de volta, mas a penetração sensorial mútua de um no outro até a fusão completa em um todo.

Todo o propósito do desenvolvimento, a descida de cima para baixo e depois a ascensão de baixo para cima, é alcançar a unidade entre o Criador e o ser criado como um todo. Se o ser criado decidir que “o Criador é nosso governante supremo, o Criador é um”, significa que não há diferença entre o Criador e o ser criado e eles alcançaram a fusão completa.1

Que trabalho queremos fazer na dezena? Eu me anulo diante de nove amigos e é como se me anulasse diante do Criador, a Malchut do mundo do infinito. Eu quero me conectar com meus amigos assim como quero me conectar com Ele. Todas as perturbações no caminho para a conexão que encontrei são perturbações imaginárias deste mundo. A aparência física de meus amigos e seu comportamento são, na verdade, eu, minha visão do mundo, porque “a pessoa julga de acordo com suas próprias falhas”.

Parece-me que vejo nove amigos, mas na verdade vejo a mim mesmo. É assim que precisamos perceber corretamente a realidade.2

O estudo interno do “Prefácio à Sabedoria da Cabalá” sugere que eu me esforço para me conectar à dezena e com o Criador dentro dela. Eu quero me conectar com o Criador que está dentro da dezena, e vice-versa, com a dezena dentro da qual o Criador reside.

Ou isso ou aquilo: “do amor aos amigos a pessoa pode alcançar o amor do Criador” e, com a ajuda do Criador, alcançar o amor pelos seres criados.3

O Criador, a tela, o desejo de desfrutar, doação – tudo isso se aplica apenas à dezena. Mesmo hoje nós podemos conseguir isso; precisamos apenas construir uma atitude em relação à dezena, de modo que pensemos apenas nos amigos, ou seja, faremos uma restrição. Você precisa se preocupar com a influência do Criador sobre os amigos para o seu avanço, para que tudo seja para eles e perceba-se como um zero, concordando em permanecer neste mundo apenas para os amigos chegarem ao fim da correção.

Tudo o que estudamos na sabedoria da Cabalá é realizado na dezena. Não há outro lugar para isso ser realizado. Caso contrário, todos os estudos permanecerão em um nível teórico, mecânico, como se você estudasse o trabalho de uma bomba hidráulica que bombeia a Luz.4

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 24/03/19, Escritos do Baal HaSulam, “Prefácio à Sabedoria da Cabalá”
1 Minuto 46:31
2 Minuto 2:00:00
3 Minuto 2:03:58
4 Minuto 2:15:00

Equalize Hoje Com Amanhã

laitman_276.04A Luz interior e a Luz circundante nos influenciam de maneiras opostas. A Luz interior nos dá a sensação do dia de hoje, e a Luz circundante nos dá a sensação do futuro. Desse modo, nós existimos entre essas duas influências opostas.

Você deve ser capaz de usá-las. Afinal, se eu me sinto mal hoje, isso pode ser para melhor no futuro, e vice-versa, se hoje me sinto bem, no futuro isso pode levar a más consequências. Como você pode conectar “do bem para o mal” e “do mal para o bem”, “de hoje para amanhã” e “de amanhã para hoje?” Podemos ter sucesso se soubermos como trabalhar com o AHP de Aliya (Awzen, Hotem, Peh de ascensão).

Elevando o AHP e transformando-o em ação, equalizamos hoje com amanhã. Então não haverá mal hoje ou amanhã. Afinal, os desejos de acordo com os quais separamos hoje de amanhã são corrigidos pela Luz e preenchidos com ela. Acontece que nos encontramos em um mundo cheio de Luz, no brilho da Luz tanto de dia quanto de noite, como está escrito: “As trevas brilharão como a Luz”.

Esta oportunidade nos é dada pelo Tzimtzum Bet (Segunda Restrição). Graças a ele, nos encontramos no sistema de luzes opostas: internas e circundantes. E devido ao AHP de ascensão, podemos transformar a escuridão em uma Luz permanente. 1

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 08/01/19, Talmud Eser Sefirot, Vol. 6, Parte 16, “Tabela de Respostas para o Significado das Palavras”, Item 260
1 minuto 13:20

O Chamado Da Luz

laitman_209Pergunta: O que devo fazer com meus pensamentos, uma vez que eles vêm do Criador?

Resposta: Tudo vem do Criador: o bem e o mal. Isso é dado a uma pessoa para que ela analise e escolha o caminho correto.

Pergunta: E se pensamentos ruins vierem até mim?

Resposta: Não há pensamentos ruins. Há pensamentos direcionados ao objetivo – estritamente em relação a ele ou contra ele. Mas, mesmo assim, todos esses pensamentos e desejos são orientados por objetivos, eles procedem apenas do objetivo final.

A Luz age sobre você de lá e chama você com pensamentos positivos ou negativos. Você deve analisá-los e agir de acordo para se mover em direção ao objetivo de onde vieram esses pensamentos: tanto os bons como os maus.

Da Lição de Cabalá em Russo 19/08/18

Como Você Pode Atrair A Luz Mais Elevada?

laitman_938.03Pergunta: O que podemos fazer para atrair o máximo possível da Luz superior?

Resposta: Apenas estude e interaja corretamente no grupo seguindo o conselho do Rabash, ou seja, faça todo o possível para se tornar um membro da equipe. Em essência, nós encenamos a sociedade correta nas conexões corretas entre si.

Além disso, eu entendo que sou egoísta e não quero me humilhar e me conter para me conectar com os outros, mas faço isso.

Pergunta: Há algum sinal objetivo de que a Luz age em uma pessoa?

Resposta: Por um lado, a pessoa sente o quanto é inferior, pior e não tão inteligente quanto os outros. Por outro lado, isso a deixa feliz porque a aproxima da verdade quando sente que os outros são mais elevados do que ela. Em geral, ela precisa alcançar um estado em que vê tudo ao seu redor como uma revelação do Criador. Não há nada de errado com isso e ela não se importa em se perder.

Pergunta: É um resultado da influência da Luz em uma pessoa quando ela chega a esse sentimento?

Resposta: Sim, isso já é um efeito mais forte da Luz porque existe uma gradação até o infinito.

De KabTV “A Última Geração”, 30/05/18

Tudo Depende Da Influência Da Luz

laitman_544Rabash, “Sobre a Importância dos Amigos”: Podemos ver que uma pessoa pode ver defeitos nos filhos de seus vizinhos, mas não nos seus mesmos. E quando alguém menciona algumas falhas em seus filhos, ela imediatamente resiste ao amigo e começa a declarar os méritos de seus filhos.

A Luz nos influencia e, assim, constrói tudo. Somos um material, argila, massinha em suas mãos. Dependendo do ângulo em que ela brilha, de sua frequência e cor, somos formados a partir deste pedaço de argila, da terra.

Como está escrito na Torá, o Criador “tomou do pó” uma matéria completamente não-viva e começou a esculpi-la. É o material principal.

Tudo depende da Luz. Portanto, não podemos atribuir quaisquer qualidades, ações ou qualquer outra coisa boa ou ruim a uma pessoa! Apenas a intensidade e a qualidade da porção da Luz que influencia a pessoa determina toda a sua essência.

Pergunta: Onde está a livre escolha nisso?

Resposta: Não há liberdade nisso. Liberdade é apenas obrigar a Luz a nos influenciar melhor e mais intensamente sob a influência de certo ambiente.

Eu não posso agir nos meus estados atuais. Só posso atrair, através do ambiente, uma influência mais forte da Luz sobre mim, e ela me mudará para melhor. Minha livre escolha está apenas nisso, e é a única maneira de mudar alguma coisa.

Se eu, no entanto, não aspirar a isso, a influência da Luz parecerá ruim e má para mim. Este é o caminho do sofrimento.

No entanto, se eu me apressar sob a influência do meio ambiente, todas as minhas futuras transformações, de egoísta para altruísta, serão desejáveis. Então, o mesmo caminho se tornará bom para mim: o caminho da Luz.

A diferença entre o desejado e o real deve ser corretamente formada no grupo, e a Luz atraída irá satisfazer nossos desejos.

De KabTV “A Última Geração”, 5/30/18

Como Verificar O Impacto Da Luz?

laitman_245.10Pergunta: Como uma pessoa pode verificar se atraiu a Luz ou não? Eu entendo que a Luz é como a radiação que não pode ser sentida, mas você pode sentir seus sintomas.

Resposta: Você deve sentir que quando você se aproxima do coração uns dos outros, surge um sentimento entre vocês que os elevam acima de seu egoísmo comum.

Ao mesmo tempo, pensamentos e outros vários distúrbios que o impedem aparecem imediatamente. No entanto, você deve entender que tudo isso age em paralelo. Um sobe enquanto o outro desce, e assim vocês dançam alternadamente como nas ondas, enquanto criam estas ondas: subindo, descendo, aproximando-se e distanciando-se.

Chegar mais perto um do outro é à sua custa, e o distanciamento é dado a você de propósito. É assim que você começa a gerar uma energia espiritual especial que gradualmente provoca os impulsos que levam à revelação do Criador.

Além disso, recomendo ler meus tweets no Twitter: antigos, novos – não importa quais. Eu coloquei certo sentimento em cada um deles. Ele deve “pegar você”, transformar algo dentro de você. Não ignore isso. O Twitter e as lições – especialmente aquelas que temos todos os dias pela manhã – são necessárias. Tente ficar conosco.

Da Lição de Cabalá em Russo 29/04/18

Sensibilidade À Luz

laitman_938.05Pergunta: O que é sensibilidade à Luz, do que ela depende e como pode ser desenvolvida?

Resposta: A sensibilidade à Luz depende de quanto uma pessoa pode suprimir sua antipatia pelos outros e se conectar com seus amigos coercitivamente, contra seu desejo. De acordo com esse esforço, ela começa a desenvolver sensibilidade à Luz.

Em geral, não queremos nos aproximar de nossos amigos. Mas, na medida em que cada um de nós ainda tenta fazer isso, desenvolvemos sensibilidade à Luz dentro de nós mesmos, sensibilidade à qualidade de doação, amor e conexão.

Da Lição de Cabalá em Russo, 03/06/18