Textos com a Tag 'Egoísmo'

A Coroa Do Super Egoísmo

laitman_592.02Nossa conexão deve se tornar dez Sefirot completas da alma, ou o Terceiro Templo. O templo é uma estrutura, uma rede de conexões entre nós.

A atual epidemia de coronavírus nos revela a quebra, a destruição do Templo, a transgressão. Ela mostra quão egoístas são os nossos relacionamentos e quão incapazes somos de nos conectar, quão indiferentes somos com o que acontece ao próximo: se ele vive ou morre.

Esta é a doença – estou doente porque não consigo nem me aproximar de quem está por perto. O coronavírus revela nosso ódio e rejeição uns pelos outros. Esta é a doença. A coroa é colocada em nossa cabeça como um super egoísmo que nos domina.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/07/20, “Tishaa BeAv (Dia Nove de Av)”

Dome O Egoísmo

Laitman_514.02Pergunta: A evolução da nossa alma passa pela compreensão do egoísmo. Então, somente quando o nosso ego está no ponto de autodestruição podemos nos tornar completamente conscientes e mudar para o lado da luz?

Resposta: Não. Fazemos isso muito antes disso. É um desenvolvimento lento e gradual de uma pessoa, quando ela percebe seu egoísmo e entende que, ao aplicá-lo, não dá em nada. No entanto, ela não deve se livrar dele. O egoísmo não pode ser destruído; é uma força da natureza. Só precisamos alterar o objetivo de sua aplicação.

Pergunta: Você disse que a Cabalá ensina uma pessoa a se elevar acima do egoísmo. Quanto maior o ego, mais alto ela se eleva acima dele. Então este é o seu crescimento evolutivo.

A cognição correta do egoísmo é um dos elementos do nosso desenvolvimento quando você o aumenta, artificialmente ou sob controle, e lhe dá uma inclinação altruísta?

Resposta: Sim. Você o doma como um animal selvagem e ele se torna mais ou menos doméstico.

Pergunta: Acontece que você não precisa lutar contra ele, mas precisa entende-lo?

Resposta: Isso mesmo! Maneje-o corretamente. Então ele será seu assistente.

Pergunta: Portanto, não é uma luta, mas uma imersão, conhecimento e uso desse poder interior, onde você começa a perceber um impulso altruísta através do seu senso de felicidade e a transmitir esse estado ao mundo?

Resposta: Sim. Para você, os impulsos altruístas são realmente os melhores. Em princípio, em nosso mundo, o altruísmo é entendido como dar algo a alguém de graça. Não! Você apenas vê que, com isso, começa a interagir com as maiores forças da natureza. Isso é bom.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 24/05/20

Treine Para Saltar Sobre O Egoísmo

laitman_751.1O coronavírus nos colocou na realidade virtual, nos mandando para casa. Gradualmente, com o tempo, nos acostumaremos a trabalhar em casa, a novos relacionamentos virtuais com colegas de trabalho, bancos, agências governamentais e amigos. Construiremos círculos virtuais de comunicação, cada vez mais distantes, relacionados ao trabalho e lazer.

Você pode jogar xadrez online; você pode até participar de esportes juntos enquanto cada um fica em casa. Um programa de computador dá a impressão de que estamos juntos e fazemos os mesmos exercícios.

No entanto, isso levanta uma questão porque as pessoas vão a uma academia de ginástica para se colocarem sob a influência desse ambiente. Se eu perder um treino, receberei uma repreensão do treinador. E no treinamento, devo tentar não ser pior que os outros. Como tudo isso acontecerá em um ambiente virtual se eu estiver sozinho em casa com um programa de computador na minha frente? Não sinto mais a pressão do grupo físico e não tentarei tanto.

Eu me torno um grande egoísta, permaneço sozinho comigo mesmo no meu microcosmo e não preciso mais contar com ninguém ou explicar nada a alguém. Mas acho que é bom. É assim que começo a perceber como eu era egoísta. Para me conectar com o ambiente, preciso me elevar um pouco acima do meu egoísmo. É por isso que tento me conectar com outras pessoas.

O fato de eu estar me distanciando de minhas conexões anteriores não significa que me tornei um egoísta maior porque o faço sob coação por causa da pandemia. Afasto-me, seguindo as instruções dos médicos e do Ministério da Saúde, para não transmitir o vírus a alguém e não me infectar.

Mas quando fui deixado sozinho em casa, tive a oportunidade de pensar em como poderia me aproximar dos outros. O problema é que estamos cometendo um crime em nossos pensamentos. Se nossos pensamentos sobre o outro fossem gentis, não teríamos medo do coronavírus.

Se saíssemos para lugares públicos com o pensamento de como não prejudicar outras pessoas e soubéssemos protegê-las, nunca passaríamos o vírus de uma pessoa para outra. Tudo é determinado pelo pensamento, intenção.

Agora estamos em comunicação virtual, cada um distante dos outros. Então, vamos tentar sentir o quanto podemos nos aproximar do nosso próximo, não por causa do coronavírus, mas por causa de outro vírus, por causa do meu egoísmo.

Eu tenho o direito de usar meu egoísmo apenas na medida em que não prejudique meu próximo. Se eu puder me aproximar sem machucá-lo, irei. E se tenho pensamentos egoístas, não posso chegar perto. Nessa forma, você já pode começar a medir a distância entre nós, a fim de entender o quão longe ou perto estamos realmente. A proximidade é definida de acordo com o meu desejo de trazer a você bondade de coração para coração.

Como podemos garantir que cumpramos nossos compromissos com o grupo e apareçamos para o treinamento a tempo e realizemos todos os exercícios necessários juntos? Eu concordo com meus colegas de grupo que estamos nos preparando para a nossa reunião virtual, para que todos pensem gentilmente no resto. Então todos devem verificar a si mesmos se podem abordar uma reunião dessas.

Se concordamos em nos encontrar, eu saio de casa e vou para meus amigos. Em algum momento do caminho, eu começo a duvidar se posso me aproximar? E se você não puder continuar e eu os machucar? Talvez eu esteja pensando em mim mesmo em vez de pensar neles? É assim que começo a estimar a distância material de acordo com a distância espiritual.

Então começamos a conversar com os amigos apenas a distâncias espirituais, descobrindo quão próximos ou distantes estamos um do outro, conectados ou desconectados. E tudo isso é sobre convergência ou distância espiritual. Acontece que a sociedade virtual nos ajuda a alcançar a conexão espiritual. Se medirmos a distância de coração para coração dessa maneira, essa já será uma dimensão espiritual.

Devemos estabelecer entre nós uma medida de referência que será espiritual, não material, isto é, não em metros ou quilômetros, mas em unidades de medida do coração, de coração para coração. Assim, desenvolvemos uma sensibilidade especial entre nós. Só se eu realmente desejo bem ao meu amigo, estou pronto para abordá-lo e me conectar com ele. Nesse caso, nunca iremos prejudicar um ao outro e nenhum vírus pode se espalhar entre nós.

Para conseguir isso de forma prática, precisamos desenvolver um programa de computador que permita treinar nossa atitude em relação aos outros da maneira como treinamos os músculos. Ele vai me mostrar o quão perto ou longe estou de outras pessoas e como posso me aproximar ou me distanciar delas. Deveria ser óbvio para mim que não estou me afastando materialmente, mas apenas espiritualmente.

É assim que começaremos a passar do mundo material para o mundo espiritual, onde tudo é medido apenas pela correspondência de propriedades, pela proximidade dos corações.

O programa deve guiar uma pessoa através de uma série de exercícios, começando pelos mais simples e ficando cada vez mais complexos, permitindo que ela entenda sua atitude em relação a várias ações, todos os tipos de desejos de outras pessoas. Ela verá se é capaz de se elevar acima de sua natureza, a fim de se conectar mais com seu próximo. Então, gradualmente, vamos nos aproximar.

Precisamos de programas de computador que treinem uma pessoa, como se estivesse em uma academia, em diferentes situações da vida e ensine-a a se elevar acima delas em benefício dos outros, e não de si mesma. Através de tais exercícios, ela verá com quem se importa mais: os outros ou a si mesma.

O programa apresentará à pessoa várias situações da vida, uma após a outra, guiando-a através de diferentes estados sensoriais e mostrando como ela está pronta para se elevar acima de seu egoísmo pelo bem dos outros e cuidar deles sem pensar em si mesma ou não está pronta para isao. Isso mudará muito uma pessoa e formará novas pessoas fora de nós. É possível criar esses programas, você só precisa mostrar um pouco de imaginação.

De KabTV, “O Impacto do Ambiente no Mundo Virtual”, 14/07/20

Entre O Egoísmo E O Criador

laitman_608.01Pergunta: Quando uma pessoa se eleva acima do egoísmo, ela vê que não há egoísmo?

Resposta: Pelo contrário, ela vê o egoísmo e como se eleva acima dele.

É impossível sem o ego, que não desaparece. Simplesmente o equilibramos com a força boa da natureza, o Criador.

O Criador criou a força oposta, o egoísmo. Para equilibrar o ego, precisamos revelar o Criador e atraí-Lo.

Assim, nós existiremos entre o egoísmo e o Criador. Nós começaremos a ver de um extremo ao outro do mundo; tudo ficará muito claro para nós. E tudo ficará bem, equilibrado e perfeito.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 10/05/20

Como O Egoísmo Natural Difere Do Egoísmo Humano?

laitman_608.02egoisPergunta: Como o egoísmo natural difere do egoísmo humano?

Resposta: O egoísmo humano é natural. Não temos nada de nós mesmos. Somos acionados pela natureza e não existem outras qualidades, sentimentos, ações ou forças em nós. O único problema é como os gerenciamos.

Pergunta: Então o egoísmo é um fenômeno natural; portanto, não podemos falar sobre destruí-lo. Mas como o usamos corretamente?

Resposta: Construam acima do egoísmo, em contraste com ele, a qualidade de doação e amor.

De KabTV, “A Era Pós-Coronavírus”, 30/04/20

O Crescimento Do Egoísmo Determina A Evolução

115.06Pergunta: Qual é a razão pela qual as pessoas perderam contato uma com a outra, têm medo de se unir às famílias e não conseguem encontrar um parceiro?

Resposta: O egoísmo. Não existe outra força que contrarie todas as nossas supostas boas intenções e impulsos. É apenas o nosso ego que nos faz querer mais que os outros, apesar dos outros, contra os outros. Não podemos fazer nada sobre isso. Lutar contra ele é inútil.

Portanto, precisamos saber como receber a força superior para equilibrar o ego. Esse é o método de se elevar acima do egoísmo, que permite que você o use em benefício de si mesmo e dos outros, a fim de atingir o nível do Criador.

Toda a nossa evolução é o crescimento do egoísmo em nós. Por milhares de anos, todos os dias, o egoísmo na humanidade tem aumentado cada vez mais.

A ciência da Cabalá explica como podemos aplicá-lo corretamente. Nisto, somos ajudados pela força superior mais poderosa e interior que controla tudo e nos ensina a ver, avaliar, conectar-se a tudo e usar o poder egoísta corretamente. Ao agir dessa maneira, basicamente mudamos nosso destino.

Pergunta: Nosso egoísmo, de fato, cresce com a evolução?

Resposta: Claro! É o crescimento do egoísmo que determina a evolução.

Pergunta: Para onde isso nos leva?

Resposta: À destruição ou ao uso correto do egoísmo.

Pergunta: Como podemos garantir que isso não leve à nossa destruição?

Resposta: Tudo já está estabelecido no programa da natureza. No final, não vamos morrer e não vamos desaparecer. No último minuto, nosso egoísmo se tornará o oposto de si mesmo. Ele verá, sentirá – mas este é o último estágio – que, se não der esse passo, perecerá. Isso levará egoisticamente à ação oposta, a uma contradição consigo mesmo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 24/05/20

Movimento Contra-Egoístico

Laitman_115.05Pergunta: Nossa natureza egoísta aparentemente tem dois lados. Por um lado, o desejo de riqueza criou desigualdade e pobreza. Por outro lado, levou ao desenvolvimento de tecnologia, comércio e comunicação.

Por um lado, o desejo de poder e glória foi a fonte de várias intrigas e guerras. Por outro lado, o Estado e a legislação foram estabelecidos.

Hoje, estamos em uma situação única, onde as atrações egoístas não funcionam mais. Qual será a força motriz do progresso no futuro próximo se o egoísmo parar de funcionar, quando a natureza não permitir que funcione, e houver pouco que nos atraia desde dentro?

Resposta: Eu acho que perceberemos que precisamos seguir uma direção completamente diferente, oposta ao egoísmo, e desenvolver a atitude da sociedade humana para que os outros níveis da natureza sejam totalmente altruístas e integrais.

Devemos nos recompor e começar a agir com o entendimento de que devemos ir contra o nosso egoísmo para nos unir e cuidar um do outro de acordo com o princípio do “ame o seu próximo como a si mesmo” e, assim, avançar para um estado em que o “amor cobrirá todos os crimes”, conexão absoluta e cuidado mútuo.

Então seremos capazes de superar a enorme barreira potencial entre nossa própria natureza e a natureza comum, para que comecemos a sentir a boa força que renova e contém toda a natureza. Dessa maneira, alcançaremos a revelação do Criador.

Pergunta: Hoje uma pessoa tem prazer em cuidar apenas de si mesma. E você diz que ela começará a gostar de cuidar dos outros. Como essa transformação pode acontecer, pois é contra a nossa natureza?

Resposta: Pode acontecer sob a influência do nosso desejo e da força superior.

Pergunta: Então, por que o egoísmo é necessário e qual é o seu propósito?

Resposta: Para que nós mesmos, em contraste com o egoísmo, tomemos consciência da necessidade de cuidar e estar conectados por bons laços um com o outro. Esta é a nossa tarefa.

Pergunta: Então o egoísmo não é destruído?

Resposta: Não, devemos trabalhar acima, apesar disso.

De KabTV, “A Era Pós-Coronavírus”, 30/04/20

Aprenda A Trabalhar Com O Egoísmo

laitman_232.06Pergunta: Se o egoísmo é ruim, se é necessário se livrar dele, o Criador não é um egoísta? Afinal, está escrito na Torá que é necessário se sacrificar pelo Criador. Mas Ele poderia ter dito: O que você sacrificou por Mim, dê aos pobres. O que é isso, se não o egoísmo? O que Ele nos ensina?

Resposta: Eu realmente não gosto dessas expressões porque elas são absurdas, completamente erradas, não originais e mil vezes transformadas.

Eu posso lhe mostrar as fontes originais e você verá que esses ditos têm um significado completamente diferente do que você me deu, embora você nem perceba que está distorcendo isso. Não há necessidade de fazer isso.

Nós devemos aprender a trabalhar com o egoísmo. Ele não desaparece em lugar nenhum. Só precisamos equilibrá-lo corretamente com boas ações. É isso aí. Ele nos é  dado pela natureza.

No mundo ao nosso redor, há mais e menos, coisas boas e ruins, e devemos usar tudo.

Nada em si é ruim ou bom. O equilíbrio entre bom e ruim, entre mais e menos, produz um efeito positivo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 10/05/20

Como Você Pode Parar De Ser Egoísta

Laitman_631.5Pergunta: Todos devem começar a trabalhar no egoísmo consigo mesmos, mas é muito difícil. Acontece que você pensa em si mesmo o tempo todo. Como as pessoas deixam de ser egoístas?

Resposta: Isso acontece gradualmente. Não se preocupe; isso vai acontecer com você também. Você terá que passar por muitos tipos de pensamentos, ponderações, mudanças e atividades conosco, mas como resultado, verá que tudo se resume à transformação interna de uma pessoa.

A pessoa começa a sentir o mundo como diferente – conectado, integral, eterno e perfeito – e a si mesma neste sistema.

Um estado surge quando a pessoa não se importa com a percepção do nosso mundo da forma que agora o sentimos, mas o importante é estar neste mundo como a parte integrante correta. Nesse caso, ela pode trazer para este mundo o que ninguém mais pode. Acontece que este mundo depende disso.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 19/04/20

Como O Egoísmo É Neutralizado?

laitman_232.05Pergunta: Você sempre diz que não precisamos e não podemos neutralizar nosso egoísmo, nivelá-lo. Basta apenas equilibrá-lo com alguma força positiva da natureza. O que é essa força positiva? De onde ela vem?

Resposta: Essa é a força espiritual.

Em nosso mundo, estamos no nível da natureza inanimada, vegetativa e animada. O homem é como um animal aqui. Se ele tiver algum tipo de ação antissocial, elas só poderão ser equilibradas se o levarmos ao próximo nível, o nível de interação espiritual, “ame seu próximo”.

Então veremos a imagem integral correta de toda a natureza e de nós mesmos dentro dela. A humanidade entenderá que pode existir sem problemas, mesmo sem a morte.

Pergunta: Como podemos evocar a força que neutraliza nosso egoísmo e o equilibra?

Resposta: Na natureza, além do egoísmo, também existe uma força altruísta que pode dar, doar e pensar não em si mesma, mas apenas nos outros. Nos falta essa força oposta à nossa força egoísta, que de forma alguma leva em conta os desejos dos outros e até vice-versa: quanto mais ela se opõe aos desejos dos outros, mais desfruta e é preenchida. Nós devemos equilibrar essas duas forças.

Pergunta: Você quer dizer que equilibrar essa boa força é causado por algumas boas ações e pelo fato de conversarmos sobre isso?

Resposta: Sim. Isso deve ser desenvolvido quando você estiver no ambiente certo, no grupo certo. É causado por pensamentos e ações, porque as ações são seguidas por pensamentos.

De KabTV, “A Era Pós-Coronavírus”, 23/04/20