Textos com a Tag 'Egoísmo'

Existe Alguma Benção Sem Egoísmo Em Nosso Mundo?

laitman_608.02Pergunta: Existem exemplos em nosso mundo que ilustram a recepção em prol da doação?

Resposta: Suponha que alguém queira me dar um presente e leve uma caixa de chocolates. Eu tenho açúcar elevado no sangue e não como doces. Mas aceito este presente porque a pessoa me dá de todo o coração. Mas, em princípio, eu a recebo para doar minha boa atitude a ela.

Em nosso mundo não há exemplo de recepção verdadeira em prol da doação. Não há nem mesmo um estado como doação em prol da doação. Aqui tudo é egoísta, egoísta e realizado apenas para o próprio bem. Caso contrário, não podemos fazer nenhum movimento: nem em pensamentos, desejos ou fisicamente. Não teríamos energia para isso. Estamos destinados a receber. É assim que somos criados.

Para começar a doar, a viver em doação, precisamos de uma energia completamente nova: a energia de doação. Nós só começamos a recebê-la estudando em grupo. Então ganhamos a oportunidade de gradualmente alcançar as propriedades da doação altruísta sem consumir qualquer energia egoísta. Afinal, nós receberemos energia do Criador.

Eu me aproximo do Criador como me aproximo do sol: eu recebo energia Dele e, portanto, posso doar. Só assim podemos agir na espiritualidade.

É isso que precisamos aprender e está à nossa frente.

Da Lição de Cabalá em Russo 14/10/18

Como O Desejo De Receber É Diferente Do Egoísmo?

laitman_600.04Pergunta: Qual é a diferença entre o desejo de receber e o egoísmo?

Resposta: O desejo de receber é um desejo natural, e o egoísmo refere-se ao prazer à custa de outro. Por exemplo, se um leão faminto ataca uma ovelha e a mata para tomar café da manhã, isso se chama desejo.

Uma pessoa quer humilhar os outros, lucrar com eles, ganhar às suas custas. Ela não gosta do processo de receber para si mesma, mas do fato de que, através dele, domina os outros. Isso é egoísmo.

Em outras palavras, há um desejo natural de saciedade, de ser preenchido e há o desejo egoísta. Se eu quero simplesmente receber prazer, é uma necessidade básica para a minha existência. No entanto, se eu desejo receber algo especificamente à custa dos outros, contra eles, a fim de elevar-me mais alto do que eles, isso é egoísmo.

Da Lição de Cabalá em Russo 16/9/18

A Partir Do Egoísmo

laitman_276.04Nós somos construídos a partir do desejo de desfrutar, do egoísmo, que só se preocupa com o seu próprio bem. Mas essa força que existe em mim e se preocupa comigo não é eu; é uma força estranha que existe no corpo. Nós não a entendemos e nos identificamos com ela porque nascemos e crescemos com ela.

Eu não posso nem imaginar que o meu desejo egoísta não seja realmente meu. Eu posso me elevar ou me separar dele e senti-lo como um estranho que existe fora de mim. Isso é chamado de poder do Faraó sobre o homem. Se eu descobrir que o egoísmo está fora de mim, isso significa que eu revelo o Faraó.

Se eu construo o amor pelos amigos do grupo e através dele tento atrair a Luz circundante, esta Luz me afeta e me afasta do meu desejo de desfrutar. Então sinto que essa força é estranha, não minha. Apenas me dominava tanto que eu achava que era eu.

Aos poucos, eu percebo que o egoísmo não é eu, mas foi tão astuto e insidioso que me penetrou e assumiu o controle de todos os meus desejos e pensamentos, meu coração e minha mente. Ele governou tudo, mas agora vejo que posso me libertar gradualmente, afastá-lo e permanecer do lado de fora.

Eu quero estar em território neutro, não sob o seu domínio. Eu sinto que ele determina o que penso e o que quero. E não concordo com isso! Eu quero que uma força diferente me governe: a força de doação, a força do Criador. Essas duas forças são opostas entre si.

Mas como posso fazer isso? Eu vejo que o desejo egoísta está me levando para o túmulo. Basta olhar para o que está acontecendo com o mundo, para onde ele está indo. Todos já estão começando a entender para onde a natureza egoísta está nos empurrando.

Portanto, eu preciso da Luz que reforma, a força da Torá, que me separará do meu desejo de desfrutar. Vou começar a sentir que esse desejo é mal e que posso sair dele. Eu tive “sete anos de gordura” (“sete anos de saciedade”) quando desfrutei do meu desejo de desfrutar, o fruto de seu desenvolvimento de forma capitalista e egoísta, e todas as bênçãos do progresso.

No entanto, hoje revelamos que o desejo egoísta não nos levará ao bem. Acontece que esse poder é mal. Então você precisa decidir o que fazer. As pessoas com um ponto no coração orientado para a força superior que desejam revelar o Criador, o mundo superior, a essência da vida e seu propósito, têm uma direção na vida e estão prontas para realizá-lo.

De cima, elas são levadas a um grupo, para o lugar de sua correta realização, e o objetivo de uma pessoa é escolher esse bom destino e despertar a Luz que reforma através do grupo. Somente com a ajuda da Luz a pessoa pode começar a se separar de seu egoísmo, que a enterra, e começar a senti-la como a força de outra pessoa, o poder do Faraó, e odiá-lo. Embora eu tenha crescido na casa do Faraó, no final eu fujo dele.

Nós podemos fazer todo esse trabalho na dezena, cada um ajudando e apoiando os outros e mostrando um exemplo de doação mútua. Na medida de nossos esforços para nos unirmos, atrairemos a Luz que reforma que nos separará do desejo egoísta e nos levará a um novo lugar, sob o bom poder do Criador.

Por um lado, o domínio do Faraó, por outro lado, o domínio do Criador, e nós estamos no meio entre os dois. Como resultado, o Faraó se transforma na linha esquerda, a luz que reforma na linha direita, e no meio incluímos ambas as forças.

Nós recebemos o desejo de desfrutar desde o nascimento, nós o pegamos emprestado do Faraó, que é chamado de deixarmos com muitas posses. Acima disso, construímos uma restrição, uma tela e a Luz refletida, todas as correções recebidas da Luz que reforma e, assim, somos libertos.

Portanto, sem implementar no grupo, não temos absolutamente nenhuma chance de seguir esse caminho. Tudo começa com a quebra do pecado da Árvore do Conhecimento. Como Adão perguntou ao Criador: “Será que eu e meu jumento comeremos do mesmo cocho?” – ou seja, serei um burro que só gosta de encher seu corpo? E onde está o homem em mim?

O Criador responde a isto: Espere, haverá a quebra, a revelação do mal, e daí “pelo suor do seu rosto comerás o pão”, isto é, você ganhará sabedoria, revelará o Criador e se tornará um homem.1

O Faraó aparece pela primeira vez quando eu sinto como meu egoísmo se separa, se desprende e se torna um estranho. Eu sinto que ele e eu não somos a mesma coisa. O egoísmo é uma potência estrangeira colocada sobre mim desde cima. Embora seja estabelecido pelo Criador, eu discordo dele. Então esta força é chamada Faraó. Este já é um avanço significativo.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá. 13/01/19, Escritos do Rabash, Vol. 1, Artigo 2, “Sobre o Amor dos Amigos” (1984)
1 Minuto 14:00
2 Minuto 38:20

Desenvolvimento Espiritual E Crescimento Do Egoísmo

Laitman_524.01Rabash, “Sobre a Importância da Sociedade”: E o homem, a quem O Zohar compara à árvore do campo, sofre, como a árvore do campo, de maus vizinhos. Em outras palavras, devemos sempre eliminar as ervas daninhas ao nosso redor que nos afetam, e também devemos nos manter longe de ambientes ruins e de pessoas que não favorecem o caminho da verdade.

Portanto, em questões de trabalho no caminho da verdade, a pessoa deve isolar-se de outras pessoas … isto é, de pessoas que não seguem este caminho. Precisamos de uma vigilância cuidadosa para não sermos atraídos a segui-los.

Isso é chamado de “isolamento”, quando a pessoa tem pensamentos sobre a “autoridade única”, chamada “doação”, e não a “autoridade pública”, que é o amor próprio. Isso é chamado de “duas autoridades”: a autoridade do Criador e sua própria autoridade.

Pergunta: As pessoas que começam a estudar seriamente a Cabalá, de repente têm vários novos desejos de riqueza, conhecimento e coisas externas. Por que isso funciona dessa maneira? Afinal, antes disso, elas não ansiavam por essas coisas.

Resposta: Isso acontece para dar-lhes a oportunidade de compreender a si mesmas e separar os desejos espirituais dos materiais.

Elas têm grandes desejos por riqueza, fama, poder e até por conhecimento. Isso é natural porque, em contraste com o desenvolvimento espiritual, o componente material sempre crescerá. Então, é dito: “Aquele que é maior que seu amigo, seu egoísmo é maior”.

De KabTV “A Última Geração”, 24/04/18

Um Tipo Especial De Egoísmo

Laitman_509Pergunta: Você está dizendo que a nossa época atual é diferente das outras em que as almas inferiores desceram ao mundo e o egoísmo aumentou. O que você quer dizer com isso?

Resposta: Quero dizer que chegamos ao estado em que precisamos entrar no mundo superior.

Com nosso pequeno egoísmo, voltado apenas para ganhar mais ou ter sucesso em algo, não podemos conseguir nada. Na vida você tem alguns objetivos, preferências, valores e passa toda a sua vida girando entre eles.

Objetivos terrenos, no entanto, não são egoísmo. O verdadeiro egoísmo se manifesta apenas em relação à unidade espiritual entre as pessoas: onde há sérios obstáculos.

Pergunta: Existe egoísmo para com o Criador?

Resposta: Claro. É o tipo onde quero estar em vez Dele! O Criador criou o egoísmo igual a Ele, e assim o ego sente tal impulso.

Pergunta: Isso significa que os Cabalistas têm uma conexão com o Criador e querem usá-Lo para o seu próprio benefício?

Resposta: Se você já está neste sistema e tem uma conexão com o Criador, então o egoísmo espiritual é chamado de Klipa, e estes são obstáculos completamente diferentes, especiais, que precisam ser corrigidos.

Da Lição de Cabalá em Russo 24/06/18

Diferentes No Egoísmo, Iguais Na Doação

laitman_943Pergunta: Se a alma é todos nós, isso significa que ela contém propriedades diferentes porque somos todos diferentes; que ela está sempre presente e só precisamos ver sua diversidade?

Resposta: Somos todos muito diferentes e, no entanto, iguais. Somos diferentes em nosso egoísmo porque todos querem um pouco para si, do seu jeito, na forma mais fácil para si.

Entretanto, se estamos falando da propriedade de amor e doação, tudo é muito mais simples porque tenho que absorver os desejos, propriedades e aspirações do outro e tentar preenchê-los em benefício dele, e não para o meu próprio benefício.

Então, eu reúno todas as minhas forças e habilidades e me concentro no outro, como uma mãe que deseja dar tudo de si para seu bebê.

Da Lição de Cabalá em Russo 10/06/18

Crises Múltiplas De Egoísmo

laitman_252O egoísmo cresce cada vez mais e revela tais desejos que em breve as pessoas morrerão de fome e se matarão com bombas nucleares; haverá uma guerra global de destruição de todos por todos. O desejo egoísta está se intensificando além de todos os limites. Ele deve se satisfazer com tudo que deseja ou destruir os outros, considerando-os culpados por seus problemas. Este é o estado que o mundo inevitavelmente alcançará.

Quanto mais cresce o desejo de receber, mais armas, guerras e problemas no mundo. Além disso, até mesmo a ameaça de uma guerra nuclear, como Baal HaSulam escreveu, já é uma notícia antiga. Hoje, um ataque cibernético é suficiente para colocar todos os computadores offline e o mundo inteiro mergulharia na escuridão. Não haveria luz, nada funcionaria. É assim que as superpotências mundiais seguram-se pela garganta.

Nós nem precisaremos de armas nucleares. Mesmo sem elas, morreremos de fome, não haverá oxigênio nos hospitais, nem água nas torneiras, os aplicativos que usamos nos nossos telefones não funcionarão – todos os sistemas deixarão de funcionar. Isto é ainda pior que uma explosão nuclear. Não podemos imaginar um mundo sem uma rede de computadores.

É assim que o Criador força a humanidade a aceitar o Seu programa. Caso contrário, é impossível levar a nós, pequenos egoístas primitivos, para um estado melhor. Não temos nada com que culpar o Criador. Ele deu ao mundo todas as possibilidades para realizar uma vida melhor, nos deu um grupo especial chamado a nação de Israel e o método que poderia salvar a humanidade.

Mas olhe o que está acontecendo agora com esse grupo – a nação de Israel? Estamos dentro do nosso desejo de receber e não queremos ficar de fora deste rabanete amargo. A humanidade sofre porque a nação de Israel não está percebendo as oportunidades dadas a ela. Nós recebemos os meios para corrigir esse estado, mas não estamos corrigindo-o.

Precisamos mudar o gerenciamento superior de negativo para positivo. Com a ajuda de um pequeno interruptor, é possível iluminar o mundo inteiro.

Um interruptor pode desligar a eletricidade em todo o mundo. Mas há este pequeno bloco no caminho do Criador para a humanidade. Chama-se Israel. O destino da humanidade depende se este bloco está funcionando corretamente ou não. “Israel” é todos aqueles que têm um ponto no coração, despertando-os para a conexão, a fim de chegar a um clamor ao Criador, para obrigá-Lo a mudar o controle superior do mal aparente para o bem.

Sob orientação misericordiosa, a criação recebe mais luz superior e começa a compreender de onde tudo vem e por que, e então eles também querem se unir. Uma vez que existe uma centelha espiritual em cada pessoa, cada uma é parte da alma coletiva quebrada de Adão.

A centelha, no entanto, não despertou em todos, na medida em que podem sentir a influência da Luz. É por isso que precisamos despertar a Luz e fortalecê-la, o que é apenas o que Israel pode fazer. Então, centelhas em todas as pessoas também despertarão e desejarão se unir e existir em uma única união. Em última análise, elas também se tornarão Israel, em outras palavras, se esforçarão “direto ao Criador” (Yashar-Kel).

A Luz que reforma desperta a necessidade do Criador, a necessidade de unidade e a necessidade de doação dentro da criação. A centelha espiritual pode estar em um dos quatro níveis: inanimado, vegetativo, animado e humano. Se a centelha está no quarto nível humano, então, para avançar, é necessário superar obstáculos, problemas e dúvidas.

No entanto, no resto da humanidade, esse avanço será muito mais fácil, como o dos anjos. Nós só precisamos apoiar a Luz circundante e com a sua ajuda, as pessoas serão capazes de realizar atos de doação, conexão e amor. Eles não enfrentarão lutas internas; não haverá classe entre Bina e Malchut. Isso tudo é apenas entre os Cabalistas e, portanto, tudo depende de nós.

É por isso que a atitude do mundo em relação a Israel se tornará cada vez pior e, no final, alcançará o mesmo nível da Alemanha nazista. No entanto, essa atitude depende apenas de nós. As nações do mundo já nos culpam pelo controle do mundo. Então, vamos começar a administrá-lo e trazer mais luz ao mundo do que agora.

Todo controle vem somente através da Luz; a Luz desperta tudo – a natureza inanimada, vegetativa, animada e humana – para o desenvolvimento. Quanto mais leve, mais rápido o desenvolvimento. Se a Luz nos avança mais rapidamente, então os genes informacionais (Reshimot) se revelam, e isso é chamado de “Achishena”, a aceleração do tempo pelo caminho positivo, o preferido pelo Criador e por nós.

Se não há Luz suficiente para iluminar o estado revelado pelas Reshimot, isso é experimentado como adversidade, até mesmo guerra. Eu espero muito que não cheguemos a uma guerra mundial total. Eu acho que o estado se materializará de maneira diferente, mas não será muito mais fácil para nós.

Imagine que não haja suprimentos, negócios, gás, comida ou água na torneira. Para a pessoa que vive no mundo moderno, isso é uma catástrofe. Este é o caminho do sofrimento.

No entanto, existe um caminho de Luz: se as pessoas sentem que existe o método da Cabalá, que é capaz de salvá-las da morte, e se estão prontas para estudá-lo e realizá-lo. É melhor não esperar por uma crise, mas fazer o salto do estado atual para um estado espiritual agora mesmo. Caso contrário, num futuro muito próximo, teremos crises na economia, nas relações humanas – uma crise múltipla.1

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 13/07/18, Escritos do Baal HaSulam, “A Última Geração”
1 minuto 5:00

O Egoísmo Sai Da Ocultação

laitman_293A atitude das nações do mundo é uma projeção do estado interno do povo de Israel. Mesmo o egoísmo das nações do mundo é causado pelo fato de Israel não estar corrigido. Se o povo de Israel se corrigisse, nenhum mal restaria no mundo. Todas as nações seriam imbuídas da boa força dessa correção, o que seria suficiente para elas.

No entanto, à medida que o povo de Israel desce cada vez mais baixo, o antissemitismo aumenta. Isso é especialmente evidente agora quando chegou a hora de fazer correções e não as fazemos. Nosso desejo de desfrutar já está maduro para a correção e saiu da ocultação.

O egoísmo se manifesta exigindo correção e, em vez disso, o impulsionamos internamente. Desta forma, revelamos o ódio nas nações do mundo. No entanto, criamos esse ódio dentro de nós mesmos e o revelamos fora. Não há maldade no mundo. Todo o mal emerge de nós, e assim nós o vemos na nossa frente.

O mundo inteiro é uma projeção de minhas qualidades. Portanto, como posso exigir que alguém se torne amável? Eu devo me corrigir para que a bondade esteja dentro de mim, e não haja nada negativo do lado de fora, só o bem.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/02/18, Lição sobre o Tópico: “O Dia da Unidade da Nação Israelita”.

Por Que Há Tantas Pessoas?

laitman_423.03Pergunta do Facebook: Por que o Criador precisa de tantas pessoas no planeta Terra?

Resposta: O número de pessoas no planeta, incluindo aquelas que morreram e aquelas que ainda estão por nascer, é estritamente predeterminado porque depende do volume do desejo egoísta que devemos corrigir. E cada um de nós: vivo, morto ou ainda para nascer, carrega esse desejo.

Seguindo esse processo, estamos chegando ao fim da correção. Os desejos estão se tornando maiores e é por isso que precisam ser divididos em um número maior de corpos. É por isso que a população aumenta.

Pergunta: Isso significa que se houvesse menos corpos, eles não teriam podido perceber a pressão egoísta?

Resposta: Claro. Tudo é estritamente regulado.

De KabTV “Notícias com com Michael Laitman”, 23/11/17

Avaliando Pessoas Conforme As Características Espirituais

laitman_206Pergunta: Por que os intelectuais da sociedade, os líderes da geração, sentem o maior ódio para com as pessoas?

Resposta: É porque eles também são egoístas não corrigidos. Aqueles que atingem níveis elevados nos campos social, político, econômico e até científico, são indivíduos com um egoísmo unilateral muito grande. É natural que eles percebam todos os outros como seus potenciais concorrentes e suspeitem que alguém os prejudicará.

É impossível se queixar de indivíduos que não aprendem a sabedoria da Cabalá, com as mesmas exigências que se faria aos Cabalistas. Muitas vezes eu ouvi: “Ele é um grande ator!”, mas em relação às suas características espirituais, ele pode ser o pior e mais baixo indivíduo. Nós nos enganamos se damos de imediato um rótulo de perfeição a ele.

As qualidades espirituais estão no amor ao próximo, e tudo relacionado ao amor ao próximo.