Textos com a Tag 'Criador'

Como A Pessoa Deve Perceber O Criador?

laitman_282.01Pergunta: Como devo perceber o Criador através de um professor: como uma espécie de mente ou como pessoa?

Resposta: Definitivamente não como uma pessoa! Se tais imagens surgirem, devemos descartá-las imediatamente.

O Criador é uma força comum em todos nós sem exceção. Ela nos unifica e nos preenche. É um campo comum em que existimos. A qualidade deste campo é amor e doação absolutos. Nada mais.

Da Lição de Cabalá em Russo, 12/02/18

Como A Pessoa Faz Um Pedido Correto Ao Criador?

laitman_284.07Pergunta: Como eu peço corretamente se percebo que o pedido apaga o sentimento da situação em que estou? Eu não estou evitando o que o Criador me enviou?

Resposta: Não. Muitas vezes, quando você pede, você começa a perceber que seu pedido é antinatural e fraco e que deveria estar pedindo outra coisa, declarando sua solicitação de forma diferente. Não importa.

Você deve entender que existimos dentro de um sistema rígido. Você não envia apenas uma carta a algum lugar e esse é o fim dela. Você trabalha constantemente neste sistema; portanto, seu apelo muda ao longo do caminho, é reformulado.

O sistema reage à sua maneira. Por exemplo, quando começo a dizer algo, meu pensamento muda. Começo a descobrir outras opções para as perguntas, respostas diferentes, formas de expressá-las etc. Esta é a interação com o sistema em que eu existo e não consigo sair dessa matriz.

Da Lição de Cabalá em Russo, 04/11/18

Tudo É Somente Dele

laitman_962.1Baal HaSulam, “Introdução ao Estudo das Dez Sefirot”: Há uma grande necessidade de explicar de uma vez por todas por que a vinda do Messias depende do estudo da Cabalá nas massas, que é tão prevalente no Zohar e em todos os livros de Cabalá. A multidão já discutiu isso inutilmente e tornou-se insuportável.

Mesmo todos aqueles que estudam a Torá, toda graça que eles fazem, eles fazem por si mesmos. Nesse tempo, o espírito sai e não retorna ao mundo. Este é o espírito do Messias.

O problema é que as pessoas separam tudo o que acontece da raiz superior e não querem ver que a força superior age em tudo. “Não há lugar livre do Criador”, não há ação que seja realizada sem a Sua participação. Isso acontece em todos os momentos da nossa vida. A pessoa deve perceber que todos os seus desejos, pensamentos e ações, mesmo os piores, são ditados pelo Criador, e ela deve determinar sua atitude em relação às ações Dele. Então, ela chegará à adesão com a força superior, em seu estado atual.

Uma pessoa justifica o Criador, percebendo que Ele está agindo para corrigir a atitude dela em relação ao que está acontecendo. O Criador a conduz através de todos os tipos de estados que não são justificados do ponto de vista de uma lógica racional animal. Mas tentando atribuir tudo ao Criador, “além de quem não há nada”, uma pessoa muda sua atitude em relação ao que está acontecendo. O principal para ela é atribuir tudo ao Criador para agradá-Lo. Ela não leva em conta seus sentimentos desagradáveis, medos, mágoa, orgulho etc.

Primeiro, ela decide que tudo vem do Criador, mas não pode justificá-Lo por sua dor. Então ela concorda com o estado desagradável, percebendo que é necessário. Isto é, ela já justifica o Criador que a corrige dessa maneira, mas ainda se sente mal. No final, ela se eleva acima de seu sentimento amargo devido à importância do objetivo, que cobre a dor material sentida no desejo de desfrutar. Desta forma, ela alcança a devoção ao Criador.

Todos os estágios anteriores são chamados de “um escravo”, uma “serva ajudando a patroa”, seu desejo corrigido, Malchut.1

No estado de Lo Lishma, eu atribuo todas as ações ao Criador, tento me agarrar a Ele com todos os meus pensamentos e desejos, conectando tudo o que acontece no mundo a Ele. Afinal, “Não há outro além Dele”. Mas, ao mesmo tempo, eu ainda acrescento meus sentimentos a isso, sentindo eventos agradáveis ​​e desagradáveis, querendo alguns deles e não querendo os outros. Isto é, em tudo que acontece, meu interesse pessoal está presente consciente ou inconscientemente.

Eu me vejo pensando que gostaria de um resultado diferente dos acontecimentos e lamento o que aconteceu. Tristeza e arrependimento confirmam o fato de que não estou satisfeito com a governança do Criador. Não há dúvida de que somente Ele me governa, mas eu ainda não concordo com Ele, não sou devotado a Ele. Se eu não permanecer completamente alegre em nenhum estado, bom e ruim, significa que não estou em adesão com o Criador.

Esse estado é chamado Lo Lishma porque eu gostaria de transformar um pouco cada estado em uma direção mais agradável para meus sentimentos e compreensão. Isso indica falta de adesão.2

É necessário decidir na prática se todos os estados que sinto vêm do Criador ou não. Diferentes estágios são possíveis aqui: maior ocultação ou maior revelação. Esta decisão é feita na mente. Além disso, é necessário definir no sentir: o que está acontecendo é agradável ou desagradável para mim? Eu concordo mais ou menos com isso? Estou alegre ou não?

Eu devo concordar em minha mente, coração, sentimentos, e com a minha razão que tudo vem do Criador e tudo é lindo; isto é, o Criador é bom e faz o bem e não há outro além Dele. Bom que faz bem, de acordo com meus sentimentos, e não há outro além Dele, de acordo com minha conclusão razoável, minha ação. Isso é tudo que precisamos fazer.

Se ainda não conseguimos isso, devemos atrair o máximo de luz que pudermos através da dezena e nos dirigir ao Criador com uma oração. E o principal é aumentar a importância do Criador, Sua singularidade em tudo: Ele é o primeiro e é o último; tudo é somente Dele.3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 01/03/19, Baal HaSulam, “Introdução ao Estudo das Dez Sefirot, Item 31″
1 Minuto 12:35
2 Minuto 35:05
3 Minuto 1:17:50

O Criador Responderá E Eu Entenderei

Laitman_112Pergunta: Como os novos alunos podem fazer perguntas adequadas? Como alguém pergunta corretamente?

Resposta: Não tente ser inteligente. Tente agir a partir do seu coração. Pergunte do modo que você sente.

Como uma criança que chora e sua mãe entende o porquê e o que ela precisa, você também deve fazer isso; se você perguntar o que está em seu coração, sem pensar demais, tudo vai dar certo. Então o Criador lhe dará uma resposta e eu também entenderei você.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/11/18

Triângulo: Eu – Grupo – Criador

laitman_938.03Pergunta: O que devemos sentir primeiro: o desejo (falta) do Criador ou o desejo de um amigo?

Resposta: Pode ser ambos. Devemos chegar à adesão com o Criador, isto é, completar a conexão com a qualidade de doação. Isto só pode ser alcançado através do grupo.

Portanto, primeiro você deve se conectar totalmente com a dezena. Isso só pode ser feito se você exigir que o Criador lhe dê a qualidade da conexão, a qualidade da misericórdia (Hassadim), de modo que Ele o influencie com a Luz circundante (Ohr Makif), com a ajuda da qual você pode se unir aos seus amigos.

Você usa o Criador para se unir aos seus amigos e faz isso para se aderir ao Criador. Este é um triângulo constante.

Portanto, você deve agir nos dois sentidos. Isto é, use a dezena para alcançar a adesão com o Criador, para dar-lhe prazer, para trabalhar para Ele; por outro lado, una-se dentro da dezena. Para fazer isso, você precisa recorrer ao Criador para ter o poder de se unir à dezena. Você deve girar constantemente neste triângulo.

O mais importante é vir “do amor dos amigos ao amor do Criador”. Portanto, use o Criador para alcançar o amor dos amigos e, a partir deles, do ponto mais alto que pode ser alcançado, a união chamada amor, quando você estiver incluído em um desejo e uma intenção, você será direcionado ao Criador como um todo.

Da Lição de Cabalá em Russo 05/02/19

Ouça As Revelações Do Criador

laitman_547.05Pergunta: Você costuma dizer: “O Criador disse”. O que você quer dizer? Com quem Ele falou? Quando Ele falou?

Resposta: Naturalmente, o Criador não tem boca nem língua, nem cordas vocais. Nós simplesmente nos expressamos em linguagem terrena.

O Criador é uma força. Uma força nem mesmo no sentido físico da palavra, mas no pensamento. Não há nada além de pensamento. Nós constantemente existimos dentro dele. E o fato de que nos parece que temos corpos físicos, propriedades e qualidades – não há nada disso.

Só existe pensamento.

Pergunta: Quando eu ouço algo de alguém, posso dizer que através dele o Criador fala comigo?

Resposta: Sim. Este é um assunto diferente. Desta forma, Ele se comunica conosco.

Mas para isso, você precisa ter um repetidor, um retransmissor em você. Ao ouvir uma pessoa, você começa a entender o que o Criador quer lhe dizer. Você deve traduzir seu discurso em linguagem espiritual. Então você vai ouvir as palavras divinas das pessoas, mesmo de um varredor de rua. Ele não saberá o que está dizendo e você ouvirá as revelações do Criador através dele.

Da Lição de Cabalá em Russo 14/10/18

Coroe O Criador

laitman_962.8O principal trabalho espiritual é aumentar a grandeza do Criador. Somente a criação decide se o Criador é grande ou pequeno. O Criador criou uma ocultação, o egoísmo, que O oculta da criação. E a criação deve, acima desta ocultação, coroar e elevar a grandeza do Criador, estabelecer o reino superando vigorosamente todas as telas egoístas com as quais o Criador se cobre.

Tudo o que acontece conosco neste mundo é representado pela mente e coração egoístas e é um convite para remover a ocultação, aumentando a grandeza do Criador a cada passo. Queremos revelar o poder da força superior, ao lado da qual nada mais existe.

O Criador se esconde em nosso desejo de desfrutar, e devemos revelar Seu poder a partir desta ocultação, declarando que Ele é a única razão para tudo o que sempre foi, é ou será. É assim que nós O construímos, como está escrito: “Você Me fez”. Por trás de todas as ocultações, descobrimos que o Criador é a única força no mundo.

Quanto mais anulamos nosso egoísmo e atingimos as qualidades do Criador, Seu programa, mais podemos nos elevar e ter sucesso nesta obra, de acordo com o grau de nossa anulação. 1

Estamos tentando estabelecer a regra do Criador, apesar da completa ocultação e falta de gosto no trabalho. Estamos tentando com todas as nossas forças detectar o Seu governo, como se estivéssemos tentando espreitar através do nevoeiro ou ver no escuro. É assim que eu tento detectar que o Criador orquestra todo estado, opinião e desejo para mim. E eu resisto a esta ocultação e tento ver o Criador através dela, para entender que é Ele quem está criando este estado.2

A principal coisa que determina nossa percepção da realidade não é a situação, mas sua causa: “Meu filho fez isso ou outra pessoa o fez? O Criador está por trás disso ou outra pessoa com intenções completamente opostas?” Quando revelamos que vivemos em uma realidade completamente integral, onde apenas a força única do Criador, o propósito da criação, está em ação, naturalmente nossa percepção muda.

Isso não significa que vemos imagens diferentes diante de nós; simplesmente, a razão, a fonte de tudo o que está acontecendo, muda. Nós revelamos a rede controlando todo este jogo: quem controla todos os fantoches atrás da cortina deste teatro de bonecos.

E Ele está fazendo tudo para mim! Mas quem sou eu? Eu sou um ponto no coração. Meu boneco também está lá, entre todos os outros bonecos neste teatro da vida. Mas eu observo essa peça do meu ponto no coração.3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 08/01/19, “Aumentar A Grandeza Do Criador Aos Nossos Olhos” (Preparação para a Convenção Mundial de 2019)
1 Minuto 0:20
2 Minuto 7:00
3 Minuto 58:00

Cabalá Prática: Atribua Tudo Ao Criador

laitman_962.2A ciência da Cabalá destina-se a nos ensinar como alcançar a revelação do Criador, não apenas para revelá-Lo na mente, mas para se fundir com Ele de modo que “Todos os meus ossos dirão”, o que significa revelar a força superior em toda a percepção de uma pessoa: nas sensações e na mente, em cada célula sensorial e intelectual.

O estudo da Cabalá ocorre em três etapas. No primeiro estágio, estudamos sobre o que é a ciência da Cabalá: sobre esse mundo, sobre a natureza humana (egoísmo), sobre como o egoísmo organiza toda a nossa vida neste mundo histórica e geograficamente.

Depois, estudamos o mundo superior, a partir do topo, do primeiro ponto em que todas as criações se originam. Esta é uma realidade espiritual separada de nós. Há o desejo de desfrutar e a força oposta: a restrição, a tela e a Luz superior, o Criador, o desejo de doar. Essas duas forças podem se aproximar e interagir uma com a outra, alcançando conexão e adesão em diferentes níveis chamados de escada espiritual. Os degraus espirituais mostram como a força a superar permite que o desejo de desfrutar assemelhe-se ao poder de doação do Criador.

No início, esses dois mundos parecem estar completamente desvinculados um do outro. Existe este mundo, governado pelo egoísmo primitivo, controlando todas as partes da criação: natureza inanimada, plantas, animais, pessoas. Há também o mundo espiritual em que o desejo de desfrutar armado com a força para vencer e a Luz superior operam.

Entretanto, no terceiro estágio, dedicado ao trabalho do Criador, a pessoa estuda como deste mundo ela pode gradualmente ascender à realidade superior e assemelhar-se ao Criador. Já é sobre Ele.

Enquanto isso, ela ainda está no nível deste mundo, aproximando-se apenas da equivalência com o Criador, organizando um grupo, uma dezena, ainda sem saber o que é o mundo espiritual; isso é chamado de tempo de preparação. Em seguida vem o período de entrada na espiritualidade – trabalho espiritual prático. Nesse estágio, começamos a trabalhar não em como organizar o trabalho dentro do desejo de desfrutar, mas como superá-lo, isto é, elevar-se acima dele em direção ao desejo de doação, o poder de Bina.

Por isso, exercitamos a fé acima da razão, referindo todos os nossos estados à força superior, ao Criador. É assim que tentamos nos separar, nos distanciar do estágio do desejo de desfrutar, do sentimento e do entendimento dentro do egoísmo, e elevar-nos ao próximo nível, à fé, ao desejo de doar.

Em nossas tentativas de pular acima do desejo de desfrutar para o desejo de doar, somos como filhotes aprendendo a voar: pulando, tentando voar, mas fracassando. No final, eles conseguem e começam a pairar no ar. E assim estamos tentando saltar acima de nós mesmos. O exercício é simples: tudo que eu entendo e sinto, em minhas sensações e mente, devo me relacionar com o Criador como vindo Dele. É assim que mudo o poder do Faraó para o poder do Criador.1

Sem coletar o público externo ao nosso redor e anexá-lo a nós, não seremos capazes de nos elevar. Nós devemos estar conectados com todos, como está escrito: “Eu habito entre o meu próprio povo”. É através de AHP, os círculos externos, que o Criador é revelado se não os negligenciamos por orgulho e egoísmo, mas cuidamos deles. Afinal, cuidar de pessoas equivale a cuidar do Criador. O Criador habita nas pessoas e, se tratarmos as pessoas como a morada do Criador, seremos capazes de alcançar o mundo superior, a fé acima da razão e todos os níveis espirituais.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 11/02/19, “Aumentar A Grandeza Do Criador Aos Nossos Olhos” (Preparação para a Convenção Mundial de 2019)
1 Minuto 00:20
2 Minuto 15:30

O Criador Tem Seu Próprio “Eu”?

laitman_259.02Pergunta: O Criador tem uma personalidade, o seu próprio “eu”?

Resposta: O Criador tem o seu “eu” e este “eu” é o único que existe em todo o universo. Não há nada além do Criador, ou melhor, além do pensamento, o plano da criação! E nós existimos neste pensamento, neste plano.

Pergunta: Se o Criador governa tudo e dá vida a tudo o que existe, o que significa alcançar o Seu nível? Significa se tornar uma fonte de vida para todos e governar a todos?

Resposta: Você é apenas um tubo, um canal através do qual o pensamento do Criador passa para toda a criação.

Da Lição de Cabalá em Russo 07/10/18

Sinta O Jogo Do Criador

laitman_934Pergunta: Há eventos que percebemos como certos ou errados, bons ou maus. Depende da nossa percepção? Ou existe um sistema de bem e mal?

Resposta: O mal não existe. E os chamados efeitos negativos são necessários apenas para nos empurrar em direção ao objetivo da criação, para nos colocar em movimento.

Se você sentir algum impacto em si mesmo, deve primeiro relacioná-lo ao Criador e tentar se unir ainda mais a seus amigos, apesar dessa influência. Então, olhe o que acontece com o impacto negativo: ele permanece ou gradualmente desaparece como neblina. A partir disso, você começará a experimentar o jogo do Criador. Isso não é psicologia, mas forças que atuam na natureza.

Então, primeiro tente resolver quaisquer efeitos negativos no grupo, em maior conexão uns com os outros.

Isso é o que fazemos em todas as aulas diárias da Cabalá. Assista às nossas lições às vezes, mesmo que a princípio elas pareçam difíceis, confusas, privadas demais para você. Nestas lições, estudamos o impacto do Criador em nós e nossa reação correta, que nos leva ao objetivo: à revelação do Criador.

Revelar o Criador é revelar o sistema de governo, revelar a causa do que está acontecendo em nós, conosco, ontem, amanhã, antes da vida, depois da morte, etc. Este é o assunto da ciência da Cabalá.

Da Lição de Cabalá em Russo, 14/10/18