Textos na Categoria 'Trabalho em Grupo'

A Fim De Não Se Perder

laitman_942Rabash, “Com Respeito à Importância da Sociedade”: Portanto, em questões de trabalho no caminho da verdade, devemos nos isolar das outras pessoas. Isso porque o caminho da verdade requer constante fortalecimento, pois é contra a visão do mundo. A visão do mundo é conhecer e receber, enquanto a visão da Torá é fé e doação.

Pergunta: As pessoas deixarão o grupo da última geração?

Resposta: Elas vão embora porque no grupo da última geração é preciso fazer grandes esforços para progredir constantemente.

O fato é que quando você está em grupos psicológicos ou grupos engajados em práticas espirituais, o movimento acontece com base no conhecimento ou desenvolvimento do método.

No entanto, no grupo Cabalístico, o mecanismo egoísta opera constantemente e isso meio que o empurra para fora do grupo. Se você não trabalha constantemente contra ele, você não se eleva acima dele e não pode avançar. Portanto, no grupo Cabalístico, há sempre a necessidade de esforços adicionais e não se pode ficar parado. É isso que força a pessoa a avançar.

Pergunta: Por que quando uma pessoa é retirada do grupo, ela parece ir contra o grupo e/ou o método?

Resposta: Ela deve justificar-se egoisticamente, então ela se volta contra o grupo em que estava. Ela quer mostrar que está certa e eles estão errados. Ela, portanto, tenta encontrar falhas no grupo para provar seu ponto de vista.

Quando uma pessoa chega ao grupo, o ponto no coração, que é despertado de cima, fala dentro dela. De repente, ela sente que sua alma está aqui.

Então, para ficar no lugar, ela precisa fazer um esforço. Este é o lugar do trabalho espiritual. Ela se segura de alguma forma, por algum tempo, mas se não faz esforços sérios, é desviada do caminho.

Pergunta: Como uma pessoa pode fazer um esforço para limpar todas as opiniões que absorveu durante a sua vida?

Resposta: Tudo está escrito nas fontes Cabalísticas. Eles são escritos para esse propósito.

De KabTV “A Última Geração”, 25/04/18

Mandamentos: As Leis Da Conexão Entre Nós

laitman_943Pergunta: Deve haver leis contra conversas vazias ou fofocas em um grupo que avança rumo ao objetivo?

Resposta: Todos os mandamentos só falam sobre a conexão interna entre nós. No nosso mundo, no entanto, eles são descritos na forma de ações mecânicas: certa maneira de comer, lavar as mãos e outras ações corporais que uma pessoa realiza com seu corpo quando trabalha no campo ou com animais, etc. Na realidade, todos esses desejos facilitam ou impedem nossa conexão. Nós temos que entender e percebê-los corretamente.

Portanto, a revelação de nossas várias qualidades ao longo do caminho para nossa unidade, algumas das quais são a favor e outras contra a conexão, é necessária para nos alinharmos corretamente. Desta forma, observamos todos os mandamentos positivos e negativos, entendendo o que usar para conexão e o que nos abster, e alcançamos o objetivo.

Esta é a observância dos mandamentos, que é realizada com a ajuda da força superior chamada Luz, ou a Torá.

De KabTV “A Última Geração” 08/04/18

Encontre O Centro Do Grupo

laitman_933Rabash, “Amor dos Amigos – 2”: Assim, a base primária sobre a qual a construção da santidade pode ser erguida é a regra do “ama teu amigo”. Com isso, a pessoa pode adquirir a necessidade de doar contentamento ao Criador. Depois disso, pode haver temor, ou seja, medo de talvez não ser capaz de dar contentamento ao Criador. Quando ela realmente passa por este portão do temor, ela pode chegar à fé, porque a fé é o vaso para instilar a Divindade, como é explicado em vários lugares.

Pergunta: Por que o temor é um mandamento, mas a fé e o amor ao próximo não são?

Resposta: O temor é um despertar de baixo, que é extremamente necessário. Fé por si só é a qualidade de doação. No entanto, eu não me concentraria nessas três condições. O mais importante é encontrar o centro do grupo.

O centro do grupo é o ponto onde todos se anulam. Esta é a definição de um embrião, seu apego ao Partzuf superior. Em outras palavras, existe um próximo grau acima de você e você precisa encontrar o centro do grupo a partir do qual você sobe. Através deste centro você recebe a Luz que chega até você como se fosse através de capilares.

De KabTV “A Última Geração” 12/04/18

Como Adquirir O Desejo De Doar

Laitman_524.01Rabash, “Amor dos Amigos – 2”: Por qual substância uma pessoa pode ser levada a adquirir uma nova qualidade que deve doar, e que a recepção para si mesma é falha? Isso é contra a natureza! Embora, às vezes, a pessoa receba um pensamento e desejo de que deva abandonar o amor próprio, que chega até nós ao ouvir isso de amigos e livros, é uma força muito pequena, que nem sempre brilha para nós …

Uma pessoa, ao fazer tentativas tímidas de se afastar do poder do ego, pode desejar, gritar e orar, mas tudo isso está dentro do ego, dentro de sua própria célula. Eu lembro como chorei de desespero e o Rabash riu na minha cara. Existem vários desafios e momentos.

Tudo isso é dado a uma pessoa para que, no final, ela perceba que nada é resolvido apenas por ela. Tudo é resolvido apenas reverenciando o grupo, e isso só é possível com a ajuda da Luz superior.

Ao entrar no grupo, você faz tudo o que precisa, percebe todas as suas forças e faz isso para reunir seus amigos e fazer deles um vaso para a revelação do Criador.

Pergunta: Acontece que a influência dos livros Cabalísticos e sábios é insuficiente; nós também precisamos de um grupo?

Resposta: Claro. Individualmente, nada acontece. A influência dos livros em cada um de nós é apenas necessária para despertar uma pessoa.

Esta é a informação preliminar, a pressão preliminar sobre a pessoa, que a empurra para a meta. A realização vem depois, em uma “idade madura”, quando a pessoa já está no grupo há vários anos, estuda, se comunica com seus amigos e adquire alguns conceitos e contatos. Ela domina o léxico, certa literatura, porque ela deve absorver tudo.

Do Programa de TV “A Última Geração” 12/04/18

Sejam Como Um

laitman_943Todos os mandamentos da Torá são as leis da comutação entre amigos em um grupo, a fim de trazer todo o grupo para o estado de “um”, para uma unidade. Esta unidade então corresponderá ao Criador, Ele começará a se desdobrar nela.

Pergunta: É importante para mim, trabalhando na dezena, saber que meus amigos também estão obedecendo aos mandamentos?

Resposta: Em seus artigos, Rabash escreve que deve haver apoio mútuo; os amigos devem influenciar um ao outro e mostrar um ao outro um exemplo. É natural.

Pergunta: Se estou internamente pronto para meus amigos fazerem isso por mim, isso é um progresso, já que entendo que não sou a unidade, mas a dezena?

Resposta: Sim. Quando todos na dezena se esforçarem para ser como um, vão conseguir alguma coisa, caso contrário não vão.

De KabTV “A Última Geração”, 15/03/18

O Jogo É O Trabalho Constante Do Grupo

laitman_947Baal HaSulam, Os Escritos da Última Geração: Assim como esperamos que os atores do teatro façam o seu melhor para fazer nossa imaginação pensar que sua atuação é real, esperamos que nossos intérpretes da religião possam tocar nossos corações tão profundamente que percebamos a fé da religião como a verdadeira realidade.

Temos que jogar um jogo, até que “a fé neste método ganhe força em nossos corações”. Jogar um jogo é o trabalho constante no grupo. Se este não for o caso, é improvável que o grupo tenha a chance de avançar.

Pergunta: O acordo para celebrar um contrato entre nós ou cada um dos nossos contratos é em relação ao Criador? Existe alguma diferença nessas definições?

Resposta: Não há diferença. A causa e a consequência mudam o tempo todo: eu trabalho com o Criador em prol do grupo, ou trabalho com o grupo pelo Criador.

Pergunta: Então os conceitos de “contrato com o Criador” e “contrato com o grupo” são os mesmos?

Resposta: Sim e não. Depende da causa e da consequência.

De Kab TV “A Última Geração” 08/02/18

No Campo Do Criador

laitman_944Rabash, “A Agenda da Assembleia 2”: Na medida em que a sociedade considera a grandeza do Criador com seus pensamentos durante a assembleia, cada um de acordo com seu grau origina a importância do Criador nele. Assim, ele pode andar o dia todo no mundo da alegria e felicidade, ou seja, desfruta de cada pequena coisa que faz com respeito ao trabalho do Criador. Isto é assim porque se ele lembra que deve contemplar a espiritualidade por um minuto, ele imediatamente diz: “Eu já sou grato, louvando e glorificando o Criador”, já que acredita que agora o Criador o chamou e deseja falar com ele.

Precisamos trabalhar não em nosso campo, mas no campo do Criador. Então, não haverá problemas. Você está constantemente preocupado em fazê-Lo feliz, como uma mãe que não pensa em si mesma, mas em seu filho. Se algo acontece com o bebê, ela está completamente dentro dele, não dentro de si mesma.

Abençoar o Criador é o trabalho em Seu campo.

Rabash, “A Agenda da Assembleia 2”: E quando a pessoa imagina que o Rei está chamando-a e lhe diz que quer brincar com ela, que alegria ela experimentaria, e que alto astral teria? Certamente, nesse estado elevado, ela não pensaria em nenhum pensamento insignificante. Ela só ficaria um pouco envergonhada por não conhecer as leis e costumes do Rei – como se comportar quando o Rei fala com ela.

Mas ela considera o que sabe fazer para o Rei como uma grande fortuna …

A todo momento eu deveria tentar pensar em como eu influencio o Criador através do meu estado atual: O que eu Lhe trago em um dado momento?

De KabTV “A Última Geração”, 08/02/18

Como Manter Um Humor Positivo

laitman_938.04Pergunta: Qual é o significado de um “humor positivo” em um grupo Cabalístico?

Resposta: Em um grupo Cabalístico, o humor de uma pessoa está sob a influência do ambiente e somente isso. Isso porque a pessoa avança, corrigindo a si mesma, praticamente nunca está no controle de si mesma.

Ela existe em um estado elevado, quando a Luz a puxa para cima, ou em uma descida ao pior estado obscuro possível, quando a Luz superior a libera. É por isso que ela está constantemente afirmando que não pode regular nem criar algo acima de si mesma.

Não estamos falando de uma pessoa comum em nosso mundo que existe sob a influência de duas forças opostas que constantemente, como em um balanço, a atiram ou ao derrubam.

É por isso que ela precisa estar conectada a uma sociedade que amorteça seus estados, transferindo-os para esta sociedade e repassando-os para si. Em outras palavras, enquanto em ascensão, a pessoa passa para o grupo sua confiança, conhecimento, compreensão e desejo de progredir; e quando está em uma descida, o grupo retorna tudo isso de volta para si. Então, novamente, em um estado positivo, ela passa tudo isso para o grupo e, em um estado negativo, o grupo a eleva.

Acontece que, se ela passa por esses estados através do grupo, há sempre um contorno fechado em constante mudança, e ela está constantemente se movendo para frente. Mas sem uma sociedade correta que a ajude a avançar com a ajuda de um certo acordo chamado “garantia mútua” (Arvut), ela não pode progredir. A força superior estará constantemente jogando-a em um estado oposto.

Pergunta: O que significa humor positivo – ser feliz, alegre?

Resposta: Para um Cabalista, é a confiança de que em cada momento ele está em um relacionamento correto com o Criador. As descidas e subidas a tiram desse relacionamento. Além disso, enquanto sobe, ela sente que é o mestre de si mesma e do mundo inteiro.

Pergunta: Que tipo de ações um indivíduo pode fazer para elevar o humor das pessoas ao seu redor?

Resposta: Ele deve fazer o mesmo por elas como espera delas.

Pergunta: Como elevar corretamente o humor de um indivíduo que está engajado no trabalho interior e não interferir em seu foco?

Resposta: Apenas através do exemplo. Demonstre a ele, sem palavras, que você está na ascensão correta, positiva e criativa. Ajude-o somente através de sua intenção e desejo interior e externamente, por um exemplo discreto.

Pergunta: Como posso ver que meu amigo está em estado de descida? Ele precisa me contar isso?

Resposta: Se ele realmente não pode fazer nada, ele deve falar sobre isso para seus amigos e pedir que eles o tomem em suas mãos. Além disso, o indivíduo entende que, com isso, ajuda os outros e o grupo. Ele não pode apenas pedir ajuda para si mesmo, mas também dar a capacidade do grupo se unir em torno dele. Neste caso, o grupo, sem dúvida, sobe.

O indivíduo deve entender que os amigos trabalham juntos como uma só alma. Não há nada de vergonhoso nisso. Mas, pelo contrário, se ele realmente não tem força, é sinal de que deve se voltar a eles, porque todos são colocados nesse estado pela força superior.

De KabTV “A Última Geração”, 08/02/18

A Singularidade Do Método Da Cabalá

laitman_528.02Pergunta: Os membros de um grupo Cabalístico são compostos de pessoas com muitas habilidades?

Resposta: Um grupo Cabalístico é complicado no sentido de que aqueles que entram nele têm um grande ego direcionado para alcançar o Criador. Seu egoísmo atravessa as fronteiras do nosso mundo, o que indica quão grande é o seu ego.

Eles têm que trabalhar em seu ego sem matá-lo, rebaixá-lo ou apagá-lo, mas, em vez disso, construir a propriedade oposta através de uma ascensão única acima do ego. O ego cresce o tempo todo, mas a pessoa constrói a propriedade de doação e amor acima dele: o ego cresce, a pessoa constrói a propriedade do amor; o ego cresce mais, e mais da propriedade do amor é adicionada. É assim que a pessoa constantemente se eleva.

Portanto, o método Cabalístico é complexo. Primeiro, ele age dentro de uma pessoa que existe em dois estados: um estado é egoísta e o outro a puxa para a parte altruísta. A pessoa está dividida entre esses dois estados sem saber exatamente a qual deveria se ligar. Grandes descidas, grandes subidas e uma enorme tensão entre eles.

O método lhe explica o que ela deve fazer, enquanto ela constantemente trabalha em discernir sua liberdade de escolha. Isso não é fácil.

Pergunta: Onde neste trabalho a pessoa pode dar um bom ânimo para a outra pessoa?

Resposta: Em todos os estados, mas apenas através do ambiente correto.

De KabTV “A Última Geração”, 08/02/18

De Acordo Com O Plano Mais Elevado

laitman_942Rabash, Os Escritos Sociais, “Sobre O Amor Dos Amigos”: Por que eu escolhi especificamente esses amigos e por que os amigos me escolheram?

Por um lado, nos unimos acidentalmente porque estávamos procurando o sentido da vida, a possibilidade de compreender a existência e sermos guiados por nosso objetivo comum.

Por outro lado, tudo acontece de cima. Como mais tarde entendemos, foi o plano mais elevado que nos levou a nos unirmos. Ele nos une e nos aproxima, apesar do fato de que somos egoístas, especialmente aqueles que vêm estudar Cabalá. Estas são pessoas que nunca foram realmente atraídas umas pelas outras ou pelos outros, todas se sentiam como indivíduos.

Portanto, quando se reúnem, têm um trabalho especial: mostrar amor mútuo, organizar refeições e várias atividades em conjunto, e assim por diante. Geralmente, isso não é para elas porque esse comportamento é contrário à sua natureza. Mas elas têm que fazer isso para se aproximarem.

De KabTV “A Última Geração”, 18/01/18