Textos na Categoria 'Trabalho em Grupo'

Procure A Linha Média

laitman_944Rabash, “A Agenda da Assembleia – 2”, Artigo No. 17, 1986: Então eles deveriam dizer: “Agora terminamos com o Estágio Um da assembleia de amigos, e o Estágio Dois começa”. Então cada um vai expressar sua opinião sobre as ações que podemos tomar para que todos sejam capazes de adquirir o amor de amigos, o que cada pessoa pode fazer para adquirir amor em seu coração por todos na sociedade.

E uma vez que a Fase Dois esteja concluída – sugestões sobre o que pode ser feito em favor da sociedade – começa a Terceira Fase. Isso se refere à realização das decisões dos amigos sobre o que deve ser feito.

Na medida em que estou comprometido com o objetivo, eu também deveria estar comprometido com os meios para atingir esse objetivo. O amor dos amigos não pode ser menor que a minha aspiração ao objetivo, ao amor do Criador. Deve ser pelo menos o mesmo.

Observação: Rabash não escreve nada sobre o fato de que, no segundo estágio, algum tipo de hostilidade deve surgir entre nós.

Meu Comentário: Nós nunca falamos sobre o cultivo de sentimentos, qualidades ou ações negativas. Estamos falando apenas do positivo. O negativo sempre surge apenas para fortalecermos o positivo.

Pergunta: No entanto, a pessoa pode atingir o Criador apenas entre o ponto de amor e o ponto de ódio. O Criador está no meio desses dois pontos?

Resposta: O Criador está na combinação correta entre eles.

Pergunta: Não há segundo ponto?

Resposta: Claro que não. Precisamos procurar a linha média porque não a temos e ela não existe na natureza. Uma vez que ela constantemente escapa, precisamos procurá-la e encontrá-la repetidamente.

De KabTV, “A Última Geração”, 27/06/18

Como A Linha Média Aparece?

laitman_232.06Pergunta: O que uma pessoa deve fazer caso esteja sobrecarregada de sentimentos, mas quiser permanecer em um ponto neutro, prático, e continuar a trabalhar escrupulosamente com o grupo e com o Criador?

Resposta: Ela deve coletar todos os seus pensamentos, qualidades e ações positivos e negativos e entender que a linha média é construída na combinação correta deles. Na verdade, ela não existe. Aparece somente se a pessoa a constrói e apoia, caso contrário, ela desaparece imediatamente.

Existem apenas mais (positivo) e menos (negativo) na criação. Entre eles, você deve criar uma resistência, uma pressão, um motor que funcione a partir desses dois polos.

Pergunta: O grupo é a ferramenta que leva ao Criador. Existe também a qualidade de doação que chamamos de “o Criador”. Está claro como trabalhar com um grupo. Mas como devemos trabalhar com o Criador? Existe algum tipo de interconexão, sistema de relacionamento?

Resposta: Se os amigos do grupo se conectarem corretamente, então, em sua força interior, nas combinações corretas, haverá aquele lugar onde a qualidade do Criador é revelada.

A qualidade do Criador é interessante pelo fato de que, em relação a nós, Ele é revelado como perfeição, consistindo simultaneamente de mais e menos. Só poderemos entender isso quando Ele for revelado.

Pergunta: Essa é a razão pela qual você diz que existe a natureza da pessoa, sobre a qual não devemos aplicar pressão, mas apenas construir pontes de amor acima dela e esses estados existem juntos? Essa é a revelação do Criador?

Responda: Essa é a linha média, já que ambas as forças emanam Dele.

De KabTV, “A Última Geração”, 27/06/18

Não Trabalhe Em Vão

Laitman_524.01Rabash, Os Escritos Sociais, Artigo “A Agenda da Assembleia 2”: Quando a pessoa se esforça, deve certificar-se de que não é sem recompensa. É como dizemos na oração: “E chegou a Sião”, “Para que não tocássemos em vão”. Pelo contrário, quando ela vai a uma assembleia, deve adquirir ali nutrição para que, quando for para casa, possa ver se tem algo para colocar nos Kelim. Então ela terá os nutrientes para se alimentar até a próxima reunião.

O fato é que as forças que uma pessoa pode supostamente arrancar de si mesma e da natureza circundante por seus próprios esforços, não são um resultado espiritual. Um resultado espiritual só pode ser obtido quando a pessoa em um grupo, em conexão com seus amigos, alcança um desejo comum com eles, e a partir daí recebe força que a capacita a avançar.

Acontece que todo o seu trabalho espiritual acontece às custas do poder que ela absorve nas assembleias de amigos – de assembleia em assembleia.

Pergunta: Está escrito: “quando a pessoa se esforça, deve certificar-se de que não é sem recompensa”. Uma pessoa deve tomar cuidado para que seja paga pelo esforço que faz?

Resposta: Pode ser que ela trabalhe de graça, isto é, sem resultados visíveis e tangíveis? Então ela será incapaz de entender se trabalha ou não.

Há pessoas que estão prontas para fazer tudo e de alguma forma não pensam em recompensa. Elas acreditam que isso fala de sua espiritualidade, embora, na verdade, fala de sua leviandade. Você precisa ser muito claro sobre os esforços que você faz, pelo que você se esforça e o resultado que espera.

Pergunta: Isto é, quando dizemos, “como um boi sob o jugo e um jumento carregando a carga”, isso não significa que a pessoa simplesmente decidiu: “eu invisto e não penso em uma recompensa; eu apenas sigo esse caminho”?

Resposta: Não há nada de louvável nessa abordagem. Uma pessoa, por natureza, não pode deixar de pensar em uma recompensa. Neste caso, ela deve pensar em como alcançar a revelação do Criador, isto é, a revelação das propriedades de doação e amor em si mesma.

Pergunta: Esta é a intenção com que uma pessoa deve ir na assembleia de amigos?

Resposta: Certamente. Caso contrário, qual é o significado de sua existência? Cada um de nós deve alcançar o estado mais alto.

Pergunta: E o que eu dou de mim para meus amigos?

Resposta: Você dá a eles sua participação, sua força, seu espírito e eles lhe dão os deles. Desta forma, quando todos estão se recarregando de todos, acaba sendo uma nutrição muito séria de todos a dezena, e todos podem fazer o trabalho pela dezena. É assim que o objetivo é alcançado.

De KabTV “A Última Geração”, 27/06/18

Tempo De Alegria

laitman_938.03Rabash, “A Agenda da Assembleia – 1”, Artigo No. 17, Parte 2, 1984: Assim, depois de todos os cálculos, chega a hora da alegria e do amor dos amigos. Nesse momento, todos deveriam se sentir felizes, como se tivessem acabado de selar um bom negócio que lhes renderia muito dinheiro. E é costume que em tal momento ele dê bebidas aos amigos.

Se uma pessoa investiu sinceramente no trabalho espiritual, terá absoluta satisfação de que tudo terminou bem. Quando você espera condições especiais, isso significa que você não está nem na doação, nem na oração, mas apenas no seu egoísmo.

Pergunta: Como eu devo me sentir quando saio da reunião de amigos?

Resposta: Como se você permanecesse pelo menos no mesmo nível e agora avança. Os amigos lhe deram uma elevação e você recebeu força para avançar mais.

Porque agora ele está feliz, deseja que seus amigos também se sintam bem. Portanto, a dispersão da assembleia deve ser em um estado de alegria e exaltação.

A alegria é um sinal de que a reunião de amigos foi correta. Você está contente que desta forma realizou certa ação espiritual, um trabalho prático.

Por mais que uma pessoa possa se manter em estado de excitação, isso é progresso.

De KabTV “A Última Geração”, 13/06/18

Por Que A Importância Dos Amigos É Necessária?

laitman_938.02Pergunta: Quando a pessoa fala sobre a importância da sociedade e dos amigos, já é uma conexão dos pontos no coração?

Resposta: A importância da sociedade e dos amigos é necessária para simplesmente saber que é a sua alma. A pessoa pode até imaginar de forma puramente egoísta que não há mais nada além da inclusão neles. Tudo o mais é pura ilusão. Não entendemos isso.

A alma é sua inclusão nos outros. É aqui que você começa a viver verdadeiramente fora do seu eu atual.

Pergunta: Essa é a conexão dos pontos no coração?

Resposta: Isso é alcançado através da conexão entre nós.

Pergunta: Eu devo vir às aulas e reunião de amigos com esta preparação?

Resposta: Sim, durante todo o tempo em que você não está em conexão com seus amigos, deve pensar nela, que esta é realmente a maneira que você quer se realizar entre eles.

De KabTV “A Última Geração”, 06/06/18

“Os Escarnecedores”: Obstáculos Internos Em Uma Pessoa

laitman_528.01Rabash: “De acordo com o que é explicado sobre ‘ama teu amigo como a ti mesmo’”: “No entanto, depois de todas as reuniões, todos calculam e veem o quanto receberam da associação pelo amor-próprio, o que o desejo de receber ganhou com isso, já que investiram tempo e esforço para beneficiar a sociedade. Então, o que eles ganharam com isso? A pessoa poderia provavelmente ter mais sucesso se se engajasse no benefício próprio, pelo menos a parte de seus próprios esforços. Mas, “eu entrei na associação porque pensei que, através dela, seria capaz de ganhar mais do que poderia ganhar sozinha. Mas agora vejo que não ganhei nada”.

Quando alguém deseja dizer que o amor dos amigos deve ser engajado com o propósito de doação, que todos devem trabalhar para beneficiar os outros, todos riem e zombam dele. Parece-lhes uma espécie de piada, e este é o banco dos seculares. É dito sobre isso, “mas o pecado é um opróbrio para qualquer povo, e toda graça que eles fazem, eles fazem para si mesmos”. Tal sociedade separa a pessoa da santidade e a lança no mundo do escárnio. Esta é a proibição do banco dos escarnecedores”.

À medida que a pessoa avança, seu egoísmo cresce, e de repente ela sente que está começando a desconsiderar e zombar dos princípios organizacionais do grupo Cabalístico. Isso surge de dentro de uma pessoa e ele precisa trabalhar com tais perturbações corretamente, transformando-as em ajuda.

Tudo se resume apenas ao trabalho interno.

Pergunta: E se uma pessoa sentir que sua dezena de repente se transformou em uma reunião de escarnecedores?

Resposta: Isso também exige um trabalho interno, porque tudo o que parece estar acontecendo do lado de fora ocorre dentro dela. Ela vê sua própria interioridade.

Pergunta: Então ela deve continuar a trabalhar no grupo?

Resposta: Uma pessoa deixa o grupo apenas se o grupo inteiro achar que não precisa seguir o caminho da conexão. Fora isso, ela precisa começar com o fato de que tudo o que vê, ela vê através de seu próprio egoísmo.

Pergunta: E como ela trabalha com isso? Elevando a importância da meta?

Resposta: Em primeiro lugar, ela se eleva. É assim que ela se analisa. Se ela muda e vê que o grupo mudou, isso significa que essas eram suas vantagens pessoais.

Pergunta: E se ela vê que é agora o escarnecedor: ela está sentada, rindo internamente de tudo? O que ela pode fazer para se juntar aos amigos?

Resposta: Deixe-a pedir ajuda. Ela pode até mesmo explicitamente se voltar aos amigos para ajudá-la.

Pergunta: É possível que o Criador traga pessoas para o grupo e em algum momento este se converta em uma assembleia dos desdenhosos?

Resposta: Tudo é possível. Portanto, é necessário discutir tudo e, principalmente, envolver-se em Arvut (garantia mútua). Se o grupo funciona corretamente, os escarnecedores são apenas distúrbios internos em cada membro em relação aos outros.

Gradualmente, a pessoa começa a sentir que não há nada externo. Ela vê tudo na frente dela, incluindo o Criador, e tudo o que pode imaginar, como existindo dentro dela.

De KabTV “A Última Geração”, 18/04/18

Uma Reunião De Amigos Bem-Sucedida

laitman_942Pergunta: Existe uma diferença entre uma lição e uma reunião de amigos?

Resposta: A reunião de amigos é o meio para revelar o Criador, não a revelação em si. Aprendemos a nos aproximar uns dos outros, de modo que, em nossa aproximação, começamos a descobrir vários fenômenos espirituais.

Na lição, porém, estamos falando da revelação desses fenômenos espirituais: como eles são revelados, de que consistem, do que dependem, e assim por diante.

Pergunta: O que pode ser chamado de uma reunião de amigos bem-sucedida?

Resposta: Uma reunião de amigos pode ser chamada de bem-sucedida quando sentimos que avançamos em conectar nossos desejos até o estado de mesclá-los em um desejo integral coletivo. Uma rede inteira de comunicação surge entre nós, na qual experimentamos uma infinidade de várias combinações e movimentos. Como resultado, eles criam uma sensação da força superior.

Do comportamento da rede de conexão entre nós – como cada um de nós muda em relação aos outros, que mudanças sofremos em nossos relacionamentos – começamos a sentir a revelação gradual do Criador.

Pergunta: Quando lemos O Livro do Zohar, pensamos constantemente na unidade. Para mim, ele é mais poderoso do que uma reunião de amigos, onde cantamos músicas e nos abraçamos. Um pode substituir o outro?

Resposta: Na verdade não. Nós devemos nos preparar corretamente para a conexão. Mas ela vem gradualmente. A princípio, agimos como crianças para as quais você diz o que fazer e elas fazem, e só mais tarde elas começam a entender que sentimento interior reside em suas ações.

De KabTV “A Última Geração”, 06/06/18

“Com Amor Para Ver Apenas Boas Coisas”

laitman_938.05Rabash, “Sobre a Importância dos Amigos”: [Se uma pessoa] “trabalha em si para amá-lo [um amigo], é natural com amor ver apenas coisas boas. E mesmo que haja coisas ruins no amigo, ela não pode vê-las, como está escrito: “o amor cobre todas as transgressões”.

Uma pessoa sente que, além de si mesma, tudo o mais é uma ação do Criador, que controla e empreende tudo. Portanto, ela não pode atribuir ações, pensamentos e impulsos pessoais aos amigos. É tudo o Criador.

Além disso, o Criador lhe dá um pouco de livre arbítrio: como se relacionar com Ele, transformar e se aproximar Dele. E ela já olha para seus amigos como se eles estivessem em total conexão com o Criador.

Pergunta: Quando se diz que “o amor cobre todas as transgressões”, são as transgressões em mim?

Resposta: Claro. Todas as tendências egoístas em relação aos amigos são cobertas de amor. E um constrói em cima do outro porque a Luz vem que lhe mostra tudo. Como não estava lá antes, você via tudo de forma negativa e agora vê tudo de maneira positiva.

O amor é uma atitude para com os outros quando você não vê nada de errado com eles. Você apenas os ama. Eles são mais preciosos para você do que você.

De KabTV “A Última Geração”, 30/05/18

“Tudo Será Com Amor, Amizade”

Laitman_524.01Rabash, “Sobre a Importância dos Amigos”: Mas com o amor dos amigos, quando amigos se unem para criar uma unidade entre eles, isso significa explicitamente que eles são iguais. Isso é chamado de “unidade”. Por exemplo, se eles fazem negócios juntos e dizem que os lucros não serão distribuídos igualmente, isso é chamado de “unidade”? Certamente, um negócio de amor de amigos deve ser quando todos os lucros e posses que o amor de amigos produz sejam igualmente controlados por eles. Eles não devem esconder ou ocultar um do outro, mas tudo será com amor, amizade, veracidade e paz.

Parece que isso descreve os estados ideais. Mas é impossível cumpri-los se o amigo e eu não estivermos conectados através do Criador. Somente graças ao fato de estarmos conectados uns com os outros Nele, podemos nos comportar dessa maneira. Só isso pode nos obrigar.

Pergunta: Que tipo de lucro existe ali?

Resposta: Não importa. O lucro pode ser material ou espiritual. O principal é que somente o contato no Criador pode nos obrigar e nos forçar a aceitar as condições de garantia mútua, unidade e outros requisitos.

De KabTV “A Última Geração”, 09/05/18

Dois Caminhos Do Trabalho Espiritual

Laitman_524.01Rabash, “Sobre a Importância dos Amigos”: Porém, como a pessoa pode considerar seu amigo maior que ela mesma quando pode ver que seus próprios méritos são maiores do que os de seu amigo, que é mais talentosa e tem melhores qualidades naturais? Existem duas maneiras de entender isso:

  1. Ela está indo com fé acima da razão: uma vez que o escolheu como amigo, ela o aprecia acima da razão.
  2. Isso é mais natural – dentro da razão. Se ela decidiu aceitar o outro como amigo, e trabalha em si para amá-lo, então é natural com amor ver apenas coisas boas. E mesmo que haja coisas ruins no amigo, ela não pode vê-las, como está escrito: “o amor cobre todas as transgressões”.

Pergunta: O que é único em cada caminho: trabalhar com amigos na fé acima da razão ou pelo desenvolvimento natural?

Resposta: A fé acima da razão aparece quando a pessoa recebe uma força de cima para ver os outros como maiores que ela, mais próximos do Criador. Portanto, ela começa a tratá-los com mais respeito e cuidado, torna-se mais cautelosa, como se estivesse em equivalência com o Criador.

Aos poucos, agindo com base no fato de que a Luz a obriga a fazer isso, sua atitude para com seu professor e seus amigos, para com tudo que se relaciona com seu progresso espiritual, torna-se seu estado permanente.

A pessoa muda, e a influência de cima que ela sentiu antes aparentemente se dissipa e se integra em sua vida.

Pergunta: Não deveríamos nos preocupar com esses dois caminhos?

Resposta: Devemos estar apenas em antecipação, na expectativa de receber a Luz superior, a força de doação. Nosso trabalho consiste em querer mostrar antecipadamente que já estamos nele, como uma criança brincando de adulto com carrinhos de brinquedo, bonecas etc.

Pergunta: O que a Luz muda em nós através de sua influência?

Resposta: Nosso relacionamento com o ambiente e com o Criador.

Eu vejo que posso usar o amigo corretamente para o nosso objetivo comum. Como regra, eu o vejo já não como um objeto para a aplicação dos meus esforços, mas como parte do Criador. Afinal, não posso me relacionar diretamente com o Criador, mas posso com o amigo. Ele é virtualmente uma esfera externa de meus esforços aplicados enviados a mim pelo Criador.

Pergunta: Por que é melhor ver meu amigo dentro da razão do que na fé acima da razão?

Resposta: É mais natural, pois a fé acima da razão entra em um novo grau. Eu recebo a força que me permite me relacionar com o amigo como com o Criador. Eu me vejo como o único que tem algo para mudar e corrigir. Todos os outros estão apenas agindo de acordo com a vontade do Criador, uma vez que realmente estão em adesão com Ele.

Segue-se que minha fé acima da razão se torna meu estado natural.

De KabTV “A Última Geração” 30/05/18