Textos na Categoria 'Lição Diária de Cabalá'

Previsão Epidêmica Do Coronavírus

laitman_220Que previsão pode ser dada para o desenvolvimento da epidemia de coronavírus: ela se espalhará mais pelo mundo ou poderá ser interrompida? Existem vários níveis de proteção aqui.

Antes de tudo, isso depende da disseminação da ciência da Cabalá, do fato de que as pessoas pelo menos ouvirão sobre o equilíbrio e a harmonia do mundo, sobre conexões positivas na sociedade humana, às quais a natureza nos obriga, e que a nossa incompatibilidade com as leis da natureza dá origem a todos esses vírus. Isso deve ser explicado e disseminado em todas as redes sociais. Tudo está em nossas mãos.

Não tenha medo de ser pequeno e pense que nada depende de você. É nossa responsabilidade fazer o nosso trabalho, explicar que a natureza nos direciona para o nosso objetivo, e precisamos começar a agir de acordo. Não podemos nos livrar do coronavírus – se não for esse vírus, outros aparecerão. A era do fim da correção é o tempo de golpes intensificados.

A Cabalá ensina que a melhor cura para o vírus é a união entre as pessoas. Mas a humanidade encontrou um remédio diferente e oposto à epidemia: isolamento, para não infectar um ao outro. Parece que há uma contradição aqui, mas na verdade não há: sob tais condições, a unificação é expressa isoladamente.

Cuidar de outras pessoas em tal epidemia é expresso na separação, isolamento. Meu amor pelo meu próximo se manifesta em quão longe estou fisicamente dos outros. Por causa disso, eu me aproximo deles internamente, mentalmente; afinal, estou cuidando deles e, portanto, me afasto fisicamente. Minha ação de alienação é de fato uma conexão.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá,03/05/20, Escritos do Baal HaSulam , “A Paz”

Coronavírus – Ocasião Para Se Unir Em Torno De Um Problema

935Devemos sempre lembrar: tudo o que acontece conosco é enviado pelo Criador e funciona para o nosso próprio bem. Mas em eventos recentes com o coronavírus, a ação da mão do Criador é especialmente pronunciada. A conexão com o Criador é possível apenas com a condição de que as criações Lhe peçam algo ou Lhe agradeçam pelo que Ele lhes fez, uma das duas coisas: pedido ou gratidão. Caso contrário, não haverá conexão da criação com o poder superior. Recebemos apenas a iluminação mínima, o que nos dá a oportunidade de existir em um estado de espera. Mas esse estado não é desejável nem para as criaturas nem para o Criador.

Portanto, devemos entender que, ao nos despertar com a ajuda do coronavírus, o Criador nos ajuda a organizar e nos voltar para Ele. Agora toda a humanidade está se voltando para o Criador consciente ou inconscientemente.

É assim que a conexão entre o desejo de receber da criação e o desejo de doar do Criador se fortalece. Somos obrigados a maximizar essa conexão, expandi-la, aprofundá-la e, o mais importante, fazer juntos, transformando-a em uma oração comum. Tal oração quebra todas as barreiras e abre a conexão correta e verdadeira com o Criador.

Revelamos a conexão que já existia antes, mas não era sentida, como um bebê, que repousa nos braços de sua mãe e não a conhece. Esta é uma conexão natural inconsciente. Mas quando a criança cresce, ela começa a fortalecer essa conexão, percebendo que ela pode ser interrompida. É assim que uma criança cresce.

Todo o nosso desenvolvimento e ascensão ao longo dos degraus espirituais, a aproximação uns com os outros, reside no fato de que estamos nos organizando cada vez mais para oração, apelo e gratidão ao Criador. É assim que fortalecemos nossa conexão, que se torna a coisa mais importante para nós.

Minha vida inteira é determinada apenas pelo grau de minha conexão com o Criador, mais ou menos, com que força eu me apego a Ele. Eu continuo girando em torno desse parâmetro como o mais precioso da minha vida.

Tem sido dito por Cabalistas de todas as gerações que tudo é alcançado apenas pelo poder da oração e seria bom se a pessoa orasse o dia todo. Afinal, eles revelaram o quão importante é que nos voltemos para o Criador conscientemente, com entendimento de nossa conexão. Todas as nossas ações devem ser ponderadas em relação à extensão em que isso nos ajuda a nos voltar ao Criador. Esta é a única consequência do nosso trabalho.

Existem apenas duas forças: o Criador e as criações. As criações devem chegar ao Criador o tempo todo e com todas as suas forças, voltar-se para Ele, pedir e dar graças. Agora, o Criador está despertando o coronavírus, enviando pensamentos aos governantes do mundo e um desejo de nos trancar, nos impedir, nos fazer ficar quietos em casa, para que possamos nos concentrar cada vez mais em nosso apelo ao Criador.

Esse apelo é o ponto mais central da criação, que precisamos expandir cada vez mais, até que toda a realidade, todos os mundos, se encaixem nesse ponto de suplicar como uma pessoa para um Criador. Só então podemos dizer que alcançamos conexão e adesão entre nós. A principal coisa que o Criador espera é o nosso apelo conjunto. Se um bilhão de pessoas clamam ao Criador individualmente, ou se esse bilhão se une e apela ao Criador, a diferença entre esses dois apelos é como este mundo e o mundo futuro da correção final. O principal é a oração comum.

Portanto, nos é dada uma ocasião de cima para nos unirmos em torno de um problema, a fim de nos voltarmos para o Criador. Isso já nos permite conectar um com o outro e com o Criador, graças ao despertar do alto. Embora essa conexão não tenha surgido às custas das próprias criações, ela também é levada em consideração e incluída na correção geral.

Da 1ª e 2ª partes da Lição Diária de Cabalá, 29/03/20, Escritos do Rabash

A Trajetória Viral

laitman_608.01O coronavírus me mostra meu egoísmo: onde eu preciso domá-lo e onde envolvê-lo corretamente.

Usando corretamente as restrições que o vírus impõe sobre mim e seguindo as instruções do departamento de saúde e do governo, eu mostro ao Criador que estou pronto e capaz de cumprir Seu programa de tratamento e que através dele, quero alcançar novos relacionamentos na sociedade. É assim que eu realmente avanço em direção a eles.

Tente fazer isso e você verá como isso o organizará internamente, endireitará e direcionará você. As pessoas não são culpadas pela pandemia e nem os vírus, nem os governos, nem os médicos. É o Criador que nos direciona através de todas essas restrições para a trajetória precisa que leva a Ele. É isso que está acontecendo agora.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 18/03/20, Lição sobre o Tópico “Pessach

Como Será O Mundo Após A Epidemia?

laitman_627.1Após a epidemia de coronavírus, o mundo se tornará diferente e novo. O vírus veio para limpar todo o lixo de nós. Não há nada prejudicial na natureza. O vírus abre espaço para a bondade aparecer.

Todo o lixo que enche a sociedade humana que construímos será lavado e abrirá a oportunidade de preencher nossos relacionamentos com bondade e amor, construindo um mundo brilhante e bonito para nossos filhos e netos.

Esperemos que possamos fazer isso, que não arrastemos todo o ódio e competição para o novo mundo, isto é, o comportamento pelo qual destruímos o globo e nos condenamos à morte por desastres climáticos e guerras. Somos capazes de construir um novo mundo agora.

Os governos agora estão investindo bilhões de dólares na esperança de voltar ao passado. Mas Deus não permita que voltemos ao nosso estado anterior. Eu não acho que isso seja bom para nenhum país. Afinal, mesmo antes do vírus, já estávamos em crise diante da ameaça de guerra, colapso financeiro e industrial. O confronto entre América, Rússia, China e Europa cresceu.

Não devemos retornar ao mundo antigo; não havia nada de bom para cidadãos, países, exército, finanças, indústria ou comércio. Nós devastamos o globo bombeando todos os recursos dele. Não devemos permitir sequer pensar em voltar ao mundo de ontem; apenas um louco pode pensar nisso.

Ninguém desfrutava dessa vida; nós nos enganávamos como se estivéssemos indo bem. Mas o que havia de bom nisso? O que vimos na vida? Agora é a hora de limpar a sociedade humana de todo o lixo que estava entupida. Quando enchemos os oceanos com lixo plástico e radioativo, também jogamos lixo na sociedade humana.

Precisamos construir um novo mundo, um bom. Deixe esse vírus nos ajudar a pensar e perceber onde acabamos. Comparada aos problemas que nos ameaçavam antes, a epidemia de hoje é simplesmente nada. É uma grande misericórdia do Criador que Ele nos corrija de maneira tão gentil.

Nunca retorne ao mundo antigo – apenas lute para um novo mundo no qual não haverá trabalho dez horas por dia, muitas horas ociosas em engarrafamentos, crianças abandonadas e uma vida em dívida perpétua. Vamos todos juntos dar um passo à frente e não voltar ao mundo antigo. Vamos considerar como podemos avançar apenas e, acima de tudo, pensar em novos relacionamentos.

Agora estamos em quarentena e precisamos sair como novas pessoas para começar a nos conectar de uma nova maneira. Qual é o novo caminho? Embora sejamos forçados a ficar em casa, teremos uma boa parte de uma nova educação para viver em um novo mundo, em uma nova sociedade. Todo mundo entende que isso é necessário, então vamos fazer isso. Caso contrário, que tipo de mundo deixaremos para nossos filhos e netos?

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 19/03/20, Destaques Selecionados

O Que O Coronavírus Nos Ensina

Dr Michael LaitmanA humanidade percorreu um longo caminho em seu desenvolvimento e chegou ao ponto em que começa a se sentir como um organismo. Precisamos agradecer ao coronavírus por trazer o mundo inteiro a essa unidade. Se essa epidemia se prolongar, a humanidade descobrirá que realmente pertencemos a um sistema e somos todos dependentes um do outro.

Até agora, essa dependência se expressa no fato de que, por medo da infecção, eu me fecho dos outros e me desconecto da conexão negativa.

Mas vamos começar a revelar uma dependência positiva. Se nos conectarmos corretamente, começaremos a produzir vírus positivos.

No momento, a natureza está nos revelando vírus nocivos para nós como a revelação do mal. Mas depois devemos continuar esse processo para a realização da bondade, e descobrir que, ao nos unirmos, podemos alcançar um tremendo sucesso.

A principal solução não está na cessação dos voos aéreos ou na recuperação de uma economia paralisada, mas na conexão entre as pessoas. O vírus começará a desaparecer se houver pelo menos uma ligeira mudança em direção à unificação e, em seguida, veremos que não queremos romper os laços um com o outro porque queremos nos conectar. E queremos entrar em contato para não vagar pelo mundo novamente de ponta a ponta, mas porque queremos nos conectar com as pessoas.

A conexão anterior estava ruim, mas agora vamos construir uma boa conexão. É este medicamento que queremos usar nesta condição crítica: restaurar nossa conexão, mas em um nível totalmente diferente, sendo gentil em vez de usar um ao outro. Em virtude de nossa conexão, derrotamos qualquer mal, qualquer vírus, e chegamos a uma vida boa.

A natureza nos levará a esse objetivo de qualquer maneira, e se nós mesmos quisermos avançar em direção a ele, não precisaremos ser infectados com vírus diferentes ao longo do caminho. Tudo depende do nosso pedido de correção dos relacionamentos entre as pessoas. Esse conhecimento deve se espalhar por todo o mundo em todas as formas: pensamentos, conversas e ações. Então o poder superior, a natureza, fará seu trabalho. Um poder superior une todas as partes da criação. E queremos corrigir o nível humano onde ocorreu a quebra, devolvê-lo à sua unidade, para que possamos vê-lo em sua verdadeira forma, não distorcida por nossa visão egoísta. Corrigindo a nós mesmos, corrigimos a realidade.

O coronavírus nos revela nossa dependência negativa um do outro. Primeiro, descobrimos que somos incapazes de sobreviver sem trabalhar juntos, sem ganhar um do outro. Deve ficar claro para todos que cada um de nós está sendo sustentado pelo mundo inteiro. Mas tudo isso pode ser continuado apenas com a condição de que nossa conexão se torne positiva. Uma conexão negativa destrói a humanidade e não podemos continuar a existir dessa forma. O mundo cairá em tal estado que uma pessoa não terá nada para comer ou respirar.

Imagine como a vida se tornará bela se a humanidade estiver unida, como todas as outras partes da natureza, inanimada, vegetativa e animada, em um sistema integral em que todos incluem todos os outros em si. Onde podemos obter uma força que nos une em um organismo, costure e cole em um sistema? É óbvio que em um sistema tão perfeito todos se sentirão bem. É claro que, se ficar claro para nós que um olhar gentil para outra pessoa nos cura imediatamente do coronavírus, todos na Terra se tornariam instantaneamente justos.

Mas não é isso que o poder superior exige de nós. Uma pessoa precisa perceber que deve lutar pela doação, não por lucro egoísta, pensar nos outros, não em si mesma. E quando todo mundo se sente bem, ela também deixa de estar doente.

Enquanto isso, enquanto a epidemia continua, temos algo a aprender com isso…

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 11/11/20, Baal HaSulam, “A Paz”.

Uma Casa Precisa De Uma Mulher Sábia

laitman_531.03Nós vemos que o papel da mulher está crescendo no mundo moderno: as mulheres estão se fortalecendo e ganhando cada vez mais influência. Elas estão mais no controle de seus desejos e mais orientados aos objetivos.

A fraqueza das mulheres está no fato de que elas precisam de apoio masculino para atingir seus objetivos. Mas assim que as mulheres recebem esse apoio, são capazes de concluir uma execução da qual os homens são incapazes.

Eu espero que, no futuro, as mulheres tenham maior acesso à liderança mundial na cooperação correta e natural com os homens. O mundo deixará de ser tão primitivo e corrompido quanto era quando liderado por homens enquanto as mulheres ficavam em casa cuidando de crianças e famílias. Vemos que o que está acontecendo agora é o oposto: quanto mais o mundo avança no final da correção, mais poder as mulheres ganham.

Todo homem tem medo de sua esposa. É porque uma mulher cuida da casa, ela a governa. É uma característica do nosso tempo. Rabash brincou, dizendo sobre alguém: “Este é um homem justo; ele não tem medo de ninguém, exceto o Criador e sua esposa”. E há realmente verdade nisso.

Agora, em muitas cidades, as mulheres foram eleitas prefeitas. Por que não? Se uma mulher pode controlar uma casa, ela também pode controlar uma cidade. Um homem está mais distraído e não é muito adequado para esse papel. Um homem é mais forte, mas uma mulher é mais razoável e capaz de suportar diferentes sistemas ao mesmo tempo.

Assim como ela lida em casa com todas as suas responsabilidades ao mesmo tempo: lavanderia, refeições, crianças e milhares de coisas diferentes; e tudo está em ordem. Tente remover uma mulher da casa para que um homem gere a casa inteira sozinha, e dentro de uma semana a casa se tornará um depósito de lixo.

Assim está escrito: “A mulher é a casa”. Mas um país e o mundo não são nosso lar? Uma mulher carece apenas de apoio masculino, e tudo estará resolvido. Estou certo de que, se as mulheres estivessem à frente de todos os governos, estabeleceriam a paz no mundo. Não importa o quão difícil seria para as mulheres concordarem, elas chegariam a um acordo, porque a mulher está pronta para concordar e se inclinar a fim de alcançar a paz.

Homens e mulheres devem sentir-se parceiros iguais, cada um percebendo razoavelmente seu papel e sabendo que, se, em virtude das qualidades que nos são dadas pela natureza, nos preenchermos novamente a uma perfeição completa, isso será uma correção.

Está escrito no livro “Sefat Emet”, na parte Pinchas: “Sobre Adão, está escrito que duas criações foram criadas, ou seja, está no poder do homem atrair o brilho do mundo futuro. O poder masculino atrai a alma do mundo superior, e o poder feminino completa a ação de correção neste mundo”. Uma mulher é um vaso que recebe a iluminação, e a força de um homem é para atrair esse brilho do alto em prol da doação, isto é, por meio da intenção.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 08/08/20, Lição sobre o Tópico “Dia Internacional da Mulher”

A Epidemia Não É Punição, Mas Remédio

laitman_961.2Ao longo da história, recebemos muitos sinais de atenção do Criador, o bom que faz o bem. Mas, ao existir em qualidades egoístas opostas ao Criador, percebemos essas manifestações de amor e carinho como golpes e não sentimos a necessidade de mudar.

É assim que pais amorosos forçam o filho a aprender enquanto ele só quer brincar, não os ouve e pensa que seus pais o odeiam.

É exatamente isso que está acontecendo no mundo – crises, guerras, desastres, epidemias – o caminho do sofrimento pelo qual a humanidade passou. E isso é porque nos recusamos a aceitar o governo do Criador como totalmente bom e sempre trazendo o bem, ou seja, para nos ajustarmos a esse governo.

Queríamos fugir das instruções do Criador como crianças que não ouvem seus pais, se escondem e discutem o tempo todo. É por isso que nossa vida tem sido tão amarga até hoje.

Mas agora estamos experimentando um golpe especial como nenhum outro. Ele vem para acalmar o mundo inteiro, toda a humanidade, e nos tornar um todo. Assim como os pais perdem a paciência e dizem aos filhos: “Basta, acalme-se agora!” Eles tomam uma ação tão rigorosa que os filhos realmente se acalmam.

O governo superior está descendo e se aproximando de nós cada vez mais, começando a lidar conosco de perto, individual e diretamente.

Por que a humanidade sofreu tanto com esse golpe? Por que o coronavírus nos mantém com tanto medo? Estamos acostumados a muitas pessoas morrendo e nascendo a cada ano em todos os países. Por que estamos com tanto medo desse vírus em particular?

Sabemos que dentro de cem anos toda a população do mundo mudará: todos morrerão e novas pessoas nascerão, mas não fazemos disso uma tragédia. O vírus, no entanto, é um golpe psicológico. Uma praga escondida está entre nós, não a vemos nem a sentimos, e não sabemos de onde ela nos atingirá.

No entanto, o vírus realmente age em nosso benefício, ordenando que nos afastemos um do outro e não saímos de casa. É como se me dissesse: “Se vocês não podem se tratar bem, fiquem em casa! E se um pouco de bondade aparecer, vocês podem sair, mas mantenham uma distância de dez metros entre vocês.

O vírus nos mostra nossos verdadeiros relacionamentos: que somos incapazes de permanecer juntos e, se nos conectamos, passamos vírus um para o outro porque somos egoístas. Este vírus é a revelação do governo superior.

O vírus separa as pessoas umas das outras conforme o egoísmo delas. Isso as obriga a ficar em casa em vez de se envolver em todo tipo de coisas inúteis e absurdas. Isso nos mostra um melhor tipo de conexão que podemos ter. Ele não veio para nos prejudicar e matar, mas para organizar nossa vida corretamente. Esta é a mão do Criador nos educando com misericórdia.

A epidemia não é punição, mas o remédio. O vírus esfria nossos relacionamentos alimentados pelo egoísmo, pelo desejo de vencer, ter sucesso e explorar outras pessoas para ganho pessoal. Isso interrompe toda a corrida.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 18/03/20, Lição sobre o Tópico “Pessach

Entrar Em Um Coração

laitman_275O vírus nos separa fisicamente, mas por causa dele, começamos a procurar maneiras de nos conectarmos mais internamente. A falta de conexão física nos desperta e nos ajuda a entender que precisamos de uma proximidade interior.

Que haja uma distância infinita entre nós, mas ainda assim passaremos por cima dela e nos sentiremos como “um homem com um coração” e não apenas que estamos na mesma sala. Então, neste coração comum, sentiremos o Criador dentro de nós.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 18/03/20, Lição sobre o Tópico “Pessach

O Que O Coronavírus Nos Ensina

Dr Michael LaitmanA humanidade percorreu um longo caminho em seu desenvolvimento e chegou ao ponto em que começa a se sentir como um organismo. Precisamos agradecer ao coronavírus por trazer o mundo inteiro a essa unidade. Se essa epidemia se prolongar, a humanidade descobrirá que de fato pertencemos a um sistema e somos todos dependentes um do outro.

Até agora, essa dependência se expressa no fato de que, por medo da infecção, eu me fecho dos outros e me desconecto da conexão negativa.

Mas vamos começar a revelar uma dependência positiva! Se nos conectarmos corretamente, começaremos a produzir vírus positivos.

No momento, a natureza está nos revelando vírus nocivos para nós como a revelação do mal. Mas depois devemos continuar esse processo para a realização da bondade, descobriremos que, ao nos unirmos, podemos alcançar um tremendo sucesso.

A principal solução não está na cessação dos voos aéreos ou no ressurgimento de uma economia paralisada, mas na conexão entre as pessoas. O vírus começará a desaparecer se houver pelo menos uma ligeira mudança em direção à unificação, e veremos que não queremos romper um com o outro porque queremos nos conectar. E queremos entrar em contato para não vagar pelo mundo novamente de ponta a ponta, mas porque queremos nos conectar com as pessoas.

A conexão anterior era ruim, mas agora vamos construir uma boa conexão. É este medicamento que queremos usar nesta condição crítica: restaurar nossa conexão, mas em um nível totalmente diferente, sendo gentil em vez de usar um ao outro. Em virtude de nossa conexão, derrotamos qualquer mal, qualquer vírus, e chegamos a uma vida boa.

A natureza nos levará a esse objetivo de qualquer maneira, e se nós mesmos quisermos avançar em direção a ele, não precisaremos ser infectados com diferentes vírus ao longo do caminho. Tudo depende do nosso pedido de correção dos relacionamentos entre as pessoas. Esse conhecimento deve se espalhar por todo o mundo em todas as formas: pensamentos, conversas e ações. Então o poder superior, a natureza, fará seu trabalho. Um poder superior une todas as partes da criação. E queremos corrigir o nível humano onde ocorreu o abalo, devolvê-lo à sua unidade, para que possamos vê-lo em sua verdadeira forma, não distorcida por nossa visão egoísta. Corrigindo a nós mesmos, estamos corrigindo a realidade.

O coronavírus revela nossa dependência negativa um do outro para nós. Primeiro, descobrimos que somos incapazes de sobreviver sem trabalhar juntos, sem ganhar um do outro. Deve ficar claro para todos que cada um de nós está sendo sustentado pelo mundo inteiro. Mas tudo isso pode ser continuado apenas com a condição de que nossa conexão se torne positiva. Uma conexão negativa destrói a humanidade e não podemos continuar a existir dessa forma. O mundo cairá em tal estado que uma pessoa não terá nada para comer e nada para respirar.

Imagine como a vida se tornará bela se a humanidade estiver unida, como todas as outras partes da natureza, inanimada, vegetativa e animada, em um sistema integral em que todos incluem todos os outros em si. Onde podemos obter uma força que nos unirá em um organismo, costurará e colará em um sistema? É óbvio que em um sistema tão perfeito todos se sentirão bem. É claro que, se ficasse claro para nós que um olhar gentil para outra pessoa nos cura imediatamente do coronavírus, todos na Terra se tornariam instantaneamente justos.

Mas não é isso que o poder superior exige de nós. Uma pessoa precisa perceber que deve lutar pela doação, não pelo lucro egoísta, pensar nos outros, não em si mesma. E quando todo mundo se sente bem, também deixa de estar doente.

Enquanto isso, enquanto a epidemia continua, temos algo a aprender com isso…

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 11/11/20, Baal HaSulam, “A Paz”

Vamos Fazer Disso Uma Epidemia De Bondade

laitman_567.04O fardo do coração é dado a nós para garantir nossa liberdade de escolha. A crise global, que tomou conta do mundo devido à epidemia de coronavírus, mostra como a força superior lida com cada pessoa, deixando-nos a oportunidade de livre escolha para equilibrarmos o bem e o mal, construindo uma linha intermediária e sempre nos inclinando para o bem.

O coronavírus revela a todas as pessoas, todos os países e o mundo inteiro a verdade sobre nossos relacionamentos. Ele nos obriga a ficar em casa trancados e a pensar por que isso está acontecendo e com que finalidade?

Se nós mesmos percebermos que podemos viver de maneira diferente, não da maneira que costumávamos viver, mas em harmonia com a natureza, em boas relações uns com os outros, superando nosso egoísmo, não teremos que passar por uma longa e dolorosa crise. Podemos sair dessa epidemia muito rapidamente. O vírus nos mostra o quanto desequilibramos o mundo.

Cada vez o Criador organiza uma situação mais eficaz para a nossa correção. Portanto, a epidemia e a quarentena do coronavírus são benéficas para a correção mundial. O vírus nos mostra que somos incapazes de estar juntos.

Em vez de transmitir coisas boas e úteis um ao outro, transmitimos doenças e nos condenamos à morte. Então, vamos aprender a nos conectar com boas conexões, a fim de transmitir boas emoções, prazer, alegria, amor, unidade e calor um ao outro. Isto é o que deveria ser entre as pessoas.

Vamos examinar por que estamos transmitindo um vírus mortal um para o outro e como transformar esse mal em bem, a fim de avançar em direção a um novo mundo. Eu realmente espero que entendamos isso e que possamos explicar isso para todos.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá  17/03/20, Lição sobre o Tópico “Pessach”