Textos na Categoria 'Lição Diária de Cabalá'

Eleve-Se De Sua Keter Para A Malchut Do Superior

laitman_238.01O estado de Malchut é quando não tenho nada e Keter é quando há tudo. Ter tudo na espiritualidade significa alcançar a capacidade de doar ao Criador.

Mas, de repente, da minha Keter, na qual eu tinha tudo, do nível de doação alcançado, eu caí na escuridão; em outras palavras, penso em mim mesmo, no fato de não ter nada. Eu não entendo nada, não sinto nada; invejo os outros e começo a desprezá-los.

Eu me sinto completamente sem valor, um zero completo.

Isso é chamado de Malchut do superior. Eu recebi uma adição de desejo não corrigido em que sinto a verdade: quem realmente sou. Como posso sair desse estado e ir além, para o Keter do superior?

Primeiro de tudo, preciso parar de pensar em mim mesmo; isso é chamado de restrição. Eu não me importo com tudo o que está em meus próprios sentimentos; o que importa é o que acontece com o grupo. É como uma mãe para quem é mais importante o que acontece com seu bebê do que sua própria condição. Isto é, devo transferir a ênfase de mim para o grupo e do grupo para o Criador.

Se eu posso me alegrar por poder pensar no grupo e no Criador a partir da escuridão total, significa que entrei no espaço espiritual e estou na fé acima da razão, na doação acima do meu próprio desejo de receber.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 06/08/18, Lição sobre o tema “Do Desamparo ao Grito ao Criador”

O Dia Do Criador

laitman_032.06O dia do Criador é o estado em que uma pessoa não sente falta de nada e está pronta para permanecer nesse estado toda a sua vida e além, sob uma condição: que sempre tenha o desejo de doar ao Criador. E isso é sem qualquer resposta, conhecimento ou compensação, apenas para fazer algo de bom para o Criador, e ninguém saberá, inclusive o próprio Criador, que a pessoa se esforçou por Ele.

E a maneira de verificar isso é a alegria, a sensação de perfeição. Isso significa que a pessoa já está no fim da correção porque não quer nada além disso. Tal estado é chamado de “O dia do Criador”. Qualquer pessoa, não importa onde esteja, pode imaginar e constantemente lutar por isso. Caso contrário, não será chamado um dia e perfeição.1

O descontentamento é um obstáculo à perfeição. Tudo é medido em relação a uma pessoa. A maneira como ela avalia seu estado é como é seu estado. Querer mais do que aquilo que você já tem é um luxo. Afinal, você está insatisfeito com o que recebeu do Criador. Este é um enorme obstáculo em no caminho de todos para a perfeição.

De fato, nós estamos em um estado ideal, no fim da correção, no centro de todos os mundos superiores, no mundo do Infinito. Todas as mudanças ocorrem apenas dentro de uma pessoa. Portanto, se ela considera sua condição como perfeita, ela já está na escada espiritual, em um estado espiritual.

Portanto, tudo depende apenas de nós. Não devemos esperar que algo venha de Cima. Só podemos pedir nossa correção; não há mudanças a serem esperadas no superior, fora de nós mesmos. Basta decidir em cada estado que você está em perfeição e não quer nada para si mesmo, exceto doar tudo que puder. Precisamos aspirar por tal estado porque esta é a verdade.2

Uma vez que a pessoa sente que o Criador não é bom para os seres criados, ela começa a discutir com Ele, a acusá-Lo, até mesmo a odiá-Lo. Portanto, precisamos nos esforçar a todo momento com todas as nossas forças para ver o mundo como bom, os seres criados em bons estados, o Criador doando-lhes todas as bênçãos, e poder justificá-Lo em todas as situações que nos parecem inadequadas para uma boa governança.

Devemos tentar ver o mundo como aparece aos olhos do Criador e não em nossa percepção corrompida. Enquanto isso, tudo nos é perdoado, porém mais tarde, veremos que é um grande crime condenar o governo do Criador. Você deve sempre se esforçar para estar tão animado quanto possível, caso contrário, você está amaldiçoando o Criador, endurecendo seu coração com egoísmo.

Antes de mais nada, é necessário decidir que o Criador é Bom, que faz o bem, e que o mundo inteiro está em perfeição, e nós o condenamos apenas conforme a nossa corrupção.3

Se o Criador se afasta da pessoa, todo o desejo pelo trabalho do Criador desaparece. E isso é chamado que o Criador vira as costas para a pessoa. Afinal, o rosto do Criador é Seu desejo de trazer o bem aos seres criados e as costas é exatamente o oposto. O Criador propositadamente mostra à pessoa Seu suas costas para que ela aspire à adesão com o Criador e não queira permanecer em um estado degradado. Acontece que o rosto do Criador está escondido dentro das costas.

Precisamos constantemente virar as costas do Criador para a frente e assim alcançar a adesão. O superior sempre nos mostra seu lado oposto se estivermos prontos para aceitá-lo, e elevamos as costas até a altura da frente, aderindo assim ao Criador.

Devido a isto, nós ascendemos junto com o AHP do superior. O superior coloca seu AHP dentro de nós e vemos Seu outro lado. E se o agarrarmos e tentarmos ver a face do superior nele, nos elevaremos junto com Suas costas.

Desta forma, usamos esse elevador toda vez: o superior desce até nós, e nós ascendemos até Ele, Ele desce, nós ascendemos – em tal elevação em zigue-zague.4

Se não fosse pela escuridão, não teríamos a menor chance de alcançar o Criador. É necessário entender e apreciar isto e não se esconder da escuridão, mas transformar a escuridão em Luz. De todas as formas de escuridão, é preciso ver como aderir ao Criador. A pessoa não deve negligenciar a escuridão porque toda a criação é escuridão. A escuridão é a criação.

Todos as formas estão nas letras, que são pretas. E a cor branca não acrescenta nada, exceto enfatizar a escuridão, as letras pretas. Portanto, é necessário ajudar uns aos outros a manter o espírito no grupo e manter-se através de nossa garantia mútua e apoio mútuo. É durante o tempo de escuridão que se verifica até que ponto somos capazes da doação mútua e doação ao Criador, aceitando as trevas como Luz.

A tela é quando eu não me importo com que forma estou, quando o principal para mim é doar. Meu grau é medido pelo estado mais baixo, a profundidade do desejo para o qual sou capaz de mergulhar na escuridão, de modo que a partir deste estágio possa começar a doar.5

O erro comum dos iniciantes é pedir conhecimento, bom sentimento, preenchimento, porque eles acham que tudo isso deveria existir no mundo espiritual. Eles estão esperando que a Luz venha e preencha seus Kelim (vasos) egoístas comuns. Mas isso não está correto. Só precisamos pedir para permanecer no mesmo estado como ele é, mas receber a correção que nos permite perceber este estado como perfeito.

Isso significará que estamos na fé acima da razão. Tudo o que recebemos veio do Criador e, depois de receber uma correção, entendemos que essa é a melhor coisa que pode existir. Nossos desejos egoístas comuns não serão preenchidos, mas acima deles queremos permanecer na fé.6

Da Lição sobre o Tópico: “Sobre Acima da Razão” (Tish) 03/08/18
1 minuto 5:17
2 minuto 8:25
3 minuto 3:30
4 minuto 21:00
5 minuto 27:10
6 minuto 32:52

Descontentamento É Um Obstáculo No Caminho Da Plenitude

laitman_239Tudo é medido em relação a uma pessoa. A maneira como ela avalia seu estado é o estado em que ela está. Desejar por algo além do que você já tem é um luxo. Afinal, acontece que você está insatisfeito com o que recebeu do Criador. Este é um enorme obstáculo, interpondo-se no caminho para a perfeição.

Nós estamos em um estado perfeito, no fim da correção, no centro de todos os mundos superiores, no mundo do infinito. Todas as mudanças acontecem apenas dentro de uma pessoa. Portanto, se a pessoa determina o seu estado como perfeito, ela já está na escada espiritual, no estado espiritual.

Portanto, tudo depende apenas de nós. Não devemos esperar que algo venha de cima. Podemos pedir apenas a nossa correção, mas não há mudanças a esperar de cima, de fora de nós. Eu só preciso determinar em cada estado que estou em plenitude e não quero nada para mim, mas apenas dar tudo que puder para fora. Precisamos aspirar a tal estado porque essa é a verdade.

Da Conversa sobre o Assunto “Fé Acima da Razão” 03/08/18

Aspirar À Verdade

laitman_231.01Pergunta: Eu conheço algumas pessoas que, através de práticas espirituais e rejeição de desejos, vivem em prol do divino e entram facilmente no reino espiritual. No entanto, nenhuma delas está envolvida com a Cabalá. Por que você insiste que revelar o Criador só é possível com a ajuda da Cabalá?

Resposta: Eu não insisto em nada e não discuto com ninguém. Eu tenho meu próprio entendimento. Se alguém quiser dominá-lo, pode aprender com os materiais que colocamos na Internet. Além disso, não quero debater qual método é melhor para estudar ou como fazê-lo.

Por que eu deveria dissuadir alguém sobre se ele está certo ou não? Na medida em que uma pessoa se esforça pela verdade, ela encontra seu próprio método, aspira mais e avança. O mais importante é não parar. Portanto, o que quer que você faça, eu aconselho apenas uma coisa: continue a aprofundar-se, expanda-se e não tenha medo de nada.

A Torá/Cabalá não aceita a rejeição do egoísmo porque ele é a nossa matéria. Quanto mais o usamos, mais temos a oportunidade de ascender.

Ao contrário das religiões ou da maioria das práticas espirituais, a Cabalá usa o egoísmo com alegria, como um presente do Criador. Afinal, é o egoísmo que separa o ser humano e toda a criação do Criador. E se quisermos destruir o ego ou anular o próprio desejo, o que permanecerá de nós?

Da Lição de Cabalá em Russo, 18/03/18

Em Unidade E Conexão

laitman_232.08Conceitos que são opostos em nossa percepção existem no Mundo do Infinito em união e conexão simples. (Baal HaSulam, O Estudo das Dez Sefirot, Parte 1 “Histaklut Pnimit”)

Pergunta: O que significa que coisas opostas são unificadas? Você pode dar um exemplo da natureza?

Resposta: Einstein deu exemplos de dimensões emergentes acima do tempo e do espaço. Por exemplo, um avô e seu distante descendente se encontram centenas de anos depois. Ambos existem simultaneamente, mas com relação à nossa realização, ela é experimentada como passado, presente e futuro.

Pergunta: Isso significa que os dinossauros podem estar vagando ao nosso redor e nós simplesmente não os vemos?

Resposta: Os dinossauros não estão vagando em algum lugar; eles estão vagando dentro de você (da mesma forma que antes, a propósito). Não há nada fora de nós. Nós projetamos tudo o que percebemos para que pareça fora de nós e chamemos de “nosso mundo”. Sentimos isso apenas dentro de nós mesmos. Nós não percebemos o que está fora de nós. É como se alguns eletrodos estivessem conectados a nós e imaginamos que estamos em algum lugar conversando uns com os outros e vendo os outros como se estivessem em uma tela.

Surge então a questão: tudo isso parece existir ou realmente existe? Não podemos dizer, porque não sentimos nada fora de nós mesmos. Portanto, uma pessoa não pode reivindicar objetivamente que algo existe – ela sempre percebe subjetivamente.

Tudo o que revelamos e estudamos é puramente subjetivo, incluindo a Cabalá. Nós nunca alcançamos o quadro absoluto. Ele será revelado somente após a correção geral, quando todos nós nos unirmos e nossos pequenos sensores privados (Reshimot) se unirem em um sensor comum, nossos pequenos desejos privados em um desejo comum que resultará em percepção absoluta, Luz branca eterna. Então poderemos conversar sobre o que realmente existe. Esse estado é chamado de Gmar Tikkun: Correção Final.

Isso é tudo em relação a nós; não há problemas em relação ao Criador, já que Suas propriedades incluem tudo. Seremos capazes de alcançar este mesmo estado quando o nosso desejo se tornar totalmente integrado, incluindo todos os opostos em si. Isso é considerado amar o seu próximo como a si mesmo.

Em outras palavras, quando eu aceitar tudo o que existe em outra pessoa – todas as suas propriedades desagradáveis, estados, pensamentos – como meu, como o mais precioso, com amor, eu incluirei os desejos de todas as pessoas no mundo e serei capaz de ser objetivo, visto que todos os opostos dentro de mim serão unidos.

Pergunta: É possível dizer que o amor e o ódio existirão em mim ao mesmo tempo?

Resposta: Claro. Um não aniquilará o outro, porque eles apenas se apoiarão, de modo que entre eles eu possa sentir a acuidade da realização. É assim que funciona.

Da Lição de Cabalá em Russo 08/04/18

Compreender Uns Aos Outros A Uma Distância

laitman_959Pergunta: Quando estivermos em um nível espiritual, poderemos nos entender sem palavras?

Resposta: Em geral, sim. Claro, é possível trabalhar com uma tela compartilhada sem comunicação verbal. Mas ainda não.

Essa comunicação pode ser não só entre duas pessoas próximas uma da outra, mas também entre aquelas que estão em diferentes partes do mundo e até em dois mundos diferentes – isso não importa. O que impede a nossa compreensão mútua são as limitações mecânicas e menores do nosso mundo.

Pergunta: Por que é que, quando de repente você experimenta algum tipo de sensação, geralmente é impossível expressá-la com palavras até para si mesmo?

Resposta: Isso significa que você ainda não é capaz de sentir o impacto espiritual dentro da sua mente racional e do seu coração igualmente.

Da Lição de Cabalá em Russo, 01/04/18

Estabelecer As Bases Para Um Bom Futuro

laitman_270A Cabalá é a ciência da conexão. Temos que nos unir porque a natureza está nos empurrando para isso, nos levando a ficar juntos. Se não quisermos isso, a natureza nos obrigará pela força. Não há dúvida de que a natureza vencerá, visto que a pessoa é muito fraca contra os golpes da natureza. É por isso que não vale a pena esperar pelos golpes, que ficarão cada vez mais fortes porque já há nuvens pesadas no horizonte.

Nosso grupo Cabalístico mundial está na vanguarda desse movimento, avançando à frente de todos e abrindo as portas para a unidade de toda a humanidade. Estamos testando como alcançar a unidade em nós mesmos, porque essa condição nunca existiu antes no mundo. Uma vez, milhares de anos atrás, esse tipo de unidade existia, mas sob condições completamente diferentes, entre pessoas que não se pareciam com nós de forma alguma.

Nosso grupo, chamado de “a última geração”, vivendo no mundo do egoísmo, serve como um laboratório para toda a humanidade. Como chegar à unidade da maneira mais fácil e rápida é testada em nós. Pela nossa experiência, estamos construindo a base para aqueles que seguirão nossos passos depois de nós em um futuro muito próximo. Isso pode levar outros dez a vinte anos, mas no final, toda a humanidade chegará à unidade. Portanto, esperemos que esse avanço venha por um caminho misericordioso e não pelo caminho do sofrimento.

A natureza é um sistema único. Todas as suas partes se desenvolvem de um único desejo como de um pequeno grão de areia. A força superior, a Luz, explodiu esse pequeno grão de desejo, do qual emergiu o Big Bang, e a partir daí começou o desenvolvimento de toda a matéria: inanimada, vegetativa, animada e as pessoas no planeta Terra. Hoje, já estamos no fim dessa evolução.

Ao longo do caminho, a matéria passou por múltiplas metamorfoses e destruições, e precisamos corrigi-las. Afinal, ao corrigir a quebra, alcançamos a qualidade da Luz. A Luz quebrou o grão do desejo e devemos juntar esses pedaços quebrados de desejo e centelhas de Luz. Então, toda a Luz será capaz de entrar no desejo e, em vez de um pequeno grão, se tornará enorme. É por isso que é tão importante para nós alcançarmos essa união. Significa reconstruir a alma despedaçada do primeiro ser humano, Adam HaRishon.

A Europa hoje testemunha o quanto esta quebra está começando a ser revelada. Os Cabalistas durante os últimos séculos escreveram sobre nosso tempo, sobre nossa “última geração”. O mundo se moveu tanto para a revelação do mal do egoísmo que nos próximos anos será óbvio para todos que uma crise global está ocorrendo não por causa de problemas com tecnologia, economia ou ecologia, mas apenas por causa das más relações entre as pessoas, que nos impedem de nos unirmos. A humanidade está forçando a natureza a sair do equilíbrio porque não há equilíbrio ou unidade entre nós. Esse equilíbrio é o que precisamos restabelecer.

Baal HaSulam escreveu no artigo “Arvut” (“Garantia Mútua”) que a correção final do mundo só é possível após a unificação de toda a humanidade. Nada além disso é necessário. Estamos aprendendo sobre sistemas enormes, sobre a quebra que ocorreu nos mundos superiores, mas, em essência, estamos aprendendo a unir o único desejo que foi quebrado em uma infinidade de partes opostas.

Nós somos essas partes quebradas que devem se unir, não fisicamente, mas em nossos desejos e pensamentos. Precisamos unir essas centelhas espirituais dentro de nós em um único sistema, devemos sentir como nos completamos, pensar no único objetivo, ajudar uns aos outros a tornar-se um desejo. Esse desejo mútuo consiste em muitas partes diferentes, mas são essas diferenças que criam a possibilidade de realização. Nenhuma parte se parece com qualquer outra, mas unindo-se juntas, elas criam perfeição.

Fazendo um laboratório de nós mesmos em que praticamos essa conexão, nós gradualmente revelamos dentro dela a manifestação do poder da unidade, a força superior da natureza chamada Criador.1

Da Convenção Na Itália, “Todos Como Um” 26/07/18, Lição Preparatória
1 Minuto 2:00

Todos Como Um Na Europa

laitman_219.02Baal HaSulam, “Paz no Mundo”: Não se surpreenda se eu misturar o bem-estar de um coletivo em particular com o bem-estar de todo o mundo, porque, de fato, já chegamos a tal ponto que o todo o mundo é considerado um coletivo e uma sociedade. Isto é, como cada pessoa no mundo extrai o âmago de sua vida e seu sustento de todas as pessoas do mundo, ela é coagida a servir e cuidar do bem-estar de todo o mundo.

Nós já estamos começando a sentir isso hoje. Mas ficará muito claro quando o mundo começar a desmoronar, o que acontecerá em breve. Então, entenderemos que não podemos estar juntos na mesma forma egoísta que costumava funcionar até agora; não podemos permanecer nesta união. É impossível dispersar ou unir.

Este é um estado muito perigoso, que pode levar a uma guerra. Imagine que a União Europeia desmorona, todos os países quebram os laços uns com os outros. Nenhum país poderá existir isoladamente e satisfazer até suas necessidades mais básicas. Essa divisão afetará toda a humanidade, a sociedade e as famílias, todos os sistemas sociais, econômicos e governamentais de cada país.

As pessoas entenderão que a unidade é necessária não apenas para fornecer comida, roupas e todas as outras necessidades. A natureza está nos obrigando a nos unir internamente. Se não nos unirmos internamente e não nos complementarmos, todos os outros sistemas que construímos serão incapazes de funcionar.

Esta é uma lição muito difícil. Se a aprendermos com a ajuda da sabedoria da Cabalá, isso não exigirá muitas buscas internas e esforços, guerras e derramamento de sangue. Por outro lado, se não difundirmos o conhecimento da Cabalá no mundo, se falharmos em implementar a conexão interna nos grupos Cabalísticos por toda a Europa, haverá uma desintegração completa e muito dolorosa na Europa.1

Devemos construir uma conexão espiritual interna entre nossos grupos na Europa, que atuará como um governo espiritual interno neste continente. Todos sentirão que há algo de especial nessas pessoas: existem princípios, um objetivo superior, um método e elas podem responder às perguntas urgentes.

Afinal, entendem porque há uma crise: não por causa da política monetária ou problemas ecológicos, comércio internacional ou aumento dos impostos de importação. Nada disso levará a uma solução. A única solução é começar a construir relacionamentos corretos e gentis entre todos dentro do sistema humano comum.

E ninguém pode fazer isso, exceto os Cabalistas. Portanto, um resultado correto do Congresso é organizar um grupo europeu que se tornará uma base interna, espiritual e ideológica para todo o continente europeu.

Pode parecer fantástico e irrealista, mas, uma vez, dez ou quinze anos atrás, minhas previsões sobre a futura crise europeia também pareciam irrealistas. Hoje, esta crise, que eclodiu devido ao fato da união ter sido criada sem a correção da natureza humana, é óbvia para todos. E o próximo estágio será revelado muito mais rápido.2

Da Convenção na Itália, “Todos Como Um”, 26/07/18, Lição Preparatória
1 minuto 14:40
2 minuto 24:30

Tudo É Uma Oportunidade Para Corrigir Nossos Desejos

laitman_209Tudo o que acontece no mundo chega até nós para nos dar a oportunidade de corrigir nossos desejos.

Todas as ansiedades, medos, incertezas, desamparo, nossas experiências que surgem da desordem que existe em todas as partes desta vida – problemas pessoais, familiares ou preocupações nacionais – só podem ser resolvidas aproximando o Criador de nós.

Em toda revelação do mal, devemos ver um convite à correção e conexão entre nós de modo que a força superior seja revelada em nossa conexão com uma força cada vez maior.

É assim que nossos desejos quebrados se manifestam em todas as formas possíveis, aparecendo para nós como problemas que acontecem conosco pessoalmente, com o grupo e o mundo. Sua correção só pode ser feita através da unidade no grupo e da revelação do Criador dentro dele.

Em todo este trabalho há apenas um objetivo: compreender que tudo vem do Criador para nos unirmos ainda mais e através de nossa união para corrigir todos os problemas. Em outras palavras, os problemas devem servir como meios para fortalecer nossa unidade, e então seremos gratos por todas as desgraças como bênçãos. É porque são realmente bênçãos – não há nada de mal no mundo do Criador, apenas bem.

Precisamos nos ver engajados em uma batalha interna conosco mesmos, para que nada nos confunda ou nos desvie do caminho reto, com o entendimento de que tudo vem do Criador e com o desejo de nos conectarmos com Ele acima de todos os problemas. Afinal, a conexão com o Criador é mais importante para nós do que qualquer obstáculo.

Experiências desagradáveis ​​devem deixar seus rastros dentro de nós, caso contrário, nenhuma revelação ocorrerá acima delas. Semelhante ao modo como a energia é revelada em um circuito elétrico somente por meio da resistência, tudo é construído sobre a resistência, todos os componentes do circuito elétrico: condensador, bobina, resistor. E dentro do corpo de uma pessoa tudo é construído também sobre a resistência, acima da qual a conexão é formada.

Unpleasant experiences must leave their traces within us, otherwise no revelation will occur above them. Similar to the way energy is revealed in an electric circuit only through resistance, everything is built on resistance, all components of the electrical circuit: condenser, coil, resistor. And within a person’s body everything is also built on resistance, above which connection is formed.

O sofrimento vem quando não consigo conectá-los ao grupo e dentro dele com o Criador. Este é o caminho do sofrimento. Se, no entanto, eu conecto todas as perturbações à nossa conexão e ao Criador, então é o caminho da correção.

Somente eu agora decido qual caminho seguir: permanecer na confusão e chorar, ou o oposto, utilizar corretamente todos os distúrbios, conectá-los ao grupo e ao Criador, e abençoar o Criador por revelar tudo o que requer correção. Com essa correção podemos evitar qualquer perigo, até mesmo a guerra global. Tudo depende de nós e vamos conseguir isso.

Não haverá sofrimento, como está escrito: “Olhe para eles e eles se transformarão em uma pilha de ossos”. Afinal, eles são apenas uma ilusão; estamos sendo assustados pelas sombras. Tudo vem do Criador e somos os culpados se não podemos transformar isso em bem. Tudo está em nossas mãos, você não tem ideia do imenso poder espiritual que existe dentro de nós.1

A lei da garantia mútua é uma lei muito séria, rigorosa e realista. Ela fala de um Kli mútuo, um vaso, que deve ser pleno. Neste vaso pleno estão todos os desejos criados pelo Criador, mas alguns pertencem à cabeça e outros ao corpo. Se uma parte do vaso se corrige, atrai todas as outras partes para si mesma, que também começam a ser corrigidas.

Portanto, cada indivíduo que recebeu a oportunidade de se aproximar da correção do mundo, da humanidade e da alma, e da revelação do Criador, deve valorizar isso. Afinal de contas, uma feliz oportunidade foi oferecida a ele para participar ativamente na construção do eterno e perfeito vaso espiritual da alma coletiva.

A garantia mútua nos conecta uns aos outros através de milhares de fios finos. É assim que cada célula do corpo está conectada ao corpo inteiro. É possível construir um ser humano inteiro a partir de uma célula, um genoma. E onde estão os braços, pernas, cérebro, coração ou alguma de suas características pessoais e internas na célula?

Mas se nos aprofundarmos, veremos que não é matéria dentro de uma célula, mas espírito. Em cada elemento do corpo há um gene espiritual, que contém informações sobre todo o corpo – não apenas o corpo, mas toda a criação. Estamos conectados uns aos outros e queremos que o Criador traga todas essas conexões à vida. Ele as quebrou e depois deixe-O consertá-las. E Ele está pronto para trazê-las à vida, mas apenas em resposta ao nosso pedido. Assim que sentirmos essa necessidade e nos voltarmos para o Criador, Ele imediatamente fará isso. Acontece que o que precisamos não é de garantia mútua em si, mas que o Criador seja revelado com ela.2

Da Lição Diária de Cabalá 29/4/18
1 “Fortalecimento em ‘Não há mais além Dele’”
2 Baal HaSulam, “Arvut (Garantia Mútua)”

A Ação É A Recompensa

laitman_231.04Pergunta: Se o mundo inteiro está dentro de mim, o tempo também está dentro de mim. Você pode explicar como administrar o tempo dentro de si mesmo?

Resposta: Imagine que não há tempo. Não existe o próximo momento, como se diz: “Congele o momento, é magnífico!”

É assim que você deve agir: não há tempo, apenas um momento da minha maior adesão com o Criador. O tempo é um fenômeno psicológico. Na Cabalá, o tempo é a frequência da mudança de estados espirituais, não o tique-taque do relógio. Quanto mais rápido os estados mudam, mais rápido o tempo passa.

Pergunta: Então, se eu fizer algo e esperar que um mês ou um ano depois eu seja pago, a própria expectativa é chamada de tempo? Mas se eu recebo o pagamento imediatamente, no momento da ação, o tempo parece desaparecer?

Resposta: Quando a recompensa ocorre no momento da ação, ou seja, que a ação é a recompensa, então não há tempo. Esse é o momento magnífico.

Pergunta: Segue-se que este momento é o melhor na vida do Cabalista? Ele nunca pensa no futuro?

Resposta: O Cabalista vive em ambos os estados simultaneamente: tanto no seu estado pessoal quanto no coletivo. Ele precisa se preocupar com a correção geral do mundo. Para ele, uma ação direcionada à correção do mundo é a recompensa. Se o Criador lhe der esta oportunidade, ao fazer isso, Ele o recompensará.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/03/18