Textos na Categoria 'Estudo Cabalístico'

Cabalistas Infalíveis?

laitman_961.2Pergunta: Existe um culto à personalidade na Cabalá? Você acredita na infalibilidade de alguns autores ou tudo deve ser tratado com certo grau de ceticismo?

Resposta: Francamente falando, eu, com minha pouca realização espiritual, não posso dar ao luxo de avaliar os Cabalistas. De fato, apesar do fato de que eu sinto, compreendo, alcanço e habito em algum espaço espiritual, estou nele ao nível de um menino de quinze anos em nosso mundo.

O que posso dizer sobre isso? No mundo espiritual, quando você compreende até mesmo em tal nível, isso lhe dá a sensação de que você é apenas uma pessoa jovem, você ainda não sabe muito e, portanto, não pode abrir sua boca, criticar ou fazer qualquer avaliação.

Posso criticar Cabalistas tão grandes como meu professor Rabash e seu pai Baal HaSulam ou aqueles que os precederam: Baal Shem Tov e o Ari? Eles estão todos em absoluta realização do Criador. Portanto, não tenho nada a dizer sobre este assunto.

Eu aceito seus livros como um conhecimento absoluto. São pessoas que não cometeram erros ao subir ao seu nível, e seu nível está praticamente na Correção Final (Gmar Tikkun).

A única diferença entre eles é que cada um atingiu a raiz de sua alma, então há uma diferença na apresentação. Mas para mim, é realmente bom. Eu leio de um ângulo sobre a realização do mundo superior, depois de outro, de um terceiro, e isso me desenvolve.

Da Lição de Cabalá em Russo 10/03/19

O Sistema De Escrita Entre Baal Hasulam E Ramak

laitman_258Pergunta: Qual é a diferença no sistema de escrita entre Baal HaSulam e Ramak?

Resposta: Existe uma enorme diferença entre eles. Na verdade, Ramak explicou tudo a partir da perspectiva da propagação da luz, enquanto o Ari explicou a partir da perspectiva da correção dos Kelim, vasos e desejos. Já que somos um vaso e um desejo, o sistema do Ari está mais próximo de nós.

Quanto ao Baal HaSulam, ele é como a continuação do Ari; portanto, seus escritos explicam o mesmo sistema das telas.

Da Lição de Cabalá em Russo, 10/03/19

Para Construir A Estrutura Da Alma

Laitman_197.01Observação: Quando o Baal HaSulam encontrou o livro do Ari, A Árvore da Vida, ele estava muito feliz e cheio de esperança: “Finalmente eu encontrei!” No entanto, como seu professor Rabash relatou, ele não sabia que somente depois de 20 anos seria capaz de entender o que havia encontrado e começaria a compreendê-lo.

Não é fácil para uma pessoa ouvir que tudo isso começará a penetrá-la em 15 a 20 anos.

Meu Comentário: Não, não é um problema. É uma condição natural e necessária para alcançar o mundo superior, porque você tem que construir os elementos para senti-lo em si mesmo, sua consciência e realização.

Não é fácil porque isso nasce em nós e se acumula em pequenos pedaços. É assim que funciona nosso aparato sensual e intelectual, isto é, o coração que sente, e a mente que evoca definições e conceitos. Portanto, não podemos compreender essa combinação de dois sistemas, sensual e pensante. Nosso mundo não tem isso.

Na música, na arte, em qualquer coisa em nosso mundo, não há uma conexão clara entre a sensação de compreensão e sentimentos, como um depende do outro.

A conexão entre eles ocorre precisamente na Cabalá. É por isso que leva tanto tempo.

Mas não importa. É importante que você construa em si mesmo essa conjugação correta entre sensação e compreensão, para que a sensação influencie a compreensão e a compreensão influencie a sensação. Essa é a estrutura da alma e você precisa construí-la em si mesmo.

Aos poucos, ela é criada em você, só leva algum tempo. E daí? Vocês são todos principalmente jovens. Mesmo se houver pessoas idosas entre nós, garanto-lhes que terão tempo para alcançar o nível do mundo superior, a eternidade e a perfeição nesta vida.

Ninguém recebe a Cabalá para simplesmente tocar e parar por aí. Se uma pessoa veio para a Cabalá, se ouviu falar sobre ela, isso significa que nesta vida ela pode perceber esta oportunidade. Tudo depende de seus esforços.

Da Lição na Língua Russa, 03/10/19

Manuscritos Não Queimam

Laitman_120Pergunta: Por que o Baal HaSulam queimou cerca de 50 de seus artigos como “A Última Geração” e “Paz no Mundo”? O que nós perdemos?

Resposta: Não posso dizer o que perdemos. Ele simplesmente não terminou a maioria desses artigos porque foi proibido de publicá-los.

Existem muitos oponentes da Cabalá. Hoje em dia também vemos na internet quantos mal-intencionados nós temos. Mas isso não nos impede de disseminar.

Naquela época, a disseminação era impossível. Um pedido foi submetido ao mandato britânico, que era então responsável pelo país, e o Baal HaSulam foi proibido de publicar seus artigos. Portanto, ele disse: “Este é um sinal certo de que eu não deveria estar escrevendo”.

É uma pena, é claro, porque perdemos uma enorme quantidade de material único. No entanto, provavelmente, deve ser assim. Caso contrário, haveria muito material para nós e não saberíamos o que fazer.

Pergunta: Por que você costuma dizer que a queima de manuscritos é também uma revelação?

Resposta: O fato é que quando um Cabalista escreve e depois queima a escrita, isso significa que isso já foi escrito em nosso mundo, já foi ressoado, lido e passado pela sensação do homem. Isto é, a força superior se realizou nessa pessoa. Se já foi realizado em alguém, sentido por ele, então será possível para os outros. Depois disso, ele pode queimar tudo, não importa mais.

Da Lição Diária de Cabalá em Russo, 10/03/19

Semana Do Livro E O Povo Do Livro

laitman_526Israel está celebrando a semana do livro. É claro que a publicação e o consumo de livros aumentaram dramaticamente no último ano. Apesar da popularidade dos smartphones, é evidente que muitos novos livros foram escritos e publicados. Cada vez mais pessoas compram e leem livros.

Livros nunca morrerão. Naturalmente, é muito conveniente trabalhar em um computador preparando e editando textos e desenhos. No entanto, para obter uma impressão completa de uma obra de arte literária, ela deve estar impressa. Um livro tem uma raiz espiritual que combina “o livro, o autor e a história” (Sefer-Sofer-Sipur).

Um livro não é necessariamente um volume impresso. Pode ser um pergaminho ou uma escultura em uma pedra, mas nunca pode estar em uma tela, porque esse texto não é um trabalho de mãos humanas. Um livro é escrito por uma pessoa que colocou um esforço em suas páginas, em impressão. Quando eu mantenho um livro em minhas mãos e o leio, sinto que ele pertence a mim e eu pessoalmente me conecto com seu conteúdo.

Não posso, no entanto, conectar-me a uma tela de computador; não tem raiz espiritual. Um computador, uma tela ou um tablet não existem na natureza, mas um livro existe. Um livro é criado a partir de materiais naturais para preservar o conhecimento e registrá-lo na natureza. Eu nunca posso ter a conexão com a tela do computador do jeito que tenho com um livro, porque uma vez que o computador está desligado, tudo desaparece. O sentimento vem da raiz espiritual que está presente em um livro. Há uma associação entre a raiz espiritual da pessoa e a de um livro, que garante nossa conexão. Nada, no entanto, me conecta com um computador. Se você comparar a impressão recebida do mesmo trabalho em formato de livro versus a tela do computador, verá que o texto impresso tem um efeito muito maior sobre você.

A raiz espiritual de um livro está conectada com a raiz da alma e podemos senti-la. Quando leio um livro, minha alma se une à raiz espiritual do livro e recebe satisfação. Uma pessoa nunca pode obter essa satisfação do computador. Uma pessoa moderna não pode entender isso porque há muito se esqueceu dos livros impressos e vive em um mundo virtual. Os computadores são feitos de plástico, o que gera conhecimento de plástico e corações de plástico.

Uma pessoa não imprime um texto na tela do computador, porque um momento depois, a tela mostrará outra coisa. O texto aparece e depois desaparece – não está lá. Mas se eu pegar um livro, ele contém os pensamentos e os desejos do autor para sempre.

Você deve segurar um livro em suas mãos e lê-lo, letra por letra, porque é uma expressão da raiz espiritual. Assim, a tecnologia pode se desenvolver ainda mais, mas o livro é eterno porque contém uma raiz espiritual. Ler um livro traz um certo prazer, que é inatingível quando se lê de uma tela. Ao ler a partir de uma tela, obtemos conhecimento, mas a partir do livro temos a sensação.

O livro une o livro – o autor – a história (Sefer-Sofer-Sipur). Há um escritor e sua história transmitida para nós em um livro. Um leitor recebe conhecimento do autor e torna-se parte dele. Através da narrativa, o autor é capaz de entregar sua história de dentro do livro e compartilhar a raiz de sua alma com um leitor. Não há outra maneira de transmitir uma impressão interior de uma pessoa para outra.

Conhecimento científico, tabelas e informações podem ser transferidos através do computador. Mas um livro emocional que desperta o amor na alma, um sentimento de unidade, é incomparável a um computador.

O povo de Israel é chamado de “o povo do livro” porque foram eles que deram ao mundo seu livro principal que fala sobre o propósito deste mundo, sobre a estrutura de todo o sistema do universo. Existe apenas um livro e todos os outros são suas consequências, seus pequenos ramos. O livro da Torá explica a existência de todo o sistema do mundo e nossa missão em tal sistema.

Se eu leio um livro Cabalístico agora, estou influenciando seu autor, embora ele tenha morrido há dois mil anos, porque estou usando o resultado de seu trabalho. Através da nossa conexão, através da unidade em nossos corações e almas, através do meu desejo de influenciar o autor, eu tenho um impacto sobre ele. Eu elevo sua alma enquanto ele eleva a minha.

De uma Conversa sobre a Semana do Livro, 13/06/19

Eu Preciso Da Ciência Da Cabalá?

laitman_283.02Pergunta: Como posso verificar se preciso da ciência da Cabalá para minha vida corpórea?

Resposta: Eu não sei o que você está procurando em sua vida corpórea.

A ciência da Cabalá não pretende trazer-lhe conforto nesta vida, mas revelar a conexão com o Criador, com a força superior da natureza que nos governa. Se a pessoa se faz uma pergunta: “De onde venho? Para quê? Qual é o sentido da vida?”- significa que ela quer revelá-la.

A Cabalá dá a uma pessoa as respostas para as perguntas sobre nossa existência, por que nós vivemos e morremos, etc. Ela não precisa tornar melhor a sua vida neste mundo. Este não é o seu propósito.

Da Lição de Cabalá em Russo 09/04/19

Michael Laitman E Len Saxe: Mensagem Para O Povo Judeu

Sentimentos E Mecânica

laitman_276.04Pergunta: Mais uma vez abordamos o estudo do Prefácio à Sabedoria da Cabala (Pticha), mas em um novo nível, através do sentimento. Isso é tão interessante, tão profundo, que novamente sentimos falta dos detalhes técnicos.

Por que, quando começamos a fazer perguntas técnicas, isso nos afasta da percepção sensorial em que entramos, nos tira dela?

Resposta: Isso acontece apenas no começo. Por exemplo, quando as pessoas aprendem a tocar um certo instrumento musical, a princípio é preciso trabalhar na técnica. Elas devem fazer exercícios e se acostumar com o instrumento.

Depois de o dominarem, é como se se unissem a ele e o instrumento começasse a expressar seus sentimentos, aqueles que não elas podem expressar. Eu pego um violino em minhas mãos e ele canta do jeito que eu nunca pude. Mas através do seu canto, através do seu anseio, através dos seus sons, eu sou capaz de me expressar.

É o mesmo aqui. Primeiro temos que aprender o instrumento. Nosso instrumento são os sentimentos, nada mais que sentimentos porque somos apenas o desejo de desfrutar. Isto é o que o Criador criou em nós.

Para expressar nossos sentimentos pelo Criador, precisamos levá-los acima de nosso egoísmo, isto é, através do desejo pelos amigos. Esta é uma oportunidade ótima, especial e maravilhosa de levar nossos sentimentos através deles, porque eu não entrarei no Criador de outra maneira!

O grupo para mim é um instrumento no qual eu toco. Se eu não o tivesse, não seria capaz de transmitir nada ao Criador. Portanto, a quebra do desejo comum em um grande número de desejos me dá a oportunidade de tocar, como em teclas de piano, todos os tipos de melodias de conexão. Deles, eu montei uma sinfonia, uma canção de amor para o Criador. Esses são sentimentos. No entanto, eles trabalham em matemática, em desejos.

Várias vezes em nossas aulas, eu contei sobre um amigo meu que trabalhava na restauração do órgão na Catedral de Riga. Ele me contou como esse instrumento é complexo. Ele tinha livros e artigos sobre a estrutura do órgão com fórmulas matemáticas complexas, incluindo diâmetros, pressão, sintonia e assim por diante.

Surge uma pergunta: o que vamos estudar: mecânica ou como com sua ajuda podemos evocar sentimentos? O Criador precisa de ambos.

Por quê? Para que possamos nos tornar completamente mestres do desejo que Ele criou e, com sua ajuda, expressar tudo da mesma maneira que Ele, como nossa qualidade de doação em relação à Sua qualidade de doação. Para que pudéssemos nos conectar, aderir a Ele.

Portanto, não entramos em sentimentos sem conexão com a mecânica. Atualmente, não prestamos mais atenção aos sentimentos, porque, quando nos deparamos com isso, não entendemos o que é exigido de nós. Precisamos desenvolver nossa percepção sensorial e então vamos jogar.

Vamos olhar para diferentes desenhos e chorar ou rir – cada um terá sua própria reação. Você não tem ideia de quantos desenhos existem – milhares. Então você não precisa se preocupar com a mecânica. Você terá toda a mecânica que quiser.

Assim, chegaremos a isso. Então tudo será equilibrado: sentimentos e mecânica. Você será capaz de tocar o instrumento perfeitamente e expressar seus sentimentos através dela, de modo que você e o Criador realmente estejam em um entendimento e gozo comuns.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/04/19

O Que É Melhor: Ler De Um Livro Ou De Um Tablet?

A Propriedade Dos Livros Cabalísticos

laitman_209Pergunta: Como podemos explicar cientificamente, sem misticismo ou milagres religiosos, que a leitura dos livros escritos pelos Cabalistas ajuda a corrigir nossa intenção e mudar o estado interno de uma pessoa?

Resposta: O que o misticismo ou religião tem a ver com isso? Nenhuma deles faz parte da Cabalá.

A leitura de livros Cabalísticos ajuda a orientá-lo internamente em direção a um objetivo, porque eles falam de como sua alma deve estar voltada para ele. Da mesma forma que sintonizamos um instrumento musical, nos sintonizamos lendo livros Cabalísticos.

Este diapasão vem através dos livros. Tente lê-los e você vai sentir isso. De maneira alguma você deve ensurdecer com quaisquer preceitos religiosos, obrigações ou vários bem-estar místicos.

Da Lição de Cabalá em Russo 20/01/19