Textos na Categoria 'Estudo Cabalístico'

O Orgulho É O Melhor Ajudante

294.1Pergunta: Psicólogos, religiões e movimentos espirituais costumam rotular o orgulho como o maior mal. O orgulho está por trás de insultos, doenças, guerras e todo tipo de sofrimento. A autora Nancy DeMoss Wolgemuth afirma que existem 41 evidências de orgulho, que incluem: autoinfalibilidade, uma atitude paternalista em relação aos outros, um senso de autoexclusividade, sentir-se como uma vítima, se gabar, a capacidade de colocar um oponente em seu lugar e assim por diante. Tudo isso evidencia o orgulho dentro de nós, mas disfarçado.

Por que o orgulho é dado a uma pessoa?

Resposta: Essa é a nossa principal qualidade!

Este é precisamente o nosso egoísmo, que supostamente quer elevar uma pessoa acima das outras. O orgulho é dado para que eu perceba o quão pecador, vicioso, insignificante, estúpido, fraco, eu sou. É para que eu entenda em todas as minhas ações e pensamentos, ou seja, em minha mente e desejos, que se eu quiser fazer a coisa certa, devo agir apenas pela força da conexão com o Criador.

Pergunta: Isso significa que ele não é ruim, mas sim bom?

Resposta: Claro! Foi criado para nos mostrar quão insignificantes somos se estivermos sob o controle do orgulho.

Comentário: A psicologia e as religiões dizem que é o maior mal. No entanto, você, afinal, diz que este é o maior bem.

Minha Resposta: O mal nos leva ao bem absoluto. É o que o Criador criou: “Eu criei o mal e dei a Torá, a luz superior, para corrigi-lo”. Então, vá e corrija-se.

O Criador criou o orgulho para que percebêssemos nossa insignificância nele, e quiséssemos por todos os meios nos livrar dele e, portanto, encontrar força, encontrar a mente para nos voltarmos ao Criador para que Ele fizesse isso. Assim, o orgulho nos leva ao Criador, nos ajuda a encontrar uma conexão com Ele e nos permite alcançar a altura do Criador.

Pergunta: Em que se transforma o orgulho neste caso?

Resposta: Em completo acordo com o Criador. Não resta nada além de alegria em obter a grandeza do Criador.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 04/11/21

O Que Não Pode Ser Repetido No Mundo?

610.2Apenas a possibilidade de fazer uma cópia é o verdadeiro critério de originalidade. Só a verdade autêntica pode ser objeto de imitação ou paródia (atribuída a Jacques Derrida).

Pergunta: Existe alguma coisa no mundo que não possa ser repetida?

Resposta: A única coisa que não pode ser repetida no mundo é a criação de algo do nada. Essa é a prerrogativa do Criador. Todo o resto pode ser repetido porque você já estará fazendo a partir do que foi criado do nada.

Pergunta: Existe um ponto interno disso em uma pessoa?

Resposta: Cada pessoa tem seu próprio ponto que rompe com seu egoísmo e lhe dá a oportunidade de criar de si mesmo uma semelhança com o Criador. Na medida dessa semelhança, ela será chamada de homem – Adão. “Adão” – da palavra “Domeh” (semelhante).

De KabTV, “Expresso de Cabalá”, 06/12/21

Vale A Pena Baixar O Ego?

963.6Nas Notícias (Times of India): “Baixos níveis de estresse e ansiedade são observados entre as pessoas que experimentam …  na diminuição da atividade nos lobos frontais, alcançada durante a meditação. Trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, os lobos frontais, processando informações e eventos complexos o tempo todo, quando experimentam uma atividade de baixa a nenhuma durante a prática de meditação ou oração, mergulham no reino da iluminação, onde não há estresse, aborrecimento ou preocupação. A atividade mais baixa no lobo frontal está ligada aos “sentimentos de entregar-se completamente a própria vontade”, afirma Andrew Newberg, neurocientista e autor de The Metaphysical Mind: Probing the Biology of Philosophical Thought. Quando nossa mente egoísta se submete completamente a algo infinito e maior que ela mesma, ela experimenta a iluminação0.”

Minha Resposta: Certamente, porque uma pessoa apaga tudo dentro de si em geral. Ela reduz muito seu ego e meio que se dissolve.

Este é um estado incorreto porque ao mesmo tempo que anula seu “eu”, sua personalidade, ela quer estar em um estado passivo de fusão com o ambiente na forma de um elemento inanimado.

Comentário: Os cientistas, no entanto, chamam esse momento de equilíbrio e proximidade com a natureza.

Minha Resposta: Claro que se eu me transformar em uma pedra, estou perto da natureza. Pelo contrário, se eu sou um egoísta que quer conhecer, descobrir, sentir e experimentar, isso já é um “eu” existente na natureza em sua forma individual.

É errado rebaixar seu ego porque é contra o progresso, contra o desenvolvimento, contra a evolução e contra a própria natureza. Isso nos aproxima do nível inanimado. Nós simplesmente não temos saída, assim chegamos a um estado de equilíbrio, paz, um estado imperturbável.

No entanto, em princípio, é necessário avançar até o ponto em que usamos claramente todo o nosso egoísmo, tudo o que pode aparecer deve ser revelado e desenvolvido em nós, e em um pico tão egoísta de sentimentos e mente, estamos em equilíbrio com a natureza.

Pergunta: Isso significa que é o desejo que afeta o trabalho do cérebro? Quanto mais você desenvolve o desejo, mais ativamente o cérebro começa a trabalhar e servir ao desejo?

Resposta: O cérebro existe apenas para perseguir o desejo. Se o desejo tem uma tarefa a cumprir, o cérebro nos ajuda a ser preenchidos com o que desejamos.

De KabTV, “Close-Up. Anamnese”, 19/02/10

Quando O Egoísmo Supera A Estrutura Externa

962.2Comentário: Quando certos desvios físicos ou morais são revelados em um ambiente secular, isso não causa muito choque, desde que essas pessoas não se distingam das outras, não finjam ser escolhidas por Deus e não ditem aos outros como se comportar.

Quando tal fenômeno é revelado nos círculos ortodoxos, é chocante.

Minha Resposta: O fato de as pessoas religiosas quererem mostrar que são especiais não é importante. Biologicamente elas são iguais aos outros, não têm nenhuma atitude especial e desejo interno de serem diferentes. Mas, mesmo assim, neste ambiente há muito boas relações, comunicação, fundos de ajuda mútua e uma certa quantidade de apoio.

Sua sociedade é construída de tal forma, puramente egoísta, que possui sistemas de assistência mútua. Este é o judaísmo comum, terreno, que ajuda as pessoas de muitas maneiras e lhes dá certa proteção moral e física, embora ao mesmo tempo preserve nosso desenvolvimento.

A religião não visa corrigir o homem. A religião é como a construção de casas, uma prática convencional. Assim como um hábito que uma pessoa tem da casa do pai, da comida da mãe, daquele modo de vida, a religião lhe dá um certo ambiente, uma casca para a existência: faça tais ações, organize sua vida de tal forma, isso o ajudará na vida.

E quando o egoísmo começa a se desenvolver, ele supera essa estrutura, e apenas a observância de rituais externos permanece de toda a religião enquanto não restam atitudes morais internamente.

De KabTV, “Close-Up. Retorno”, 19/02/10

Por Que A Demarcação Dos Judeus Está Ocorrendo?

559Pergunta: Jerusalém sempre foi considerada o coração de Israel e de todo o mundo em geral. Como aconteceu que Jerusalém hoje se tornou o centro do ódio entre o povo israelense? Os eventos mais negativos explodem ali: ódio entre religiosos e seculares, ódio aos movimentos religiosos entre si. Qual é a razão?

Resposta: Como os judeus são o grupo de pessoas que deixaram a antiga Babilônia com Abraão, que preferiam o desenvolvimento espiritual ao desenvolvimento material, ao longo de centenas de anos eles se desenvolveram espiritualmente, alcançaram a unidade com o Criador e estavam no nível do Templo. É quando uma pessoa se torna una com o Criador em seu coração e começa a sentir que existe eternamente.

Portanto, ao deixar o Egito (egoísmo), eles perceberam o chamado “para se tornar um homem com um coração”, ou seja, unir-se de forma a superar completamente todos os tipos de diferenças egoístas e repulsas mútuas.

Então eles alcançaram não apenas reaproximação mútua, mas também amor mútuo. Portanto, o Rabi Akiva, embora não tenha nascido judeu, foi o maior sábio na época da destruição do Segundo Templo, e exortou: “Não se esqueça de que amar o próximo como a si mesmo é nosso mandamento mais importante”.

No entanto, um ódio infundado irrompeu entre seus vinte e quatro mil discípulos. Eles caíram do nível espiritual e deixaram de sentir sua comunidade. E o mundo espiritual, o Criador, é sentido apenas em comunidade, em um único desejo integral. Portanto, depois de cair em um nível fragmentado egoísta, eles perderam o sentimento do Criador, o sentimento do mundo superior.

Desde então, o ódio mútuo, a repulsa mútua entre os judeus é muito maior do que entre o resto das nações do mundo. No entanto, do lado de fora, é percebido como assistência mútua dos judeus uns aos outros, mas apenas porque há um ódio mútuo de todas as nações em relação aos judeus, que os mantém juntos.

A ajuda mútua entre judeus se manifesta quando há um problema externo comum. Mas assim que desaparece, imediatamente há ódio mútuo e rejeição mútua. Isso é o que vemos em todos os lugares, e especialmente aqui em Israel.

Isso não é particularmente sentido no exterior porque não há nada para os judeus compartilharem; não há o bolo do estado, não há grandes pontos de contato uns com os outros. Os judeus vivem entre outras nações e, portanto, tudo se dilui. Eles precisam sentir que há alguém que possa ajudá-los, simpatizar, que espera por você e você conta com ele. Funciona lá.

Em Israel, onde não há tal motivo, surge um ódio terrível e mútuo, especialmente na parte religiosa, tanto que leva a manifestações muito desagradáveis.

A este respeito, uma pessoa religiosa hoje não difere de uma pessoa secular porque não persegue o objetivo de melhorar a si mesma. Uma pessoa não é criada sabendo que tem que amar outro indivíduo, ajudá-lo, cuidar dele, fundir-se com os outros em um todo e fundir-se com o mundo inteiro.

Religião não é Cabalá, não é correção humana. As pessoas construíram sua vida normal a partir disso. Ela as ensina o cumprimento mecânico dos mandamentos pelos quais supostamente receberão uma recompensa no próximo mundo. Ou seja, dirige-se puramente ao egoísmo humano.

Os crentes continuarão a se demonstrar como todos os outros, eles apenas o têm em uma sociedade fechada, velada. Portanto, quando de repente algo acontece, aparecem casos especiais que não podem ser escondidos. De fato, existem absolutamente os mesmos vícios que existem na parte não religiosa da sociedade.

Espero que tudo isso nos leve a lembrar do nosso principal mandamento “amar o próximo como a si mesmo”, que devemos ser uma luz para todas as nações do mundo.

Fomos favorecidos por Deus para dar o exemplo de união uns com os outros, como no Monte Sinai, e atrair o mundo inteiro para isso. Nesse caso, nos tornaremos verdadeiramente o elemento do mundo que devemos ser.

De KabTV, “Close-Up. Retorno”, 19/02/10

A Luz Superior É O Remédio Para Todos

570Hoje estamos no último momento de nosso exílio do espiritual quando todo o mal que só pode existir na humanidade se manifesta. Como é dito nos Profetas, eventos terríveis ainda são possíveis. Vamos tentar que eles não aconteçam. Vamos começar a nos corrigir antes que eles nos obriguem a ir para a correção com grande sofrimento.

Ao mesmo tempo, não há necessidade de culpar ninguém. Só precisamos dizer às pessoas qual é a nossa missão e não fazer um cálculo especial de quem está aqui ou quem é o culpado. Estamos todos em um estado de isolamento do espiritual. Somos todos egoístas, todos não corrigidos, todos terrivelmente doentes de egoísmo. Somos um tumor canceroso porque estamos completamente desconectados uns dos outros.

Portanto, devemos chegar à conexão, ao amor mútuo no nível das almas, e invocar a luz superior para nos corrigir. Isso é chamado de Torá.

Dizem: “Eu criei a inclinação ao mal, criei a Torá como um tempero”. Você precisa ver que você é um egoísta. E a educação religiosa esconde isso de uma pessoa, encoraja-a a se considerar perfeita, justa. Somente revelando o egoísmo a pessoa entenderá que é obrigada a corrigi-lo e atrair a luz superior, porque a luz corrige. É quando ela sentirá a correção.

Eu espero que a Cabalá seja revelada a todo o povo de Israel e ao mundo inteiro. Nós nos ajudaremos mutuamente na correção geral e chegaremos a um estado perfeito. E não adianta começar a descobrir quem é melhor, quem é pior. Estamos todos doentes e precisamos do mesmo remédio: a luz superior.

De KabTV, “Close-Up. Voltando”, 22/03/10

Abra O Mundo Superior Aqui E Agora!

527.02Pergunta: As religiões não falam sobre o valor desta vida. Siga mais mandamentos e você irá para o céu. Em princípio, essa abordagem anula completamente a mente e todas as perguntas?

Resposta: Não, essa abordagem é boa para o esquema social normal da sociedade. Mas eles realmente não dizem que há valor nesta vida, apenas além de suas fronteiras.

Mas a Cabalá diz algo diferente: você deve alcançar o seu mundo neste mundo. Abra o mundo superior aqui e agora, e você descobrirá que está na eternidade, no infinito, na perfeição.

Este mundo espiritual está aqui. Nós não o sentimos. Expanda esse órgão dos sentidos em você, abra-o e, a partir dele, você verá o mundo superior. É seu. E quando seu corpo morrer, você nem sentirá que está morrendo.

Ao desenvolver um nível superior, automaticamente paramos de sentir o anterior porque começamos a sentir o fluxo da vida em um nível diferente.

De KabTV, “Close-Up – Mistério da Esfinge”, 05/02/10

Por Que Os Milagres Nos Atraem Tanto?

568.01Pergunta: Alguns pesquisadores afirmam que a tendência das pessoas a acreditarem em milagres pode ser explicada fisiologicamente pelo fato de que uma certa parte do nosso cérebro é responsável por pensamentos irracionais e outra parte é responsável por corrigi-los.

Ao longo de milhões de anos de existência, narramos todos os tipos de mitos e contos de fadas uns aos outros, a fim de conectar todos os tipos de fenômenos naturais. Portanto, a crença em milagres e as tentativas da ciência de explicá-los logicamente é provavelmente inerente a nós no nível genético.

Você também acha que acreditar em milagres é uma tendência fisiológica? De onde vem isso?

Resposta: Uma pessoa quer aprender, acreditar e sentir o que está além de sua compreensão. A pessoa escuta atentamente, olha com atenção e tenta ir além dos limites de seus sentimentos. É por isso que os milagres nos atraem tanto.

Pergunta: Do seu ponto de vista, isso é bom ou ruim?

Resposta: Isso é bom! Este é um atributo humano! A pessoa não foge, pelo contrário, tenta chegar mais perto, para compreender este “milagre” se, claro, não a repele.

Pergunta: E se ela apenas acreditar em milagres e nem mesmo tentar explicá-los? Digamos que ela tenha tendência a acreditar.

Resposta: Isso já depende de seus cálculos, o que ela quer alcançar com tal atitude para com os milagres.

Eu não diria que devemos temer os milagres, tentar fugir deles, limitá-los ou colocá-los em algum tipo de estrutura religiosa. Precisamos apenas procurar uma explicação científica real para tudo o que nos parece um milagre.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 30/11/21

Nenhum Motivo Para Ficar Ofendido

960.2Pergunta: Muitas pessoas nos escrevem dizendo que levam uma vida sentindo-se ofendidas por diversos motivos. Existem pessoas que não conseguem perdoar seus pais por terem destruído seu casamento. Os professores ficam ofendidos com alunos ingratos. Os pais não perdoam seus filhos que os abandonaram.

De acordo com alguns psicólogos, tudo se enquadra em categorias específicas, e eles explicam três razões principais para se sentir insultado e as implicações desse sentimento. Eles dizem que se você for uma pessoa inteligente, você pode controlar esse sentimento, e eles explicam como você pode fazer isso. Qual é a sua atitude em relação à sensação de estar sendo insultado?

Resposta: Eu nunca fico ofendido por ninguém porque conheço a natureza humana, e quanto melhor eu conheço a natureza humana, melhor sei que não há ninguém com se ofender. Os Cabalistas dizem que se você se ofender por alguém: “Vá e diga ao artesão que me fez”, vá ao Criador que me fez do jeito que sou.

Pergunta: Esta é uma atitude séria?

Resposta: Não se trata de ser séria ou não – é a verdade. De onde podem vir os pensamentos, sentimentos, atributos ou ações de uma pessoa? Não há nada nela que seja dela. Ela está simplesmente totalmente encerrada no que a natureza faz com ela, o que significa o Criador.

Pergunta: Este é um estado sublime. Se voltarmos para uma pessoa terrena comum, por exemplo, pais cujos filhos não ajudam e os abandonaram ou alguém que traiu seu amigo, como alguém pode lidar com tais emoções? Você disse que se você entende a natureza humana, é possível não ficar ofendido de forma alguma.

Resposta: Verdade. Isso é o que você deve fazer e assim você é realmente um ser humano. Você está totalmente do lado da outra pessoa.

Pergunta: Da pessoa que o machucou?

Resposta: Daquela que o machucou. Não estou falando apenas sobre ser ferido. Eu acredito que precisamos atingir um tal nível em nosso desenvolvimento em que você comece a entender que todas as outras pessoas ao seu redor são como fantoches em uma corda e que o Criador as controla para que você se corrija em relação a elas e seja capaz de justificá-las e desejar-lhes tudo de bom.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 29/11/21

O Impacto Da Humanidade Nas Erupções Vulcânicas

962.4Pergunta: Existe uma conexão entre erupções vulcânicas e relações entre as pessoas?

Resposta: Estamos todos em um sistema em todos os níveis da natureza inanimada, vegetal, animal e falante, então tudo o que acontece em um nível afeta todos os outros níveis. Pessoas no nível falante têm o maior impacto. Se suas relações são desequilibradas, as energias negativas que derivam delas afetam todos os outros níveis.

Pergunta: O sentimento de ódio atrai energia que causa danos cumulativos ao mundo?

Resposta: Claro. Porque tudo é energia, sentimento, atitude.

Pergunta: Especialistas que falam sobre a emissão de gases de efeito estufa afirmam que a crise climática exige que o homem também mude. Qual é a mudança que precisa ocorrer no nível humano?

Resposta: Uma mudança nas relações entre as pessoas. Se as pessoas mudarem, a conexão calma, equilibrada e boa que elas trarão ao mundo impactará todos os níveis da natureza: o inanimado, o vegetativo e o animal. O homem é responsável por tudo, “Sua mão estará sobre todos, e a mão de todos sobre ele.”

De \KabTV, “Conversa com Jornalistas”, 28/10/21