Textos na Categoria 'Amor'

“Entre Os Estreitos: Israel Complacente Entre Terremotos E Pipas De Fogo”

“Entre Os Estreitos: Israel Complacente Entre Terremotos E Pipas De Fogo”

O maior portal, Breaking Israel News, publicou meu novo artigo: “Israel Complacente Em Meio A Terremotos E Pipas De Fogo”

Disse mais o Senhor a Moisés: Tenho visto a este povo, e eis que é povo de dura cerviz. Êxodo 32: 9 (A Bíblia de Israel)

Bombeiros israelenses extinguem fogo em um campo de trigo. (Crédito: Yonatan Sindel / Flash90)

Mais de cem dias de fogo nas áreas do sul de Israel em torno da faixa de Gaza, e quase ninguém se importa. Vinte incêndios eclodem a cada dia, consumindo milhares de metros quadrados de áreas agrícolas, campos e plantações, enquanto a maior parte do público israelense permanece despreocupada. Por que nos mantemos complacentes?

E à medida que a terra do Sul está ardendo, a terra do Norte está tremendo. Mais de uma dúzia de terremotos em várias intensidades ocorreram em torno de Tiberíades na última semana, e o público permanece indiferente. Que tipo de chamada de despertar precisamos? Que nível na escala Richter vai abalar nossos corações? Até que ponto as pipas de fogo precisam voar para nos despertar do coma?

Simbolicamente, o calendário hebraico mostra que estamos exatamente “entre os estreitos” – as três semanas de dificuldades e aflições que atingiram o povo de Israel, levando à ruína do Templo. Assim como o povo no reino da Judéia era indiferente ao seu destino coletivo, o povo israelense de 2018 está preocupado principalmente com seus interesses limitados.

No entanto, as coisas parecem ser diferentes em 2018. Israel tem a reputação de ser um dos países mais fortes do mundo – tanto militarmente, diplomaticamente e economicamente. Mas nosso sucesso temporário depende de uma realidade preocupante: os países hostis ao nosso redor ainda precisam se unir e dar as mãos em um esforço para nos destruir.

Claro, somos uma nação que não gosta de ouvir reflexões preocupantes sobre nós mesmos. Mas também somos um “povo de dura cerviz”. Nós nos apegamos ao que temos, alheios às lições que já aprendemos nos momentos mais difíceis de nossa história. Nós somos indiferentes à nossa indiferença.

Os garotos presos em uma caverna na Tailândia nos preocupam muito mais do que apagar os fogos a poucos metros de nós, e isso indica que algo na nação israelense está completamente fora de sintonia. Não podemos ver o principal motivo de preocupação, bem debaixo dos nossos narizes.

“Os pobres da sua cidade vêm primeiro”, diz a Torá. Nossa principal preocupação deve ser aqueles próximos a nós, de norte a sul. E nossos representantes eleitos deveriam começar a consertar o país, em vez de colocar todos os seus esforços na tentativa de “consertar” uns aos outros.

Em vez de esperar que o próximo problema venha dos céus ou do subsolo, devemos começar a reconhecer nosso destino coletivo, vendo todos esses golpes como clarões. Cada golpe nos diz para estreitar ainda mais nossos laços, aumentar nossa preocupação um pelo outro, e começar a viver pelo cerne da nossa nacionalidade, sendo “como um homem em um coração”.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, a reconstrução do Templo não é sobre colocar tijolos e erigir paredes. É sobre construir uma conexão sólida entre nossos corações. É isso que precisamos construir para nós e para o mundo. Temos que demonstrar um novo nível de cuidado mútuo e vínculo humano que acabará por espalhar “luz às nações”, mas isso tem que começar bem aqui, entre nós.

Breaking Israel News: “Breaking Israel News – Hamas & Israel“

O maior portal, Breaking Israel News, publicou meu novo artigo “Breaking Israel News – Hamas & Israel”:

“Quando há amor, amizade e unidade em Israel, nenhuma calamidade pode acontecer com eles, e todas as maldições e tormentos são afastados”.
Maor VaShemesh

Antes mesmo de reconhecermos a recente ameaça, já nos deparamos com um suspiro de alívio, enquanto o cessar-fogo com o Hamas parece se firmar.

Mas você estaria errado em assumir que o problema está resolvido. Como sempre, vivemos em uma trégua temporária, sentindo-se calmos apenas antes da próxima tempestade chegar. Então, desta vez, que tal aproveitar a paz mental temporária para nos despertarmos e fazer algumas perguntas sérias antes do que virá a seguir?

Vamos começar com o que o Hamas realmente quer de nós?

Rav Kook nos diz o seguinte: “Se não podemos soprar o chifre para a redenção, os inimigos de Israel, como Amaleque, Hitler e assim por diante, se levantam e sopram em nossos ouvidos pela redenção”.

Juntamente com Rav Kook, muitos dos grandes sábios de Israel – “os capitães espirituais da segurança de Israel” se quiserem – escreveram que a solução para todas as nossas ameaças é a nossa união. O Maor VaShemesh coloca em uma fórmula simples: “Quando há amor, amizade e unidade em Israel, nenhuma calamidade pode acontecer com eles, e todas as maldições e tormentos são afastados”.

Em outras palavras, quando sopramos a trombeta do amor e da união entre nós, o mundo inteiro está escutando, mudando sua atitude em relação a nós de uma maneira positiva. Mas quando deixamos de fazer isso, nossos inimigos nos despertam com golpes para abrir nossos ouvidos. O Hamas é apenas o inimigo de plantão.

Como isso funciona exatamente?

Os sábios não estavam sendo poéticos em seus escritos e não estavam praticando pensamento positivo. Eles estavam descrevendo um sistema mais profundo de leis que opera a sociedade humana através da dinâmica entre Israel e as nações do mundo.

O Livro do Zohar descreve o mundo inteiro como uma vasta rede de conexões complexas. O povo de Israel contribui para uma junção central na rede, e tem um papel vital único: unir “como um homem com um só coração” e dar o exemplo positivo ao resto da sociedade humana – “ser uma luz para as nações”.

Portanto, quando trabalhamos em nossa unidade, não apenas em momentos de aflição, uma influência curadora da unidade flui através da “junção de Israel” ao resto da rede humana, espalhando-se por toda e qualquer pessoa. Em contraste, quando causamos um engarrafamento no entroncamento central, atraímos o ressentimento inconsciente das nações do mundo, que se manifesta de várias formas, da crítica ao ódio, à violência direta.

Assim, independentemente de como a luta com o Hamas se desenrola, Israel ainda parecerá culpado aos olhos das nações.

A última onda de pressão do Hamas fez com que a resiliência nacional de Israel levantasse a cabeça por alguns instantes. Em vez disso, deve servir como um lembrete de como devemos nos tratar diariamente, para que possamos nos tornar o farol da unidade e da conexão positiva que o mundo inteiro, no fundo, espera que sejamos.

The Times of Israel: “Starbucks e Roseanne: O Momento De Reconhecimento Da América No Twitter”

O The Times of Israel publicou meu novo artigo “ Starbucks & Roseanne: O Momento De Avaliação Da América Representado No Twitter

Quando Roseanne Barr acende uma tempestade sobre um tweet racista assim que a Starbucks fecha 8.000 lojas para um treinamento maciço anti-tendencioso, você sabe que a América está passando por momentos de avaliação em relação ao seu problema de racismo.

O presidente executivo da Starbucks, Howard Schultz, acredita que “estamos vivendo em uma época na América onde há uma fratura da humanidade”. Mas, na minha opinião, a fratura já existia antes e desta vez é única porque podemos ver as coisas muito mais claro e avançar muito mais rápido.

O mundo interconectado de hoje deixou claro para a Starbucks que eles precisam tomar uma atitude séria se desejarem manter bons negócios, assim como fez a ABC agir rapidamente para cancelar o programa de TV da Roseanne.

A sociedade americana, no entanto, pode usar esse ponto único no tempo para fazer alguns movimentos claros em direção a um futuro mais unido.

Em primeiro lugar, não devemos tomar como certo que as pessoas que prestam serviço serão objetivas em relação a seus clientes. É preciso um processo educacional e uma prática contínua, e não é preciso uma crise para chegar lá. Todas as pessoas que trabalham no atendimento ao cliente devem passar por uma sessão de treinamento básico ou por uma série de sessões, onde aprendem a se relacionar igualmente com todos os clientes, sem se importar com a aparência ou o local de origem.

Empresas e serviços públicos devem ser obrigados por lei a qualificar seus funcionários antes de colocá-los no trabalho. Se a América quer realmente acabar com todos os remanescentes da segregação racial, esse treinamento deve ser obrigatório para as organizações, a fim de manter sua licença para operar.

Agora, enquanto os regulamentos podem funcionar para situações de atendimento ao cliente, quando se trata de nossas atitudes para com o outro como uma sociedade, há um processo psicológico gradual que precisa acontecer. Temos que ir além dos slogans e da pregação moral e desenvolver um senso real de nossa humanidade comum.

Vamos encarar isso. A divisão racial não desaparecerá sozinha. Nós temos que trabalhar nisso como uma sociedade. Nós também temos que perceber que as pessoas são produtos de como elas foram educadas, suas influências infantis e o que elas passaram na vida. Para algumas pessoas, é mais fácil ignorar as diferenças e, para outras, não é.

A solução é que, acima de todas as diferenças, nós trabalhamos continuamente para alcançar um nível superior de unidade social, ativando nossa fiação inerente para nos conectarmos como seres humanos em todas as oportunidades possíveis.

Por exemplo, o que aconteceria se os EUA, como um todo, praticassem algo semelhante ao que a Starbucks acabou de fazer? Que tal um treinamento básico de solidariedade e conexão humana que seria apresentado em todas as escolas, locais de trabalho, órgãos federais e assim por diante?

De uma perspectiva global, a sociedade está apenas começando a arranhar a superfície de nossa verdadeira natureza, e não há nada de que se envergonhar porque fomos todos concebidos da mesma maneira. Precisamos colocar tudo isso na mesa e entender como trabalhar com isso.

Curiosamente, eu disse tudo em um tweet há apenas um mês – um tweet de Roseanne Barr.

Corpo Físico E Alma

laitman_626Pergunta: O corpo humano é parte da criação?

Resposta: O corpo físico não faz parte da criação e não tem nada a ver com a alma. Você pode fazer qualquer coisa com o seu corpo, mas a alma se desenvolve de acordo com suas próprias leis específicas.

Pergunta: O que significa quando está escrito que as centelhas da alma caíram neste mundo e se vestiram em corpos?

Resposta: Este mundo significa apenas egoísmo. Portanto, as centelhas da alma não caíram neste mundo e não nos corpos, mas no egoísmo.

Nosso corpo e o que observamos, vemos e percebemos com nossos cinco sentidos corpóreos pertence ao nível animado. A Cabalá não diz nada sobre o nível animado.

Da Lição de Cabalá em Russo 14/01/18

Como Se Tornar Bem-Sucedido

laitman_565.01Pergunta do Facebook: Eu ouvi muitos conselhos diferentes sobre como se tornar bem-sucedido. Qual é o seu conselho como Cabalista sobre como se tornar bem-sucedido?

Resposta: Primeiro, imagine que você é bem-sucedido e não precisa se tornar ninguém.

Segundo, o sucesso é de curta duração ou perfeito e eterno, e daí é um sucesso na conexão com o Criador, na ascensão acima do nosso mundo. Se você deseja esse tipo de sucesso, o método da Cabalá está a seu serviço.

No caminho para a sua realização, você entenderá que o próprio avanço é considerado sucesso.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 27/02/18

Decifrar O Pentateuco

laitman_527.07Pergunta: O que significa dizer que a Cabalá é revelada no mundo se o principal livro Cabalístico, o Pentateuco de Moisés, foi publicado em bilhões de cópias?

Resposta: E como a Torá (a Bíblia) é revelada? Sua essência permanece oculta.

Este livro foi escrito há 3.000 anos. Seu surgimento é um evento extraordinário. Como está escrito, sua linguagem é maravilhosa!

No entanto, o fato é que ninguém entende a verdadeira essência da Torá, e esta verdadeira essência deve ser revelada.

Após a Torá, existem os Profetas (Neviim) e as Escrituras (Ktuvim). Todos esses livros são ótimos, mas estão escritos em uma linguagem que precisa ser decifrada.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/12/17

O Criador Escolheu Você

laitman_284É dito sobre o povo de Israel: “O Criador escolheu você”. Ele os escolheu, dando-lhes um desejo maior e mais desenvolvido de desfrutar. Isso os faria sentir a necessidade de se envolver no propósito da criação e correção, e encontrar uma resposta à questão sobre o sentido da vida.

Tais questões foram reveladas em um pequeno grupo de pessoas que Abraão tirou de todos os babilônios e formou como o grupo de “Israel” (Yashar-Kel – direto ao Criador). Foi assim que seu desejo interior, recebido de cima, foi dirigido.

Após a quebra da alma de Adão da árvore do conhecimento, todas as partes caíram e se misturaram. Mas sob a influência da Luz que reforma, as partes mais leves e menos quebradas da alma começam a subir primeiro. O povo de Israel parece o mais egoísta, mas isso ocorre porque o egoísmo se revela neles. Na verdade, o maior egoísmo reside nas almas que sobem mais tarde.

Primeiro, houve uma quebra e a mistura de todas as partes, e depois filtrou-se a partir deste sedimento, de todas as suas camadas, e distribuiu-se de acordo com os graus do egoísmo. A mesma ordem se aplica ao nosso mundo. Existem pessoas, cientistas e inventores muito inteligentes, e há especialistas técnicos e engenheiros que implementam essas invenções na prática. Então essas inovações são transferidas para as pessoas usarem.

O mesmo ocorre na sabedoria da Cabalá: existem estudiosos que são Cabalistas. Depois, há a “equipe técnica”, os alunos que tomam essas ideias e as levam às pessoas. E quando as pessoas a recebem, todos a usam para o melhor de suas habilidades.

Por exemplo, quando uma pessoa compra um carro, ela não se importa com o que está dentro do carro, o principal é aprender a dirigi-lo. Mas há especialistas que construíram este carro e entendem como funciona. A sabedoria da Cabalá é organizada do mesmo modo que outras ciências.

Nossa geração está em crise porque é hora de sabermos como a natureza funciona e de conhecer todos os seus sistemas. Nós já nos realizamos plenamente na forma material: o que mais podemos fazer, adicionar mais alguns botões? Uma pessoa continuará a ser a mesma por dentro.

Ao longo da história do desenvolvimento, o homem tentou construir sistemas externos que lhe proporcionem felicidade, alegria e tranquilidade. E nós construímos um paraíso material ao nosso redor, mas vemos que isso não trouxe felicidade.

Pelo contrário, atingimos um beco sem saída. O bem-estar material não nos liberta dos problemas e não nos satisfaz. É agora que revelamos que estamos completamente vazios, embora estejamos em plena abundância. Isso é chamado de realização do mal, na qual entendemos que precisamos nos corrigir internamente, porque é aqui que o problema reside. Portanto, chegou a hora dessa correção.

Como outrora nos envolvemos na correção do mundo externo, agora precisamos recorrer à correção do mundo interior do homem. E nesta, também, há “cientistas”, “engenheiros” e “usuários”.

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 08/02/18, Lição sobre o Tema: “Dia de Unidade da Nação Israelense”

Nova Vida #198 – Apaixonar-se, Parte 2

Nova Vida #198 – Apaixonar-se, Parte 2
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

O que influencia o processo de se apaixonar? O que devemos aprender sobre nós mesmos para se comunicar corretamente? E como os relacionamentos servem como um meio para esclarecer nossa necessidade de conexão mútua?

Construir uma verdadeira conexão interna com um parceiro abre um mundo inteiro. Nós começamos a tocar juntos com um acorde de complementaridade mútua. Fazer parte de um grupo que visa à conexão em geral pode nos apoiar na nossa busca pelo parceiro certo.

De KabTV “Nova Vida # 198 – Apaixonar-se”, Parte 2, 20/06/13

Meus Pensamentos No Twitter, 18/01/18

twitterPor Que A Pena De Morte para #Terroristas Não Resolverá O Terrorismo … E O Que Resolverá @TimesofIsrael #penademorte #Israel

Do Twitter, 17/01/18

Como Visualizar A Conexão Entre Nós

laitman_264.01Pergunta: Como podemos visualizar a conexão entre nós?

Resposta: Aqueles que não alcançaram a espiritualidade e só querem entrar nela podem imaginar essa conexão de diferentes formas. As conexões entre nós já existem; nós simplesmente não as vemos. Elas nos serão reveladas à medida que adquirirmos a intenção de doar.

Você já viu como os raios laser são revelados usando um spray especial na sala? Depois de usar um spray especial, esses feixes tornam-se visíveis. Mas sem o spray, eles eram invisíveis porque não tinham nada para revelá-los.

Isto é exatamente o que precisamos fazer porque as conexões entre nós já existem. Nós precisamos apenas nos esforçar para que nossos relacionamentos se tornem tão amorosos quanto possível. Então, esses laços invisíveis começarão a brilhar e sentiremos que eles realmente existem. Dessa forma, poderemos descobrir a rede que nos conecta, que já está disponível.

Vamos revelar gradualmente a sua crescente e maior complexidade e acharemos que estamos todos interligados por uma infinidade de laços. Esses laços se tornarão mais espirituais, ou seja, destinados à doação.

Isso acontecerá a cada passo, como se diz, “o lixo do superior é alimento para o inferior”; isto é, nós precisamos nos aperfeiçoar constantemente para tornar nossos relacionamentos mútuos mais qualitativos e altruístas.

Em última análise, o mundo inteiro se juntará a essa rede de conexões porque somos todos um único vaso espiritual.

Da Lição sobre O Livro do Zohar, 24/12/17