Uma Iluminação Especial Através do Grupo

laitman_962.1O grupo é o rosto do Criador, Sua imagem. Ele não tem outra imagem senão “Israel, a Torá e o Criador são um.” Portanto, existe: “Eu, o grupo e o Criador” – três componentes que se conectam em um. Ou podemos dizer que por trás de cada amigo está o Criador. O mesmo Criador que desejo ver, devo construir em minhas relações com meus amigos.

Para avançar até o Criador, preciso executar uma ação completamente diferente para construir Sua imagem, como eu a imagino, em minhas relações com meus amigos. Vamos verificar se eu identifico a imagem do Criador no grupo ou não? Eu organizo o grupo de acordo com a imagem do Criador que imagino? Nós nos conectamos para construir a imagem do Criador em nossas relações?

É dito: “Você Me criou”. É como se eu pegasse argila ou jogasse massa e formasse a imagem do Criador no relacionamento com os amigos. De cima para baixo, o Criador cria uma pessoa e, de baixo para cima, uma pessoa cria o Criador. 1

First, the Creator awakens me with a thin ray in which there is nothing but this brief awakening. But through the group, a window through which I can reveal all of reality until the end of correction opens for me because the group represents the image of the Creator.

A luz que leva à conexão com o Criador é primária. É pequena, fraca, mas próxima. E a luz que dá conexão ao grupo é forte, multifacetada, poderosa. Elas diferem como um sinal de áudio que transmite apenas voz em comparação com um sinal de vídeo que transmite uma imagem completa com muitos dados.

Primeiro, o Criador me acorda com um raio fino no qual não há nada além desse breve despertar. Mas através do grupo, uma janela através da qual eu posso revelar toda a realidade até o final da correção se abre para mim porque o grupo representa a imagem do Criador.

A correção final significa que expandimos nosso Kli da percepção para que ele contenha toda a manifestação do Criador, toda a Sua doação infinita. Isto é, eu preciso descobrir uma conexão ilimitada na dezena, e essa será a correção final.

Se eu aspiro ao Criador sem a dezena, este ainda é um despertar egoísta devido ao fato de que o Criador me excita. Ainda assim, já vejo que não se deve afogar no egoísmo, mas supostamente quero encontrar um desejo pertencente ao Criador. Essa ainda é uma atitude egoísta, mas já um passo à frente.

Se eu quero me conectar com o Criador através do grupo, isso significa que uma iluminação especial chega a mim através dele. Talvez eu ainda não entenda isso, mas inconscientemente sinto e começo a alcançar o grupo. Portanto, o grupo se torna importante para mim.

O desejo pelo grupo sugere que uma pessoa receba iluminação através dele. Eu quero me apegar ao Criador para me apegar ao grupo, que para mim adquire a importância do Criador.

Na medida em que imagino o Criador dentro do grupo e o grupo se apresenta em equivalência de forma com o Criador, nessa medida estou em adesão com os dois e realmente encontro o Criador no grupo. Isso significa que o vaso e a luz se tornam iguais e a luz começa a se vestir dentro do desejo. 2

Da 2ª  parte da Lição Diária de Cabalá 14/10/19, Preparação à Convenção da Europa

1 Minuto 20:00
2 Minuto 43:25

Comente