Novos Decretos Do Presidente Trump

laitman_202_0Nas Notícias (The Washington Post): “A ordem executiva do presidente Trump, que proíbe temporariamente a entrada nos Estados Unidos de migrantes de sete países, em sua maioria muçulmanos, e refugiados de todo o mundo, alimentou confusão, angústia e uma onda de protestos em todo o país no domingo.

“Mesmo que os funcionários da administração tentassem esclarecer o alcance da ação de Trump – ‘Essa não é uma proibição muçulmana’, o presidente disse em uma declaração – os limites exatos de seu alcance e questões legais sobre sua constitucionalidade permaneceram sem solução. O mesmo aconteceu com a questão de saber se a administração cumpriria as ordens de juízes federais de suspender temporariamente a proibição de viajar.

“Protestos raivosos eclodiram em terminais de aeroporto de costa a costa. Dezenas de milhares de pessoas protestaram diante dos portões da Casa Branca, na Praça Copley de Boston e no Battery Park de Nova York, com suas vistas para a Estátua da Liberdade”.

Meu Comentário: Se Trump não limitar a entrada de imigrantes é bastante claro que as coisas serão muito piores no futuro. O que vemos na Europa é um sinal de alerta para ele.

Pergunta: Será que ele entende que está brincando com fogo? Afinal, as ruas estão cheias de manifestantes.

Resposta: Se uma pessoa é eleita democraticamente e a democracia pertence aos jovens e liberais, por que eles não agem de acordo com a mesma ordem democrática? Acontece que a democracia vale apenas para o que eles tomam partido, e se não, então não é mais democracia, mas fascismo. Por que eles acreditam que não há espaço para outros pontos de vista?

Pergunta: A que novo nível podemos nos referir em relação aos EUA e o mundo? Trump trouxe uma abordagem totalmente nova. A Europa também gostaria de ser semelhante a Trump.

Resposta: Claro. Quanto mais atrasarmos o desenvolvimento da sociedade, mais ela se desviará para a direita, o que levará ao fascismo e aos partidos de ultra-direita de quem ninguém se beneficiará. Se os partidos de esquerda na Europa continuarem a deter o poder por qualquer meio antidemocrático, em última instância, a extrema direita entrará no poder.

Trump personifica os EUA moderado, de uma perspectiva comercial e financeira. Ele deve fazer isso. Há grandes forças atrás dele que não cederão. Além disso, Trump tem coragem. Ele é um homem que já sofreu tudo, então para ele as demonstrações são insignificantes.

Os EUA devem simplesmente dizer que, embora ninguém nos obrigue, vamos alocar os meios para construir um Estado normal, distritos normais para milhões de pessoas do Iraque, Síria e outras regiões. Faremos isso, mas não permitiremos um número tão grande de pessoas em nosso país em total desordem como fez Obama.

Eu acredito que Obama permitiu a entrada de perto de 10 milhões de pessoas nos EUA. Ninguém sabe que bomba-relógio há sob a superfície e como ela vai explodir. Já podemos ver os sinais disso na Europa.

Em 20 a 40 anos, esses milhões de imigrantes com sua tendência de se multiplicar, sua influência e seu desejo, se tornarão um tal poder nos Estados Unidos que mudarão tudo. Eles têm uma mentalidade, religião e natureza totalmente diferentes. Os EUA primeiro precisam descobrir o que está acontecendo com ele. É um país que agora está no meio de um processo destrutivo em comparação com o que era 50 a 60 anos atrás.

Pergunta: A mesma coisa está acontecendo na Europa agora. O que esse passo requer?

Resposta: A Europa precisa se dispersar rapidamente. O divórcio às vezes pode evitar muitos problemas, pois, caso contrário, os dois lados começam se a odiar, a bater e destruir, a tomar advogados caros só para provar um ao outro que está certo. No final, os dois lados quebram e são deixados com nada, como acontece frequentemente em um divórcio, e as crianças também sofrem. Essa é a razão pela qual a Europa deve se “divorciar”. Assim, a mudança de poder será mais ou menos pacífica, e cada Estado existirá de forma relativamente independente. Os democratas e os liberais chegarão a um beco sem saída, por isso devem fazer isso. Se continuarem a manter o poder, invocarão o surgimento de regimes fascistas radicais de direita, totalmente opostos a eles. Eu os aconselho a implementar uma mudança democrática pacífica de poder hoje, da forma como eles e os europeus querem.

O tempo de uma Europa unida já passou. Ele foi desatado não de acordo com os princípios sobre os quais a UE deveria ter sido baseada. Nós conversamos sobre isso muitas vezes. Agora a Europa deve se dividir, e assim será capaz de se reconectar, mas apenas depois que toda a população foi educada e aprendeu a razão de todos os problemas.

Pergunta: Que qualidades os líderes da Europa precisam agora?

Resposta: Os líderes europeus de hoje devem ser pessoas que buscam a liberalização correta segundo a qual as pessoas são amigas, camaradas e irmãs; quando todos se apóiam, quando há boas relações entre as pessoas, acima de suas diferenças.

Religião, status econômico ou origem não devem afetar as relações mútuas entre as pessoas. As pessoas devem trabalhar para conseguir isso, para mudar a natureza humana, e isso exige décadas de trabalho árduo. É exatamente o que precisa ser feito na Europa. Então seria possível abrir as fronteiras para aqueles que foram reeducados e eles serão capazes de entrar na Europa.

Pergunta: Os mesmos requisitos se aplicam aos EUA?

Resposta: Aos EUA e ao mundo inteiro! As pessoas precisam começar um processo de reeducação e só então serão realmente capazes de estabelecer um bom mundo comum.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 30/01/17

Comente