“E Não Cobiçarás A Mulher Do Teu Próximo”

laitman_527_01Torá, “Deuteronômio”, 5:21: E não cobiçarás a mulher do teu próximo … .

Aqueles estados em que eu vou para frente devem ser sempre dirigidos apenas para a doação e não se destinam para o meu próprio bem.

A pessoa está em um estado muito interessante, enquanto está no caminho espiritual. Por um lado, estou sozinho e o mundo inteiro está dentro de mim, como é dito, “A pessoa é um mundo pequeno”.

Por outro lado, todos os meus desejos internos parecem-me como personagens que existem fora de mim. O mesmo aplica-se aos meus amigos e associados, parece-me que eles existem fora de mim, e então, gradualmente, eu começo a perceber que eles estão todos dentro de mim.

Portanto, eles são meus “próximos”. E todos os seus desejos chamados “esposas” ou “a sua parte feminina” (desejo de receber) têm de ser processados ​​por mim no nível di doação, quando eu viosto-me neles, isto é, por causa deles, e trabalhar nesses desejos.

Isso significa que eu não quero “a esposa do meu vizinho”. Eu só trabalho no nível do “ama ao próximo como a ti mesmo”. Este é um sistema sério.

Os dez mandamentos da Torá estão no nível das dez Sefirot. O mandamento “não cobiçarás a mulher do teu próximo” é o mais grave deles porque se relaciona com a qualidade egoística interna mais baixa. A propósito, não tem nada a ver com o egoísmo no nosso mundo e com os estados físicos entre os sexos.

Isso fala sobre a melhor maneira de dirigir o nosso egoísmo com a intenção de doar para a conexão comum entre nós no nível superior, onde não há uma divisão de gêneros. Afinal, os homens e as mulheres são desejos e intenções em vez de qualidades físicas.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 16/3/16

Comente